Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Curativo 'inteligente' criado nos EUA tem a função de alertar médicos

Reprodução BBC: Curativo "automático" deve chegar ao
mercado em até dois anos
Médicos afirmam que o curativo sabe detectar a hora de liberar o remédio

Cientistas nos Estados Unidos criaram um protótipo de curativo que pode alertar os médicos sobre o melhor momento de liberar remédios para pacientes. O curativo inteligente tem censores que monitoram a ferida do paciente.

Mehmet Dokmeci, médico do Brigham and Women's Hospital, em Boston, hospital escola da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, afirma que a parte de trás do curativo contém partículas que armazenam o remédio e uma espécie de aquecedor.

— Colocamos sensores no curativo que monitoram temperatura, pH e oxigênio da ferida e interferem se algo estiver errado. De acordo com o médico, quando o curativo detecta a hora de liberar o remédio, ele se aquece, as partículas encolhem e o remédio é liberado diretamente na ferida.

Monitoramento
O protótipo de curativo também pode enviar um sinal para um dispositivo remoto, monitorado por um médico.

Se houver um problema e, dependendo do tipo de problema (infecção por bactérias, por exemplo), o médico poderá apertar um botão no dispositivo para o curativo liberar mais remédios.

Acredita-se que, com mais financiamento, uma versão comercial do curativo inteligente poderia ser lançada dentro de apenas dois anos.

Se o curativo chegar ao mercado, terá a vantagem de evitar trocar constantes do mesmo, reduzindo as chances de expor a ferida a infecções.

BBC Brasil / R7

Rio registra surto de malária com 14 casos confirmados

Divulgação
Mosquito Anopheles kertezia cruzii, transmissor da malária
Um morador da Serra e 13 da Zona Sul da capital tiveram a doença identificada pela Fiocruz

Rio - Considerado livre da malária há quatro décadas, o estado do Rio volta a registrar a doença. Não são casos trazidos da Amazônia, mas originados no próprio estado. Por uma forma única do Rio e diferente das demais. Um surto de malária acontece na Região Serrana, com 14 casos confirmados pela Fiocruz no réveillon.

Espera-se mais no carnaval e neste verão. O padrão da doença é completamente diferente do registrado na Amazônia, área onde a malária é endêmica. Dos 12 homens, uma mulher e uma criança infectados, apenas um é morador da Região Serrana. Os demais são turistas de alto poder aquisitivo, moradores da Zona Sul do Rio de Janeiro.

Os casos foram identificados pelo Centro de Diagnóstico e Treinamento da Malária da Fiocruz, liderado pelo imunologista Cláudio Tadeu Daniel Ribeiro, um dos maiores especialistas do mundo na doença. O trabalho faz parte da pesquisa de Anielle Pina-Costa, doutora em pesquisa clínica em doenças infecciosas pela Fiocruz, e do Ambulatório de Doenças Febris Agudas do Instituto Nacional de Infectologia do Hospital Evandro Chagas, também da Fiocruz, e centro de referência para malária. O genoma do parasita plasmódio causador da doença foi sequenciado pelo grupo do geneticista Mariano Zalis, do Laboratório de Infectologia e Parasitologia Molecular do Hospital Universitário Clementino Fraga da UFRJ e também pioneiro no estudo genético da malária no Brasil.

Os especialistas destacam que não é caso para pânico, ou de deixar de frequentar áreas de floresta dessas regiões, mas de se redobrar a atenção com os sintomas sugestivos da doença e a busca de tratamento adequado. A malária que afeta a região de Mata Atlântica não é letal. Mas pode causar episódios recorrentes de febre, calafrios, dores de cabeça e no corpo e prostração se não for tratada com os remédios adequados. O uso de repelente de longa duração — Exposis, com o princípio ativo icaridina, fabricado pelo laboratório Osler, é o único que funciona com longa duração — é essencial. Há casos em localidades de Petrópolis, Friburgo, Lumiar, Sana e Guapimirim.

— Aqui não é a Amazônia, onde se espera encontrar malária. O trabalho de identificação é mais lento do que o normal porque os médicos não pensam em malária, quando atendem as pessoas com sintoma — explica Claudio Ribeiro.

Por falta de desconhecimento dos médicos do município do Rio, desacostumados com malária, entre o aparecimento dos sintomas — o que acostuma acontecer em torno de 10 dias após a infecção — até o diagnóstico pode levar mais de 40 dias. Não se trata de falta de atendimento — a maioria dos pacientes foi atendida em clínicas particulares conceituadas. Mas só quando procuraram a Fiocruz receberam diagnóstico adequado.

Anielle estuda malária no estado do Rio desde 2008, dentro do projeto “Malária da Mata Atlântica”. Daquele ano a 2014 foram 15 casos. No início de 2015, apareceram 14 casos. Ela e Claudio Ribeiro atribuem o fato a condições climáticas (verão seco e quente que favoreceu a proliferação do mosquito Anopheles kertezia cruzii, que usa o “copo” das bromélias nativas da Mata Atlântica como criadouro. Ele pica o macaco e e este eventualmente pica o homem.

Tudo indica que se trata de um fenômeno ambiental
— A malária sempre pode ter estado ali. Porém, o calor extremo, que favorece a proliferação do mosquito transmissor, a seca, que impede que as chuvas levem as larvas das bromélias. E a busca dos turistas por lugares mais frescos parecem ter sido a combinação para o surto. Ao que tudo indica, a maioria das vítimas foi picada ao tomar banhos de cachoeira no meio da mata — diz Anielle.

Nenhuma das vítimas corre risco de morte. Todas estão bem.

— Mas o aparecimento da malária nas florestas serranas é mais um alerta ambiental. As pessoas estão cada vez mais dentro da mata. Alerta que tivemos no caso da dengue, por exemplo, e não foi devidamente combatido e vemos no que deu. A solução passa por uma maior compreensão e monitoração da floresta. Vivemos junto à florestas. Amamos estar lá. Precisamos compreendê-la melhor, Já o Brasil tem feito um trabalho muito bom na redução de casos na Amazônia, que já foram um milhão e hoje são 150 mil — observa Claudio Ribeiro.

O Globo

Merck concede licença para droga pediátrica contra HIV

Acordo permite que o medicamento Raltegravir seja produzido e vendido barato para crianças com Aids em países pobres

Trenton, EUA — O laboratório Merck concedeu uma licença que permite que um de seus medicamentos para HIV seja produzido e vendido barato para bebês e crianças de países pobres atingidos pelo vírus da Aids.

O acordo, anunciado nesta terça-feira, permite que qualquer marca (genérica ou não) fabrique versões baratas do remédio Raltegravir (Isentress é o nome do remédio da Merck) para vender em 92 países pobres e de renda média, de acordo com o Pool de Patentes de Medicamentos (MPP, na sigla em inglês) — grupo apoiado pela ONU que trabalha tentando fazer com que laboratórios consigam disponibilizar medicamentos para HIV, ainda protegidos por patentes, a um preço bem mais baixo do cobrado na Europa e nos EUA.

Nos EUA o remédio da Merck é vendido a US$ 1,350 por mês e, pelo acordo, custará entre 47% e 87% mais barato que isso. Agora, o MPP está começando a procurar, on-line, fabricantes capazes de produzir o remédio nos países pobres, onde a patente está ativa até 2022.

Cerca de 98% das crianças atingidas pelo HIV, segundo levantamento do MPP, vivem na Índia, África do Sul e outros países em desenvolvimento, tendo na maioria das vezes nascido com o vírus. Poucos medicamentos são aprovados para uso em crianças menores de 3 anos, mas o Raltegravir pode ser usado em crianças de até 4 anos.

— Sem a terapia antirretroviral, 50% das crianças com HIV/Aids morrem aos 2 anos, e 80%, aos 5 anos — disse em nota a coordenadora da política da Aids nos EUA, Deborah Birx.

Dois meses atrás, o MPP consegiu uma licença parecida com o laboratório AbbVie, permitindo o uso de versões baratas de Lopinavir e Ritonavir, drogas para HIV em crianças, comercializadas com o nome de Aluvia e Kaletra.

O Globo

Uma pílula antes e outra depois do sexo podem evitar a Aids

Pílula Truvada reduz risco de transmissão do vírus entre homens homossexuais em 86%

A pílula Truvada para prevenir a Aids, tomada antes e depois do sexo sem proteção, reduz o risco de transmissão do vírus entre homens homossexuais em 86%, segundo os resultados de um ensaio clínico publicado nesta terça-feira nos Estados Unidos.

Para o estudo, Truvada - uma combinação dos retrovirais tenofovir e emtricitabina - foi tomada um dia antes e dois dias depois das relações sexuais com alto risco de contágio do vírus da Aids.

O estudo, realizado pela Agência Nacional Francesa especializada em Aids (ANRS), foi apresentado durante a conferência sobre retrovirais e infecções oportunistas (CROI), que acontece esta semana em Seattle (noroeste dos Estados Unidos).

