Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 15 de maio de 2014

Aprovada inclusão da quimioterapia oral na cobertura de planos de saúde

André Longo e senadora Ana Amélia debateram regulamentação da Lei da Quimioterapia Oral
Reprodução
André Longo e senadora Ana Amélia debateram regulamentação
 da Lei da Quimioterapia Oral
O plenário aprovou, em votação simbólica, o projeto que obriga os planos de saúde  a custearem medicamentos quimioterápicos de uso oral nos tratamentos contra o câncer, incluindo os remédios para o controle de efeitos adversos. A matéria segue agora para sanção presidencial
 
O substitutivo da Câmara ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 352/2011 também inclui a cobertura de procedimentos radioterápicos para tratamento de câncer e hemoterapia, desde que estejam relacionados à continuidade da assistência prestada por meio de internação hospitalar.
 
De acordo com o projeto, de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), atualmente cerca de 40% dos tratamentos contra o câncer empregam medicamentos de uso domiciliar, em substituição ao regime de internação hospitalar ou ambulatorial. A senadora informou que, em 15 anos, 80% dos tratamentos oncológicos serão feitos na casa do paciente, com medicamentos de uso oral. Atualmente, lembrou, as empresas de saúde são obrigados a arcar apenas com cirurgias e com os custos ambulatoriais, dependendo da cobertura do plano.
 
O projeto faz parte de uma agenda prioritária instituída como parte das atividades do Outubro Rosa, movimento a que se integrou o Congresso Nacional na luta contra os tumores de mama. O PLS, porém, tem como objetivo beneficiar pacientes de ambos os sexos.
 
Vários senadores se manifestaram a favor da matéria e elogiaram a iniciativa da senadora gaúcha.
 
Com informações da Agência Senado e assessoria de imprensa da senadora Ana Amélia.

www.combataocancer.com

Laboratório deve pagar R$ 20 mil a paciente diagnosticada com câncer maligno por engano

Reprodução
Juiz considerou que termos não foram explicados corretamente
Mulher refez exames em duas empresas que não apontaram problema grave
 
Um laboratório deve pagar R$ 20 mil a uma cliente em indenização por danos morais por ter emitido diagnóstico errado que constava câncer maligno nas pálpebras. A contraprova do exame manteve o resultado, mas a cliente recebeu outro diagnóstico em outros dois laboratórios.
 
O juiz da 20ª Vara Cível de Belo Horizonte, Renato Luiz Faraco, condenou o laboratório Tafuri de Patologia Ltda a pagar a quantia. Consta no processo que, em dezembro de 2010, a mulher retirou um cisto das pálpebras e enviou o material para análise. O resultado apontado foi “carcinoma basocelular adenoide cístico”, considerado um tumor maligno pelos médicos. Transtornada, a paciente refez o exame, que confirmou o resultado.

A médica, então, resolveu refazer a análise em outros laboratórios. As duas empresas apontaram um "tricofoliculoma", que não é considerado grave. A paciente, então, decidiu acionar a Justiça.

Na ação, o laboratório afirma que o termo "carcinoma basocelular adenoide cístico” é compatível com o diagnóstico "tricofoliculoma" e que não teria emitido diagnóstico de tumor maligno.

O juiz, porém, considerou que apontar um câncer maligno é afirmação muito séria, que causa danos incontáveis à vida da família. O magistrado também considerou que um leigo não tem condições de interpretar as expressões usadas, e que houve falha no serviço prestado.

Para Renato Faraco, o pagamento é necessário "porque os serviços ofertados são extremamente sérios, devendo, portanto, ser prestados com acuidade e lisura, pois qualquer impropriedade pode acarretar consequências nefastas”.
 
A empresa pode recorrer da decisão.
 
R7

Chioro admite estar preocupado com dengue na Copa

Reprodução
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que seria inconsequente se afirmasse não estar preocupado com a dengue no período da Copa do Mundo
 
"Temos de ficar preocupados 365 dias do ano", afirmou nesta quarta-feira, 14. Apesar de São Paulo registrar um aumento de casos graves em 2014 - até 19 de abril, foram 1.022 ante 359 confirmados em 2013 -, Chioro informou que o período do ano de maior transmissão já terminou.

"Mas temos de ficar atentos, a prevenção deve ser feita durante todo o ano", reforçou o ministro.
 
O número de casos graves de dengue no Brasil este ano registrou uma redução de 64% em relação a 2013. Até abril, foram confirmados 1.932 pacientes com a forma grave da doença.
 
Ano passado, eram 5.384 casos.
 
O número de óbitos provocados pela dengue também caiu 89% no período: de 435 para 69.
 
 
Estadão

Atenção, papais! 1ª consulta com o oftalmologista deve acontecer até os 3 anos

Thinkstock
Cerca de 10% das crianças abaixo de quatro anos precisam de óculos
Seu filho já foi ao oftalmologista alguma vez na vida? Diagnosticar doenças oculares na infância é muito difícil, por isso é importante que os pequenos façam a primeira consulta com este profissional até os três anos de idade. A segunda visita pode ser entre cinco e seis anos
 
De acordo com a oftalmologista Erika Silvino Rodrigues, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, a avaliação inicial é feita logo após o nascimento, por meio do chamado teste do olhinho. Com ele, é possível ver se há algum obstáculo ou alguma opacidade que impeça a entrada de luz no olho. O teste do olhinho pode identificar problemas como catarata congênita, cicatriz na córnea e até mesmo tumores.
 
— Crianças prematuras com peso inferior a 1,5 kg ou que necessitaram de oxigênio após o nascimento e filhos de mães que tiveram problemas de infecção durante a gestação, precisam fazer exame detalhado da retina (mapeamento de retina), pois há risco de comprometimento da visão durante a formação. 
 
Até os seis meses, é comum o olho da criança tremer esporadicamente, assim como entortar. Isso porque, nessa idade, a musculatura do olho ainda não está bem desenvolvida.
 
— No entanto, se o tremor for constante ou olhinho ficar sempre torto, os pais devem procurar um especialista. 
 
Além disso, dores de cabeça, vermelhidão nos olhos e o ato de franzir a testa podem ser outros sintomas para sinalizar anormalidades na visão de crianças. Cerca de 10% delas com menos de quatro anos necessitam de óculos. De acordo com dados recentes do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, o número chega a 20% entre crianças até 10 anos e 30% para o grupo de adolescentes. 
 
Ainda de acordo com a oftalmologista, a falta de interesse dos pequenos por algumas atividades pode ser sinal de algum distúrbio visual. Ao detectar esses sintomas, é possível evitar problemas no desempenho escolar da criança.
 
Por isso, pais e professores devem ficar atentos. Os principais problemas visuais em idade escolar são miopia, hipermetropia e astigmatismo, conhecidos como erros de refração que podem ser corrigidos com o uso de óculos.
 
Caso o pequeno necessite do uso de óculos, as visitas ao oftalmologista devem ser feitas entre seis e 12 meses, seguindo sempre a orientação médica. 

R7

Higiene íntima: identifique seu erro e adote a atitude certa para evitar infecções

Papel higiênico colorido, perfumado e com desenho pode ser
muito fofo e bonitinho, mas prejudica a saúde íntima e não deve ser utilizado,
adverte a ginecologista. 
— Qualquer produto perfumado e colorido tem
química na formulação e pode causar alergias. Por isso, sempre opte pelo papel
higiênico branco
Thinkstock
Qualquer produto perfumado e colorido tem química na
 formulação e pode causar alergias
Ginecologista ensina como driblar o cheiro indesejável e as doenças íntimas
 
Você sabia que o excesso ou a falta de limpeza podem prejudicar o pH da vagina — grau de acidez que impede a ação de bactérias — e resultar em uma série de doenças? Para evitar infecções e odores indesejados, a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama listou 11 dicas sobre higiene íntima. Está curiosa? Então, continue a leitura.
 
