Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Anvisa suspende venda e uso do medicamento Diurisa

A agência identificou que a Eurofarma "alterou excipientes, a embalagem primária e a forma farmacêutica do medicamento sem a devida autorização"
 
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a distribuição, comércio e uso, em todo o País - de todos os lotes dentro do prazo de validade - do medicamento Diurisa (Cloridrato de Amilorida + Furosemida), fabricado pela empresa Eurofarma Laboratórios, localizada em Itapevi (SP).
 
Pelo resultado de apuração feita em dezembro, a Anvisa identificou que a empresa "alterou excipientes, a embalagem primária e a forma farmacêutica do medicamento sem a devida autorização".
 
A resolução publicada no Diário Oficial da União também determina o recolhimento de todo o estoque existente no mercado dos lotes do remédio que estão dentro de prazo de validade. O Diurisa é um diurético usado para reduzir inchaços de origem circulatória, renal ou hepática.
 
Outras suspensões
A Anvisa ainda suspendeu nesta terça-feira vários outros produtos. A lista de suspensão inclui:
 
*todos os produtos para saúde e cosméticos das marcas Mei-Cha e Fujii, incluindo os comercializados pela empresa Kaecha Cosmética, situada em São Paulo (SP), por não estarem regularizados pela Agência;
 
*o lote 1403, data de validade 03/04/2015, do gel modelador capilar fixação forte Vita Capili, fabricado pela empresa Muriel do Brasil Indústria de Cosméticos, por apresentar desvio de qualidade;

*todos os produtos sob vigilância sanitária fabricados pela empresa Iracema Batista Regis ME, com o nome fantasia de Proclean Cleaning Products, localizada em Barreiras (BA), por não ter autorização de funcionamento da Anvisa;
 
*todos os produtos fabricados pela empresa IND Diagnostics INC, localizada no Canadá, por comercializar produtos sem registro no seu país sede e por apresentar falhas no seu sistema de gerenciamento e práticas de distribuição de produtos médicos;
 
*o produto Creme Alisante - Salon Line Professional, registro nº. 2.2959.0155.001-09, lote 0076661, data de validade 11/2014, fabricado por Devintex Cosméticos, por desvio de qualidade;
 
*todos os produtos nominais à empresa Laborkit Indústria e Comércio, "uma vez que estes foram importados irregularmente, haja vista seus registros serem tidos como de produção nacional".
 
Outra resolução da Anvisa informa que a empresa Essencialle Ind. e Com. de Cosméticos recolherá, voluntariamente, o produto Active Hair, Marca Concept Profissional, lote nº 100299310. O recolhimento se dará porque foi detectada a presença irregular de ácido acético na formulação do produto. Com a decisão, fica suspensa a distribuição, comércio e uso do produto.

Fonte iG

Comercialização de álcool líquido mais inflamável está suspensa em todo o país

Suspensão atinge todas as empresas fabricantes do produto ligadas à Abraspea
Foto: Venilton Kuchler / SESA
Suspensão atinge todas as empresas fabricantes do
produto ligadas à Abraspea
Medida é resultado da decisão do TRF, que no ano passado se manifestou pela legalidade da resolução da Anvisa
 
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, em todo o país, a fabricação, distribuição e comercialização do álcool líquido com graduação maior que 54°GL, equivalente a 46,3º INPM. A medida foi publicada na edição desta segunda-feira (25) do Diário Oficial da União e é resultado da decisão judicial do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª região, que no ano passado se manifestou pela legalidade da resolução RDC 46/2002 da Anvisa.
 
Segundo informou a agência reguladora, a suspensão atinge todas as empresas fabricantes do produto ligadas à Associação Brasileira dos Produtores e Envasadores de Álcool (Abraspea), já que os álcool líquido na graduação acima não atende a regulamentação da Anvisa.
 
Em 2002, a agência publicou a RDC 46/2002 retirando do mercado o álcool líquido em suas concentrações mais inflamáveis.
 
Logo após a publicação, a entidade representativa do setor obteve uma decisão judicial que permitia aos seus associados continuar comercializando o produto. Em 2012, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região decidiu pela validade da norma da Anvisa.
 
Fonte isaude.net

Professor de odontologia é acusado de receitar pastilhas para tratar câncer

Um professor de odontologia diagnosticou erradamente pelo
 menos sete casos de câncer bucal
Ele responde por 46 acusações de diagnóticos errados de câncer de boca. Quatro dos pacientes morreram pelo agravamento da doença
 
Um professor de odontologia diagnosticou erradamente pelo menos sete casos de câncer bucal, sendo que quatro dos pacientes acabaram morrendo em decorrência do agravamento da doença.
 
De acordo com informações do DailyNews, em um dos casos ele chegou a receitar pastilhas sem açucar e outra com suplemento de ferro para uma mulher que, mais tarde, foi diagnosticada com câncer no maxilar. Esta paciente, que despetou todo Reino Unido para as negligências do professor, começou a tratar de uma disfunção temporo-mandibular (DTM).
 
O profissional, Philip Lamey, é professor da Escola de Odontologia no Royal Victoria Hospital, em Belfast (Irlanda). Ele está sendo julgado pelo Conselho Geral de Odontologia (GDC), em Londres (UK). No total foram convocados 135 pacientes para esclarecer as dúvidas com relação aos resultados das biópsias pedidas pelo dentista.
 
De acordo com o Daily, ele enfrenta 46 acusãoes por prática dolosa e negligência.
 
Fonte isaude.net

Anvisa amplia prazo para decisão sobre uso racional de medicamentos

Remédios com tarja vermelha correspondem a 65% do mercado de medicamentos
Remédios com tarja vermelha correspondem a 65%
do mercado de medicamentos
Entidades e instituições ainda podem se manifestar sobre a determinação de normas para evitar abuso no consumo de remédios
 
A Anvisa determinou novo prazo para que entidades e instituições públicas ou privadas interessadas, manifeste sua colaboração na elaboração de novas normas em relação ao controle do consumo dos chamados tarjas vermelhas, que correspondem a 65% do mercado de medicamentos. Para a maioria desses produtos, a legislação sanitária exige apenas a apresentação da receita médica no ato da compra. As farmácias não são obrigadas a reter as receitas.
 
O novo prazo para que os interessados manifestem interesse em integrar a Força de Trabalho se encerra às 23h e 59min do dia 8 de março de 2013, de acordo com edital publicado nesta segunda-feira(25).
 
A Força de Trabalho que será constituída pela Anvisa tem por objetivo enfrentar esse desafio e propor soluções para evitar o uso descontrolado de remédios. A medida é um desdobramento da Audiência Pública realizada em setembro de 2012, cujas discussões apontaram para a necessidade de reunir diversos setores da sociedade para formular propostas de ações concretas.
 
No Brasil, a venda de medicamentos sem apresentação da receita é um problema grave de saúde pública. A cultura da automedicação e a falta de controle sobre a dispensação desse produtos em farmácias e drogarias são fatores que comprometem toda a cadeia de vigilância sobre a produção e utilização de medicamentos no país.
 
Fonte isaude.net

Descoberto sistema molecular que induz inflamação em doenças neurodegenerativas

Dr. Diego Gomez-Nicola (sentado) e o Professor Hugh Perry, durante o processo de pesquisa
Foto: University of Southampton
Dr. Diego Gomez-Nicola (sentado) e o Professor Hugh Perry,
durante o processo de pesquisa
Cientistas da Universidade de Southampton, no Reino Unido, identificaram um mecanismo molecular que contribui para a reação inflamatória prejudicial no cérebro durante doenças neurodegenerativas.
 
Um aspecto importante de doenças neurodegenerativas crônicas, tais como a doença de Alzheimer, Parkinson e Huntington é a geração de uma reação inflamatória inata dentro do cérebro.
 
Os resultados abrem novos caminhos para a regulamentação da reação inflamatória e fornece maior compreensão sobre a biologia de células microgliais, que desempenham um papel-chave no desenvolvimento e manutenção da reação.
 
 
"O entendimento da biologia microglial durante doenças neurodegenerativas é crucial para o desenvolvimento de potenciais abordagens terapêuticas para controlar a reação inflamatória nociva. Estas intervenções potenciais poderiam modificar ou deter doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer. Os resultados futuros potenciais desta linha de pesquisa poderiam ser rapidamente traduzidos para as clínicas de neuropatologia, e poderiam melhorar a qualidade de vida dos pacientes com estas doenças", afirma o líder da pesquisa Diego Gomez-Nicola.
 
Células microgliais se multiplicam durante diferentes condições neurodegenerativas, embora pouco se saiba sobre como isso ocorre.
 
No estudo, os cientistas descrevem como usaram um modelo de laboratório de neurodegeneração para entender a resposta do cérebro à proliferação microglial e dissecaram as moléculas que regulam este processo.
 
