Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal!



Desejo à todos um Maravilhosos Natal cheio de paz, saúde e harmonia.
Que a alegria do nascimento do Menino Jesus esteja sempre presente em nossas vidas sempre!


Feliz Natal!

Geseënde Kersfees!

Merry Christmas!

عيد ميلاد سعيد!

Շնորհավո՜ր Սուրբ Ծնունդ:

শুভ বড়দিন!

З Калядамі Хрыстовым!

Весела Коледа!

Bon Nadal!

圣诞快乐!

聖誕快樂!

메리 크리스마스!

Sretan Božić!

Glædelig jul!

Veselé Vianoce!

Vesel božič!

¡Feliz Navidad!

Häid jõule!

Hyvää joulua!

Joyeux Noël!

Bo Nadal!

Nadolig Llawen!

გილოცავთ შობას!

Καλά Χριστούγεννα!

મેરી ક્રિસમસ!

חג שמח!

मेरी क्रिसमस!

Boldog karácsonyt!

Selamat Natal!

Nollaig Shona!

Gleðileg jól!

Buon Natale!

メリークリスマス!

ಮೆರ್ರಿ ಕ್ರಿಸ್ಮಸ್!

Praesent sem!

Priecīgus Ziemassvētkus!

Linksmų Kalėdų!

Среќен Божиќ!

God jul!

کریسمس مبارک!

Wesołych Świąt!

Фелиз Натал!

Feliz நடால்!

Feliz నాటల్!

Feliz نےٹال!

פעליז נאַטאַל!


Terapia genética pode curar a depressão

Cérebro de quem sofre depressão é carente de uma proteína chamada p11

Estudos americanos recentes apontam a terapia genética como uma das formas de se tratar a depressão. Segundo um estudo divulgado pelo jornal Science Translational Medicine, o cérebro de quem sofre depressão é carente de uma proteína chamada p11.

 
Essa proteína desempenha um papel importante na depressão e a fixação desses genes através da terapia genética poderia amenizar o quadro da doença. A depressão normalmente é tratada com drogas que afetam os níveis cerebrais com serotonina, o hormônio que está ligado ao bom humor.

Esse, por sua vez, está ligado a proteína p11. Ratos de laboratório submetidos ao teste ganharam doses dessa proteína e tiveram seu humor alterado. Antes deprimidos, recuperaram a disposição. Experimentos envolvendo células do cérebro humano mostraram que pessoas deprimidas tinham um déficit dessa proteína.

Combinado com uma técnica já existente para a terapia genética, os resultados sugerem uma nova forma de tratar a depressão, bem como um novo alvo para as drogas que combatem a doença.

Fonte R7

Fusões e aquisições de 2011: veja lista

Operadoras, hospitais, laboratórios e indústria protagonizaram uma série de fusões e aquisições ao longo do ano


 
A quantidade de fusões e aquisições demonstra como o mercado de saúde está aquecido.

Indústria
Roche compra americana Anadys por US$ 230 milhões

Roche anuncia compra da PVT

Toshiba compra Vital Images por US$ 273 milhões

Steris compra Sercon e mira internacionalizar marca

Sanofi-Aventis compra Genzyme por US$ 20,1 bilhões

Drogaria SP e Pacheco anunciam fusão e criam maior rede do País

Agfa HealthCare adquire WPD

GE Healthcare compra empresa de ressonância magnética

Sodexo anuncia fusão com a Puras

Medicina Diagnóstica
Fleury compra Labs Cardiolab por R$1,19 bi

Fleury compra Diagnoson por R$ 53,2 milhões

Teuto cresce 41% depois da compra pela Pfizer

Dasa compra os laboratórios Previlab e Cytolab

Alere compra Medlab e vê potencial para negócios no Brasil

Operadora
Amil compra plano de saúde Lincx por R$ 170 milhões

SulAmérica finaliza compra da Dental Plan

Grupo Memorial compra Assim Saúde por R$100 mi

Greenline compra carteira de clientes da Samcil

Hospital
Amil compra Hospital Pasteur por R$ 90 milhões

Unimed-BH adquire parte do hospital Lifecenter

Rede D´Or assume controle acionário do Hospital viValle

Fonte SaúdeWeb

SP ganha hospital de reabilitação para pessoas com deficiência

O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro (IRLM) da Vila Mariana é uma parceria das secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Saúde

O governo do Estado de São Paulo entregou  um moderno hospital e centro de reabilitação para pessoas com deficiência e doenças incapacitantes. O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro (IRLM) da Vila Mariana é uma parceria das secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Saúde.