A higiene da região genital deve ser feita com sabonete líquido próprio para a área íntima ou a versão líquida comum, mas com pouco perfume e, de preferência, sem coloração, ensina a médica. 

— A formulação do sabonete em barra pode ressecar a região e facilitar a entrada de microrganismos, por isso é melhor só usá-lo no corpo. Esta dica também vale para os homens.
 
Algumas pessoas têm o hábito de tomar banho após fazer o “número dois”. Segundo Bárbara, a atitude está correta para complementar a limpeza feita com o papel higiênico. 

— Como nem sempre isso é possível, uma boa alternativa é usar lenço umedecido para adultos, não aqueles infantis. O mercado já disponibiliza esta versão.
 
Quem optar pelo chuveirinho, a médica orienta fazer a limpeza sempre no sentido da vagina em direção ao ânus para que não haja a contaminação com as bactérias provenientes do intestino. 

— A dica também vale para o uso de papel higiênico, já que estas bactérias são a principal causa de infecções femininas.
 
Papel higiênico colorido, perfumado e com desenho pode ser muito fofo e bonitinho, mas prejudica a saúde íntima e não deve ser utilizado, adverte a ginecologista. 

— Qualquer produto perfumado e colorido tem química na formulação e pode causar alergias. Por isso, sempre opte pelo papel higiênico branco.
 
Após a relação sexual, é recomendado tomar banho para limpar a região genital corretamente. Além disso, a especialista também orienta fazer xixi. 

—A mulher tem a uretra menor que a do homem, o que facilita a chegada das bactérias na bexiga. O xixi é uma maneira de ‘lavar’ a uretra e diminuir o risco de infecção.
 
Lavar a calcinha no chuveiro pode desde que ela não fique pendurada
no boxe para secar, avisa a médica. 

— O banheiro não é o ambiente mais limpo da casa, sem falar
que é úmido, podendo levar à proliferação de microrganismos. 

Então, após lavar a calcinha, coloque-a ao sol ou na
lavanderia e, quando estiver seca, passe com ferro apenas o fundo para matar
possíveis fungos
Thinkstock
Lavar a calcinha no chuveiro pode desde que ela não fique
pendurada no boxe para secar
Pode estar na moda depilar totalmente (ou quase) a área genital feminina e até a masculina, mas Bárbara avisa que os pelos atuam como uma barreira protetora, por isso não devem ser totalmente eliminados. 

— O ideal é que as mulheres depilem no contorno do biquíni. Outra dica é aparar o restante dos pelos com uma tesoura. O mesmo vale para os homens.
 
Mulheres no período menstrual ou portadores de incontinência urinária devem redobrar os cuidados com a higiene íntima.

— No caso de menstruação, não há contraindicação de usar o absorvente interno, desde que a mulher troque a cada três ou quatro horas, dependendo do fluxo menstrual. Se ela preferir absorvente comum, a recomendação é o de malha suave.
 
Dormir sem calcinha e com roupas largas é indicado para deixar a vagina "respirar".  Pelo mesmo motivo, é bom evitar calças muito justas, ainda mais quando a mulher passa boa parte do dia sentada. 

— O uso de protetor diário de calcinha é contraindicado, pois abafa a região. Se a mulher apresentar uma secreção exagerada, pode ser sinal de doença. Neste caso, é válido procurar o médico.
 
Lavar a calcinha no chuveiro pode desde que ela não fique pendurada no boxe para secar, avisa a médica. 

— O banheiro não é o ambiente mais limpo da casa, sem falar que é úmido, podendo levar à proliferação de microrganismos.

Então, após lavar a calcinha, coloque-a ao sol ou na lavanderia e, quando estiver seca, passe com ferro apenas o fundo para matar possíveis fungos.
 
O tecido da calcinha também é importante quando o assunto é saúde íntima. Bárbara avisa que ela deve ser confortável e precisa deixar a pele respirar. 

— A de algodão é a melhor opção, mas também existem tecidos sintéticos que absorvem o suor e são fáceis de higienizar. A lycra não é recomendada.
 
Ficar com o biquíni molhado por muito tempo pode causar candidíase e até infecção urinária, alerta a ginecologista. 

— O segredo é fugir desta situação carregando sempre mais opções da calcinha do biquíni para trocar após o banho de mar ou piscina.

Na hora de lavar a roupa de praia, não se esqueça de usar sabão neutro e deixe secar ao sol para eliminar as substâncias químicas e bactérias.
 
R7

Paciente sofre para conseguir remédio contra o mieloma múltiplo

Rogério Oliveira é paciente portador de mieloma múltiplo, câncer de medula que não tem cura. O controle se dá através de quimioterapia, transplante de medula e medicamentos de alto custo ainda não aprovados no Brasil.
Rogério Oliveira é paciente portador de mieloma múltiplo,
câncer de medula que não tem cura. O controle se dá através
de quimioterapia, transplante de medula e medicamentos de
 alto custo ainda não aprovados no Brasil
O mieloma múltiplo é um tipo de câncer do sangue que ainda não tem cura conhecida
 
Medicamentos, porém, podem ampliar a expectativa de vida dos pacientes, e trazer melhores condições para realizar as atividades do dia a dia. Porém, com a falta de aprovação de um deles, a lenalidomida, por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a única opção para pacientes que têm recidiva da doença é recorrer às vias judiciais. E nem mesmo assim o tratamento é feito de forma correta, já que há diversas interrupções por conta da demora causada pela burocracia da importação.
 
Este é o caso do advogado de São Bernardo Rogério de Sousa Oliveira, 44 anos, que luta contra a doença desde 2010. Oliveira conseguiu liminar contra a Fazenda Pública do Estado de São Paulo que garante a importação do medicamento. Porém, em um ano, ficou pelo menos seis meses sem o remédio por conta da demora na entrega. “Foram diversos atrasos. A caixa de agosto, recebi em outubro. A de dezembro jamais chegou.” O remédio custa R$ 25,4 mil para um mês de tratamento.
 
Em busca de uma solução para o caso, Oliveira conseguiu liminar que obriga a Fazenda Pública a depositar em juízo a quantia de R$ 124,5 mil para que ele faça a importação direta de cinco caixas da medicação. “A Fazenda fez o absurdo de recorrer dessa decisão e, no tribunal, o desembargador que julgará o processo suspendeu a determinação até julgamento do recurso. Ou seja, vou continuar a depender da boa vontade do Estado para fazer a importação, o que acarreta em prejuízos para o tratamento.”
 
Segundo o médico de Oliveira, as paralisações na doença diminuem a ação do remédio. “Isso significa que o Estado está acelerando a minha morte. Isso não pode ficar assim.”
 
Disponibilizado
Procurada na quinta-feira, a Secretaria de Estado da Saúde afirmou, em nota, que o medicamento Revilimid (lenalidomida) já estava disponível ao paciente na unidade desde o dia 22 de abril, quando o paciente teria sido informado por telegrama. Oliveira, porém, garante que não sabia que o medicamento que ele aguarda há pelo menos dois meses já estava disponível.
 
A IMF (Fundação Internacional do Mieloma, na sigla em inglês) estima que há 20 mil novos casos de mieloma múltiplo no mundo anualmente. A lenalidomida é utilizada em cerca de 80 países, mas teve o registro negado pela Anvisa em duas ocasiões (2010 e 2012).
 
Anvisa receberá novo estudo para análise
A audiência pública realizada em outubro do ano passado para falar sobre os entraves na aprovação da lenalidomida no Brasil já rendeu frutos. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) irá receber para análise o estudo sobre o uso da lenalidomida do Centro Cochrane do Brasil.
 
