Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 26 de junho de 2012

Ômega-3 reduz risco de inflamação em obesos saudáveis, diz pesquisa

Pesquisa da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, mostra que uso de suplementos de ômega-3 reduz risco de inflamação em adultos saudáveis, mas com sobrepeso, sugerindo que esta seria uma forma de prevenir e tratar certas doenças.

Para realizar o estudo, os pesquisadores recrutaram 138 adultos (45 homens e 93 mulheres) de meia idade (média de 51 anos) que estavam com boa saúde, porém acima do peso, e que tinham um estilo de vida sedentário – uma vez que a inflamação crônica está relacionada ao excesso de gordura corporal. Baseado no índice de massa corporal (IMC), 91% dos voluntários estavam com sobrepeso e 47% eram obesos.

De forma aleatória – e sem alterar seus hábitos alimentares ou estilo de vida – os participantes receberam um comprimido de placebo ou um suplemento de ômega-3 de 2,5 gramas ou de 1,25 gramas durante quatro meses. O ômega 3 é uma gordura considerada boa e que pode ser encontrada em nozes e principalmente no salmão.

Ao final do período, os pesquisadores constataram que aqueles que tomaram os suplementos de ômega-3 apresentaram níveis mais baixos de duas proteínas no sangue que são marcadores conhecidos de inflamação, também chamados de citocinas pró-inflamatórias. O grupo que tomou a menor dose diminui em 10% os níveis desta citoncina, enquanto o de maior dose diminuiu em 12%. A diferença pode não ser tão significativa, mas aqueles que tomaram o placebo tiveram um aumento de 36% da proteína associaçada à inflamação.

Ômega-3 previne inflamação
“Esses dados apóiam a idéia de que uma dose maior de omega-3 não é melhor do que uma dose mais baixa em termos de prevenção da inflamação”, diz Martha Belury, coautora do estudo.

Outro resultado mostrou também que o uso do suplemento – independente da dose – diminuiu a diferença entre os níveis de ômega-6 e ômega-3 no sangue. O ômega-6 é a gordura insaturada, encontrada principalmente nos óleos vegetais e quando consumida em excesso, pode gerar uma série de doenças. A proporção de ômega-6 para ômega-3 na dieta ocidental é de geralmente 17 para 1, uma relação que os pesquisadores sugerem que deve ser reduzido em 4 para 1 ou mesmo 2 para 1.

Segundo, isto significa que, em termos de regulação da inflamação, o uso de suplementos de ômega-3 por pessoas com sobrepeso ou obesas é uma forma de mante-las saudáveis.

“Este é o primeiro estudo a mostrar que suplementos de ômega-3 levam à alterações em marcadores inflamatórios no sangue de pessoas com sobrepeso, mas saudáveis”, diz Jan Kiecolt-Glaser, principal autor do estudo. “Em termos de regulação da inflamação, isto sugere que esta seja uma maneira de mantê-los assim”, conclui.

Inflamação crônica
A inflamação crônica está relacionada a várias condições, incluindo a doença cardíaca coronária, diabetes tipo 2, artrite e doença de Alzheimer, bem como a fragilidade e o declínio funcional comuns ao envelhecimento.

A depressão está também associada com inflamação crônica, apesar de os mecanismos por trás desta relação não estarem claros. Neste estudo, os pesquisadores também procuraram determinar se os ácidos graxos ômega-3 poderiam reduzir os sintomas de depressão, mas os participantes apresentaram poucos sintomas no início do estudo, assim nenhuma redução significativa foi observada.

Fonte O que eu tenho

Entenda como se desenvolve o cérebro dos bebês

Pesquisas mostram como estimular o desenvolvimento cerebral desde os primeiros meses de vida

A pesquisadora americana Lisa Freund, neurocientista na instituição The Eunice Kennedy Shriver National Institute of Child Health and Human Development (Nichd), nos Estados Unidos, explica, em entrevista, como o cérebro dos bebês se desenvolve nos primeiros dois anos e como os pais podem estimulá-lo. Confira abaixo:

Como o cérebro se desenvolve nos dois primeiros anos?
Lisa Freund — O cérebro humano passa por um crescimento rápido e intenso nessa fase. As células (os neurônios) se conectam por meio de axônios e dendritos. Essas conexões aumentam intensamente durante esse período da vida do bebê. Elas são realizadas por predeterminação genética, mas também como resultado das experiências pelas quais o bebê passa. A produção de mielina, substância grossa e gordurosa que ajuda a aumentar a velocidade com que os neurônios se comunicam, também aumenta rápido. O cérebro do bebê está desenvolvendo mais estruturas de conexões, e essas conexões resultam em rápido desenvolvimento. Quer dizer, os seres humanos nascem com muito mais neurônios do que quando o cérebro atinge a maturidade. Neurônios e qualquer conexão neural que não for estimulada vão morrer. O cérebro do bebê é esculpido pelas experiências dele e do ambiente em que ele vive.

Como esses bebês veem o mundo ao redor?
Lisa — Muitos estudiosos descreveram o cérebro dos bebês como capaz de organizar naturalmente as percepções do mundo à volta. Isso ocorre por meio da estimulação auditiva a que os bebês estão expostos, particularmente a linguagem falada. Com poucos meses de idade, o bebê consegue identificar fonemas de todas os idiomas do mundo, mas, por volta de 10 a 12 meses, ele consegue apenas identificar a língua falada à volta dele porque esses são os padrões de linguagem a que ele está acostumado. As crianças começam a identificar objetos ao redor e distingui-los de outros estímulos visuais bem cedo. Um dos processos que ajudam os bebês a organizar as informações visuais é a habilidade deles de separar a percepção do que é objeto estático do que é objeto em movimento.

Por que os bebês imitam os adultos?
Lisa — A habilidade de imitar é um processo importante. Bem cedo, essa imitação pode ser verificada em expressões faciais e movimentos (exemplo: mostrar a língua quando vê um adulto fazendo o mesmo para ele) ou imitações de movimentos complexos com objetos, como brinquedos. A imitação também está envolvida com o processo de aprendizagem social e se dá a partir da observação. Estudos mostraram que bebês com menos de um ano podem fazer imitações mesmo 24 horas após ver a performance de um adulto com um brinquedo ou objeto. Esse resultado indica que os bebês são capazes de desenvolvimento social já bem cedo.

De que forma os adultos podem estimular os bebês a falar e se movimentar?
Lisa — Pesquisas sobre desenvolvimento mostraram que a melhor forma de os adultos estimularem a fala e o movimento das crianças se dá a partir de brincadeiras e, claro, da leitura, mesmo que para os mais novinhos. Essa última atividade se mostrou uma importante precursora para o estímulo da leitura. Mesmo quando um adulto está falando com o bebê enquanto faz outras atividades do dia, como limpar a casa, passear no shopping ou outras, ele está estimulando a fala e o desenvolvimento cognitivo no geral. Adultos não devem presumir que os bebês não estão aprendendo se não entenderem tudo o que estão falando. As crianças também precisam se mexer. Nesse momento, eles também usam o cérebro para resolver questões do movimento. Quer dizer, movimentar-se está intrinsecamente ligado ao desenvolvimento cognitivo no bebê.

Fonte Zero Hora

'Ambulância dos desejos' em Israel realiza sonhos de doentes terminais


Magen David Adom
Durante a realização de um desejo: o de ver o mar
Serviço especial ajuda a realizar últimas vontades de pacientes que se encontram à beira da morte

No último dia 21 a israelense Sima Akrish, da cidade de Ashkelon, se casou. Porém, para ela, a alegria da ocasião não seria completa sem a presença de sua tia, Miriam Yhia, que se encontra hospitalizada no hospital Hadassa de Jerusalém, em estado terminal.

A família recorreu ao Serviço de Salvamento de Israel – Magen David Adom - (estrela de David vermelha, em tradução livre), depois de ouvir falar sobre o atendimento especial oferecido pela organização.

Trata-se da "Ambulância dos Desejos", que possibilita a realização dos mais diversos sonhos de pacientes que se encontram à beira da morte.

"Foi uma experiência maravilhosa para todos nós", afirmou a mãe da noiva, Lea Akrish, à BBC Brasil. "A Ambulância dos Desejos trouxe Miriam ao casamento em Ashkelon e todos riram e choraram ao mesmo tempo, ao vê-la participando conosco da festa de casamento da minha filha".

De acordo com os médicos, Miriam, que sofre de câncer no cérebro, pode morrer a qualquer momento. Mas, segundo o relato de Lea, seu estado de espírito "melhorou muito" depois de participar do casamento da sobrinha.

