Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Criança aguarda 40 dias para colocar gesso em perna quebrada no RS

Menino foi levado ao hospital, mas fila no SUS não permitiu o atendimento
 
Uma criança de nove anos aguardou por mais de 40 dias para colocar gesso em uma perna fraturada. Após tentativas pelo SUS, a família de Lucas Gustavo Carboneiro da Ponte procurou atendimento em uma clínica de ortopedia particular.

Lucas voltava da escola de bicicleta quando foi atropelado por um caminhão. O acidente ocorreu no dia 1º de outubro deste ano, no município de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre. Lucas quebrou a tíbia da perna esquerda, foi socorrido pelo motorista e levado para o Hospital Cristo Redentor, referência em traumatologia em Porto Alegre, conta a mãe, Lívia Marcela Fagundes Carboneiro, de 29 anos, que trabalha como a auxiliar técnica de higienização em um hospital de Porto Alegre.

— Estava em casa quando fui informada do atropelamento do meu filho. Levei um susto, mas graças à Deus, a motorista do caminhão parou para prestar socorro. Ela foi muito atenciosa.

Ao chegar ao hospital, o menino recebeu os primeiros atendimentos no setor de emergência, onde foi feito um raio X e colocada uma tala para amenizar provisoriamente o problema, por causa do inchaço resultante da fratura. De lá, o garoto foi encaminhado para a Secretaria de Saúde de Alvorada, município onde reside, para dar continuidade ao tratamento, onde deveria colocar gesso, conforme orientação médica.

Há mais de 40 dias a família de Lucas realiza uma peregrinação de hospital em hospital em busca de um atendimento pelo SUS, para que o menino troque a tala pelo gesso na perna fraturada. A Secretaria de Saúde de Alvorada encaminhou a criança para atendimento com um médico ortopedista. Durante a consulta, o médico solicitou outro exame de raio X.

Para a surpresa da mãe, a data marcada para a realização do exame, por intermédio do SUS, era para abril de 2016.

— Não pude acreditar. Meu filho está com a perna quebrada há mais de 40 dias, só com uma tala e ainda tenho que esperar até fevereiro do ano que vem para colocar gesso. Um absurdo!.
Publicidade
Fechar anúncio

Na pressa e angustiada em ver seu filho com dor, Lívia levou o garoto a uma clínica médica particular, em Porto Alegre, para realizar o exame, onde desembolsou R$ 40.

Com o raio X em mãos, Lívia levou o filho novamente ao médico, no final do mês de outubro, para colocar o gesso. Ao ligar para marcar o procedimento, foi informada que não poderia ser feito em função de problema com o convênio com a Secretaria da Saúde de Alvorada. Procurada pela reportagem, a assessoria informou que a secretária da pasta estaria em reunião e não poderia atender ao chamado.

Levando o filho em uma cadeira de rodas, de uma cidade a outra, Lívia tentou atendimento no Hospital de Viamão, referência no serviço de traumatologia na região metropolitana da capital gaúcha. No local, a mãe de Lucas alega que foi informada por servidores da instituição que o governo estadual não repassou as verbas necessárias para a prestação de serviços na área da saúde.

A reportagem entrou em contato com o Hospital de Viamão, que ressalta que o nome do paciente Lucas Gustavo Carboneiro da Ponte não consta no sistema. A assessoria da direção do hospital alega que a situação dos repasses financeiros do governo estadual estão regularizadas e o que o atendimento está normalizado.

Já a Secretaria Estadual da Saúde/RS ficou de enviar um comunicado, via e-mail, esclarecendo os fatos, mas até as 16 horas, o documento não foi recebido.

Lívia e seu filho Lucas procuraram, no final da manhã desta quarta-feira, 11, atendimento em uma clínica de ortopedia particular para colocar o gesso. Mãe e filho viajaram de carona de Alvorada a Porto Alegre, um gesto solidário oferecido por um amigo da família. Na ocasião, a esposa do amigo pagou a consulta e os procedimentos ambulatoriais.

Estadão

BH recruta pacientes com câncer de próstata para testar novo medicamento

Resultados iniciais de estudo internacional mostram redução de risco de morte de 30% e aumento de sobrevida. Podem se candidatar homens com diagnóstico de tumor na próstata com metástases ósseas que receberam tratamento hormonal, mas que apresentam progressão da doença
 
O câncer de próstata já representa quatro em cada 10 tumores que atingem os brasileiros com mais de 50 anos. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), 69 mil homens são diagnosticados com a doença por ano. O tumor na próstata é também o segundo câncer em causas de morte, com 13 mil óbitos anualmente e atrás somente do de pulmão. A cada hora, 7,8 homens recebem a notícia da doença.

Novembro é o mês dedicado a falar sobre esse assunto já que o diagnóstico precoce do câncer de próstata aumenta a chance de cura da doença. Pesquisa recente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), no entanto, evidencia como a saúde masculina é negligenciada: 51% dos entrevistados com mais de 45 anos nunca foram ao urologista. A realidade em Belo Horizonte é ainda pior: 73% afirmaram que nunca se consultaram com especialistas em saúde masculina.

A notícia boa em período da campanha ‘Novembro Azul’ é que o Brasil é um dos países que está testando uma nova terapia para pacientes com diagnóstico de tumor na próstata com metástases ósseas. A primeira fase do estudo internacional intitulado ‘ALSYMPCA’ que testou a droga rádio-223 - já comercializada fora do Brasil e com perspectivas de ser aprovada por aqui - determinou a redução do risco de morte em 30% comparado ao placebo, aumentou significativamente o tempo para a progressão de um evento esquelético, de 10 para 16 meses, e mostrou também que o medicamento foi bem tolerado.

De acordo com o professor de medicina e oncologia e pesquisador do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), André Márcio Murad, o sucesso dessa primeira etapa de testes da rádio-223 motivou a condução de um novo estudo clínico para incrementar ainda mais a eficácia do medicamento. “Na primeira etapa, a droga foi usada na fase final da doença, quando quase nada poderia ser feito pelos pacientes”, afirma

Nesta etapa, a droga será associada a um agente hormonioterápico. A abiraterona já é comercialmente disponível e indicada para o tratamento de pacientes com câncer de próstata metastático que falharam ou progrediram ao uso de um tratamento hormonal de primeira linha. “Se o paciente tem metástase óssea e não responde a hormonioterapia de primeira linha, o protocolo é passar para as medicações de segunda linha. Nessa fase do estudo clínico, o uso da rádio-223 será acrescentado à medicação de segunda linha”, detalha o especialista. 
 
Como participar
No Brasil, o Centro Avançado de Tratamento Oncológico (Cenantron) está conduzido a segunda fase desse estudo em Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo e um dos investigadores principais no país é o oncologista André Márcio Murad. Os testes também estão sendo iniciados em vários países do mundo.

