Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Acordou cansado? Isso pode ser sinal de problema de saúde

Getty Images
Qualidade do sono é fundamental para repor as energias
Especialista avisa há mais de 80 distúrbios do sono
 
Você acordou com aquela sensação de que teve uma noite mal dormida? Está com o corpo cansado, indisposto para começar o dia e não para de bocejar? Se este cenário faz parte da sua rotina, está na hora de você procurar o médico para fazer um check-up.
 
Segundo o pneumonologista Geraldo Lorenzi Filho, presidente Associação Brasileira do Sono, estes podem ser alguns sinais de que a qualidade do seu sono não é boa, ou seja, o corpo não está descansando o suficiente para repor as energias.
 
— O sono é essencial para o organismo e as pessoas estão dormindo cada vez menos e cada vez pior.
 
Lorenzi afirma que existe mais de 80 distúrbios do sono, incluindo apneia, insônia, narcolepsia, movimento periódico das pernas, entre outros. Para descobrir a causa do cansaço matinal, o médico reforça a necessidade de visitar o especialista e tratar a doença.
 
— A apneia obstrutiva do sono é o distúrbio mais comum da população, causado principalmente pelo sobrepeso e obesidade. O problema tem tratamento, mas a maior parte da população segue sem o diagnóstico.
 
Para o médico, qualidade de vida é sinônimo de alimentação saudável, prática regular de exercício físico e boa noite de sono.
 
R7

Como ajudar quem sofre de desmaios?

Foto: Reprodução
Saber identificar alguns sintomas pode evitar problemas futuros 
 
Por Dr. Bruno Valdigem
 
Desmaio é o momento em que uma pessoa perde a consciência. Existem muitas causas para desmaios, sendo que os efeitos vão desde o estresse emocional causado pela situação até morte súbita. Síncope é um tipo especial de desmaio na verdade, o tipo mais comum, onde a pessoa acorda rápido geralmente em alguns segundos podendo durar minutos.
 
Desmaios podem ser mais demorados, em especial se a causa for neurológica, como acidentes vasculares cerebrais- ou AVC- e convulsões. A história de como aconteceu o desmaio geralmente é melhor informada pelos acompanhantes do que pelo próprio paciente, e não raro fornece dados que permitem acertar o diagnóstico em grande parte dos casos ainda no primeiro contato. 
 
Quando a pessoa desmaia pela primeira vez, é necessário visita a serviço de emergência para avaliação. Alguns dados são fundamentais para facilitar o atendimento no pronto socorro. Ao levar uma pessoa que perdeu a consciência ao hospital, tente lembrar desses fatos e avisar ao médico: 
  • Quanto tempo durou o desmaio.
  • O estado em que o paciente acordou (confuso, com algum membro fraco ou dormência localizada, tinha urina ou fezes nas suas roupas, fez algum machucado.)
  • O que quem sofreu o desmaio estava fazendo antes de perder os sentidos. Alguns sintomas como palpitações, dor no peito, suor frio, se estava fazendo esforço ou parado.
  • Alguém viu paciente se debatendo desacordado.
  • Leve de casa a lista de remédios que a pessoa toma, já que alguns remédios em quantidades inadequadas podem ser os causadores do desmaio.
  • Aqui seguem alguns tipos de desmaios e como são tratados. É bom lembrar que o diagnóstico correto só pode ser garantido após avaliação de um médico.
Síndrome vaso-vagal
É de longe o tipo mais comum de desmaio. O quadro mais comum é o de mulheres que passaram muito tempo de pé, no ponto de ônibus por exemplo, debaixo de sol forte. Suor frio, mal estar, visão turva, palidez são sintomas que precedem a perda de sentido. Normalmente, poucos segundos depois de cair, a pessoa acorda como se não tivesse acontecido nada.

Isso acontece porque parte do sangue do corpo fica nas pernas quando estamos de pé. O cérebro entende que estamos desidratados ou sangrando e ocorre um reflexo que diminui a pressão. Quando o corpo toca o chão, o sangue que estava nas pernas volta a circular. Assim, a pessoa acorda. Apesar do susto, esse tipo de desmaio raramente causa danos físicos ao paciente. O tratamento para quem sofre com esse tipo de desmaio com frequencia costuma ser orientação a tomar mais líquidos e fazer alguns tipos de exercícios. Para casos como este raramente medicações são indicadas.  
 
Causas Cardíacas
Uma das causas mais perigosas de desmaio são as arritmias cardíacas. A perda de sentidos causada por arritmias pode ser um anúncio de problemas sérios que devem ser avaliados muito rápido, e a demora no atendimento pode levar ao óbito. Os pacientes com arritmias geralmente referem palpitações aceleradas ou dor no peito antes do desmaio. Ás vezes acontece um tipo de desmaio chamado "desliga-liga", onde o paciente não sente nenhum sinal de que vai desmaiar e acorda no chão.
 
Dependendo do tipo de arritmia a forma de tratamento muda:

- Taquicardias: É quando o coração bate mais rápido do que deveria. Algumas delas são reversíveis, causadas por remédios ou problemas de tireóide, infarto do miocárdio ou doenças genéticas. É mais comum em pessoas que já têm problemas cardíacos(coração aumentado, sopros ou angina/infarto) ou em pessoas cujos pais ou tios já apresentaram problemas cardíacos. A maioria delas pode ser tratada com medicações ou procedimentos cirúrgicos.

- Bradicardias: É quando o coração atrasa algumas palpitações. O tratamento pode ser instalação de marca-passo. O marca-passo é um aparelho que fica embaixo da pele, com um ou mais fios que vão até o coração. Este "avisa" quando o coração tem de bater, caso ele fique muito lento, e libera uma descarga elétrica para haver uma contração dos músculos cardíacos. A instalação do marca-passo é feita em cerca de duas horas e o paciente pode receber alta no dia seguinte.
 
Causas neurológicas
Quando o paciente tem um quadro neurológico, as características mais comuns são a liberação espontânea de fezes e urina, convulsões e confusão após a retomada dos sentidos. Além disso, os desmaios causados por causas neurológicas normalmente são os mais longos, demorando mais do que cinco minutos. Uma das causas que mais preocupam os pacientes e os médicos é o AVC.

A pessoa que sofre um desmaio causado por esse problema acorda confusa, sonolenta e pode apresentar fraquezas em perna ou braço, ou fala arrastada. Mesmo que a pessoa volte ao normal em algumas horas, sempre é indicado procurar ajuda, já que um evento como esse serve de aviso para um problema mais grave.

Hoje o AVC pode ter um tratamento ótimo se a pessoa chegar no pronto socorro em até três horas após início dos sintomas. Alguns tipos de AVC podem receber medicações que restauram o fluxo sanguíneo na área em perigo e podem reverter até totalmente as sequelas. Por isso, se houver dúvida, corra até um pronto-socorro tão rápido quanto possível. Mesmo que essas informações possam ser úteis para um diagnóstico mais rápido e preciso, é importante lembrar que todo desmaio deve ser avaliado por um profissional.

Em caso de dúvidas quanto a seu tratamento e sua doença, tome a liberdade de conversar com seu médico, e ele o orientará sobre qual material ler e como funcionam seus remédios e sua doença. Só assim o tratamento pode ser eficaz, com conhecimento e disciplina.  
 
Minha Vida

Tratamento homeopático pode ser uma boa alternativa para tratar enxaqueca em crian

Entenda os diferenciais desse tratamento, que já vem sendo referendado por estudos científicos
 
Por Dra. Iziz Pezzuol
 
Hoje vamos conversar um pouco sobre um tema que nem sempre é levado muito em consideração quando falamos em crianças, a enxaqueca. Essa é uma doença de diagnóstico difícil, depende muito da observação dos pais e não existem exames complementares para diagnóstico. O que mais dificulta a descoberta do problema é o mito que "criança não sofre de dor de cabeça", que precisa ser eliminado. 
 
Na maioria dos casos, o questionário das características das cefaleias, a observação cuidadosa da criança e um exame neurológico completo são suficientes para o médico fazer o diagnóstico correto. O médico em consulta deverá ser muito minucioso e atento. Todas as queixas e sintomas deverão ser valorizados. 
 
