Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 12 de março de 2015

Empresa dos EUA admite na Justiça ter fabricado Tylenol com metal

Reprodução:
Subsidiária da Johnson & Johnson reconheceu que houve contaminação. McNeil Consumer Healthcare aceitou pagar multa de US$ 25 milhões
 
A empresa McNeil Consumer Healthcare, fabricante do analgésico Tylenol nos Estados Unidos, reconheceu que comercializou lotes do produto com partículas de metal e se declarou culpada em processo federal, aceitando pagar multa de US$ 25 milhões pela irregularidade constatada.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, documentos judiciais divulgados nesta terça-feira (10) apontaram que a empresa, localizada em Fort Washington, na Pensilvânia, admitiu ter vendido frascos adulterados de Tylenol para crianças, assim como exemplares do medicamento Motrin, também destinado ao público infantil.
 
A companhia, uma subsidiária da gigante farmacêutica Johnson & Johnson, ordenou a retirada de circulação dos produtos em abril de 2010.
 
A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês), agência do governo, informou na época que o potencial de problemas médicos causados pelos medicamentos contaminados eram remotos, mas recomendou aos consumidores que deixassem de usar os remédios.
 
G1

Perda de apetite, sangue na urina e dor na lombar podem ser sinais de câncer no rim

Dia Mundial do Rim, evento em SP distribuirá água para conscientizar a população
 
Sangue na urina, perda de apetite e dor lombar podem ser sinais de câncer no rim, de acordo com o presidente da SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica), Evanius Wiermann.
 
— Geralmente os tumores ou problemas nos rins, como o rim policístico, são diagnosticados apenas em exames de rotina por não apresentarem sintomas claros. Alguns sinais podem alertar para a doença, como sangue na urina, dor lombar de um lado, massa [caroço] na lateral ou na parte inferior das costas, fadiga, perda de apetite, perda de peso, febre, anemia.
 
O câncer de rim ocorre em 2% a 3% dos tumores malignos no adulto e é o mais letal dos tumores urológicos, com possibilidade de óbito entre 30% a 40% de todos os casos.
 
Nesta quinta-feira (12), Dia Mundial do Rim, Fátima Abreu, nefrologista do Lavoisier Medicina Diagnóstica, chama atenção para a necessidade de hidratação, boa alimentação e prática de ativida física para prevenir o câncer e outras doenças de rim. Além disso, segundo ela, esses hábitos diminuem a incidência do diabetes e a pressão alta, que segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia estão entre as principais causas de problemas renais no Brasil e no mundo.
 
— Como a perda da função renal em geral é progressiva e silenciosa, o diagnóstico é feito muitas vezes na fase final da doença, quando os sintomas tendem a aparecer. Por isso é muito importante realizar os exames de função renal periodicamente, principalmente portadores de hipertensão, diabetes ou pessoas com parentes renais crônicos.
 
Com objetivo de conscientizar a população, o Instituto Espaço de Vida distribuirá panfletos informativos e garrafinhas de água na Estação Brás do Metrô de São Paulo, entre 6h e 11h.
 
Segundo Christine Battistini, presidente do Instituto Espaço de Vida, o evento tem como objetivo prevenir e estimular as pessoas a procurarem clínicos gerais e nefrologistas para diagnosticarem qualquer problema.
 
— Esta é a primeira vez que realizamos uma campanha como esta, essencial para alertar a população sobre os cuidados de prevenção, as doenças mais frequentes e os tratamentos existentes. Também disponibilizaremos um 0800 que estará à disposição da sociedade para tirar todas as dúvidas.
 
R7

Creatinina: exame de sangue avalia função dos rins

Blood Test Tube LabPessoas com diabetes ou hipertensão devem fazer a dosagem regularmente

O que é?
O exame de creatinina é usado para avaliar a função dos rins. A creatinina é um resíduo produzido pela quebra de uma proteína chamada creatina fosfato.
 
A creatina fosfato é uma proteína que atua no funcionamento dos músculos, sendo obtida por meio dos alimentos ricos em proteína. Os músculos estão em constante atividade, e portanto consumindo creatina fosfato. Quando quebrada para ajudar no funcionamento muscular, a creatina fosfato produz um resíduo chamado creatinina, que é filtrado nos rins e excretado na urina. Aproximadamente 2% da creatina presente no corpo é convertida em creatinina todos os dias.
 
Quando os rins não estão funcionando bem a filtragem da creatinina é comprometida. Isso quer dizer que boa parte da creatinina produzida não será excretada na urina, permanecendo no sangue. 
 
Dessa forma, o exame de creatinina avalia as quantidades da substância no sangue a fim de investigar possíveis doenças renais. Em alguns casos, também pode ser feito uma contagem de creatinina da urina.  
 
Sinônimos
Contagem de creatinina, dosagem de creatinina, depuração de creatinina
 
Indicações
A dosagem da creatinina ajuda a detectar a insuficiência renal em fases precoces. Por isso, o teste é indicado para pessoas que:                                                
 
- Têm histórico familiar ou pessoal que doença renal crônica
 
- Têm doenças que aumentam o risco de problema renal, como diabetes, hipertensão, obesidade, rins policísticos, glomerulonefrite, infecções urinárias de repetição e cálculos renais de repetição
 
- Fazem uso de medicamentos que alteram a função renal
 
- Têm idade maior que 50 anos
 
- São fumantes.
 
Outros sintomas e condições que podem justificar a triagem com exame de creatinina são:                                                 
- Inchaços no corpo sem causa definida
 
- Anemia
 
- Sem causa aparente
 
- Doenças cardíacas graves
 
- Sangue na urina
 
- Urina com espuma
 
- Perda de peso não-intencional
 
- Perda de apetite e fraqueza sem causa aparente
 
- Crianças com problema de crescimento
 
- Gravidez
 
- Com suspeita de pré-eclampsia
 
Grávida pode fazer?
Mulheres durante a gravidez estão autorizadas a fazer o exame conforme orientação médica, não havendo contraindicação expressa. Inclusive, a dosagem de creatinina pode indicar se a gestante está com pré-eclâmpsia.
 
Contraindicações
Por ser um exame de sangue comum, não há contraindicações expressas para a dosagem de creatinina.
 
Preparo para o exame
- É necessário um jejum mínimo de três horas para a coleta de sangue
 
- Não deve ser usado laxante na véspera do exame

- Para mulheres, o ideal é não estar menstruada.
É importante dizer ao médico ou médica quais medicamentos você ingere com regularidade. Pode ser que você precise interromper o uso de alguma medicação dias antes do teste.
 
Como é feito
Em um hospital ou laboratório, o exame de creatinina é realizado por um profissional de saúde da seguinte forma:                                                
 
- Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
 
- O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
 
- A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue
 
- O sangue coletado na seringa e colocado em um tubo
 
- O elástico é removido e uma gaze é colocada no local em que o profissional de saúde inseriu a agulha, para impedir qualquer sangramento. Ele ou ela pode fazer pressão sobre a bandagem para estancar o sangue
 
- Uma bandagem é colocada no local
 
Tempo de duração do exame
Um exame de creatinina leva poucos minutos para ser realizado, podendo demorar mais nos casos em que o profissional de saúde tem dificuldade para acertar a veia coletar o sangue.
 
Recomendações pós-exame
Não há nenhuma recomendação especial após o exame. O paciente pode fazer suas atividades normalmente. Caso a amostra de sangue seja utilizada para outros testes que exigiam jejum, o paciente poderá se alimentar após a coleta.
 
Periodicidade do exame
Não há uma periodicidade para se realizar um exame de creatinina. Tudo dependerá das orientações do médico e da presença ou ausência de doenças que devem ser acompanhadas pelo exame, como insuficiência renal crônica.
 
Riscos
Os riscos envolvidos na realização do exame de creatinina são extremamente raros. No máximo, pode haver um hematoma no local em que o sangue foi retirado. Em alguns casos, a veia pode ficar inchada após a amostra de sangue ser recolhida (flebite), mas isso pode ser revertido fazendo uma compressa várias vezes ao dia.
                                               
Pessoas que utilizam medicamentos anticoagulantes ou tem problemas de coagulação podem sofrer com um sangramento contínuo após a coleta. Nesses casos, é importante informar o profissional de saúde do problema antes da coleta.
 