A lenalidomida já é utilizada em mais de 80 países, incluindo Estados Unidos, Europa e 16 da América Latina. A justificativa da Anvisa para a não aprovação do medicamento no Brasil é a ausência de um estudo comparativo entre a lenalidomida e o bertozomibe, medicamento já liberado e usado no tratamento da doença, que atinge hoje 30 mil pessoas no Brasil e 700 mil no mundo.
 
No entanto, o hematologista e integrante da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, Angelo Maiolino, alega que a fomentação desse estudo seria antiética, pois os dois medicamentos são usados em fases diferentes do tratamento ou até mesmo associados em determinados momentos. “Uma substância não substitui a outra, por isso não há como compará-las”, expõe o especialista, que também é professor da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).
 
O estudo do Centro Cochrane no Brasil é titulado Lenalidomida para o tratamento de mieloma múltiplo em pacientes com tratamento prévio. O Centro Cochrane do Brasil contribui para o aprimoramento da tomada de decisões em Saúde, a partir da medicina baseada em evidências. Para isso, elabora, mantém e divulga gratuitamente revisões sistemáticas de ensaios clínicos randomizados, considerados como o melhor nível de evidência para as decisões em Saúde.
 
Diário do Grande ABC

16 casos médicos bizarros

De vez em quando, os médicos encontram um paciente com um problema tão incomum que publicam um estudo de caso
 
Esses relatos de casos são feitos para ajudar a investigação científica e outros médicos que podem encontrar os mesmos sintomas estranhos no futuro.
 
Para nós, não médicos, estudos de casos iluminam os limites e mistérios do corpo humano. De um homem que quase morreu de uma overdose de um condimento comum para uma mulher que acabou com um palito de dente no fígado, alguns casos podem dizer mais sobre o corpo humano do que queremos saber.
 
Confira:
 
headache, stress1. Sexo e dor de cabeça (mas não do jeito que você está pensando)
Um homem da Índia foi ao médico se queixar de que tinha dor de cabeça toda vez que assistia pornografia. A dor começava 5 minutos após o início do vídeo, e ficava forte depois de 8 a 10 minutos.
 
Dores de cabeça de sexo são misteriosas e raras (pode dizer isso com segurança à sua mulher, já que foi a neurologista Dra. Amy Gelfand, da Universidade da Califórnia em San Francisco, nos EUA, quem nos contou). De acordo com a Dra. Amy, 1% da população pode sofrer das chamadas dores de cabeça sexuais primárias em algum ponto da vida.
 
A maioria desenvolve uma dor de cabeça súbita no momento do orgasmo. Menos frequentemente, a dor de cabeça sexual primária surge lentamente conforme a excitação sexual aumenta.
 
No entanto, o caso deste indiano era incomum porque suas dores de cabeça sexuais só apareciam enquanto ele assistia vídeos, e não durante a masturbação ou a atividade sexual, de acordo com o relato de caso publicado em 2012 na revista Archives of Sexual Behavior.
 
Os médicos acham que contrações musculares no pescoço e na mandíbula podem provocar dores de cabeça sexuais primárias. Outros teorizam que nervos ou vasos sanguíneos na cabeça podem ficar excessivamente sensíveis à resposta sexual. No entanto, a causa desta condição permanece um mistério.
 
a bottle of soy sauce with a dipping dish2. Overdose de molho de soja (shoyu)
Brincadeiras com bebidas alcoólicas são muito perigosas, mas um adolescente aprendeu a não exagerar no shoyu, também.
 
Um garoto de 19 anos de Virginia (EUA) bebeu um litro de molho de soja em um desafio. Em seguida, começou a contrair-se, teve convulsões e, eventualmente, chegou ao hospital em estado de coma, no qual permaneceu por três dias. Os médicos o diagnosticaram com hipernatremia, ou níveis perigosos de sal no sangue.
 
Um litro de molho de soja pode conter até 150 gramas de sódio. O excesso de sódio na corrente sanguínea puxa a água por um processo chamado de osmose, que iguala as concentrações de sal nas células. A hipernatremia pode extrair tanta água do cérebro que ele começa a encolher e sangrar.
 
Os médicos levaram cerca de cinco horas e bombearam 5,7 litros de água com açúcar para o corpo do adolescente para que seus níveis de sódio voltassem ao normal, de acordo com o relatório publicado na revista Journal of Emergency Medicine. Surpreendentemente, o garoto sobreviveu sem danos neurológicos.
 
 woman had an esophagus that twisted itself into a corkscrew shape whenever she swallowed. Above, images of the esophagus3. Esôfago torcido
Uma mulher de 87 anos procurou ajuda médica na Suíça quando desenvolveu espasmos dolorosos a cada vez que engolia. Imagens de raios-X revelaram que seu esôfago se torcia como um saca-rolhas sempre que ela comia. A condição a levou a perder 5 kg ao longo de vários meses, de acordo com o relatório de caso publicado no New England Journal of Medicine.
 
Especialistas dos Estados Unidos disseram que a torção é incomum, mas a condição não é desconhecida. Espasmos musculares são os culpados por esse tipo de dor. Em vez de contrair e relaxar desde a boca até o estômago, os músculos dentro do esôfago dessa mulher contraíam simultaneamente.
 
Não há cura para a doença.
 
A close-up of a man's eye reveals a star-shaped cataract.4. Estrela nos olhos
Às vezes, os desenhos animados estão certos. Um soco na cara deixou uma estrela nos olhos de um homem na Áustria, de acordo com um relatório publicado na revista New England Journal of Medicine.
 
Um forte golpe no rosto (como de uma bola ou mesmo de airbags) pode enviar ondas de choque através do olho fortes o suficiente para danificar a lente e causar uma catarata. Os médicos dizem que a catarata que apareceu nos olhos deste senhor de 55 anos é incomum apenas por causa de seu formato de estrela.
 
“A natureza fez uma bela catarata”, disse o Dr. Mark Fromer, oftalmologista no Hospital Lenox Hill em Nova York (EUA).

 Geralmente, essas cataratas aparecem como uma nuvem branca-amarelada, não uma estrela. Seja qual for o desenho, cirurgia pode restaurar a visão da pessoa.
 
A close-up picture of man's eyeball shows several hairs5. Olho peludo
O globo ocular é certamente um lugar onde ninguém quer ter pelo. Um jovem iraniano sabia, desde o nascimento, que tinha um tumor benigno em seu olho. No entanto, quando ele fez 19 anos, o tumor cresceu a cerca de 0,64 centímetros de espessura e começou a brotar pelo.
 
O tumor era de um tipo normalmente não canceroso, mas que podia crescer cartilagem, pelo e às vezes até glândulas sudoríparas. Felizmente, os médicos puderam removê-lo, de acordo com o relato de caso publicado na revista New England Journal of Medicine.
 
guy regretting tattoos.6. Tatuagem excitante
A tatuagem de um jovem saiu terrivelmente errado quando o deixou com uma ereção permanente.
 
O garoto de 21 anos do Irã pagou um tatuador para colocar a letra M, do sobrenome de sua namorada, e a frase persa para “Boa sorte com suas jornadas” em seu pênis. Segundo os médicos que o trataram, ele sentiu dor durante oito dias após a tatuagem. Em seguida, seu pênis tornou-se permanentemente semiereto.
 
Ele conviveu com a condição durante três meses antes de obter ajuda médica. Os especialistas tentaram drenar o excesso de sangue de seu pênis, mas isso não funcionou. Em seguida, o paciente decidiu que estava bem com a condição e se recusou a continuar o tratamento, de acordo com o relato de caso publicado em 2012 no Journal of Sexual Medicine.
 
fruit fly, flies, carbonation, flavor, senses, carbon dioxide, taste7. Vício em refrigerante
Você já se perguntou o que aconteceria se você bebesse apenas refrigerante por um longo tempo?Uma mulher em Mônaco fez exatamente isso por 15 anos.
 