Até agora, o Truvada - como medicamento preventivo - era receitado só com um regime de um dia, não como método efetivo aplicado no momento em que se tem a relação sexual.

Esta última evidência sobre este método, conhecido como pré-exposição profilática ou PrEP, não é suficiente para mudar a forma da prescrição, mas foi celebrada como uma nova aproximação à prevenção da Aids.

O estudo "dá a primeira evidência de que um regime dirigido é efetivo entre homossexuais de alto risco com relações sexuais frequentes", afirmou Jonathan Mermin, diretor do centro de controle e prevenção do HIV nos Estados Unidos.

O Truvada, produzido pelo laboratório Gilead Sciences, foi aprovado em 2012 pelas autoridades americanas como a primeira pílula a ajudar a prevenir a imunodeficiência humana em grupos de alto risco.

Denominado Ipergay, este estudo que mesclava o uso de placebo com doses controladas do medicamento, começou em fevereiro de 2012 e parou em outubro 2014, quando uma revisão independente determinou que teria uma alta efetividade.

Um total de 400 paciente participaram do estudo.

EFE / Terra

Chocolate quente faz bem para a memória

 Foto: Getty ImagesCacau para prevenir perda de memória e abacate para combater colesterol elevado estão entre sugestões de site

Não são só os remédios que combatem problemas de saúde. Alguns alimentos podem ajudar a controlá-los, quando aliados a uma dieta equilibrada. Sabia que suco de beterraba é indicado para quem tem pressão alta e que chocolate quente previne memória ruim? Confira detalhes dessas e de outras conclusões de estudos recentes, listadas pelo jornal Daily Mail:

1 - Abacate
Indicação: colesterol alto
De acordo com um estudo recente do Avocado Council e publicado no Journal of the American Heart Association, consumir um abacate por dia como parte de uma dieta moderada em gordura (34% de calorias provenientes de gordura) pode ajudar a reduzir o colesterol. Apesar de o alimento ser rico em gordura, a maior parte é de gordura monoinsaturada ou "gordura boa", que também auxilia na redução do risco de acidente vascular cerebral e ataque cardíaco, além de melhorar a saúde do coração de maneira geral.

2 – Peixes oleosos
Indicação: redução do risco de artrite reumatoide
A artrite reumatoide é uma doença que causa inchaço, inflamação e rigidez nas articulações, e é mais comum entre pessoas com mais de 50 anos. A boa notícia é que pode-se reduzir o risco de contraí-la ao comer uma porção por semana de peixes oleosos, como salmão, truta, arenque, sardinha e atum, segundo um estudo para o Annals of Rheumatoid Diseases.

A pesquisa analisou os hábitos de saúde de mulheres ao longo de mais de 15 anos. Constatou-se que aquelas que comiam regularmente pelo menos uma porção de peixe oleoso por semana tinham até 52% menos risco de desenvolver artrite quando comparadas com aqueles que comiam menos de uma porção por semana.

3 – Suco de beterraba
Indicação: pressão alta
Tem pressão arterial elevada? De acordo com um estudo recente da Universidade de Londres, na Inglaterra, e financiado pela Fundação Britânica do Coração, apenas um copo de suco de beterraba por dia pode ajudar a reduzir o problema. A análise descobriu que os níveis elevados de nitratos na beterraba ajudam a relaxar e dilatar os vasos sanguíneos e, como resultado, reduzem a pressão arterial em pessoas com hipertensão. Se precisa de mais alguma razão para ingerir a iguaria, saiba que ainda contém muitos nutrientes e minerais, tais como o ácido fólico, manganês, zinco e vitamina B-6.

4 – Amêndoas
Indicação: pressão alta e doenças cardíacas
As oleaginosas podem ser uma grande fonte de proteínas e gorduras boas, mas muitas pessoas as evitam por causa do alto teor calórico. Além de as amêndoas terem um dos conteúdos calóricos mais baixos entre as oleaginosas, um estudo da Universidade de Aston, no Reino Unido, descobriu que comer apenas 50 g do alimento por dia pode ajudar a reduzir a pressão arterial, melhorar o fluxo de sangue e, como resultado, poderia reduzir o risco de doenças do coração.

5 – Chocolate quente
Indicação: prevenir a perda de memória e melhorar a saúde cardiovascular
Cientistas da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, testaram a memória e habilidades de pensamento de 60 idosos antes e depois de um período de 30 dias em que beberam duas xícaras de chocolate quente por dia. Metade dos participantes consumiu cacau com níveis normais do antioxidante flavanol, enquanto o restante saboreou uma versão de baixo teor de flavanol. Constatou-se que as pessoas com o fluxo sanguíneo cerebral prejudicado apresentaram melhora da função de memória quando ingeriram cacau com maior teor de flavanol.

Fora isso, uma revisão de 42 ensaios e envolvendo 1,2 mil pacientes mostrou que o consumo de alguns dos flavanols encontrados no cacau pode ajudar a reduzir os níveis de insulina e os níveis do mau colesterol. Esses benefícios, quando combinados ao efeito de aumento do fluxo sanguíneo, podem ajudar a reduzir o risco ataques cardíacos e derrames. Vale lembrar que tudo isso é encontrado na versão amarga do chocolate.

6 – Folhas verdes
Indicação: perda de peso
A gordura marrom, conhecida como gordura boa, pode ajudar o corpo a queimar gordura em vez de armazená-la. Um estudo sobre nitratos, presentes em folhas verdes, mostrou que eles podem ajudar a converter células de gordura branca em células que são muito semelhantes às de gordura marrom. Alie o consumo de folhas verdes a caminhadas ao ar livre em dias mais frios, que também colaboram com a gordura marrom.

7 – Mingau de aveia
Indicação: redução do risco de diabetes
Segundo pesquisas, o mingau de aveia pode ajudar na estabilização dos níveis de açúcar no sangue. Também é uma grande fonte de magnésio, um mineral que ajuda a regular os níveis de insulina e glicose. Um estudo indicou que combinar o mingau de aveia com leite de baixo teor de gordura pode auxiliar na redução do risco de diabetes, só não vale colocar açúcar. 

Terra

Consumir amendoins na primeira infância reduz risco de alergia

Um estudo realizado no Reino Unido indica que o consumo controlado de amendoins dentro dos primeiros 11 meses de vida reduz em 80% o risco de desenvolver alergia a esse fruto em crianças com alto risco de tê-la

A pesquisa, elaborada por cientistas do King's College London e divulgada nesta terça-feira, convida a revisar os atuais guias de saúde, que aconselham evitar o consumo de amendoins para prevenir a as alergias.

Este novo enfoque demonstra que a exposição controlada aos amendoins entre os quatro e os 11 meses de vida se traduz em uma redução de mais de 80% do risco de alergia aos cinco anos, em crianças com perfil de alto risco por já apresentar eczema ou alergia à proteína do ovo.

Os cientistas, liderados por Gideon Lack, diretor do departamento de alergia pediátrica em King's College London, apontam que esta premissa -conter o desenvolvimento de alergias com a exposição controlada ao produto- poderia ser aplicada a outras além da do amendoim, embora seriam necessários novos estudos.

Os especialistas dizem em seu artigo que as alergias aos alimentos aumentaram de forma destacada na última década, tanto no Reino Unido e nos Estados Unidos como em países da África e Ásia.

Atualmente, a alergia ao amendoim afeta uma em cada 50 crianças em idade escolar no Reino Unido e entre 1% e 3% das crianças da Europa ocidental, EUA e Austrália.

Este tipo de alergia surge cedo e não costuma desaparecer com os anos, além de não existir cura, o que complica a vida das crianças e dos pais.

Para realizar seu estudo, os especialistas fizeram um acompanhamento de 640 crianças de 4 a 11 meses de vida do hospital infantil Evelina de Londres, que eram consideradas com risco de desenvolver alergia ao amendoim por padecer de eczema ou já sofrer alergia ao ovo.

Metade dessas crianças consumiram alimentos que continham amendoim três vezes por semana -nunca o amendoim inteiro, pois não é recomendado para menores de cinco anos por risco de sufoco-, enquanto a outra metade deveria evitar o amendoim até os cinco anos.

Menos de 1% das crianças que consumiram amendoim desenvolveram alergia aos cinco anos, frente a 17,3% dos que estavam no grupo no qual foi evitado o contato com esse fruto, o que equivale a uma redução do risco de mais de 80% com a exposição a esse alimento.

Salvo por 13 crianças do primeiro grupo que não puderam comer amendoins por já mostrar uma reação alérgica forte, a maioria dos participantes do estudo "tolerou bem" e de maneira segura a introdução antecipada de produtos com amendoim.

Lack ressaltou que este novo estudo "é um passo importante" que "transgride as palavras de ordem atuais" e que convida a introduzir novas recomendações para os pais.

O especialista advertiu, no entanto, que os pais de crianças com risco de desenvolver alergia não devem experimentar por sua conta, mas devem buscar a assessoria de especialistas.

Lack também apontou que seria preciso fazer estudos específicos com crianças, já que muitos bebês mostram fortes reações alérgicas ao amendoim, pois estes foram excluídos do estudo divulgado hoje.

