Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 30 de agosto de 2011

Tétano

O que é?
É uma infecção grave causada pela toxina de uma bactéria chamada clostridium que entra no organismo por lesões de pele tais como cortes, arranhaduras, mordidas de bicho. O tétano não é doença contagiosa.

Como se adquire?
A bactéria é encontrada nas fezes de animais ou humanos que se depositam na areia ou na terra. A infecção se dá pela entrada das bactérias por qualquer tipo de ferimento na pele contaminado com areia ou terra. Queimaduras e tecidos necrosados também são porta de entrada para a bactéria.

O que se sente?
A toxina da bactéria causa espasmos musculares, inicialmente nos músculos do pescoço e da mastigação (trismo e riso sardônico), causando rigidez progressiva, até atingir os músculos respiratórios.

As complicações são graves e a pessoa infectada necessita de internação em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O tempo de incubação varia de 2 a 21 dias; quanto menor o número de dias, maior a gravidade.

Como é feito o diagnóstico?
Pelos sintomas clínicos e história de lesões de pele sem tratamento adequado.

Como se trata?
O tratamento consiste em:
  • cuidados gerais para não estimular o paciente mantendo-o na penumbra e com pouco ruído,

  • utilização de antibióticos, sedativos e relaxantes musculares,

  • limpeza dos ferimentos e

  • aplicação de soro anti-tetânico.

Como se previne?
A prevenção é feita principalmente pela vacinação da população, pela rotina e pelos reforços a cada 10 anos.

A população também deve ser ensinada de que todos os ferimentos sujos, fraturas expostas, mordidas de animais e queimaduras devem ser bem limpos e tratados adequadamente para não proliferar a bactéria pelo organismo.

Fonte ABC da Saúde

Remédios antigos - Microvacin


Composição - MICROVACIN

Cada cápsula contém: Staphylococcus aureus 300milhões; Streptococcus pyogenes beta hemolítico 100 milhões; Streptococcus viridans 200 milhões; Streptococcus grupo D Lancefield 150 milhões; Moraxella catarrhalis 200 milhões; Corynebacterium diphtheriae 100 milhões; Diplococcus pneumoniae (tipo 3) 250 milhões; Listeria monocytogenes 100 milhões; Klebsiella pneumoniae 200 milhões; Pseudomonas aeruginosa 200 milhões; Serratia marcescens 100 milhões; Haemophilus influenzae 100 milhões; Candida albicans 100 Unidades Noon; Penicillium sp 100 Unidades Noon; Alternaria sp 100 Unidades Noon; Rhodotorula muscilaginosa 100 Unidades Noon; Mucor racemosus 100 Unidades Noon; Hormodendrum 100 Unidades Noon; Aspergillus niger 100 Unidades Noon; Cloridrato de lisozima 0,02 U.L. Excipiente q.s.p. 1 cápsula.

Lordose lombar: causas e sintomas

A coluna é formada por uma série de trinta e três a trinta e quatro pequenos ossos superpostos chamados vértebras, separados uns dos outros por vinte e três discos unidos por fortes ligamentos e trinta e um pares de nervos espinhosos.

As vértebras sacrais e coccígenas são fundidas em peça única não apresentando disco intervertebral. Existem cento e quarenta músculos ligados à coluna, um grande número de ligamentos e tendões.

A coluna vertebral é dividida em 5 regiões, sendo:

Cervical com sete vértebras, torácica com 12 vértebras, lombar com cinco vértebras, sacral com cinco vértebras podendo variar de quatro a seis e o coccígenas com quatro vértebras rudimentares podendo variar de cinco a três.

Nas três regiões mais craniais da coluna as vértebras permanecem distintas durante toda a vida e são conhecidas como vértebras verdadeiras ou móveis; as da região sacral e coccígena, por outro lado, são denominadas vértebras falsas ou fixas, pelo fato de estarem unidas entre si no adulto para formar dois ossos, cinco formando o sacro, e quatro o osso terminal ou cóccix.

Uma vértebra típica constitui-se de duas partes essenciais: um segmento ventral, o corpo, e uma parte dorsal o arco vertebral, que envolve o forame vertebral. Quando os corpos das vértebras estão unidos ou articulados por meio de discos fibrocartilaginosos intervertebrais, vêm formar um potente pilar para sustentar a cabeça e o tronco.

Localizados entre o arco vertebral (lâmina e pedículos) e o corpo vertebral está o forame vertebral, que forma através da justaposição das vértebras e discos um tubo, o canal vertebral. De cada lado, e localizado entre os pedículos, está o forame de conjugação. Dentro do canal vertebral, está o sistema nervoso. Na região lombar-sacra, ele é constituído pela cauda eqüina e dentro dos forames de conjugação estão as raízes nervosas.

O corpo vertebral é a porção mais volumosa da vértebra, constituído basicamente de tecido ósseo esponjoso. Entre um corpo vertebral e outro, temos o disco intervertebral que serve como um sistema hidráulico completo que absorve choques e ajuda a distribuir a carga de maneira suave e uniforme.

Os dois componentes básicos do disco são, o anel fibroso, externamente e o núcleo pulposo, internamente.

O núcleo pulposo é um gel semifluido compreendendo de 40% a 60% do disco. Sua composição tem de 70% a 90% de água, com o proteoglicano constituindo 65% do peso seco e o colágeno 20% do peso seco. O núcleo pode ser deformado sob pressão, participando na absorção de choques e equilibrando essas cargas.

A coluna, na sua porção lombo-sacra é constituída por vértebras, pelo osso sacro e pelo cóccix. As vértebras relacionam-se entre si através das articulações interapofisárias, na porção posterior, e dos discos intervertebrais, na porção anterior. Elementos importantes são os ligamentos, composto pelo supraespinhoso, o interespinhoso e o amarelo, posteriormente, e os longitudinais anterior e posterior, na porção anterior da coluna.

Os músculos que atuam sobre a coluna lombar podem ter suas inserções na coluna, denominados intrínsecos ou extrínsecos ou, fora dela como alguns músculos pélvicos.

A dor lombar é uma entidade comum em adultos acometendo adolescentes e em menor proporção crianças. Entre os distúrbios dolorosos que acometem o homem é muito freqüente, com incidência apenas menor que a cefaléia. A incidência é de aproximadamente 5 % ao ano, sendo que em alguma fase da vida 80% dos indivíduos terão dor lombar. Ela é classificada em aguda e crônica. É considerada aguda quando apresenta duração inferior a um mês e resultante de uma patologia médica destituída de gravidade. Caso a dor persistir por até ou mais de seis meses, é considerada crônica e representa 1% a 5% dos casos. Quando ocorrer compressão de nervos das regiões lombares e sacras esta situação denomina-se ciática, sendo observada em até 40% dos indivíduos ao longo da vida.

Em 85% dos pacientes, o diagnóstico é sindrômico, ou seja, a estrutura responsável pela dor da coluna não é identificada.

Entre as principais causas de dor aguda temos: hérnia de disco, fraturas de corpos vertebrais, estiramento muscular ou ligamentar e doenças das articulações interapofisárias posteriores. Estas dores poderão em sua evolução se cronificar.

As dores crônicas são de várias causas e entre as mesmas temos:

A hérnia consiste na migração do núcleo pulposo com fragmento do anel fibroso para o interior do canal vertebral. Esta herniação provoca dor quando há comprometimento de alguma raiz nervosa ou saco tecal.

O comprometimento neurológico pode ocorrer por compressão mecânica ou secundariamente ao processo inflamatório com edema da estruturas nervosas.

É importante salientar que doenças em estruturas nas proximidades da coluna também podem causar dor na região lombar, como observado nas seguintes doenças:

Aneurisma de aorta

Úlcera duodenal perfurada

Pancreatite aguda

Calculose renal

Doenças inflamatórias intestinais (retocolite ulcerativa, ileíte regional), ginecológicas (endometrioses, útero retrovertido, tensão pré-menstrual) prostatite

Doenças inflamatórias pélvicas.

Aneurisma Discecante da Aorta em um paciente com Dor Lombar
Alguns fatores contribuem para a dificuldade na abordagem das lombalgias e lombociatalgias tais como: Incompatibilidade entre os achados clínicos e os exames de imagem, dificuldade em se determinar o local que deu origem à dor, em parte decorrente da complexidade da inervação da região, as contraturas musculares não se acompanham de uma lesão demonstrável ao exame histológico, dificuldade na interpretação dos fenômenos dolorosos.