Com 31 anos, ela foi enviada para o hospital por ter desmaiado. Exames feitos no local descobriram que ela tinha níveis severamente baixos de potássio e batimento cardíaco irregular, mas nenhum problema hormonal ou histórico familiar de problemas cardíacos.
 
Mais tarde, a mulher admitiu beber cerca de 2 litros de refrigerante de cola e nenhum outro líquido todos os dias desde a idade de 15 anos. Os médicos disseram que isso poderia causar diarreia e filtrar o potássio do seu organismo. Elevadas quantidades de cafeína no refrigerante também podiam interferir com a reabsorção de potássio. Baixos níveis de potássio são conhecidos por causar problemas de ritmo cardíaco.
 
Uma semana depois da mulher largar seu hábito viciante, seus batimentos cardíacos e níveis de potássio voltaram ao normal.
 
toothpicks8. Nunca engula chiclete palitos de dente
Em um caso recente, uma mulher de 45 anos de idade começou a sentir-se cada vez mais fraca ao longo de vários meses, até ser admitida em um hospital com vômitos e pressão arterial baixa.
 
No início, os médicos pensavam que ela tinha uma infecção, mas testes mostraram uma cavidade cheia de pus no seu fígado. Durante a cirurgia, os médicos removeram um palito de dente que ela engoliu e de alguma forma se mudou de seu aparelho digestivo e se alojou em seu fígado. O relatório do caso foi publicado na revista BMJ Case Reports em 2012.
 
Médicos já publicaram pelo menos 17 casos de pacientes que engoliram um palito de dentes que migrou para o fígado.
 
A woman lies in her bed, looking fearful.9. Alucinações médicas
Uma professora aposentada de 67 anos de idade em Kentucky (EUA) estava à beira de pedir um exorcismo depois de começar a ver rostos retangulares com grandes dentes, olhos e ouvidos pairando sobre ela.
 
Os médicos confirmaram que ela não estava possuída e nem perdendo a cabeça. Na verdade, a degeneração macular da mulher era que tinha provocado uma condição peculiar chamada síndrome de Charles Bonnet, que faz com que algumas pessoas comecem a ver animais, rostos assustadores e outras ilusões.
 
“Quando [o cérebro] espera estímulos sensoriais [vindos do olho] e não recebe nada, muitas vezes cria o seu próprio estímulo”, disse Bharat Kumar, residente de medicina da Universidade de Kentucky, que tratou a mulher.
 
Muitas vezes, as alucinações param sozinhas quando o cérebro se acostuma a receber menos informação visual, de acordo com o relatório de caso publicado na revista Age and Aging.
 
The image shows a necrotic ulcer on left wrist.10. Varíola bovina
Em uma missão de resgate animal que deu errado, uma adolescente da Holanda ficou com uma grande ferida aberta. Vários médicos e semanas se passaram até que a causa de seu machucado fosse descoberta.
 
O gatinho que a menina de 17 anos resgatou do afogamento em uma vala estava doente e morreu no dia seguinte. Ao longo dos próximos dias, a adolescente desenvolveu uma ferida vermelha no pulso, bolhas saíram, e o machucado ficou preto. Ela também desenvolveu inchaços vermelhos dolorosos em seu braço, desde a ferida em seu pulso até sua axila.
 
Depois que os antibióticos não funcionaram, os médicos começaram a suspeitar que a ferida tinha sido causada pelo vírus da varíola bovina.

“A menina tinha sido tratada por diferentes médicos por cerca de 13 dias até chegarmos a isso”, disse a Dra. Jojanneke Heidema, especialista pediátrica em doenças infecciosas do Hospital St. Antonius Ziekenhuis em Nieuwegein, Países Baixos, que relatou o caso publicado na revista BMJ Case Reports.
 
Depois de mais uma semana, a garota ficou melhor por conta própria. A ferida curou dois meses depois, deixando uma cicatriz. Varíola bovina é uma doença autolimitada, o que significa que geralmente não precisa de tratamento médico se o paciente tiver um sistema imunológico saudável.
 
11. Generosidade patológica
Um homem de 49 anos do Brasil sobreviveu a um acidente vascular cerebral, mas passou por uma mudança de personalidade estranha: ele desenvolveu “generosidade patológica”.
 
O homem começou a doar dinheiro e comprar doces para crianças que ele conhecia na rua. Ele se tornou incapaz de gerir sua vida financeira e teria ficado em dívida se não fosse por sua esposa.
O acidente vascular cerebral, aparentemente, deixou o homem com uma generosidade excessiva e persistente, segundo o relatório publicado na revista Neurocase.
 
Os médicos o avaliaram e não encontraram qualquer evidência de sintomas de mania ou demência que poderiam explicar sua atitude. Tomografia computadorizada mostrou baixo fluxo sanguíneo para várias regiões do seu cérebro, incluindo as áreas do lobo frontal. Estas regiões podem não ter sido diretamente prejudicadas pelo sangramento no cérebro do homem durante seu AVC, mas estão relacionadas às que foram por vias neurais. Danos nestas vias podem ter tido um papel na mudança de personalidade do paciente.
 
12. Empatia até demais
Em um caso estranho, uma mulher desenvolveu “hiperempatia” depois de ter uma parte do seu cérebro chamada amígdala removida em um esforço para tratar sua epilepsia grave.
 
A amígdala está envolvida no reconhecimento de emoções, e removê-la deveria tornar mais difícil, em vez de mais fácil, para uma pessoa ter empatia e ler as emoções dos outros, de acordo com os pesquisadores que relataram seu caso na revista Neurocase.
 
A mulher, no entanto, experimentou uma nova excitação emocional acompanhada de efeitos físicos, como uma “rotação no coração” ou uma “sensação desagradável no esôfago” quando sentia tristeza ou raiva.
 
Os pesquisadores avaliaram a sua condição psicológica e descobriram que ela tinha um desempenho excepcional em testes padrão de habilidades empáticas. Eles acreditam que, mesmo sem amígdala, outras regiões do cérebro da mulher se reorganizaram e foram responsáveis por tornar sua empatia mais forte.
 
13. Esferas de chumbo
Um menino de 8 anos de idade na Austrália ficou altos níveis de chumbo em seu sangue por mais de dois anos, coisa que os médicos não sabiam explicar até encontrarem esferas de chumbo em seu corpo presas em um lugar improvável, de acordo com um relatório do caso publicado no New England Journal of Medicine.
 
Quando o menino desenvolveu uma dor de estômago e foi internado no hospital, médicos fizeram um raio-X e notaram um grande número de pequenos objetos redondos no seu abdômen, que pareciam estar dentro do seu aparelho digestivo. Os médicos imediatamente fizeram uma lavagem intestinal, mas um segundo raio-X mostrou que os objetos não saíram dali.
 
Os médicos então suspeitaram que os objetos estavam em seu apêndice. Durante uma cirurgia, retiraram o apêndice do menino e descobriram que ele pesava cinco vezes mais do que o normal. Quando o cortaram, encontraram 57 esferas de chumbo dentro.
 
Descobriu-se que a família do menino caçava por comida com uma arma que disparava tais esferas, e o garoto as tinha consumido durante brincadeiras.
 
armpit hair infection14. Axila infeccionada
Um homem estava exalando um odor horrível que era resultado de uma infecção bacteriana de sua axila.

 Com 40 anos, o homem disse aos seus médicos que tinha esse odor e sujeira nas axilas desde os últimos quatro anos. Uma substância “amarela cremosa” saía de seus pelos.
 