Se a criança tem apresentado sintomas vagos e pouco expressivos, tais como: quietude em alguns momentos, procura da cama ou do escuro ou mal aproveitamento escolar, abra os olhos! Podemos estar frente a uma enxaqueca. 
 
Mas o maior desafio para o diagnóstico é quando o quadro se apresenta em uma idade onde a criança não consegue definir e nem localizar sua dor: ela chora, ou coloca a mão na cabeça, ou procura colo quietinha, para de correr e pular, sensibilidade aumentada a ruídos e odores... 
 
A homeopatia nesse tratamento
Um estudo recente, feito em 12 países e publicado The Journal of Alternative and Complementary Medicine, com 158 crianças de 5 a 15 anos, mostrou que a homeopatia pode ser eficaz para o tratamento da enxaqueca nos pequenos. Quando falamos em homeopatia, o capítulo "Dor de cabeça" possui 80 páginas e disponibiliza 273 medicamentos. 
 
Tratar homeopaticamente pacientes com a queixa de enxaqueca, mesmo com todos esses medicamentos, torna a consulta mais clara e a regressão da dor se dá já na primeiro retorno.
 
Alopaticamente, o uso de analgésicos comuns é muitas vezes eficaz nas crianças e, por vezes, constitui mesmo o único tratamento necessário para reduzir as enxaquecas. Mas cuidado! Quantas vezes podemos fazer uso de analgésicos sem somar efeitos colaterais? Todas as vezes a família pode medicar sem controle de um especialista? Quando essas queixas se tornam repetitivas, a homeopatia é sempre a melhor opção. 
 
Qual a diferença entre as abordagens homeopática e alopática?
Quando você traz seu filho para uma consulta, é feito questionário, exame clinico, alguns exames necessários são pedidos... Até aqui, tudo igualzinho. Mas a homeopatia tem um detalhe que faz toda a diferença, a modalização dos sintomas, ou seja, sua diferenciação. 
 
Os medicamentos diferenciam-se por uma riqueza em detalhes. Existem opções diferentes de acordo com o tipo de dor. Por exemplo, diferenciamos se ela for martelante e com luz artificial, acompanhada de enjoo, ou se for por pressão, ou mesmo se ocorre na região da nuca... Cada tipo receberá um cuidado diferente. 
 
Horário de aparecimento, de agravação e de melhora, posição, relação com alimentação, estresse, ansiedade, se está ligada à véspera de viagem ou de provas escolares ou momentos de vexação, localização (frontal, temporal, occipício), sintomas que acompanham (náuseas, irritabilidade , soluço, diarreia). Tudo isso é levado em consideração. 
 
Isso tudo é só uma amostra do que compõe as 80 páginas do Repertório Homeopático. Ensaios clínicos realizados demonstram a eficácia do tratamento homeopático: ausente de efeitos colaterais, efeito mais duradouro, mais barato, maior intervalo intercrises. O estudo do The Journal of Alternative and Complementary Medicine, por exemplo, demonstrou um significativo decréscimo na frequência, gravidade e duração das crises de dor de cabeça, com consequente redução da abstenção escolar. 
 
Levantamento estatístico realizado na Unidade de Homeopatia do Hospital do Servidos Público Municipal de São Paulo demonstra que 67,2% dos casos de enxaqueca tiveram regressão do quadro já no primeiro retorno, com tratamento homeopático. Outro dado avaliado demonstra que a relação custo do tratamento homeopático versus clássico é de 1 para 1,55, demonstrando menor custo, fato importante quando falamos de tratamento a médio prazo. 
 
Por isso, o tratamento homeopático também deve ser considerado uma opção quando pensamos em enxaqueca em crianças. 
 
Minha Vida

Saiba driblar os problemas de saúde típicos da cidade grande

Contorne problemas de saúde da cidade Chuvas, poluição e até o trânsito podem desencadear doenças
 
Que atire a primeira pedra aquele quem mora em uma metrópole e nunca disse "não aguento mais essa cidade".
 
O estresse e desconforto causado por algumas situações comuns desses municípios podem passar por cima das vantagens em certos momentos, nos fazendo pensar seriamente em uma mudança de ares. Entretanto, o psiquiatra Leonard Verea, de São Paulo, afirma que essa nem sempre pode ser a solução.
 