Serão sorteados 800 pacientes com diagnóstico de câncer de próstata com metástase óssea que receberam o tratamento hormonal, mas que apresentam a progressão da doença. Ou seja, é necessário que esse homem tenha sido previamente tratado com uma linha de medicação hormonal, que usualmente compreende a associação de um bloqueador de testosterona (geralmente a bicalutamida) e um bloqueador central de hormônio liberador de luteínico (os chamados agonistas ou antagonistas de LH-RH).

O interessante desse estudo é que mesmo os pacientes que receberem o placebo ao invés da rádio-223 associada à hormonioterapia de segunda linha estarão sendo beneficiados com essa abordagem já que o Sistema Único de Saúde (SUS) ainda não disponibiliza a abiraterona.

Os interessados podem entrar em contato no (31) 9 8412-9058.

Metástase óssea
O oncologista André Márcio Murad explica que a metástase óssea é quando o tumor atinge a matriz dos ossos e faz com que os osteoblastos passem a provocar o crescimento ósseo exagerado. Segundo ele, a rádio-223 é uma substância radioativa que emite partículas alfa no organismo e alcança e combate as metástases ósseas produzidas pelo câncer de próstata ao mimetizar o cálcio, ou seja, o osteoblasto acha que essa partícula é cálcio.

O especialista esclarece ainda que é o excesso de osso que comprime as estruturas nervosas, provoca um peso exagerado na coluna e que pode ocasionar fraturas. “O medicamento destrói as células tumorais, mas poupa os tecidos adjacentes aos tumores e também a medula óssea”, reforça Murad. Dessa forma, os ossos tendem voltar à normalidade e ficarem anatomicamente mais equilibrados. “A dor cessa e tem um impacto significativo no prolongamento da vida”, afirma ele.
 
Saúde Plena

Mercosul negocia no Paraguai compra conjunta de remédios de alto custo

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPS) está convidada a observar as negociações para garantir a transparência no processo de compra e servir como intermediária na transferência, de modo que se evite pagar altos juros
 
Os países do Mercosul negociaram nesta quarta-feira com fabricantes de remédios a compra conjunta de produtos de alto custo, como antirretrovirais e remédios para pacientes oncológicos, como forma de baratear seus preços, um dos temas que serão tratados na sexta-feira na reunião de ministros de Saúde do bloco.
 
O objetivo consiste em adquirir dos laboratórios remédios em grande escala para, além de baratear seus custos, facilitar o acesso dos pacientes a tratamentos de última geração difíceis de obter em países pequenos como o Paraguai, segundo informou o Ministério da Saúde Pública (MSP) desse país.
 
A Organização Pan-Americana da Saúde (OPS) está convidada a observar as negociações para garantir a transparência no processo de compra e servir como intermediária na transferência, de modo que se evite pagar altos juros.
 
Por enquanto se negocia a compra de quatro remédios antirretrovirais, utilizados, entre outros tratamentos, para doenças como o HIV/aids.
 
Em uma segunda rodada se pactuará sobre a aquisição de remédios oncológicos “de última geração”, disse a diretora-geral de Relações Internacionais do MSP, María Antonieta Gamarra.
 
“Sabemos o que é o câncer para nosso país e para qualquer pessoa. Estes remédios vão ser incluídos em muitos dos tratamentos em Saúde Pública, coisa inédita, porque geralmente a seguridade social é quem compra estes remédios, já que escapa a nosso sistema financeiro”, declarou Gamarra.
 
Em preparação das negociações com os laboratórios, Paraguai e Brasil compilaram os dados de número de pacientes beneficiados e preços de remédios dos membros do Mercosul e Estados associados, e detectaram “grandes assimetrias” nos custos de um país a outro, afirmou Gamarra.
 
A negociações são prévias à reunião de ministros de Saúde do Mercosul que será realizada na sexta-feira em Assunção, com a presença das autoridades sanitárias do bloco (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela), assim como de países associados como Chile e Peru.
 
Na reunião será apresentada, além disso, a proposta de unificar os temas tratados no âmbito do Mercosul Saúde com os da agenda sanitária da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), a fim de otimizar o tempo, economizar despesas em viagens e ter uma maior produção de resultados.
 
Quase metade das pessoas infectadas com HIV na América Latina recebe tratamento médico, o que faz com que seja uma das regiões em vias de desenvolvimento mais avançadas do mundo no acesso a antirretrovirais, segundo dados da ONU.
 
EFE Saúde

Cuidado com a dengue deve começar antes das chuvas

MS 6Transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença viral que se espalha rapidamente no mundo
 
A ação mais simples para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução.
 
A regra básica é não deixar a água parada em qualquer tipo de recipiente. Como a proliferação do mosquito da dengue é rápida, além das iniciativas governamentais, é importantíssimo que a população também colabore para interromper o ciclo de transmissão e contaminação. Para se ter uma ideia, em 30 a 35 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas. Com a chegada das chuvas de verão, típicas em boa parte do Brasil, é importante começar a prevenção o quanto antes.
 
Então, a dica é manter recipientes, como caixas d’água, barris, tambores, tanques e cisternas, devidamente fechados. E não deixar água parada em locais como: vidros, potes, pratos e vasos de plantas ou flores, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, canaletas, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas, tocos e bambus, buracos de árvores, além de outros locais em que a água da chuva é coletada ou armazenada.
 
Faça uma busca por estes tipos de recipientes. É muito importante que eles sejam eliminados.
 
Confira algumas orientações que ajudam a prevenir a dengue:
 
• Cuidados com o jardim e quintal
Local: Pratinhos de vasos com plantas
Ação: Elimine os pratinhos de vasos
 
Local: Plantas em água para enraizar
Ação: Manter a boca do recipiente protegida por algodão, papel alumínio, tecido, etc.
 
Local: Bromélias ou plantas que acumulam água
Ação: Lavar com mangueira em jatos fortes 2 vezes por semana, para sempre retirar a água que estava acumulada e pode conter larvas do mosquito
 
Local: Ocos das árvores, bambus
Ação: Preencher com serragem, cimento ou areia
 
Local: Muros com cacos de vidro
Ação: Preencher com massa ou areia.
 
• Depósitos e lixeiras
Local: Lixeiras externas
Ação: Fazer furos na parte inferior.
 
Local: Lixo doméstico
Ação: Manter o lixo ensacado e o recipiente tampado.
 
Local: Pneus usados
Ação: Furar e encaminhar para a reciclagem sempre que possível; se utilizados como brinquedos infantis faça um furo na parte inferior; se ainda utilizáveis guardá-los secos e cobertos.
 