É importante conscientizar o paciente dos fatores de risco que podem promover dor de coluna, dos quais destacamos os principais: Idade, estilo de vida (vida sedentária e tabagismo), exercícios inapropriados ou a não realização dos mesmos, sobrepeso e obesidade, desobediência às regras básicas de postura e já ter apresentado dor previamente.

DIAGNÓSTICO
É importante ressaltar que em aproximadamente 80% dos casos o diagnóstico se estabelecepor meio de uma avaliação clínica do paciente, que inclui história clínica completa, antecedentes pessoais, familiares e psicológicos, interrogatório sobre os diversos aparelhos e exame físico completo, exame do aparelho locomotor inclusive o exame neurológico.

Os principais fatores envolvidos na "síndrome da dor lombar" são a fraqueza muscular, principalmente na região abdominal e a baixa flexibilidade articular no dorso e nos membros inferiores.
O médico deve permanecer atento para os sinais relacionados a dor lombar de origem psicossomática.

Nessa situação deve-se ter em consideração os seguintes aspectos:

A irradiação da dor não apresenta uma distribuição anatômica correspondente à raiz nervosa comprometida

Exame físico de dor lombar, que caracteriza simulação

Discrepância na pesquisa de sinais de compressão nervosa, estando o paciente sentado ou deitado.

A POSTURA E SEU DESENVOLVIMENTO
No plano sagital a coluna vertebral apresenta várias curvas que correspondem às suas diferentes regiões, denominadas cervical, torácica, lombar e pélvica. A curva lombar é mais marcada na mulher do que no homem; inicia-se no meio da última vértebra torácica e termina no ângulo sacrovertebral.

É convexa ventralmente, com convexidade das três vértebras mais caudais bem maior do que das duas craniais. As curvas torácica e pélvicas são denominadas curvas primárias, pois só elas estão presentes na vida fetal. A cervical e a lombar são curvas de compensação ou secundárias, e aparecem depois do nascimento, a primeira quando a criança já pode sustentar a cabeça (aos três ou quatro meses) e sentar-se ereta (aos nove meses), e a segunda aos doze ou dezoito meses, quando a criança começa a andar.

A coluna lombar tem a características de suportar uma carga extremamente alta, devido a superposição do peso do corpo com forças adicionais como levantamento de pesos e outras atividades que envolvem forças de potentes grupos musculares.As vértebras lombares são as mais freqüentemente envolvidas nos processos dolorosos; por suportarem a maior da carga do corpo.

A carga que a coluna lombar suporta também está relacionada ao alinhamento da coluna, seja no plano sagital, em que o grau da lordose varia de acordo com o biótipo, com a ação dos músculos lombares e abdominais e eventuais desvios. A coluna lombar, funcionalmente, está intimamente relacionada com os movimentos das articulações coxofemorais, assim como o posicionamento da pélvis.

AVALIAÇÃO
A avaliação da hiperlordose lombar é feita no plano sagital. O avaliado fica de lado para o avaliador. Observar o aumento da curva lombar e anteversão da pelve. O exame dos movimentos da coluna lombar é mais complexo do que aparenta e tem sido descrito na maioria dos textos de semiologia. A amplitude da flexão na coluna lombar varia de 40° a 60°, a extensão de 20° a 35°, a inclinação lateral de 15° a 20° e a rotação de 3° a 18°. Deve-se considerar a avaliação da amplitude dos diferentes movimentos da coluna lombar, o aparecimento de dor espasmo muscular, rigidez e bloqueio.

Durante o exame do movimento de flexão do tronco, deve ser avaliado se este está sendo realizado na coluna lombar, pois se é possível tocar o solo com as mãos sem que haja movimento nesse segmento vertebral. Durante a realização do movimento, deve ser observado se ocorre inversão da lordose lombar, cuja concavidade inicial em situações normais apresenta forma convexa no final do movimento.

A mobilidade da coluna lombar deve ser pesquisada. Na flexão, o paciente inclina-se anteriormente o mais que puder, tentando tocar os pés, mantendo os joelhos entendidos. Nesse movimento, o ligamento longitudinal anterior é relaxado e o complexo ligamentar posterior (ligamento longitudinal posterior, ligamento amarelo, ligamento supra e espinhoso) é tencionado. A postura em hipercifose torácica geralmente vem acompanhada de contratura da musculatura dos isquitibiais, como mostrado pela limitação da elevação da perna esticada e na habilidade de tocar o solo na flexão ventral da coluna.

A limitação do movimento de flexão ou aparecimento de dor é freqüentemente devido à irritação do nervo ciático por hérnia de disco, mas pode ocorrer em outras situações. Por outro lado, a dor ocasionada pela extensão pode ser também um achado não específico, mas está intimamente relacionada com espondilólise ou espondilolistese nos pacientes jovens e estenose do canal e artrose facetaria nos mais idosos.

A observação da maneira como o movimento de retorno à posição ereta é realizado após a flexão é também muito importante. Deve ser observado se o paciente realiza o movimento de modo suave, ou se inicialmente estende a coluna lombar e fixa-a na posição de lordose para, a seguir, realizar a extensão dos quadris até alcançar a posição ereta. Esse modo de realizar o movimento pode ser observado em pacientes que apresentam artrose das facetas articulares.

TRATAMENTO
Os exercícios de força e flexibilidade são comumente prescritos para prevenir e reabilitar um indivíduo com esta patologia. A utilização de exercícios contra resistência, se realizado de forma adequada, tal treinamento proporciona um excelente meio de fortalecimento dos músculos do abdome e da região lombar, de modo a sustentar e proteger a coluna vertebral. Entretanto, como freqüentemente ocorre, muitos indivíduos que tentam ganhar força muito rapidamente podem realizar exercícios de forma errada como resultado grupos musculares adicionais são recrutados, a coluna vertebral é alinhada de forma inadequada, principalmente com arqueamento da região lombar, o que coloca uma sobrecarga nessa região.

Um exercício a princípio simples, como um abdominal se feito inadequadamente com os membros inferiores estendidos, a região lombar arqueada e a cabeça para trás, pode impor uma sobrecarga muito grande à região lombar (abdominais devem ser sempre realizados com os joelhos flexionados e o queixo no peito). Exercícios de extensão ou flexão de braços com pesos, se realizados com hiperextensão excessiva da região lombar, podem causar uma sobrecarga muscular ou pressão na coluna vertebral, podendo desencadear dor nesta região.

Entre os objetivos de tratamentos podemos incluir fortalecimento da musculatura abdominal, pois a mesma estando fortalecida leva a menor sobrecarga lombar. Fortalecimento da musculatura paravertebral, fortalecimento da musculatura glútea, fortalecimento da musculatura da coxa e perna, alongamento da musculatura paravertebral, alongamento do quadríceps, alongamento dos ísquio tibiais, alongamento do tríceps sural, orientar quanto a necessidade do alongamento logo ao acordar, antes das atividade física, a necessidade de praticar atividade física regular, correção da postura, correção do modo de deitar e sobre o modo de carregar peso.

Fonte Portal São Francisco

Humor - Saúde Pública

Anvisa suspende uso de produtos e propagandas irregulares

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no último dia 25, no Diário Oficial da União, a suspensão do produto Erofast Sildenafil 50 mg, produzida pelo Laboratório de Productos Eticos C.E.I S.A. O produto não possui registro na Anvisa.

Os lotes 0244A, 206A, 0208A e 0243A do medicamento Captopril 25 mg fabricados pela empresa Balm Labor Indústria Farmacêutica Ltda., também foram suspensos. Os produtos apresentaram resultado insatisfatório no ensaio de Aspecto.

Também foram suspensas todas as propagandas dos produtos Camas Motorizadas, Camas Fawler, Cama para Parto, Cama Fawler Quadro Balcânico, Cama Falwer Recuperação, Camas Falwer Manual, Cama Fixa, Cama para Parto PPP, Cama Motorizada com Balança, Cama 3 Manivelas,  Cama Fawler Recuperação, Camas Fawler, Cama 2 Manivelas, Berço Recém Nascido, Berço Fawler Leito Inox, Berço Fawler Infantil, Berço Cuna Acrílico, Carros Maca, Carro Maca três Manivelas, Carro Maca Transferência, Mesa Cirúrgica Inox, Mesas Exame Clínico, Mesas Ginecológicas, Mesa Oftalmológica-Otorrino, Mesa Obstetrícia Hidráulica.