Os autores da investigação planejam manter o controle dos participantes para ver se a proteção à alergia continua em anos posteriores e inclusive se é mantida quando deixam de consumir alimentos com amendoim durante um ano.

EFE / Terra

Camisinha, pílula do dia seguinte e questão de gênero: o BBB 15 e a deseducação sexual

 “A Aids é uma doença que não tem cura e não tem vacina,
apenas controle. O único método existente para evitá-la é
o preservativo”
Caso da aeromoça Talita, de 22 anos, chama atenção para o sexo desprotegido, risco de DSTs e gravidez indesejada. O que é preciso saber sobre essas questões?

O caso da aeromoça Talita, de 22 anos, no BBB 15, evidencia como a contracepção e o controle do avanço de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) estão culturalmente associados à responsabilidade exclusiva da mulher. Após a jovem pedir, pela segunda vez, à produção do reality show uma pílula de contracepção de emergência, notícias sobre o caso se multiplicaram na internet e nas redes sociais. Em contrapartida, quase não vê o nome do modelo Rafael, par romântico da sister, vinculado ao debate sobre sexo seguro e gravidez indesejada.

No mundo, 50% das gestações não são planejadas e metade delas terminam em aborto. “No caso específico do Brasil, esses números chamam atenção para um grande problema, já que o aborto por aqui é ilegal [exceto em caso de estupro, feto anencéfalo e quando a gravidez significar risco à vida da gestante], é um procedimento arriscado, as condições são inadequadas e é uma das grandes causas de mortalidade materna no país”, afirma o presidente da Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (SOGIMIG) Agnaldo Lopes da Silva Filho. A cada dois dias uma brasileira morre vítima de aborto clandestino.

A repercussão que o caso tomou fez com que a emissora que exibe o programa chamasse a sister para uma “conversa séria” em que Talita foi alertada para a importância do uso do preservativo e avisada que um ginecologista iria ao programa para orientá-la.

Para Agnaldo Lopes da Silva Filho, a história chama atenção para três questões essenciais para uma vida sexual saudável: risco de DSTs, gravidez não planejada e contracepção de emergência. “O uso do preservativo é uma medida fundamental para homens e mulheres, casados ou não, em relacionamentos estáveis ou não, hetero ou homossexuais”, destaca. Recentemente, o Ministério da Saúde divulgou o resultado de uma pesquisa que mostrou que 45% dos brasileiros admitiram que não usam camisinha em relações casuais.

O alerta soou e o caso Talita-Rafael reforça a necessidade de mais informação sobre sexo seguro. “Independentemente se o casal quer ou não evitar gravidez, o preservativo deve ser usado em toda relação sexual. Quando se descobriu a Aids, a população se sensibilizou e o uso da camisinha se difundiu. O tempo passou e a falsa impressão de que a contaminação por HIV está diminuindo chegou ao ponto de alguns homossexuais ‘brincarem’ de roleta russa”, alerta o médico.

O especialista se refere aos adeptos da modalidade bareback, na qual gays fazem sexo sem camisinha em encontros sexuais com soropositivos. Agnaldo Lopes da Silva Filho observa ainda que a prevalência de HIV na população heterossexual tem aumentado. “A Aids é uma doença que não tem cura e não tem vacina, apenas controle. O único método existente para evitá-la é o preservativo”, reforça. O especialista afirma que as DSTs têm grandes repercussões tanto na vida masculina quanto na feminina. O HPV, por exemplo, é considerado uma pandemia. “As estimativas mostram que 50% da população sexualmente ativa vai ter pelo menos uma infecção pelo vírus na vida”, diz o ginecologista. Para a mulher, existe o risco de verrugas genitais que podem se transformar em câncer de colo de útero. Nesse caso, o Papanicolau é o exame que pode prevenir o tumor.

A sífilis é outra DST comum com várias manifestações que vão desde lesões na região genital até alterações neurológicas. A gonorreia e a clamídia, que se manifestam por dor abdominal, podem ocasionar infecções pélvicas e, a longo prazo, levar à infertilidade. Cirrose e câncer de fígado podem ser consequência de hepatites, também transmitidas pela relação sexual. “Todas essas doenças são prevenidas com o preservativo”, reforça o médico.

Pílula do dia seguinte x contracepção
Para evitar a gravidez, Agnaldo Lopes da Silva Filho lembra que a camisinha não é o método mais seguro. “A eficácia do uso de preservativo varia entre 85% e 95%. No caso da pílula e do DIU, por exemplo, a eficácia chega a 99%. São patamares bem diferentes”, afirma. Segundo o especialista, casais que não desejam engravidar devem procurar métodos com nível de eficácia acima de 90%.

Sobre a contracepção de emergência ou pílula do dia seguinte, o ginecologista diz que ela deve ser usada em situações excepcionais quando a camisinha se rompe, em situações de violência sexual ou em uma relação sexual esporádica que, por algum motivo, o preservativo não foi usado.

No caso de Talita, ele explica que após a sister ter ingerido o hormônio pela primeira vez todo o ciclo menstrual foi alterado e a “segunda dose” não teria efeito se o método utilizado por ela é comportamental, ou seja, a tabelinha. “A contracepção de emergência precisa ser tomada em até 72 horas após a relação sexual e a eficácia é de 90%, ou seja, menor que o anticoncepcional ou o DIU. A pílula do dia seguinte é uma dose grande de hormônio com situações adversas como náusea, vômito e enxaqueca e que não deve ser utilizada como rotina”, pontua.

O médico considerou correto que o pedido de Talita tenha sido atendido pela produção do BBB. “No Brasil, não precisa de prescrição até porque é necessário tomar precocemente, marcar um ginecologista para conseguir uma receita é perder a chance de lançar mão da contracepção de emergência”, pontua.

Após o episódio, a produção do BBB fez questão de deixar claro aos telespectadores que disponibiliza preservativos aos participantes.

Saúde Plena

Senador Alvaro Dias anuncia projeto para facilitar importação de medicamentos

Reprodução
Proposta permite a compra de medicamentos que não estão regulamentados no País

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) anunciou ter apresentado projeto de lei que facilita a importação de medicamentos que não são produzidos no Brasil. Pela proposta (PLS 31/2015), mesmo que não estejam regulamentados no País, esses produtos poderão ser comprados por importadoras se tiverem registro na Comunidade Europeia ou nos Estados Unidos.

“Já que o Estado não ajuda no processo de importação ou produção doméstica de determinados medicamentos, é justo que não atrapalhe e ofereça condições e mecanismos céleres para a importação. Evidentemente, estamos tratando daquilo que deveria ser a suprema lei: a saúde da nossa gente”, afirma o senador.

Agência Senado

Prefeitura de Dois Córregos - SP

Foi publicado o edital de processo seletivo Nº 01/2015, pela Prefeitura Municipal de Dois Córregos, estado de São Paulo, voltado ao preenchimento de 27 vagas em funções de todos os graus de formação.

Cargo(s):
As chances oferecidas neste concurso público são para os seguintes cargos:

• Cuidador de Idosos;
• Monitor de Serviços Escolares;
• Fiscal;
• Fiscal de Tributos;
• Técnico de Enfermagem;
• Assistente Social;
• Cirurgião-Dentista;
• Coordenador do Sistema de Controle Interno;
• Médico: Cardiologista, Clínico Geral, da Estratégia de Saúde da Família, Ginecologista/Obstetra, Oftalmologista, Ortopedista, Pediatra e Psiquiatra;
• Professor de Educação Básica II – Artes;
• Professor Especialista em Deficiência Visual;
• Técnico Desportivo.

Salário Ofertado:
A remuneração oferecida é de R$ 13,65 por hora/aula ou de até R$ 9.400,00 mensais.

Carga Horária:
A jornada semanal de trabalho será entre 10 e 44 horas.

Inscrições:
As inscrições serão aceitas via internet, no endereço www.indepac.org.br/concursos, do dia 25/02/2015 ao dia 12/03/2015. A taxa de inscrição é de R$ 24,00, R$ 48,00 ou R$ 67,00.

Provas
Os candidatos serão avaliados através de prova objetiva e análise de títulos para algumas funções. A realização da prova objetiva será na data estimada de 21/03/2015.

Validade do Concurso Público:
Este certame será válido por 02 anos, a contar da data da publicação oficial de sua homologação, prazo este que poderá ser prorrogado por período semelhante.

Prefeitura de Arroio Trinta - SC

A Prefeitura de Arroio Trinta, no interior de Santa Catarina, publicou o Edital Nº 01/2015 de processo seletivo, para a admissão de 15 profissionais em cargos de todos os níveis de escolaridade.