Local: Vasilhame a ser descartado (casca de coco, latas de refrigerantes, copo plástico), garrafas, embalagens, etc.
Ação: Furar, amassar, cortar, picar, etc. de maneira que não se transformem em recipientes nos locais finais de depósito.
 
• Animais Domésticos
Local: Aquários para peixes
Ação: Mantê-los limpos e tampados ou telados e, se possível, criar uma espécie larvófoga (que se alimenta de larvas)
 
Local: Cães, gatos, passarinhos
Ação: Diminuir o número de bebedouros, escová-los quando trocar a água.
 
• No Banheiro
Local: Caixas de descarga, vasos sanitários e ralos com pouco uso
Ação: Mantê-los sempre bem limpos e jogar água com água sanitária duas vezes por semana.

É bom lembrar que o ovo do mosquito da dengue pode sobreviver até 450 dias, mesmo se o local onde foi depositado o ovo estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em um espaço de tempo entre 2 e 3 dias. Por isso é importante eliminar água e lavar os recipientes com água e sabão.
 
O Brasil registrou 587,8 mil casos de dengue e 405 óbitos em 2014, de acordo com balanço do Ministério da Saúde. Há suspeita de dengue em casos de doença febril aguda com duração de até 7 dias e que se apresente acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo.
 
O vírus da dengue pode se apresentar de quatro formas diferentes, que vai desde a forma inaparente, em que não há sintomas, até quadros de hemorragia, que podem levar o doente ao choque e ao óbito.
 
 
Dengue quadro



Fonte: Blog da Saúde

Ferramenta aprimora auditorias no programa Farmácia Popular

O Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus), por meio das Coordenações de Planejamento e Operacionalização (COPLAO) e da de Sistema de Informação (COSIN), em parceria com um grupo de servidores dos serviços de auditoria de Santa Catarina, Rio de Janeiro e Brasília, desenvolveram uma nova ferramenta para auditar farmácias e drogarias credenciadas no Programa Farmácia Popular do Brasil
 
A capacitação dos auditores na ferramenta em Access – para auditar Farmácia/Drogaria credenciada no Programa Farmácia Popular do Brasil (PFPB) – foi realizada no Núcleo Estadual do Ministério da Saúde em Minas Gerais/MG, no período de 26 a 29 de outubro de 2015. O curso foi ministrado pelo servidor da DIAUD/RJ, Plauto Ricardo de Sá e Benevides, e contou com a participação de 08 (oito) servidores do SEAUD/MG e 02 (duas) técnicas do SEAUD/ES. A iniciativa teve como objetivo aprimorar a execução da auditoria e qualificar os relatórios.
 
A ferramenta em Access vem sendo constantemente aprimorada, adaptando às novas propostas de análise de documentos que possam subsidiar os Relatórios de Auditoria. Neste contexto é fundamental a permanente capacitação dos Auditores e seu envolvimento no compromisso e construção de um trabalho de qualidade.
 
Fonte: Janiara Lara/ Denasus/SGEP/MS

Prefeitura de Porto Barreiro - PR publica edital de concurso público

A Prefeitura de Porto Barreiro, no Paraná, por meio da Secretaria de Administração e Finanças, divulgou edital n° 001/2015 de concurso público para provimento de 35 vagas legais e formação de cadastro reserva do quadro geral dos servidores, com a execução técnico-administrativa da empresa Objetiva Concursos Ltda.

As chances são para empregos de níveis fundamental, médio e superior, por ganhos de até R$ 7.094,28 em carga horária de 20 a 40 horas semanais.

As vagas são para os cargos de Advogado, Agente Administrativo, Agente Comunitário de Saúde, Agente de Combate às Endemias, Assistente Social, Atendente de Farmácia, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Manutenção, Auxiliar de Serviços Gerais, Balseiro, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico Clínico Geral, Médico Ginecologista /Obstetra, Médico Pediatra, Monitor de Creche, Motorista de Caminhão, Motorista de Ônibus Escolar, Motorista de Veículo de Passeio, Odontólogo, Operador de Motoniveladora, Operador de Pá Carregadeira, Operador de Retroescavadeira, Operador de Rolo Compactador, Professor I, Professor de Educação Física, Psicólogo, Técnico Agrícola, Técnico Ambiental, Técnico em Enfermagem, Técnico em Informática e Topógrafo.

As inscrições via Internet poderão ser realizadas até às 23h59min (horário de Brasília) do dia 25 de novembro de 2015, pelo site www.objetivas.com.br.

As taxas de inscrição variam de R$ 40,00 a R$ 120 e o pagamento deverá ser efetuado em qualquer agência bancária ou terminal de autoatendimento, até o dia 26 de novembro de 2015, com o Boleto Bancário impresso.

Caso o candidato não possua acesso à Internet, será disponibilizado computador para acesso, também até o dia 25 de novembro de 2015, no horário das 8h às 11h30 e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, em dias úteis, no Centro de Atendimento, na Prefeitura Municipal, situada à Rua das Camélias, 900 - Centro.

A prova objetiva, para todos os cargos, tem data prevista para 20 de dezembro de 2015, em local e horário a serem divulgados por edital.

O concurso terá validade por dois anos, contados a partir da data de homologação dos resultados, prorrogável por mais dois anos, a critério do Município de porto Barreiro/PR.

Prefeitura de Araraquara - SP anuncia concurso público

Com salários de até R$ 6.664,99 a Prefeitura de Araraquara, no estado de São Paulo, abriu edital n° 002/2015 de concurso público, sob a responsabildiade do IBAM – Instituto Brasileiro de Administração Municipal. Há 25 vagas para profissionais de níveis fundamental, médio e superior, com carga horária variada de 20 a 40 horas por semana.
 
De acordo com o edital, o salário base é R$ 2.775,95, acrescido da Retribuição Pecuniária Incorporad a de R$ 3.253,88 e Gratificação Pecuniária de R$ 635,16, totalizando um valor de R$ 6.664,99.
 
As oportunidades são para os cargos de Agente Social de Serviços Públicos, Agente Operacional de Serviços Públicos, Motorista, Agente Educacional, Auxiliar de Farmácia, Fiscal Municipal – Área de Atuação, Administrador Público, Arquiteto, Assistente Educacional Pedagógico, Médico – Área de Atuação: Espec. Neurocirurgia, Professor II em diversas disciplinas, Sociólogo e Supervisor de Ensino.
 
As inscrições ficarão abertas exclusivamente pela internet até às 23h59min do dia 10 de dezembro de 2015, no endereço eletrônico www.ibamsp-concursos.org.br.
 
As taxas variam de R$ 44,00 a R$ 83,00 de acordo com a função escolhida. O pagamento da taxa deverá ser efetivado, impreterivelmente, até o dia 11 de dezembro de 2015, caso contrário, não será considerada a inscrição como homologada.