As propagandas dos produtos fabricados pela empresa UTI Médica- Indústria e Comércio de Móveis Hospitalares Ltda., foram suspensas principalmente nos sites que fazem a divulgação dos produtos e na Revista Hospitais Brasil. Os produtos não possuem registro ou cadastro junto à Agência.

Ainda foram suspensas também todas as propagandas dos produtos Núcleo Tech Mesas Ginecológicas NT-1110, NT-1117, NT- 1115 e NT-1110.2; Mesa Exame Clínico NT-620; Camas Fowler Eletrônicas NT-1021, NT-1020, NT-1020.0, NT-1025.2, NT-1023, NT-1025, NT-1026, NT-1027, NT-1025.2, NT-1021.2, NT-1021.3; Cama Fowler Eletrônica Obeso NT-1028, Camas Fowler Eletrônicas – UTI NT-1040, NT-1041, NT-1042, NT-1043; Cama Fowler Eletrônica Infantil NT-1007.6, fabricados pela empresa Latina Produtos Hospitalares Ltda.

As suspensões são definitivas e tem validade imediata após divulgação da medida no Diário Oficial. As pessoas que já tiverem adquirido algum produto dos lotes suspensos devem interromper o uso.

Fonte Anvisa

Capacitação sobre Talidomida é promovida pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está ministrando cursos de capacitação sobre a RDC 11/2011, recente resolução da Agência  que aumenta o controle sobre a prescrição e o uso da Talidomida no país.

O treinamento que acontece inicialmente em oito capitais brasileiras (São Paulo, Brasília, Fortaleza, Maceió, Goiânia, Porto Alegre, Boa Vista e Manaus) é voltado tanto às Vigilâncias Sanitárias Estaduais e Municipais (Visas) quanto aos profissionais de saúde que estão diretamente envolvidos na prescrição e dispensação da Talidomida (médicos, farmacêuticos e outros profissionais). O agendamento dos treinamentos está sendo realizado mediante o recebimento da demanda de cada estado.

“Neste momento iniciamos uma nova fase relativa a este tema que contém uma programação de treinamentos para todas as Vigilâncias Sanitárias Estaduais. O objetivo é discutir e esclarecer as dúvidas que os profissionais possam ter acerca da norma”, afirmou Elmo Santana, Chefe da Coordenação de Produtos Controlados da Anvisa.

A nova Resolução faz uma revisão das atuais normas existentes sobre a substância e o medicamento Talidomida e prevê, entre outras coisas, um anexo com todas as doenças para as quais o seu uso é autorizado (Hanseníase, DST/AIDS – úlcera aftóide idiopática; Lúpus eritematoso sistêmico; mieloma múltiplo e doença enxerto contra hospedeiro).

Além disso, a RDC determina que a embalagem do medicamento  traga a imagem de uma criança vítima da Talidomida para alertar ainda mais sobre os riscos da ingestão da substância durante a gravidez.

A Talidomida é uma substância que, apesar de ser bastante eficiente no tratamento de algumas doenças como a hanseníase, foi  responsável pelo nascimento de mais de 10 mil crianças com más-formações em todo mundo entre as décadas de 50 e 60.

Além da capacitação, a Anvisa  está trabalhando na formulação de materiais explicativos e na criação de um espaço no portal da Anvisa para manter informados os profissionais de saúde, gestores e pacientes, independente de participarem ou não dos treinamentos presenciais”, disse Elmo Santana.
  • Agenda de Treinamentos*:
    • 26 e 27/05: Brasília (realizado)
    • 21 e 22/07: Maceió (realizado)
    • 04 e 05/08: São Paulo (realizado)
    • 08 e 09/08: Goiânia (realizado)
    • 10 e 11/08: Porto Alegre (realizado)
    • 17/08: Brasília (mesa redonda organizada pelo MS) (realizado)
    • 23 e 24/08: Boa Vista (realizado)
    • 01 e 02/09: Fortaleza
    • 04 e 05/10: Manaus
    • 29 e 30/11: Vitória
*Os treinamentos são dirigidos aos profissionais de saúde (médicos, farmacêuticos, dentre outros), fiscais de vigilância sanitária e profissionais que atuem nas áreas de assistências farmacêuticas. Informações quanto aos locais de realização dos treinamentos, número de vagas e inscrições devem ser obtidas diretamente com as Vigilâncias Sanitárias Estaduais.

Fonte Anvisa

Pesquisadores dos EUA testam remédio que combate o HIV e outros tipos de vírus

De acordo com o portal de notícias da Editora Abril, diferentes dos demais antivirais que impedem a reprodução dos vírus, a nova droga é capaz de identificar e matar as células infectadas.

Poucos medicamentos funcionam contra os vírus. Os antivirais têm uma ação mais limitada do que antibióticos e antifúngicos e não agem sobre todos os tipos de infecções. Na maioria das vezes, limitam-se a impedir que os vírus consigam se reproduzir. Mas pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, acreditam ter dado um passo além: eles criaram uma droga, Draco capaz de identificar as células infectadas e matá-las, dando fim à infecção. A pesquisa, publicada no periódico científico especializado PLoS One, pode representar o fim de doenças como a gripe, dengue, hepatite C e até da aids.

Os pesquisadores testaram a droga em culturas de células de humanos e ratos infestadas por quinze tipos de viroses. A abordagem se mostrou eficaz em todos os casos – incluindo os altamente resistentes rinovírus (responsáveis por resfriados), influenza H1N1, vírus da pólio, vírus da dengue e outros tipos responsáveis por perigosas febres hemorrágicas. A equipe também conduziu testes com camundongos e obtiveram sucesso.

“Para os primeiros ensaios com animais, desejávamos escolher um vírus comum em humanos que seria letal em camundongos, por isso usamos o influenza H1N1″, explica o cientista Todd Rider, do Laboratório Lincoln, do MIT, responsável pelo trabalho.

“Demonstramos que a Draco pode curar ratos que receberam uma dose letal de influenza e agora estamos testando outras viroses com bons resultados. A Draco deve também funcionar contra o HIV e o vírus da hepatite, mas estamos fazendo mais testes para demonstrar isso.

Resistência
Antibióticos agem interferindo em processos que impedem as bactérias de se reproduzirem, mas não matam as células humanas. Em infecções virais, no entanto, essa tarefa é muito difícil: vírus se multiplicam injetando seu material genético dentro das células hospedeiras. A única forma de lutar contra eles é impedir a ação de algumas proteínas que estimulam o processo, na maioria das vezes causando a morte da célula infectada. Nem sempre, no entanto, drogas conseguem “localizar” as células com material genético viral antes que a infecção se espalhe. Além disso, vírus podem sofrer mutações com grande frequência, aumentando sua resistência aos medicamentos.

“Há poucos medicamentos antivirais no momento, e os que existem geralmente se ligam a uma parte específica do vírus para bloqueá-lo”, diz Rider. O pesquisador explica que, como esses medicamentos existentes são feitos “sob medida”, basta que o vírus sofra ligeiras mutações para se tornar resistente à droga.

Fonte Portal Abril

Homens devem fazer exames diferentes de acordo com a idade

Sexo masculino deve se preocupar mais com a saúde preventiva

Os homens são conhecidos por não dar tanta atenção à saúde quanto as mulheres. Segundo uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Urologia, o descaso é tão grande que 50% dos homens que procuram urologistas, fizeram isso apenas porque as namoradas ou esposas fizeram pressão. "O problema dos homens é que eles sabem o que devem fazer, mas não fazem. Esse descaso pode ser considerado algo cultural, já que há pouca preocupação dos pais em dizer quais cuidados e exames os seus filhos devem fazer. O mesmo não acontece com as mulheres", diz o clínico geral especializado em saúde masculina Érico Rolvare, do Minha Vida.

De acordo como especialista, os homens precisam seguir o exemplo das mulheres e começar, desde cedo, a se preocupar com a saúde e fazer mais visitas aos médicos. Veja os principais exames que precisam ser feitos durante as fases da vida do homem. 

Consulta médica- Foto Getty Images

Antes dos 20
Segundo o especialista, antes dos 20 anos de idade, os homens não precisam ficar muito preocupados com exames específicos, já que doenças mais sérias são mais difíceis de aparecer nessa idade. Somente é preciso fazer exames de rotina, como sangue e urina.

