Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Religião e espiritualidade previnem doenças mentais

De acordo com documento da Associação Mundial de Psiquiatria, a falta da espiritualidade ou uma visão distorcida dela pode piorar quadros depressivos e aumentar o risco de transtornos mentais e abuso de substâncias ilícitas

Religião e espiritualidade têm implicações significativas na prevalência, diagnóstico, tratamento e até na prevenção de doenças mentais. É o que diz a Associação Mundial de Psiquiatria (WPA, na sigla em inglês).

De acordo com um documento assinado pela WPA, nas últimas décadas houve uma crescente conscientização sobre a relevância da espiritualidade e da religião nas questões de saúde mental. Os mais de 3.000 estudos analisados sobre o assunto indicam que a religião e a espiritualidade impactam na qualidade de vida e na sociabilidade, o que ajuda no combate ao stress causado por perdas, à depressão, na prevenção do suicídio e na recuperação de pessoas que tentaram o suicídio.

Por outro lado, a falta da espiritualidade ou uma visão distorcida dela pode piorar quadros depressivos e aumentar o risco de transtornos mentais e abuso de substâncias ilícitas.

Os recursos espirituais e religiosos avaliados nos estudos variaram - crer ou não em Deus ou em um poder superior e participar de programas de meditação e de perdão espiritual.

Veja

Labioplastia: cirurgia promove a redução dos lábios vaginais

A cirurgia estética genital é um campo crescente da cirurgia plástica que envolve procedimentos destinados a melhorar ou rejuvenescer a genitália feminina. Uma das mais comuns disponíveis é a labioplastia, técnica capaz de proporcionar a redução do tamanho dos pequenos lábios vaginais

Por que fazer uma labioplastia?
A redução dos pequenos lábios está se tornando um procedimento comum entre as mulheres. As razões dessa popularidade incluem aceitação cultural, exposição genital na internet e correção de procedimentos de depilação que os expõem, segundo um estudo publicado no International Journal of Gynecology and Obstetrics.

O foco é eliminar problemas funcionais e criar lábios de acordo com o tamanho da vagina. É por isso que a técnica também tem benefícios psicológicos significativos para pacientes que possuem traumas quanto à aparência da genitália.

Além disso, paciente com casos graves costumam relatar diminuição de dor ou desconforto no dia a dia e melhora nas relações sexuais após o procedimento.

Historicamente, o crescimento excessivo dos lábios vaginais era visto como uma variação inconsequente de lábios normais.

Apenas durante a última década é que tem ocorrido uma compreensão maior sobre as preocupações estéticas e funcionais de pessoas que os têm em tamanho grande. Foi uma publicação na revista Plastic and Reconstructive Surgery, em 1983, a pioneira a descrever esse procedimento.

Muitas celebridades têm anunciado ter passado por essa cirurgia. Recentemente, Sharon Osbourne divulgou tê-la feito e disse que era a coisa mais dolorosa que ela já tinha experimentado.

Como funciona o procedimento?
Essa operação pode ser feita com anestesia geral ou local. Basicamente, o cirurgião remove o tecido indesejado e remodela os lábios para tamanho e forma desejados. Normalmente, as mulheres procuram essa opção para reduzir o tamanho dos pequenos lábios.

A técnica vem tendo avanços importante, e atualmente muitos cirurgiões utilizam laser ao invés do bisturi para reduzir o sangramento. Em alguns casos, mulheres optam por fazer paralelamente uma vaginoplastia – cirurgia para apertar a vagina.

O procedimento não deve ser realizado em menores de 18 anos, excesso quando isso for recomendação médica. Isso porque o crescimento e desenvolvimento dos lábios vaginais vai bem além da puberdade, até o início da idade adulta. Mesmo com alterações cirúrgicas precoces, o tecido é capaz de continuar a crescer mais tarde.

Os riscos a curto prazo incluem hemorragia, infecção e cicatrização do tecido. Se o efeito desejado não for alcançado, ou se houver complicações, há sempre uma chance de que você vai precisar de outro procedimento para corrigir isso.

Além disso, é possível que o sexo se torne doloroso após a operação porque o tecido é rico em terminações nervosas – e a sensibilidade fica reduzida. Os cuidados pós-cirúrgicos incluem a aplicação de pomada antibiótica na incisão logo após o procedimento e três vezes ao dia durante os primeiros cinco dias do pós-operatório.

Caso apareça sangramento, é preciso aplicar pressão por 10 minutos com um absorvente, mas para evitar acidentes é possível usá-lo até o momento em que a incisão cicatrize. Os banhos podem ser tomados 48 horas depois do procedimento.

De acordo com um estudo publicado no The Journal of Sexual Medicine, 91,6% das mulheres que se submeteram à cirurgia relataram um aumento na função sexual após o procedimento. Um estudo semelhante no American Journal of Obstetrics and Gynecology relatou que 80% das pacientes estavam satisfeitas com seus resultados.