Composto por dois prédios, o novo serviço contará com atendimento ambulatorial e 24 leitos de internação, além de laboratório de habilidades e oficinas terapêuticas, como jardinagem, artes plásticas, têxteis, dança e teatro.

Com investimento de R$ 44 milhões, o IRLM na Vila Mariana irá oferecer, gratuitamente, reabilitação integral aos pacientes por meio de uma equipe multidisciplinar, composta por médicos fisiatras, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros profissionais especializados.

Construída em uma área de cerca de 10 mil metros quadrados, a nova unidade terá sua capacidade triplicada, de 60 mil para 180 mil atendimentos anuais.

Serão beneficiados pacientes que apresentem encaminhamento médico da rede pública ou privada de saúde. Referência em atendimento, ensino e pesquisa, a unidade fará distribuição gratuita de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, contando também com 24 leitos para internação.

“As novas instalações foram concebidas para serem totalmente acessíveis aos pacientes. Gradativamente iremos colocar em funcionamento todos as áreas localizadas na unidade, ampliando o atendimento oferecido hoje e beneficiando cada vez mais a população”, diz Linamara Rizzo Battistella, Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro – Vila Mariana também deverá participar intensamente dos programas de residência médica, aprimoramento, estágios e atividades relacionadas ao desenvolvimento de pesquisas científicas. Além disso, viabilizará cursos para cuidadores abertos à comunidade e realizará palestras para orientação de pacientes, cuidadores e familiares.

“O SUS paulista avança no oferecimento de serviços especializados a pessoas com deficiência, fundamental para a melhoria da qualidade de vida e inclusão social desses pacientes”, afirma Giovanni Guido Cerri, Secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro – Vila Mariana fica na rua Domingo de Soto, 100, zona sul da capital paulista.

Fonte: Ministério da Saúde

Por SaudeWeb

Veja média salarial dos profissionais da área de odontologia

Pesquisa da Catho Online, empresa de classificados online de currículos, traz média salarial de profissionais de diversas áreas da saúde.

Confira a remuneração do setor de odontologia:

Cargo: Dentista Auditor (4 horas/dia)
Média salarial: R$ 3.556,53

Cargo: Dentista (4 horas/dia)
Média Salarial: R$ 2.739,66

Cargo: Técnico em Prótese Dentária
Média Salarial: R$ 1.667,03

Cargo: Técnico de Higiene Bucal (THC)
Média salarial: R$ 780,30

Fonte SaudeWeb

Próteses nos seios e lipoaspiração são as cirurgias mais solicitadas no mundo

Pesquisa realizada em 2010 traz dados de cirurgiões de todo o mundo e aponta um aumento considerável na procura por esses dois procedimentos

A lipoaspiração e a implantação de prótese nos seios foram as cirurgias plásticas mais praticadas em 2010, com o Brasil em segundo lugar no mundo, aponta o último relatório da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps, na sigla em inglês), divulgado nesta semana na Colômbia.

A pesquisa foi realizada em 2010 com dados de cirurgiões de todo o mundo, segundo explicou nesta sexta-feira, 23, à Agência Efe a cirurgiã plástica colombiana Lina Triana, secretária da Isaps em nível mundial.

 
"Em um primeiro relatório, divulgado no ano passado e que corresponde a 2009, essas mesmas cirurgias (lipoaspiração e prótese nos seios) também ocuparam os dois primeiros lugares", destacou a secretária.

 
Em 2010 foram realizadas 2.174.803 lipoaspirações, o que representa 23% do total de todos os procedimentos cirúrgicos realizados no ano.