Os médicos o diagnosticaram com tricomicose axillar, que é uma infecção causada pela bactéria Corynebacterium tenuis. Sua axila foi raspada e ele foi tratado com cloreto de alumínio (para a transpiração) e o antibiótico eritromicina. O odor só foi embora várias semanas mais tarde. O relatório foi publicado no New England Journal of Medicine.
 
An image of surfers surfing a wave.15. Olho de surfista 
Olho de surfista é um problema ocular no qual tecido fibroso cresce sobre a superfície do olho. Para tratar esta condição, cirurgiões podem cortar o tecido com uma tesoura.
 
No entanto, ao invés de ir ao médico, um surfista aventureiro no Havaí optou por deixar a força da água cuidar de seus olhos, mergulhando a cabeça enquanto surfava uma onda de 10 metros, de acordo com um relatório do caso publicado na revista BMJ Case Reports.
 
Aparentemente, a força bruta da água arrancou o tecido fibroso irritante, mas os médicos disseram que o homem teve sorte que a água não danificou seu olho.
 
A CT scan of the brain showing calcification.16. Pedras no cérebro
Um jovem brasileiro que sofria de dores de cabeça latejantes e problemas de visão por 10 anos acabou por saber que tinha acúmulos de cálcio no cérebro.
 
As pedras eram provavelmente uma complicação rara de sua doença celíaca, uma condição digestiva que o homem não sabia que tinha, de acordo com um relatório publicado no New England Journal of Medicine.
 
A doença celíaca é uma doença autoimune que, ao longo do tempo, pode danificar o revestimento do intestino delgado e impedir que o corpo absorva nutrientes. Não está claro como exatamente a condição resultou na calcificação do cérebro do rapaz, mas pesquisadores disseram que é possível que a capacidade reduzida do paciente de absorver ferro teve um papel.
 
Hypescience

10 alimentos que você nunca deve guardar na geladeira

Reprodução
Colocar o mel na geladeira pode fazer com
que cristalize
Um dos alimentos mais discutidos no quesito “armazenamento” é a manteiga. Devemos mantê-la dentro ou fora da geladeira?
 
Tal como acontece com muitos debates culinários, não há uma resposta definitiva para este. De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, você deve armazenar a manteiga em sua embalagem na geladeira e só mantê-la para fora por apenas 10 a 15 minutos antes de usá-la.
 
No entanto, alguns cozinheiros usam manteiga depois de deixá-la para fora da geladeira por uma semana. Os defensores da atitude dizem que, como a manteiga é feita de leite pasteurizado, as chances de contaminação são baixas.
 
Há sempre um risco, porém. Manteiga com sal, por causa de seu teor de sal e de dispersão de água, tem um risco menor de estragar. O sal também ajuda a manter as bactérias longe. Qualquer coisa sem sal ou “light” tem um perigo maior de contaminação.
 
Em geral, enquanto não podemos recomendar que você mantenha sua manteiga para fora da geladeira toda a semana, você provavelmente não precisa se preocupar se a deixar para fora por algumas horas, desde que seja com sal.
 
Enquanto não existe uma maneira conclusivamente certa ou errada de armazenar manteiga, outros alimentos são muito mais simples. Se colocados na geladeira, mofam ou seu sabor é alterado, por exemplo. E por que correr esse risco quando tudo que você precisa fazer é armazenar seus alimentos corretamente?
 
1. Tomate
Tomates perdem todo o seu sabor na geladeira. E o que é um crime maior do que isso? O ar frio no refrigerador para o processo de amadurecimento, e amadurecimento é o que dá aos tomates mais sabor. A geladeira também altera a textura do tomate. De acordo com Harold McGee no livro “On Food and Cooking” (“Sobre comida e cozinhar”, em tradução livre), a temperatura fria rompe as membranas no interior dos frutos, deixando-as “farinhentas”. Mantenha seus tomates em uma tigela ou cesta em cima do balcão da cozinha.
 
2. Manjericão
Manjericão murcha mais rápido se deixado na geladeira, e também absorve todos os cheiros das comidas em torno dele. É melhor mantê-lo para fora, em um copo de água fresca, como uma flor recém-cortada. Se você deseja armazenar manjericão por um longo tempo, Martha Stewart recomenda fervê-lo e congelá-lo.
 
3. Batata
Manter uma batata na temperatura fria da sua geladeira vai transformar seu amido em açúcar mais rapidamente, de modo que você vai ficar com uma batata doce e dura. Em vez de colocar as batatas na geladeira, guarde-as em um saco de papel em um local fresco, mas não frio. Supondo que você não tenha uma adega de raiz – o lugar ideal para guardar suas batatas -, armazene-as em um lugar escuro, como dentro de sua despensa. Sacos de papel funcionam melhor do que plástico porque deixam a batata respirar mais, de forma que ela não apodrece tão rápido. Tudo isso vale para a batata-doce também.
 
4. Cebola
Se você colocar cebolas na geladeira, a umidade acabará por deixá-las macias e mofadas. Mantenha suas cebolas em um lugar fresco e seco. Cebolinha pode ser deixada na geladeira, no entanto, devido ao seu maior teor de água. Vale mencionar que cebolas devem ser mantidas separadas das batatas; quando armazenadas em conjunto, ambas deterioram mais rapidamente.
 
5. Abacate
Se você quiser que seus abacates amadureçam, definitivamente não os coloque na geladeira. No entanto, se você comprou um abacate já maduro que não quer comer de imediato, ele pode ir na geladeira.
 
6. Alho
Eventualmente, o alho vai começar a brotar na geladeira. Também pode ficar borrachudo e mofado. O correto é mantê-lo em um local fresco e seco.
 
7. Pão
Sua geladeira vai secar o pão rapidamente. A menos que seja pão cortado de sanduíche que você pretende usar dentro de alguns dias, mantenha seu pão no balcão ou no congelador. Para fora, o pão que você pretende comer só deve ser mantido por quatro dias. Congele o resto. Pão no congelador deve ser envolto para manter sua umidade. Quando você removê-lo do freezer, deve deixá-lo descongelar lentamente e completamente antes de comê-lo ou usá-lo.
 
8. Azeite
Você deve armazenar seu azeite em um local fresco e escuro, mas não na geladeira, onde ele irá condensar e adquirir uma consistência dura, quase como a da manteiga.
 
9. Café
Se você deixar café na geladeira, ele vai perder seu sabor e assumir alguns dos odores de outros alimentos no local. Você deve armazenar café em um local fresco e escuro, onde ele irá manter seu sabor e frescura. Grandes quantidades de café podem ser armazenadas no congelador, no entanto.
 
10. Mel
Não há necessidade de armazenar mel na geladeira. Mel fica bom basicamente para sempre se você simplesmente mantê-lo hermeticamente fechado. Colocá-lo na geladeira pode fazer com que cristalize.

Hypescience

Evitar picada de mosquitos previne doenças como malária e dengue

Foto: Reprodução
Evitar picada de mosquitos previne doenças como malária e dengue
Conheça os cuidados e quais problemas podem ser transmitidos por insetos
 
Por Dr. Ralcyon Teixeira
 
Dengue, febre amarela, malária, filariose, leishmaniose. Você sabia que todas essas doenças são transmitidas por mosquitos? Esses mosquitos funcionam como um vetor, ou seja, é ele que faz a transmissão da doença. Por sermos um país tropical, possuímos uma grande quantidade desses insetos em nosso meio.
 
A dengue é causada por um vírus e é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. O mosquito é pequeno, aproximadamente 0,5 cm de comprimento, preto, com pequenos riscos brancos no dorso, cabeça e pernas. Tem o costume de picar mais durante o dia. A dengue está presente em todos os estados brasileiros e acontece mais no período do verão e começo do outono.
 