Resultados
Os resultados do exame de creatinina são obtidos poucos dias após a coleta da amostra. Os valores listados aqui são apenas um guia, e não necessariamente o indicativo de que há problemas. Estes intervalos podem variar de laboratório para laboratório. Além disso, o médico irá avaliar os resultados com base em sua saúde e outros fatores. Isto significa que um valor dentro ou fora do normal pode ter outro significado.
 
Resultados normais
O intervalo considerado normal para a dosagem de creatinina é entre 0,6 a 1,3 mg/dl (miligramas por decilitro de sangue). Também pode ser feita uma classificação por sexo, sendo o intervalo de 0,7 a 1,3 mg/dL considerado para homens e 0,6 a 1,1 mg/dL para mulheres. 
                                               
Os valores podem ser diferentes conforme o sexo pois normalmente os homens possuem mais massa muscular do que mulheres, e por isso produzem mais creatinina. 
 
Resultados anormais
 
Níveis de creatinina acima do normal podem indicar:                                                
- Trato urinário bloqueado
 
- Infecção nos rins
 
- Insuficiência renal
 
- Desidratação
 
- Alterações musculares, como rabdomiólise
 
- Problemas durante a gravidez, como pré-eclâmpsia.

Níveis abaixo do normal podem indicar

- Alterações nos músculos, como distrofia muscular
 
O que pode afetar o resultado do teste?
Como a creatinina é um subproduto da creatina, pessoas que necessitam de mais creatina podem ter naturalmente mais creatinina no sangue. Um exemplo são atletas e pessoas com grandes concentrações de massa muscular, que podem apresentar taxas maiores de creatinina no sangue e permanecerem saudáveis.
                                                
Por outro lado, idosos tendem a apresentar menores taxas de massa muscular naturalmente. Dessa forma, a dosagem de creatinina também pode estar naturalmente abaixo do normal nessa faixa etária.
É importante então analisar os resultados não só com base nos valores de referência, mas levando em consideração fatores como sexo, idade e concentração de massa muscular.
 
Referências
National Kidney Foundation - organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos, cuja missão é prevenir e tratar doenças renais, promovendo saúde e qualidade de vida para pacientes e familiares afetados por essa condição.
                                               
Clínica Mayo - organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos que reúne conteúdos sobre doenças, sintomas, exames médicos, medicamentos, entre outros.
 
Minha Vida

OMS recomenda 50 gramas de açúcar por dia

Adultos e crianças precisam ficar atentos ao consumo indireto dessa substância que pode estar escondida em produtos como ketchup e bebidas prontas
 
Doze colheres de café de açúcar. Ingerir mais do que isso em um dia, o equivalente a 50g, é deixar o corpo mais propício a doenças como diabetes, cárie, câncer e hipertensão. O alerta foi dado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que reforçou que, para chegar a esse valor, adultos e crianças precisam ficar atentos ao consumo indireto dessa substância. Isso porque ela não vem apenas dos açucareiros. Está escondida em produtos como ketchup e bebidas prontas.

“Se a pessoa ingerir uma tigela de cereais pela manhã, uma lata de bebida açucarada e um iogurte açucarado já superou o limite”, explicou Francesco Branca, diretor do Departamento de Nutrição para Saúde e Desenvolvimento da OMS. Segundo a agência de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU), o açúcar não pode ultrapassar 10% do total de calorias ingeridas nas refeções feitas ao longo do dia. O ideal é dividir esse valor pela metade. Ou seja, 25g. “Seis colheradas por dia dariam vantagens adicionais à saúde. Com um máximo de 5%, um estudo afirma que há zero cárie”, exemplificou Branca.

Especialista em Nutrição no King’s College de Londres, Tom Sanders explica que é possível chegar às 50g eliminando as bebidas açucaradas da dieta. Reduzir esse valor pela metade, porém, implica em restrições alimentares mais bruscas. “Isso significa que não se deve comer nenhum bolo ou biscoitos ou beber qualquer bebida açucarada”, disse.

Uma colher de sopa de ket-chup representa 4g de açúcar oculto. Uma lata de refrigerante pode conter até 40g. As recomendações da OMS não englobam açúcares presentes em frutas e legumes frescos e os naturalmente existentes no leite. Segundo a agência, não há evidências científicas de efeitos adversos do consumo dessas substâncias.

Urgência
Ao divulgar as novas diretrizes, a agência de saúde defendeu ainda que seus países-membros “iniciem um diálogo com as indústrias agroalimentícias para que reduzam os açúcares ocultos na composição dos produtos”. A conversa é urgente diante do aumento do consumo da substância nos últimos anos, reforçou a OMS. Entre 2003 e 2013, a média global de ingestão diária de açúcar por pessoa subiu 10%, chegando a 63g, 13g a mais do que o recomendado.

A América Latina é a região do planeta com maior consumo: 131g diários por pessoa. A África está na outra ponta do ranking com 30g. Na Europa, moradores da Hungria e da Noruega ingerem o equivalente a 7% e 8% das calorias, respectivamente. Espanha e Reino Unido dobram esses valores: 16% e 17%. Segundo a Embrapa, cada brasileiro consome 55kg do produto por ano – em média, 150g por dia.

Saúde Plena

Análise de documentos mostra que indústria do açúcar influenciou pesquisa sobre cáries nos EUA

Cientistas foram convencidos a pesquisar formas de prevenção de cáries que não envolvessem a retirada de doces da dieta
 
A indústria do açúcar convenceu décadas atrás cientistas do governo dos Estados Unidos a pesquisar maneiras de prevenir cáries que não envolvessem a retirada de doces da dieta - revelou estudo publicado nesta terça-feira (10/03). A descoberta publicada na revista médica PLOS Medicine foi baseada em 319 documentos da indústria do açúcar datados dos anos 1960 e 1970, que estavam arquivados na biblioteca pública da Universidade de Illinois.

Os arquivos mostram que "em 1950, uma organização representando 30 membros internacionais da indústria açucareira aceitou que o açúcar causava o desgaste dos dentes", destacou o estudo, chefiado por especialistas da Universidade da Califórnia, que descobriram os documentos.

Por volta de 1969, o Instituto Nacional de Saúde decidiu que a redução do consumo de açúcar, "embora fosse teoricamente possível", não era prática do ponto de vista da saúde pública, disseram os pesquisadores.

Representantes da indústria do açúcar passaram a trabalhar de maneira estreita com o Instituto, principal polo de pesquisas do governo dos EUA, buscando abordagens alternativas.

O estudo descobriu que 78% das prioridades de pesquisa da indústria açucareira foram diretamente incorporadas nas diretrizes de investigação do Programa Nacional contra a Cárie, lançado em 1971.  "A comunidade odontológica sempre soube que prevenir a cárie passava pela redução do consumo de doces", afirmou Cristin Kearns, principal autora do estudo.  "Foi desapontador descobrir que as políticas debatidas hoje poderiam ter sido discutidas e aplicadas há mais de 40 anos", acrescentou.

Kearns e seus colegas compararam os arquivos - que incluíam 1.551 páginas de correspondências entre executivos da indústria do açúcar entre 1959 e 1971 - com documentos do então Instituto Nacional de Pesquisa Dentária, para explorar como a indústria do açúcar pode ter influenciado as diretrizes de pesquisa do programa de 1971.

Os cientistas descobriram que a indústria do açúcar financiou pesquisas com enzimas para combater a placa e uma vacina contra a cárie, e "mantiveram relações com o Instituto Nacional de Saúde".

"Estas táticas são muito parecidas com as então empregadas pela indústria do tabaco", disse o co-autor do estudo Stanton Glantz.

Os pesquisadores também descobriram que os esforços perpetrados pela indústria do açúcar "não conseguiram produzir resultados" no que diz respeito à prevenção contra às cáries, problema que afeta metade dos adultos dos Estados Unidos e é a principal doença crônica entre as crianças.