"Antes do casamento ela já nem falava mais", disse Lea, "mas durante a festa até chegou a cantar e a sorrir".

O idealizador da Ambulância dos Desejos, Assi Dvilansky, disse à BBC Brasil que nos últimos três anos centenas de pessoas se beneficiaram da oportunidade única que o projeto proporciona.

Sem fronteiras
"O projeto é aberto a todos os doentes terminais, de todas as origens, nacionalidades, raças e religiões", afirmou Dvilansky, que também é o diretor de Projetos Especiais do Magen David Adom.

De acordo com Dvilansky, a Ambulância dos Desejos já levou um menino iraniano de 13 anos para ver a Mesquita de El Aqsa em Jerusalém Oriental, projeto que foi realizado com a colaboração da Turquia e da administração palestina da mesquita (Waqf).

"Apesar dos problemas entre Israel e o Irã, fizemos todos os esforços para possibilitar que aquele menino pudesse realizar seu sonho antes de deixar este mundo", disse.

"Muitas vezes é bastante complicado realizar os desejos das pessoas, porém nós não poupamos esforços para dar a elas e a suas famílias a oportunidade de um momento feliz em meio às dificuldades que estão passando", afirmou.

Na segunda-feira, um doente terminal que sofre de esclerose múltipla foi levado para participar da cerimônia de conclusão dos estudos secundários de sua filha.

Embora esteja quase completamente incapaz de se mexer (se comunica apenas por intermédio do piscar dos olhos), o paciente, que no passado era diretor da mesma escola onde sua filha se formou, teve a oportunidade de rever o local onde trabalhava e de estar perto da família.

Equipamentos
A ambulância utilizada para o projeto é um veículo especialmente fabricado para suprir qualquer necessidade médica que possa surgir durante as viagens.

Um sistema especial de amortecedores evita que o paciente sofra com eventuais buracos na estrada, e um aparelho de vídeo permite que ele veja o percurso por intermédio de uma tela instalada em frente à cama, dentro da ambulância.

Uma equipe de paramédicos especialmente treinados acompanha os pacientes nas viagens.

"O paciente vê o caminho como se estivesse sentado ao lado do motorista", disse Dvilansky.

A ambulância é especialmente grande, possibilitando que o doente seja transportado na própria cama do hospital.

"Já levamos pessoas para ver o mar, passear em Tel Aviv, conhecer o Mar Morto, participar de festas familiares, visitar museus", afirmou. "O serviço é grátis e aberto a todos".

Fonte iG

Conheça os cuidados necessários com o marca-passo cardíaco

Manutenção e ajustes às demandas do organismo são primordiais para a saúde do coração

As pessoas que apresentam a frequência dos batimentos cardíacos muito baixa - a chamada de bradicardia - podem apresentar diversos sintomas, como fraqueza, tonturas e desmaios. Com a exceção de atletas bem treinados, nos quais a bradicardia pode ser fisiológica e até esperada, a frequência cardíaca deve subir durante esforço físico ou atividades que precisam de um maior volume de sangue bombeado por minuto pelo coração, chamado de débito cardíaco.

O marca-passo
O tratamento para as bradicardias que tenham sintomas ou tragam riscos à saúde é o implante de um marca-passo definitivo. Este aparelho é um microcomputador que é conectado ao coração através de fios que detectam a frequência cardíaca e estimulam-no a bater mais rápido se necessário. O gerador do marca-passo - a caixa metálica que é composta pelos componentes eletrônicos e pela bateria - fica logo abaixo da pele do tórax, entre a gordura e o músculo peitoral. Os eletrodos, conectados a esta caixa são amarrados à musculatura e têm sua extremidade mais distal fixada ao músculo cardíaco.

Atividade física
Os portadores de marca-passo são em sua maioria idosos, e isso não quer dizer que eles não devam praticar atividade física. O marca-passo não é impedimento para atividades, salvo aquelas que tragam risco de trauma no local do gerador. Atividades aeróbicas e anaeróbicas devem ser encorajadas após o primeiro mês do implante, preferencialmente evitando esforço extenuante no membro superior do lado onde está localizado o dispositivo.

Cuidados com o aparelho
Os ajustes do marca-passo devem ser realizados periodicamente e geralmente são agendados a cada três ou seis meses. Podem ser realizados ajustes de acordo com o uso do paciente e as capacidades de cada marca-passo. Por exemplo, alguns têm sensores de movimento, de temperatura e de respiração, que aceleram os batimentos em caso de maior demanda. O raciocínio é que um paciente que pratica corrida pode se beneficiar de uma maior frequência cardíaca quando correm, e vão se sentir melhor se essa freqüência voltar ao normal quando param de correr. A maioria dos marca-passos apresenta funções inteligentes, que podem ser acionadas para prover maior conforto ao portador. Isso pode ser programado e ajustado de acordo com a necessidade diária.

Converse com seu médico sobre esses assuntos. A ideia por trás do implante é permitir ao indivíduo uma vida longa e feliz, e não privá-lo dos prazeres dela.

Fonte Minha Vida

Alergia a cobaias afeta um em cada seis funcionários de laboratórios

Apesar da exposição aos animais aumentar o risco de doenças como a asma, apenas 19,4% usam máscara de proteção de forma rotineira

Pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) aponta que mais de 16% dos pesquisadores e funcionários que atuam em biotérios e laboratórios desenvolvem alergias às proteínas eliminadas na urina, na saliva ou nos pelos dos animais. Embora a exposição constante a esses alérgenos coloque os trabalhadores em risco de desenvolver doenças como asma, apenas 19,4% usam máscara de proteção de forma rotineira.

Para o estudo, a equipe investigou 455 trabalhadores, entre funcionários, estagiários e estudantes de graduação e pós-graduação, que lidam diretamente com cinco espécies de animais: ratos, camundongos, cobaias, coelhos e hamsters.

Para compor o número de voluntários na pesquisa, também foram avaliados outros 387 trabalhadores que atuam nos laboratórios e biotérios da USP de Ribeirão Preto e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). " Nesse caso, escolhemos funções com baixa exposição a substâncias alergênicas, como as da área administrativa, motoristas e técnicos de informática" , explicou o coordenador do estudo, o professor Elcio dos Santos Oliveira Vianna.

Os cientistas submeteram voluntários de dois grupos a testes cutâneos para ver quantos reagiam aos alérgenos mais comuns, como proteínas de ácaros, fungos, grama, cachorro, gato e barata. Em seguida, outro teste cutâneo foi feito com alérgenos dos cinco animais de laboratório.

No teste de alergia geral, o índice de sensibilização foi semelhante nos dois grupos. Já no teste específico para animais de laboratório, o grupo exposto apresentou índice de 16,4% de sensibilização, enquanto o grupo controle apresentou índice de 3%.

" Esses 16,4% já se tornaram alérgicos a animais de laboratório e, quanto mais tempo continuarem se expondo a esse ambiente sem proteção adequada, mais forte essa reação vai se tornar. O primeiro passo é a rinite, mas o quadro pode eventualmente piorar para asma" , disse Vianna.

As alergias respiratórias são as mais comuns nessas situações, pois as proteínas eliminadas pelos animais ficam suspensas no ar e são aspiradas pelos trabalhadores.

" Por isso o uso de máscaras é tão importante nesses casos, mas apenas 19,4% dos voluntários declararam fazer uso desse equipamento de proteção individual todas as vezes que manuseavam animais" , disse Vianna.

Já o uso de luvas foi bem mais frequente: 78% disseram usar rotineiramente. Embora os equipamentos de proteção individual estivessem disponíveis em quase todos os laboratórios avaliados no estudo, apenas 20% dos voluntários disseram ter recebido orientação sobre a importância de usá-los.

Prevenção
" Um dos objetivos do nosso estudo é avaliar a necessidade de programas de prevenção nas universidades. No futuro, pretendemos propor algumas metodologias e testar se são eficazes" , disse Vianna.

Na Alemanha, segundo o pesquisador, foi possível reduzir o índice de sensibilização a menos de 1% graças a programas de proteção individual e também ambiental.

Dados de uma pesquisa anterior coordenada por Vianna, publicada no periódico Occupational & Enviromental Medicine, apontaram que 4% dos jovens entre 23 e 25 anos de idade no Brasil têm quadro de asma relacionada ao trabalho.

" A prevalência de asma na população como um todo é de 10%. Vimos que 4% dos jovens adultos têm um quadro de asma que ou começou ou foi agravado no ambiente de trabalho. E 2,7% desenvolveram asma apenas por causa do trabalho" , disse Vianna.