"Muitas pessoas acreditam que a mudança irá trazer melhor qualidade de vida, mas na prática, às vezes, é melhor lidar com a situação que incomoda, achar maneiras para driblar, do que mudar de cidade", diz.
 
Afinal, abrir mão de tudo, da vida que se leva, pode não ser uma boa opção, e você ainda corre o risco de enfrentar os mesmos ou outros problemas.
 
Pensando nisso, listamos os maiores problemas da cidade grande e buscamos soluções. Confira:
 
 Chuvas e enchentes - Foto: Getty ImagesChuvas e enchentes
O crescimento desenfreado e não planejado das grandes metrópoles brasileiras não é autor apenas do trânsito e acúmulo de pessoas - o estudo "Vulnerabilidades das Megacidades Brasileiras às Mudanças Climáticas", feito por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), contatou que o modelo de expansão dessas cidades, em conjunto com as mudanças climáticas que estão ocorrendo em todo o mundo, está deixando a metrópole cada vez mais vulnerável a desastres, como enchentes e deslizamentos. O trabalho foi feito com base na cidade de São Paulo, e mostra que a falta de vegetação, a impermeabilização causada pelo asfalto, a ocupação irregular do solo e a falta de destinação adequada do lixo são componentes importantes para o acúmulo de água nas ruas e, consequentemente, as enchentes.

Além disso, os grandes temporais (mais de 50 milímetros de chuva em um único dia) ficaram muito mais comuns nos últimos 60 anos. Atualmente, segundo o estudo, chuvas como essa ocorrem comumente em até cinco períodos do ano. A previsão é de que 20% do que a capital paulista crescer até 2030 será área suscetível a acidentes naturais provocados pela chuva e aproximadamente 11,17% dessas ocupações poderão ser afetadas por deslizamentos.

Mas muito antes dos desastres naturais, as chuvas das metrópoles podem ser transmissoras de doenças - e nem precisa ser uma enchente, bastam as poças d?água ou as pequenas corredeiras do meio fio. "Existem vários patógenos que não conseguem te atingir por via aérea, mas o fazem pelo contato com a água", diz o clínico geral Eduardo Finger, coordenador do departamento de pesquisa e desenvolvimento do SalomãoZoppi Diagnósticos. Portanto, a água não tratada forma um meio condutivo entre as zonas contaminadas (lixo, esgoto, etc) e a nossa pele, permitindo a transmissão. "O exemplo mais típico é a leptospirose, que está intimamente associada às enchentes - mas nem de longe é a única doença que pode ser transmitida dessa forma", afirma o especialista. Por isso, evite ao máximo pisar em poças ou outras acumulações de água, e prefira usar calçados fechados nesses dias de chuva. "Qualquer coisa que impeça o contato da água não tratada com sua pele diminuirá os riscos de transmissão de doenças."
 
Trânsito - Foto: Getty ImagesTrânsito
Quando pensamos em engarrafamento, a primeira palavra que vem à nossa cabeça é estresse. "Esse sentimento é gerado quando o trânsito impossibilita o indivíduo de realizar determinada atividade, isto é, quando estamos atrasados para chegar ao trabalho e o ônibus não passa, ou quando o carro está no rodízio e ainda estamos longe de nosso destino", exemplifica o psiquiatra Leonard Verea, de São Paulo. Essa urgência faz com que a liberação de adrenalina (neurotransmissor estimulante) seja aumentada, provocando sensações desagradáveis, como a contração dos músculos e aumento dos batimentos cardíacos. "Quando as situações estressantes são muito frequentes, o estresse se torna crônico e a pessoa passa a reagir da mesma forma em outros momentos, que antes não provocariam tais sensações - isso explica o fato de nos estressarmos quando estamos dirigindo sem pressa num final de semana ou mesmo antes de entrar no carro, apenas imaginando o caminho a ser percorrido", afirma. O especialista afirma que é importante criar saídas para evitar ou fugir desse estado de estresse, como sair mais cedo de casa, ouvir música, escutar estações de rádio que informem sobre o trânsito - para fugir dele -, buscar técnicas de relaxamento ou, em últimos casos, abandonamos a ideia de ir até o local desejado.