Ronald Burakoff, chefe do departamento de medicina dental do Hospital Universitário North Shore, em Manhasset, Nova York, disse que o estudo é "bastante perturbador".

A pesquisa sugere uma "conspiração para afastar a pauta de pesquisas sobre cáries do consumo de açúcar, a fim de mitigar os efeitos sobre a indústria", avaliou Burakoff, que não participou do estudo.

"Os paralelos com a negação dos males provocados pelo cigarro praticada pela indústria do tabaco são alarmantes".

Procurado pela AFP para comentar os resultados da pesquisa, o Instituto Nacional de Pesquisa Dental e Craniofacial - que sucedeu o Instituto Nacional de Saúde - não se manifestou.
 
Saúde Plena

Cuidado com medicamentos com nomes semelhantes

nomes-semelhantes-face-11033Erros na escrita ou leitura dos produtos podem trazer sérios prejuízos ao paciente.

Toda e qualquer ação que se refere ao medicamento deve ser cautelosa, pois o erro poderá ser fatal.
 
Mesmo os profissionais mais experientes estão sujeitos ao deslize. Uma das causas que pode provocar erros são os nomes dos medicamentos, por serem difíceis de entender, escrever e ler.
 
Infelizmente, erros acontecem na prescrição, na dispensação e no próprio uso. A grande confusão pode acontecer com nomes parecidos. Alguns exemplos: haloperidol e alopurinol; prednisona e prednisolona; aminofilina e amoxicilina; clorpromazina, clomipramina e clorpropamida.
 
Para se evitar problemas, existe um registro oficial de nomes de substâncias usadas como medicamentos. A Denominação Comum Brasileira (DCB) é a forma correta de se escrever em português uma substância medicamentosa. Ela é derivada de outra lista oficial, a Denominação Comum Internacional ou International Nonproprietary Names elaborada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
 
Encaminhe suas dúvidas para o Centro de Informações sobre Medicamentos (CIM) do curso de Farmácia da Unisantos. O contato pode ser pelo e-mail cim@unisantos.br O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou por carta endereçada ao CIM.
 
Jornal da Orla / Guia da Pharmacia

Concurso Prefeitura de Itaipulândia - PR

A Prefeitura de Itaipulândia, Estado do Paraná, publicou o edital nº 01/2015 de concurso público. O concurso está sob a responsabilidade do Instituto Brasil e de acordo o edital, o salário varia de R$ 740,18 a R$ 7.585,43, em carga horária que vai de 20 a 40 horas semanais.
 
São oferecidas 70 vagas, para candidatos de ensino fundamental, médio, técnico e superior, nos cargos de Advogado, Atendente de Farmácia, Agente Comunitário de Saúde, Agente de Endemias, Auxiliar de Consultório Dentário, Borracheiro, Engenheiro Ambiental, Engenheiro Civil, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Instrutor de Libras, Lavador e Lubrificador de Veículo, Médico Clínico Geral, Operador de Máquina Leve, Professor (Educação Física, Educação Infantil 20h e 30h), Técnico em Contabilidade, Técnico em Edificações, Técnico em Enfermagem, Técnico Esportivo, Topógrafo e Tradutor/Intérprete De Libras.
 
As inscrições podem ser feitas pelo site www.institutobrasil.net.br, até o dia 13 de abril de 2015.
 
O valor da taxa de inscrição para cargos de até ensino fundamental é de R$ 40,00, cargos de ensino médio e técnico R$ 80,00 e cargos de ensino superior R$ 120,00.
 
Os candidatos serão avaliados através de prova objetiva, além de prática e de títulos, para alguns candidatos.
 
As provas escritas objetivas serão realizadas na data provável de 24 de maio de 2015. Os horários e locais serão divulgados no edital de homologação das inscrições.
 
A divulgação do gabarito preliminar provavelmente será a partir das 21 horas, do mesmo dia de realização da prova objetiva.
 
O prazo de validade do concurso público será de 02 anos, a contar da data de publicação do resultado final, prorrogável uma vez, por igual período, a critério do Poder Executivo Municipal.

Concurso Prefeitura e Câmara de Itapirapuã - GO

A Prefeitura e Câmara de Itapirapuã, no estado de Goiás, lançou edital n° 01/2015 de concuro público destinado ao provimento de 92 vagas para profissionais de todos os níveis escolares, por salários de até R$ 9.800,00 em carga horária de 30 e 40 horas semanais. O concurso será realizado através do ITAME (Instituto de Consultoria e Concursos).
 
São reservadas para cada cargo, no mínimo, 5% das vagas abertas ou que forem criadas no prazo de validade do concurso público, às pessoas portadoras de necessidades especiais.
 
As ofertas para a Prefeitura Municipal, são para os empregos de Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar de Serviços Gerais, Bioquímico, Cozinheira, Controlador interno, Dentista, Eletricista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fiscal de Vigilância Sanitária, Fisioterapeuta, Gestor de resíduos sólidos, Mecânico, Médico, Merendeira, Motorista, Nutricionista, Operador de Maquinas Leve, Operador de Maquinas Pesadas, Professor, Técnico de Enfermagem, Técnico de Radiologia, Técnico Em Higiene Dental, Trabalhador Urbano. Já para a Câmara Municipal, as chances são para Assistente Legislativo, Controlador Interno, Escriturário, Secretário Legislativo e Serviços Gerais.
 
As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet nos sites www.itame.com.br e www.itapirapua.go.gov.br, no período de 06 a 30 de abril de 2015. As taxas para inscrição no concurso são no valor de R$ 50,00 para os cargos do Ensino Fundamental, R$ 80,00 para os cargos do Ensino Médio ou Técnico e de R$ 110,00 para os cargos com requisitos do Ensino Superior.
 
As provas objetivas para todos os candidatos serão realizadas provavelmente no dia 13 de junho de 2015, em horários e locais previamente divulgados pela Comissão Especial do concurso público. A divulgação dos gabaritos preliminares das provas objetivas sairá na data prevista 15 de junho de 2015.
 
A entrega da relação dos aprovados ao chefe do Poder Legislativo para homologação e publicação será na data prevista de 10 de julho de 2015, no Diário Oficial do Estado – DOE.
 
O prazo de validade do concurso público será de 02 anos, contados da data da homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogado por uma única vez e por igual período, a critério da Administração, mediante ato do Prefeito Municipal.

Concurso Prefeitura de Alpestre – RS

Foi divulgado edital n°01/2015 de concurso público da Prefeitura de Alpestre, no estado do Rio Grande do Sul. O concurso busca preencher 59 vagas, além de formar cadastro reserva, em vários cargos de todos os níveis de ensino, oferecendo salários de acordo com a exigência do cargo e jornada de trabalho, variando entre R$ 723,26 e R$ 6.328,52.

O concurso terá a coordenação técnico-administrativa da Fundação La Salle. Do total de vagas, 14 serão destinadas aos candidatos portadores de deficiência.

Cargos
-Nível Fundamental: Operário, Operador de Máquinas, Borracheiro, Carpinteiro, Pedreiro, Servente e Agente Comunitário de Saúde;

- Nível Médio e Técnico; Agente Administrativo, Orientador Social, Secretário de Escola, Auxiliar de Saúde Bucal, Técnico Rural, Técnico em Eletromecânica, Técnico de Enfermagem e Agente Visitador PIM;

- Nível Superior: Assistente Social, Cirurgião Dentista, Educador Físico, Enfermeiro, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Civil, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Licenciador Ambiental, Médico, Médico Veterinário, Nutricionista, Professor de Artes, Professor de Educação Infantil, Professor de Matemática, Professor de Séries Iniciais, Professor de Português, Psicólogo e Psicopedagogo.

Inscrições e Taxas
As inscrições devem ser realizadas até o dia 30 de março de 2015, pela internet, através do site www.fundacaolasalle.org.br/concursos. O valor da inscrição oscila entre R$ 50,00 e R$ 100,00.