Cargo(s):
As chances oferecidas neste concurso público são para os seguintes cargos:

• Agente administrativo/financeiro
• Assistente social
• Farmacêutico
• Fisioterapeuta
• Médico clínico geral
• Professor de língua estrangeira - inglês
• Agente administrativo
• Auxiliar administrativo e de comunicação
• Técnico em enfermagem
• Técnico em higiene bucal
• Mecânico
• Motorista
• Operador de máquinas agrícolas
• Operador de máquinas pesadas
• Auxiliar de serviços gerais
• Auxiliar de obras e serviços públicos
• Pedreiro

Salário Ofertado:
- A remuneração oferecida é varia entre R$ 800,00 e R$ 13.140,00.

Carga Horária:
A carga horária a ser desempenhada é de 20 e 40 horas semanais.

Inscrições:
As inscrições estarão abertas e serão aceitas no site www.ibam-concursos.org.br, até 06/03/2015.

Os valores das taxas de inscrição serão:

- Nível Fundamental: R$ 30,00
- Nível Médio: R$ 50,00
- Nível Superior: R$ 80,00

Provas
Os candidatos serão avaliados através de prova objetiva, prova prática e avaliação de títulos.

A realização da prova objetiva será na data estimada de 22/03/2015.

Validade do Concurso Público:
O prazo de validade do certame será de 02 anos, prazo este que poderá ser prorrogado por período semelhante.

Hospital Geral Doutor José Pangella - SP

Em São Paulo, o Hospital Geral Doutor José Pangella, Vila Penteado, abriu processo seletivo que visa à contratação de 01 Médico, especialista em ortopedia e traumatologia.

Os vencimentos mensais serão de R$ 2.650,00 e a carga horária a ser desempenhada é de 20 horas semanais.

Inscrições:
As inscrições podem ser feitas de 02/03/2015 a 14/04/2015, no próprio Hospital, localizado na Avenida Ministro Petrônio Portela, Nº 1642, Freguesia do Ó, no horário das 9h30 às 15h30, somente em dias úteis. A taxa de inscrição custa R$ 66,46.

Provas
O certame terá prova objetiva, prevista para ser aplicada no dia 24/05/2015, mais avaliação de títulos.

Fundação Hospitalar de Minas Gerais - Fhemig/MG

Por meio do Edital Nº 02/2015, Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais abriu concurso público, no intuito de ocupar 109 vagas em cargos de ensino técnico e superior.

Cargo(s):
O certame oferece vagas para os cargos de:

• Engenheiro de segurança do trabalho
• Farmacêutico hospitalar
• Fisioterapeuta respiratório
• Gestor em hotelaria hospitalar
• Administrador
• Farmacêutico bioquímico
• Fisioterapeuta
• Nutricionista
• Pedagogo
• Psicólogo clínico
• Terapeuta ocupacional reabilitação física
• Técnico em enfermagem do trabalho
• Enfermeiro
• Técnico em contabilidade
• Técnico em informática
• Técnico em nutrição
• Técnico em patologia clinica
• Técnico em radiologia

Salário Ofertado:
- O salário mensal varia entre R$ 943,77 e R$ 4.061,38.

Carga Horária:
A carga horária semanal de trabalho será de 30 e 40 horas.

Inscrições:
- A inscrição será realizada até o dia 04/03/2015, através da internet, no site www.fhemig.mg.gov.br.

Provas
Os candidatos serão submetidos à avaliação curricular e entrevista.

A entrega dos documentos para avaliação será provavelmente nos dias 16/03/2015 e 17/03/2015 e a entrevista está prevista para ser feita entre os dias 04/05/2015 e 22/05/2015.

Validade do Concurso Público:
O prazo de validade do concurso público será de 06 meses, a contar da data de publicação e homologação do resultado final, podendo haver prorrogação por igual prazo.

Fundação de Serviços de Saúde de Dourados - MS

No Mato Grosso do Sul, a Fundação de Serviços de Saúde de Dourados, tornou público o edital de concurso público Nº 011/2015, destinado a contratação de 39 profissionais que tenham nível de escolaridade fundamental ou médio.

Cargo(s):
O processo seletivo oferece vagas para os cargos de:

• Técnicos de enfermagem
• Técnico em imobilização ortopédica
• Técnico em informática
• Vigia
• Auxiliar de farmácia
• Auxiliar de serviços gerais
• Copeiro

Salário Ofertado:
- O salário mensal será entre R$ 801,00 e R$ 1.010,00.

Carga Horária:
A carga horária será de 44 horas semanais.

Inscrições:
- Os candidatos deverão efetuar inscrições no site www.dourados.ms.gov.br, no período entre 20/02/2015 e 26/02/2015.

Provas
O concurso público consistirá de análise de títulos, que devem ser entregues provavelmente entre os dias 23/02/2015 e 27/02/2015.

Seletivo Prefeitura Soledade de Minas - MG


A Prefeitura mineira de Soledade de Minas lançou o edital nº 01/2015 de processo seletivo, organizado pela empresa Magnus Auditores e Consultores Associados, em provimento de 14 vagas aos cargos de agente comunitário de saúde e agente de combate a endemias, com ganhos de R$ 1.014,00 e jornada semanal de 40 horas. Uma das vagas é destinada a portador de necessidades especiais.

As inscrições estão abertas e podem ser efetuadas até o dia 6 de março de 2015, na Unidade Básica de Saúde Jamil Murad, localizada à Rua Vereador José Afonso de Souza, nº 237, Centro, das 8h às 17h, mediante taxa de R$ 30,00.

Será aplicada prova objetiva prevista para o dia 21 de março de 2015, em local a ser informado.

Toda informação referente à realização do seletivo será fornecida pela Prefeitura, através da Comissão Municipal de Processo Seletivo e afixadas no quadro de publicação oficial dos atos da Prefeitura, no Diário Oficial, bem como através do site: www.magnusconcursos.com.br.

O processo seletivo será válido por um ano, contado da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por período semelhante.

Prefeitura de João Monlevade - MG oferece vagas para médicos


A Prefeitura de João Monlevade, no estado de Minas Gerais, através da Secretaria Municipal de Saúde, abriu o edital n° 08/2015 de processo seletivo, destinado ao provimeno de duas vagas para o cargo de Médico da Estratégia de Saúde da Família, com salário de R$ 8.744,46 por carga horária de 40 horas semanais.

Os aprovados irão trabalhar nas Unidades Básicas de Saúde – UBS de João Monlevade. O contratado não terá direito ao pagamento de vale transporte para deslocar para outros municípios, sendo devido somente o vale-transporte dentro dos limites municipais.

As inscrições dos interessados poderão ser feitas na Secretaria Municipal de Saúde – Coordenação de Atenção Primária, com endereço à Avenida Getúlio Vargas, nº 2640, sala 08 – Bairro Belmonte – João Monlevade/MG, até o dia 27 de fevereiro de 2015, no período de 08h às 11h e 13h às 16h.

O processo seletivo será constituído por atendimento aos requisitos do edital, avaliação de títulos e de experiência, de caráter classificatório.

A classificação dos candidatos será afixada nas portarias da sede da Prefeitura Municipal de João Monlevade e da Secretaria Municipal de Saúde, além do site da Prefeitura Municipal de João Monlevade, no dia 02 de março de 2015.

O resultado final do processo seletivo será homologado pelo Prefeito Municipal e afixado nas portarias da Sede da Prefeitura Municipal de João Monlevade e da Secretaria Municipal de Saúde, além do site da Prefeitura Municipal de João Monlevade, no dia 05 de março de 2015.

O prazo de validade do processo seletivo será de 01  ano, contado da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

Concurso Prefeitura de Rio do Campo - SC

A Prefeitura de Rio do Campo, no estado de Santa Catarina, publicou o edital nº 01/2015 de concurso público. O concurso está sob a responsabilidade da Infinity Assessoria Pedagógica e de acordo o edital, o salário vai de R$ 575,59 a R$ 4.459,43, em carga horária que vai de 10 a 40 horas semanais.

São oferecidas 30 vagas, para candidatos de níveis alfabetizado, fundamental, médio/técnico e superior, além de formar cadastro de reserva, nos cargos de Agente de Serviços Gerais , Assistente Social, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Apoio, Auxiliar de Mecânico, Auxiliar Operacional Escolar, Contador, Enfermeiro, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Civil, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Mecânico, Motorista, Oficial Administrativo, Operador de Máquina, Professor de Artes, Professor de Educação Infantil, Psicólogo, Técnico Agrícola, Técnico de Enfermagem, Técnico em saúde Bucal e Trabalhador Braçal.

As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de março de 2015, pelo endereço eletronico: www.infinityprovas.com.br.

O valor da taxa de inscrição varia entre R$ 50,00, R$ 70,00 e R$ 100,00.

Haverá prova objetiva para todos os cargos, além de prova prática e de títulos, para alguns cargos.

A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 12 de abril de 2015, em local e horários a serem divulgados junto com a publicação do rol de inscritos.

O gabarito provisório provavelmente será divulgado a partir das 18 horas do mesmo dia de aplicação da prova objetiva.

Este Concurso Público terá validade de 2 anos, a contar de sua homologação final, podendo ser prorrogado uma vez por igual período.