A febre amarela também é causada por um vírus e pode ser transmitida por mais de um mosquito diferente. Em regiões de mata, mosquitos das espécies Haemagogus e Sabethes são os responsáveis pela transmissão da chamada febre amarela silvestre. O Aedes aegypti, mesmo mosquito capaz de transmitir a dengue, também é capaz de transmitir a febre amarela nas cidades, o que chamamos de febre amarela urbana. A transmissão nas cidades está controlada desde 1942, mas existe o risco de voltar a acontecer. Atualmente, a febre amarela tem maior incidência em região de mata fechada, poupando a região da costa brasileira.
 
A malária é uma doença causada por protozoários do gênero Plasmodium transmitida por um mosquito que pertence ao gênero Anopheles. Apesar de picar durante todo o dia, o Anopheles tem atividade mais crepuscular, picando com mais intensidade durante o amanhecer e o anoitecer.
 
A filariose é uma doença causada pelo nematódeo Wuchereria bancrofti que acaba atacando os casos linfáticos das pessoas. É transmitida pelo mosquito Culex quinquefasciatus contaminado por esse parasita.
 
A leishmaniose é uma doença causada por um protozoário que pode causar tanto uma doença localizada na pele ou uma doença disseminada por todo o corpo. Ela é transmitida por um inseto denominado flebotomíneo, também conhecido popularmente como mosquito palha ou birigui (apesar de biologicamente não pertencer à família dos mosquitos).

Como se prevenir dos mosquitos
  • Quando for visitar um lugar repleto de mosquitos, é recomendado o uso de roupas leves e claras
  • Mesmo em lugares quentes, use calça e blusa com manga comprida, que podem ou não estar impregnadas com repelentes
  • Não use perfume, pois o cheiro adocicado pode atrair mais mosquitos
  • Prefira desodorantes sem perfume, sabonetes neutros e xampus sem cheiro
  • Se possível, fique em ambientes fechados com tela e com uso de inseticida
  • Se for dormir ao ar livre, use mosquiteiros impregnados de repelentes para se proteger
  • Evite sair nos horários de maior atividade dos mosquitos, como o amanhecer e anoitecer no caso da malária.
Em relação aos repelentes, diversas marcas com diferentes princípios ativos podem ser usados (DEET, Icaridina, IR3535, Citronela). Atualmente os repelentes feitos a base de icaridina são os mais eficazes disponíveis no mercado.
 
As regras de uso do repelente são:
  • Seja generoso: a tendência é passar menos que o necessário para proteção
  • Seja homogêneo: passe por todo o corpo, incluindo nariz, orelha, nuca, tornozelo - áreas que são áreas geralmente esquecidas
  • Não use em mucosas, como boca, olhos e dentro do nariz, pois pode causar irritação
  • Repasse o repelente conforme a necessidade, principalmente se estiver suando muito ou tiver se banhado
  • O repelente deve ser o último a ser colocado na pele. Passe primeiro o protetor solar e depois o repelente
  • Se possível, pulverize a face externa da roupa com repelente. Isso também ajuda a evitar picadas de mosquito.
Seguindo essas orientações você reduz muito a chance e ter alguma doença transmitida por mosquitos e consegue fazer uma boa viagem; mas lembre-se, caso se sinta doente após uma viagem, procure rapidamente uma avaliação médica. 
 
Minha Vida

Óleo de cártamo: alimento que controla o colesterol

Foto: Reprodução
É preciso tomar cuidado com os suplementos de óleo de cártamo
O alimento também pode queimar gordura e ser um aliado para quem tem diabetes
 
O óleo de cártamo é extraído das sementes da planta cártamo (Carthamus tinctorius). Este óleo tem sido utilizado com frequência na alimentação por ser muito nutritivo. Ele é rico em ômega 6, ácido graxo essencial que o organismo necessita, mas não produz, e ômega 9, importante para a função cerebral, crescimento e desenvolvimento. 
 
O alimento também possui boas quantidades de vitamina E que se destaca pela forte ação antioxidante. Os fitoesterois estão presentes no óleo de cártamo, essa substância é importante porque contribui para o controle das taxas de colesterol. 
 
O óleo contribui para a redução do triglicérides e é bom para quem tem diabetes. Alguns estudos também apontam que o alimento pode ajudar mulheres com câncer de mama e pessoas com obesidade. 
 
Principais nutrientes do óleo de cártamo
 
Óleo de cártamo - 9 gramas
Calorias 80 kcal
Gorduras totais 9 g
Gorduras saturadas0.55 g
Gorduras poli-insaturadas 6.7 g
Gorduras monoinsaturadas 1.29 g
Vitamina E 3.07 mg
Vitamina K0.6mcg
 
Fonte: Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. 
 
Confira qual a porcentagem do Valor Diário* de alguns nutrientes que a porção recomendada, 9 gramas, deste alimento carrega: 
  • 30% de vitamina E
  • 16% de gorduras totais
  • 4% de calorias
  • 3% de gorduras saturadas.
*Valores Diários de referência para adultos com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kj. Seu valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. 
 
O óleo de cártamo é rico em ômega 6, podendo conter até 70% do quanto o organismo necessita deste ácido graxo por dia. Este ácido graxo poli-insaturado é essencial para o organismo, mas não é produzido por ele e auxilia na cicatrização, evita a queda de imunidade, atenua queda de cabelo e aumenta queima de gordura corporal.  
 
Cerca de 30% do alimento é composto por ômega 9. Esta gordura é monoinsaturada e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, derrames, tem ação anti-inflamatória e contribui para aumentar os níveis do colesterol bom, HDL, e diminuir o ruim, LDL. 
 
O óleo é fonte de vitamina E que se destaca pela capacidade antioxidante, favorecendo a retirada de radicais livres do organismo, retardando o envelhecimento e diminuindo o risco de doenças. Ele também conta com fitoesterois, substância com estrutura semelhante ao colesterol e que diminui a absorção intestinal dele ajudando a controlar os níveis de colesterol. 
 
O alimento ainda possui pequenas quantidades de vitamina A, que possui ação antioxidante, e vitamina K, componente na formação de 13 proteínas essenciais para a coagulação do sangue e envolvida na construção dos ossos.
 
Foto: Reprodução
O óleo de cártamo possui ação antioxidante 
Benefícios comprovados do óleo de cártamo
 
Controla o colesterol: Um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition constatou que o óleo de cártamo suplementado por oito semanas pode reduzir o colesterol ruim, LDL, de 12 a 20% e níveis de apolipoproteina B-100 de 21 a 24%. Esta lipoproteína é a principal carregadora de colesterol do sangue para células. Este benefícios ocorrem devido à composição do óleo de cártamo que inclui os fitoesterois e o ômega 9. 
 
Controla o triglicérides: O óleo de cártamo ajuda a reduzir os níveis de triglicérides por ser rico em ômega 9. Um estudo publicado no The American Journal of Clinical Nutrition com trinta e cinco mulheres observou que o consumo do alimento de fato reduz os níveis de triglicérides. 
 
Ação antioxidante: A vitamina E presente no óleo de cártamo faz com que ele tenha forte ação antioxidante. Assim, o alimento contribui proteger as células contra a ação dos radicais livres, retardar o envelhecimento e diminuir o risco de doenças. 
 
Proporciona saciedade: Este benefício ocorre porque o óleo de cártamo retarda o esvaziamento gástrico, aumentando o tempo de saciedade. 
 
Benefícios em estudo do óleo de cártamo
 
Bom para quem tem diabetes: Uma pesquisa realizada em 2009 e publicada no The American Journal of Nutrition com mulheres que tem diabetes mostrou que o óleo de cártamo reduz os níveis de açúcar no sangue em jejum. 
 