As cirurgias como o implante nos seios, a blefaroplastia (correção de olhos), a rinoplastia (plástica de nariz) e a abdominoplastia, também aumentaram consideravelmente em 2010, segundo o relatório.

 
Por países, os Estados Unidos mantêm o primeiro lugar na quantidade de cirurgias plásticas realizadas em 2010, seguido do Brasil, da China, da Índia e do Japão.

 
O relatório de 2010 inclui informações sobre os preços médios cobrados nesses países pelos procedimentos. A cirurgia de rejuvenescimento facial continua sendo a mais cara de todas: US$ 5.526.

 
Os cirurgiões cobraram por uma abdominoplastia uma média de US$ 4.150; pela redução de seios, US$ 3.940, e para o aumento, US$ 3.450, indicou o relatório de 2010.

 
O estudo também ressaltou outras estatísticas, como o número total de cirurgiões plásticos certificados em nível mundial, estimado em 33.027, assim como a quantidade de procedimentos cirúrgicos realizados em 2010, que chegou a 9.462.391, e os não cirúrgicos, 9.095.434, compondo um total de 18.557.825 cirurgias.

 
Esse número, comparado aos 17.295.557 procedimentos registrados em 2009, equivale a um aumento de 7%, concluiu a cirurgiã plástica e secretária da Isaps.

Fonte Estadão

Emílio Ribas inaugura filial no Guarujá

A primeira filial do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, tradicional centro em tratamento de doenças infectocontagiosas da capital, será aberta hoje no Guarujá, litoral sul paulista. A nova unidade, que atenderá as nove cidades da Baixada Santista, funcionará no prédio do antigo Hospital e Maternidade Municipal Ana Parteira, em Vicente de Carvalho.

A inauguração será feita por etapas. Hoje, apenas o primeiro andar, com 10, dos 54 leitos programados da nova unidade, será aberto. “Mas até a metade do primeiro semestre de 2012, o novo Emílio Ribas estará funcionando com plena capacidade”, afirma o coordenador da Agência de Saúde da Baixada Santista e diretor do instituto, David Uip. “A intenção é expandir a capacidade para 150 leitos até o final do ano que vem. Já temos um acordo de financiamento com o Ministério da Saúde”, completa.

Na primeira fase de instalação do hospital, 40 médicos e enfermeiros atenderão os casos encaminhados pela Central de Regulamentação – responsável pela triagem em hospitais da Baixada Santista e pelo encaminhamento ao Emílio Ribas Guarujá dos pacientes com doenças infecciosas, como leptospirose, salmonela, conjuntivite, hepatites, dengue e doença meningocócica.

“A Baixada Santista estava carente de serviços de saúde. Um centro de referência de doenças infectocontagiosas atenderá a população local e também os turistas que a região recebe”, afirma o coordenador.

Quando estiver totalmente inaugurada, a unidade contará com 200 profissionais de saúde. Anualmente, a Secretaria Estadual da Saúde prevê a realização de 10 mil exames laboratoriais e 15 mil internações. “A intenção é que a unidade, como o Emílio Ribas da capital é, também seja referência em tratamento e uma base de estudos”, diz Uip.

Telemedicina
Os médicos das unidades da capital e do Guarujá estarão conectados pelo serviço de telemedicina. “O recurso online será utilizado para a realização de aulas, treinamentos e troca de informações”, explica Uip. O coordenador diz que até março de 2012, as nove cidades da Baixada Santista estarão interligadas pela ferramenta.

O recurso já é utilizado na unidade da capital. “Com a tecnologia, será possível discutir casos, definir em tempo real procedimentos e condutas nos tratamentos dos pacientes internados”, diz Uip.

Anunciada em janeiro deste ano, a filial do Emílio Ribas terá investimento de R$ 18 milhões na implementação e custo anual de R$ 33,6 milhões bancado pela pasta estadual da saúde, de acordo com o governador Geraldo Alckmin (PSDB).Para a fase inicial foram investidos R$ 8,5 milhões.