No entanto, Érico Rolvare alerta que, em casos de histórico familiar de doenças como obesidade, colesterol alto e hipertensão, é necessário fazer exames com mais frequência. "O fator genético pode ter grande influência na saúde de um indivíduo. Por isso, fazer exames de sangue, urina e fezes é uma ótima maneira de detectar qualquer sintoma antes que se torne um problema sério", explica o médico.

A partir dos 20, já é necessário prestar atenção ao câncer de testículo. Não há uma maneira de prevenir esse câncer. Por isso, o ideal é ficar atento a qualquer alteração. "É preciso fazer um autoexame sempre. Qualquer alteração muito visível no tamanho ou dor em um dos testículos deve ser relatada a um profissional da área", diz Érico.

Dos 20 aos 30
Mesmo que não haja uma grande mudança no organismo do homem durante essa idade, é preciso dar mais importância aos exames que detectam doenças sexualmente transmissíveis, como HIV e hepatite B. "Mesmo que o brasileiro comece a ter relações sexuais antes dos vinte anos, é nessa década de vida que ele atinge atividade sexual plena", explica Érico Rolvare.

Detectar esse tipo de doença faixa etária pode facilitar o tratamento e aumentar as chances do paciente ter uma vida saudável e com o mínimo de sintomas possíveis. "Um portador de hepatite B, por exemplo, pode ficar até 20 anos com a doença sem ter nenhum sintoma. Após tanto tempo no organismo, essa doença vai fazer ainda mais estrago", alerta o médico. 

Consulta médica- Foto Getty Images

Dos 30 aos 40
A partir dos 30 anos, o corpo do homem começa a passar por uma série de mudanças, graças a alterações na produção de hormônios. "Nesse contexto, o exame para encontrar os níveis de colesterol HDL no sangue é obrigatório após os 30 anos, principalmente após os 35", explica Érico Rolvare.

Pessoas com histórico de obesidade, hipertensão e diabetes também devem passar a fazer testes ergométricos a cada ano. Mesmo que seja melhor ficar atento a alguns sintomas, ainda não é preciso fazer exames para câncer de próstata. "Somente se alguma alteração for notada é preciso entrar em contato com um profissional", orienta o especialista.  

Dos 40 aos 50
Segundo o especialista, a partir dessa idade, todos os homens precisam ficar mais atentos ao câncer de próstata. "Pessoas que não têm nenhum caso desse câncer na família podem fazer uma colonoscopia aos 40 anos. Se não for encontrado nada, o próximo exame pode ser feito aos 45 ou 46 anos".

Já as pessoas com histórico familiar de câncer de próstata devem fazer uma bateria completa de exames todos os anos. Os mais importantes para detectar o câncer de próstata são o PSA (sangue), o exame de toque e o ultrassom. "Fazendo esses três exames, as chances de um caso de câncer de próstata não ser detectado é praticamente nula", explica o médico.

Além dos exames, é importante ficar atento a alguns sinais da doença, como dificuldade e ardência da hora de urinar.  

Saiba Mais

Depois dos 50 anos
Os homens dessa idade devem ficar mais atentos ainda à hipertensão, ao colesterol e ao câncer de próstata. Fazer exames para diagnosticar esses problemas torna-se uma obrigação anual.

Como a produção de testosterona tem uma queda acentuada, muitas vezes, é necessário que haja algum tipo de reposição hormonal. "Testes ergométricos e medição constante dos níveis de testosterona no sangue são vitais para que o médico consiga definir o melhor tratamento para cada paciente", diz Érico Rolvare. Além desses exames, deve ser realizado o teste de função hepática, que identifica possíveis problemas no fígado. 

Fonte Minha Vida

Pílula do dia seguinte pode trazer mais riscos do que benefícios

Método serve apenas como alternativa emergencial para não prejudicar a saúde da mulher

A pílula do dia seguinte costuma ser usada por algumas pessoas com muita frequência, interpretada como uma solução prática para evitar a gravidez indesejada sempre que algum imprevisto acontece. No entanto, esse recurso é indicado apenas para casos de emergência e deve ser usado com cuidado, já que pode trazer efeitos colaterais. A fim de contribuir com a propagação de informações corretas sobre esse tema, o Portal Minha listou as principais dúvidas sobre o assunto.

Veja as respostas a seguir:

Existem dois tipos de pílula, qual é o melhor?
O mercado disponibiliza dois tipos de pílula do dia seguinte: uma cartela com apenas um comprimido de 1,5mg de levonorgestrel e outra com dois comprimidos de 0,75mg da substância."Como se trata de um método de emergência e não de prevenção, a dosagem da pílula, independentemente do tipo, é um turbilhão de hormônios", explica a ginecologista Felisbela Holanda, da Unifesp. 


Para a especialista, não existe diferença entre os dois tipos de pílula do dia seguinte, até porque a dosagem é a mesma. Ambas representam uma enorme carga de hormônios ingerida de uma só vez, diferentemente das pílulas anticoncepcionais convencionais - ingeridas diariamente -, que possuem dosagem menor.

Qual é a maneira correta de tomar?
Felisbela explica que o procedimento é bem simples. "Para o tipo que tem apenas uma pílula, basta tomá-la até 72 horas depois do ato sexual. Para aquela que vêm em duas doses, a primeira deve ser tomada logo após o coito e a segunda, depois de 12 horas", explica.

Mesmo com esse intervalo grande de tempo - 72 horas - a ginecologista Denise Coimbra recomenda: "A pílula do dia seguinte pode ser tomada em até 12 horas do 'acidente' para aumentar a eficácia do método".

Existe a possibilidade de engravidar, mesmo tomando a pílula do dia seguinte?
Conforme a especialista, o risco de insucesso da pílula do dia seguinte gira em torno de 5%. Isso se levarmos em conta que ela seja tomada nas primeiras 24 horas após o ato sexual. "É perfeitamente possível que a mulher engravide, afinal, a pílula do dia seguinte não é um método contraceptivo, mas de emergência. O corpo não está preparado para ela", argumenta Felisbela.

A ação do levonorgestrel - um tipo de progesterona - pode inibir ou retardar a ovulação. Ou seja, ele é capaz de dificultar a passagem do óvulo ou do espermatozóide, além de provocar alterações no endométrio, bloqueando a implantação do óvulo. A médica alerta que, "se ingerida depois da formação do feto, ela pode causar hemorragia e aborto, fatores de altíssimo risco para a vida da mulher".  

Efeitos colaterais - Foto: Getty Images

A ginecologista Denise Coimbra também conta que o feto pode apresentar sequelas, mas as chances são pequenas. "Ao tomar a pílula muito tempo depois da fecundação, não haverá eficácia e só os exames do primeiro pré-natal podem acusar algum problema com o feto. Na maioria das vezes, não há complicações", explica.

Existem efeitos colaterais para o uso da pílula do dia seguinte?
Mesmo se considerarmos o uso esporádico da pílula do dia seguinte como um parâmetro normal, ainda é possível que ela cause efeitos colaterais. "Pode causar dores de cabeça e no corpo, náuseas, diarreia e vômito", explica Felisbela.

Na maioria das vezes, a pílula altera o fluxo normal da mulher, desregulando a menstruação. "Dependendo do dia em que foi tomada, a pílula pode provocar sangramento ou mesmo retardar a menstruação", conta Denise Coimbra, que faz questão de frisar que esse recurso deve ser feito apenas em casos de emergência, por conta desses efeitos.

Se usar com certa frequência, pode engordar?
Para a ginecologista, isso varia de acordo com o organismo de cada pessoa. No entanto, é possível que o uso frequente possa interferir nas reações do corpo. "Sem dúvida, uma dose imensa de hormônios como a da pílula do dia seguinte pode engordar, mas só através de uma avaliação individual é que será possível confirmar", explica Felisbela.  

Cigarro - Foto Getty Images

Consumir álcool e tabaco pode anular o efeito da pílula?
É uma combinação perigosa. Felisbela explica que o uso de alguns tipos de drogas pode ser prejudicial se combinados com o tratamento com a pílula do dia seguinte. Bebidas e cigarros possuem substâncias que potencializam os níveis do hormônio estrogênio no organismo e não devem ser ingeridos com nenhum outro medicamento.

"A pílula com estrogênio é um vasoconstritor, que contrai os vasos sanguíneos, e a nicotina do cigarro também. Em associação, aumentam o risco de derrame (Acidente Vasculas Cerebral) e trombose", esclarece Denise Coimbra.

Existem contra-indicações para o uso?
De acordo com Felisbela, o mais importante antes de se fazer qualquer indicação ou contra-indicação é fazer uma avaliação pessoal. No entanto, sabe-se que algumas condições podem tornar o uso da pílula do dia seguinte perigoso.

