Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 1 de setembro de 2015

Tumor de pele parecendo 'chifre' cresce em cabeça de idosa na China

Chinesa Liang Xiuzhen, de 87 anos, viu crescer em seis meses estranho tumor na sua cabeça (Foto: Europics/The Grosby Group)
Foto: Europics/The Grosby Group
Chinesa Liang Xiuzhen, de 87 anos,
viu crescer em seis meses estranho
tumor na sua cabeça
Tumor queratinizado cresceu de forma anormal por seis meses. Mulher de 87 anos sente dores e não consegue dormir por causa do 'chifre'
 
Um tumor cresceu de forma anormal na cabeça da chinesa Liang Xiuzhen, fazendo ela ser conhecida como “Mulher Unicórnio”. Pelos últimos seis meses, o tumor queratinizado (com formação de queratina, um tipo de proteína fibrosa) de 13 centímetros cresceu na cabeça da mulher de 87 anos.

De acordo com o filho da idosa, Wang Chaojun, algo que parecia ser uma pinta negra começou a nascer na cabeça de sua mãe há sete ou oito anos. Quando a idosa reclamou de coceira, a família procurou a medicina tradicional chinesa para aliviá-la.

Mas, há dois anos atrás, a pinta começou a se transformar em uma massa parecida com um chifre do tamanho de um dedo pequeno. Acidentalmente, Xiuzhen “quebrou” o pequeno chifre em fevereiro e, desde então, o tumor começou a crescer rapidamente.

“Agora o chifre machuca a minha mãe e ela não consegue dormir. Ele também sangra de vez em quando”, afirmou Chaojun, segundo a agência Grosby Group.

Médicos da província Sichuan, na China, diagnosticaram que a idosa tem “cornu cutaneum”, um tumor de pele queratinizado com a aparência de chifre. Chaojun afirmou que os médicos acreditam que o tumor pode ser removido com cirurgia, mas a família de Xiuzhen teme pela idade avançada da idosa e considera outras opções. “Minha mãe é idosa, o chifre está em uma área sensível da sua cabeça. Eu não estou confiante sobre a cirurgia. Se algo der errado, seria terrível”, disse o filho da idosa.
 
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário