Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 30 de agosto de 2016

Identificado falso produto para tratamento de Hepatite

Falsa solução composta por medicamentos para tratamento de Hepatite C não apresenta registro e lote tem venda proibida

O órgão de vigilância sanitária norte-americano Food and Drug Administration (FDA) informou sobre a comercialização clandestina do produto Ledso, uma solução de Sofosbuvir e Ledipasvir, medicamentos usados no tratamento da Hepatite C.

As cápsulas do produto falsificado teriam sido identificadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que emitiu o alerta da distribuição ilegal do produto. A Agência alerta, portanto, que o produto Ledso não possui registro e se trata de um caso de falsificação.
PRODUTO
LOTE
VALIDADE
Sofosbuvir +
Ledipasvir (Ledso)
400mg/ 90mg
0022
04/2017

A empresa Pharco Corporation, localizada no Egito, que consta nos rótulos do produto, alegou que não fabrica nenhum medicamento com o nome Ledso e não fabrica nenhum produto que combine Sofosbuvir e Ledipasvir.

Após constatar a falsificação do produto, a Anvisa determinou a apreensão e inutilização de todas as unidades do lote em território nacional. A resolução RE – 2.291/16 foi publicada no Diário Oficial da última sexta-feira (26/08) e já se encontra em vigor.

ANVISA

Lote de descongestionante nasal é interditado

Anvisa interdita lote do descongestionante Nasolive após identificar presença de corpo estranho em frasco

Queixa técnica identificou a presença de corpo estranho em um frasco inviolado do medicamento Nasolive, solução de Cloreto de Sódio 0,9mg/mL + Cloreto de Benzalcônio 0,1mg/mL.

O medicamento, fabricado pela empresa Farmace Indústria Químico – Farm. Cearense Ltda, entra na categoria de baixo risco à saúde.

A interdição cautelar do lote CN16E001 A (Val. 05/2018) do medicamento Nasolive, como consta na RE – 2.329/16 publicada no Diário Oficial desta segunda-feira, já se encontra em vigor em todo o território nacional.

ANVISA

Proibido lote do medicamento Bromogex (Bromoprida)

O lote continha a presença de particulados nas ampolas, motivando a ação cautelar da Agência

Foto: Reprodução

A Anvisa determinou a proibição da distribuição, comercialização e uso do lote WFE 15331 do medicamento Bromogex (Bromoprida) – ampola de 2 ml caixa com 50 unidades com validade até outubro de 2019, fabricado pela empresa Wasser Farma Ltda.

A medida foi motivada pela presença de particulados nas ampolas do lote em questão. A empresa deve promover o recolhimento do estoque existente do medicamento no mercado.

Confira a Resolução RE – 2.330/16 publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União (DOU).

ANVISA

Suspenso lote de achocolatado

Interditado lote de achocolatado Itambezinho. A interdição cautelar é a medida adotada preventivamente quando um produto está sob investigação sanitária

A Anvisa determinou, nesta segunda-feira (29/8), a interdição cautelar do lote 21:18 da bebida láctea Itambezinho, sabor chocolate, 200ml, fabricado por Itambé Alimentos S/A. O achocolatado é válido até 21 de novembro de 2016.

Interdição cautelar
A medida, que está descrita na Resolução 2.333/2016, foi tomada em razão do falecimento de uma criança após a ingestão do produto em Mato Grosso. A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) apura as causas da morte. A suspeita de envenenamento provocado por terceiros também é avaliada.

A Resolução vigorará por 90 (noventa) dias e poderá ser suspensa caso não sejam confirmadas irregularidades.

Foto: Reprodução

ANVISA