Provas
O concurso público consistirá de provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos, mais prova prática, de caráter eliminatório e classificatório, exclusivamente, para os cargos de Operário, Operador de Máquinas, Borracheiro, Carpinteiro e Pedreiro, e provas de títulos, exclusivamente para cargos de nível escolar superior.

A prova objetiva está prevista para o dia 03 de maio de 2015, e será aplicada nos locais e horários que serão disponibilizados no dia 25 de abril. Já o gabarito provisório será informado no dia 04 de maio de 2015.

Validade
Este concurso público terá validade de dois anos, a contar da data de publicação do edital de encerramento, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do município de Alpestre.

Prefeitura de Guaramirim - SC lança edital de processo seletivo

A Prefeitura de Guaramirim, no estado de Santa Catarina, lançou o edital de processo seletivo nº 01/2015, com a intenção de preencher cinco vagas para o cargo técnico em enfermagem. Os salários vão até R$ 1.620,62, em carga horária de 40 horas semanais.
 
Os aprovados ainda receberão vale alimentação em cartão (Util Card) de R$ 200,00 para 20 horas semanais e R$ 400,00 para 40 horas semanais.

As inscrições serão realizadas no período entre 12 de março a 10 de abril de 2015, no horário das 9h às 12h e das 13h às 16h, pessoalmente ou por procuração, na Secretaria Municipal de Saúde, localizada na Rua Henrique Friedmann nº. 415 -  Centro, Guaramirim/SC.

Documentação a ser entregue no ato da inscrição:
- Fotocópia da Carteira de Identidade;
- Fotocópia do CPF;
- Ficha de Inscrição devidamente preenchida.

A prova objetiva está prevista para o dia 18 de abril de 2015, com início às 8h30. O local de aplicação da prova será na Secretaria Municipal de Saúde, situada à Rua Henrique Friedmann, 415 - Centro, Guaramirim/SC.

O processo seletivo terá validade de um ano, a partir de sua homologação, devendo ser respeitada sua ordem, para todas as contratações que tenham de ser efetivadas durante sua vigência.
 
O edital encontra-se publicado no Diário Oficial dos Municípios de Santa Catarina, de 10 de março de 2015.

Prefeitura de Hortolândia - SP contrata Agente Comunitário de Saúde

A Prefeitura de Hortolândia, Estado de São Paulo, abriu edital de processo seletivo n° 001/2015, sob a organização da empresa RBO Assessoria Pública e Projetos Municipais Ltda. Serão distribuídas 27 vagas para a função de Agente Comunitário de Saúde (nível fundamental) por salário de R$ 1.022,67 em carga horária de 40 horas semanais.

A inscrição será feita por meio da internet, no endereço eletrônico www.rboconcursos.com.br, a partir do dia 23 de março até às 23h59min do dia 10 de abril de 2015. A taxa é de R$ 25,00.

A realização da prova escrita objetiva está prevista para o dia 26 de abril de 2015. A convocação para a Prova Escrita Objetiva será feita através de jornal com circulação no município e afixada no quadro de avisos do Departamento de Gestão de Pessoas de Hortolândia/SP, e divulgada nos sites www.hortolandia.sp.gov.br e www.rboconcursos.com.br a partir do dia 17 de abril de 2015, contendo informações quanto ao horário e local de realização da prova.

O prazo de validade do processo seletivo será contado a partir da data de sua homologação, e com duração de 2 anos, prorrogável por igual período segundo interesse da Administração.

Seletivo Prefeitura de Tramandaí - RS

Nos dias 12 e 13 de março de 2015, a Prefeitura de Tramandaí, no Rio Grande do Sul, realizará inscrições de processo seletivo, edital nº 156/2015, em provimento de seis para profissionais de nível técnico e superior.
 
Os cargos disponíveis são para oficineiro educador físico (professor em escolinha de futebol), articulador de descentralização e matriciamento em DST/HIV/AIDS, articulador de promoção e prevenção a saúde e DST/HIV/AIDS, monitor de promoção e prevenção em DST/HIV/AIDS e articulador de notificação e controle de vigilância em DST/HIV/AIDS. As remunerações variam de R$ 750,00 a R$ 1.400,00, por jornadas semanais de 20, 30 e 40 horas.
 
Quem tiver interesse em uma das vagas, deverá comparecer na Sede do Posto PAI, no Ginásio Municipal de Esportes, situado na Avenida Maria F. Rezende s/n, Centro, das 8h30 às 11h00 e das 14h00 às 17h00 para efetuar inscrição.
 
A seleção será através de avaliação curricular, prevista para ocorrer no dia 19 de março de 2015.
 
O resultado será homologado e divulgado a partir do dia 25 de março de 2015, na Secretaria de Saúde, na sede da Prefeitura e no site: www.tramandai.rs.gov.br.

Concurso Prefeitura de Pedra Dourada - MG

A Prefeitura de Pedra Dourada, no estado de Minas Gerais, através da empresa JCM Consultoria Municipal Ltda, divulgou edital n° 001/2015 de concurso público que objetiva o provimento de 64 vagas para profissionais em diversos cargos. Os salários podem chegar até R$ 5.426,12 em carga horária de 20 a 40 horas semanais.

As oportunidades são para os cargos de Auxiliar de Serviços Gerais – ASGI, Auxiliar Odontológico, Fisioterapeuta, Médico, Motorista, Nutricionista, Odontólogo, Operador de Máquinas Leves, Operador de Máquinas Pesadas, Pedreiro, Professor, Recepcionista, Servente Escolar/SESC-I e Técnico de Enfermagem.

As inscrições começam em 12 de maio e seguem até 12 de junho de 2015, por meio do site da empresa organizadora, a JCM Concursos, www.concursosjcm.com.br. As taxas variam de R$ 60,00 a R$ 150,00 de acordo com a função escolhida.

Também será possível se inscrever na sede do Executivo, que fica na Praça Cristalino Aguiar, nº 20, Centro, em Pedra Dourada - MG, das 8h às 11h e das 13h às 16h.

Todos os candidatos serão submetidos à prova objetiva que será realizada, no município de Pedra Dourada, provavelmente, no dia 05 de julho de 2015. O horário e local serão informados na ficha de inscrição definitiva.

As provas práticas serão realizadas no dia 09 de agosto de 2015, em local e horário a serem informados na lista de convocação a ser divulgada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal e no site www.jcmconcursos.com.br a partir do dia 20 de julho de 2015.

Os gabaritos serão divulgados às 22h do dia 05 de julho de 2015 no site www.jcmconcursos.com.br e na sede da Prefeitura Municipal de Pedra Dourada.

O prazo de validade do presente concurso é de 02 anos, a contar da data de publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

Coordenadoria de Controle de Doenças em São Paulo abre seletivo

A Coordenadoria de Controle de Doenças em São Paulo contratará enfermeiros. As vagas serão preenchidas através de processo seletivo, cujo edital nº 01/2015, visa admitir dois profissionais formados e com registro no Conselho Regional de Enfermagem (COREN), para atuar no Centro de Vigilância Epidemiológica "Professor Alexandre Vranjac".
 
A remuneração segue de acordo com a classe correspondente escala de vencimentos nível NU, da lei complementar 1157/2011, em jornada básica de 30 horas semanais.
 
O centro de Recursos Humanos/CVE, situado na Avenida Doutor Arnaldo nº 351, 12º andar, sala 1226, Cerqueira César, receberá as inscrições entre os dias 18 e 24 de março de 2015, das 9h00 às 15h00, somente em dias úteis.
 
A seleção será por análise de currículos, títulos e entrevista.
 
O processo seletivo será válido por um ano, improrrogável, a partir da data de publicação da classificação final, ou antes, desse prazo, em razão de homologação de concurso público para os cargos de agente técnico de assistência a saúde (químico), para a unidade em questão.
 
O edital foi publicado no Diário Oficial Poder Executivo, seção I, no dia 11 de março de 2015, página 102.