Concurso Prefeitura de Canoas - RS

A Prefeitura de Canoas, estado do Rio Grande do Sul, tornou público o edital nº 61/2015 de concurso público. O objetivo é a contratação de 72 profissionais de nível superior, mais cadastro de reserva. A remuneração pode chegar até R$ 10.741,50, em carga horária de 40 horas semanais.

As oportunidades são para os cargos de Gestor Administrativo, Contador, Nutricionista, Psicólogo, Profissional de Educação Física, Biólogo, Assistente Social, Médico Veterinário, Bibliotecário, Gestor de Políticas Públicas, Engenheiro (Ambiental, Sanitarista, Civil, Eletricista, Agrônomo, Mecânico, Químico, Tráfego, Cartógrafo, Segurança do Trabalho), Arquiteto Urbanista, Geólogo, Procurador Municipal e Especialista de Políticas Públicas em Saúde.

Às pessoas com deficiência, é assegurado o direito de inscrição no concurso, para os cargos cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadores, num percentual de 5% do total das vagas oferecidas para cada cargo.

As inscrições podem ser feitas até o dia 06 de abril de 2015, pelo site www.fundacaolasalle.org.br/concursos.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 115,00.

Os inscritos serão submetidos a prova objetiva e dissertativa previstas para serem aplicadas no dia 10 de maio de 2015, além de prova de títulos. O local e horário serão divulgados através do site www.fundacaolasalle.org.br/concursos.

Este Concurso Público terá validade de 02 anos, a contar da data de publicação do edital de encerramento, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do município de Canoas.

Concurso Prefeitura de Trindade - GO

A Prefeitura de Trindade, Estado de Goiás, através da empresa Somar Consultoria e Assessoria, publicou o edital nº 002/2015 de concurso público, visando suprir 28 vagas em cargos de nível médio, no quadro geral de funcionários.

As chances são para os cargos de Agente de Combate às Endemias, o salário previsto é de R$ 1.014,00, em carga horária de 40 horas semanais.

As inscrições podem ser feitas a partir do dia 30 de março a 18 de abril de 2015, pelo site www.somarconsultoria.net.br

O valor da taxa de inscrição é de R$ 50,00.

Os candidatos que não possuírem acesso a internet poderão realizar a inscrição no Vapt Vupt localizado na Praça Constantino Xavier, Centro, no horário de 8:00 as 17:00.

A Prova Objetiva provavelmente será aplicada no dia 31 de maio de 2015, em local e horário a serem divulgados nos sites:  www.somarconsultoria.net.br e www.trindade.gov.go.br .

O gabarito será publicado no terceiro dia útil após aplicação das provas, nos sites já citados.

O prazo de validade do Concurso Público será de 02 anos podendo ser prorrogado por igual período, por uma única vez, contados da data de publicação da homologação e a critério da Administração Municipal.

Concurso Prefeitura de Aloândia - GO

A Prefeitura de Aloândia, no estado de Goiás, através do instituto ITAME (Instituto de Apoio Municipal), divulgou edital n° 001/2015 de concurso público, distribuindo 102 vagas, sendo 38 para preenchimento imediato e 64 para cadastro reserva em empregos que exigem ensino superior, médio e fundamental. Os salários variam entre R$ 724,00 e R$ 6.000,00.

As inscrições serão realizadas entre os dias 09 e 31 de março de 2015, exclusivamente pela internet nos sites www.itame.com.br e www.aloandia.go.gov.br. As taxas de inscrição no concurso serão no valor de R$ 50,00 para  cargos do ensino fundamental/alfabetizado, R$ 60,00 para cargos do ensino médio/técnico e de R$ 90,00 para cargos do ensino superior.

O concurso oferta vagas para agente de vigilância, assistente social, auxiliar de contabilidade, auxiliar de serviços urbanos, contador, eletricista, enfermeiro, farmacêutico, fiscal de tributos, fiscal de vigilância sanitária, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, medico psf, motorista de veículos pesados, nutricionista, odontólogo, oficial de obras e serviços, oficial de serviços gerais, procurador do contencioso judicial, psicólogo, trabalhador braçal e zelador de cemitério.

São reservadas, no mínimo, 5% das vagas abertas ou que forem criadas no prazo de validade do concurso público, às pessoas portadoras de necessidades especiais, desde que compatível com as atribuições do respectivo cargo.

A avaliação dos profissionais se dará por meio de prova objetiva, aplicada a todos, prova prática para Motorista, prova prático-profissional para Procurador do Contencioso Judicial, prova discursiva para Contador e avaliação de títulos para os cargos que exigem ensino superior.

As provas objetivas serão realizadas provavelmente no dia 09 de maio de 2015 (sábado), em horários e locais previamente divulgados pela comissão especial do concurso público. O gabarito sairá no dia 11 de maio.

O prazo de validade do concurso público será de dois anos, contados da data da homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogado por uma única vez e por igual período, a critério da administração, mediante ato do Prefeito Municipal.

Concurso Prefeitura de Joaquim Távora - PR

A Prefeitura de Joaquim Távora, no Paraná, abriu edital n° 001/2015 de concurso público destinado ao provimento de 19 vagas em cargos de todos os níveis de ensino. Os salários variam de acordo com o cargo e jornada de trabalho, entre R$ 774,00 e R$ 5.797,72.

O concurso será realizado por meio da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Câmpus Cornélio Procópio - FUNTEF.

Cargos
Para cargos de nível fundamental, as ofertas são para as funções de Gari, Servente, Operário, Pedreiro, Operador de Máquina, Operador de Trator Agrícola, Agente Comunitário de Saúde, Agente de Saúde Pública e Motorista "D";

Com exigência de ensino médio e/ou técnico são providas vagas de Auxiliar de Consultório Odontológico, Assistente Administrativo, Fiscal de Obras, Técnico em Enfermagem, Técnico em Higiene Dental e Professor;

Para nível superior há chances de Instrutor de LIBRAS, Arquiteto, Assistente Social, Cirurgião Dentista, Psicólogo, Enfermeiro, Farmacêutico, Fonoaudiólogo, Médico e Médico Veterinário.

Inscrições e Taxas
A inscrição deverá ser efetuada somente pela internet, no endereço eletrônico www.funtefcp.com.br até às 23h59 do dia 10 de março de 2015. A taxa de inscrição vai de R$ 30,00 a R$ 100,00 de acordo com a função escolhida.

Caso o candidato não possua acesso à internet, a Prefeitura disponibilizará computador para o acesso, no horário das 07h30 às 11h30 e das 13h às 17h, nos dias úteis, no próprio prédio da Prefeitura, situado à Rua Miguel Dias, 226, Centro, Joaquim Távora - PR.

Provas e Validade
O concurso compreenderá provas objetivas, aplicadas a todos os candidatos, mais prova de títulos para os cargos de nível superior e prova prática para os cargos de Operador de Máquina, Operador de Trator Agrícola e Motorista.

A prova objetiva escrita será realizada provavelmente no dia 29 de março de 2015, no Município de Joaquim Távora/PR, nos locais divulgados através de edital específico e na ficha de confirmação de inscrição.

O concurso público terá validade de dois anos, a contar da publicação da homologação, prorrogável uma única vez, por igual período.

Concurso Prefeitura de Coronel Sapucaia - MS

Foi publicado o concurso público regido pelo edital nº 001/2015 da Prefeitura de Coronel Sapucaia, no estado de Mato Grosso do Sul. O concurso oferece 94 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior, com salários de até R$ 15.000,00 em regime de 20 a 40 horas semanais.

As chances são para Advogado, Assistente Social, Contador, Controlador Municipal, Enfermeiro, Engenheiro Agrônomo, Farmacêutico, Médico, Veterinário, Nutricionista, Psicólogo, Supervisor de Licitações/Contratos, Agente Comunitário de Saúde, Agente de Controle de Endemias, Agente de Fiscalização, Assistente Administrativo, Auxiliar de saúde Bucal, Técnico em Contabilidade, Técnico em Enfermagem, Técnico em Informática, Técnico em Radiologia, Agente Administrativo, Auxiliar de Desenvolvimento Infantil, Auxiliar de Serviços Gerais, Cozinheira, Motorista de Transporte Escolar, Operador de Máquinas Pesadas, Assistente Administrativo, Auxiliar de Serviços Gerais, Cozinheira, Inspetor de Alunos, Vigia e Professor (Educação Infantil, Anos Iniciais (1º ao 5º ano), Artes, Ciências, Educação Física, Língua Materna (Guarani), Língua Portuguesa e Matemática.

As inscrições para o Concurso deverão ser realizadas, via internet, no site www.sigmams.com.br, a partir das 00h00 do dia 25 de fevereiro até às 23h59min do dia 6 de março de 2015.

Os valores das inscrições para os cargos estão assim definidos:
Nível superior – R$ 90,00;

Nível médio e fundamental completo - R$ 54,50;

Nível fundamental incompleto - R$ 34,50.