Doutíssima

Hospitais de SP vão testar ‘pílula do câncer’ em mil pacientes

Suposta substância que trata a doença tem gerado muita controvérsia entre pesquisadores, médicos e pacientes

Os testes para comprovar a eficácia da fosfoetanolamina sintética, substância que teria suposta capacidade de curar o câncer, devem ser realizados em cinco hospitais da rede estadual de São Paulo, com a participação de até 1 mil pacientes na pesquisa, segundo o secretário estadual da Saúde, David Uip.

Os detalhes sobre o trabalho, que será encabeçado pelo Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo), foram apresentados após o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciar que ofereceria a rede hospitalar e os laboratórios do Estado para a realização de testes clínicos.

“A decisão é que vamos fazer um trabalho multicêntrico envolvendo centros e hospitais de oncologia que tenham expertise em pesquisa clínica. Pesquisadores estão desenhando esse trabalho que será apresentado nas comissões de ética dos hospitais selecionados. Quando aprovado, começará a pesquisa”, explica Uip. Além do Icesp, está prevista a participação do Hospital do Câncer de Jaú.

Autorização
O secretário informou que, paralelamente à elaboração dos padrões da pesquisa, será solicitada a autorização do responsável pela substância, o professor aposentado Gilberto Chierice, do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos, e da própria universidade, pois a droga é patenteada.

O número de pessoas que devem participar dos testes também já foi estabelecido, de acordo com Uip, mas os critérios de escolha ainda não foram definidos. “Os critérios de inclusão e exclusão serão feitos dentro do desenho que ainda não está pronto. A ideia inicial é de que vários braços (da doença) serão pesquisados, como câncer de pulmão, de bexiga, leucemia. Provavelmente, serão sete braços”, afirmou o secretário.

Anvisa
Uip não detalhou o pedido que o governador fará à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por uma autorização especial para que alguns pacientes façam uso da substância antes da realização dos testes. “Ainda temos de estudar como fazer. Vou conversar com o governador. É um detalhe técnico. Temos de saber como será, porque o uso é individualizado, analisado paciente por paciente”, disse.

A fórmula ainda não foi testada em humanos e não tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para ser distribuída como um medicamento comum. Uip disse que o objetivo do Estado é oferecer suporte para a realização da pesquisa. “Sou professor de Medicina e pesquisador. Então, defendo a pesquisa clínica. Vamos fazer uma pesquisa nos moldes daquilo que há de mais refinado na área”, concluiu.

R7

Meningite: conheça os diferentes tipos e tratamentos

Doença demanda atenção e intervenção rápida para minimizar complicações e sequelas

Dr. Andre Felicio NEUROLOGIA - CRM 109665/SP


Como qualquer órgão do corpo humano o sistema nervoso pode ser fonte de infecções de vírus ou bactérias. Normalmente, estes agentes infecciosos invadem o nosso cérebro por "portas de entrada" como nariz, olhos, ouvido e boca e se alojam nas meninges, uma membrana que envolve o cérebro. Daí o termo meningite.

A meningite viral usualmente não apresenta o mesmo risco que uma meningite bacteriana. O paciente com meningite por vírus tem, na verdade, uma infecção viral como outra qualquer que o nosso próprio organismo pode combater. O que fazemos é aliviar os sintomas como dor de cabeça, enjoo e vômito.

A meningite bacteriana, por sua vez, confere muito mais risco que a viral, uma vez que se não tratada leva a sequelas como surdez, comprometimento cognitivo, paralisias de nervos cranianos ou paralisias motoras. Pode também levar à morte, isto porque a bactéria acaba indo para o sangue e levando ao que chamamos de infecção sistêmica.

Felizmente, hoje contamos com antibióticos muito eficientes, bastando para isto que a suspeita de meningite seja feita o mais rapidamente possível, em especial, a meningite bacteriana. Neste aspecto, além da suspeita clínica, o exame de líquor (tirar o líquido da espinha para análise) torna-se fundamental.

Além dos antibióticos, quando tratamos o problema depois que ele aconteceu, temos também as vacinas, que ajudam a prevenir as meningites bacterianas.

Vacinas
Existem vacinas para os três tipos mais comuns de bactérias que provocam meningites: Streptococus pneumonia (10 sorotipos), Neisseria meningitidis (do grupo C) e Haemophilus influenzae (tipo B). Estas vacinas devem ser aplicadas para crianças menores de dois anos.

Embora as vacinas protejam contra grande parte das meningites bacterianas, podem existir sorotipos de bactérias não cobertos. Todas estas vacinas são à base de "partículas" destas bactérias que fazem o organismo criar anticorpos (defesa) para uma infecção futura. Logo, é importante ficar atento ao calendário vacinal, especialmente em crianças e pessoas com maior risco, como idosos. 

Além disto, é muito importante diagnosticar rapidamente casos suspeitos de meningite e isolar estas pessoas das demais para evitar contaminação. No caso de suspeita da doença, procure orientação médica o quanto antes.

Minha Vida

Combate ao mosquito Aedes e diagnóstico de microcefalia

O Ministério da Saúde com o apoio da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) realizou nos dias 24 e 25 de novembro, em Brasília, Reunião de Dirigentes Estaduais e Municipais de Saúde para combate à dengue, zika vírus e chikungunya. O evento teve como objetivo avaliar as atividades de controle e prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti

Cartaz 640x4600

Na mesma ocasião, a SVS promoveu também uma reunião com especialistas de diversos ramos da medicina e da saúde pública, entre eles pediatras, obstetras, biólogos e pesquisadores para discutir e identificar a causa do aumento dos casos de microcefalia no país e elaborar um protocolo de pesquisa. Aproximadamente 80 especialistas participaram do encontro.

“Estamos diante de um fato sem precedentes no mundo, mas temos o apoio irrestrito de diversos órgãos governamentais, instituições de pesquisas, da Organização Pan-americana de Saúde e, agora, também contamos com o suporte de especialistas de diversas áreas do conhecimento. Vamos fortalecer a revisão, atualização e divulgação dos planos de contingência nacional para febre chikungunya, dengue e zika”, concluiu o secretário de Vigilância em Saúde, Antônio Nardi. O secretário reforçou ainda o apoio aos estados e municípios, “ofereceremos assessoria aos estados na criação dos planos locais, além da divulgação dos guias de vigilância”.

Oficina de comunicação
Coordenadores de comunicação das secretarias estaduais de saúde de todo o país participaram de uma oficina na tarde desta quarta-feira (25) para discutir estratégias de enfrentamento ao mosquito Aedes e analisar a cobertura da mídia no recente surto de microcefalia. Também participaram do encontro representantes da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM) e da TV NBR, emissora da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

Os coordenadores de comunicação dos estados que tiveram maior número de casos dos agravos transmitidos pelo mosquito Aedes apresentaram suas experiências no atendimento à imprensa, durante o período de epidemia. A mobilização de gestores de saúde junto à população também foi tema do encontro.

Conasems
O secretário da SVS, Antônio Nardi e o diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis (DEVIT/SVS), Cláudio Maierovitch, estiveram presentes à reunião da Diretoria do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), realizada dia 25.

No encontro, Antônio Nardi, mostrou a situação epidemiológica no país, especialmente a relacionada ao zika vírus e os casos de microcefalia. Cláudio Maierovitch expos os novos dados da epidemia. “É um crescimento exponencial a partir de agosto, com um crescimento intenso nas duas últimas semanas”. Ressaltaram, ainda, que as ações contra a dengue, a chikungunya e o zika vírus devem ser permanentes durante todo o ano. 

Além disso, destacaram a relevância da capacitação dos profissionais de saúde. Na área de assistência ao paciente, a página da Secretaria de Vigilância em Saúde disponibiliza guias de manejo clínico e protocolo de classificação de risco para dengue e chikungunya. O material, também disponível em aplicativos para celular, orienta o profissional sobre sinais de agravamento da doença.

O portal da Universidade Aberta do SUS oferece um curso a distância sobre assistência a pacientes com dengue e um módulo sobre chikungunya está sendo preparado. Os profissionais de saúde da atenção básica também têm a disposição o serviço de telessaúde para esclarecer dúvidas sobre a doença.

Como preparação para o período de maior circulação, que vai de janeiro a maio, o Ministério da Saúde distribuiu insumos estratégicos, como larvicidas, inseticidas e kits para diagnóstico e deu início a campanha publicitária de combate ao Aedes, alertando que “se o mosquito pode matar, ele não pode nascer”.

Fonte: Thais Assunção/ NUCOM/SVS

Prefeitura de Porto União - SC publica edital de concurso público

A Prefeitura de Porto União, Estado de Santa Catarina, abriu edital de concurso público n° 001/2015, para preenchimento de 52 vagas e formação de cadastro reserva do Quadro de Pessoal do Poder Público Municipal. As oportunidades são para cargos de níveis fundamental, médio e superior, por vencimentos de até R$ 13.288,36 em jornadas semanais de até 40 horas.

O concurso oferece vagas para os cargos de Cirurgião Dentista do PSF, Médico do PSF, Agente de Serviços Públicos, Auxiliar de Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Médico em várias especialidades, Operador de Máquinas Pesadas, Psicólogo, Técnico em Informática e Professor em diversas disciplinas.

As inscrições estarão abertas no período de 3 de dezembro de 2015 a 4 de janeiro de 2016, somente via internet, pelos sites www.portouniao.sc.gov.br e www.assconpp.com.br. 

O valor para inscrição neste concurso público é de:

- R$ 40,00 para os candidatos aos cargos que exijam primário completo;

- R$ 60,00 para os candidatos aos cargos que exijam ensino fundamental completo;

- R$ 80,00 para os candidatos aos cargos que exijam ensino técnico completo;

- R$ 120,00 para os candidatos aos cargos que exijam ensino superior completo;

- R$ 60,00 para os candidatos dos cargos destinados à formação de cadastro de reserva – CR.