A aplicação das provas objetivas, para todos os empregos, está prevista para o dia 10 de janeiro de 2016. A confirmação da data e as informações sobre horários e locais das provas será divulgada oportunamente através de edital de convocação para as provas, a ser publicado no dia 22 de dezembro de 2015 no jornal que publica os atos oficiais da Prefeitura, no site do IBAM www.ibamsp-
concursos.org.br e da Prefeitura www.araraquara.sp.gov.br.

O prazo de validade de concurso público é de dois anos, a contar da data de homologação, prorrogável por igual período, a juízo da Administração Municipal.

FAMAR - SP lança editais de processos seletivos

Finda nesta sexta-feira, às 15h de 13 de novembro de 2015, o prazo de inscrição aos dois novos processos seletivos da Fundação de Apoio a Faculdade de Medicina de Marília (FAMAR), na região centro-oeste do Estado de São Paulo.
 
Será contratado um Auxiliar de Compras, com ensino médio completo (edital nº 030/2015) e um Médico Plantonista, na área de urgência e emergência em Pediatria (edital nº 030/2015).
 
A remuneração ofertada é de R$ 932,15, mais gratificação por assiduidade, em carga semanal de 40 horas, para nível médio e de R$ 592,34 a R$ 2.369,38 para médico, por jornadas de 10 a 40 horas por semana. Também haverá gratificação por assiduidade nos valores de R$ 425,73 a R$ 1.702,89.
 
Interessados devem se inscrever via endereço eletrônico: www.famema.br/processoseletivo.
 
Todos os candidatos farão prova escrita, em local e horário a serem informados provavelmente no dia 23 de novembro de 2015, através do site da Fundação.
 
Os processos seletivos serão válidos por um ano, contado da data de divulgação do resultado final e poderá ser prorrogado por igual período, conforme interesse da FAMAR.

Concurso Prefeitura de Jequitibá - MG

A Prefeitura de Jequitibá abre 100 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Remuneração de até R$ 10.000,00
 
Concurseiros interessados já podem se inscrever para o concurso público da Prefeitura de Jequitibá, em Minas Gerais. O concurso, que será organizado pela empresa SEAP - Serviço Especializado em Administração & Projetos Ltda, oferece 100 vagas, além da formação de cadastro reserva, para cargos de níveis fundamental, médio e superior. A remuneração pode chegar a R$ 10.000,00 em regime de 12 a 40 horas por semana.
 
Será reservado o percentual de até 10% de vagas para as pessoas portadoras de necessidades especiais a serem preenchidas através de concurso público.
 
Cargos: Coveiro, Mecânico, Motorista, Operário, Operador de Máquinas, Pedreiro, Pintor, Vigia, Auxiliar Administrativo, Auxiliar Bibliotecário, Auxiliar Enfermagem, Auxiliar em Educação, Auxiliar Odontológico, Auxiliar de Serviços Gerais, Monitor de Alfabetização, Monitor de Transporte Escolar, Oficial Almoxarifado, Oficial de Fiscalização, Professor, Recepcionista, Servente Escolar, Técnico de Saúde Bucal, Técnico em Enfermagem, Técnico em Farmácia, Técnico em Informática, Técnico em Laboratório, Técnico Segurança do Trabalho, Técnico Vigilância Sanitária, Telefonista, Advogado, Assistente Social, Bibliotecário, Bioquímico, Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico (Generalista, Pediatra e Trabalho), Veterinário, Nutricionista e Psicólogo.
 
As inscrições e emissão de segunda via do boleto bancário poderão ser realizadas através do site www.seapconcursos.com.br das 9h do dia 18 de janeiro até às 21h do dia 18 de fevereiro de 2016.
A taxa de inscrição varia de:
 
Nível fundamental: R$ 30,00 e 35,00;
Nível médio: R$ 35,00 e 50,00;
Nível superior: R$ 80,00.
 
Os candidatos interessados no certame, que não tiverem acesso à internet, poderão se inscrever na Av. Raimundo Ribeiro da Silva, nº. 13, centro - Jequitibá - MG - CEP: 35767-000 - Tel: (31) 3717-6222, de 12h às 17h, exceto sábado, domingo, feriado ou ponto facultativo.
 
O concurso público consistirá na aplicação de provas objetivas, práticas e títulos.
 
A prova objetiva será aplicada na data provável de 20 de março de 2016. Os locais e horários serão divulgados no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Jequitibá e no site www.seapconcursos.com.br.
 
O gabarito oficial será divulgado no quadro de avisos da Prefeitura de Jequitibá e no site www.seapconcursos.com.br, a partir do dia 21 de março de 2016.
 
Os títulos/certificados autenticados deverão ser entregues do dia 11 a 13 de abril de 2016 em envelope lacrado, enviados via correios acompanhados de declaração, no endereço Av. Raimundo Ribeiro da Silva, nº.13, Centro - Jequitibá - MG - CEP: 35767-000, das 12h às 17h, ou encaminhados via correios por sedex ou carta registrada com Aviso de Recebimento diretamente à Seap, contendo a Declaração de conteúdo, para o endereço da empresa realizadora deste certame: Seap – Concurso Público – Ref. Prefeitura Municipal de Jequitibá/MG – Prova de Títulos - Rua Tupis, nº 485 – Sala 114, Centro, Belo Horizonte – MG CEP 30190-060, constando no envelope o nome do candidato, nome do concurso, n° de inscrição, cargo pretendido.
 
O prazo de validade do concurso público é de dois anos, contados da data da homologação do seu resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez, a critério da administração pública.

Processo seletivo da ETSUS-PI

Escola Técnica do SUS, no Piauí, abre 16 vagas para Instrutores de aula presencial para o curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde
 
Entre os dias 16 e 19 de novembro de 2015, a Escola Técnica do SUS (ETSUS), no Estado do Piauí, realizará seleção pública para contratação temporária de 16 Instrutores de aula presencial para o curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde, nos municípios de Piracuruca, Piripiri, Barras, Valença, Elesbão Veloso, Oeiras e Floriano.
 
O anúncio foi feito através do edital nº 05/2015, que oferece 16 oportunidades para profissionais graduados na área da saúde, com experiência na Estratégia de Saúde da Família ou em Docência de nível superior ou técnico. A remuneração será de R$ 30,00, por hora aula ministrada.
 
As inscrições serão realizadas das 8h às 12h (horário local), no local ofertante da vaga, conforme consta do edital.
 
A seleção será feita mediante análise de currículo, agendada para acontecer entre 23 e 27 de novembro de 2015, avaliação didática programada para ocorrer do dia 7 ao dia 18 de dezembro de 2015 e curso de formação de instrutores previsto para os dias 27, 28 e 29 de janeiro de 2016.
 