Eles verificaram que a sinalização através de um receptor chamado CSF1R é uma chave para a expansão da população microglial e, portanto, pode ser alvo de drogas.
 
"Temos sido capazes de identificar que este sistema molecular está ativo molecular em doenças humanas como Alzheimer e Creutzfeldt-Jakob, apontando que este mecanismo é universal no controle da proliferação microglial durante a neurodegeneração. Atingindo CSF1R com inibidores seletivos, temos sido capazes de atrasar os sintomas clínicos da doença priônica experimental e também prevenir a perda de neurónios", conclui Gomez-Nicola.
 
Fonte isaude.net

Concurso Universidade Federal de Campina Grande - UFCG/PB

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Paraíba, realiza concurso para provimento de 1 vaga para Professor Adjunto no Curso de Medicina Veterinária.

Inscrições:
Até 1º de março de 2013 na Secretaria da Unidade Acadêmica de Medicina Veterinária, do Centro de Saúde e Tecnologia Rural, da UFCG (Campus de Patos, localizado na avenida dos Universitários, s/nº, Rodovia Patos/Teixeira, km1, Bairro Santa Cecília),

Provas:
Prova escrita: 25 de março de 2013
Prova didática: 27 de março
Prova de títulos: 28 de março.

Áreas:
Doenças Infectocontagiosas dos Animais Domésticos, Zoonoses e Saúde Pública e Microbiologia Veterinária

Remuneração:
R$ 8.618,53

Concurso Universidade Estadual Paulista - Unesp/SP

A Universidade Estadual Paulista (Unesp), São Paulo, realiza seleção para 16 vagas para professores em Bauru, Assis, Presidente Prudente, Ilha Solteira, Araçatuba, Rio Claro, São Paulo, Rio Claro, Araraquara e Marília.

Inscrições:
Até 1º de março pelo www.vunesp.com.br.


Valor:
R$ 37,00 a R$ 49,00

Remuneração:
R$ 2.058,32 a R$ 4.075,34

Cargos:
Ensino Médio - Agente de Vigilância e Recepção e Técnico de Contabilidade;
Ensino Superior - Médico (Medicina do Trabalho), Médico, Nutricionista e Terapeuta Ocupacional.

Provas:
Haverá prova objetiva, haverá avaliação psicológica e prova de títulos

Concurso Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ realiza seleção para preenchimento de 1 vaga para o Centro Biomédico, na Unidade da Faculdade de Ciências Médicas.

Inscrições:
De 18 de Fevereiro de 2013 a 27 de Março de 2013 na secretaria do Departamento de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Boulevard 28 de setembro, nº 87, 2º andar, Vila Isabel, Rio de Janeiro/RJ

Área:
Departamento de Pediatria

Remuneração:
R$ 5.497,00.

Provas:
Haverá Prova escrita, Prova de aula, e Julgamento de Títulos e Trabalhos.

Concurso Prefeitura Municipal de Itapeva - MG

A Prefeitura Municipal de Itapeva/MG realiza concurso para provimento de vagas

Inscrições:
De 28 de Janeiro a 28 de Fevereiro de 2013, na Prefeitura Municipal de Itapeva, Rua Ulisses Escobar, Nº 30, Centro, Itapeva/MG ou pelo www.magnusconcurs
os.com.br

Cargos:
Assistência Social com Registro no Órgão de Classe: Assistente Social (01).
Curso Técnico de Auxiliar em Farmácia: Auxiliar de Farmácia (01).
Curso Superior com Habilitação: Professor com Licenciatura Ensino Fundamental - Português (01); Matemática (01); Geografia (01); História (01); Ciências (01) Inglês (01); Educação Física (01); Artes (01); Música (01); Supervisor Pedagógico (04).
Curso Superior em Farmácia e Bioquímica com Registro no Conselho Regional de Farmácia: Farmacêutico/Bioquímico (01);
Curso Superior Completo em Medicina Veterinária e Registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária: Médico Veterinário (01);
Curso Técnico de Enfermagem, com Registro no Órgão de Classe: Técnico em Enfermagem (03).
Curso Técnico de Patologia Clínica: Técnico em Patologia Clínica (01).
Curso Técnico em Radiologia: Técnico em Radiologia (01).
Engenharia Com Registro no Órgão De Classe: Engenheiro (01).
Ensino Médio: Auxiliar Administrativo (01); Fiscal de Obras (01); Fiscal de Tributos (01); Monitor de Creche (12); Secretário Escolar (03).
Ensino Superior em Enfermagem e Registro no Conselho Regional: Enfermeiro (01).
Ensino Superior em Medicina e Registro no Conselho Regional: Médico (10);
Experiência Comprovada Mínimo de 03 Anos na área: Eletricista Mecânico (01).
Fisioterapia com Registro no Órgão de Classe: Fisioterapeuta (Cadastro Reserva);
Fonoaudiologia com Registro no Órgão de Classe (Cadastro Reserva);
Formação Auxiliar em Enfermagem e Registro no Conselho Regional: Auxiliar de Enfermagem (05).
Formação em Ciências Contábeis com Registro no Órgão de Classe: Contador (01); Controlador (01).
Nível Fundamental Completo: Agente Administrativo (02); Mestre de Obras Públicas (02).
Nível Superior em qualquer área de formação: Assistente Administrativo (01).
Odontologia com Registro no Órgão de Classe: Dentista (01);
4ª Série do Ensino Fundamental: Mecânico I (02); Operador de Máquinas (03);
Pedagogia ou Normal Superior Completo: Professor de Ensino Infantil (09); Professor de Nível Médio (36).
Psicologia com Registro no Órgão de Classe: Psicólogo (Cadastro Reserva).

Provas:
Provas Objetivas: 17 de Março
Haverá provas Prática e de Títulos.

Concurso Prefeitura Municipal de Botumirim – MG

A Prefeitura Municipal de Botumirim – MG realiza concurso para provimento de vagas

Inscrições:
De 4 de Março de 2013 a 3 de abril na Rua José da Cruz, nº 09, Centro ou pelo www.exameconsultores.com.br


Cargos:
Alfabetizado: Auxiliar de Serviços Gerais (38); Condutor de Veículos Leves (10); Condutor de Veículos Pesados (15); Mecânico (03); Oficial de Serviços Públicos (14); Operador de Máquinas Pesadas (01); Servente Escolar (01).

Nível Fundamental: Agente Administrativo (29); Atendente de Saúde (05); Auxiliar de Enfermagem - Com Curso e Registro no Conselho de Classe (05); Marinheiro Fluvial - Auxiliar de Máquinas (01); Marinheiro Fluvial de Convés (01).

Nível Médio: Assistente Educacional (02); Fiscal de Rendas (02); Monitor de Creche (02).

Nível Técnico: Técnico Agrícola (02); Técnico em Informática (03); Técnico em Processamento de Dados (01).

Nível Superior Completo: Biomédico (01); Enfermeiro (03); Engenheiro-Agrônomo (01); Farmacêutico (01); Médico (01); Odontólogo (01); Pedagogo (02); Professor de Educação Infantil (08); Professor Municipal Ensino Fundamental - 1º ao 5º ano (08); Professor Municipal Ensino Fundamental 6º ao 9º ano - Ciências (01); Professor Municipal Ensino Fundamental 6º ao 9º ano - Geografia (01); Professor Municipal Ensino Fundamental 6º ao 9º ano - História (01); Professor Municipal Ensino Fundamental 6º ao 9º ano - Matemática (01); Professor Municipal Ensino Fundamental 6º ao 9º ano - Português (01).

Provas:
Haverá provas objetiva, de títulos e prática.

Concurso Prefeitura de Trajano de Moraes - RJ

A Prefeitura de Trajano de Moraes, Rio de Janeiro, realiza concurso para 145 vagas

Inscrições:
21 de fevereiro a 15 de março pelo www.incp.org.
br ou na avenida Castelo Branco, s/n, Centro

Valor:
R$ 40,00, R$ 60,00 e/ou R$ 75,00.

Remuneração:
R$ 622,00 a R$ 2.700,00

Cargos:
Fundamental - Merendeira, Motorista de Veículos Pesados, Operador de Máquinas e Coveiro;

Médio - Professor Regente de Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), Professor Regente em Educação Infantil, Fiscal de Tributos, Fiscal de Obras, Fiscal de Postura, Auxiliar de Serviços de Saúde, Técnico de Enfermagem, Guarda Ambiental e Agente da Defesa Civil;

Superior - Advogado Municipal, Contador, Engenheiro Civil, Pedagogo, Orientador Educacional, Enfermeiro - ESF, Médico Clínico Geral - PSF, Cirurgião Dentista - ESF, Professor Regente de Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) para as disciplinas de português, matemática, ciências, educação física e língua estrangeira de inglês.

Concurso Prefeitura de Ipuã - SP

A Prefeitura de Ipuã, São Paulo, realiza concurso para preenchimento de vagas

Inscrições:
Até 28 de fevereiro pelo www.gerencialconcurso
s.com.br ou na avenida Carlos Fernandes, nº. 1015, Ipuã

Remuneração:
R$ 1.586,97.

Provas:
Haverá provas objetivas, e provas práticas para Pedreiro, Ajudante de Manutenção, Tratorista, Motorista e Operador de Máquina.

Cargos:
Alfabetizado/Ensino Fundamental - Pedreiro, Vigia, Monitor de Corte e Costura, Monitor de Pintura, Monitor de Bordado, Merendeira, Ajudante de Manutenção, Tratorista, Motorista, Operador de Máquina, Agente de Campo, Agente Escolar e Agente Comunitário de Saúde;

Ensino Médio - Agente de Saneamento, Fiscal Municipal, Monitores de Creche, Balé, Culinária, Dança, Futebol, Futsal, Natação, Basquete, Atletismo, Informática, Karatê, Capoeira, Música e Teatro, Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar Administrativo, Monitor da Terceira Idade, Monitor de Portadores de Necessidades Especiais, Agente de Saneamento, Professor de Educação Infantil e Professor de Educação Básica I;

Ensino Superior - Professor de Educação Básica II de Matemática, Inglês, Educação Artística, Ciências, Educação Física, Geografia, História e Português, Assistente Social e Psicólogo.

Concurso Prefeitura de Descanso - SC

A Prefeitura de Descanso, Santa Catarina, realiza seleção temporária para 39 vagas

Inscrições:
Até 1º de março de 2013, na Prefeitura Municipal, avenida Marechal Deodoro, nº. 146, Descanso.

Valor:
R$ 20,00 a R$ 40,00

Remuneração:
R$ 678,00 a R$ 3.272,82

Provas:
Provas objetivas: 9 de março
Haverá prova prática para Mecânico, Motorista e Operador de Equipamentos Rodoviários.

Cargos:
Ensino Superior - Enfermeiro, Farmacêutico, Médico ESF e Nutricionista;

Ensino Médio - Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Enfermagem e Fiscal de Tributos;

Ensino Fundamental - Agente Comunitário de Saúde, Telefonista, Auxiliar de Serviços Gerais, Carpinteiro, Mecânico, Motorista, Operador de Equipamentos Rodoviários e Pedreiro

Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Minas Gerais - Hemominas

A Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Minas Gerais (Hemominas) realiza concurso para provimento de 398 vagas

Inscrições:
Até 19 de março de 2013 pelo www.ibfc.org.br


Valor:
De R$ 45,00 a R$ 72,00

Cargos:
Assistente Técnico de Hematologia e Hemoterapia (ATHH) I e II, Analista de Hematologia e Hemoterapia (ANHH) I e III e Médico da área de Hematologia e Hemoterapia (MEDHH) III e VI.

Remuneração:
De R$ 887,60 a R$ 11.050,53

Cargos:
Nível Médio/Técnico - Assistente Técnico de Hematologia e Hemoterapia I e II nas funções de Auxiliar Administrativo, Técnico de Enfermagem, Técnico de Patologia Clínica, Técnico de Segurança do Trabalho e Técnico de Informática;

Superior - Analista de Hematologia e Hemoterapia I e III nas funções de Administrador, Analista de Sistemas, Arquiteto, Assistente Social, Biólogo, Farmacêutico Bioquímico/Biomédico, Cirurgião-Dentista, Contador, Economista, Enfermeiro, Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro Clínico, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Engenheiro de Produção, Engenheiro Eletricista, Engenheiro Mecânico, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Pedagogo, Psicólogo Clínico e Psicólogo Organizacional e Médico MEDHH nas especialidades de Cirurgia Plástica, Clínica Geral, Hematologia, Ortopedia e Patologia Clínica.

Consórcio Intergestores Paraná Saúde

O Consórcio Intergestores Paraná Saúde realiza seleção para preenchimento de 1 vaga e formação de cadastro de reserva.

Inscrições:
Até 21 de março pelo www.fafipa.org


Valor:
R$ 40,00 e R$ 60,00.

Cargo:
Farmacêutico, Auxiliar Administrativo I (CR) e Contador (CR)

Remuneração:
R$ 4.526,25, R$ 1.400,00 e de R$ 3.461,25

Provas:
Haverá prova objetiva

Concurso COFFITO 2013

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - COFFITO, através do INDEXUS, abriu edital de concurso público nº 01/2013, destinado ao provimento de 13 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior, com salários de até R$ 5.269,72.
 
As chances são para os cargos de:

- Técnico de Nível Superior: Administração, Análise de Sistemas, Letras - Português e Secretariado Executivo;

- Nível Médio: Agente Administrativo;

- Nível Fundamental: Motorista.
 
As inscrições serão realizadas até o dia 21 de março de 2013, unicamente pela Internet no endereço eletrônico: www.indexus.com.br e com pagamento até o dia 22 de março de 2013.

O valor da taxa de inscrição para o cargo de Motorista será de R$ 25,00; para o cargo de Agente Administrativo será de R$ 35,00 e para os cargos de nível superior será de R$ 60,00.

As Provas Objetivas e a Prova de Redação serão aplicadas em Brasília.

O Edital de convocação para as provas e outras informações serãos divulgadas no mural do COFFITO, situado no SRTVS- quadra 701, Ed. Assis Chateaubriand, Bloco II, salas 602/614, Brasília/DF, ou na Internet (www.indexus.com.br e www.coffito.org.br).

O prazo de validade do concurso é de 02 anos, contados a partir da data da publicação do Edital de homologação no Diário Oficial da União, prorrogável por uma única vez, por igual período, a critério do COFFITO.

Concurso Polícia Civil do Estado de São Paulo

A Academia de Polícia "Dr. Coriolano Nogueira Cobra", no estado de São Paulo, divulgou regulamento APP 1/2013 para realização do concurso destinado ao preenchimento de 113 cargos vagos de Auxiliar Papiloscopista Policial. As oportunidades são para pessoas com nível fundamental e a remuneração oferecida pode chegar a R$ 2.278,05.
 
Ficam reservadas 5% das vagas aos candidatos portadores de necessidades especiais.
 
Inscrição
As inscrições, no valor de R$ 10,65, serão realizadas das 10 horas de 11 de março às 16 horas de 12 de abril de 2013 (horário de Brasília), exclusivamente pela internet, no site www.vunesp.com.br.
 
Redução da taxa de inscrição
Uma das novidades deste certame é que, com base na Lei Estadual nº 12.782, de 20.12.2007, o candidato terá direito à redução de 50% do valor da taxa de inscrição, desde que CUMULATIVAMENTE, seja estudante de curso pré-vestibular ou curso superior (graduação ou pós) e esteja recebendo remuneração mensal inferior a dois salários mínimos, ou ainda esteja desempregado. Essa redução deverá ser solicitada no período das 10h00 do dia 11 até às 23h59min de 12 de março de 2013.
 
Provas
O processo seletivo será constituído de Prova Preambular, Prova de Aptidão Psicológica e Prova de Aptidão Física.
 
A prova preambular será realizada provavelmente no dia 02 de junho de 2013, nas cidades de São Paulo, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba. Trará questões de Língua Portuguesa, Direito, Criminologia, Lógica e Informática.
 
O local e sala serão divulgados por meio de edital de convocação a ser publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) – Poder Executivo – Seção I. Já a realização da prova de aptidão psicológica se dará somente na cidade de São Paulo, em data, local e horário a serem divulgados através de convocação.
 
Por fim, serão convocados oportunamente para realizar a prova de aptidão física todos os candidatos considerados aptos na prova de aptidão psicológica.
 
Validade
O concurso público será válido por 2 anos, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período.

Concurso Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim – RS

A Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim (FHSTE), Estado do Rio Grande do Sul, lançou edital de concurso público N° 01/2013, com a intenção de ocupar 43 vagas e formar cadastro de reserva. O concurso será realizado sob a coordenação técnico-administrativa do Grupo Impresul Serviço Gráfico e Editora Ltda e oferece vagas para cargos de níveis fundamental e médio.

Cargos
Agente Operacional, Cozinheiro, Escriturário, Oficial de Manutenção, Técnico Eletro Eletrônico, Técnico de Enfermagem, Técnico de Tecnologia da Informação e Auxiliar de Serviços Gerais. Os vencimentos são de até R$ 1.871,02 e a jornada de trabalho para todos os empregos será de 44 horas semanais

Inscrições
As inscrições serão realizadas até o dia 28 de fevereiro de 2013, unicamente pela Internet no endereço eletrônico: www.indexus.com.br e com pagamento da taxa de inscrição até o dia 1º de março de 2013.

Taxas
O valor da taxa de inscrição para os empregos de nível médio será de R$ 60,00 e para o emprego de nível fundamental será de R$ 30,00.

Provas
As Provas Objetivas serão aplicadas na cidade de Erechim. O Edital de convocação para as provas será divulgado no mural da Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim, situada na Rua Itália nº 919, Erechim/RS e nos sites: www.indexus.com.br e www.fhste.com.br.

Validade
O prazo de validade do concurso será de 02 anos, contados a partir da data da publicação do Edital de homologação.

Fundo Municpal de Saúde de Caldas Novas (GO) abre processo seletivo

O Fundo Municipal de Saúde de Caldas Novas, no estado de Goiás, divulgou extrato do edital Nº. 001/2013 de processo seletivo visando a contratação temporária de profissionais para reforço no quadro da Secretaria Municipal de Saúde. São ofertadas 276 vagas, sendo 48 imediatas e 228 para cadastro reserva de níveis fundamental e médio, com salário de até R$ 768,00.
 
Ficam assegurados 5% do total de vagas oferecidas no processo seletivo para os candidatos portadores de deficiência.
 
Cargos
Auxiliar Administrativo, Agente Administrativo, Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista de Veículos Leves e Pesados Emergenciais, Telefonista, Técnico em Manutenção, Agente de Vigilância, Programador de Microcomputador e Periféricos, Auxiliar de Cirurgião Dentista, Auxiliar de Laboratório e Auxiliar de Serviços de Saúde.
 
Inscrição
As inscrições serão realizadas até às 17:00 do dia 1º de março de 2013, através do site www.caldasnovas.go.gov.br.
 
Prova
O processo seletivo constará da análise de títulos e experiência profissional, de caráter classificatório.
 
Validade
A validade do processo seletivo será de 01 ano, a contar da data de sua publicação nos termos do item 6, prorrogável por igual período, a critério da administração municipal
 

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de Poço das Antas - RS

A Prefeitura de Poço das Antas, Estado do Rio Grande do Sul, abriu concurso público para provimento de 10 vagas e composição de cadastro reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade. A remuneração inicial vai de R$ 683,86 a até R$ 6.100,00, por jornada de 20 a 40 horas semanais.
 
Cargos
As chances são para os cargos de Agente Fiscal, Auxiliar Administrativo, Escriturário, Atendente de Educação Infantil, Secretário de Escola, Técnico Agrícola, Médico, Professor, Doméstica, Motorista e Servente.
 
Inscrições
As inscrições serão realizadas até o dia 08 de março de 2013, nos sites www.pocodasantas-rs.com.br e www.schnorr.com.br. A taxa é de R$ 97,32 para todos os cargos.
 
Provas, Gabaritos e Validade
As Provas Escritas de todos os cargos serão realizadas provavelmente no dia 16 de março de 2013, em locais e horários a serem divulgados. O gabarito será divulgado na data prevista de 17 de março de 2013, no site www.schnorr.com.br, após às 18:00 horas.

O concurso terá validade de até 02 anos, a contar da data de publicação da homologação do resultado final, prorrogável uma vez, por igual período, a critério da Administração Municipal.

Concurso Prefeitura de Marizópolis - PB

A Prefeitura de Marizópolis, Estado da Paraíba, lançou edital N° 001/2013 de concurso público destinado ao provimento de 79 vagas para profissionais de níveis fundamental, médio e superior, com salários de até R$ 1.292,32 por carga horária de 25 a 40h semanais. O concurso será realizado através da empresa Contemax Consultoria S/C Ltda.
 
Cargos
As vagas são para os cargos de Agente de Combate às Endemias, Auxiliar de disciplina, Auxiliar de serviços, Auxiliar de serviços administrativos, Coveiro, Gari, Guarda municipal, Instrutor artífice de teatro, Instrutor artífice de dança, Instrutor artífice de música, Jardineiro, Merendeira, Motorista e demais cargos.
 
Inscrições e Taxas
Os interessados deverão fazer suas inscrições até o dia 15 de março de 2013, através do site www.contemaxconsultoria.com.br, ou na Central de atendimento ao candidato, que funcionará no seguinte local: Centro Administrativo da Prefeitura Municipal de Marizópolis, Rua Francisco Pedrosa Araújo, 02 - Térreo - Centro - Marizópolis - PB. O candidato deverá acessar o site www.contemaxconsultoria.com.br para obter as informações de data, local e horário de prova na data prevista de 25 de março de 2013. As taxas variam de R$ 37,00, R$ 55,000, R$ 70,00 e R$ 75,00 de acordo com o cargo escolhido.
 
Provas, Gabaritos e Validade
As provas serão aplicadas em dois turnos, sendo que no turno da manhã serão realizadas as provas para os cargos de nível fundamental e superior e no turno da tarde, para os cargos de nível médio e técnico.
 
A prova objetiva será realizada na data prevista de 14 de abril de 2013. O candidato deverá acessar o site www.contemaxconsultoria.com.br para obter as informações de local e horário de prova na data prevista de 25 de março de 2013.
 
O gabarito será divulgado 24 horas após a divulgação do resultado. Já o resultado final será divulgado na data provável de 15 de maio de 2013.
 
O prazo de validade do concurso será de 02 anos, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo, a critério da Prefeitura do Município de MARIZÓPOLIS, ser prorrogado uma vez por igual período.

Concurso Prefeitura de Nova Roma do Sul - RS

A Prefeitura de Nova Roma do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, abriu edital nº 01/2013 de concurso público, sob a coordenação técnica-administrativa da Fundação La Salle, para provimento de cargos e formação de cadastro reserva para o quadro efetivo de servidores.
 
São ofertadas 10 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários variam de R$ 843,64 a R$ 6.639,31 em carga horária de 20 e 40h semanais.
 
Cargos
As oportunidades são para os cargos de Agente Comunitário de Saúde, Técnico de Enfermagem, Tesoureiro, Contador e Médico.

Inscrições
As inscrições serão realizadas até o dia 11 de março de 2013, pela internet, no endereço www.fundacaolasalle.org.br/concursos.

Taxas
Do valor da taxa de inscrição:
- nível de escolaridade fundamental – R$ 30,00;
- nível de escolaridade médio – R$ 40,00;
- nível de escolaridade superior – R$ 75,00.

Provas
As provas serão aplicadas no estado do Rio Grande do Sul, prioritariamente em Nova Roma do Sul, podendo ocorrer em outras cidades da região. A aplicação de provas objetivas será na data prevista de 31 de março de 2013, das 9h30min às 12h30min. Os locais e salas das provas estarão disponíveis no endereço www.fundacaolasalle.org.br/concursos após o término das inscrições.
 
O gabarito será divulgado na data prevista de 01 de abril de 2013.

Validade
Este concurso público terá validade de 2 anos, a contar da data de publicação do Edital de Encerramento, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Município de Nova Roma do Sul.

Vagas de estágio nos Correios do Amazonas

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT, por intermédio da Diretoria Regional do Amazonas, publicou editais N°s 036 e 037/2013 para realização de processo seletivo visando o preenchimento de 20 vagas e formação de cadastro de estagiários para candidatos de níveis médio e superior. Do total de vagas, 11 são para estagiar no turno matutino e 09 vagas para o turno vespertino, para a cidade de Manaus.
 
A bolsa de estágio será de até R$ 678,04 e a jornada a ser cumprida será de 04 horas diárias (20 horas semanais).
 
Os estudantes interessados em participar deverão, preencher a ficha de inscrição que estará disponível no site dos Correios: www.correios.com.br/institucional/concursos/correios, no período de 04 a 22 de março de 2013.

Este processo seletivo será composto de 2 etapas: análise curricular (classificatória e eliminatória) e análise de documentos (eliminatória). O resultado final será divulgado no site dos correios.
 
O processo seletivo terá validade de 6 meses, a contar da data de divulgação da lista de aprovados, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, a critério da área de Gestão de Pessoas/Recursos Humanos.

Dívida das santas casas e filantrópicos salta de R$ 1,8 bi para R$ 11,8 bi

O líder do PSDB, senador Aloysio Nunes (SP), manifestou na última sexta-feira (22) preocupação com a crise financeira profunda em que estão mergulhadas as santas casas de misericórdia e hospitais filantrópicos em todo o país. Desde 2005, a dívida aumentou mais de seis vezes, saindo de R$ 1,8 bilhão para R$ 11,8 bilhões.
 
Para o Aloysio Nunes, a crise financeira é consequência principalmente da defasagem no valor dos procedimentos pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ele cobrou do governo federal reajuste imediato da tabela do SUS como forma de evitar o fechamento dos hospitais.
 
- Na origem de tudo está a defasagem da tabela do SUS que precisa de reajuste já. De cada 100 reais despendidos pelos hospitais filantrópicos no atendimento pelo SUS, apenas 65 reais são ressarcidos – exemplificou.
 