As provas serão realizadas provavelmente no dia 7 de fevereiro de 2016, às 8h. A empresa ASSCON-PP publicará os locais de realização das provas escritas e de títulos no dia 15 de janeiro de 2016, no mural interno da Prefeitura de Porto União (SC) e nos sites www.assconpp.com.br e www.portouniao.sc.gov.br.

O gabarito e o caderno de questões da prova escrita objetiva serão disponibilizados no dia 7 de fevereiro de 2016, a partir das 19h, nos sites www.assconpp.com.br e www.portouniao.sc.gov.br.

O prazo de validade deste concurso será de dois anos, contados a partir da data do Edital de Homologação Final, podendo ser prorrogado por uma única vez, por igual período, a critério do Município de Porto União (SC).

Processo Seletivo - Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES-SC)

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES-SC) abriu 15 vagas temporárias para médicos em diversas áreas. São cinco editais de processos seletivos com o propósito de preencher vagas em hospitais e maternidade de alguns municípios catarinenses. A remuneração total é de R$ 8.009,74, por jornada trabalhista de 20 horas.

Pelo edital nº 097/2015, serão contratados três pediatras e dois neonatologistas, para prestarem serviços junto a Maternidade Carmela Dutra, na cidade de Florianópolis. O edital nº 098/2015 trás uma vaga para cardiologista e duas para nefrologista, no Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis. Através do edital nº 0988/2015, foi aberta uma vaga para a especialidade de Ginecologia e Obstetrícia, do Hospital Regional Homero de Miranda Gomes, na cidade de São José. Já o edital nº 100/2015, oferece cinco vagas para Clínico Geral na emergência do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville. Por fim o edital nº 101/2015, dispõe de uma vaga para anestesiologista no Hospital Geral e Maternidade Tereza Ramos, em Lages.

É possível efetuar inscrição até o dia 30 de novembro de 2015, no site www.saude.sc.gov.br. Não há cobrança de taxa.

Todos os candidatos serão avaliados mediante análise de documentos, entregues durante o prazo de inscrição, na Diretoria de Gestão de Pessoas da SES-SC, situada na Rua Esteves Júnior 160, Centro de Florianópolis, das 13h30 às 19h, somente em dias úteis ou diretamente nos locais em que são ofertadas as vagas, conforme constam nos editais.

A classificação final consistirá na somatória de pontos, obtida com a contagem de títulos e da experiência comprovada. Fatores como maior idade e número de filhos menores de 14 anos também serão considerados.

O resultado será homologado e publicado no Diário Oficial do Estado e no site da SES - SC.

Prefeitura de São Miguel do Iguaçu - PR abre concurso público

A Prefeitura de São Miguel do Iguaçu, Estado do Paraná, divulgou edital n°002/2015 de concurso público de provas para os cargos de Atendente de Farmácia, Dentista, Engenheiro Agrônomo, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Médico, Nutricionista, Técnico em Enfermagem e Veterinário.

O concurso público será executado pela FADCT - Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico do Vale do Piquiri, e disponibiliza dez vagas, mais cadastro de reserva, para profissionais de níveis médio e superior, por salários variados de R$ 1.248,15 a R$ 11.496,01 em carga horária de 40 horas por semana.

Será admitida a inscrição somente via internet, no endereço eletrônico www.fadct.org.br, solicitada no período entre 09 horas do dia 30 de novembro e 23 horas e 59 minutos do dia 13 de dezembro de 2015, observado o horário oficial de BrasílialDF.

O pagamento da taxa de inscrição, nos valores de R$ 100,00 e R$ 150,00, deverá ser efetuado até o dia 14 de dezembro de 2015.

As provas objetivas serão realizadas na cidade de São Miguel do Iguaçu, na data provável de 27 de dezembro de 2015, em local e horário a ser divulgado mediante edital específico, a ser publicado no momento oportuno.

Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão divulgados na Internet, no endereço eletrônico www.fadct.org.br, a partir das 19 horas do primeiro dia útil subsequente a realização da prova objetiva.

O prazo de validade do concurso esgotar-se-á após dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

Processo seletivo da Prefeitura de Serra Alta - SC

Mais uma oportunidade de emprego é disponibilizada no estado de Santa Catarina. A Prefeitura de Serra Alta divulgou edital Nº. 002/2015 de processo seletivo oferecendo nove vagas mais cadastro reserva para cargos de todos os níveis de escolaridade, com vencimento de até R$ 1.425,06 mais incorporação de R$ 155,26.

Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar de Enfermagem, Agente Educativo, Segundo Professor e Professor (Artesanato, Educação Infantil, Fundamental de 1ª a 4ª Série, Artes, Educação Física e Língua Estrangeira – Inglês).