Fonte Estadão

Descoberta sobre aids ganha prêmio da revista 'Science'

Segundo estudo, que contou com a participação de dois infectologistas brasileiros, tratamento administrado com drogas antirretrovirais diminui em 96% as chances de transmissão do vírus

O maior avanço da ciência em 2011 foi a descoberta de que o tratamento contra o HIV (que provoca a aids) também diminui a transmissão do vírus. O prêmio foi concedido pela tradicional revista Science na sua edição de fim de ano.

O estudo premiado demonstrou que quem é tratado contra o HIV com drogas antirretrovirais tem 96% menos chance de transmitir o vírus a seus parceiros sexuais. Parte das experiências de campo foi conduzida com pacientes brasileiros.

Até a publicação do artigo, havia uma grande polêmica se as drogas antirretrovirais tinham ou não o efeito duplo de tratar os portadores e restringir o contágio. O prêmio vai para Myron Cohen, da Escola de Medicina da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, e para um time de pesquisadores internacionais, que incluiu um grupo de brasileiros.

Os estudos no País foram conduzidos pelos infectologistas Beatriz Grinsztejn, do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (Ipec-Fiocruz), e Breno Riegel Santos, do Hospital Nossa Senhora da Conceição (Porto Alegre).

Teste clínico. A pesquisa, conhecida por HPTN 052, começou a ser feita em 2007 e envolveu 1.763 casais heterossexuais em nove países: Brasil, Índia, Tailândia, EUA, Botswana, Quênia, Malauí, África do Sul e Zimbábue. Cada casal incluía um parceiro contaminado pelo HIV e outro livre do vírus. Os pesquisadores administraram drogas antirretrovirais em metade dos casais e compararam o porcentual de infecção dos parceiros nos quatro anos seguintes. Também aconselharam os casais a utilizar preservativos. Participaram da pesquisa 467 casais do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul.

Segundo Beatriz, o estudo já começa a dar frutos. Tanto o Ministério da Saúde como a Organização Mundial da Saúde cogitam começar mais cedo o tratamento de pessoas com HIV que estão em um relacionamento estável com alguém que não possui o vírus.

Fonte Estadão

EUA analisam riscos de novos remédios para evitar derrame

A nova geração de remédios anticoagulantes para evitar derrames cerebrais, tida como esperança de tratamento para pacientes que não se adaptam com as drogas antigas, está sendo observada de perto pelo governo americano.

Relatos de sangramento ocorridos em pacientes que tomam o remédio dabigatrana (Pradaxa) estão sendo monitorados pela FDA (agência americana que regula remédios e alimentos).

O objetivo é determinar se o remédio causa mais hemorragias do que a varfarina, droga usada há cerca de 50 anos para evitar a formação de coágulos que podem interromper a circulação de sangue no cérebro e levar a um acidente vascular cerebral (AVC).

O Pradaxa, fabricado pela Boehringer Ingelheim, foi aprovado em agosto pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Outra droga do mesmo grupo, a rivaroxabana (Xarelto, da Bayer), foi liberada nesta semana pela vigilância no Brasil.

ESPERANÇA
A aprovação dessas novas drogas era muito aguardada por causa das dificuldades do tratamento com o anticoagulante tradicional, a varfarina.

Quem toma esse remédio precisa fazer exames periódicos do nível de coagulação, para saber se o remédio está funcionando e se a dose deve ser ajustada.

Além disso, o efeito da varfarina pode ser modificado se a pessoa tomar outros remédios e até de acordo com sua alimentação. Os novos remédios dispensam esses cuidados. Em estudos patrocinados por seus fabricantes, eles conseguiram demonstrar que são ao menos tão eficazes quanto a varfarina para evitar derrames e causam um número similar de problemas de hemorragia.

O problema é que, agora que os remédios estão no mercado, é preciso determinar se o risco de sangramentos é maior do que o detectado pelos estudos.

"Os medicamentos são testados em pessoas com poucos problemas clínicos e jovens. Quando isso é aplicado à população, aumentam as chances de complicação. Mas, por enquanto, não há nada preocupante", afirma o cardiologista Evandro Tinoco, diretor clínico do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio.

Em carta ao "New England Journal of Medicine", médicos americanos do Centro de Pesquisa Translacional em Lesões em Houston relatam complicações em pacientes que tomam dabigatrana, sofrem hemorragia e precisam de atendimento emergencial.