Com informações da Fapesp

Fonte isaude.net

Semente de uva pode ajudar no combate ao Alzheimer

Pesquisadores das universidades da Mount Sinai School of Medicine e da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, mostraram que a substância polifenol, presente na semente das uvas, pode ser eficaz no combate ao desenvolvimento do Alzheimer e reduzir sua evolução.

Os pesquisadores desenvolveram modificaram geneticamente ratos para que esses apresentassem maior produção da proteína beta-amilóide, encontrada nos portadores de Alzheimer, e também responsável pelo déficit de memória característico da doença. Nos animais, os cientistas administraram polifenol extraído da semente de uva e constataram redução dessa proteína.

O pesquisador da Mount Sinai School of Medicine, Giulio Maria Pasinetti, afirmou que o polifenol está disponível comercialmente como suplemento nutricional e não apresenta efeito adverso. “Essa nova descoberta pode apontar um caminho para novos métodos preventivos e de tratamento, e a substância já está sendo testada em estudos que vão da pesquisa básica à prática clínica em pacientes portadores da doença de Alzheimer.”


Fonte dbiotec 

Ação hormonal explica porque sempre há espaço para a sobremesa

Estudo sugere que a grelina é a responsável por aumentar estímulo para se comer doces, mesmo quando já se está com estômago cheio

Estudo realizado por pesquisadores do Canadá sugere que a grelina, hormônio que induz o apetite, é a responsável por aumentar estímulo para se comer doces, mesmo quando já se está com estômago cheio. Resultados foram apresentados na 94ª edição do Encontro Anual da Sociedade de Endocrinologia, em Houston, nos Estados Unidos.

O estudo, realizado com ratos, mostrou que as cobaias que não tinham o gene receptor da grelina comiam menos doces após uma refeição completa em comparação com ratos com o receptor intacto.

" Os receptores de grelina podem ser um alvo importante para o tratamento da obesidade" , observa a líder do estudo, Veronique St-Onge, da Carleton University (Canadá).

O papel da grelina - também conhecida como 'hormona da fome' - foi estudado sobre o que ficou conhecido como 'fenômeno da sobremesa', caracterizado pela vontade de comer doces após as refeições, mesmo com o estômago cheio.Para isso, os pesquisadores utilizaram um grupo de ratos em que os sinalizadores de grelina foram geneticamente alterados. Os investigadores compararam estes ratos com o grupo de controle de cobaias.

Cada grupo era composto por dez ratos que tinham livre acesso à sua dose regular de comida durante quatro horas por dia. No último dia do estudo, foi oferecido a cada rato 30 gramas de doces durante a última hora de acesso à comida.

Não houve diferença na quantidade de ração para ratos que comeram. No entanto, os ratos geneticamente alterados comeram menos doces do que os outros (seis e oito gramas, respectivamente). A diferença é estatisticamente significativa quando comparada a quantidade comida por gramas de peso corporal.

" Resultados sublinham a ideia de que a grelina está envolvida na alimentação baseada na 'compensação' e atrasa o término de uma refeição" , afirma St-Onge.

De acordo com os autores do estudo, uma maior compreensão da ação da grelina pode ser útil para a prevenção da obesidade que resulta do consumo exagerado da chamada 'comida de compensação'.

Fonte isaude.net

Restaurar "fábrica" de proteína no organismo impede propagação do HIV

Drogas que atuam sobre os ribossomos e impedem replicação de proteínas virais podem ser usadas também no tratamento do câncer

Cientistas da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, descobriram que drogas capazes de atuar sobre a "fábrica" de proteínas do organismo, o ribossomo, podem impedir a propagação de infecções virais como o HIV.

Dentro do corpo, o ribossomo é responsável por criar proteínas que são responsáveis por muitas funções biológicas. Quando as bactérias ou vírus, tal como o HIV, invadem o corpo, eles perturbam as funções do ribossomo, eventualmente, criando estragos em algumas funções biológicas.

Agora, pesquisadores descobriram que impedir as perturbações nos ribossomos pode levar a novos tratamentos para a Aids e outras doenças, como o câncer.

"O ribossomo se movimenta ao longo de uma cadeia de moléculas de RNA mensageiro em um determinado padrão, em geral, lendo três moléculas de uma só vez, pois ele reúne informações do RNA que determinam quais proteínas ele deve criar. Às vezes, quando certos vírus entram no organismo, este movimento é interrompido e, ao invés de ler as três moléculas de RNA de cada vez, ele lê apenas uma molécula. Assim, o ribossomo passa receber informações diferentes que o leva a criar proteínas necessárias para a replicação e propagação viral", explica o líder da pesquisa Peter Cornish.

Cornish e seus colegas determinaram como conseguir fazer com que o ribossomo leia novamente três moléculas de cada vez.

Atualmente, ele tem duas soluções possíveis para este problema. A primeira solução é impedir que a mudança aconteça. Por exemplo, se uma droga puder ser administrada para colocar o ribossomo novamente na leitura certa, as proteínas necessárias para a replicação viral não seriam produzidos.

O outro método é paralisar a produção de proteínas pelos ribossomos. Por exemplo, em uma célula de E. coli, mais de 15 mil ribossomos podem estar presentes. Se os ribossomos na célula de E. coli ficarem incapazes de produzir proteínas adicionais, as bactérias não seriam capazes de se replicar. O corpo acabaria se livrando do invasor estrangeiro com segurança.

"Nossas defesas naturais do corpo estão constantemente trabalhando para nos manter saudáveis. Nós só adoecemos quando os vírus ou bactérias são capazes de se reproduzir de forma suficiente para vencer as defesas. Se pudermos determinar a forma de impedi-los de se replicar, as defesas do corpo podem agir e livrar o organismo dos invasores, naturalmente", observa Cornish.

Segundo os pesquisadores, a descoberta também poderia ser aplicada para o câncer, eventualmente. O câncer sobrevive porque suas células se replicam a uma taxa muito mais rápida do que outras áreas do corpo. Como as células cancerosas crescem mais rápido, elas precisam de mais proteínas. Se uma droga pudesse parar a produção de proteínas, o câncer já não teria proteínas suficientes para continuar replicando.

Cornish acredita que como o ribossomo é uma molécula grande, pode ser possível criar uma droga que iria ajudar o ribossomo caso alguma mudança ocorra. No entanto, ele ressalta que os cientistas ainda precisam compreender a biologia fundamental do ribossomo e a comunicação entre as moléculas antes de iniciar o desenvolvimento de drogas.

Fonte isaude.net

Pessoas com menos apetite são mais propensas ao vício em cocaína

Pesquisa revela que neurônios que controlam o interesse por alimentos no cérebro também impulsionam o desejo pela droga

Pesquisadores da Yale School of Medicine, nos Estados Unidos, descobriram que um conjunto de neurônios envolvidos no apetite também está ligado ao desejo por drogas.

A pesquisa, publicada na revista Nature Neuroscience, sugere que pessoas com pouco interesse em alimentos podem ser mais propensas ao vício em drogas.

Na tentativa de desenvolver tratamentos para doenças metabólicas como obesidade e diabetes, os pesquisadores têm dado mais atenção aos circuitos de recompensa do cérebro localizado no mesencéfalo, com a noção de que nesses pacientes, os alimentos podem se tornar um tipo de "droga viciosa", semelhante à cocaína.

Segundo os pesquisadores, o novo estudo, no entanto, inverte o senso comum.

Utilizando abordagens genéticas, eles verificaram que aumento do apetite pode ser associado com uma redução no interesse pela cocaína, e por outro lado, menos interesse em alimentos pode prever maior desejo pela droga.

Para o trabalho, Marcelo O. Dietrich e seus colegas estudaram dois grupos de camundongos transgênicos. Em um grupo, eles retiraram uma molécula de sinalização que controla neurônios ligados ao apetite no hipotálamo. No outro conjunto, eles interferiram com os mesmos neurônios eliminando-os durante o desenvolvimento por meio do uso da toxina da difteria.

Os camundongos passaram por vários testes não invasivos que mediram como eles responderam à novidade e ansiedade e como eles reagiram à cocaína.

"Nós descobrimos que os animais que têm menos desejo por alimentos estão mais interessados na busca por drogas como a cocaína. Isso sugere que pode haver indivíduos com maior movimentação do circuito de recompensa, mas que continuam magros. Esta é uma característica complexa que surge a partir da atividade dos circuitos de alimentação durante o desenvolvimento, os quais, em seguida, impactam a resposta do adulto a drogas e novidade no meio ambiente", afirma o pesquisador Tamas L. Horvath.