Para os candidatos que não possuem acesso à internet será disponibilizado um posto de atendimento, na sede da Prefeitura de Coronel Sapucaia (sala do empreendedor), situado na Av. Abilio Espíndola Sobrinho, 570, Jardim Siriema, na cidade de Coronel Sapucaia – Estado de Mato Grosso do Sul, nos dias úteis, no período de inscrição, no horário das 8h às 11h.

O concurso público será composto de provas objetivas, práticas e avaliação de títulos.

A prova objetiva será aplicada na data provável de 12 de abril de 2015, em horário e local a ser definido. Já a prova prática ao cargo de Agente Digitador, está prevista para ser realizada no dia 26 de abril de 2015, em horário e local a ser definido.

A avaliação de títulos, de caráter classificatório, para os candidatos a todos os cargos aprovados nas etapas anteriores, com data provável de realização no dia 8 de maio de 2015, em horário e local a ser definido.

Os candidatos deverão entregar pessoalmente ou postar, via SEDEX com AR (Aviso de Recebimento), no período previsto em edital, cópia dos títulos, devidamente autenticada, e o Formulário da Relação dos Títulos, disponível no site www.sigmams.com.br, para o seguinte endereço: Comissão Municipal de Concurso Público Prefeitura Municipal Coronel Sapucaia/MS Avenida Abílio Espíndola Sobrinho, nº 570, Jardim Siriema, Coronel Sapucaia/MS, CEP.: 79.995-000.

O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da data da publicação do edital de homologação de seus resultados, prorrogável por igual período, a critério da administração.

Prefeitura de Vila Pavão - ES divulga processo seletivo

Por meio do edital nº 003/2015 de processo seletivo simplificado, a Prefeitura de Vila Pavão, no Espirito Santo, informou que realizará do dia 2 ao dia 6 de março de 2015, inscrições para admissão e cadastro de reserva de agente de combate às endemias (epidemiológico) e agente comunitário de saúde.

As inscrições serão efetuadas na Secretaria Municipal de Saúde, situada à Rua XV de Novembro, s/n, Centro, das 9h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00.

O edital foi publicado no Diário Oficial do Espírito Santo, no dia 24 de fevereiro de 2015, página 3 (diversos).

Tecnologia muda pouco relação médico-paciente nos EUA

Quase sempre as tecnologias parecem estar à frente da mentalidade predominante de uma sociedade.

No entanto, para ela ser inventada, uma ou mais cabeças pensantes já têm de ter mudado o modo de pensar e, assim, gradualmente vão ditando as mudanças. Há estudos científicos que dizem que se 10% de uma população estiver profundamente comprometida com uma ideia, é o bastante para ser o estopim de uma mudança em larga escala. Digo isso olhando para a imensurável quantidade de possibilidades que as tecnologias têm evidenciado para o campo da Saúde, inclusive na relação médico-paciente.

O estudo “2015 State of the Connected Patient” divulgado pelo Salesforce, empresa de soluções de gestão de relacionamento com clientes (CRM), demostra as resistências que o mercado norte-americano ainda tem em relação a uma assistência médica mais conectada, mas aponta a geração y (idade entre 18 e 34 anos) como o fator transformador dos próximos anos. A pesquisa, com mais de 1.700 norte-americanos adultos que possuem plano de saúde, descobriu que menos de 10% deles usam a WEB, e-mails ou mensagens de textos para marcar suas consultas. E 40% deles não se comunicam com o médico para acompanhar sua saúde (dieta, prática de exercícios e exames).

Entretanto, inseridos neste universo está a geração y que demonstra forte interesse em novas tecnologias colaborativas, inclusive como meio de relacionamento com o médico. Por exemplo, 60% dos membros dessa geração são a favor da telessaúde para evitar consultas presenciais desnecessárias e 71% deles gostariam que os prestadores usassem aplicativos para agendar consultas, compartilhar dados de saúde e gerenciar o cuidado preventivo.

Pontos-chave:
•Os pacientes com seguro revisam seus dados de saúde em geral pessoalmente (40%), pegam os resultados dos exames também pessoalmente (44%) e até pagam suas contas de assistência médica pessoalmente (38%)

•62% dos pacientes com seguro dependem de um médico para acompanhar seus dados de saúde, enquanto 28% dos norte-americanos ainda gerenciam essas informações guardando documentos em pastas para papéis, caixas de sapato, gavetas ou outro sistema caseiro

•40% dos pacientes com seguro afirmam não se comunicar com seu médico para gerenciar a prevenção a problemas de saúde

Geração Y: outra visão
•40% dos pacientes com seguro da geração y disseram achar que seu médico não os reconheceria se passassem um pelo outro na rua

•71% dos membros da geração y estariam interessados em que um médico/prestador oferecesse um aplicativo para dispositivos móveis para o gerenciamento ativo de sua saúde, prevenção média, revisão de registros de saúde ou marcação de consultas

•63% estariam interessados em fornecer proativamente seus dados de saúde para seus médicos/provedores através de wi-fi/ wearables, para o monitoramento de seu bem-estar

Apesar do histórico pioneiro dos EUA, ainda há muito a se avançar no aspecto saúde digital, mas a o Affordable Care Act tem incentivado os provedores a adotarem processos digitais em prol do melhor cuidado do paciente.

Saúde Web

Por que encorajar o paciente a buscar uma segunda opinião?

A segunda opinião é benéfica tanto para o paciente quanto para o prestador do cuidado. É o que indicou pesquisa realizada pela companhia norte-americana PinnecleCare

De 1000 casos registrados entre 2012 e 2014 e acompanhados pela empresa, que analisou a necessidade de uma eventual segunda opinião, houve mudança no diagnóstico inicial ou tratamento médico em 34% dos casos e cerca de 41% dos pacientes mudaram de prestador, buscando instituições mais especializadas. Cerca de 18 pacientes conseguiram evitar cirurgias desnecessárias.

Veja resultado da pesquisa abaixo:


grafico_pinnacleCare

Saúde Web

Especial Saúde da Pessoa Idosa: Alimentação

Crédito: Canon BoyCom o passar dos anos, o corpo começa a apresentar naturalmente algumas mudanças, que muitas vezes as pessoas demoram a perceber, mas que podem interferir na sua alimentação

Alterações naturais nos mecanismos de defesa do organismo ou dificuldades no processo de mastigação e deglutição podem tornar a pessoa idosa mais suscetível a complicações decorrentes do consumo de alimentos, o que reforça a necessidade de cuidados diários para preparar refeições seguras. A alimentação da pessoa idosa segue, de maneira geral, os mesmos princípios de dieta saudável recomendada a todas as pessoas adultas. No entanto, é importante redobrar os cuidados quanto à escolha, preparo e combinação de alimentos, de maneira a garantir sua adequação e boa aceitação.

Tornar o ambiente da cozinha e o local de refeições mais adequado e agradável para conferir maior conforto, segurança e autonomia no dia-a-dia das pessoas idosas é uma medida que tem impacto positivo na autoestima, no preparo das refeições e no estabelecimento do prazer à mesa. Não se tem aqui a pretensão de esgotar esse assunto, mas de tratá-lo de uma maneira mais prática, com ênfase nas medidas associadas ao preparo e ao consumo das refeições diárias.

Assegurar a participação da pessoa idosa no planejamento da alimentação diária e no preparo das refeições possibilita o maior envolvimento com a alimentação, adequado quanto às possíveis limitações na utilização segura de utensílios e eletrodomésticos. Assim, cria-se uma condição propícia para discutir a necessidade de eventuais mudanças nos procedimentos associados à compra, ao armazenamento, à higiene pessoal e ao preparo dos alimentos a fim de facilitar o seu dia-a-dia e favorecer uma alimentação segura. Incentivar os idosos a desenvolverem habilidades culinárias e partilhá-las com as pessoas com quem convive, como filhos, netos e amigos é uma forma prazerosa de compartilhar com as gerações seguintes receitas, modos de preparo e cultura alimentar. Mesmo que não tenha condições de exercer suas habilidades culinárias, os idosos podem valorizar o ato de cozinhar e estimular que todos a sua volta pratiquem e desenvolvam suas próprias habilidades.

Quando a pessoa idosa apresentar limitações para mastigar e engolir, a forma de preparo, a consistência, a textura, o tamanho dos alimentos e a quantidade que é levada à boca devem ser adaptados ao grau de limitação apresentado. Nesses casos, moer, ralar, picar em pedaços menores podem ser alternativas viáveis para facilitar o planejamento das refeições e o consumo, evitando a recusa da refeição e complicações como engasgo, aspiração ou asfixia durante a ingestão dos alimentos.

É importante também estabelecer rotinas saudáveis de vida, mesmo nas idades mais avançadas, para poder manter o corpo e a mente em equilíbrio.

Atualmente, as recomendações sobre alimentação saudável constam na nova Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa:

DEZ PASSOS PARA A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL DA PESSOA IDOSA

1º passo. Faça três refeições ao dia (café da manhã, almoço e jantar) e, caso necessite de mais, faça outras refeições nos intervalos
Procure fazer as refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) em horários semelhantes todos os dias. Nos intervalos entre essas refeições, prefira realizar pequenas refeições saudáveis com alimentos frescos. Coma sempre devagar e desfrute o que está comendo, procurando comer em locais limpos e onde você se sinta confortável, evitando ambientes ruidosos ou estressantes.