Os resultados serão publicados no site: www.saude.pi.gov.br, provavelmente no dia 26 de fevereiro de 2016.

Processo seletivo da SES-SC 093/2015

Ofertadas três vagas para médicos para atuarem na Maternidade Darcy Vargas, em Joinville. O salário é de R$ 8.009,74
 
Já estão abertas as inscrições do novo processo seletivo da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES-SC). Desta vez, sob o edital nº 093/2015, são ofertadas três vagas para o cargo de Médico nas especialidades de Pediatria e de Ginecologia e Obstetrícia.
 
Os aprovados prestarão serviços junto à Maternidade Darcy Vargas, na cidade de Joinville, em prol de remuneração total de R$ 8.009,74, por jornada de 20 horas por semana.
 
Para concorrer a uma das vagas, é necessário efetuar inscrição no site: www.saude.sc.gov.br, até o dia 24 de novembro de 2015. Não será cobrada taxa de inscrição.
 
A seleção será feita mediante análise de documentos, entregues durante o prazo de inscrição, na Diretoria de Gestão de Pessoas da SES-SC, situada na Rua Esteves Júnior, 160, 3° andar, Centro de Florianópolis, das 13h30 às 19h ou na Maternidade Darcy Vargas, localizada na Rua Miguel Couto nº 44, Anita Garibaldi, Joinville, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.
 
O resultado será obtido através da somatória de pontos, obtida com a contagem de títulos e da experiência comprovada. Fatores como maior idade e número de filhos menores de 14 anos também serão considerados.
 
O resultado final será homologado e publicado no Diário Oficial do Estado e no site da SES-SC.

Grupo Hospitalar Conceição - RS seleciona médicos

O Hospital Nossa Senhora da Conceição S.A., matriz e filiais, que compõem o chamado Grupo Hospitalar Conceição – GHC, no município de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, tornou público o edital nº 01/2015 de processo seletivo de caráter emergencial. A finalidade é a contratação de quatro profissionais de ensino superior, visando integrar o quadro de pessoal, por prazo determinado.
 
Serão contratados profissionais no cargo de Médico Plantonista na especialidade de Anestesiologista, a carga horária a ser cumprida é de 120 horas mensais, com direito a remuneração total de R$ 8.960,76. O vínculo será por período determinado, em contrato regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas, com duração de 180 dias, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.
 
As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de novembro de 2015, no Setor de Recrutamento e Seleção/Gerência de Recursos Humanos, localizado no Centro Administrativo do GHC, 3º Andar (Av. Francisco Trein, 596 – Bairro Cristo Redentor, Porto Alegre – RS), no horário de 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.
 
Os inscritos serão submetidos à avaliação curricular, prevista para acontecer nos dias 1º e 2 de dezembro de 2015. A divulgação do resultado preliminar provavelmente acontecerá no dia 3 de dezembro de 2015.
 
O processo seletivo terá validade até a contratação do número de vagas estipuladas neste edital, não ultrapassando o limite legal de 180 dias.
 
 
Sobre o GHC
Referência no atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), o Grupo Hospitalar Conceição (GHC) é formado pelos hospitais Conceição, Criança Conceição, Cristo Redentor e Fêmina, além da UPA Moacyr Scliar, de 12 postos de saúde do Serviço de Saúde Comunitária, de três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e do Centro de Educação Tecnológica e Pesquisa em Saúde - Escola GHC.

Três unidades hospitalares, a UPA, as 12 unidades básicas, os três CAPS e a Escola GHC funcionam na Zona Norte da Capital do RS, e o Fêmina é localizado no Bairro Independência. Os serviços da instituição são sempre a garantia de acesso ao atendimento universal e gratuito e, portanto, estão de portas abertas para que a população tenha o seu direito à saúde garantido.

Vinculada ao Ministério da Saúde, essa estrutura reconhecida nacionalmente forma a maior rede pública de hospitais do Sul do país, com atendimento 100% SUS. Com uma oferta de 1.410 leitos, é responsável pela internação de 56,7 mil gaúchos por ano. (Informações do portal do GHC).

Prefeitura de Ibiapina - CE irá realizar concurso para 167 vagas

A Prefeitura de Ibiapina, no Ceará, em breve abrirá as inscrições para o concurso público. São 167 vagas para cargos efetivos nas mais diversas áreas de nível fundamental, médio e superior. O concurso será organizado pela CONSEP – Consultoria e Estudos Pedagógicos.
 
De acordo com o edital, as inscrições serão feitas exclusivamente pela internet através do site www.consep-pi.com.br. Para fazer a inscrição, o candidato deve localizar a Ficha de Inscrição no link correspondente ao Concurso Público de Ibiapina-CE. Em seguida o candidato deverá gerar o Boleto Bancário e pagar na rede credenciada.
 
O concurso será de provas objetivas e títulos. Versará sobre Conhecimentos de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos do SUS, SUAS, Conhecimento de Informática, Conhecimentos Regionais, Conhecimentos Gerais (Atualidades do Brasil e do Mundo) e Conhecimentos Específicos.
Há vagas disponíveis para os cargos de Abatedor de Animais, Motorista (Habilitação – Carteira “B”), Motorista (Habilitação – Carteira “D”), Agente de Transito, Auxiliar de Farmácia, Auxiliar de Saúde Bucal, Fiscal de Obras, Fiscal de Tributos, Técnico de Raio-X, Técnico em Enfermagem, Protético, Assistente Social, Cirurgião Dentista, Cirurgião Dentista Protesista, Educador Físico, Enfermeiro (com experiência ou formação em saúde mental), Farmacêutico, Fisioterapeuta, Médico Ginecologista/ Obstetra, Médico Psiquiatra, Nutricionista, Pedagogo, Professor (educação infantil), Professor (fundamental I), Professor (fundamental II – Ciências Exatas), Professor (fundamental II – Ciências Humanas), Professor (fundamental II – Linguagens e Códigos), Psicólogo e Terapeuta Ocupacional.

Concursos Prefeitura de Vargem Bonita - SC

A Prefeitura de Vargem Bonita, Estado de Santa Catarina, lançou os editais de concurso público. A finalidade é a contratação de novos servidores de níveis alfabetizado, fundamental, médio e superior, mais o cadastro de reserva. Os certames estão sob a responsabilidade da empresa Aprender.Com.
 
O edital de nº 001/2015, dispõe de três vagas imediatas, mais o cadastro de reserva, nos cargos de Agente de Serviços Gerais, Médico Pediatra, Ginecologista, Médico ESF e Auxiliar de Consultório Dentário. As retribuições ofertadas vão de R$ 892,94 a R$ 11.893,94, em jornadas de trabalho de 10 ou 40 horas por semana.
 