Horvath e sua equipe argumentam que o hipotálamo, que controla funções vitais como a temperatura do corpo, fadiga, fome, sede e sono, é a chave para o desenvolvimento das funções superiores do cérebro. De acordo com eles, esses neurônios que promovem o apetite são extremamente importantes durante o desenvolvimento para estabelecer o ponto de ajuste das funções superiores do cérebro, e sua disfunção pode ser a causa subjacente para a alteração de comportamentos motivados e cognitivos.

"Existe essa visão contemporânea que a obesidade está associada com aumento da atividade do circuito de recompensa. Mas aqui nós fornecemos uma visão contrastante: que o aspecto recompensa pode ser muito alto, mas os indivíduos podem ser magros. Ao mesmo tempo, indica que um conjunto de pessoas que não tem interesse em alimentos, pode ser mais propenso ao vício em drogas", conclui Horvath.


Fonte isaude.net

Conselhos traçam mapa da saúde pública nos munícipios pobres do país

Representantes dos conselhos regionais de Medicina percorreram 43 cidades com piores IDH para avaliar saúde local

A Caravana Nacional da Saúde 2012 fez uma avaliação da saúde pública junto à população de algumas das regiões com piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. O trabalho, organizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e conselhos regionais de Medicina (CRMs) de vários estados, demorou dois meses para ser concluído.

Representantes dos CRMs percorreram, no período de abril a maio deste ano, 43 cidades com piores IDH para avaliar as condições locais das unidades de saúde, fiscalizar hospitais e buscar junto à comunidade as percepções sobre a qualidade de vida.

Todos os dados coletados farão parte de um relatório, que será enviado aos gestores públicos e disponibilizado aos cidadãos.

Pelas fiscalizações e pelo depoimento de profissionais e pacientes, as caravanas confirmaram que o investimento em saúde não é prioridade na maioria dos municípios. Isso fez com que a avaliação da população para os serviços disponíveis fosse baixa. A média geral para a saúde foi 5.29 (numa escala de zero a 10). A maior nota para a saúde foi obtida em Mato Grosso (7.30) e a pior no Espírito Santo (2.07).

Entre os municípios, Pedro Canário, no Espírito Santo, que possui 24 mil habitantes, teve a pior média relatada pela comunidade: 1,5. Já a mais alta foi obtida em Lati, município pernambucano, que apresentou pontuação de 8,1.

Segundo o conselheiro Ricardo Paiva, a fiscalização evidenciou a necessidade de prover maior número de médicos em municípios de menor população e a criação da Carreira de Estado de médico nos moldes do Ministério Público e do Poder Judiciário. O modelo prevê dedicação exclusiva (40 horas semanais) e exige dos gestores a responsabilidade de oferecer as condições necessárias ao bom exercício da Medicina, como infraestrutura física, insumos, equipe de apoio e acesso facilitado a exames.


Fonte isaude.net

"Tatuagem" eletrônica pode monitorar saúde de recém-nascidos em UTIs

Estudo dos EUA avalia eficácia do dispositivo para medir sinais vitais de bebês e fornecer diagnóstico precoce de doenças

Pesquisadores da Universidade da Califórnia (UC), nos Estado Unidos, estão avaliando o uso da "tatuagem" eletrônica para monitorar os sinais vitais de recém-nascidos internados em unidades de terapia intensiva neonatais (UTIN).

A abordagem pode fornecer diagnóstico mais precoce de doenças e monitorar convulsões em tempo real, melhorando o desenvolvimento dos bebês e eliminando a necessidade de fios e eletrodos ligados às crianças.

A tatuagem eletrônica é formada por sensores minúsculos sem fio que aderem à pele temporariamente, alongando e flexionando para medir em tempo real sinais vitais múltiplos, estes eletrônicos vestíveis prometem abrir uma nova fronteira na compreensão do desenvolvimento do cérebro dos recém-nascidos.

O dispositivo foi desenvolvido por Todd Coleman, da UC, em colaboração com John Rogers, da Universidade de Illinois.

"Provar a eficácia deste trabalho com os bebês que são muito frágeis também irá demonstrar que o dispositivo é robusto, mas mantém o conforto do paciente. Além disso, estamos visando reduzir as barreiras físicas entre os pais e seus bebês recém-nascidos em terapia intensiva, o que só pode ser benéfico", afirma Coleman.


A terapia intensiva neonatal trouxe avanços incríveis para a sobrevivência dos recém-nascidos criticamente doentes. O maior avanço foi a estabilização de bebês com problemas cardíacos e pulmonares.

Agora, especialistas estão concentrados em reduzir os problemas de desenvolvimento cognitivo e motor, que resultam de convulsões, reduções no fluxo sanguíneo para o cérebro e hemorragia cerebral.

Ao contrário de crises em adolescentes e adultos, onde a agitação de todo o corpo é visível, metade de todas as crises de recém-nascidos não apresenta sintomas claros e só pode ser detectada pelo monitoramento das ondas cerebrais.

Segundo os pesquisadores, a detecção precoce e mais confiável de crises epilépticas em recém-nascidos pode permitir aos médicos tratá-los de forma mais eficaz com medicação anticonvulsivante. "Quanto mais as crises de recém-nascidos permanecem sem tratamento, mais problemas elas podem causar a longo prazo no desenvolvimento cognitivo e motor. A tecnologia da "tatuagem" eletrônica se enquadra bem no dia a dia da UTIN. A questão toda é fornecer um diagnóstico mais precoce e a gestão em tempo real de convulsões para melhorar os resultados destas crianças", afirma a pesquisadora Mary J. Harbert.

Atualmente, os médicos de cuidados intensivos neonatais usam uma variedade de tecnologias para o monitoramento de recém-nascidos criticamente doentes, incluindo eletroencefalograma, ou EEG, o que requer o uso de gel condutor; ultrassom, que pode detectar mudanças na estrutura do cérebro devido à hemorragia e requer um técnico com habilidades especializadas; oxímetro, que mede a quantidade de oxigênio no sangue; e espectroscopia, que monitora o fluxo de sangue através de diferentes partes do cérebro.

O desafio é que estas medições não podem ser feitas simultaneamente e continuamente.

Segundo os pesquisadores, essas tecnologias reunidas em uma única "tatuagem" eletrônica podem fornecer dados contínuos e em tempo real sobre o que está acontecendo no cérebro do recém-nascido, além de fornecer uma visão sobre a forma como estas medições se relacionam entre si.

A equipe acredita que a abordagem pode permitir o aprendizado sobre o desenvolvimento do cérebro dos recém-nascidos através da sobreposição dessas tecnologias, melhorando os resultados globais de saúde para mães e bebês antes e depois do parto.

Para a primeira fase do projeto, a equipe está monitorando as ondas cerebrais de recém-nascidos prematuros para ver como os sensores do dispositivo detectam as crises convulsivas em relação às abordagens padrão. Eles pretendem, a longo prazo, examinar também as funções das mulheres durante o período de gestação.

Fonte isaude.net

Com saúde a vida fica muito mais doce

Dia Nacional contra Diabetes chama atenção para prevenção e tratamento da doença

Cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem do problema, mas apenas metade sabe que tem a doença

A data de 26 de junho é marcada por ser o Dia Nacional contra Diabetes, uma doença que já alcançou níveis epidêmicos no Brasil. Por tanto, o dia é um alerta para a prevenção e tratamento do problema que deverá atingir 330 milhões de pessoas em todo o mundo até o ano de 2025, segundo a Federação Internacional da Diabetes.

Desse total, 80% dos pacientes viverão em países pobres, com pouco ou nenhum acesso a tratamentos que podem ajudar no controle da diabetes.

No Brasil, estima-se que existam cerca de 10 milhões de portadores de diabetes, mas apenas metade deles sabe que possuem a doença.

Tecnologia avança no tratamento da doença
Atualmente, a medicina dispõe de medidas práticas para diagnosticar o problema, além de tratamentos eficazes. Existem vários tipos de aparelhos que permitem a automonitorização da diabetes e sistemas com softwares que gerenciam o bolus de insulina; transferindo informações via controle remoto da bomba via Bluetooth — levando em conta a contagem de carboidrato, valor de glicemia capilar etc

Estes aparelhos são conhecidos como monitores de glicemia ou o Sistema de Infusão Contínua de Insulina (SIC) e permitem gerenciar a doença de maneira moderna e segura.