"Em princípio, seu uso é contra-indicado para mulheres com hipertensão descontrolada, problemas vasculares, doenças do sangue e obesidade mórbida. Mas são contra-indicações relativas, que aumentam o risco de insucesso ou outros problemas e dependem de avaliação individual", explica a médica.

Além disso, a ginecologista explica que não existe idade mínima para tomar o medicamento. "A mulher já pode tomar a partir do momento em que tem uma vida sexual ativa. Já a idade máxima vai até o fim da vida fértil dela".  
Mas Denise Coimbra lembra que é preciso sempre ter o acompanhamento de um ginecologista. "A menina, quando tem a primeira menstruação, deve sempre procurar orientação do profissional para conhecer os métodos anticonceptivos. Nada de confiar nas amigas", adverte.

Seu uso frequente pode causar infertilidade?
A especialista explica que sim. Afinal, o medicamento provoca uma descarga hormonal muito intensa em curto prazo. "Entretanto, em longo prazo, pode causar a gravidez ectopia (gravidez nas trompas). Além disso, também prejudica o funcionamento do aparelho reprodutor feminino e dificulta futuras gestações", explica Felisbela.

Por isso, é prudente evitar o uso frequente. Denise conta que, se a mulher ingerir a pílula com frequência e em um curto período de tempo, o recurso pode não funcionar como método de emergência. "O perigo é que, com o uso abusivo, a pílula pode perder o seu propósito, ou seja, a mulher pode engravidar, pois o medicamento quebra o ritmo hormonal", alerta.  

Fonte Minha Vida

Rinite: previna as crises e evite complicações

Cuidados com o ambiente e tratamentos amenizam a inflamação

A rinite alérgica não escolhe estação para se manifestar. No verão ou no inverno, quando o clima está seco e as oscilações de temperatura são uma constante, o sistema imunológico fica mais exposto às crises da doença. O médico otorrinolaringologista Marcelo Alfredo, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa, faz alguns alertas e dá dicas e orientações, além de ressaltar que alergia não representa falta de defesa do organismo.

A rinite alérgica é uma inflamação na mucosa nasal, atinge cerca de 30% da população e pode ser causada por vírus ou bactérias, e ainda ser alérgica ou não-alérgica. A rinite produz um excesso de muco gerado pelo acúmulo de histamina defesa produzida pelo corpo, que aumenta a circulação do sangue e as células de defesa, fazendo com que as substâncias estranhas sejam eliminadas. 

Segundo o especialista, a obstrução nasal, os espirros e a coriza protegem o organismo dos vírus. "Alergia não significa falta de defesa e sim uma defesa exagerada. O sistema imunológico da pessoa alérgica consegue interpretar quando uma substância é tóxica e protege o organismo de sua entrada", esclarece Alfredo.

A alergia é hereditária. Se um casal de alérgicos tem um filho, a chance da criança ser alérgica é de aproximadamente 60%. O indivíduo também pode ser alérgico, mesmo que o pai ou a mãe não apresente alergia.

A poeira, os polens das flores e alguns alimentos podem desencadear as crises alérgicas. A mais comum é a relacionada ao ácaro, inseto de oito patas da família dos aracnídeos, que se alimenta da descamação da pele. Os locais preferidos dos ácaros são ambientes quentes, úmidos e sem luz, colchões, tapetes, cortinas e móveis estofados, pois existe muita descamação de pele.  

rinite - foto Getty Images

Como na região Sudeste, não há uma definição das estações do ano, a rinite alérgica que predomina é a causada por ácaros, fazendo com que os indivíduos tenham os sintomas durante o ano inteiro. Já na região Sul, na época da primavera, onde há a polinização das flores, é mais comum a rinite alérgica da estação.

Esforço para respirar

Os sintomas mais comuns da rinite alérgica são a obstrução nasal, olfato ruim, dores de cabeça, coceira no nariz, garganta, céu da boca e olhos, além de espirros em sucessão e coriza. A rinite alérgica pode causar otites, sinusites, faringites, amigdalites e roncos, além de desalinhamento dos dentes. Muitas vezes pode vir acompanhada da asma, já que a asma é causada pela exposição a fatores alérgicos, causando inflamações na mucosa respiratória.

O diagnóstico correto e acompanhamento médico são importantes, uma vez que o profissional verificará a presença de problemas dentro do nariz, como o desvio de septo, que pioram os sintomas da rinite. Normalmente o tratamento é dividido em três fases, a higiene ambiental, tratamento com medicamentos antialérgicos, descongestionantes e vacinas antialérgicas, em alguns casos é necessária cirurgia.

Aos pacientes que já fazem uso das medicações preventivas, a recomendação é manter, mesmo que estejam bem, e consultar seu médico regularmente.  

rinite - foto Getty Images

Previna-se e evite complicações
O paciente deve evitar locais fechados, não fumar, e evitar cheiros fortes, ficar longe de mofo e dos agentes que desencadeiam a crise. Para prevenir, a pediatra especializada em alergia, Elza Sumie Yamada, ensina que devemos manter nossas casas bem arejadas e ventiladas, limpar a casa diariamente com pano úmido, evitar acúmulo de objetos dificultem a limpeza, lavar as roupas guardadas antes de usá-las, manter uma alimentação saudável e tomar vacina contra gripe.

Outra dica e cuidar muito bem do quarto do alérgico, já que ele passa cerca de oito horas dormindo, além de ser o ambiente mais contaminado por ácaros. O ideal é que o colchão e travesseiro sejam forrados, os edredons e bichos de pelúcia devem ser lavados a cada 10 dias, as roupas de lã devem ficar em sacos plásticos fechados e animais de estimação jamais devem entrar nos quartos. "A rinite alérgica não tem cura, mas existem tratamentos que aliviam os sintomas desde que seja tratado corretamente o paciente pode viver sem eles", finaliza o especialista. 

suco de laranja - foto Getty Images

Sucode laranja previne crises
Na sua próxima crise, esprema algumas laranjas e acabe com o desconforto. Mas antes de louvar a vitamina C, saiba que o mérito não é dela desta vez. Uma pesquisa da Escola de Medicina Johns Hopkins, nos Estados Unidos, comprovou que o consumo de folato alivia os sintomas das alergias respiratórias, como asma e rinite. E a laranja é uma ótima fonte desta vitamina, que também é encontrada nas folhas verde-escuras, na cenoura e nos cereais.

Os pesquisadores perceberam que a adição de ácido fólico em alimentos como pães e bolos reduziu a incidência das alergias. A conclusão foi obtida após o acompanhamento de 8 mil pessoas, durante dois anos: quanto mais altos os níveis de ácido fólico no sangue, identificaram os médicos, menores os níveis do agente responsável por desencadear as crises alérgicas. 

Os pesquisadores também notaram que as alergias de pele diminuem com o consumo regular de folato. "Uma dieta balanceada consegue fornecer os 400mcg necessários diariamente a homens e mulheres", explica a nutricionista Roberta Stella.

Veja algumas sugestões de consumo de ácido fólico

Arroz cozido (1 xícara): 60mcg
Aspargo cozido (1/2 xícara): 131mcg
Feijão preto (1 concha): 119 mcg
Grão-de-bico (1/2 xícara) 141mcg
Pão (1 fatia): 20mcg
Suco de laranja concentrado (170 ml): 82mcg 

Fonte Minha Vida

Descubra as vantagens de uma boa alimentação

Obtenha uma dieta saudável com uma grande variedade de alimentos

Princípio básico de uma dieta saudável, a variedade de alimentos assegura a obtenção adequada de nutrientes ao organismo. E para garantir a qualidade da alimentação, uma dica é abusar das cores de frutas, verduras e legumes.

Mas seguir a regra das cores não é a única forma de comer bem. Outra orientação de nutricionistas é variar os sabores dos alimentos.

”Os nutrientes variam de acordo com os sabores. Por isso, devemos ingerir alimentos salgados, doces, amargos e ácidos, não necessariamente na mesma refeição, mas sempre buscando um equilíbrio”, afirma a nutricionista Cristiane Mara Cedra, que tem pós-graduação em nutrição clínica funcional.

Segundo ela, manter uma dieta que não exclui nenhum sabor ajuda até a educar os hábitos alimentares das crianças. “A criança acostumada a gostos variados, como doce, azedo, amargo e salgado, sente mais prazer em comer. Além disso, quando ela crescer, a aceitação a diferentes alimentos será mais fácil”, diz Cristiane.