Já o edital nº 002/2015, oferta apenas o cadastro de reserva, nos cargos de Professor de Educação Física e Agente de Atividades Pecuárias. Os vencimentos ofertados vão de R$ 1.022,70 a R$ 2.018,04, em jornada de trabalho de 40 horas por semana.
 
Serão destinadas aos portadores de deficiência 5% do total de vagas existentes, desde que a deficiência de que são portadores não seja incompatível com as atribuições do cargo a ser preenchido.
As inscrições podem ser efetuadas até às 16h do dia 10 de dezembro de 2015, pelo endereço eletrônico www.aprendersc.com.br. O valor da taxa de inscrição vai de R$ 35,00 até R$ 105,00.
 
A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 18 de dezembro de 2015, na Escola Municipal Ângelo Anzolin, localizada na Avenida José Lorenzatto, nº 1.316, Vargem Bonita - SC, com início às 19h30.
 
Haverá prova prática para o cargo de Agente de Serviços Gerais imediatamente após o candidato encerrar a prova escrita e objetiva de conhecimento.
 
O prazo de validade do concurso público é de dois anos, podendo ser prorrogado, por uma única vez, por igual período, mediante justificativa, interesse e conveniência da Administração Municipal.

Concurso Prefeitura de Caieiras - SP

A Prefeitura Municipal de Caieiras, em São Paulo, está realizando, com o apoio do Instituto Nosso Rumo, o concurso público nº 03/2015, destinado ao provimento de mais de 160 vagas existentes em diversos cargos. Os profissionais aprovados e contratados serão vinculados ao regime estatutário e o concurso tem validade de dois anos, prorrogável por mais dois.
 
Cargos: Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar de Farmácia, Agente de Controle de Vetores, Auxiliar Administrativo, Enfermeiro e Médico em diversas especialidades. Os salários vão de R$ 1.121,27 a R$ 3.227,62, para jornadas de trabalho de 12, 30 ou 40 horas por semana.
 
As inscrições serão realizadas via internet (www.nossorumo.org.br), terminando - se impreterivelmente às 23h59 do dia 24 de novembro de 2015, observado o horário oficial de Brasília/ DF. A taxa de inscrição varia de R$ 20.65  a R$ 62,00.
 
As provas objetivas serão realizadas no próprio município, provavelmente no dia 20 de dezembro de 2015, em locais e horários a serem comunicados oportunamente, no mesmo site citado acima. Os gabaritos serão disponibilizados em data a ser informada após a aplicação das provas.
 
A lista de classificação final será divulgada nos endereços eletrônicos da organizadora, da Prefeitura (www.caieiras.sp.gov.br) e publicada na Imprensa Oficial do Município.
 
Edital e atualizações: http://www.nossorumo.org.br/Concurso/concurso-selecionado.aspx?IDProcesso=200
 
Sobre Caieiras - SP
Caieiras é uma cidade em constante crescimento, que destaca-se pelas indústrias plásticas e papeleiras. Com aproximadamente cem mil habitantes, está entre as 100 melhores cidades do país para se viver. A cidade possui 94.516 habitantes, em seus 97,6 Km² de área territorial. Seu PIB per capita, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) relativos a 2012, é de R$ 25.821,43. (Informações da Prefeitura).

Judicialização: Supremo julgará fornecimento de medicamentos pelo Estado

O Supremo Tribunal Federal (STF) poderá analisar nesta quinta-feira uma questão que afeta fortemente os cofres públicos: o fornecimento de medicamentos e tratamentos médicos não listados pelo Sistema Único de Saúde (SUS)
 
Estão na pauta três recursos e uma proposta de súmula vinculante. Só para a União o impacto de uma derrota em todos os processos em andamento no Judiciário seria de R$ 2,08 bilhões, de acordo com o anexo “Riscos Fiscais” da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) deste ano.
 
A proposta de súmula vinculante foi apresentada pela Defensoria Pública da União. O órgão defende a edição de texto sobre a responsabilidade solidária dos três níveis de governo (União, Estados e municípios) e a possibilidade de bloqueio de valores para o cumprimento de decisões – questão que foi definida apenas em repetitivo pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).
 
Antes, porém, os ministros terão que finalizar julgamento de embargos de declaração da União contra a decisão sobre a responsabilidade solidária, proferida em março. No recurso, questiona, além do mérito, o fato de o Supremo ter definido a questão por meio do Plenário Virtual e por maioria de votos.
 
Para o governo federal, como não houve unanimidade para reafirmação da jurisprudência, o processo deveria ser analisado novamente pelos ministros e de forma presencial. O julgamento dos embargos foi iniciado em agosto, com o voto do relator, ministro Luiz Fux, contrário à União.
 
No caso, os ministros terão que definir inicialmente se cabem embargos de declaração contra decisão do Plenário Virtual e se, em caso de aceitação, o recurso deve ser analisado por meio físico ou eletrônico.
 
Ainda estão na pauta dois recursos de relatoria do ministro Marco Aurélio. No primeiro, que tramita desde 2007, vão discutir se o Estado é obrigado a fornecer medicamento de alto custo a portador de doença grave que não possui condições financeiras para comprá-lo.
 
De acordo com o relator, no caso a questão é saber se a liberação desses remédios pode, por seu custo, “colocar em risco” o atendimento de toda a população, que depende de algum medicamento, de uso costumeiro.
 
O processo a ser analisado pelos ministros foi ajuizado por um paciente com hipertensão pulmonar contra o Rio Grande do Norte. Ao todo, 20 Estados e o Distrito Federal, além da União e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), estão listados como interessados.
 
No outro recurso, os ministros debaterão o fornecimento de medicamentos não registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O caso foi analisado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). Os desembargadores entenderam que, apesar de o direito à saúde encontrar previsão nos artigos 6 e 196 da Constituição, não se pode obrigar o Estado a fornecer remédio sem registro na Anvisa.
 
As questões, segundo afirmou ao Valor o ministro Marco Aurélio, devem ser analisadas com cautela “para não priorizar o interesse individual em relação ao coletivo”. “Às vezes, o juiz é pressionado pela sua consciência e autoriza o fornecimento de um dado medicamento. Porém, poderia ter indicado outro mais barato e com o mesmo efeito. Cabe ao STF ser o fiel da balança e dar a última palavra para orientar essa situação”, disse.
 
É um movimento que não para de crescer, de acordo com o coordenador judicial de saúde pública da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) de São Paulo, Luiz Duarte de Oliveira. “O número de ações vem aumentando de 10% a 12% ao ano”, afirmou.
 