O SIC, por sua vez, serve para simular a liberação natural da insulina pelo pâncreas, em um sistema totalmente automatizado, que funciona 24 horas, e ajuda o acompanhamento dos resultados das glicemias em um computador.

Fonte R7

ONG luta por inclusão no SUS de medicamentos essenciais contra Hepatite C

Entidade defende que remédios podem fazer a diferença no tratamento

Cerca de 4 milhões de brasileiros são portadores da Hepatite C, uma doença silenciosa e, muitas vezes, mortal. E você sabia que alguns medicamentos que podem ajudar a salvar vidas de pessoas que sofrem com a doença já foram registrados na Anvisa há um ano, mas ainda não estão disponíveis no SUS? É justamente esta inclusão que a ONG "C tem que saber C tem que curar" quer viabilizar agora.

A Hepatite C, em números, afeta praticamente sete vezes mais pessoas do que o HIV no Brasil (4 milhões contra 600 mil, segundo a ONG). Outros tipos de hepatites têm vacina, como a B, por exemplo, mas a C não tem. Luis Francisco Martucci, que preside a ONG, conseguiu superar a doença no passado e agora tenta facilitar o processo para outros portadores.

— Em julho de 2011, a Anvisa registrou novos medicamentos para portadores de Hepatite C, os inibidores de protease [IPs]. Só que eles ainda não estão incorporados na portaria ministerial [que os contempla para tratamento no SUS].

A questão é que a Hepatite C, que ataca o fígado, não manifesta sintomas e só vai "dar sinal" do problema quando a pessoa já está extremamente afetada. Portanto, fazer exames e detectar o problema é essencial para garantir a vida de uma pessoa. Segundo o presidente da ONG, se detectada logo de cara, a chance de uma hepatite dessas ser curada é de 69% a 74%, com a chamada terapia tripla, com três medicamentos, incluindo os já mencionados "IP"s.

Luiz Francisco têm levado sua ONG para realizar exames rápidos (com coleta de sangue) e ajudar nessa prevenção. Tudo porque, segundo ele, se o quadro não mudar, 1 milhão de brasileiros portadores da hepatite C devem ter cirrose: "A projeção matemática é que 25% dos 4 milhões de portadores vão evoluir para cirrose hepática".

E ele, depois de passar por Índia e Hong Kong, vai agora para Bogotá no dia 13 de julho, falar em mais um evento para divulgar a importância do combate e da detecção da doença. Duas semanas depois, dia 28, é o dia mundial da luta contra a Hepatite C.

Luiz Francisco conseguiu "um gás extra" para sua iniciativa com ajuda da frente parlamentar (multipartidária) das hepatites virais, que, segundo ele, foi quem se dispôs a "abrir a porta".

O presidente da frente parlamentar é o deputado Fernando Capez, que combate a violência das torcidas organizadas e, agora, também a doença. Segundo ele, o papel dos políticos é justamente "cobrar providências do poder executivo" para que a ONG seja ainda mais eficiente.

— Apoiar o trabalho da ONG pode ser a diferença entre a vida e a morte para um portador da Hepatite C.

Hepatite C é coisa séria. Vários jogadores da Copa de 70, da seleção brasileira que conquistou o tricampeonato mundial, contraíram Hepatite C. Hoje, eles alertam para o tratamento da doença. Confira o vídeo:


Fonte R7

Goiás realiza Flash Mob para conscientizar sobre doação de órgãos e tecidos

A Secretaria de Saúde reuniu cerca de 400 pessoas apresentando coreografia montada pela equipe do Centro Cultural Gustav Ritter

Com o slogan " Um herói de verdade nunca morre" , a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás realizou, em Goiânia, uma mobilização relâmpago (flash mob) para conscientizar a populção sobre a importância da doação de órgãos e tecidos.

Por meio da Central de Transplantes, e em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, a Secretaria de Saúde reuniu aproximadamente 400 pessoas e apresentou coreografia montada pela equipe do Centro Cultural Gustav Ritter com participação de 80 bombeiros da academia militar e mais 40 alunos do Centro Cultural.

A coreografia foi finalizada com o pulsar de um grande coração no meio da praça. O objetivo do evento, pioneiro em Goiás, foi mobilizar e sensibilizar a população sobre a importância e o valor humanitário da doação de órgãos e tecidos. Segundo dados Aliança Brasileira pela Doação de órgãos e Tecidos (Adote), em Goiás, quase 1.700 pessoas aguardam por transplantes. " A secretaria tomou essa iniciativa para chamar a atenção da necessidade de se salvar vidas por meio da doação de órgãos e também por causa do grande número de pessoas aguardando por doação" , afirma o secretário da Saúde, Antônio Faleiros Filho. Ele acredita que não há necessariamente uma resistência em relação à doação de órgãos, mas sim um desconhecimento sobre a importância deste ato por parte da população, " daí a importância de mobilizações dessa natureza" , disse ele.

O gerente da Central de Transplantes de Goiás, Luciano Leão Bernadino, define a campanha como algo inédito em termos de estado e até mesmo de Brasil. Ele acredita que Goiás tem capacidade e estrutura para atender a um possível aumento no número de transplantes realizados. Atualmente, o Estado realiza transplantes de rins, pâncreas, córneas e medula óssea. Ainda para este ano está prevista a realização de transplantes de coração e fígado. Até abril deste ano o estado contabilizou 414 transplantes de córneas, 19 de rins, 14 de medula óssea e um de pâncreas.

Um único doador tem a chance de salvar ou melhorar a qualidade de vida de pelo menos 25 pessoas. Podem ser transplantados órgãos (rim, coração, fígado, pulmão, intestino, pâncreas) e tecidos (córnea, osso, tendão, pele, músculo). Alguns podem ser doados em vida, outros apenas após a morte encefálica, quando o paciente ainda está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo o funcionamento de seus órgãos mantido com aparelhos.

Com informações do Notícias Goiás


Fonte isaude.net

Saúde suspende repasses para 338 municípios por duplicidade de cadastro

As transferências serão restabelecidas quando gestores locais do SUS comprovarem que inadequações foram solucionadas

O Ministério da Saúde suspendeu o repasse de recursos relativos ao mês de maio para o custeio de 304 Equipes de Saúde da Família, 299 Equipes de Saúde Bucal e 2.107 Agentes Comunitários de Saúde que atuam na Estratégia Saúde da Família (ESF) em 338 municípios.

 
A suspensão dos incentivos financeiros foi motivada por duplicidade de cadastro de profissionais da ESF, apontada pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

 
A medida faz parte da ação de fiscalização e transparência na aplicação de recursos da Atenção Básica e é realizada sempre que o Ministério da Saúde identifica irregularidades na gestão de estratégias e programas por parte das secretarias municipais de saúde, responsáveis diretas pela execução dos serviços de saúde aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A transferência dos recursos federais é restabelecida assim que os gestores locais do SUS comprovam, ao governo federal, que as inadequações foram solucionadas.

 
A Portaria 1.285 informa a lista dos municípios que deixaram de receber a parcela de abril do incentivo financeiro correspondente ao Piso de Atenção Básica (PAB) Variável e também das equipes e agentes que apresentaram problemas no SCNES. Como os recursos são restabelecidos no momento em que as inadequações são solucionadas, a suspensão não representa a interrupção da ESF e do Programa Brasil Sorridente nessas localidades.

O Saúde da Família é a principal estratégia do Ministério da Saúde para reorientar o modelo de assistência à saúde da população a partir da atenção primária, que é a principal e mais próxima porta de entrada do SUS, capaz de resolver até 80% dos problemas de saúde das pessoas.

Atualmente, existem mais de 32 mil Equipes de Saúde da Família implantadas em 5.279 municípios, o que representa um percentual de 94% de cobertura pelo Saúde da Família. A execução da estratégia é compartilhada pelos estados, Distrito Federal e municípios e coordenada pelo Ministério da Saúde.

Fonte isaude.net

Disfagia: Quando uma pessoa tem dificuldade para engolir

Muitas pessoas podem ter problemas para engolir, estas pessoa precisam de ajuda para manter uma alimentação saudável e segura, sem riscos para a saúde. Cientificamente o termo empregado para descrever qualquer dificuldade em engolir é: Disfagia.
 
A Disfagia não é uma doença por si só, mas um sintoma de que alguma outra alteração pode estar ocorrendo.
 