Aloysio ressaltou que o problema afeta de maneira dramática a população brasileira. Ele sugeriu que a questão seja tema de debates em uma das sessões temáticas que começarão a ser realizadas no Senado, conforme aprovado pela Mesa da Casa.
 
- Essa é uma causa que deve unir a todos sem nenhuma hesitação. Saúde não é problema de governo e oposição, é causa comum a todos. Quem está doente não é membro do PT, do PSDB, do PP, do PSB. Pode até ser, mas é, sobretudo, um cidadão, um ser humano que tem direito a uma vida saudável – disse.
 
O senador destacou ainda que a parceria do Estado brasileiro com as instituições filantrópicas é fundamental para a sobrevivência do SUS e é prevista na Constituição Federal de 1988. Observou ainda que as santas casas que são responsáveis por 57% da assistência pelo SUS de acordo com dados do Ministério da Saúde têm importância ainda maior em cidades de médio e pequeno porte.
 
- A santa casa é o único ponto para o qual se convergem aqueles em busca de tratamento em mais de mil municípios do nosso país – observou.
 
Fonte Saudeweb

Brasil passará os EUA em Saúde Conectada

The question every healthcare IT startup must answerLíder global de Healthcare e Serviços Públicos da consultoria Accenture, Mark Knickrehm fala com exclusividade à revista FH sobre o estudo de Saúde Conectada que engloba oito países
 
Do ocidente para o oriente. Há dois anos, o americano Mark Knickrehm trocou as paisagens californianas pelos modernos arranha-céus de Singapura. Lá, vive com a família e utiliza um plano de saúde privado apenas pelo fato do acesso à saúde pública singapuriana não ser permitido aos estrangeiros.
 
“Eu diria que os serviços de saúde de Cingapura são tão bons quanto dos Estados Unidos (EUA), mas em casos de doenças raras ou mais complexas, o americano é melhor, pois é mais especializado. Para ter uma ideia, o governo investe mais em medicina e cuidados especializados do que o PIB da França. Mas, de modo geral, o sistema de Singapura é muito bom”, compara.
 
Ambos os países fazem parte de uma pesquisa da consultoria Accenture sobre saúde conectada, e Knickrehm está totalmente ligado ao estudo por comandar a área global de healthcare e serviços públicos da companhia.
 
Do oriente para o ocidente. O executivo veio ao Brasil pela primeira vez e conversou com exclusividade com a revista FH sobre o estudo que ainda engloba outros seis países: Espanha, Inglaterra, França, Canadá, Alemanha e Austrália. Veja os principais pontos da conversa a seguir.
 
Saúde Conectada
A pesquisa sobre saúde conectada ocorreu em 2011 e explorou as características dos sistemas dos respectivos países e a integração das informações considerando as diferentes plataformas. O estudo envolveu literatura da área e mais de 160 entrevistas com líderes e especialistas em sistemas de saúde, como governantes, acadêmicos e executivos de TI. Também foram feitas pesquisas com 3.727 médicos.
 
A consultoria escolheu os países com as maiores crises e potencial tecnológico para superá-las. Logo atrás dessas oito localidades, o executivo incluiria o Brasil, pois ele acredita que assim como Singapura, o governo e as empresas particulares demonstram que realmente querem aplicar tecnologia da informação (TI) para resolver os problemas.
 
Numa próxima pesquisa, entrariam outros emergentes, como Índia e China, pois, como no Brasil, ainda há muitos desafios para atender à população. “Esses países estão fazendo isso com menos hospitais e mais tecnologia do que os países desenvolvidos. É como as companhias telefônicas, que estão investindo menos em telefonia fixa e mais em infraestrutura para redes móveis.”
 
O Conceito
Knickrehm define o conceito de saúde conectada como um só registro do paciente, que pode ser acessado de qualquer unidade em que o doente estiver. “O Connected Health consiste em coletar informações de todos os pacientes e mantê-las em um único local, e entregá-las de volta aos médicos, enfermeiros e para os próprios pacientes, tornando-as disponíveis para pesquisas ou simplesmente para garantir que os processos certos aconteçam.”
 
Essa é uma integração que há muito tem se abordado no setor, mas com ela vem uma série de dificuldades, como: segurança da informação, financiamento dos sistemas, aceitação do médico e compatibilidade de dados e normas.
 
A questão da padronização dos dados vai além da convergência dos sistemas, segundo Knickrehm, as tecnologias podem ser diferentes. Ele compara com a situação dos medicamentos: os médicos podem passar o mesmo remédio em doses diferentes e é preciso encontrar uma forma de “traduzir” quando um profissional diz que as doses são de tal forma, e outro, de outra forma. “É preciso encontrar uma maneira de conciliar isso, para que quando os dados sejam apresentados a outro médico, ele saiba exatamente o que está acontecendo com o paciente. O país ou o estado precisa concordar com uma terminologia médica para que seja possível a troca de dados de forma eficiente. E isso envolve a comunidade desses profissionais concordando com certas descrições clínicas”, explica.
 
Assim, há a necessidade de padrões que definam quais dados são armazenados e uma maneira para que os médicos os registrem de forma concisa, para que se saiba quais dados serão obtidos ao extrair o registro do sistema do hospital.
 
Qual é o melhor?
Os países envolvidos na pesquisa são totalmente diferentes, fazem parte de quatro continentes e têm sistemas econômicos e de saúde diversos. Na opinião de Knickrehm, o mais avançado quando o assunto é saúde conectada é onde está seu novo lar. “É difícil explicar, mas, em Singapura, há certa liderança em relação aos outros porque o país está investindo há cinco anos. Lá, quando você se consulta com um médico, ele tem acesso a todo seu histórico, independentemente de onde aconteceu”, conta. O executivo também cita a Dinamarca (que está fora do estudo) e Reino Unido como exemplos.
 
Questionado sobre a relação dos sistemas universais de saúde (como Alemanha, Inglaterra, Canadá e outros presentes na pesquisa) e o potencial de integração sob o ponto de vista da TI, Knickrehm não sabe dizer se é mais fácil integrar um sistema como esses, pois em lugar nenhum do mundo o serviço é prestado por uma única organização.
 
São hospitais públicos, particulares e, em muitos países, organizações separadas e como os dados são fragmentados, a questão está em como se cria uma organização virtual. “Por mais que seja financiado pelo governo, ainda são muitas entidades que devem ser unidas e coordenadas. Então, acho que em lugares como os EUA ou Brasil, onde há um forte setor privado, provavelmente é mais difícil, mas nada tão drástico, porque mesmo na França, que tem o sistema público mais universal, os hospitais são parte de uma única organização e as decisões tecnológicas devem ser unidas sob os mesmos desafios. O que eles têm a favor é um governo com recursos legislativos mais fáceis”.
 
Mesmo com a Reforma de Saúde nos Estados Unidos, que estenderá o acesso à saúde a milhões de americanos, ainda há muito o quê fazer para implementar a Saúde Conectada. “A maior mudança lá foram os US$20 bilhões que o governo federal liberou para instituições investirem em tecnologia. Mas acho que os EUA serão os últimos a terem uma boa infraestrutura de Connected Health. É tão fragmentado e tão complicado que o Brasil deve passar à frente”, afirma. Em sua visão, os Estados Unidos são bons em levar os prontuários eletrônicos aos hospitais e grupos de médicos e isso facilitará a vida do paciente para lidar com menos papéis nos hospitais. Mas, armazenar informações em um local único é muito mais difícil para os EUA.
 
Quem paga a conta?
Um dos entraves para o desenvolvimento da saúde conectada é o potencial de recursos que isso exige e de onde esses investimentos sairão em tempos de crise. Segundo o executivo, financiar e pagar por tudo é um custo alto para se implementar em um país inteiro. Os orçamentos de TI teriam de subir algo entre 3% ou 4% do que normalmente.
 
Entretanto, na opinião de Knickrehm, mesmo em tempos de crise, os investimentos não cessarão completamente. “Os orçamentos de saúde estão crescendo, e não vão parar de crescer porque as pessoas estão envelhecendo e engordando. E isso está acontecendo em todo lugar”, comenta.
 
Ou seja, os investimentos continuarão para controlar os próprios gastos em tempos de crise. Sem medir e sem as informações na mão, o gestor não consegue tomar decisões e planejar cortes e reajustes. “Esses países acreditam que se os políticos tiverem melhores informações, eles não serão capazes de controlar os gastos e não terão como saber que os melhores cuidados estão direcionados às pessoas certas”.
 
Engajamento
O executivo é categórico quando perguntado sobre o ponto que lhe chamou mais atenção na pesquisa: os médicos. Os profissionais não estão preparados para a implementação da tecnologia. “Será um processo bem lento para conseguir que os médicos e enfermeiros, em cada país, fiquem à vontade usando tecnologia em vez do papel e caneta. É uma mudança de geração”, afirma.