São reservadas aos candidatos portadores de deficiência 5% do número total de vagas, arredondando para o próximo número inteiro seguinte caso fracionário, desde que a deficiência de que são portadores não seja incompatível com as atribuições do cargo a ser preenchido.

As inscrições deve, ser realizadas no período de 30 de novembro a 21 de dezembro de 2015, exclusivamente via internet, no site www.alternativeconcursos.com.br. Aos interessados que não possuem internet, o município de Serra Alta (SC) disponibilizará terminais de acesso e assistência durante o período das inscrições, em dias úteis, em sua sede, localizada na Avenida Dom Pedro II, n.º 830, centro, no município de Serra Alta/SC. 

A taxa de inscrição é de: Nível fundamental: R$ 50,00; Nível médio: R$ 70,00; Nível superior: R$ 80,00.

A prova objetiva será realizada na data provável de 9 de janeiro de 2016, das 9h às 12h, no Centro Municipal de Educação, situado à Rua Sete de Setembro, n.º 530, Centro, no município de Serra Alta/SC.

O gabarito preliminar estará disponível nos sites www.serraalta.sc.gov.br e www.alternativeconcursos.com.br, no dia 11 de janeiro de 2016.

Os títulos deverão ser enviados em fotocópia devidamente autenticada em serventia pública (cartório), juntamente com o formulário de títulos, via SEDEX, no período compreendido entre 30 de novembro a 21 de dezembro de 2015 (data do protocolo ou carimbo dos Correios) para a empresa responsável pelo Processo Seletivo, Alternative Concursos, no seguinte endereço: Avenida Padre Antônio, n.º 590, Sala 02 - Centro, Maravilha/SC, CEP 89874-000.

Edital publicado no Diário Oficial dos Municípios, do dia 26 de novembro de 2015, a partir da pág. 939.

Prefeitura de Turmalina - MG realiza processo seletivo

Com mais de 50 vagas para os cargos de Agente de Combate às Endemias e Agente Comunitário de Saúde, a Prefeitura de Turmalina, no Estado de Minas Gerais, lançou edital de processo seletivo n° 001/2015, para profissionais de nível fundamental.

O concurso que oferece 54 vagas, com salário de R$ 1.114,00, será executado por meio da empresa Ágora Consultoria Ltda. A jornada de trabalho é de 40 horas por semana.

As inscrições, no valor de R$ 40,00, serão efetuadas no período de 30 de novembro a 11 de dezembro de 2015, no endereço eletrônico: www.agoraconsultoria.srv.br.

Já as inscrições presenciais serão realizadas na Sede da Secretaria Municipal de Cultura - Casarão Leopoldo Lopes de Macedo (referência Casarão do antigo CESEC), na Rua Antônio Lopes, nº 12, Centro – Turmalina/MG.

As provas objetivas serão realizadas provavelmente no dia 17 de janeiro de 2016 e os locais e horários serão divulgados por meio do site www.agoraconsultoria.srv.br. O gabarito da prova será divulgado no dia 17 de janeiro de 2016, no site da organizadora.

O resultado final deste processo seletivo será divulgado no dia 1º de fevereiro de 2016.

O prazo de validade do processo seletivo é de dois anos, contados da data da homologação do seu resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez a critério da Administração Municipal.

Processo seletivo da SES - SC 103/2015

Finda na próxima quarta-feira, dia 2 de dezembro de 2015, o prazo de inscrição do processo seletivo edital nº 103/2015, da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES-SC), que dispõe de duas vagas temporárias para Médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia.

O salário ofertado é de R$ 8.009,74, por jornada trabalhista de 20 de horas, a serem cumpridas na Maternidade Dona Catarina Kuss, no município de Mafra.

As inscrições são efetuadas gratuitamente via endereço eletrônico: www.saude.sc.gov.br.

A seleção será feita mediante avaliação de documentos, a serem entregues na Diretoria de Gestão de Pessoas da SES-SC, situada na Rua Esteves Júnior 160, Centro de Florianópolis, das 13h30 às 19h, somente em dias úteis ou no Setor de Recursos Humanos da Maternidade Dona Catarina Kuss, situada na Rua Brasilio Celestino de Oliveira, n° 209, Bairro Centro, Mafra.

O resultado final consistirá na somatória de pontos, obtido com a contagem de títulos e da experiência comprovada. Fatores como maior idade e número de filhos menores de 14 anos também serão considerados.

Ao final, o resultado será homologado e publicado no Diário Oficial do Estado e no site da SES - SC.

Processo Seletivo na Prefeitura de Ministro Andreazza - RO

A Prefeitura de Ministro Andreazza, no Estado de Rondônia, lançou o edital nº 01/2015 de processo seletivo, destinado a selecionar candidatos de níveis fundamental e médio, para a contratação de seis novos servidores, em caráter temporário.

