Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


domingo, 22 de março de 2015

Turma 78 São Camilo - Pompéia


 
Encerramento do módulo de Gestão de Logística Hospitalar da turma 78
de pós graduação em Administração Hospitalar da São Camilo - Pompéia

Saiba o que as empresas de recrutamento buscam nos candidatos

Resultados, relacionamento e resiliência estão entre as principais
 
Nuvem de palavras - o que as empresas valorizam nos profissionais (Foto: Arte/G1)
 
A busca por uma oportunidade no mercado de trabalho está cada vez mais acirrada. Com a perspectiva de contratação em baixa e empresas buscando profissionais mais especializados, o que os candidatos podem fazer para se destacar entre tantos outros?
 
O G1 falou com 15 grandes empresas de recrutamento e de consultoria de recursos humanos para descobrir quais são as características mais buscadas e valorizadas nos profissionais.
 
Veja na imagem acima a "nuvem" de palavras mais citadas pelas empresas. As palavras mais lembradas aparecem proporcionalmente maiores. Palavras similares foram padronizadas (exemplo: foco em resultado/ visão para resultados). 
 
Profissionais que conseguem obter grandes resultados, têm foco e visão estão entre os mais lembrados. Bom relacionamento, boa comunicação, resiliência, trabalho em equipe, aderência aos valores da companhia e comprometimento também ficaram entre as características mais valorizadas.

Veja abaixo o que cada empresa respondeu:
 
1) Associação Brasileira de Recursos Humanos – ABRH Nacional
- Agilidade
- Equilíbrio emocional
- Energia para crescer e aprender
 
2) Catho
- Ética
- Compatibilidade com os valores da companhia
- Visão estratégica
- Capacidade de inovação
- Comprometimento
- Engajamento
- Paixão pelo trabalho
- Trabalho em equipe
 
3) Dasein
- Orientação para resultados
- Focados na missão que têm na empresa
- Atuar alinhados às necessidades organizacionais
- Orientação para pessoas
- Cooperação e agir em conjunto
- Inteligência emocional
- Empatia
 
4) Gi Group
- Multifuncional
- Foco em resultado
- Autodesenvolvimento
- Agregar valor
- Resiliência
 
5) Grant Thornton
- Coerência na argumentação
- Segurança
- Experiência
- Automotivação
- Engajamento
- Objetividade
- Cordialidade
- Bom relacionamento
- Comunicação
- Alinhamento aos valores da empresa
- Vestir a camisa da empresa
 
6) Grupo Hays
- Relacionamento interpessoal
- Trabalho em equipe
- Valorizar trabalho do time
- Resiliência
- Foco
 
7) Havik
- Habilidade técnica
- Agregar valor, integração, diferenciação e melhores resultados
- Espírito empreendedor
- Foco em resultados
- Flexibilidade
 
8) LHH|DBM
- Facilidade de relacionamento interpessoal
- Resiliência
- Produtivo
- Foco em resultados
 
9) Page Personnel
- Orientação para clientes e resultados
- Visão para resultados
- Atitude positiva
- Automotivação
- Novos desafios
- Otimista
- Pessoas bem resolvidas
- Visão de negócio
- Abrangente
- Multidisciplinar
 
10) Resch RH
- Liderança
- Capacidade de influenciar
- Visão sistêmica
- Visão estratégica
- Facilidade para lidar com a mudança
- Criatividade
- Facilidade na tomada de decisão
- Orientação para resultados
- Administrar a diversidade
- Bom relacionamento
- Boa comunicação
- Entusiasmo
- Energia
- Facilidade de aprendizagem
- Flexibilidade
- Adaptabilidade
- Espírito inovador
- Resiliência
- Competência intercultural
 
11) Randstad Professionals
- Multidisciplinar
- Empreendedor
- Arrojado
- Conhecimento técnico
- Visão de negócio
- Desenvolvimento e relacionamento com pessoas
 
12) Robert Half
- Proatividade
- Dedicação
- Trabalho em equipe
- Boa postura
- Educação
- Comprometimento
- Organização
 
13) Talenses
- Articulação e comunicação
- Proatividade e entrega
- Foco em resultados
- Visão de negócio
 
14) Towers Watson
- Agilidade de pensamento
- Habilidades digitais
- Solução de problemas de forma colaborativa
- Habilidade de pensar agir globalmente
- Transparência
- Capacidade de resposta
 
15) Trabalhando.com
- Resiliência
- Criatividade
- Comprometimento
 
G1

Saiba 5 verdades que os recrutadores não contam para os candidatos

Comportamento agressivo e arrogância não agradam entrevistadores. Conhecer a própria experiência e cuidar da aparência contam pontos
 
Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o profissional busca diversas formas de ser notado e conseguir uma oportunidade. Mas como os recrutadores não dão feedback para os candidatos, como eles podem saber se o que estão fazendo é certo ou errado?
 
O PayScale, site de carreiras norte-americano, listou 5 comportamentos que os recrutadores não gostam, mas que os profissionais não sabem.
 
Veja abaixo:
 
1. Comportamento agressivo é irritante. Depois da entrevista, o candidato pode enviar um e-mail ou um cartão de agradecimento. Isso demonstra educação e boas maneiras. Mas ligar e mandar diversos e-mails quase todos os dias pode resultar em uma resposta negativa. E ao invés de ajudar pode atrapalhar a futura contratação.
 
2. Ser arrogante não é legal. Mesmo que o profissional seja qualificado e possa ser considerado a melhor opção para o cargo em questão, ele não deve ser arrogante e mostrar que sabe disso.
 
Ter confiança é uma coisa boa, mas o profissional deve lembrar que ainda não conseguiu o trabalho e por mais que ele entenda sobre a área não deve demonstrar que sabe mais que o recrutador. O candidato não deve tentar impressioná-lo mostrando o quanto já sabe.
 
3. Não pareça ganancioso. As pessoas trabalham porque precisam do dinheiro para pagar suas contas, mas isso não deve ser a única motivação do profissional. Por isso, questões sobre o salário não devem ser as primeiras em uma entrevista de emprego. O ideal é falar sobre o cargo primeiro.
 
Recrutadores buscam pessoas que são apaixonadas pelo que fazem e sabem que provavelmente haverá uma negociação salarial, mas ela não deve ter início logo no começo da entrevista.
 
4. Conheça sua experiência. Os candidatos devem conhecer seu currículo como a palma da sua mão. Quem escorrega durante alguma resposta sobre sua experiência profissional ou educacional passa a impressão de que não é completamente honesto sobre suas qualificações.
 
5. Higiene não é ruim. Pode até ser óbvio, mas o recrutador não vai falar para o profissional que não o contratou porque ele tem uma higiene ruim ou por ele se vestir de maneira inadequada. Dessa forma, o bom senso é fundamental para que o candidato esteja arrumado e com a higiene em dia.

G1