Conexão Singapura – Brasil
O diretor de Saúde e Serviços Públicos da Accenture na América Latina, Ronald Munk, pontuou sobre a importância dos investimentos na saúde do Brasil. Ele acredita que a grande oportunidade está na ascensão de classe da população brasileira.
 
O estudo mostrou a importância para que a empresa invista no Brasil. “Temos a convicção de que podemos contribuir muito com o País, aplicando aqui o que fazemos em outros países. São 40 milhões de pessoas emergindo para a classe média e demandando melhores serviços. Portanto, investir nessa rede de informação e na identificação única do SUS é importante. São projetos muito complexos e como já tivemos sucesso em outros países, acreditamos estar bem posicionados para ajudar o Brasil.”
 
Os mais novos já são mais receptivos e se adaptam mais facilmente à tecnologia. “Podemos implementar os sistemas e unificar os dados, mas temos de mudar a forma como o médico lida com o paciente e isso é o mais difícil”, finaliza.
 
Fonte Saudeweb

180 mil médicos brasileiros não têm título de especialista

Um total de sete especialidades médicas concentram 53% dos
profissionais com títulos dentre as 53 áreas reconhecidas no Brasil
Dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) apontam que dos 388.015 médicos em atividade no Brasil, 54% têm uma ou mais especialidade. Os outros 180.136 profissionais (46%) do total, não têm titulo de especialista emitido por sociedade de especialidade ou obtido após conclusão de Residência Médica.
 
Excluindo-se os médicos mais jovens, que ainda não ingressaram ou não concluíram seus cursos de especialização, e os mais velhos, que desistiram de tentar vagas em residência ou não se submeteram aos atuais mecanismos de especialização, restam 88.000 médicos sem título. Este contingente, com idades que variam de 30 a 60 anos são os mais prejudicados pelas deficiências no acesso à Residência Médica.
 
De acordo com o CFM, cabe ao Governo proporcionar um sistema formador em condições de atender essa demanda reprimida e os futuros egressos das escolas. Para ele, não adianta apenas criar vagas em cursos de medicina, mas se deve assegurar uma estrutura de pós-graduação em número e qualidade suficientes.
 
Concentração
Um total de sete especialidades médicas concentram 53% dos profissionais com títulos dentre as 53 áreas reconhecidas no Brasil. A Pediatria é a área mais procurada entre os médicos brasileiros, reunindo 30.112 titulados, ou 11,23% do total de especialistas no país. A ela, se juntam Ginecologia e Obstetrícia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Anestesiologia, Medicina do Trabalho e Cardiologia no topo desse ranking.
 
As quatro primeiras especialidades, que somam 37%, pertencem às chamadas áreas básicas da Medicina. Além das primeiras da classificação, também se destacam a Ortopedia e Traumatologia, Oftalmologia, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Psiquiatria, Dermatologia, Otorrinolaringologia, Cirurgia Plástica e Medicina Intensiva. Assim, as 15 especialidades do topo concentram 74% do total de médicos titulados (197.718).
 
Na posição oposta, outras dez especialidades agregam 5.937 profissionais, o que representa 2,21% do total. Entre elas, aparecem: Genética Médica, Cirurgia de Mão, Radioterapia, dentre outras. As três últimas deste grupo contabilizam em todo o país um total de apenas 908 médicos titulados. A Radioterapia possui 497 profissionais (0,19% do total); a Cirurgia da Mão, outros 411 (0,15%); e a Genética Médica um montante de 200 (0,07%).

Fonte Saudeweb

Novas regras de funcionamento de uma UTI entram em vigor

Entre outras exigências, a resolução (RDC-07), em vigor a partir do dia 24 de fevereiro, define a quantidade mínima de profissionais de saúde que devem atuar nas equipes de uma UTI
 
Entrou em vigor neste domingo (24/02) a determinação de regras para o funcionamento das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Brasil por meio da Resolução da Diretoria Colegiada da Anvisa (RDC-07).
 
De acordo com a Agência, o objetivo é estabelecer padrões mínimos para o funcionamento das UTIs, visando à redução de riscos aos pacientes, visitantes, aos profissionais e ao meio ambiente, incluindo o atendimento de alta qualidade ao paciente crítico por profissionais qualificados.
 
O documento foi publicado em fevereiro de 2010 e as UTIs tiveram três anos para implantar as medidas solicitadas. A AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira), a única entidade reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) como representante dos profissionais que atuam nas UTIs, teve participação na elaboração do documento.
 
“Foi o resultado de anos de luta da categoria que ainda não contava com uma regulação que trouxe regras mínimas para abertura e funcionamento das UTIs brasileiras. É uma grande conquista, uma vez que já conseguimos melhorar, em muito, a assistência e qualidade no atendimento oferecido aos pacientes”, diz o presidente da AMIB, José Mário Teles.
 
Um levantamento da AMIB aponta que, no Brasil, há cerca de 25.000 leitos de UTIs públicas e privadas em funcionamento.
 
Regras
Entre as medidas, passa a ser obrigatório que o responsável técnico (chefe ou coordenador médico) deve ter título de especialista em Medicina Intensiva para responder por UTI Adulto; habilitação em Medicina Intensiva Pediátrica, para responder por UTI Pediátrica; título de especialista em Pediatria com área de atuação em Neonatologia, para responder por UTI Neonatal.
 
As chefias de enfermagem e de fisioterapia também devem ser especialistas em terapia intensiva ou em outra especialidade relacionada à assistência ao paciente grave, específica para a modalidade de atuação (adulto, pediátrica ou neonatal).
 
Em termos de recursos humanos passa a ser necessário designar uma equipe multiprofissional, legalmente habilitada, a qual deve ser dimensionada, quantitativa e qualitativamente, de acordo com o perfil assistencial, a demanda da unidade e legislação vigente, contendo, para atuação exclusiva na unidade, no mínimo, os seguintes profissionais:
 
Médico diarista/rotineiro: um para cada dez leitos ou fração, nos turnos matutino e vespertino, com título de especialista em Medicina Intensiva para atuação em UTI Adulto; habilitação em Medicina Intensiva Pediátrica para atuação em UTI Pediátrica; título de especialista em Pediatria com área de atuação em Neonatologia para atuação em UTI Neonatal;
 
Médicos plantonistas: no mínimo um para cada dez leitos ou fração, em cada turno.
 
Enfermeiros assistenciais: no mínimo um para cada dez leitos ou fração, em cada turno
 
Fisioterapeutas: no mínimo um para cada dez leitos ou fração, nos turnos matutino, vespertino e noturno, perfazendo um total de 18 horas diárias de atuação.
 
Técnicos de enfermagem: no mínimo um para cada dois leitos em cada turno, além de um técnico de enfermagem por UTI para serviços de apoio assistencial em cada turno;
 
Auxiliares administrativos: no mínimo um exclusivo da unidade;
 
A equipe da UTI deve participar de um programa de educação continuada, contemplando, no mínimo: normas e rotinas técnicas desenvolvidas na unidade; incorporação de novas tecnologias; gerenciamento dos riscos inerentes às atividades desenvolvidas na unidade e segurança de pacientes e profissionais; e prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência à saúde.
 
A RDC também determina quantidade de equipamentos por leitos, assim como materiais essenciais para o atendimento ao paciente crítico. E um dado importante: a evolução do estado clínico, as intercorrências e os cuidados prestados devem ser registrados pelas equipes médica, de enfermagem e de fisioterapia no prontuário do paciente, em cada turno, e atendendo as regulamentações dos respectivos conselhos de classe profissional e normas institucionais.
 
Fonte Saudeweb

Como aplicar o Big Data em empresas de Saúde?

Big Data é um conjunto de tecnologias que permite um acesso
 mais rápido, menos custoso, democratizado e integrado
 aos dados de uma empresa
Por Dan Reznik*
 
No ramo de pesquisa médica, a tecnologia mostra-se promissora ao integrar dados físicos, clínicos, de diagnósticos, e de planos de saúde, para a geração de conhecimento; entenda como
 
Muito tem se falado sobre o tema de “Big Data” e suas aplicações no ramo da Saúde. Big Data é um movimento de convergência de três fatores:
 
1. Progresso tecnológico no gerenciamento, acesso e análise dos bancos de dados
 
2. Explosão da produção de dados gerados por empresas, mídias sociais, sensores e compras on-line
 
3. Pressão competitiva pelo aproveitamento (geração de valor) a partir de dados.
 
No fator (1), um progresso contínuo, nascido de necessidades reais em empresas como a Yahoo, Google, Facebook, e Twitter, vem produzindo sistemas com capacidade de processamento crescente e com custos acessíveis. No fator (2) a explosão é irreversível: o ser humano tem se tornado cada vez mais um animal “on-line” e as tecnologias de monitoramento mostram os eventos de nossas vidas cada vez mais frequentemente.
 