A expectativa é de se fechar o ano com 20 mil novas ações e com desembolsos pelo Estado que somam cerca de R$ 1 bilhão. “É um movimento que preocupa. Há processos sem prescrição médica”, disse Oliveira, referindo-se a pedidos de fornecimento da “fosfoetanolamina sintética”, substância desenvolvida no campus de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP) para combate ao câncer.
 
A Advocacia-Geral da União (AGU) entende, de acordo com nota enviada ao Valor, que “a melhor forma de concretizar o direito à saúde da população é com políticas públicas bem planejadas e executadas, e a judicialização do SUS traz riscos de desorganização e prejuízo à coletividade”.
 
Apesar de a jurisprudência ser favorável aos pacientes, continua a demora para o cumprimento das decisões. Com o problema, o STJ discute a possibilidade de se fixar multa por descumprimento.
 
Valor Econômico

Ministério da Saúde lança Plano de Eliminação da Malária no Brasil

O Ministério da Saúde lançou nessa terça-feira (10) o Plano de Eliminação da Malária do Brasil
 
O documento fornece orientações para os municípios e define estratégias para o diagnóstico, tratamento e controle da doença. A medida faz parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), que têm como meta a redução de pelo menos 90% dos casos até 2030 e da eliminação da malária em pelo menos 35 países.
 
Em 2014, o Brasil registrou 143.250 casos de malária, o menor número nos últimos 35 anos. Desde 2000, houve uma redução de mais de 50% no número de casos. O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Antônio Nardi, afirmou que apesar dos resultados já alcançados, as ações precisam continuar para que o Brasil possa, no futuro, alcançar a meta de total eliminação da doença.
 
A malária é uma doença característica da região da Amazônia e está presente nos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, de Rondônia, Roraima, do Tocantins, de Mato Grosso e do Maranhão. A região é responsável por 99% dos casos autóctones do país. Fora da região amazônica, mais de 80% dos casos registrados são importados dos estados pertencentes à área endêmica brasileira, de outros países amazônicos, do Continente Africano ou do Paraguai.
 
Agência Brasil

Cirurgia minimamente invasiva da coluna; saiba o que é

Saiba se você tem hérnia de disco cervical e quando é preciso operarNo Brasil, esta técnica ainda está sendo introduzida, havendo poucos neurocirurgiões habilitados para tal prática
 
A Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral já é responsável pela maior parte dos tratamentos cirúrgicos realizados para coluna nos Estados Unidos e Europa.
 
Nos maiores centros, somente casos não passíveis de tratamento por via minimamente invasiva são tratados pela forma convencional, aberta. No Brasil, esta técnica ainda está sendo introduzida, havendo poucos neurocirurgiões habilitados para tal prática.
 
Paciente: o mais importante
As vantagens da cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral propagam-se em várias direções. Para o paciente, que é o mais importante, traz vantagens como menor tempo de internação (usualmente 36-48 horas), menor trauma cirúrgico, menor duração do procedimento em si, menor dor no pós-operatório, menor necessidade de transfusão sanguínea, menor risco de realizar pós-operatório em UTI, retorno mais precoce às atividades cotidianas e às trabalhistas.
 
Após ampla análise da literatura médica, de estágios observacionais no exterior e da constatação de não se tratar de uma tendência, de um modismo e, sim, de um novo padrão na cirurgia de coluna, tornei-me um dos neurocirurgiões brasileiros com habilitação para o emprego destas técnicas.
 
Vantagem para todos
Para o convênio, todas estas vantagens acima se traduzem em economia de custos, importantíssimo nos dias atuais.
 
Para o cirurgião, o menor tempo cirúrgico e a evolução mais rápida e favorável do paciente são vantagens enormes. Através das técnicas minimamente invasivas podemos tratar hérnias de disco lombares, torácicas, fraturas vertebrais e até casos de instabilidade da coluna.
 
A técnica baseia-se em pequenas incisões, usualmente paralelas à coluna, aonde são introduzidos tubos (portais) e afastadores. Através destes tubos e afastadores podemos retirar hérnias discais, por exemplo.
 
Fios guia (um pouco mais grossos que um grafite 0,5mm) introduzidos através da pele (percutâneos) permitem a passagem dos parafusos e o tratamento de casos de instabilidade da coluna e de algumas deformidades (espondilolisteses).
 
Com a colaboração do paciente nos cuidados apropriados durante o processo de cicatrização, as incisões cirúrgicas tornam-se praticamente imperceptíveis.
 
iG

Anvisa suspende a importação de insumos chineses

A Anvisa determinou a suspensão da importação dos insumos Eritropoetina e Interferon Alfa 2 a Humano Recombinante, bem como dos produtos Solução de Eritropoietina em frascos, ampolas e seringas (2.000 UI/MG X 1mL; 3.000 UI/MG X 1ml; 4.000 UI/MG X 1ml; 10.000 UI/MG x 1ml, 36.000 UI/MG X 1ml) e frasco de ampolas Alfa Interferon pós liofilizados (1.0000 UI/ml; 3.000 UI/ml, 5.000 UI/ml, 9.000 UI/ml)

Os produtos são produzidos pela empresa chinesa Shenyang Sunshine Pharmaceutical Co. Ltda e foram suspensos após serem apontadas irregularidades durante inspeção para verificação de Boas Práticas de Fabricação.
 
A medida consta da Resolução 3.100, publicada nesta quarta-feira (11/11) no Diário Oficial da União (DOU)
 
ANVISA

Microcefalia e suspeita de Ebola colocam o Brasil em alerta

Brasileiro com suspeita de ter contraído Ebola na Guiné fará exames na Fiocruz
 
Rio - A saúde pública do Brasil está em alerta. O Ministério da Saúde decretou estado de emergência sanitária em todo o país por causa do aumento na incidência de microcefalia em recém-nascidos em Pernambuco: foram 141 casos em 42 municípios em 10 meses, contra média de nove por ano no estado, quase 15 vezes mais. A doença consiste em má-formação que leva à redução do tamanho do crânio de crianças e provoca sérias deficiências de desenvolvimento. Também ontem um brasileiro que voltou da Guiné, na África, precisou ser isolado em Belo Horizonte (MG) sob suspeita de infecção do vírus Ebola. Ele chegou no fim da noite para o Rio de Janeiro. O resultado do primeiro exame deve sair ainda hoje ou no começo do dia de hoje.
 
 
O Ministério da Saúde informou que uma das suspeitas é de que a microcefalia esteja relacionada com o Zika Vírus. A situação de emergência na saúde permite, por exemplo, que sejam contratados médicos e comprados medicamentos sem licitação. Além de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba também possuem notificações da doença, mas em menores proporções.