Quem pode ter Disfagia?
A Disfagia pode ser um sintoma de um problema congênito ou adquirido. As causas mais comuns que podem levar a uma disfagia são:
  • Acidente Vascular Cerebral (Derrame)
  • Traumatismo Craniano
  • Doenças Neurológicas Degenerativas como: Demência, Doença de Parkinson, Alzheimer, Miastenia Gravis, Esclerose Aniotrófica Lateral, Distrofia Muscular, etc.
  • Câncer de Cabeça e Pescoço
  • Longos períodos de entubação
  • Uso de medicamentos que alteram a produção de saliva ou o tônus muscular.

Quando o indivíduo começa a tossir durante a refeição, demora mais que o normal para terminar a refeição, evita certos tipos de alimento ou engasga-se com facilidade, é provável que esteja apresentando algum distúrbio de deglutição.
 
Estas pessoas devem ser orientadas a procurar um dos especialistas envolvidos no estudo da deglutição. Estes especialistas incluem: Otorrinolaringologistas, Neurologistas, Gastroenterologistas, Fonoaudiólogos, etc. Geralmente é uma equipe multidisciplinar, que ainda envolve Nutricionistas, Fisioterapêutas, Enfermeiras e outros.
 
Roteiro para observaçao da alimentação:
Observe se:
  • Tem dificuldade para mastigar a comida?
  •  
  • Tem dificuldade para engolir a comida?
  •  
  • Tem dificuldade para controlar a saliva? (ele baba?)
  •  
  • Tosse durante a refeição?
  •  
  • A comida fica presa na garganta?
  •  
  • A comida escapa pela boca ou nariz?
  •  
  • Ele se engasga durante a refeição? (se sim, com qual tipo de comida?)
  •  
  • Ele se asfixia durante a refeição?
  •  
  • Sobram restos de comida na boca depois de engolir?
  •  
  • Tem pigarro após a refeição?

Ao perceber alguns desses sintomas, procure um especialista para uma avaliação
 
Alertas para uma boa deglutição:
1. Concentre-se durante a sua alimentação

2. Não tenha pressa para comer

3. Numa coma deitado (a não ser que seu médico ou fonoaudiólogo o oriente).

4. Coma sempre sentado, com os pés apoiados no chão e mãos apoiadas nos braços da cadeira.

5. Mantenha a cabeça o mais ereta possível

6. Coma em lugar sossegado

7. Evite conversar durante a alimentação

8. Se sua dentadura estiver solta, retire-a durante a alimentação e não coma alimentos que precisem de muita mastigação

9. Engula toda comida antes de dar uma nova mordida, ou nova colherada ou tomar líquidos em copo ou com canudo

10.Siga sempre as orientações de seu médico ou fonoaudiólogo
 
Fonte trabalhonota10.com.br

Campanha de vacinação contra a paralisia infantil vai até 6 de julho

Meta é vacinar 95% do público-alvo programado, o equivalente a 14,1 milhões de crianças em todo o país

Balanço do Ministério da Saúde divulgado na última quinta-feira (21) indica que mais de 10 milhões de crianças brasileiras já foram vacinadas contra a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil. Os imunizados, até o momento, são 71,3% do total na faixa etária de zero a cinco anos. A meta é vacinar, pelo menos, 95% dos 14,1 milhões de crianças, o que totaliza 13,5 milhões. A campanha segue até o próximo dia 6 de julho.

Até o momento, o maior percentual de crianças vacinadas está na faixa etária menor de um ano, atingindo 75%, ou 2,1 milhões de doses aplicadas. Os estados com as maiores coberturas vacinais, até o momento, são São Paulo (83,5%), Goiás (82,7%), Paraná (82,6%), Rio Grande do Sul (82,2%) e Santa Catarina (80,6%).

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, explica que, embora a campanha siga um ritmo considerado satisfatório, a meta de 95% de imunizados ainda não foi atingida. "É fundamental que os pais e responsáveis se conscientizem da importância de proteger as crianças para que possamos manter o Brasil livre da poliomielite" , alertou.

A poliomielite, ou paralisia infantil, é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que atinge principalmente crianças de até cinco anos. É caracterizada por quadro de paralisia súbita, principalmente nos membros inferiores. Sua transmissão ocorre pelo Poliovírus, que entra pela boca. A doença é considerada erradicada no Brasil desde 1994.

Fonte isaude.net

Remédios antigos: Pervitin


Remédios altamente estimulantes, à base de anfetamina pura, tiveram seu ápice na década de 50, e eram indicados inadequadamente para combater a Depressão.

Qualquer pessoa com 50 anos se lembra do Pervitin, vendido facilmente nas farmácias para quem desejava ou precisava passar noites em claro, dormir pouco ou reduzir o apetite. Foi retirado do mercado por seus graves efeitos colaterais: dependência física, alucinações, irritabilidade, taquicardia, ansiedade, forte diminuição dos reflexos.

Era o remédio preferido dos caminhoneiros.

Dengue: mudar alguns hábitos faz a diferença

Portugal: Infarmed investiga falta de remédios

As queixas de doentes não param de chegar. Faltam nas farmácias medicamentos como o Hydrocortone, um corticóide oral; o Sinemet para a Parkinson; o Symbicort para a asma; ou o Levemir, insulina para diabéticos; e o Sustanon, testosterona injectável para tratar a infertilidade. E ao que o CM apurou, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, quer que a autoridade do medicamento, o Infarmed, saiba o que se está a passar.

Por isso, laboratórios, armazenistas e farmácias estão a ser alvo de inspecção. Há fortes suspeitas de que, devido à redução dos preços dos medicamentos, imposta pelo Governo, os laboratórios e armazenistas estejam a exportar para o estrangeiro, deixando o mercado nacional com falhas graves nos stocks.

Nas farmácias, devido às reduções das margens de lucro, também impostas pelo Governo, há fortes suspeitas de que não estejam a cumprir a lei que obriga à existência em stock de três medicamentos do grupo dos cinco mais baratos com a mesma substância activa. Entre Junho de 2011 e Abril de 2012, devido à exportação ilegal de medicamentos, o Infarmed instaurou 66 processos de contra-ordenação a armazenistas e farmácias.

As multas totalizaram mais de 500 mil euros. Jorge Torgal, presidente do Infarmed, já sugeriu um aumento do valor das multas, uma vez que a crise tende a favorecer este tipo de cenários.

Fonte Correio da Manhã

Portugal: SNS: Fraude pode ter tirado remédios do mercado

O Ministério da Saúde afirmou esta segunda-feira que o tipo de fraude que resultou na detenção de 10 pessoas relacionadas com a actividade médica e farmacêutica pode levar a que não se encontre no mercado nacional certos medicamentos essenciais.

"Não só as verbas do Serviço Nacional de Saúde (SNS) são desviadas dos fins a que se destinam, como se corre o risco de não encontrar no mercado nacional certos medicamentos essenciais", lê-se num comunicado do Ministério da Saúde.

Esta posição do ministério de Paulo Macedo surge após a Polícia Judiciária ter hoje comunicado a detenção de dez "pessoas relacionadas com a actividade médica e farmacêutica, e apreendido diverso material", durante "uma operação de grande envergadura relacionada com a investigação de fraudes contra o SNS praticadas com o recurso a falsas prescrições de medicamentos".

Para o Ministério da Saúde, "também os interesses dos prescritores e dos profissionais de farmácia são severamente atingidos, ao associar-se, injustamente, a reputação de uma classe ao comportamento de alguns".

O comunicado explica que a fraude ocorria com "a emissão de receituário falso relativo a medicamentos, alguns deles rateados no mercado, com elevada comparticipação do Estado, em nome de utentes que deles não carecem e cuja prescrição desconhecem".

Desta forma, obtinha-se "fraudulentamente a respectiva comparticipação do SNS", uma vez que estes fármacos eram reintroduzidos "no mercado interno" ou exportados "para mercados externos".

A fraude lesava, "de forma especialmente grave, os interesses dos utentes e dos contribuintes portugueses".

Fonte Correio da Manhã

Portugal: Paulo Macedo: Mais mil médicos

O ministro da Saúde anunciou a contratação de mais mil médicos para o SNS este ano, garantindo que 375 mil vão passar a ter médico de família.

Fonte Correio da Manhã

Portugal: Menos urgências e cirurgias programadas e urgentes

As urgências nos hospitais e centros de saúde, bem como as cirurgias programas e urgentes, diminuíram em abril, face ao mesmo período de 2011, segundo a atividade assistencial, hoje divulgada pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

De acordo com o documento, os hospitais realizaram 2.019.933 episódios urgentes em abril, menos 219.628 (menos 9,8 por cento) do que no mesmo mês do ano passado.