Muitas vezes, uma conversa em torno de “Big Data” nos remete à tecnologia e aos dados em si, mas o grande “killer app” é a extração de valor destes dados, isto é, o fator (3) acima. Antes de pensarmos em tecnologias ou até métodos analíticos, devemos entender claramente quais processos podem tornar-se mais eficientes (ROI operacional) e/ou virem a gerar novas fontes de renda, a partir de consultas ágeis a um acervo de dados.
 
Na Saúde
No ramo da Saúde, fala-se de uma “promessa dupla”, isto é, da melhora da qualidade com diminuição simultânea dos custos a partir da transparência operacional. Esta visão é possível através da análise integrada de dados já acumulados por centros médicos, laboratórios de medicina diagnóstica e indústria farmacêutica.
 
Estes incluem dados físicos, clínicos, de exames (muitos em laudos em texto), de tratamento, de medicamentos, sinistros de seguros, etc. Atualmente, tais dados residem em “silos” de difícil acesso a quem não é da área de TI, a não ser através do fluxo de Business Intelligence (BI). As soluções Big Data fornecem a plataforma ideal que integrará tais dados, permitindo acesso “democratizado” e análises profundas e eficientes (através de paralelismo) desta massa de dados.
 
Em qualquer projeto centrado em dados, a primeira etapa é a “racionalização” do acervo: a documentação, organização, validação e disponibilização de dados que nos permitam calcular métricas de qualidade e custo sobre serviços médicos, como por exemplo, tempo de espera, tempo de hospitalização, número de readmissões, complicações, etc. A simples visualização destas métricas sobre toda uma rede de atendimento gera automaticamente um poderoso “use case”: um gestor pode visualizar sua rede num espaço de duas dimensões: qualidade x custo e segmentar por tipo de paciente, região geográfica, tipo de plano, diagnóstico, etc.
 
Dividindo o espaço qualidade x custo em quadrantes, pode-se rapidamente determinar quais unidades oferecem bom atendimento com custos razoáveis. Se o “end user” for uma unidade da rede, a disponibilização de dados comparativos lhe informará sua posição competitiva no mercado, permitindo-lhe planos de ação em busca de melhorias da qualidade e eficiência operacional.; Não sei se colocaria esta frase, pois eticamente, não se pode divulgar, por exemplo, que um médico é melhor que o outro, que ganhou o prêmio de melhor do ano, etc.
 
Empresas de qualquer ramo podem se beneficiar de seu próprio histórico de gastos com planos de saúde para identificar iniciativas que aumentem o bem-estar e saúde de seus funcionários. Um “use case” é a utilização destes dados para precaver problemas sérios e/ou criar iniciativas de saúde (adesão a exercícios, exames preventivos, comunicação regular de apoio, etc.). Métricas de sucesso incluem um aumento na taxa de vacinação contra uma doença (gripe, pneumonia), ou em exames preventivos (câncer, diabetes, etc.). Empresas podem também atentar para correlações com comportamento, produtividade, presença e produtividade.
 
No ramo de pesquisa médica, uma área promissora é a integração de dados físicos, clínicos, diagnósticos, e de planos de saúde, para a geração de conhecimento. Por exemplo, através de correlações entre estes dados pode-se determinar a efetividade e segurança de novos medicamentos, procedimentos e tecnologias por segmento de população com doenças específicas e até com genomas específicos. A disponibilização destes insights diretamente para o médico durante seu trabalho clínico permitirá tomadas de decisão personalizadas ao paciente.
 
Em conclusão, o Big Data é um conjunto de tecnologias que permite um acesso mais rápido, menos custoso, democratizado e integrado aos dados de uma empresa. Contudo, a chave não reside na arquitetura específica de Big Data nem nos dados em si, mas na definição de como os dados podem ser utilizados para melhorar a eficiência de um processo. No ramo da Saúde há diversos “use cases” oportunos, incluindo o aumento da qualidade e redução dos custos de atendimento através da transparência, aumento do bem-estar de funcionários de uma empresa, orientação preventivas a pacientes com tendência a complicações desnecessárias, além de aplicações à comunidade científica através da geração do conhecimento e da medicina personalizada a partir da integração de bancos de dados.

*Dan Reznik – formado em ciências da computação pela UC-Berkeley, é sócio fundador da Upper West Soluções, parceira da Formato Clínico, empresa de consultoria especializada em Medicina Diagnóstica
 
Fonte Saudeweb

Teste de qualidade dos hospitais pode ser obrigatório

Proposta altera a Lei Orgânica da Saúde para tornar obrigatória a avaliação periódica dos serviços hospitalares. Deve ser ainda criado um regulamento para estabelecer metodologias de avaliação e indicadores e padrões de qualidade
 
Está pronto para ser votado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado um projeto de lei que torna obrigatória a avaliação, a acreditação e a certificação de qualidade de hospitais de qualquer natureza, públicos ou privados, vinculados ou não ao Sistema Único de Saúde (SUS). De autoria do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), o PLS 126/2012 tem relatório pela aprovação, elaborado pela senadora Ângela Portela (PT-RR).
 
A proposta altera a Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080/1990) para tornar obrigatória a avaliação periódica dos serviços hospitalares. Deve ser ainda criado um regulamento para estabelecer metodologias de avaliação e indicadores e padrões de qualidade.
 
Para o autor do projeto, ainda é um desafio a melhoria da qualidade hospitalar. Vital do Rêgo deu como exemplo um sistema de melhoria da qualidade hospitalar desenvolvido nos Estados Unidos, o Programa de Padronização Hospitalar. Segundo o senador, o Brasil trabalha com avaliação desde a década de 1970, mas não houve impacto significativo sobre a qualidade dos serviços.
 
O autor explica que a acreditação é um processo de avaliação externa, de caráter voluntário, em que uma organização, em geral não governamental, avalia periodicamente um serviço de saúde.
 
“(A organização) verifica a conformidade desse sistema de saúde com um conjunto de padrões previamente estabelecidos e divulgados, concebidos para melhorar a qualidade do cuidado ao paciente”, explicou Vital do Rêgo.
 
A relatora Ângela Portela afirmou que a proposta é meritória e que a acreditação hospitalar é um mecanismo adequado de avaliação e certificação de qualidade dos serviços.
 
“Dispõe-se, ademais, de uma experiência nacional e internacional suficientemente desenvolvida para permitir transformar a acreditação de serviços hospitalares em uma realidade em nosso país e – quem sabe – talvez possamos estendê-la para os demais serviços de saúde em pouco tempo, conforme a possibilidade prevista pelo projeto”, afirmou.
 
Se for aprovado na CAS, o projeto deve seguir direto para a Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para votação no plenário do Senado.
 
Fonte Saudeweb

Profarma constitue joint venture com Nutrilatina

A Profarma e a Nutrilatina anunciaram a constituição da joint-venture, a Supernova, que terá capital social inicial de R$ 300 mil.
 
A nova companhia será uma plataforma de distribuição dos produtos da Nutrilatina, utilizando todo o expertise da Profarma.
 
Com a transação, a distribuidora de medicamentos passa a comercializar com exclusividade os produtos Nutrilatina para o varejo farmacêutico e marca sua entrada, também com distribuição exclusiva, em um novo canal que conta com cerca de 1.500 body shops, entre lojas de suplementos alimentares e esportivos.
 
A Nutrilatina aumentará a capilaridade de seus produtos por meio da melhora de distribuição e eficiência na entrega.
 
A joint-venture será composta por 35% de participação da Profarma, 35% da Nutrilatina e mais 30% do Sr. Leonardo Chiacchio, dos quais a Profarma terá opção de compra após quatro anos, condicionado a renovação do contrato de distribuição dos produtos Nutrilatina por mais cinco anos.
 
Fonte Saudeweb

Brainfarma inaugura complexo farmacêutico após investir R$ 250 milhões

O complexo farmacêutico da Brainfarma, braço industrial do Grupo Hypermarcas, foi inaugurado em Anapólis, Goiás, na última sexta-feira (22).
 
A planta fabril, que possui 320 mil metros quadrados de área total e 100 mil metros quadrados de área construída, recebeu investimentos da ordem de R$250 milhões. A capacidade produtiva foi expandida em três vezes. O complexo produz anualmente mais de seis bilhões de comprimidos, com capacidade para até dez bilhões.
 
Além dos investimentos diretos na fábrica, a companhia investiu mais de R$ 50 milhões no desenvolvimento de novos produtos farmacêutico, totalizando mais de 120 lançamentos nos últimos três anos.
 