Se a pessoa é tratada com os remédios antigos, é possível usar um "antídoto" que restaura rapidamente a coagulação, estancando o sangramento. Para os novos, não há uma medida rápida. A solução é tirar o remédio de circulação com diálise.

A neurologista Sheila Martins, presidente da Rede Brasil AVC, diz que já há antídotos em estudo para os novos anticoagulantes. "Fizemos uma pesquisa em nove hospitais no país e só 8% dos pacientes que precisam tomar anticoagulantes estavam em tratamento. Os remédios evitam derrames e só 1% dos pacientes sangram. O pior é não tomar e arriscar um AVC."

Fonte Folhaonline

Saúde bucal insatisfatória das mães pode afetar a saúde do filho

Mães podem desejar dar aos filhos o melhor de tudo, porém, uma mãe com problemas bucais pode estar transmitindo uma herança dolorosa aos seus descendentes, de acordo com pesquisadores na Nova Zelândia.

Um estudo com duração de 27 anos sugere que mães com saúde bucal precária são propensas a ter filhos que também terão saúde bucal insatisfatória quando adultos. O estudo foi publicado online no Journal of Dental Research (Jan. 19, 2011).

Mais de 1.000 crianças nascidas na Nova Zelândia em 1972 e 1973 foram examinadas aos 5 anos de idade. Mais de 900 participantes foram examinados novamente aos 32 anos de idade. A saúde bucal dos participantes foi comparada com 835 das autoavaliações de saúde bucal das mães feitas em 1978.

Quase metade (45%) das crianças cujas mães classificaram a própria saúde bucal como "muito ruim" apresentou cárie dentária severa, e quatro em cada 10 participantes apresentaram perda dental quando adultos.

Pesquisadores teorizam que uma combinação de fatores genéticos e fatores de risco ambientais compartilhados que afetam a saúde bucal – incluindo condição socioeconômica, atitudes, crenças e conhecimento sobre saúde bucal – são passados de mãe para filho.

Cientistas dizem que é importante que as mães visitem o dentista regularmente, melhorem sua própria saúde bucal e eduquem os filhos nas boas práticas de saúde bucal.

A American Dental Association aconselha que os pais ensinem aos filhos a importância da higiene bucal desde pequeninos, de forma que, ao crescerem, continuem com os bons hábitos que contribuirão com a saúde geral. Higiene bucal, dieta e exercícios, devem ser considerados juntamente ao ensinar às crianças como se manterem saudáveis.

Os pais devem limpar a gengiva dos bebês com uma gaze limpa umedecida ou paninho após cada amamentação. Quando os dentes começam a aparecer, escove-os com uma escova dental infantil e água, e comece a usar fio dental quando pelo menos dois dentes começarem a se tocar.

As visitas regulares ao dentista devem começar antes que a criança complete um ano de idade.

Por volta de 6 ou 7 anos de idade, as crianças devem ser capazes de escovar os próprios dentes duas vezes ao dia, mas geralmente requerem supervisão até os 10 ou 11 anos, para certificar-se quanto a correta escovação. Como cada criança é diferente, seu dentista pode ajudar a determinar se seu filho está escovando e passando o fio dental corretamente.

Os pais devem se certificar de que os filhos continuem a visitar o dentista regularmente. Devem, também, perguntar ao dentista sobre selantes, uma camada plástica protetora que pode ser aplicada às superfícies mastigatórias dos dentes posteriores, onde a cárie geralmente se inicia.

Adolescentes podem precisar de lembretes sobre a prática de uma boa higiene bucal e a importância dos check-ups odontológicos regulares e das escolhas de bebidas e alimentos nutritivos, o benefício do uso de protetores bucais e os riscos dos piercings bucais e do uso de tabaco.

Fonte colgate.com.br

Farinha de banana verde

Farinha de banana verdeA banana é um alimento indispensável na alimentação, principalmente para aquelas pessoas que desejam manter o corpo em forma. A banana é uma fruta rica em carboidrato, fibra, vitamina A e C e sais minerais como o magnésio e o potássio.