Queima gordura: Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition com trinta e cinco mulheres concluiu que o óleo de cártamo contribui para a queima da gordura abdominal. Alguns especialistas defendem que esta perda de gordura ocorre devido ao ômega 6 presente no óleo. Este ácido graxo atuaria como catalisador da queima de gordura marrom, que tem função de gerar calor para os órgãos vitais. Quando o ômega 6 acelera a queima desse tipo de gordura, o corpo busca energia na gordura branca localizada na barriga, cintura e quadril. 
 
Benefícios polêmicos do óleo de cártamo
 
Combate e previne câncer de mama: Alguns estudos sugerem que o óleo de cártamo inibe a atividade do tumor do câncer de mama. Porém, há outras pesquisas que sugerem que uma dieta rica em ômega 6, substância que está presente em grandes quantidades no óleo, pode promover o desenvolvimento de câncer de mama. 
 
Quantidade diária recomendada de óleo de cártamo
A quantidade orientada varia de acordo com cada pessoa. Porém, os valores que costumam ser orientados são de duas colheres de chá (9 gramas) do óleo ou duas cápsulas por dia. 
 
Como consumir o óleo de cártamo
O óleo de cártamo pode ser consumido frio em saladas ou ser aquecido e assim fazer parte do preparo de alimentos refogados. Também é possível consumir este alimento na versão de cápsulas. 
 
Compare o óleo de cártamo com outros alimentos
 
Nutrientes Óleo de cártamo - 9 gramas Óleo de coco - 15 g Óleo de girassol - 30 g
Calorias80 kcal129 kcal 265 kcal
Gorduras totais 9 g15 g 30 g
Gorduras saturadas 0.55 g12.97 g 2.7 g
Gorduras poli-insaturadas 6.7 g0.87 g8.69 g
Gorduras monoinsaturadas 1.29 g 0.27 g17.2 g
Vitamina E 3.07 mg 0.01 mg12.3 mg
Vitamina K 0.6mcg 0.1 mcg 1.53 mg
 
Fonte: Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.
 
O óleo de cártamo possui menos calorias do que o óleo de coco e o de girassol, isto é bom porque o macronutriente quando consumido em grande quantidade pode aumentar o colesterol ruim, LDL.
 
Esta é a planta da qual se extrai o óleo de cártamo
Além disso, quando comparado com o óleo de coco, o de cártamo possui mais gorduras boas, a monoinsaturada, ômega 9, e a poli-insaturada, ômega 6. Porém, o óleo de girassol de destaca por conter quantidades maiores de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas. Por isso, os especialistas recomendam variar o consumo do óleo de cártamo com o de girassol. 
 
Combinando o óleo de cártamo
 
Óleo de cártamo + fontes de ômega 3: O óleo de cártamo é rico em ômega 6, e este ácido graxo em excesso pode levar à inflamações. O ômega 3 possui ação anti-inflamatória e por isso ajuda a controlar o efeito negativo do ômega 6. Alimentos ricos em ômega 3 são peixes de águas profundas e frias como o salmão, sardinha e arenque e sementes como a chia e a linhaça. 
 
Contraindicações
O suplemento do óleo de cártamo só podem ser consumidos com a orientação de um médico ou de nutricionista. Quanto ao óleo in natura, é melhor que gestantes e lactantes evitem o consumo do óleo de cártamo, pois ainda não existem estudos que mostrem a implicação deste alimento no bebê.

Riscos do consumo em excesso
É importante que haja um equilíbrio entre o ômega 3, encontrado principalmente em peixes de águas frias, e o ômega 6 na razão de 5:1, sendo o ômega 6 o mais consumido e o ômega 3 o menos. O equilíbrio entre os dois é essencial porque o ômega 3 age como anti-inflamatório, enquanto o ômega 6 em excesso pode levar a inflamação.  
 
Infelizmente, como o ômega 6 pode ser encontrado na alimentação com facilidade, ele está presente em carnes, ovos e leite, e o 3 não, as pessoas podem ter dificuldade em balancear o consumo dos dois ômegas. 
 
O excesso de ômega 6 pode aumentar a inflamação e resultar em maiores riscos de doenças cardiovasculares, câncer, artrite e depressão. Estudos sugerem que a população consume até 30 vezes mais o ômega 6 do que ômega 3. Como o óleo de cártamo é rico em ômega 6, o excesso do alimento na dieta pode levar a esses problemas. Por ser um óleo calórico, o excesso dele também pode causar o ganho de peso. 
 
Onde encontrar
O óleo de cártamo pode ser encontrado em lojas de produtos naturais. 
 
Fonte consultadas: Nutricionista Fabiana Honda, da PB Consultoria em Nutrição.
Nutricionista Rita de Cássia Leite Novais, da empresa Consultoria Alimentar, especializada em Nutrição Clínica. 
 
Minha Vida

Dores nas costas: exercícios para prevenir e para quem já tem o problema

Os exercícios na água são recomendados para quem tem problemas na coluna - Foto: Getty Images
Getty Images
Os exercícios na água são recomendados para quem tem
 problemas na coluna
O fortalecimento muscular irá evitar complicações na coluna, as atividades de baixo impacto são as mais orientadas
 
Os exercícios são aliados importantes para prevenir e para quem já sofre com as dores nas costas decorrentes de problemas na coluna ou de postura.
 
"Tudo irá depender do exercício e de cada problema, porém, diria que de forma geral as atividades físicas são aliadas, pois proporcionam o fortalecimento de determinados grupos musculares e o alongamento de outros, o que irá melhorar a sustentação da coluna, diminuindo assim a sobrecarga em outras estruturas como os discos e ligamentos", explica o ortopedista Alexandre Podgaeti, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Coluna.

Porém, é preciso tomar uma série de cuidados antes, durante e depois dos exercícios e escolher a atividade correta para cada situação.
 
Conversamos com um ortopedista, um médico do esporte e uma educadora física e listamos as melhores atividades físicas e quais as precauções necessárias para quem tem dores nas costas.
 
Confira: 
 
Cuidados necessários
Pessoas que tem problemas na coluna precisam consultar um médico ortopedista ou fisiatra antes de iniciar os exercícios. "Eles vão orientar qual tipo de atividade pode ser feita e com qual finalidade. Também é importante a avaliação clínica e cardiológica para prevenir complicações de uma possível doença cardíaca assintomática", explica o ortopedista Alexandre Podgaeti, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Coluna.

Quando for praticar o exercício é importante fazer um alongamento geral ou específico para grupos musculares que serão exigidos naquele exercício antes de iniciar a atividade e também após terminá-la.

Durante a atividade fique atento a algumas questões. "Evite o levantamento de objetos com peso superior a 10-15% de seu peso corporal e não abaixe, mas sim agache", diz Podgaeti.

No dia a dia procure manter o peso corporal dentro do ideal, sente-se corretamente, renove o colchão sempre que ele começar a afundar, durma de lado e de preferência com o travesseiro na altura do ombro e, por fim, procure um médico sempre que houver dor intensa ou persistente. Esses cuidados cotidianos são essenciais para não iniciar ou agravar a dor nas costas.  
 
Quem não pode fazer exercícios
Apesar de serem benéficos para quem tem problemas na coluna, para algumas pessoas as atividades físicas podem não ser recomendadas. "Existem pessoas que são sedentárias e começam a ter dores na coluna e neste momento decidem praticar exercícios. Não é uma boa hora para se fazer isso, mas sim de ir ao médico, ser examinado, fazer exames para o diagnóstico e aí receber as recomendações para a prática de atividades físicas", conta Podgaeti.