Abertos Concurso e Seletivo na Prefeitura de Sapiranga - RS

A Prefeitura de Sapiranga, no estado do Rio Grande do Sul, através da empresa MGA Concursos Públicos, publicou editais n° 036/2015 para concurso público e n° 037/215 de processo seletivo, destinados ao provimento de 83 vagas e formar cadastro reserva em diversos cargos, com oportunidades para candidatos de todos os níveis de escolaridade. Os salários oferecidos variam entre R$ 896,64 e R$ 8.774,99.
 
O edital n° 036/2015 de concurso público oferta 82 vagas na área da saúde para cargos de Médico ESF, Médico Plantonista, Médico Ginecologista, Médico Pediatra, Médico Infectologista, Médico Gastroenterologista, Médico Cirurgião Geral, Médico Traumatologista, Médico Otorrinolaringologista, Médico Urologista, Médico Dermatologista, Médico Cardiologista, Médico Neurologista, Médico Psiquiatra, Médico Clinico Geral, Dentista, Enfermeiro, Terapeuta Ocupacional, Técnico em Enfermagem, Agente Administrativo e Auxiliar Dentário.
 
Já o edital n° 037/2015 de processo seletivo irá formar cadastro de reserva no cargo de Agente Comunitário de Saúde.

As inscrições poderão ser efetuadas pela internet, no endereço eletrônico www.mgaconcursospublicos.com.br, até às 23h59min do dia 09 de abril de 2015. A taxa de inscrição varia de R$ 20,00 a R$ 100,00.

O concurso terá prova escrita objetiva, aplicada a todos os cargos, mais prova de títulos para os empregos de ensino superior. A prova objetiva será aplicada na data provável de 17 de maio de 2015, em locais e horários a serem divulgados com antecedência pela organizadora. É obrigação do candidato acompanhar os editais da organizadora para não perder os prazos.

A validade tanto do concurso quanto do processo seletivo será de dois anos, prorrogável, a critério da Administração, por igual período.

Sibutramina: entenda os efeitos colaterais

O medicamento é indicado para pacientes com sobrepeso importante ou obesidade

Há uma série de contraindicações para o uso da Sibutramina. Pessoas que tem problemas cardiovasculares (há o aumento da frequência cardíaca porque ele faz com que a queima calórica aumente e isso pode gerar problemas como palpitações), transtornos de ansiedade, insônia e enxaqueca não devem usar o medicamento já que isso pode agravar os sintomas.
 
A endocrinologista e nutróloga Ellen Simone Paiva explica que a sibutramina tem possíveis efeitos colaterais, por isso é muito importante estar atento às indicações e só usar se indicado por um médico.
 
Mas ela defende também que, atualmente, este é praticamente o único medicamento usado para o emagrecimento, por isso associações que dizem respeito a obesidade e regime defendem a permanência do produto. "As outras opções são os fitoterápicos que não têm eficácia comprovada e as anfetaminas que não indicamos".
 
A médica também explica que pesquisas feitas pelos responsáveis por regulamentar o uso apontam que há mais vantagens do que riscos para quem usa. "Não acho que o medicamento deve ser retirado das farmácias, mas creio que isso pode acontecer já que saiu de mercados importantes como Europa e Estados Unidos. Por aqui está na berlinda".
 
A questão ainda não totalmente respondida é se a droga também aumentaria as chances de problemas cardiovasculares em pessoas sem este histórico. Por enquanto, os estudos apontam problemas em pessoas pré-dispostas.
 
Guia da Pharmacia

Suspensa a comercialização de lote de anticonvulsivante e lotes de anticoncepcional

A Anvisa suspendeu a distribuição, comércio e uso do lote AR 877 do medicamento Carbamazepina 200 MG comprimido da empresa Sanval Comércio e Indútria Ltda e dos lotes nº 320399 e nº 325252 do medicamento anticoncepcional Algestona Acetofenida + Enantato de Estradiol solução injetável da Eurofarma Laboratórios S.A.
 
O lote de Carbamazepina foi suspenso por apresentar resultado insatisfatório no ensaio de dissolução. O laudo foi emitido pela Fundação Ezequiel Dias. O laboratório fará o recolhimento do produto.
 
Já o anticoncepcional foi suspenso por apresentar corpo estranho na ampola.
 
A empresa já iniciou o recolhimento voluntário dos lotes. As medidas estão nas Resoluções nº 720 e nº 721, publicada nesta quarta-feira (11/3) no Diário Oficial da União (DOU).
 
Confira a resolução no DOU LINK
 
ANVISA

Cade condena entidades médicas paulistas por tabelamento de preços

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) condenou hoje (11) o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), a Associação Paulista de Medicina  (APM) e o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) por fixação de preços de serviços médico-hospitalares no mercado de planos de saúde
 
Segundo nota do Cade, em 2004 as três entidades impuseram às operadoras de planos de saúde a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), uma tabela de preços mínimos para serviços médicos, procedimentos hospitalares e exames. De acordo com o órgão de defesa econômica, em julho do mesmo ano, os médicos do estado de São Paulo decidiram suspender os serviços prestados aos planos que não seguissem a tabela.
 
“As entidades tornaram a CBHPM uma tabela mínima de preços obrigatória e acabaram formando no mercado um bloco impermeável à concorrência, já que os médicos que não seguiam as regras impostas pela tabela estavam sujeitos a processos ético-disciplinares”, disse a nota da entidade sobre o parecer do relator do processo, Gilvandro Araújo.
 
De acordo com o Cade, as entidades ameaçaram as operadoras de planos de saúde de descredenciamento coletivo caso elas não aceitassem as condições impostas.
 
A condenação gerou multa para as entidades, no total de R$ 383 mil. Além disso, o Cade determinou que o Cremesp, a APM e o Simesp deixem de fixar tabelas de preços mínimos, de promover boicotes e paralisações no atendimento de planos de saúde e de obrigar médicos a adotarem a tabela de preços estabelecida com ameaça de investigação disciplinar. No caso de continuidade da conduta, foi estabelecida multa diária de R$ 5,3 mil.
 
Procurados pela reportagem, o Cremesp e a APM não se manifestaram sobre a condenação até o fechamento da reportagem. Já com o Simesp, a Agência Brasil não conseguiu contato.
 
Agência Brasil

Dia Mundial do Rim: silenciosa, doença renal crônica atinge 10% da população

A doença renal crônica atinge 10% da população mundial e afeta pessoas de todas as idades e raças
 
 
A estimativa é que a enfermidade afete um em cada cinco homens e uma em cada quatro mulheres com idade entre 65 e 74 anos, sendo que metade da população com 75 anos ou mais sofre algum grau da doença. Diante desse cenário, no Dia Mundial do Rim, lembrado hoje (12), a Sociedade Brasileira de Nefrologia defende que a creatinina sérica e a pesquisa de proteína na urina façam parte dos exames médicos anuais.
 
O risco de doença renal crônica, de acordo com a entidade, deve ser avaliado por meio de oito perguntas: Você tem pressão alta? Você sofre de diabetes mellitus? Há pessoas com doença renal crônica na sua família? Você está acima do peso ideal? Você fuma? Você tem mais de 50 anos? Você tem problema no coração ou nos vasos das pernas (doença cardiovascular)? Se uma das respostas for sim, a orientação é procurar um médico.
 
Os principais sintomas da doença renal crônica são falta de apetite, cansaço, palidez cutânea, inchaços nas pernas, aumento da pressão arterial, alteração dos hábitos urinários como urinar mais à noite e urina com sangue ou espumosa.
 
As recomendações das entidades médicas para reduzir o risco ou para evitar que o quadro se agrave incluem manter hábitos alimentares saudáveis, controlar o peso, praticar atividades físicas regularmente, controlar a pressão arterial, beber água, não fumar, não tomar medicamentos sem orientação médica, controlar a glicemia quando houver histórico na família e avaliar regularmente a função dos rins em casos de diabetes, hipertensão arterial, obesidade, doença cardiovascular e histórico de doença renal crônica na família.
 
Dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia indicam que 100 mil pessoas fazem diálise no Brasil. Atualmente, existem 750 unidades cadastradas no país, sendo 35 apenas na cidade de São Paulo. Os números mostram ainda que 70% dos pacientes que fazem diálise descobrem a doença tardiamente. A taxa de mortalidade para quem enfrenta o tratamento é 15%.
 