Hábitos saudáveisUma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo alerta que, para cultivar hábitos alimentares saudáveis no futuro, uma criança deve experimentar uma variedade de sabores até os quatro anos de idade.

A pesquisa também revela que a má alimentação é o principal motivo do excesso de peso de 31% das crianças em fase pré–escolar. A avaliação foi feita com 400 crianças entre 4 e 6 anos e constatou que entre os pequenos os alimentos preferidos são os menos saudáveis, como batata frita, pizza e chocolate.

“Muitas vezes são os próprios pais que atrapalham o desenvolvimento de uma alimentação adequada. Como alguns que enchem a mamadeira da criança com refrigerante”, diz Cristiane.

Mas a preferência por comida que faz mal também tem uma explicação psicológica. Segundo estudos, gostamos de alimentos associados a memórias positivas, e quase sempre o doce está ligado a boas lembranças.

Fonte Band

VÍDEO: Pneumologista explica como deve ser o tratamento para largar o cigarro

Nesta segunda-feira, Dia Nacional de Combate ao Fumo, pode ser um bom motivo e incentivo para quem pretende largar o vício. De acordo com o pneumologista da Santa Casa de Porto Alegre, Luciano Corrêa da Silva, o primeiro passo é decidir parar de fumar.

Confira no vídeo outras dicas do médico para deixar o cigarro e entenda como é feito o tratamento contra o tabagismo:




Fonte Zero Hora

Cerca de 90% dos fumantes começa a consumir cigarros na adolescência

Preocupados com a relação entre os adolescentes e o tabagismo, especialistas alertam sobre uso de aditivos em cigarros


Cerca de 90% dos fumantes começa a consumir cigarros na adolescência. Preocupados com a relação entre os adolescentes e o tabagismo, especialistas alertam sobre uso de aditivos em cigarros.

No Dia Nacional de Combate ao Fumo, especialistas alertam sobre os malefícios do tabagismo entre os adolescentes. Segundo uma pesquisa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 90% dos fumantes inicia consumo ainda na adolescência.

— A iniciação precoce ao tabagismo pode aumentar em quase o dobro o risco de danos à saúde. Quanto mais cedo se estabelece a dependência à nicotina maior o risco de morte prematura — afirma o pneumologista da Divisão de Controle do Tabagismo do INCA, Ricardo Meirelles.

Outro dado do levantamento, demonstra que a indústria tem usado artifícios para conquistas este público: 44% dos estudantes brasileiros, entre 13 e 15 anos, que fumam regularmente preferem os cigarros aromatizados. Mais conhecidos como cigarros "com sabor", eles vêm ganhando espaço e contribuem para o tabagismo precoce.

De acordo com o psiquiatra e presidente da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead), Carlos Salgado, os aditivos disfarçam o gosto e cheiro desagradável do cigarro, contribuindo para o consumo entre jovens. Em razão disso, o combate ao uso das substâncias é o tema deste ano da campanha do Inca e do Ministério da Saúde na data lembrada nesta segunda-feira.

— Os adolescentes são atraídos pelos aromas variados, fazendo com que eles fumem cada vez mais e aumentando o risco de dependência. A indústria do tabaco expõe seus produtos em pontos de vendas próximos a balas e doces e utiliza açúcares e aromatizantes justamente para atrair esse grupo e expandir seu mercado consumidor — acrescenta.

O especialista alerta que o tabagismo entre os jovens é preocupante. Ainda de acordo com dados do Inca, dos 23 milhões de fumantes brasileiros, 70% tem menos de 30 anos.

— Recentemente a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) abriu uma consulta pública sobre a proibição dos aditivos nos produtos derivados do tabaco. A medida sofreu forte repressão da indústria, que tentam inibir as políticas públicas de controle do tabagismo — diz.

O psiquiatra ressalta ainda que a indústria tabagista utiliza o conceito de liberdade comercial para driblar regulações ao setor e ignora os efeitos que a promoção de seus produtos possui junto a crianças e adolescentes.

— É preciso desmistificar essa ideia. A liberdade deve ser a do cidadão em preservar sua saúde e criar leis que assegurem seu bem-estar — afirma.

Adolescentes têm fácil acesso ao cigarro

Os adolescentes brasileiros não têm dificuldade para comprar cigarro, apesar de o país dispor de uma que proíbe a venda do produto para menores de idade. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo Inca, o percentual de meninas, entre 13 e 15 anos, que já comprou cigarro chega a 52,6% e a 48,1% entre meninos em algumas capitais do país.
Fonte Zero Hora

Avanço proporciona a crianças com problemas auditivos aprendizado e retorno da linguagem oral

stock.xchng / DivulgaçãoCausas mais comuns da surdez congênita são as mutações genéticas que promovem alterações nas células do ouvido interno


Para a criança que tem deficiência auditiva detectada antes dos seis meses de idade, os recursos médicos e fonoterápicos ecoam esperança. Quando aliados, eles conseguem proporcionar aos pequenos uma qualidade de vida muito próxima à de meninos e meninas que escutam os sons perfeitamente.

Embora reconhecido mundialmente como uma triagem fundamental para se chegar a um diagnóstico precoce da surdez, o teste da orelhinha tornou-se obrigatório no Brasil somente em agosto de 2010. Segundo especialistas, muitos hospitais públicos e particulares ainda não dispõem da aparelhagem para realizá-lo.

Na população em geral, a deficiência auditiva atinge de um a seis bebês a cada mil nascimentos. Diversos fatores provocam a surdez infantil. Quando estão envolvidos indicadores de risco — histórico de deficiência auditiva na família, doenças na gravidez (rubéola, toxoplasmose, citomegalovírus, herpes, sífilis), prematuridade e permanência na UTI — a incidência aumenta para um caso a cada 50 nascimentos.

Segundo o otorrinolaringologista Marcelo Toledo Piza, as causas mais comuns da surdez congênita são as mutações genéticas que promovem alterações nas células do ouvido interno. Tais estruturas transformam o som em impulso nervoso, permitindo que o cérebro reconheça os estímulos sonoros. Menos comum, mas tão graves quanto, são as causas da deficiência auditiva depois do nascimento. Inflamações no ouvido, viroses e males como a meningite podem gerar o transtorno.

— O teste é um exame de triagem. Se alguma alteração for detectada, a avaliação deve ser refeita. Se a anormalidade persistir, exames diagnósticos devem ser realizados o quanto antes por um fonoaudiólogo — orienta o médico.

A impossibilidade de escutar o que se passa ao redor traz prejuízos sérios à oralidade e ao desenvolvimento cognitivo. Sem poder contar com os recursos atuais, até o início do século passado, os surdos eram internados em manicômios. As próteses auditivas e os implantes transformaram a realidade de quem consegue o diagnóstico e o tratamento precoces.

— A triagem auditiva neonatal universal (Tanu) é fundamental para que intervenções médicas e terapêuticas possam minimizar, ao máximo, a limitação. Indivíduos com indicadores de risco para a surdez devem ser monitorados, ou seja, testados por mais tempo — aconselha Martin Ptok, do Hannover Medical School, na Alemanha.

O pesquisador garante que todas as evidências científicas apontam que, quanto antes a deficiência auditiva for detectada e tratada, melhor o desempenho que o indivíduo terá na linguagem.

Reabilitação e reaprendizado
Quando o paciente perde grande quantidade de células do ouvido interno, as próteses auditivas não trazem benefício e a indicação passa a ser a cirurgia para implante coclear.

— Esse dispositivo estimula as fibras do nervo auditivo. Se o diagnóstico não for tardio, o atraso no desenvolvimento infantil é mínimo. O cérebro tem plasticidade. Porém, esse benefício é mais bem aproveitado quando o problema é remediado antes dos seis meses de idade. A fonoterapia também deve ser iniciada nessa fase — acrescenta o médico Marcelo Piza.

A fonoaudióloga e neurocientista Valéria Reis do Canto Pereira reforça que a orelhinha deve ser testada até a alta hospitalar. Confirmado algum problema, exames comportamentais e eletrofisiológicos são recomendados. O objetivo é descobrir o que promoveu a surdez, caracterizar o seu tipo e o grau e saber se a perda auditiva acomete um ou os dois ouvidos. A partir daí, é determinado o tipo de intervenção.