2º passo. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural. Inclua nas principais refeições alimentos como arroz, milho, batata, mandioca/macaxeira/aipim
Esses alimentos são as mais importantes fontes de energia e, por isso, devem ser os principais componentes das principais refeições, devendo-se dar preferência às suas formas integrais. As atividades de planejar as compras de alimentos, organizar a despensa doméstica e definir com antecedência o cardápio da semana podem contribuir para a sua satisfação com a alimentação. Em supermercados e outros estabelecimentos, utilize uma lista de compras, para não comprar mais do que o necessário.

3º passo. Inclua frutas, legumes e verduras em todas as refeições ao longo do dia
Frutas, legumes e verduras são ricos em vitaminas, minerais e fibras. Por tal razão, eles devem estar presentes diariamente na sua alimentação. O consumo desses alimentos contribui para diminuir o risco de várias doenças e ajuda a evitar a constipação (prisão de ventre). Feiras livres, “sacolões” ou “varejões” são boas opções para a compra de alimentos frescos da safra (época) e com menor custo.

4º passo. Coma feijão com arroz, de preferência no almoço ou no jantar
Esse prato brasileiro é uma combinação completa e nutritiva e é a base de uma alimentação saudável. Varie os tipos de feijões usados (preto, manteiga, carioquinha, verde, de corda, branco e outros) e use também outros tipos de leguminosas (como soja, grão-de-bico, ervilha, lentilha ou fava). Se você tem habilidades culinárias, procure desenvolvê-las e partilhá-las com familiares e amigos. Se você não tem tais habilidades, converse com as pessoas que sabem cozinhar, peça receitas a familiares, amigos e colegas, leia livros, consulte a internet e descubra o prazer de preparar o seu próprio alimento. Para evitar o desperdício, cozinhe pequenas porções e congele o alimento sempre que isso for possível, para a sua utilização em dias posteriores.

5º passo. Lembre-se de incluir carnes, aves, peixes, ovos, leite e derivados em pelo menos uma refeição durante o dia
Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis. Os leites e derivados são ricos em cálcio, que ajuda no fortalecimento dos ossos. Já as carnes, as aves, os peixes e os ovos são ricos em proteínas e minerais. Quanto mais variada e colorida for a sua alimentação, mais equilibrada e saborosa ela será.

6º passo. Use pouca quantidade de óleos, gorduras, açúcar e sal no preparo dos alimentos
Esses ingredientes culinários devem ser usados com moderação para temperar alimentos e para criar preparações culinárias. Procure evitar o açúcar e o sal em excesso, substituindoos por temperos naturais (como cheiro verde, alho, cebola, manjericão, orégano, coentro, alecrim, entre outros) e optando por receitas que não levem açúcar na sua preparação.

7º passo. Beba água mesmo sem sentir sede, de preferência nos intervalos das refeições
A quantidade de água que precisamos ingerir por dia é muito variável e depende de vários fatores, incluindo a idade e o peso da pessoa, a atividade física que ela realiza e o clima e a temperatura do ambiente onde ela vive. É importante estar atento ao consumo diário de água para evitar casos de desidratação, principalmente em dias muito quentes. Vale lembrar de que bebidas açucaradas (como refrigerantes e sucos industrializados) não devem substituir a água. Uma dica é aromatizar a água com hortelã ou frutas, como rodelas e cascas de laranja ou limão.

8º passo. Evite bebidas açucaradas (refrigerantes, sucos e chás industrializados), bolos e biscoitos recheados, doces e outras guloseimas como regra da alimentação
Produtos ultraprocessados (como biscoitos recheados, guloseimas, ‘salgadinhos’, refrigerantes, sucos industrializados, sopa e macarrão ‘instantâneos’, ‘tempero pronto’, embutidos, produtos prontos para aquecer) devem ser evitados ou consumidos apenas ocasionalmente. Embora convenientes e de sabor pronunciado, esses e outros produtos ultraprocessados tendem a ser nutricionalmente desequilibrados e, em sua maioria, contêm quantidades elevadas de açúcar, gordura e sal.

9º passo. Fique atento(a) às informações nutricionais dos rótulos dos produtos processados e ultraprocessados para favorecer a escolha de produtos alimentícios mais saudáveis
Os rótulos dos produtos processados e ultraprocessados (como biscoitos, pães de forma, iogurtes, barras de cereais, entre outros) são uma forma de comunicação entre esses produtos e os consumidores e contêm informações importantes sobre a sua composição. Mais formas de esclarecimento podem surgir no diálogo com outras pessoas no local de compra ou por meio do serviço de atendimento ao consumidor (SAC) ou, até mesmo, em uma consulta com um profissional de saúde. Fique atento(a) para informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais, pois geralmente as propagandas buscam aumentar a venda dos produtos, mas não informar.

10º passo. Sempre que possível, coma acompanhado(a) de alguém
A companhia de familiares, amigos ou vizinhos na hora das refeições colabora para o comer com regularidade e atenção, proporciona mais prazer com a alimentação e favorece o apetite. Escolha uma ou mais refeições na semana para desfrutar da alimentação na companhia de alguém, mantendo o convívio social com as pessoas próximas.

Blog da Saúde

Quem teve relação sexual sem proteção deve esperar 30 dias para fazer o teste que identifica a AIDS

Reprodução
O lavrador Wallas Barros decidiu fazer o teste para identificar o vírus da aids depois do carnaval

"Hoje em dia para transmitir, qualquer coisinha já pega, não é só em relação ao sexo não, se você tem alguma ferida na boca. Tem amigos meus que falam: 'ah eu não vou, tenho vergonha, tenho medo'. Mas sempre é bom fazer [o exame]. Pra mim eu faço para minha saúde. Mais vale saber antes do que depois que a doença começar a aparecer."

Mas o que o Wallas e muitos não sabem é que quem teve relação sexual sem proteção deve esperar 30 dias para fazer o teste que identifica o vírus da aids. É o que explica a coordenadora de laboratório do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais do Ministério da Saúde, Miriam Franchini "Por isso que não adianta se a gente tiver um contato arriscado em um dia, ir fazer o exame no dia seguinte. O exame invariavelmente vai dar negativo, mesmo se a gente tiver tido contato com o vírus. Trinta dias é o tempo que o corpo da gente leva, quando ele é infectado, para produzir anticorpos contra o HIV, que os testes que detectam a infecção vão identificar. O diagnostico do HIV não é feito com um único teste. Se deu reagente naquele primeiro teste é feito um segundo teste imediatamente para confirmar a infeção. Dois testes reagentes, a pessoa é considerada definitivamente positiva para HIV. Nesse caso, vai ter que repetir o exame no período de 30 dias e usar camisinha durante todo esse tempo."

A coordenadora de laboratório do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais, Miriam Franchini, orienta o que deve ser feito quando o resultado do teste de aids der positivo. "Em caso de um resultado reagente, não entrar em pânico. Porque a aids não tem cura, mas ela tem tratamento e ela vai ser encaminhada pra fazer os exames complementares para poder acompanhar o tratamento dela corretamente. A recomendação para qualquer pessoa, independente do resultado do teste é fazer sexo com proteção. É usar a camisinha."
 
O teste para identificar o vírus da aids é oferecido gratuitamente pelo SUS e está disponível nas Unidades Básicas de Saúde ou nos Centro de Testagem e Aconselhamento. Com o diagnóstico precoce é possível interromper a transmissão do vírus. Para saber mais, acesse a página do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais do Ministério da Saúde.

Ministro da saúde indica obesidade como um dos desafios do SUS

Foto: Fio Cruz/Divulgação
Foto: Fio Cruz/Divulgação
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, falou nesta terça-feira (23) que o combate à obesidade e as mortes violentas, especialmente as provocadas pelo trânisto, são os grandes desafios do Sistema Único de Saúde (SUS) e da saúde suplementar

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, falou nesta terça-feira (23) que o combate à obesidade e as mortes violentas, especialmente as provocadas pelo trânisto, são os grandes desafios do Sistema Único de Saúde (SUS) e da saúde suplementar.

Chioro, que participou do 4º Fórum Político Nacional da Unimed, também citou o aumento das doenças crônicas não transmissíveis como um ponto de atenção dos órgãos públicos e também privados, já que dados apresentados no evento mostram que 74% de óbitos registrados são decorrentes dessas doenças.

Mas a obesidade deve ser uma das principais preocupações deste ano, já que dados apresentados pelo governo durante o evento apontaram 51% da população brasileira acima do peso.

Quanto às mortes violentas, o Brasil está na quinta colocação do mundo em número de mortes provocadas pelo trânsito.

Outra situação vivida no país é o envelhecimento da população, que, para o ministro, tem sido um rápido processo que precisa ser avaliado junto com possíveis impactos causados com a mudança demográfica na saúde pública e suplementar. “Ou tomamos decisões corretas agora ou seremos engolidos”, enfatizou Chioro.