É uma ótima opção para as pessoas que sofrem com câimbras, para as mulheres que são vítimas das terríveis TPM e para quem sofre com problemas digestivos.

Com tantos benefícios da banana é importante ressaltar que a mesma deve ser consumida ainda verde, pois assim estes benefícios podem ser melhor aproveitados, pois durante o processo de maturação, a banana fica ainda mais rica em um determinado tipo de amido resistente, que não sofre digestão e nem absorção e se comporta como se fosse uma fibra solúvel no organismo, produzindo substâncias benéficas para o organismo.

Mas, como todos sabem que o sabor da banana verde não é muito agradável quando se é ingerida, pesquisadores resolveram aproveitar essa substância especial e acabaram desenvolvendo a farinha de banana verde.

Os principais benefícios da farinha de banana verde é que este produto se mostrou extremamente eficaz no controle de glicose no sangue e ainda trouxe como consequência, o controle da diabetes. Além disso, a farinha de banana verde previne o desenvolvimento de doenças do coração e do câncer de intestino.

Muitos estudos revelaram que o consumo da farinha de banana verde ajuda a emagrecer, pois a mesma inibe a fome e reduz o apetite ao provocar uma sensação de saciedade, então, inclua logo a farinha de banana verde na sua dieta, pois traz ótimos resultados para o emagrecimento, o qual aparece em torno de duas semanas após o início do uso.

Para se fazer a farinha de banana verde é só separar algumas bananas verdes de qualquer variedade, mas a banana prata é a mais recomendável. Ainda com as cascas, escalde as bananas em água fervente por dois minutos e logo em seguida, descasque e corte em tiras as bananas, leve ao forno e deixe torrar até que fiquem bem esturricadas e quebradiças para poderem esfarelar na mão. Utilize o liquidificador para moer e depois passe em uma peneira fina.

O consumo da farinha de banana verde é muito prático, possui um sabor neutro e pode ser usada em diversas preparações, inclusive na substituição da farinha de trigo. Ainda é possível misturá-la com água ou adicionar diretamente aos sucos, iogurtes e frutas em pedaços. A quantidade que deve consumida diariamente é de duas colheres de sopa.

Não há restrições em relação ao seu uso, a única orientação dada é que beba bastante líquido, isso porque o consumo de fibras que contém na banana em grande quantidade, sem dúvida precisa de uma hidratação, senão pode ocorrer a prisão de ventre.

Fonte dicasgratisbrasil.com

Farinha de berinjela emagrece

Farinha de berinjela emagreceAtualmente a maioria das pessoas estão em batalha contra a balança, principalmente as mulheres, as quais querem secar alguns quilos extras e acabar com aquelas gordurinhas, afinal o verão já está aí e todo mundo gostaria de exibir aquele lindo corpo

Por conta disso, as pessoas tentam de tudo para emagrecer, procurando diversas fórmulas que fazem milagres, dietas malucas e remédios, o que na maioria das vezes não trazem bons resultados. Mas, se você realmente quer emagrecer, saiba que isso está mais perto do que você imagina e custa tão pouco que você nem irá acreditar.

A berinjela é um alimento muito nutritivo e que pode ser facilmente encontrado nos supermercados e nas feiras, é o mais novo aliado para perder aqueles quilos extras. A berinjela contém sais minerais como ferro, fósforo e cálcio e também vitamina B5. É ótima para o preparo de diversas receitas, mas o que está fazendo a cabeça das mulheres é a farinha de berinjela, que traz ótimos benefícios para a saúde e para o emagrecimento.

A berinjela quando associada a uma dieta pobre em calorias, ajuda no emagrecimento, afina a cintura e favorece na queima de gordura corporal. Sendo considerado um importante alimento, rico em fibras, que regulam o intestino e dão à sensação de saciedade, fazendo com que você coma menos e, além disso, a farinha tem uma ação diurética e ainda auxilia nos tratamentos de reumatismo e artrite.

Uma das propriedades mais poderosas da farinha de berinjela é que a mesma é um suplemento importante para a redução dos níveis de colesterol ruim no sangue, sendo o colesterol ruim um dos fatores de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares.