Passados dois dias que deixou a Guiné, no último dia 6, o homem, de 46 anos, apresentou sintomas que podem estar associados à incidência de Ebola. Sem tratamento para controle, a doença já fez mais de 11 mil vítimas fatais na África Ocidental. Atendido na noite do último domingo na Unidade de Pronto Atendimento da Pampulha, em Belo Horizonte, com febre alta, fortes dores de cabeça e muscular.

Chegando ao Rio, o paciente seria encaminhado para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), da Fiocruz, em Manguinhos, referência nacional para casos de Ebola. Uma equipe do Distrito Federal composta por dois médicos e um enfermeiro ficou responsável pela transferência e acompanhará o paciente durante a bateria de exames para confirmar ou descartar a infecção.

Hoje, os especialistas do INI/Fiocruz esperam colher amostra de sangue para análise em laboratório. O resultado, que deve sair em até 24 horas, pode descartar a suspeita de infecção. Se der negativo, um novo exame será realizado 48 horas depois e, de novo, o resultado deverá sair em mais 24 horas. Com isso, a conclusão de todo o processo de exames do paciente deveria ocorrer só na próxima semana.

Coube ao ministro da Saúde, Marcelo Castro, tranquilizar a população. “Tomamos todas as providências cabíveis para evitar qualquer problema. Assim que tivermos o resultado do primeiro exame, iremos fazer nova comunicação com os próximos passos que serão adotados, em caso de resultado positivo e negativo”, afirmou.

Segundo informações da Saúde, o homem só foi encaminhado ao instituto no Rio porque voltou de um país onde há um surto da doença. Para o infectologista Alberto Chebabo, do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), porém, não é possível descartar que pessoas expostas ao contato com o paciente também possam estar infectadas. “A recomendação é para que essas pessoas procurem atendimento médico ao primeiro sinal dos sintomas e evitem aglomerações”, frisou.

Segunda suspeita de Ebola em pouco mais de um ano
Há pouco mais de um ano, o Rio recebeu outro caso de suspeita de infecção pelo Ebola. Em outubro de 2014, um africano, de 47 anos, internado em Cascavel, no Paraná, apresentou quadro de febre alta e hemorragia e também precisou ser transferido para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, em Manguinhos. A doença foi descartada em menos de uma semana.

Natural da Guiné, na África — mesmo país visitado pelo brasileiro de 46 anos transferido de Minas Gerais —, a suspeita de infecção de Souleymane Bah, porém, foi descartada nos dois exames realizados para testar se o africano internado estava infectado.

Dos países africanos onde o Ebola assolou a população, apenas a Guiné ainda permanece em quadro de surto, embora nunca tenha sido afetada em tal proporção como Libéria e Serra Leoa.

No último sábado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que Serra Leoa, onde a doença matou cerca de quatro mil pessoas, estava livre do Ebola. Foram 42 dias sem nenhum novo caso. Libéria também foi declarada livre da enfermidade no dia 3 de setembro.

Em outubro deste ano, outras duas pessoas contraíram Ebola na Guiné, passadas duas semanas sem novos casos confirmados da doença na África Ocidental, segundo informações da OMS.

Além das perdas humanas, a epidemia teve um efeito devastador sobre a economia dos países africanos, que também sofrem com guerras civis.

Anomalia em bebês pode ter relação com o Zika Vírus
Transmitido pelo mesmo mosquito da dengue, o Aedes Aegypit, o Zika Vírus chegou ao Brasil no início do ano e se torna o principal suspeito de causar a microcefalia por causa do período dos registros da doença: as gestantes que contraíram o vírus em fevereiro, nove meses depois, teriam seus filhos com o problema.

No mês de maio, foi confirmado o primeiro caso do vírus no Rio. A Secretaria estadual de Saúde, porém, informou que não possui estatísticas do número de casos de Zica nos municípios, já que a notificação de suspeitas não é obrigatória.

As principais causas da microcefalia são doenças infecciosas, como rubéola e toxoplasmose. Segundo o diretor geral do Instituto de Pediatria da UFRJ, Edmilson Migowski, doutor em Infectologia, outros fatores são deficiências na alimentação da mãe ou fatores genéticos. “O problema é que estes dois fatores não são suficientes para aumentar taxa de incidência de maneira tão expressiva. Por isso, uma causa infecciosa é uma hipótese bastante razoável”, explica.

Para Cláudio Maierovitch, diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, ainda é cedo para confirmar o Zika como vilão: “A coincidência temporal chama atenção mas, por enquanto, é apenas uma possibilidade”. Ele explica que o fato de não se restringir a uma única cidade indica que a causa do surto não foi ambiental. “Essa dispersão torna pouco provável que seja decorrente de exposição a algum tipo de agente local, químico ou biológico”.

Colaborou a estagiária Marina Brandão

Arte - O Dia

O Dia

IFF promove evento sobre Inovação Hospitalar

Com o objetivo de incentivar ainda mais a inovação e pesquisa, o Núcleo de Inovação Tecnológica(NIT)do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) sedia no dia 25 de novembro a mesa redonda “Promovendo a Inovação Hospitalar”
 
  O objetivo do evento é realizar a disseminação do tema inovação de forma a trazer para o ambiente hospitalar discussões acerca dos desafios, caminhos e oportunidades no atendimento às demandas de saúde, através da valorização da capacidade inovadora presente nos hospitais brasileiros. Segundo Gisele Mendonça, analista de gestão do Núcleo de Inovação Tecnológica do IFF (NIT/IFF), o evento será preparatório para a realização do II Simpósio de Inovação Hospitalar (Sinhosp), a ser realizado em 2016.
 
A mesa redonda contará com as palestras de Pedro Barbosa, vice-presidente de Gestão e Desenvolvimento Institucional da Fiocruz, Marcos Pinotti, Presidente da Sociedade Latino Americana de Biomateriais, Órgãos Artificiais e Engenharia de Tecidos (SLABO) e Ricardo Remer, Mestre em Biologia Celular e Molecular pela Fiocruz e Doutor em Genética pela UFRJ. “As palestras irão abordar temas como o papel dos hospitais na dinâmica de inovação em saúde, o processo de inovação e a transformação de ideias em inovação”, explicou Gisele Mendonça.
 
As inscrições são limitadas e devem ser realizadas pelo site https://docs.google.com/forms/d/1gWVnvYXyua7UHWZ2kTvjZgR2vZXEAo3vGm4gQU2QoZU/
viewform?usp=send_form
 
Serviço
Promovendo a Inovação Hospitalar
 
Data: 25 de novembro de 15.
 
Horário: de 8h30 às 13h

Local: Centro de Estudos Olindo de Oliveira (CEOO) – Av. Rui Barbosa, 716.

 
Juliana Xavier
Jornalista
(21) 99627-3790