Segundo a ACSS, esta evolução "está em linha com o esperado".

Fonte Destak

Portugal: Autarcas prometem oposição a retirada de helicóptero de Macedo de Cavaleiros

Vários autarcas do Distrito de Bragança prometeram opor-se à decisão do ministro da Saúde de acabar com o helicóptero do INEM de Macedo de Cavaleiros por entenderem que vai deixar as populações desprotegidas

"Opomo-nos a tudo que seja retirar elementos da saúde desta região", afirmou à Lusa o presidente da Câmara de Mogadouro, o social-democrata Moraes Machado, que reclama "humanidade e ética" nas decisões nesta área.

Para o autarca, "na saúde não se podem fazer cortes indiscriminados que vão contra as populações" e no caso deste meio aéreo lembrou que foi colocado em Macedo de Cavaleiros para servir toda a região de Trás-os-Montes "por necessidade das populações, dado as grandes distâncias a que estão dos hospitais".

Fonte Destak

Portugal: Ministro felicita autoridades judiciárias por operações contra "flagelo" das fraudes no SNS

O ministro Paulo Macedo felicitou  as autoridades judiciárias por em "poucos meses" terem desenvolvido operações de "grande envergadura" contra a fraude no Serviço Nacional de Saúde, um "flagelo" que desvia dinheiros públicos e medicamentos necessários aos doentes.

O ministro da Saúde falava aos jornalistas no Parlamento, a propósito da detenção de dez "pessoas relacionadas com a atividade médica e farmacêutica" hoje anunciada pela Polícia Judiciária, que também apreendeu "diverso material", durante "uma operação de grande envergadura relacionada com a investigação de fraudes contra o SNS praticadas com o recurso a falsas prescrições de medicamentos".

Paulo Macedo disse que o primeiro comentário a esta operação era de "felicitação" às autoridades que a levaram a cabo, destacando a seguir que é a segunda "operação de grande envergadura" concretizada com sucesso "em poucos meses".

Fonte Destak

Portugal: Dirigentes sindicais consideram "irreversível" greve dos médicos em julho

Vários dirigentes sindicais de organizações médicas afirmaram na segunda-feira à noite, em Coimbra, que a greve dos médicos agendada para 11 e 12 de julho é "irreversível".

"Neste momento, não há nenhuma força que consiga suster a indignação dos médicos", sublinhou à agência Lusa Luís Filipe Silva, do secretariado nacional do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), durante uma reunião geral de médicos realizada na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Os médicos vão paralisar durante dois dias e promover uma manifestação em Lisboa, no dia 11, para protestar contra a degradação do trabalho, do Estado social e do Serviço Nacional de Saúde.

Fonte Destak

Tornozelos devem estar 'em equilíbrio' para evitar torções, diz estudo

Atletas com musculatura mais forte em uma perna que em outra são propensos a sofrer lesões

Jogadores de futebol têm mais chances de sofrer torçoes no tornozelo quando uma perna está mais fortalecida muscularmente que outra, aponta um estudo realizado por pesquisadores gregos. As descobertas foram publicadas no American Journal of Sports Medicine.

Os pesquisadores da Universidade de Atenas, liderados por George Vagenas, fizeram testes em cem jogadores de quatro equipes profissionais da Grécia e os acompanharam durante dez meses para verificar se eles sofreriam lesões e de quais tipos.

Do total, 17 jogadores sofreram uma ou mais torções durante a temporada. Aqueles que tinham uma musculatura significativamente mais forte em uma perna que em outra foram nove vezes mais propensos a sofrer lesões do tipo.

Quando um jogador usa a musculatura para saltar ou amortecer uma queda, é improtante que ele tenha força simétrica em seu stornozelos para absorver o impacto e prevenir os danos ao corpo, disse Vagenas. "Profissionais ou não, os jogadores precisam ter a musculatura avaliada por especialistas par aa verificação da simetria dos tornozelos", alerta ele.

Especialistas em medicina esportiva ressaltam a importância do estudo. "O trabalho sugere que se os jogadores querem reduzir os riscos de torções, devem fortalecer a musculatura de forma igual, para ter um equilíbrio entre as duas pernas", diz Erik Wikstrom, da Universidade da Carolina do Norte.

A equipe de Atenas também descobriu que jogadores mais pesados são os que mais sofrem lesões devido à maior força que impõem sobre as pernas para amortecer o impacto dos saltos. Além de manter um peso saudável, os especialisas alertam que é preciso "saber saltar e amortecer o peso", sem forçar as pernas, para reduzir os riscos.

Fonte Estadão

Vítima do césio-137 será indenizada por danos morais


Em decisão inédita, Justiça condena União e Comissão Nacional de Energia Nuclear a pagar R$ 100 mil a vítima

GOIÂNIA - A Justiça Federal em Goiás condenou ontem a União e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) a pagar indenização de R$ 100 mil por danos morais a Suely de Assis da Cunha, uma das vítimas do acidente com o césio-137, material altamente radiativo, em Goiânia.

Na sentença inédita, o juiz da 9.ª Vara Federal Euler de Almeida da Silva Júnior determinou que o dinheiro a ser pago deverá ser atualizado com correção monetária de 1% ao mês, a partir de 5 de fevereiro de 2009, quando a vítima entrou com a ação.

Na sentença, Suely alegou, com apoio de documentos, ter desenvolvido várias patologias após o acidente, "que se agravaram com o tempo". Também comprovou que anomalias também foram constatadas em outros membros da sua família.

O agravamento das doenças, disse ela, resultou em pedido administrativo de pensão alimentícia, que lhe foi concedida em fevereiro de 2009 e referendada por laudo médico da Fundação Leide das Neves. A fundação foi criada pelo governo de Goiás para atendimento das vítimas do acidente radiológico. No total, Cunha pediu uma indenização no valor de R$ 300 mil.

No entendimento do juiz, Suely tem direito à indenização "em função da desestruturação familiar causada pelo acidente com o césio, violações à sua privacidade domiciliar, com animais de estimação sendo abatidos, doenças generalizadas, preconceito e estigma social".

O governo de Goiás, inicialmente também apontado como réu, a foi retirado do processo por não ser "sujeito à competência da Justiça Federal".

Fonte Estadão

Mulher grávida tem útero retirado

Paciente tinha miomas no órgão e médico indicou sua extirpação, mas hospital de Belford Roxo não fez exame de gravidez

A dona de casa Cenira Maria dos Santos, de 37 anos, estava grávida de quatro semanas quando teve o útero retirado numa clínica da Baixada Fluminense, credenciada ao Sistema Único de Saúde. A paciente não sabia da gravidez e fez a cirurgia porque havia sido diagnosticada com miomas. A família decidiu processar a clínica e o médico.

Cenira recebeu o diagnóstico de que tinha dois miomas no útero em agosto passado, por meio de uma ultrassonografia. No início do ano, foi ao médico, que indicou a histerectomia (retirada do útero). A cirurgia foi realizada em 11 de abril no Hospital das Clínicas de Belford Roxo. O resultado da biópsia indicou que ela estava grávida de um bebê de cerca de três centímetros, ou quatro semanas de gestação.

O exame revoltou o casal, evangélico, que já tem duas filhas - Celeste, de 11 anos e Camila, de 6. "Passei por tantas dificuldades, mas nunca pensei em tirar um filho", emocionou-se Cenira. O marido dela, o taxista Rubens Gomes criticou a falta de um exame prévio. "Entre a ultrassonografia e a cirurgia não fizeram nem um exame de urina nela. A direção da clínica disse que não é responsável. Como assim? Então fazem um aborto dentro do hospital deles e eles não são responsáveis?"

O Estado entrou em contato com o hospital. A recepcionista informou que um representante da instituição retornaria, o que não aconteceu até as 18h30. O médico responsável pela cirurgia não foi localizado. O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher. A assessoria de Imprensa do Conselho Regional de Medicina (Cremerj) informou o caso está sendo avaliado, mas não tinha definido, até o fim da tarde de ontem, se abriria sindicância.

Fonte Estadão

Homem que fez campanha para cirurgia é sequestrado e libertado

A PM prendeu os três suspeitos de sequestro-relâmpago em uma agência bancária de Lucas do Rio Verde (MT)

Após quase 12 horas de buscas, a Polícia Militar de Lucas do Rio Verde (MT) prendeu nesta segunda-feira, 25, em flagrante os três suspeitos de sequestro de Oziel de Oliveira, de 22 anos. Oziel ficou conhecido depois de campanha de arrecadação de recursos para cirurgias de reconstituição facial, após sofrer com um câncer na boca, em um hospital de São Paulo. Ele havia desaparecido na noite de domingo, após deixar a namorada em casa.