No Fórum de ontem, o presidente da Unimed do Brasil, Eudes de Freitas Aquino, entregou ao ministro um projeto de parceria público-privada para estreitar a relação entre saúde suplementar e saúde pública no Brasil como campos de interesses comuns.

EFE Saúde

Campanha nacional alerta para risco de segunda fratura causada pela osteoporose

A Sociedade Brasileira de Ortopedia (Sbot) lançou uma campanha nacional chamando a atenção para a necessidade de orientar médicos e pacientes sobre os riscos da refratura (segunda fratura em osso quebrado anteriormente) causada pela osteoporose

O diretor de Relações Institucionais do Comitê de Doenças Osteometabólicas da Sbot, Márcio Passini, disse ontem (24) que há dificuldade de diagnosticar a osteoporose, porque é uma doença assintomática, que o paciente, muitas vezes, desenvolve sem saber.

Um exame chamado densitometria identifica o problema. A campanha visa a alertar a população para que fale do assunto com seu ortopedista e cobre dele mais atenção para a doença. “O tratamento da osteoporose é para impedir que a pessoa tenha a primeira fratura.” O que ocorre, porém, é que muitas vezes a pessoa tem uma fratura osteoporótica que é tratada, mas, como a osteoporose é estudada por um grupo reduzido de ortopedistas, o profissional acaba esquecendo de pedir ao paciente a densitometria ou encaminhá-lo a um especialista, disse Passini.

“Com isso, a pessoa que teve uma fratura osteoporótica tem um risco aumentado de ter a segunda [fratura]. A pessoa [com osteoporose] tem duas vezes mais chances de ter uma segunda fratura do que de ter a primeira, e quatro vezes mais de ter a terceira. É exponencial, vai aumentando”, explicou.

A campanha objetiva lembrar à população que quem teve uma fratura osteoporótica precisa tratar a doença. Para o médico, nessa hora, é mais importante saber que a pessoa tem uma fragilidade óssea e tratar. “Precisamos entender que a pressão da população sobre o médico faz mais efeito do que a pressão das entidades de classe sobre o médico.”

Segundo Passini, é fácil identificar se uma fratura é osteoporótica. “O ortopedista tem treinamento para isso”. Pela radiografia e pelas características do acidente, ele pode fazer o diagnóstico. As fraturas osteoporóticas são provocadas por trauma de baixo impacto. Fraturas de colo de fêmur e da coluna vertebral são exemplos de fraturas osteoporóticas comuns. A isso se soma o fato de a pessoa ter mais de 50 anos de idade; ser mulher que teve a menopausa muito cedo, por volta de 40 anos de idade; ser uma pessoa franzina; ou ter histórico familiar de fraturas.

Passini diz que a refratura é um problema mundial. “Por isso, existem campanhas no mundo inteiro para prevenir a segunda fratura”. Ele destacou que é motivo de orgulho o fato de o Brasil ter sido o primeiro país que se preocupou em combater o risco da refratura no mundo, por meio do serviço público Prevrefrat [Prevenção de Refraturas], do Hospital de Ipanema, do Rio de Janeiro, que conseguiu 97% de redução da segunda fratura. “O Prevrefrat começou dois anos antes de o mundo ter acordado para o fato de é preciso tratar o paciente que tem a primeira fratura para impedir a segunda.”

O ortopedista disse que impedir a primeira fratura é um problema de saúde pública extremamente caro. A estimativa da Sbot é que existam 20 milhões de pessoas osteoporóticas no Brasil. “Estimamos que, no Brasil, ocorram 4 milhões de fraturas osteoporóticas por ano, que têm custo elevado para o Estado”. Embora a osteoporose seja uma patologia que acomete pessoas de mais idade, Passini explicou que o aumento do número de pacientes idosos com a doença é desproporcional ao crescimento da população com mais idade.

“Hoje, encaramos isso como algo que começou na infância. É a criança que toma pouco leite, é o adolescente que, em vez de praticar atividades físicas, pratica jogos de computador”. Segundo o médico, isso explica o aumento desproporcional da incidência de osteoporose na população idosa em relação ao aumento populacional dessa faixa de idade. A meta da Sbot é que 100% dos pacientes com fraturas osteoporóticas sejam tratados para evitar a refratura.

Agência Brasil

EUA aprovam medicamento contra câncer de medula óssea

Farydak é droga capaz de inibir o avanço do mieloma múltiplo. Conclusão é da FDA, que controla medicamentos nos EUA

A farmacêutica suíça Novartis anunciou nesta segunda-feira (23) que a Food and Drug Administration (FDA), órgão governamental dos Estados Unidos responsável pelo controle de medicamentos, aprovou o Farydak, droga capaz, segundo o grupo, de inibir o avanço do mieloma múltiplo, um câncer da medula óssea.

“Ficou provado que o Farydak melhora as possibilidades de sobrevivência sem que a doença avance nos pacientes afetados por mieloma múltiplo” e que já haviam sido tratados com bortezomib e ImiD, segundo comunicado da Novartis.

É o primeiro tratamento inibidor das enzimas HDAC e “sua atividade epigenética (influência do entorno no genoma) pode ajudar a restaurar as funções celulares afetadas pelo mieloma múltiplo”, afirma o fabricante.

O Farydak “representa uma nova classe de medicamentos” e é um “enfoque terapêutico para este câncer difícil de tratar”, garante Bruno Strigini, presidente do braço oncológico da Novartis, citado em comunicado.

Em outros países, as autoridades reguladoras ainda examinam o novo medicamento, segundo a Novartis.

O mieloma múltiplo ou doença de Kahler, se deve à multiplicação de alguns glóbulos brancos cancerígenos na medula óssea. A patologia afeta entre 1 e 5 em cada 100.000 pessoas no mundo, informa o grupo farmacêutico.

G1

Atenção Farmacêuticos: Prescrições devem ser aceitas mesmo sem carimbo do prescritor

A Portaria SVS/MS 344/98, por exemplo, afirma que quando
 os dados estiverem devidamente impressos no cabeçalho da
receita, o prescritor poderá apenas assiná-la
O paciente chega no farmácia e apresenta uma receita preenchida com os devidos dados do paciente e do medicamento. O farmacêutico verifica as informações e nota que o prescritor assinou, mas não colocou o seu carimbo. Essa receita pode ser dispensada?

De acordo com a legislação, o carimbo não é obrigatório, desde que o médico, ou outro profissional da saúde prescritor, descreva manualmente e de forma legível seu nome completo e o número do registro de seu respectivo Conselho profissional.

A Portaria SVS/MS 344/98, por exemplo, afirma que quando os dados estiverem devidamente impressos no cabeçalho da receita, o prescritor poderá apenas assiná-la. No caso de o profissional pertencer a uma instituição ou estabelecimento hospitalar, ele deverá identificar sua assinatura, manualmente de forma legível ou com carimbo, constando a inscrição no Conselho Regional.

Caso a receita seja para um medicamento antimicrobiano, segundo a resolução RDC nº 20/2011, que dispõe sobre o controle dessa classe de produtos, a prescrição deverá ser realizada em receituário privativo do prescritor ou do estabelecimento de saúde, não havendo, portanto, modelo de receita específico.

Essa resolução originalmente cita a necessidade do carimbo, entretanto, uma nota técnica alterou as exigências da norma com o entendimento de que não é necessário constar, obrigatoriamente, o endereço completo e telefone da instituição, uma vez que nem sempre o prescritor está vinculado a uma instituição. “A prescrição deve identificar quem é o responsável por ela, com seu nome, assinatura e informação do número de inscrição no seu respectivo Conselho Regional, sendo que esses dados não precisam ser apostos na receita na forma de carimbo, ou seja, podem ser dados já presentes em papel timbrado”, completa a nota técnica.

Para outros medicamentos não controlados, também não há a exigência de carimbo na legislação.

A Lei 5991/73 também versa sobre o tema. O capítulo VI, artigo 35, diz que “somente será aviada a receita que estiver escrita a tinta, em vernáculo, por extenso e de modo legível, observados a nomenclatura e o sistema de pesos e medidas oficiais; que contiver o nome e o endereço residencial do paciente, expressamente, o modo de usar a medicação; que contiver a data e a assinatura do profissional, endereço do consultório ou residência, e o número de inscrição no respectivo Conselho profissional”.

Em nota, o departamento de orientação farmacêutica do CRF-SP esclarece que: “a avaliação da prescrição é atribuição do farmacêutico, conforme estabelece a resolução CFF 357/01 e resolução RDC 44/09, avaliação esta que deve abordar tanto aspectos terapêuticos quanto legais, cabendo assim a este profissional conhecer as exigências legais para uma correta avaliação da prescrição, podendo, conforme previsto no Código de Ética Farmacêutica, decidir sobre o aviamento ou não de qualquer prescrição, desde que devidamente justificada sua decisão”.

 CRF-SP