Com a dieta da farinha de berinjela a pessoa poderá controlar estes problemas e ainda perder até cinco quilos em um único mês, mas para isso é necessário seguir uma dieta com baixa caloria, acrescentando duas colheres de sopa de farinha diariamente em suas refeições como sopas, caldos, vitaminas, iogurtes, sucos e etc.

Para fazer a farinha de berinjela, compre sempre àquelas que estão com a casca lisa, sem manchas e brilhante. É importante ressaltar que a berinjela é rica em água e um quilo de berinjela renderá 100 gramas de farinha. Para preparar, corte as berinjelas com a casca em fatias bem finas e leve-as ao forno em temperatura de 200º por pelo menos duas horas, ou então, até ressecarem e ficarem bem crocantes. Depois, triture-as em um liquidificador até que vire pó. Depois de pronta coloque-a em um recipiente bem fechado e guarde na geladeira.

Fonte dicasgratisbrasil.com

Cinco alimentos que toda mulher deve comer

Leite e seus derivados são essenciais para a saúde feminina
Acrescente leite, azeite e hibisco, entre outros ingredientes, à sua alimentação semanal e ganhe proteção contra doenças

Alimentação adequada é uma das principais fontes de saúde. Por meio dela é possível garantir proteção contra doenças cardíacas, câncer, osteoporose, além de emagrecer.


Veja cinco ingredientes que não podem faltar na sua dieta:

Leite, queijos e iogurte
Os laticínios são importante fonte de cálcio e essenciais para a saúde principalmente das mulheres. As alterações hormonais inerentes à menopausa levam a uma perda de 5% de massa óssea por ano. Um terço das mulheres acima dos 50 anos tem oesteoporose, segundo o Estudo Brasileiro de Osteoporose (Brazos). No entanto, a doença pode ser evitada com a alimentação adequada e principalmente com a ingestão suficiente de alimentos que contém cálcio.

Chia
Semente originária do México e da Colômbia, além de emagrecer ajuda no combate ao diabetes, a hipertensão e melhora a pele. É rica em cálcio, fósforo, ferro, magnésio, potássio, zinco, fibras e, principalmente, ômega 3, sendo a mais importante fonte vegetal desse nutriente. Duas colheres de sopa (30 gramas), quantidade diária indicada pelos nutricionistas, têm 29% de fibras (8,6g) e 16% de ômega 3 (4,8g).

Farinha de berinjela
Descoberta pela professora Glorimar Rosa, do Instituto de Nutrição Josué de Castro da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a farinha ajuda a emagrecer e reduz os riscos cardíacos. De acordo com os estudos, quem consome o produto pode perder peso duas vezes mais rápido e eliminar a perigosa gordura abdominal.

Hibisco
O chá de hibisco pode ser uma arma contra o envelhecimento precoce, doenças cardiovasculares e até câncer. O “poder” dessa flor está na presença de antocianinas e vitamina C, que tem alto poder antioxidante. Mas às vésperas do verão, para quem procura ajuda extra para perder peso, ele se mostra ainda mais poderoso. De cor vermelha e sabor suave de framboesa, ele pode ser consumido quente ou frio. A sugestão de consumo é de três a quatro xícaras ao dia.

Azeite
Estudos já comprovaram que usar o azeite de oliva diariamente pode proteger o coração de doenças importantes como o AVC, o infarto, entre outras. Além dessas propriedades, esse ingrediente também pode ser eficiente no combate ao câncer. Pesquisadores da Universidade de Copenhagen, na Dinamarca, descobriram que o azeite de oliva extravirgem atua como antioxidante combatendo a doença e retardando o processo canceroso. O azeite também ajuda a reduzir o colesterol ruim e consequentemente diminuir o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Fonte Delas

Recall de silicone nos seios deve ser feito a cada 15 anos

Material da prótese sofre alterações que representam riscos à saúde da mulher

As técnicas são múltiplas e as proteses cada dia mais seguras. Implantar silicone nos seios tornou-se uma cirurgia acessível e bastante comum.

Os avanços, porém, não eliminaram o prazo de validade do material usado nos implantes. Além do acompanhamento ginecológico, os médicos recomendam que o recall do silicone seja feito a cada 15 anos.