A polícia prendeu os suspeitos depois de receber denúncias de moradores da cidade que reconheceram Oliveira quando ele entrava em uma agência bancária. Segundo a PM, a ação foi frustrada porque os policiais conseguiram chegar ao banco pouco antes de o jovem retirar o dinheiro solicitado pelos criminosos.

De acordo pelo responsável pelas investigações, o delegado Marcelo Torachs, Oliveira f passa bem, apesar de ter passado cerca de dez horas em poder do trio de sequestradores e apresentar alguns ferimentos pelo corpo.

Com a campanha feita pela internet, iniciada no fim de março, Oliveira conseguiu R$ 106.670,98. A cirurgia de reconstrução de parte de sua face será feita em julho no Instituto Branemark, em Bauru, entidade filantrópica especializada nesse tipo de operação.

Fonte Estadão

Universidade Federal de Goiás - UFG/GO

A Universidade Federal de Goiás (UFG) realiza concurso para provimento de 7 vagas para Professores dos campi de Jataí, Catalão, Samambaia e Professor Colemar Natal e Silva.

Inscrições:
Até 1º de agosto:
Arquitetura e Organização de Computadores
Até 4 de junho: Didática, Estágio e Ensino de Geografia, Metodologia de Ensino e Pesquisa em Basquetebol, Enfermagem e Engenharia da Água e Solo com ênfase em Automação Agrícola
Até 28 de maio: Psicologia
Até 2 de julho: Alimento e Nutrição Básica
Inscrições podem ser feitas pelo www.ufg.br


Remuneração:
De R$ 1.993,04 a R$ 7.333,67

Áreas:
Arquitetura e Organização de Computadores, Enfermagem, Alimento e Nutrição Básica, Engenharia da Água e Solo com ênfase em Automação Agrícola, Didática, Estágio e Ensino de Geografia, Metodologia de Ensino e Pesquisa em Basquetebol e Psicologia.

Provas:
Haverá provas didáticas e provas de títulos

Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) realiza concurso para provimento de 2 vagas para Professores Adjuntos para a Faculdade de Medicina e o Instituto de Ciências Exatas (ICEx).

Inscrições:
De 12 de março a 8 de julho

Valor:
R$ 183,34

Remuneração:
R$ 7.333,67.

Provas:
haverá prova de títulos, arguição de memorial e apresentação de seminário

Tocantins: Concurso do Quadro Geral oferece 6,3 mil vagas

Pela necessidade de se adequar a situação dos candidatos do concurso do quadro geral, os inscritos no certame que foi cancelado e os que se inscreveram em 2012, o Governo do Estado reabrirá o período de inscrições e promoverá algumas mudanças com o objetivo de zelar ainda mais pela igualdade entre os candidatos. A medida está registrada em Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Governo Estadual e o Ministério Público Estadual (MPE), assinado nesta sexta-feira pelo secretário estadual da Administração, Lúcio Mascarenhas, e o promotor de Justiça Miguel Batista de Siqueira Filho. O TAC foi assinado ainda pela subprocuradora do Estado, Rosana Albuquerque, e pelo defensor público Arthur de Pádua Marques.
As inscrições serão reabertas e realizadas exclusivamente via internet no período das 10h do dia 25/06/2012 às 23h59min do dia 29/06/2012, observado horário oficial de Brasília – DF no endereço eletrônico www.aocp.com.br .

As mudanças que serão promovidas no concurso referem-se apenas à exclusão dos itens 5.2 e 8.6 do edital lançado em 4 de maio deste ano. Os referidos itens previam que a inscrição para mais de um cargo só seria possível se a realização das provas fosse em datas diferentes. Agora, com o TAC, os candidatos poderão efetuar inscrições para mais de um cargo independente do dia de realização das provas.
As mudanças garantem a igualdade de competição entre os inscritos, tendo em vista que o concurso anterior permitia que o candidato se inscrevesse para mais de um cargo, sem levar em conta o dia das provas. "O concurso do quadro geral tem entre seus candidatos aqueles que não pediram ressarcimento do certame que foi cancelado e por isso ficaram automaticamente inscritos. Esses candidatos puderam se inscrever em mais de um cargo, mesmo que a prova fosse no mesmo dia. O que estamos fazendo é corrigindo a assimetria entre os candidatos", explicou Mascarenhas.
Concurso
O concurso tem 186.990 inscritos para 6.352 vagas (4.513 para provimento imediato e 1.835 para cadastro reserva). Do total, 67 mil são remanescentes do concurso cancelado em 2011. "O compromisso do governo sempre será aquele que não venha provocar desequilíbrio entre quem quer que seja.
A decisão adotada é a que melhor preserva o direito e as expectativas dos antigos inscritos, que há mais de dois anos estão na angustiante situação de aguardar o concurso, e dos novos inscritos, já que com isso todos poderão concorrer para o mesmo número de cargos", disse o secretário. "O Governador Siqueira Campos garantiu que quem permanecesse inscrito no concurso teria garantida a inscrição ou as inscrições feitas até então, e essa promessa será mantida", acrescentou.
Dos inscritos até o momento, 39.890 concorrem a cargos de Nível Fundamental, 106.559 para cargos de Nível Médio e Médio Técnico e 40.541 para Nível Superior. Com a reabertura do período de inscrições, novos candidatos poderão se inscrever.

Saiba mais:
Leia, abaixo, o conteúdo dos itens 5.2 e 8.6, do edital do concurso do quadro geral, que serão excluídos:

5. DAS INSCRIÇÕES
5.2. O candidato poderá efetuar inscrição para mais de um cargo/perfil/município no Concurso Público, desde que a data de realização da prova seja em dias distintos. Será permitida a realização de uma inscrição para um cargo de Nível Fundamental e outra de Nível Médio ou a realização de uma inscrição para um cargo de Nível Médio e outra de Nível Superior.

8. DO DEFERIMENTO DAS INSCRIÇÕES
8.6. O candidato poderá efetuar inscrição para mais de um cargo/perfil/município no Concurso Público, desde que a data de realização da prova seja em dias distintos. Será permitida a realização de uma inscrição para um cargo de Nível Fundamental e outra de Nível Médio ou a realização de uma inscrição para um cargo de Nível Médio e outra de Nível Superior.
por Ascom Governo do Tocantins

Edital / Publicações

Concurso Universidade Federal de Sergipe

Foi divulgado o edital nº. 23, que abre concurso público na Universidade Federal de Sergipe. O concurso oferece 78 vagas de nível médio/técnico e superior, com remuneração de até R$ 2.989,33 para jornada de trabalho de 20, 24, 25, 30 ou 40 horas semanais.
Cargos: Auxiliar de Enfermagem, Técnico em Telecomunicações, Técnico em Radiologia, Técnico em Prótese Dentária, Técnico em Higiene Dental, Técnico em Farmácia, Técnico em Equipamento Médico-Odontológico, Técnico em Enfermagem, Técnico em Anatomia e Necropsia, Técnico em Alimentos e Laticínios, Assistente em Administração, Instrumentador Cirúrgico, Técnico em Contabilidade, Assistente em Administração, Terapeuta Ocupacional, Secretário Executivo, Pedagogo, Odontólogo, Nutricionista, Jornalista, Fonoaudiólogo, Farmacêutico, Enfermeiro, Assistente Social, Analista de Tecnologia da Informação, Médico e Engenheiro de Segurança do Trabalho.
A inscrição deverá ser efetuada exclusivamente pelo endereço eletrônico www.ccv.ufs.br, a partir das 8 horas do dia 12 de julho até às 18 horas do dia 08 de agosto de 2012 (horário local).
A taxa de inscrição é de:
R$ 30,00 para Cargos da Classe C;
R$ 45,00 para Cargos da Classe D;
R$ 60,00 para Cargos da Classe E.
O candidato deverá, no período de 03 a 10 de setembro de 2012, acessar o endereço www.ccv.ufs.br para imprimir o Cartão de Identificação que lhe dará conhecimento e acesso ao local das provas.
As provas serão aplicadas preferencialmente em Aracaju, e, se necessário, também em outros municípios do Estado de Sergipe, tendo início às 9 horas da data provável de 16 de setembro de 2012, com duração de 4 horas.
Os gabaritos oficiais das provas objetivas serão divulgados no site www.ccv.ufs.br, em até 24 horas após o término da aplicação das provas.
O prazo de validade do concurso será de 02 anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Instituição.