Agência Brasil

Fiocruz reúne todas suas publicações científicas em novo Portal de Periódicos

A Fiocruz lançou nesta terça-feira (10/03) mais um espaço para a divulgação da Ciência: o Portal de Periódicos
 

No mesmo ambiente web, o público terá acesso aberto e gratuito aos artigos de todas as publicações científicas editadas na Fiocruz. Com a busca integrada em sete revistas, os leitores poderão ter uma visão ampliada do conhecimento em saúde, a partir de diferentes abordagens.
 
A vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação, Nísia Trindade Lima, ressalta a relação entre a Política de Pesquisa, Política de Pós-graduação e Política de Informação. Segundo ela, o novo canal traz visibilidade a questões como a internacionalização, avaliação da produção científica e inovação em periódicos. “Há mais de um ano, o Fórum dos Editores Científicos da Fiocruz vem debatendo estes temas que envolvem o fazer e o divulgar a ciência de uma forma sustentável. O Portal de Periódicos nasce no cerne desta discussão, integrando as revistas e promovendo este diálogo”, afirma.
 
A Fiocruz, em 2014 implantou sua Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, na qual reafirma seu compromisso com a democratização do conhecimento e do acesso à informação científica. O Portal de Periódicos vem reforçar a importância da popularização da ciência, aproximando a sociedade dos temas científicos.
 
Para o editor da Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde, Rodrigo Murtinho, “o Portal de Periódicos da Fiocruz chega em boa hora e será um instrumento importante para ampliar o acesso à produção científica na área da saúde, e consequentemente dar maior visibilidade às revistas científicas editadas pela Fiocruz em diferentes áreas”.
 
Essa diversidade nas revistas científicas da Fiocruz retrata as diferentes áreas do conhecimento e atuação a que se dedica a instituição, com temas importantes para a sociedade, dialogando tanto com o Sistema Único de Saúde como com o Sistema de C&T do país.
 
A editora Marília Sá Carvalho, dos Cadernos de Saúde Pública, reflete sobre a pauta de discussões que envolve as publicações científicas: "Nesse cenário em que se observa a proliferação de revistas pagas – cujos critérios se revelam bastante duvidosos – o Portal de Periódicos cumpre o papel essencial de assegurar o acesso aberto e preservar a qualidade da ciência publicada pela Fiocruz”.
 
Democratização da Ciência
- As transformações no mundo contemporâneo e a popularização da Ciência são aspectos importantes para a editora das Memórias do Instituto Oswaldo Cruz – o periódico mais antigo da Fundação. “Por muitos séculos o acesso à Ciência esteve restrito aos cientistas. No novo milênio, além de um diferencial econômico, a Ciência e o acesso à sua produção fazem parte da cultura humana e do exercício de cidadania”, lembra Claude Pirmez. O Portal de Periódicos da Fiocruz articula a multidisciplinaridade da produção científica no país, facilita o compartilhamento de informações e contribui para a inclusão do cidadão na ciência brasileira”, completa.
 
O compromisso ético-político da instituição com a apropriação e democratização do conhecimento pela sociedade é enfatizado pela editora da revista Trabalho, Educação e Saúde. “Integrar o portal é contribuir com os demais periódicos para pensar a saúde de modo amplo, sob diferentes perspectivas editoriais e objetos de pesquisa. Os estudos críticos sobre o trabalho dialogam diretamente com uma dimensão da realidade do sistema de saúde que precisa ser constantemente refletida e transformada”, afirma Angélica Fonseca.
 
Comunicação: “cardápio variado de conteúdos”
- Além de artigos, o novo canal traz informações em diversos formatos: notícias, entrevistas, vídeos e infográficos. Para João Canossa, à frente da Editora Fiocruz, este “cardápio variado de conteúdos”, permite que a sociedade se aproprie do vasto conhecimento gerado na instituição. “Assim, esta produção pode ser utilizada pelas pessoas de outros centros de pesquisa, universidades, no trabalho, em casa, neste ou em outros países. O Portal de Periódicos tem tudo para se tornar mais uma poderosa ferramenta nesse sentido”.
 
Editora da revista História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Roberta Cardoso também comemora o potencial de comunicação e interação do novo veículo com o público: “A iniciativa é ótima e tornará a divulgação das edições mais dinâmica. Também facilitará a pesquisa dos leitores interessados nos temas que publicamos”, diz.
 
Este benefício também é apontado pelas editoras das revistas Fitos e Visa em Debate, respectivamente. “O Portal de Periódicos será um espaço importante para dar maior visibilidade, acesso e uso aos trabalhos publicados pela Revista Fitos, o que permitirá um aumento nos fatores de impacto do conteúdo intelectual produzido na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação em fitoterápicos, com a citação de estudos ou pesquisas em trabalhos de cientistas de outras instituições”, diz Rosane Abreu. “Nós, da Visa em Debate, acreditamos na concretização e sustentabilidade do acesso aberto às revistas científicas, ampliando visibilidade e impacto das publicações. Esta é uma importante contribuição do Portal de Periódicos da Fiocruz na democratização do conhecimento”, afirma Daniella Guimarães.
 
Fonte: Flávia Lobato e Fernanda Marques/ Fiocruz

Anvisa registra novo medicamento para tratamento da Hepatite C

A Anvisa concedeu o registro de um novo medicamento para tratamento da Hepatite C, o Olysio (simeprevir sódico
 
A publicação está no Diário Oficial da União desta quarta-feira (11/3). Com isso, médicos e pacientes passam a ter mais uma opção terapêutica para a doença.
 
O processo de registro desse medicamento foi alvo de priorização de análise em outubro de 2014, por solicitação do Ministério da Saúde.
 
O Olysio é o segundo medicamento novo para o tratamento da Hepatite C registrado em 2015. A nova droga tem como potencial vantagem em relação às terapias já existentes um percentual maior eficácia, tempo reduzido de tratamento, comodidade posológica (uma vez ao dia), além dos benefícios do uso oral.
 
De acordo com dados do Ministério da Saúde, cerca de 3% da população mundial pode ter tido infecção por esse vírus, o que corresponde a 185 milhões de pessoas. No Brasil, a prevalência na população é em torno de 1,4% a 1,7%, principalmente entre os maiores de 45 anos. Segundo o levantamento, atualmente 15,8 mil pessoas estão em tratamento para a Hepatite C no SUS, sendo o Brasil um dos únicos países em desenvolvimento no mundo que oferece diagnóstico, teste e tratamento universal para as hepatites virais, em sistemas públicos e gratuitos de saúde
 
Vírus
A hepatite C é causada pelo vírus C (HCV). A transmissão ocorre, principalmente, por meio de transfusão de sangue, compartilhamento de material para uso de drogas, objetos de higiene pessoal – como lâminas de barbear e depilar, alicates de unha ou outros objetos que furam ou cortam, na confecção de tatuagem e colocação de piercings.
 
ANVISA

Saiba quais alimentos podem causar alergia na pele de gestantes

Saiba quais alimentos podem causar alergia na pele de gestantes Free Images/Divulgação
Free Images: A albumina, proteína do ovo, quando não bem
cozida pode ser fonte de bactérias que prejudicam a mãe e o bebê
Alterações hormonais podem deixar estômago mais sensível
 
As alterações hormonais da gravidez trazem uma série de mudanças no organismo da mulher. Na pele, é comum que apareçam coceiras sem nenhuma causa aparente. No entanto, é importante ficar atenta se esses pruridos são originados após a ingestão de algum alimento. Isso porque os níveis hormonais podem deixar o estômago mais sensível a algumas substâncias que antes não afetavam a sua saúde.
 
— Como eles aumentam a absorção de nutrientes para suprir as necessidades do bebê, pode deixar o estômago mais relaxado, fazendo com que o ácido estomacal chegue ao esôfago, podendo causar azia e até mesmo dificuldade para fazer a digestão de determinados alimentos ou aditivos presentes nos mesmos — explica o médico dermatologista com prática em oxidologia Amilton Macedo.
 