Eduardo Luiz Nigri dos Santos, diretor da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que as próteses, após 10 anos, começam a sofrer alterações na estrutura física. O polímero, membrana que envolve o gel, fica irregular e muda de cor. Para elucidar o processo, o médico compara o silicone a um papel. “É como uma folha de papel, que perde textura e sua coloração natural, fica amarelado ao longo do tempo. Todas as próteses sofrem esse processo e precisam ser trocadas.”

Os riscos, embora raros, não são nulos. Além da possível deformação visual – o silicone pode perde a forma, a membrana que envolve o gel, após esse período, tem um défict de resistência e pode romper com maior facilidade. “O silicone gel é um corpo entranho que vai percorrer o organismo. A contaminação não é imediata, como ocorria nas proteses antigas, mas o gel pode se encostar à membrana das células lentamente e, por osmose, trocar de substâncias com elas.”

A cirurgia é muito semelhante à de colocação do implante. Na avaliação do médico, o procedimento é simples, mas requer cuidados. Ele explica que é preciso considerar o histórico de vida da mulher nesses 15 anos. A prótese não necessariamente deve ser maior que a anterior. Aumento ou perda de peso, gravidez e idade são fatores que influenciam no tamanho do material.

“Dependendo da idade, da etapa de vida, a mulher perde elasticidade. Após a gravidez, amamentação, o seio muda de tamanho. A pele cai. Muitas vezes é preciso remanejar a mama, levantar o seio para que o resultado da troca seja positivo.”

Não há contra-indicação tampouco recomendações específicas para o recall do silicone mamário. Os especialistas afirmam que os custos e a recuperação também tendem a ser semelhantes aos da primeira cirurgia. A técnica usada, geralmente, é mantida pelos médicos para não deixar uma nova cicatriz.

Luis Carlos Garbosa, Diretor da Sociedade Paulista de Cirurgia Plástica, revela que o procedimento mais recorrente é o inframamário (corte na curva do seio). Segundo o médico, a técnica permite uma visão direta da prótese e não interfere no tecido mamário. Além de deixar a cicatriz escondida, quase imperceptível.

Fonte Delas

Anvisa recomenda que paciente com prótese francesa procure seu médico

Silicone: quem tem prótese PIP deve procurar seu médico
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica pondera, no entanto, que não há urgência

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC) recomenda que as pacientes que colocaram prótese de silicone da marca francesa Poly Implant Prothese façam acompanhamento médico de dois em dois anos. O comum para quem tem próteses de mama é de oito ou 10 anos.

O alerta é reforçado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “As pacientes devem procurar seus médicos para realizar os exames necessários e fazer uma avaliação clínica”, afirma o órgão. “Os profissionais de saúde devem contatar suas pacientes para definirem a melhor conduta a ser adotada”, completa.

Mas não há motivo para alarde, afirma o presidente da SBCP, Jose Horácio Aboudib. “Não é preciso correr para o médico. Se a prótese romper, que é o maior perigo dos implantes PIP, não há risco de morte. Pode haver uma reação inflamatória, mas não há urgência. A consulta pode ser feita em dois ou três meses”, pondera.

Câncer
A ligação entre o uso das próteses e o aparecimento de câncer em oito mulheres está sendo estudada, mas não foi definida nenhuma relação de causa e efeito. “Um comitê multidisciplinar francês estudou os casos de câncer em mulheres com o silicone PIP e não encontrou provas de relação entre as duas”, afirma Aboudib.

Anvisa afirma que está acompanhando informações do caso direto da França. Próteses da marca PIP têm se rompido em índices acima do normal e são suspeitas de terem sido confeccionadas com silicone de médico e industrial, afirmam os especialistas. Autoridades francesas aconselharam nesta sexta-feira (23) 30 mil mulheres do país a retirar seus implantes. As operações serão pagas pelo governo francês.

O implante mamário Poly Implant Prothese (PIP) foi proibido no Brasil desde abril de 2010. Segundo a Anvisa, ainda não foram notificadas nenhuma ocorrência de problemas em próteses no Brasil.

Fonte Delas