"O trânsito é o maior problema para a mobilidade humana", afirma o clínico geral Dirceu Rodrigues Alves Junior, chefe do Departamento de Medicina de Tráfego Ocupacional na Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET). Segundo o especialista, os veículos geram calor e poluente atmosféricos, além de fuligem. Além disso, a variação de temperatura, a vibração do veículo por conta dos buracos ou o barulho produzido pela vibração das janelas de um ônibus, por exemplo, debilitam a saúde da pessoa.

A nossa postura também é afetada pelo trânsito. "A postura correta ao sentar no automóvel é extremamente importante para uma coluna saudável e para evitar crises de dor", afirma o ortopedista e traumatologia Luciano Pellegrino, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Aos sentarmos inadequadamente - e os bancos dos automóveis favorecem essa condição - podemos causar problemas posturais crônicos. Os principais sintomas dos problemas posturais são dores na coluna cervical, na região dos ombros e na coluna lombar. "Todos esses problemas são causados por um desbalanço da musculatura, principalmente no momento em que relaxamos e descuidamos da postura", afirma. Para evitar que isso aconteça, o especialista explica que é extremamente importante sentar com a coluna totalmente alinhada e totalmente apoiada no banco, principalmente a curvatura lombar, que deve se encaixar na parte inferior do banco. "O uso de pequenas almofadas na região lombar pode auxiliar algumas pessoas que possuem uma lordose aumentada", diz Leonardo. Outras dicas importantes são: manter uma distância do banco que permita manter os cotovelos e joelhos semiflexionados ao utilizar o volante e os pedais, respectivamente, evitando mantê-los totalmente estendidos. Ajustar a altura do banco de forma a manter a coluna cervical neutra e evitar utilizar carteiras ou objetos no bolso de trás da calça ao estar sentado, pois esses podem levar a compressão do nervo ciático e dores na região dos membros inferiores. Lembre-se também de ajustar corretamente a altura do apoio da cabeça e do cinto, que são itens fundamentais para sua segurança.
 
 Poluição do ar- Foto: Getty ImagesPoluição do ar
A poluição e as mudanças climáticas na capital paulista são responsáveis por cerca de 70% das internações por doenças respiratórias, sendo o estudo do Inpe e da Unicamp. "Os gases decorrente da queima dos combustíveis, como monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), dióxido de enxofre (SO2), dióxido de nitrogênio (NO2) e ozônio, comprometem a atmosfera, além de comprometer nosso sistema ocular e respiratório", explica o clínico geral Dirceu. Segundo o especialista, a cada seis horas expostos à poluição é o mesmo que fumar de três a cinco cigarros - e as consequências disso são doenças graves, como câncer de pulmão e outras neoplasias e doenças relacionadas ao sistema imunológico deficiente. "A poluição nas cidades causa irritação nos olhos, podendo levar a uma conjuntivite irritativa", diz o oftalmologista Alfredo Tranjan, do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

E os problemas não são apenas de ordem direta - o CO e o CO2 são dois gases que sobem na atmosfera e formam um isolante térmico, criando uma espécie de efeito estufa, além de contribuir para o aumento do buraco na camada de ozônio, elevando o risco de câncer de pele. Já o SO2 e NO2 para a atmosfera e entram em contato com a imunidade do ar, caindo na forma de chuva ácida. "Isso causa a destruição de plantas, corrosão dos veículos e extermínio dos micro-organismos que nutrem o solo", afirma Dirceu, da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego. Além disso, a transição dos veículos na rua levanta muita poeira, aumentando a concentração de micro-organismos no ar, que entrarão em contato com a boca a nariz, aumentando o risco de doenças por agentes infecciosos e irritações da mucosa, como rinite e sinusite.
 