A alergia pode se apresentar com sintomas como coceira nos lábios ou na pele, vermelhidão acompanhada de descamação. Porém, de acordo com o especialista, a gestante deve estar atenta aos sinais porque, em alguns casos, podem ocorrer sintomas graves.
 
— A alergia é uma reação do sistema imunológico que tenta se defender de substâncias que ele considera nocivas, como toxinas — descreve.
 
Segundo Macedo, diversos alimentos podem causar uma reação alérgica. Essas reações podem ser divididas em dois grupos: não-tóxicas (intolerância ou hipersensibilidade aos alimentos) e não-alérgica (reações por ingestão de alimentos contaminados por microorganismos).
 
Saiba quais alimentos podem causar alergias e devem ser evitados pelas gestantes:
 
Leite: a alergia à proteína do leite envolve uma resposta maior do sistema imunológico que pode ter uma resposta imediata ou até três horas depois do consumo
 
Ovo: a albumina, proteína do ovo, quando não bem cozida pode ser fonte de bactérias que prejudicam a mãe e o bebê
 
Peixe: salmão, atum e linguado são os tipos mais comuns de peixes que causam reações alérgicas. Se o peixe estiver estragado, ele pode apresentar altos teores de histamina e causar intoxicação ou processo alérgico
 
Frutos do mar: as alergias mais frequentes são devido à ingestão de caranguejo, lagosta e camarão
 
Aditivos alimentares: corantes, conservantes e aditivos artificiais podem desencadear alergia

Zero Hora

Dengue na escola: como proteger o seu filho

Apesar da boa intenção, medida que pede que crianças
usem calças para evitar picadas do mosquito é ineficaz
Instituições de ensino pedem a ajuda dos pais no combate ao mosquito; veja quais medidas são eficazes para evitar a doença
 
O mosquito aedes aegypti contaminado com o vírus da dengue anda fazendo vítimas por todo o País, com ênfase na região sudeste. Esse quadro preocupante deixa os pais extremamente apreensivos. Em uma epidemia, como a atual, como proteger o filho de picadas enquanto ele está na escola?
 
A Escola Castelo, em São Paulo, é uma dessas instituições de ensino de olho na evolução do problema. Em comunicado para os pais e cuidadores, pediu que as crianças levassem seus próprios repelentes de inseto – além daquele que há na escola – e usassem calças compridas, mesmo com o calor. A razão? Tentar deixar a menor quantidade de pele exposta e evitar assim a temida picada do mosquito.
 
“Resolvemos fazer o comunicado aos pais por causa dos comentários dos surtos de dengue. Como não sabíamos se era real ou não, preferimos nos precaver”, explica a diretora da escola, Maíra Ferreira Gil da Silva. “Enquanto escola e por termos crianças, ficamos preocupados nesse sentido”.
 
Áudio pelo Whatsapp
Igualmente preocupados, pais também receberam áudios no aplicativo Whatsapp de que havia surgido uma nova espécie de mosquito da dengue e que ela picaria apenas da cintura para baixo. Essa regra específica, no entanto, só valeria para adultos.
 
“Essa desinformação tem muito a ver com o fato de o mosquito fêmea do aedes aegypti ser um inseto que voa rasteiro, entre um metro ou um metro e meio de altura. Esse dado é válido logicamente para um adulto. Para crianças e pessoas de baixa estatura, ele pica da cintura para cima, no rosto. Apesar da boa intenção, a história de proteger só a perna não funciona”, esclarece o infectologista Artur Timerman, mestre em infectologia pela Universidade de São Paulo e médico do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia de São Paulo.
 
Timerman conta também que o repelente não é o considerado hoje o método mais eficiente de prevenção, pois há evidências de que alguns mosquitos já tenham criado resistência aos produtos.
 
“Mas de forma alguma o repelente deve ser passado só na barriga ou perna, porque a criança mede um metro, em média, e é onde o mosquito voa. É uma informação que começou errada e vem sendo propagada de forma inadequada”.
 
Maíra diz que a inspeção contra dengue na escola é rigorosa. “Não deixamos nenhuma poça, nenhum armazenamento de água. Já tivemos problemas de falta de água, mas fazemos o armazenamento correto, vedado”, conta ela.
 
“Os brinquedos que acumulam água também são limpos constantemente, não temos vasinhos de plantas que poderiam acumular água e fizemos dedetizações. Não sei se a dedetização resolve, mas fizemos”, conta.
 
A preocupação da diretora com o ambiente escolar faz todo o sentido. Timerman explica que o mosquito que transmite a dengue não tem autonomia para voos longos. “Ele voa uns 50 metros, os mais espertinhos uns 100 metros. A criança vai ser picada por mosquitos da região domiciliar”, explica.
 
Criadouros
Infectologista do Hospital São Camilo, José Ribamar Branco explica que a melhor forma de proteção, tanto nas escolas como nas casas, é mesmo combater os criadouros do mosquito.
 
“Manter a caixa d’água sempre fechada, não deixar nenhum acúmulo de água em vasos. A escola pode educar as crianças para identificar foco de dengue no prédio deles, na casa deles”, explica o médico.
 
“O importante é que no local da escola e arredores não tenha nenhum foco. Se nos arredores tiver uma casa que tenha piscina e o proprietário não mexe naquela água, podem acontecer problemas”.
 
Ele recomenda também acionar a vigilância sanitária para ver se há algum foco na área. “É mais objetivo do que controlar a roupa, pois as crianças vão brincar na região, não tem como mexer nisso”, diz.
 
Para os pais preocupados com a epidemia, o infectologista Artur Timerman explica que a maior causa da epidemia de dengue no País atualmente não é culpa somente do armazenamento indevido de água por causa da crise hídrica em algumas regiões do País, mas sim da circulação do quarto sorotipo do vírus da dengue.
 
“Não tem mosquito mutante, o mosquito é o mesmo, que se reproduz melhor na água limpa, mas na salobra e suja também já consegue fazer eclodir a larva”, explica ele. “Não é uma forma mais agressiva da doença, mas outro sorotipo que há tempos não estava em circulação”. Logo, as pessoas que já haviam sido picadas por outro sorotipo e adquiriram imunidade a ele, estão suscetíveis ao sorotipo 4.
 
Dos quatro sorotipos da dengue, todos têm a mesma gravidade e intensidade de sintomas. “O problema é que uma pessoa que já teve infecção prévia com outro sorotipo e adquire o 4 agora, a chance de ela ter uma forma mais grave eleva muito, em 15 vezes. Não por ele ser mais agressivo, mas por ela já ter tido uma infecção prévia. Se ela já tivesse tido o sorotipo 4 e agora pegasse o 2, por exemplo, a gravidade seria a mesma”, explica.
 
Relatos do início da década de 70 identificaram a circulação do sorotipo 4. Logo depois, ele sumiu. Segundo Timerman, a enorme epidemia que aconteceu no Rio de Janeiro em 2002 era basicamente do sorotipo dois. Depois, houve outras epidemias com o tipo 3.
 
“O sorotipo 4 tinha somente no Caribe, Suriname e Venezuela. Há cinco anos foram descritos casos em Rondônia, mostrando que ele havia entrado no País. No começo, o Ministério da Saúde falou que não tinha relevância, mas a partir daí foi se disseminando”, explica o infectologista.
 
iG

Cientistas criam coração artificial em chip para testar medicamentos

heart-on-a-chipPara a ciência, o desenvolvimento de órgãos artificiais é importante não só para diminuir as filas de transplantes como também para testar tratamentos
 
Esse último objetivo levou um grupo de bioengenheiros da Universidade da Califórnia a criar um “heart-on-a-chip”, isto é, um coração artificial em um chip.
 
A noção de um chip fazendo as vezes de um coração nos leva a crer que o componente realiza uma simulação do órgão. E realiza mesmo, até certo ponto, mas essa tarefa não é meramente virtual: há uma combinação de “microfluídos” e células cardíacas verdadeiras ali.
 