Serão contratados Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias. O salário ofertado é de R$ 1.014,00, em carga horária de 40 horas semanal.

As inscrições devem ser feitas até o dia 1º de dezembro de 2015, na Coordenação de Recursos Humanos, prédio da Prefeitura, que fica na Avenida Pau Brasil, nº 5.577, Centro, no horário de 7 às 13 horas.

O processo seletivo é composto por prova de títulos, que devem ser apresentados no ato da inscrição.

A validade do processo seletivo será de um ano, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da administração.

Morte de adolescentes com aids triplicou nos últimos 15 anos, diz Unicef

O número de mortes de adolescentes devido a aids triplicou nos últimos 15 anos, segundo um relatório do Fundo da ONU para a Infância (Unicef), divulgado nesta sexta-feira (27) na África do Sul

O documento, intitulado Atualização das Estatísticas sobre Crianças Adolescentes e Aids, diz que a doença é a “principal causa de morte de adolescentes na África e a segunda no mundo”.

“Entre as populações afetadas pelo HIV, a faixa formada por adolescentes e a única na qual os números da mortalidade não estão diminuindo”.

O relatório mostra também que a África Subsaariana é a “região com maior prevalência” e que as “jovens são de longe as mais afetadas, representando sete em cada dez novas infeções na faixa que têm entre 15 e 19 anos”.

“É crucial que os jovens seropositivos tenham acesso a tratamento, cuidados e apoio”, afirmou Craig McClure, responsável pelos programas globais da Unicef para HIV/Aids.

O levantamento indica que dos “2,6 milhões de crianças menores de 15 anos que vivem com HIV, apenas uma em cada três está a receber tratamento”.

As novas estatísticas demonstram que a maior parte dos adolescentes que morrem de doenças relacionadas com a aids foram infetados há 10 ou 15 anos.

“Essas crianças sobreviveram até a adolescência, por vezes sem conhecer o seu estado em termos de HIV”, diz o documento.

Agência Brasil

Anvisa determina interdição cautelar de lote de álcool gel

A Anvisa determinou a interdição cautelar do lote 027 do saneante Álcool Gel Chemix, com validade até abril de 2017. O produto é fabricado pela Indústria e Comércio Chemin Ltda.

O lote foi suspenso após Laudo de Análise Fiscal emitido pela Diretoria do Laboratório Central de Saúde Pública do Paraná (Lacen-PR) revelar resultados insatisfatórios no ensaios de teor de álcool elítico, de pH e na rotulagem primária no lote citado.

A interdição cautelar é uma medida preventiva e temporária que vigorará pelo prazo de 90 dias.

A medida está na Resolução 3.233/2015 publicada quinta-feira (26/11) no Diário Oficial da União (DOU).

ANVISA

Registro de medicamentos: entenda o passo-a-passo para que um novo produto seja liberado pela Anvisa

registro interaA Anvisa dispõe do registro de medicamentos em todo o território nacional, tendo como diretriz a Lei nº. 5.991/1973, a qual prescreve que medicamento é todo produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico

Assim, qualquer produto, independentemente da natureza (vegetal, animal, mineral ou sintética) que possuir alegações terapêuticas, deve ser considerado medicamento e precisa de registro para ser fabricado e comercializado.

Se faz importante esclarecer que, antes de começar a testar novos medicamentos em seres humanos, devem ser realizados os estudo não clínicos, os quais são realizados em laboratórios e em animais de experimentação.

Os estudos são inicialmente realizados em animais e em laboratórios (fase pré-clínica), para que só depois de estabelecida a segurança do fármaco e obtidas evidências de que o mesmo é eficaz, sejam iniciados os estudos em humanos (pesquisa clínica), inteiramente acompanhada pela Anvisa.

Antes de ser iniciada, a pesquisa clínica deve passar por aprovação de instâncias éticas e também técnicas, para que se tenha a garantia de que os estudos serão conduzidos de maneira correta e segura, garantindo que os voluntários envolvidos obtenham o máximo de benefício e o mínimo de riscos e danos.

Ou seja: o caminho legal para o fornecimento de um medicamento no país é a solicitação do registro, junto à Anvisa, para validação dos dados de qualidade, eficácia e segurança, com as respectivas responsabilidades da empresa, além do monitoramento pós-comercialização (Farmacovigilância) e os estudos clínicos fase IV - que são pesquisas realizadas depois que o produto é comercializado.

Por fim, cabe pontuar que Anvisa é uma autoridade de referência, atua de forma convergente com as melhores agências internacionais, fortalecendo os padrões regulatórios, para que todos os medicamentos tenham qualidade, segurança e eficácia garantida, contribuindo para o uso terapeuticamente correto e custo-efetivo dos medicamentos pelos profissionais de saúde e usuários.

Veja no infográfico o passo-a-passo que um novo medicamento deve percorrer para ter seu registro concedido pela Anvisa e sua consequente disponibilidade no mercado.