— Não adianta fazer a triagem, constatar o problema e não interferir. A deficiência auditiva nos primeiros meses de vida é muito sutil, os pais não a percebem. Por isso, a triagem é importantíssima. Quanto mais cedo intervirmos, menor o prejuízo e maior o sucesso das terapias fonoaudiológicas — enfatiza Valéria.

A reabilitação pode entrar em cena antes mesmo da colocação da prótese ou da cirurgia do implante coclear. Os fonoaudiólogos usam técnicas que estimulam a criança a desenvolver tanto as habilidades auditivas quanto a linguagem oral.

— O implante não é mágico. É essencial que o paciente aprenda a ouvir e a responder a tal estímulo. Isso é incansavelmente trabalhado com brincadeiras que fazem as crianças perceberem que o mundo é sonoro — explica a mestre em clínica fonoaudiológica e especialista em deficiência auditiva Ângela Alves.

Segundo ela, o desafio é ensinar os pequenos a detectar, distinguir, reconhecer e compreender os sons. A conquista do desenvolvimento da audição e da capacidade de se expressar oralmente é certa, porém gradativa. Os pais devem ser parceiros dos fonoterapeutas, participando da terapia e aplicando em casa as técnicas ensinadas na clínica.

— Ninguém escolhe ter um filho surdo. Mas lutar para que essa criança supere a limitação e fique em situação muito semelhante à de uma pessoa não afetada por esse tipo de deficiência é, sim, uma escolha. Todas as crianças têm o direito de desenvolver a comunicação oral. Para os surdos, isso é possível com a intervenção médica e a fonoterapia — sustenta Ângela.
Fonte Zero Hora

Teste positivo de HIV paralisa indústria pornô nos EUA



Não é a primeira vez que a produção pornográfica americana enfrenta uma interrupção

A indústria pornô de Los Angeles, principal polo de produção dos Estados Unidos, interrompeu suas atividades após um artista que participou de filmes eróticos ter feito um teste de HIV que teria produzido resultado positivo.

A pessoa que integrou o elenco de um filme pornô não teve seu sexo ou nome divulgados e ainda será submetida a novos testes, a fim de confirmar o diagnóstico.

Mas Diana Duke, a diretora-executiva da organização Free Speech Coalition, que representa a indústria pornô, disse que a ''moratória'' na produção durará até que se saiba se o ator ou atriz está de fato infectado e se teria ou não propagado o vírus.
Caso o diagnóstico venha a ser confirmado, a entidade vai pedir que os parceiros ou parceiras sexuais da pessoa que atuou nos filmes pornôs também sejam testados.

A interrupção teria contado com a aprovação dos principais executivos de produtoras pornôs e afeta a multibilionária indústria.

Segundo regras acatadas pelos próprios autores de filmes pornôs, os atores precisam se submeter a testes mensais de HIV, mas não há qualquer pressão pelo uso de camisinhas.

Caso anterior
Não é a primeira vez que a indústria pornô americana enfrenta uma interrupção. Em 2010, o ator Derrick Burts foi diagnosticado como portador do vírus HIV.

Desde que contraiu o vírus, Burts passou a militar pelo uso de camisinhas por parte de integrantes dos elencos de filmes pornôs, uma bandeira que também passou a ser defendida por outros ex-atores pornôs e pela entidade Aids Healthcare Foundation.

A organização pretende angariar assinaturas para pedir um plebiscito sobre o uso obrigatório de camisinhas para atores de filmes pornôs.

Serão necessárias mais de 41 mil assinaturas para que o pedido possa ir a plebiscito nas eleições de 2012.

Fonte R7

Saiba mais sobre o acidente vascular

Pessoas com pressão alta, diabetes e arritmia cardíaca são mais propensas

A cada cinco minutos um brasileiro morre em decorrência do AVC (acidente vascular cerebral), que mata 100 mil pessoas por ano no país. O acidente vascular cerebral, mais conhecido como derrame, é a maior causa de morte no Brasil, e é desencadeado por diferentes fatores, como a hipertensão e a arritmia cardíaca, que podem ser controladas.

O diabetes, as doenças cardíacas, a enxaqueca, o uso de anticoncepcionais hormonais, a ingestão de bebidas alcoólicas, o fumo, o sedentarismo (falta de atividades físicas) e a obesidade também são fatores de risco. Exercícios físicos e uma dieta balanceada também previnem contra o AVC.

 
Um AVC ocorre quando há um entupimento dos vasos que levam sangue ao cérebro provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea adequada. Ele pode ser de dois tipos, isquêmico (entupimento dos vasos que levam sangue ao cérebro) ou hemorrágico (rompimento do vaso provocando sangramento no cérebro), o último sofrido recentemente pelo técnico do Vasco, Ricardo Gomes.


Uma maneira de evitar o AVC isquêmico, que corresponde a 80% dos casos, é evitar a arritmia cardíaca, sintoma que pode levar a ter um derrame.

Tratar a arritmia cardíaca previne o AVC
O tipo de arritmia cardíaca mais frequente na população mundial – a fibrilação atrial - aumenta em cinco vezes o risco de AVC. Um em cada seis derrames é causado pela fibrilação atrial, doença que provoca a formação de coágulos dentro do coração, que podem chegar até o cérebro e entupir um vaso sanguíneo – ocasionando o AVC.

Para evitar o AVC, muitos pacientes com fibrilação atrial precisam tomar remédios anticoagulantes – assim chamados porque evitam a formação de coágulos.

Recentemente a Anvisa aprovou o uso de uma nova geração de anticoagulantes orais, indicados para quem sofre de fibrilação atrial. O Pradaxa (dabigatrana) foi aprovado com base em estudos clínicos com mais de 18 mil pacientes em todo o mundo.

A novidade é vista com bons olhos pelos doentes e pela comunidade médica, já que pesquisas mostraram que o medicamento pode reduzir em até 75% o risco de AVC.

Conheça os sintomas
- Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna de um lado do corpo;
- Alteração súbita da sensibilidade com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo;
- Perda súbita de visão num olho ou nos dois olhos;
- Alteração aguda da fala, incluindo dificuldade para articular, expressar ou para compreender a linguagem;
- Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente;
- Instabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos.

E como tratar
O tratamento e a reabilitação da pessoa vitimada por um AVC dependerá sempre das particularidades que envolvam cada caso. Há recursos terapêuticos que podem auxiliar na restauração das funções afetadas. Para que o paciente possa ter uma melhor recuperação e qualidade de vida, é fundamental que ele seja analisado e tratado por uma equipe multidisciplinar de profissionais da saúde, fisioterapeutas, médicos, psicólogos e demais profissionais.

Seja qual for o tipo do acidente, as conseqüências são bastante danosas. Além de estar entre as principais causas de morte mundiais, o AVC é uma das patologias que mais incapacitam para a realização das atividades cotidianas.

Fonte R7

Processo Seletivo AME de Limeira – SP 2011

O Ambulatório Médico de Especialidades – AME – Limeira, Estado de São, publicou 15 editais de inscrições para realização de processo seletivo para o preenchimento de vagas em cargos de níveis médio e superior. As contratações serão em regime da Consolidação das Leis do Trabalho, com carga horária de 22 a 40 horas semanais. O salário para os aprovados no concurso é de até R$ 5.732,48.

As vagas são para médicos (várias especialidades), Técnico em Eletrotécnica ou Eletroeletrônica, Telefonista, Técnico de Enfermagem, Nutricionista, Recepcionista, Fisioterapeuta, Enfermeiro, Auxiliar de Arquivo Médico e Auxiliar Administrativo (Serviço Social).

A reserva de vagas para portadores de deficiência será calculada de acordo com o número total de pessoas a serem contratadas para o(a) AME – Limeira.

As inscrições serão realizadas até 23 de setembro de 2011, das 08:30 às 16:30 no departamento de recursos humanos do AME – Limeira – situado na Rua Jandyra Antunes da Silva Rosa, 54 – Vila Cláudia – Limeira / SP e Recursos Humanos da Funcamp – situado na Avenida Érico Veríssimo, 1.251 – Campus Unicamp – Campinas/SP.

O processo seletivo será realizado em observância às seguintes etapas:

Análise do currículo e dos documentos comprobatórios fornecidos pelos candidatos para avaliação de sua conformidade com os requisitos mínimos exigidos no anexo I do presente Edital.

Os candidatos habilitados na primeira etapa serão convocados para prova, por meio de divulgação no site (http://www.funcamp.unicamp.br/) ocasião em que será divulgado dia, horário e local da prova.