Mais precisamente, as células ficam dispostas em uma camada de silicone que assume, tanto quanto possível, a geometria das fibras do tecido cardíaco humano. Uma rede de minúsculos canais que lembra vasos sanguíneos faz com que os fluídos levem nutrientes que alimentam as células e elimine os resíduos produzidos por elas.
 
O que é mais impressionante é que, dentro das devidas proporções, esse coração artificial bate. O processo todo tem início com a inserção de células-tronco que são induzidas para se desenvolver como células cardíacas. Elas crescem em camadas seguindo o modelo de desenvolvimento de um tecido cardíaco real.
 
Na etapa seguinte, há injeção de fluídos. Cerca de 24 horas depois, o tecido formado no chip começa a pulsar em uma frequência que varia entre 55 e 80 batimentos por minuto, tal como um coração humano de um adulto.
 
A partir daí, os pesquisadores podem injetar drogas para testar o efeito dessas substâncias sobre as células. Os canais de fluídos também permitem o monitoramento de todos os parâmetros necessários aos testes praticamente em tempo real.
 
Mais experimentos são necessários para avaliar a eficácia do método, mas os resultados obtidos até agora são convincentes. Os pesquisadores aplicaram no chip substâncias como Isoproterenol, Verapamil e Metoprolol, drogas que são usadas há tempos para tratamento de arritmias e outros problemas cardíacos. Os efeitos obtidos – controle das pulsações – foram equivalentes aos constatados em corações reais.
 
Os cientistas acreditam que o chip poderá ser adaptado para simular doenças cardíacas congênitas, a interação entre órgãos – a metabolização que um medicamento para o coração tem no fígado, por exemplo – e mesmo as características de determinado indivíduo para rastreio de reações a drogas antes que o tratamento seja colocado em prática.
 
Além disso, a invenção pode diminuir os custos de pesquisas pela indústria farmacêutica, resultando em medicamentos mais baratos. Kevin Healy, professor que lidera a pesquisa, espera até que, em uma etapa bem mais.
 
Tecnoblog / Phys.org

Viver e esquecer é a realidade de 35 milhões de pessoas com Alzheimer no mundo

Julianne Moore interpreta Alice, em 'Para Sempre Alice': no filme, sinais da doença só apareceram quando está mais avançada
Divulgação: Julianne Moore interpreta Alice, em 'Para Sempre
 Alice': no filme, sinais da doença só apareceram quando está
 mais avançada
Tipo raro, Alzheimer hereditário pode se manifestar precocemente, como no caso de Alice, do filme “Para Sempre Alice”, que adoeceu antes dos 50 anos; veja 10 sinais da doença
 
Alice é uma brilhante professora de linguística da Universidade de Columbia, em Nova York, nos Estados Unidos. Com uma eloquência invejável e prestes a completar  50 anos, ela tem um “branco” em frente a um auditório em uma palestra que ministrava. Havia esquecido uma palavra simples. Ela estranha. Isso nunca havia acontecido.
 
Achou fora do comum, mas continuou a vida. Logo depois, ao sair para correr perto de casa, se perdeu em um lugar que já havia passado inúmeras vezes. Tem uma crise de pânico. Logo depois, se orienta e volta para casa.
 
No natal com a família, esquece quem é a namorada do filho e se apresenta duas vezes, sem se dar conta. Decide, então, consultar um neurologista, que suspeita de Alzheimer. O diagnóstico cai como uma bomba: como uma mulher ainda jovem poderia ter uma doença considerada exclusiva da terceira idade?
 
No Brasil há 1,2 milhões portadores de Alzheimer. Em todo o mundo, somam 35 milhões. No entanto, cerca de 5% das pessoas com Alzheimer têm sintomas ainda jovens. É o caso da doença hereditária, como a de Alice. O gene também pode, em 50% dos casos, ser transmitido aos filhos. E quem herdou tem 100% de chance de desenvolver a doença.
 
Em uma história tocante, o enredo apresentado no filme “Para Sempre Alice”, interpretado pela atriz vencedora do Oscar 2015, Julianne Moore, e que estreia nesta quinta-feira (12) no País é fiel à realidade e representa as angústias que um portador de Alzheimer precoce enfrenta no dia a dia.
 
“Há formas hereditárias raras, com indícios de alterações nos genes dos cromossomos 14, 19 e 21”, explica o neurologista da Unifesp e diretor científico da Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), Rodrigo Rizek Schultz, sobre a doença que atinge mais mulheres do que homens.
 
Alta escolaridade
Normalmente, os sinais do Alzheimer se manifestam após os 65 anos. Schultz explica que os sintomas surgem bem depois de a doença já ter se instalado. No entanto, não se sabe ainda por que ela surge. Algumas lesões cerebrais características do Alzheimer, no entanto, são conhecidas.
 
Além de um depósito excessivo de uma proteína no cérebro, há uma redução de neurônios e das ligações entre eles, as chamadas sinapses. Esses neurônios, por sua vez, são os responsáveis pela memória e outras funções de planejamento e execução de tarefas complexas. Com o avanço da doença, outras áreas do cérebro tendem a ser atingidas, piorando o quadro.
 
No caso da personagem do filme, os sinais só apareceram quando a doença já estava em nível mais avançado, por causa do alto grau de instrução de Alice. “A alta escolaridade possibilita que a pessoa use a própria reserva cognitiva, e isso faz com que, mesmo com a doença, os sintomas demorem mais para aparecer”, explica Schultz. “A doença já vinha acontecendo há muitos anos, as proteínas amiloides vão se acumulando no cérebro e depois os sintomas aparecem”.
 
A cura para o Alzheimer ainda não foi encontrada. Os medicamentos disponíveis, no momento, também não conseguem, com rigor, atrasar o avanço da doença de maneira eficaz. Eles são capazes, no entanto, de ajudar no controle desses sintomas, tanto comportamentais como funcionais, dando mais autonomia ao doente. “Usa-se dois grupos de remédios, um que inibe uma enzima que degrada o neurotransmissor acetilcolina e outro que age no glutamato”, explica o médico.
 
A acetilcolina é um neurotransmissor responsável pelas sinapses, ou seja, sem ela, o portador de Alzheimer não consegue buscar palavras, datas ou acontecimentos na memória. Já o neurotransmissor glutamato, em excesso, é nocivo ao cérebro.
 
"Aquela doença"
Além dos problemas de memória, a doença também carrega um forte estigma social. Segundo a psicóloga da Abraz, Fernanda Gouveia, o Alzheimer virou “aquela doença”, fazendo alusão ao preconceito contra o câncer. “O Alzheimer hoje é o câncer da década de 80”.
 
Cerca de 80% dos pacientes de Alzheimer não sabem do próprio diagnóstico. Há uma resistência em contar sobre a doença àqueles que sofrem. O médico sempre dá a notícia para a família, mas existe uma discussão na sociedade se há algum benefício em contar a notícia ruim para o paciente. O argumento é que o diagnóstico poderia favorecer a depressão.
 
No entanto, se não comunicado logo no início dos sintomas, as chances de o paciente esquecer que tem Alzheimer são grandes. A consequência disso é ruim. O trauma existe, porque a pessoa efetivamente sabe que tem a doença, mas a lembrança da razão do trauma pode desaparecer. “Às vezes, a pessoa fica com aquele sentimento ruim, de que algo está errado, mas não lembra porque se sente assim. Não lembra da doença”, explica Fernanda.
 
Confira 10 sinais de Alzheimer:
 
- A perda de memória é o principal sintoma do Alzheimer
 
- A pessoa pode enfrentar problemas com a linguagem
 
- E também perder a capacidade de analisar criticamente as situações
 
- Perder objetos passa a ser uma situação frequente
 
- Mudanças na personalidade também são comuns
 
- Desorientação no tempo e no espaço apontam na direção da doença
 
- Mudanças repentinas no humor e no comportamento
 
- O doente também pode ter dificuldade de executar tarefas conhecidas
 
- Perda de iniciativa é um dos sintomas do Alzheimer
 
- O doente também pode ter problemas com pensamentos abstratos
 
BBC Brasil / iG