ANVISA

Anvisa suspende publicidade de óleo de linhaça

A Anvisa publicou, nesta quinta-feira (26/11), uma resolução que proíbe toda publicidade dos produtos Óleo de Linhaça, Óleo de Prímula e Gérmen de Soja em Cápsulas da marca Active Woman Plus, fabricado pela empresa Sunflower Indústria e Laboratório Fitoterápico ME.

Os endereços eletrônicos comercializavam as fórmulas alegando funções terapêuticas não comprovadas pela Anvisa, como: "Melhorar os sintomas da menopausa é cuidar de você", "Encontre a felicidade na menopausa", "Dados experimentais e clínicos têm mostrado que as isoflavonas representam uma alternativa promissora na prevenção e/ou tratamento de muitas doenças hormônio dependentes, incluindo câncer, sintomas da menopausa, doenças cardiovasculares e osteoporose".

A Agência identificou a propaganda irregular nos sites http://www.activewomanplus.com.br e http://www.activewomanplus.com.br/produto.

A medida está na Resolução 3.234/2015, publicada quinta-feira (26/11), no Diário Oficial da União (DOU).

ANVISA

Médico é condenado após chamar mulher de "neguinha, burrinha e pretinha da senzala"

De acordo com a denúncia do Ministério Público, a motivação do crime foi o fato de a vítima, que é técnica em enfermagem, solicitar ao homem, que acompanhava a esposa em uma cesariana, o auxílio para transpor a mulher da maca para uma cama

No último dia 17, um médico foi condenado a pena de três anos e três meses de reclusão pelos crimes de injúria racial e desacato, após ofender chamar uma mulher de “neguinha, burrinha, sujinha e pretinha da senzala” e, após ser conduzido à delegacia, abaixar as calças na frente dos policiais. De acordo com a denúncia do Ministério Público, a motivação do crime foi o fato de a vítima, que é técnica em enfermagem, solicitar ao homem, que é médico e acompanhava a esposa em uma cesariana, o auxílio para transpor a mulher da maca para uma cama.O crime ocorreu em uma clínica, em Taguatinga.

Na sentença, o juiz majorou a pena por considerar que o agente, "portador de diploma de curso superior em Medicina, deveria estar preparado para conviver com situações adversas". Outros agravantes considerados foram o fato de o crime ter sido praticado no ambiente em que a vítima trabalhava e, além de o acusado xingar a vítima, cuspiu e bateu em seu rosto. Provas demonstraram que a técnica em enfermagem sofreu abalo psicológico, tendo feito, inclusive, uso de medicamento.

Entenda o caso
Em 22 de maio de 2010, em uma clínica de Taguatinga Sul, a vítima solicitou que o acusado a ajudasse a transferir a esposa dele da maca para a cama. Esta havia acabado de se submeter a uma cesariana. Inconformado com o pedido, o homem disse que estava pagando e que a técnica em enfermagem deveria chamar outra pessoa para ajudá-la. Ao sair do quarto para buscar ajuda, a vítima foi seguida pelo réu, que passou a proferir xingamentos relacionados à raça e à cor, além de cuspir em seu rosto. O acusado também deu um tapa em sua boca, causando-lhe lesões.

Em virtude dos fatos ocorridos na clínica, o acusado foi conduzido à 21ª Delegacia de Polícia, onde desacatou os policiais civis e militares que se encontravam no momento do registro do flagrante. O acusado desceu as calças até os joelhos, ficando apenas de cueca.

Danos morais
Em razão do mesmo fato, a vítima entrou na Justiça com uma ação cível por danos morais pela discriminação sofrida. Inicialmente, foi fixada indenização no valor de R$ 20 mil, que foi reduzida pelo Tribunal de Justiça para R$ 8 mil.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Não é só mama: veja quatro outros cânceres mais incidentes em mulheres

Autoexaminar periodicamente as pintas e manchas da pele e consultar um médico em caso de anormalidade é fundamental para evitar o câncer de peleNo outubro rosa falou-se muito sobre a importância da mamografia para detectar câncer de mama, mas não se esqueça de que outros cânceres podem atingir as mulheres 

No outubro rosa fala-se do câncer de mama, que aumenta em 57 mil casos por ano. Prevenir o câncer e diagnosticar precocemente é fundamental para a sobrevida das pacientes, mas há outros tipos de câncer que atingem mulheres. Saiba quais são e entenda o que é possível fazer para prevenir.

1. Câncer de pele não melanoma – Cerca de 83 mil novos casos por ano
Em terras em que o sol é abundante, o câncer de pele é a neoplasia com maior incidência no Brasil. Ele representa 25% dos tumores em todo o País. De acordo com o INCA, entre 2014 e 2015, haverá 83 mil novos casos nas mulheres brasileiras.

O diagnóstico precoce, no entanto, ajuda o câncer a ser controlado e faz com que as taxas de cura sejam altas. Conforme o tempo vai passando, é possível que esse câncer cause úlceras na pele e deformidades.