Prova escrita, de conhecimentos específicos para avaliar conhecimentos compatíveis com a função a ser preenchida.

Os candidatos que obtiverem aprovação na prova serão notificados da data, horário e local da realização da entrevista, por meio de divulgação no site (http://www.funcamp.unicamp.br/).

O processo seletivo terá a validade de 01 (um) ano, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Diretor Executivo da Funcamp.

Concurso Prefeitura de Anamã – AM 2011

O município de Anamã, cidade do estado do Amazonas, abre edital de concurso público com o objetivo de preencher 215 vagas que abrange os cargos de todos os níveis de escolaridade, desde o ensino fundamental até o superior.

As inscrições serão realizadas no período de 29 de agosto a 02 de setembro de 2011, na Escola Municipal Ivan Jaques, na Rua Emanuel de Siqueira Bastos – Centro – Anamã/AM, onde receberá o manual do candidato juntamente com a ficha de inscrição, no horário das 8h às 12h; e das 14h às 18h.

O valor da taxa de inscrição varia de acordo com o cargo escolhido:
Ensino Fundamental – R$ 30,00;
Ensino Médio (exceto aos cargos de Nível Técnico) – R$ 50,00;
Ensino Médio Nível Técnico – R$ 60,00;
Nível Superior – R$ 70,00.

As vagas para nível fundamental são de Auxiliar de Serviços Gerais – Sede, Auxiliar de Serviços Gerais – Zona Rural, Gari – Sede, Gari – Zona Rural, Merendeira – Sede, Merendeira – Rural, Vigia Patrimonial – Sede, Vigia Patrimonial – Rural, Motorista categoria B/C, Motorista de Veículos Pesado categoria D/E, Motorista Fluvial.

Para nível médio são de Assistente Administrativo I – Sede, Assistente Administrativo I – Zona Rural, Fiscal de Tributos e nível técnico os cargos são de Técnico de Análise Clínicas, Técnico de Enfermagem, Técnico de Radiologia.

Os cargos de nível superior oferecem vagas de Administrador, Assistente Social, Bioquímico, Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Médico, Nutricionista.

O concurso também oferece vagas para professores de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental (Zona Rural), Educação Especial de 1º a 5º ano (Zona Urbana), Educação Infantil (Zona Rural), Educação Infantil (Zona Urbana). Já os professores de Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano (Zona Urbana) são para as disciplinas de Artes, Ciências, Geografia, História, Língua Portuguesa, Língua Espahola, Educação Física e Matemática.

O salário oferecido para essas funções variam de R$ 550,00 a R$ 4.000,00, com carga horária de 40 horas semanais para todos os cargos, exceto para Professor que será de 20 horas semanais.

A avaliação constará de Prova Objetiva, constituída de 40 questões, que terá caráter eliminatório e classificatório, abrangendo o conteúdo programático.

As provas serão aplicadas no dia 09 de outubro de 2011 (domingo), no local e horário designado no Cartão de Confirmação.

O Gabarito Oficial preliminar da Prova será afixado nos quadros de avisos da Prefeitura, Câmara Municipal, Sede do Forum, Correios, Cartório Eleitoral e no site http://www.concursoscopec.com.br/.

O Concurso terá validade de dois anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período a critério do Prefeito Municipal de Anamã.

Edital Concurso de Anamã – Amazonas

Prefeitura de Iranduba lança edital com 687 vagas

Foi publicado edital nº 001/2011 de concurso público da Prefeitura de Iranduba, Estado do Amazonas, para provimento de 687 cargos e formação de cadastro de reserva do quadro de pessoal, para lotação na Secretaria Municipal de Educação – SEMEI.

As oportunidades são para candidatos de todos os níveis de escolaridade com salários que variam de R$ 575,40 a R$ 2.071,73. Para candidatos portadores de necessidades especiais habilitado será reservado o percentual de 5% (cinco por cento) das vagas existentes.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até 12 de setembro de 2011, exclusivamente via internet, no endereço eletrônico http://www.institutoqualicon.org.br/.

O valor da taxa de inscrição varia de acordo com seu nível de escolaridade, sendo R$ 50,00 para nível fundamental, R$ 60,00 nível médio e de R$ 80,00 nível superior.

As Provas Objetivas serão realizadas no município de Iranduba/AM na data prevista de 16 de outubro de 2011.

O prazo de validade do Concurso será de 2 nos, contados a partir da data da homologação do Resultado Final, podendo, a critério da Prefeitura Municipal de Iranduba/Secretaria Municipal de Educação – SEMEI, ser prorrogado uma vez por igual período.

Concurso Arvoredo 2011: Prefeitura lança edital

A Prefeitura de Arvoredo, Estado de Santa Catarina, publicou edital de concurso público destinado ao provimento de vagas. O concurso de Arvoredo oferece 13 vagas em cargos de nível fundamental, médio/técnico e superior. Os salários variam entre R$ 579,36 a R$ 2.386,71, com carga horária de 04 a 40 horas semanais. Do total de vagas, 5% são reservadas a portadores de deficiência.

Cargos do concurso de Arvoredo
Recepcionista/Telefonista (01), Gari (01), Operador de Trator e Implementos Agrícolas (02), Operador de Máquinas Agrícolas e Similares (01), Operador de Escavadeira Hidráulica (01), Auxiliar de Serviços Gerais (02), Nutricionista (01), Médico Pediatra (01), Médico Ginecologista (01), Contabilista (01) e Professor II (01).

As inscrições serão efetuadas exclusivamente via internet, através de formulário próprio, disponibilizado no endereço eletrônico http://www.incapel.com.br/, até 16 de setembro de 2011.

A taxa de inscrição Para os cargos de Ensino Superior é de R$ 100,00, Para os cargos de Ensino Médio R$ 80,00 e Para os cargos de Alfabetizado R$ 50,00.

As provas objetivas serão realizadas por todos os candidatos regularmente inscritos e com inscrições homologadas, no dia 16 de outubro de 2011, das 8h às 12h, na Escola de Educação Básica Professora Benta Cardoso, na Rua Fioravante Massolini, no. 87, Centro, no Município de Arvoredo/SC.

O gabarito preliminar será publicado no 10 dia útil após a realização da prova objetiva, no Mural da Prefeitura Municipal de Arvoredo, no site www.arvoredo.sc.gov.br e no sítio da empresa http://www.incapel.com.br/.

O Concurso de Arvoredo terá validade de 2 anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado final com a respectiva classificação, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, a critério do Executivo Municipal.

Concurso Prefeitura de Carmo (RJ) 2011

A Prefeitura de Carmo, Estado do Rio de Janeiro, lançou edital para realização de concurso público. O concurso de Carmo é destinado ao provimento de 62 vagas, em cargos de nível fundamental, médio e superior. Os salários variam entre R$ 567,71 a R$ 896,62, com carga horária de 16 a 40h semanais de acordo com o cargo.

Serão reservados 5% das vagas a candidatos portadores de deficiência.

Candidatos com ensino fundamental podem se inscrever no cargo de Merendeira, Servente, Motorista e Guarda Municipal.

Quem tem o ensino médio as chances são para Assistente Administrativo, Fiscal de Postura, Fiscal Tributário, Professor II A e Técnico em Enfermagem.

Já para quem concluiu o ensino superior as oportunidades são para Advogado, Assistente Social, Contador, Enfermeiro, Engenheiro Elétrico, Médico, Nutricionista, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional e Professor.

Inscrições
As inscrições serão realizadas através do site http://www.incp.org.br/ ou na BIBLIOTECA MUNICIPAL PADRE APRIGIO J. B DE MORAES, situada na Praça Princesa Isabel nº 91 – Centro Carmo/RJ, das 10 às 16 horas (exceto sábados, domingos e feriados), até o dia 16 de setembro de 2011.

A taxa de inscrição é de:
R$ 31,91 e 41,91, para nível fundamental;
R$ 51,91, nível médio
R$ 76,91, nível superior.

Provas
As provas acontecerão em dias, horários e locais indicados no Comprovante de Confirmação da Inscrição (CCI), disponível no local de realização da inscrição, nos dias 29 e 30 de setembro de 2011.
Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados com data prevista no calendário básico no Órgão Oficial da Prefeitura Municipal e através do portal http://www.incp.org.br/.

Validade
O Concurso Público terá validade de 02 anos, a contar da data de publicação da homologação do resultado final, prorrogável uma vez, por igual período, se houver candidatos aprovados e ainda não contratados.