Há outras situações em que não se recomenda as atividades, como diminuição de força causada por compressão de algum nervo na coluna. Neste caso, pode ser que necessite inclusive de cirurgia, dependendo do caso. Pessoas em tratamento de fratura vertebral ou na presença de tumor que comprometa a estabilidade da coluna também não podem praticar atividades. É importante ressaltar que cada caso deve ser avaliado por um médico, pois eles possuem diferentes restrições. 
 
Treino aeróbico
É preciso tomar cuidado com a escolha dos exercícios aeróbicos. "No geral aqueles que causam maior impacto, como a corrida não são tão bons", constata o médico do esporte Roberto Ranzini.

Desta forma, atividades que normalmente são orientadas são a caminhada, o transport e a bicicleta ergométrica. "Porém, tudo irá depender do problema que a pessoa tem. A bicicleta ergométrica, por exemplo, é ótima, mas se a pessoa tem uma complicação no cóccix, o exercício já passa a não ser recomendado", observa a educadora física Fernanda Andrade.
 
Exercícios na água
Outas opções de aeróbicos de baixo impacto são os exercícios na água. "Eles são uma alternativa porque aliviam o peso do corpo sobre a coluna", afirma Ranzini.

As melhores alternativas na água são a hidroginástica e a natação. "Vale destacar que para alguns problemas de coluna o nado de peito e o de borboleta não são orientados, o primeiro devido à maneira como a abertura de pernas é feita e o segundo por causa do movimento de subir e abaixar", conta Andrade. Caso a complicação seja na cervical, o nado crau não é indicado, pois o movimento do pescoço pode gerar inflamações. 
 
Exercícios na musculação
A musculação é muito boa para quem tem problemas na coluna. "Ela irá ajudar a fortalecer a musculatura do core, abdômen, quadril e lombar. Essas três musculaturas precisam estar fortes para que a coluna fique bem estável", explica Andrade.

É melhor fazer os exercícios nas máquinas, pois assim irá garantir a melhor execução dos movimentos. "Procure fazer um treino com bastante equilíbrio, nada de exercitar mais um grupo muscular do que outro", conta Andrade. Também é importante tomar cuidado com o aumento de carga, ele precisa ser ainda mais gradativo do que quando a pessoa não tem problemas na coluna. 
 
Exercícios abdominais
Fortalecer o abdômen é essencial para quem tem problemas de coluna. "Caso o esta região esteja fraca a curvatura da coluna fica mais acentuada. Com um abdômen forte há uma barreira que deixa a coluna estável", observa Andrade. 

Contudo, há diferentes tipos de abdominais orientados para cada problema. Em algumas situações é recomendado que a amplitude do movimento seja menor, em outros casos a pessoa pode fazer apenas abdominais na região inferior. Por isso, é sempre importante ter a orientação do médico e do educador físico. 
 
Exercícios de equilíbrio
Os exercícios que treinam o equilíbrio são ótimos para a coluna. "Eles melhoram a propriocepção, noção de posição dos membros para o cérebro, o que irá ajudar a pessoa a se posicionar melhor", explica Ranzini.

Além disso, o esforço para se manter equilibrado faz com que a musculatura profunda do corpo, que é responsável pela estabilidade, seja fortalecida. Assim, as articulações, tendões e ligamentos são beneficiados pois ficam próximos dessas musculaturas e as chances de problemas, especialmente na coluna, diminui. Boas alternativas de exercícios de instabilidade são os feitos com a fit ball, aquela bola grande utilizada nas academias e no pilates, e o slack line, esporte que envolve andar e se equilibrar em cima de uma fita apropriada.
 
Minha Vida

Concurso Prefeitura de Espinosa - MG

A Prefeitura de Espinosa, no estado de Minas Gerais, através da empresa Exame Auditores & Consultores Ltda, publicou edital de concurso público n° 01/2014, destinado ao provimento de 213 vagas, sendo 201 para ampla concorrência e 12 para pessoas com deficiência PcD. As chances são para cargos de níveis fundamental, médio e superior, por salários de até R$ 1.850,00.

As chances são para os empregos de Auxiliar Administrativo; Auxiliar de Serviços Gerais; Auxiliar de Serviços Gerais - Servente Escolar; Condutor de Veículos Leves; Condutor de Veículos Pesados; Fiscal de Obras e Posturas; Fiscal de Rendas; Gari; Oficial de Serviços Públicos: Bombeiro, Eletricista, Marceneiro e Pedreiro; Pedagogo; Professor PI; Técnico Administrativo; Técnico de Nível Médio em Radiologia; Técnico de Nível Médio em Saúde - Técnico em Enfermagem; Técnico de Nível Superior Administrativo - Engenheiro Civil; Técnico de Nível Superior em Assistência - Assistente Social; Técnico de Nível Superior em Saúde - Biomédico, Enfermeiro Saúde Mental; Enfermeiro e Nutricionista. As jornadas de trabalho são de 20, 24, 30 ou 40 horas semanais.

As inscrições deverão ser realizadas via internet, por meio do endereço eletrônico www.exameconsultores.com.br, no período de 16 de junho a 15 de julho de 2014. As taxas variam de R$ 36,00 a R$ 93,00 de acordo com o cargo escolhido.

Aos candidatos com dificuldade de acesso à internet, será disponibilizado Atendimento presencial na Sede da Prefeitura Municipal de Espinosa, situada na Praça Coronel Heitor Antunes, nº 132, Centro, CEP 39510-000, Espinosa/MG.

As provas (Objetiva de Múltipla Escolha e Prática) serão realizadas no município de Espinosa, na data prevista de 17 de agosto de 2014, em locais e horários a serem divulgados no Quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Espinosa e no endereço eletrônico da empresa organizadora - www.exameconsultores.com.br. O gabarito provisório será divulgado na data provável de 19 de agosto de 2014.

O prazo de validade do concurso público é de dois anos, contados da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por uma única vez, por igual período, mediante ato do Prefeito Municipal.

Concurso Prefeitura de Dona Euzébia - MG

A Prefeitura de Dona Euzébia, Estado de Minas Gerais, publicou edital de concurso público n° 001/2014, com o fito de preencher 32 vagas nos cargos de níveis fundamental e superior, por salários variados de R$ 724,00 a R$ 6.126,00 por carga horária de 04 a 40 horas semanais.

O concurso público será realizado sob a responsabilidade da empresa SEAP - Serviço Especializado em Administração e Projetos Ltda.

As vagas são para os empregos de Agente de Epidemiologia, Agente de Vigilância Sanitária, Assistente Social, Calceteiro, Eletricista, Médico Cirurgião, Médico Clínico Geral, Medico Ginecologista, Medico Pediatra, Motorista “D”, Operador de Máquinas Pesadas, Psicólogo (a) e Trabalhador Braçal.

As inscrições, nos valores entre R$ 40,00 e R$ 100,00, serão realizadas por meio do endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br, das 09h do dia 05 de maio até às 22h do dia 05 de junho de 2014.

Os interessados que não tenham acesso à internet poderão utilizar os terminais de computador disponibilizados no Setor de Controle interno e Setor de Departamento Pessoal da Prefeitura Municipal de Dona Eusébia, situado à Av. Antônio Esteves Ribeiro, nº 340– Centro – Cep: 36.784-000 , exceto sábado, domingo, feriado ou ponto facultativo, no horário de 12h00min às 16h00min.

As provas objetivas serão aplicadas na data prevista de 29 de junho de 2014. A divulgação dos locais e horários das Provas Objetivas será na data provável de 23 de junho de 2014, no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Dona Euzébia no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br.

O gabarito para a conferência do desempenho dos candidatos será publicado pela SEAP, no dia 30 de junho de 2014, no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Dona Eusébia no endereço eletrônico www.seapconcursos.com.br.

O prazo de validade do concurso público é de dois anos, contados da data da homologação do seu resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez, a critério da Administração Pública.