No interior do complexo, encontra-se também o Centro de Distribuição de medicamentos do Grupo Hypermarcas, com mais de 32 mil posições pallet distribuídas por 25,4 mil metros quadrados de área construída, em instalações com pé direito superior a 20 metros.
 
Fonte Saudeweb

Ser ou não um profissional conectado

Geralmente o profissional desconectado é mais lento em suas
tarefas em comparação ao conectado
Executivos pouco ligados à tecnologia são raridade hoje em dia. Mas é possível encontrá-los. Renata Bernhöeft, sócia-líder de uma consultoria de transição de gerações, só tem celular corporativo, não dorme com o aparelho ligado e adora fazer anotações em blocos de papel. “Não preciso da tecnologia para viver”, diz.
 
Renata, de 42 anos, pode ser considerada uma exceção à regra, já que teria o perfil típico de quem se apoia na tecnologia para cumprir seus compromissos profissionais e pessoais.
 
“Podemos dizer que 60% dos profissionais estão sim conectados e procuram cada vez mais a tecnologia para facilitar seu dia a dia de trabalho – principalmente por meio de smartphones e tablets. Entretanto, outros 40% estão se adequando a nova realidade, ainda que muito lentamente. E os motivos são idade avançada, falta de familiaridade com o computador, resistência ao novo e comportamento repetitivo”, afirma Marcela Buttazzi, sócia da MB Coaching.
 
Ainda segundo ela, executivos que atuam em empresas ou segmentos de mercado em que a tecnologia é escassa ou influencia muito pouco a rotina do dia a dia podem dispensar o uso de smartphones e tablets em sua profissão, embora acredite que um líder desconectado possa influenciar negativamente sua equipe.
 
“Geralmente o profissional desconectado é mais lento em suas tarefas em comparação ao conectado. Em contrapartida, pode ser mais detalhista que o conectado”, pondera Marcela.
 
E é justamente essa característica que atrai Renata. “Nenhuma tecnologia, até hoje, conseguiu substituir o contato pessoal e a possibilidade de ler o que está nas entrelinhas das conversar. Nem mesmo ferramentas de videoconferência”, ressalta a sócia da consultoria höft – bernhoeft & teixeira.
 
Contudo, é preciso organização e disciplina caso tenha feito essa opção. Renata, por exemplo, prefere agenda de papel à eletrônica. Mas, para mantê-la atualizada, checa de três e três dias a agenda de compromissos no computador do escritório, atualizada pela sua secretária.
 
Caso queira incluir uma consulta médica ou outro compromisso precisa ligar para sua assistente para que faça a inclusão.
 
Outra vantagem apontada por ela em ser desconectada é estar mais próxima de amigos e familiares. Em aniversários e datas comemorativas ela prefere telefonar ao invés de enviar uma mensagem por meio de redes sociais.
 
“Não tenho perfil no Facebook. Se quiser que meus pais vejam as fotos da minha filha enviarei somente para eles ou para um grupo familiar, via e-mail. Também acho que o fato de estar disponível a todos os meus contatos ao mesmo tempo afasta o contato pessoal. Com uma única pessoa”, destaca Renata, que chegou a comprar um tablet, mas não conseguiu usar e acabou dando à filha.
 
Desvantagens
A sócia da MB Coaching não vê vantagens em um profissional ser desconectado. “A não ser que o indivíduo tenha 80 anos ou mais e leve outro ritmo de vida, por opção. Mas todos nós sabemos que a tecnologia também auxilia a terceira idade, inclusive, em possuir um celular sempre à mão, se manter atualizado na internet, novos passatempos no computador, entre outros.”
 
Marcelo Cuellar, headhunter da consultoria em recursos humanos Michael Page é menos radical. “Quem não usa e-mail, smartphones ou tablets precisa se organizar de outro jeito. Acredito muito que a maneira que traz mais efetividade à conduta do profissional é a ideal, mesmo que isso signifique ser desconectado”, afirma o especialista.

Fonte Saudeweb

Prisões de médicos do Hospital Evangélico de Curitiba continuam

Toda a equipe da UTI do Hospital Evangélico de Curitiba foi afastada após a médica Virgínia Helena Soares de Souza, acusada de antecipar a morte de pacientes internados na unidade, ser presa e indiciada por homicídio.
 
Neste final de semana, outros três médicos anestesistas que faziam parte de uma das quatro equipes de UTI foram presos.
 
De acordo com a delegacia especializada em crimes na saúde, a médica agia para acelerar a morte de pacientes internados.
 
Desde a primeira prisão, cerca de 60 pessoas procuraram a delegacia para ajudar a esclarecer os procedimentos médicos adotados.
 
Outras prisões seriam anunciadas ainda nesta segunda-feira (25).
 
Fonte Saudeweb

Secretaria da Saúde aperta cerco para impedir alastramento da dengue em Porto Alegre

Secretaria da Saúde aperta cerco para impedir alastramento da dengue em Porto Alegre Lívia Stumpf/Agencia RBS
Foto: Lívia Stumpf / Agencia RBS
Conforme técnicos do Estado, ações de prevenção são permanentes
 (na foto, pulverização de veneno contra o mosquito no Partenon)
Vigilância admite existência de surto e pretende confinar os casos contraídos localmente para evitar uma epidemia
 
A semana será decisiva para impedir o alastramento da dengue em Porto Alegre, uma das 79 cidades gaúchas infestadas nos últimos 12 meses pelo Aedes aegypti, o mosquito transmissor da doença. Técnicos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) iniciam a semana reforçando o bloqueio de transmissão, com aplicação de inseticida em três bairros da Capital: Partenon, Bom Jesus e Navegantes.
 
Até a tarde de domingo, a Capital era o único município com 10 casos da doença contraídos localmente (autóctones) no ano — além de contar com nove pessoas contaminadas pela dengue em outras cidades.
 
Para as autoridades sanitárias, os casos autóctones são os mais sérios por evidenciarem a presença do mosquito no local. No Partenon está a maioria dos doentes: oito. Bom Jesus e Navegantes têm uma ocorrência cada.
 
— Até agora, temos um surto de dengue. A nossa intenção é confinar os casos autóctones a esses três bairros para impedir que se alastrem e se transforme em epidemia — afirmou Anderson Araújo de Lima, coordenador-geral em exercício da Vigilância em Saúde (CGVS), ligada à SMS.
 
Ainda não se conhece a causa do surto em Porto Alegre
Lima afirma que, para impedir o alastramento da doença, é fundamental a contribuição da população, destruindo viveiros caseiros dos mosquitos, como vasilhas com água.
 
Ainda não há resposta sobre a causa do surto. Lima acredita que pode ter acontecido uma "baixa de guarda" em relação à doença porque no ano passado não aconteceu nenhum caso autóctone.
 
Também não existe nenhuma garantia de que a dengue autóctone não vá surgir nos outros municípios infestados pelo mosquito. Até o último dia 19, foram registrados 28 casos de dengue "importada" (contraída em outra cidade) em 2013.
 
— As ações do Estado e dos municípios são preventivas e permanentes nas cidades infestadas. Temos de ter em mente que a dengue se instalou no Rio Grande do Sul — observou a médica sanitarista Marilina Bercini, chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde.
 
Muito embora a dengue ocorra com mais intensidade em Estados de clima quente, ainda assim se instalou por aqui. Portanto, todo cuidado é pouco.
 
Contribua com a prevenção
Ações simples, adotadas em casa, podem ajudar a afastar a dengue da Capital. Para isso, é preciso evitar que a larva do Aedes aegypti vire um mosquito adulto.
 
Confira o que fazer:
 
— Garrafas: esvaziar e guardar com gargalo para baixo.
 
— Lixo: deixar ensacado para a coleta.
 
— Calhas: manter limpas e desobstruídas.
 
— Ralos: proteger com tela milimétrica.
 
— Pneus: guardar secos e em local coberto.
 
— Vasos: escorrer a água e preencher com areia.
 
— Piscina: manter a água tratada.
 
— Caixa d’água: manter bem tampada.
 
Quais são os sinais da doença?
— Febre alta
 
— Falta de apetite
 
— Manchas vermelhas pelo corpo
 
— Náuseas e vômitos
 
— Dores nos músculos e juntas
 
— Dor de cabeça
 
— Dor atrás dos olhos
 
— Fraqueza
 
Como ocorre a transmissão
— Por meio da picada do mosquito fêmea Aedes aegypti infectado. Uma vez infectado, o homem demora de quatro a 10 dias para apresentar os sintomas da dengue.
 
— Não tome medicamentos por conta própria e, principalmente, nunca utilize remédios que contenham ácido acetilsalicílico (como aspirina).
 
— Não existe vacina contra a dengue nem medicação específica para combater a infecção.
 
— Em caso de suspeita da doença, procure um médico.
 
— Para aliviar os sintomas, é necessário fazer repouso e beber muito líquido.
 
Fonte Zero Hora