Não se expor excessivamente ao sol é importante para prevenir o câncer de pele.

Como prevenir?
O sol é importante para a síntese de vitamina D. Médicos recomendam que cada pessoa tome cerca de 15 minutos de sol diariamente, sem proteção solar. Mais que isso, no entanto, pode aumentar o risco de câncer de pele, portanto lançar mão do protetor solar é importante. Vale lembrar que o sol entre 10h e 16h é mais intenso, procure não se expor a ele em excesso.

Dependendo do caso, o tratamento é feito com cirurgia, quimioterapia ou radioterapia. Normalmente a cirurgia é o método eleito para acabar com esse câncer.

2. Câncer colorretal – cerca de 17 mil novos casos por ano
Câncer de intestino que atinge as partes do cólon e reto. Ele consiste em tumores que se desenvolvem a partir de alterações de células intestinais. A partir daí, elas silenciosamente se replicam de forma desordenada no intestino grosso. Se detectado precocemente, as chances de cura desse tipo de câncer são altas.

Os fatores de risco para o câncer colorretal são idade mais avançada, hereditariedade, além de doenças inflamatórias crônicas no intestino.

Como prevenir?
Uma boa alimentação ajuda o intestino a funcionar direito, mas não só isso: ela é protetora contra o câncer. Dieta rica em vegetais, laticínios e pobre em gorduras, especialmente a saturada, é importante para manter o câncer longe.

Fazer exames para detecção precoce a partir dos 50 anos, como a colonoscopia, é de extrema importância para o controle da doença. Para quem não tem histórico de câncer hereditário, fazer a colonoscopia a cada 10 anos é o indicado.

O tratamento depende bastante da localização do tumor, bem como o seu tamanho. Quando ainda no início, a cirurgia é bastante recomendada junto com a quimioterapia, de forma a reduzir a reincidência do câncer. Quando há metástase, no entanto, a quimioterapia tradicional pode ser trabalhada junto com a nova classe de medicamentos-alvo, que aumentam a chance de cura.

3. Câncer de colo do útero – cerca de 15 mil novos casos por ano
Perfeitamente possível de ser prevenido, o câncer de colo do útero é causado pelo vírus do HPV. A vacina, portanto, faz com que o corpo, caso tenha contato com o vírus, o destrua e não permita que ele se aloje no organismo.

Para aquelas que já tiveram contato com o vírus e ele já está no corpo, fazer Papanicolau com regularidade ajuda a identificar possíveis lesões e tratar antes que elas se tornem um câncer.
O problema maior do câncer de colo do útero é que quase metade das mulheres são diagnosticadas já em estado avançado por não terem acesso ao Papanicolau ou à vacina. Segundo dados do INCA, essa neoplasia foi a terceira causa de morte por causa de câncer em mulheres.

Como prevenir?
Fazer exames frequentes é importante para detectar alterações iniciais no colo do útero, mas o mais importante mesmo é não contrair o vírus do HPV. Relações sexuais desprotegidas são uma das formas de contágio. Sabe-se que alguns organismos, quando em contato com o vírus, será capaz de destruí-lo e a pessoa não vai adoecer. Outras mulheres têm o vírus e não desenvolvem a doença, mas, em todos os casos de câncer de colo do útero, o HPV está presente.

O tratamento consiste em cirurgia, quimioterapia e radioterapia, sempre levando em conta o tamanho do tumor, estágio da doença e condições da paciente.

4. Câncer de pulmão – cerca de 10 mil novos casos por ano
A maior causa do câncer de pulmão é perfeitamente evitável: basta não fumar, já que 90% desse tipo de câncer é causado pelo tabaco. Além disso, o fumante passivo sofre consequências sérias por culpa de outros que fumam ao seu redor. No Brasil, cerca de 22 mil mortes acontecem por ano, segundo o INCA.

Esse câncer pode ser silencioso ou ter sintomas difusos. Tosse, falta de ar, emagrecimento, dores, sangramento nas vias respiratórias e pneumonias seguidas são alguns dos sinais. Com a suspeita, o médico pede um raio-x de tórax e complementa o exame com uma tomografia computadorizada. A partir de então, é possível identificar se há algo errado. O tipo de tumor, no entanto, só pode ser identificado por meio de uma biópsia.

Como prevenir? 
Não fumar é o melhor meio de prevenir o câncer de pulmão, além de evitar permanecer em ambientes junto com pessoas fumando. Os tabagistas têm 30 vezes mais chance de ter câncer de pulmão comparado com pessoas que não fumam.

O tratamento dependia exclusivamente da quimioterapia padrão, mas com o avanço no tratamento da doença, é possível usar medicamentos biológicos. Em alguns casos, é possível usar medicamentos orais, que o paciente toma em casa, sem precisar ir ao hospital para fazer a infusão da droga quimioterápica. O tipo de tratamento, no entanto, é decidido pelo médico. 

iG