Poluição sonora e visual - Foto: Getty ImagesPoluição sonora e visual
 "A vibração dos veículos causa um ruído constante nas cidades, e essa exposição pode causar uma lesão no ouvido interno, fazendo com que haja zumbido, perda da audição e até surdez", alerta o clínico geral Dirceu. Além disso, o constante estímulo visual e sonoro das metrópoles, como anúncios luminosos, veículos e pessoas, podem nos levar a um quadro de estresse - a musculatura fica tensionada, o coração dispara, a pressão arterial sobe, o estômago fica cheio de suco gástrico e o intestino trabalha bem devagarinho, além da agitação que dificulta a concentração. "Às vezes a pessoa sente dificuldade para relaxar até quando chega em casa, de tão elétrica que ficou durante o dia - isso pode levar a quadros de hiperatividade, agressividade, mau humor, depressão e até bipolaridade", afirma o psiquiatra Leonardo.

A exposição excessiva a telas, como computadores, tablets ou similares, também podem causar um cansaço visual que, no futuro, corre o risco de demandar o uso de óculos. "Devemos usar todos esses meios de comunicação sem abusar, e se você já está com dificuldade de leitura ou cefaleia constante, é importante procurar seu oftalmologista para avaliação", diz o oftalmologista Alfredo.
 
 Aglomerações - Foto: Getty ImagesAglomerações
Outro problema muito comum das metrópoles são as grandes concentrações de pessoas, seja nas ruas, nos shoppings ou transportes públicos. É tanta gente no mesmo espaço, compartilhando o mesmo ambiente, que não é difícil pensar na possibilidade de contrair alguma doença infecciosa. "A transmissão aérea de patógenos é facilitada pela proximidade do indivíduo contaminado com o indivíduo saudável, e uma aglomeração não só aumenta essa proximidade, como também expõe um maior número de pessoas ao patógeno", explica o clínico geral Eduardo Finger. Nos casos em que o ar é recirculado sem filtração, a concentração desses patógenos no ambiente aumenta cada vez mais. "Para as doenças de vias respiratórias, a estação mais propícia é o inverno, e para as doenças diarreicas é o verão", diz. É muito difícil evitar uma transmissão que é feita pelo ar, mas pessoas com uma imunidade fortalecida estão mais protegidas nessas situações - por isso, hábitos como ter uma alimentação equilibrada, comer bem, praticar atividades físicas e ter o calendário de vacinação em dia são bem-vindos. Além disso, é muito importante lavar as mãos sempre que tiver contato com grandes aglomeração.
 
mulher no escritório - Foto: Getty ImagesTrabalhar sentado
Seja no escritório ou mesmo em casa - o famoso home office - os empregos em que se trabalha sentado, em frente ao computador, são muito comuns nas grandes metrópoles. "Os problemas posturais são as queixas mais frequentes dos pacientes que trabalham muitas horas sentados em escritórios", afirma o ortopedista Luciano. É frequente a dor na coluna cervical e na coluna lombar, por conta da má postura. O ortopedista explica que passar muito tempo sentado pode afetar nossas articulações, que devem sempre estar em equilíbrio e sem sobrecargas. "O trabalho em escritórios pode forçar as articulações quando assumimos posturas inadequadas ou realizamos esforços extenuantes", declara Luciano. Os erros mais comuns são manter as articulações constantemente flexionadas ou constantemente estendidas durante muitas horas. "Nessas situações pode haver uma sobrecarga da cartilagem que reveste as articulações e também compressão dos nervos na região, levando a sintomas dolorosos." Segundo o especialista, artrites e tendinites podem surgir dos esforços repetitivos. Por isso é importante assumir uma postura correta sentado, procurar levantar de hora em hora, fazer alongamentos e participar de algum tipo de ginástica laboral durante o dia. Na cadeira, devemos sentar com bom apoio de toda a coluna vertebral, manter o monitor do computador na nossa frente e na mesma altura da cabeça. "Procure evitar sentar muito tempo inclinado para frente, pois essa postura sobrecarrega os discos da coluna, além de levar a dor na região lombar."

Outro problema comum do trabalho em escritórios é o sedentarismo. "Para os profissionais que passam horas na mesma posição, pode ser ainda mais difícil iniciar uma atividade física", afirma o ortopedista Luciano. Mas o especialista afirma que não é somente o trabalho responsável pelo sedentarismo, mas sim a rotina que adotamos para nós, que deve prever a atividade física. "É fundamental vencer a preguiça e o cansaço, praticando atividades físicas regularmente nos horários livres", lembra.

Como explicou o psiquiatra Leonardo, o ambiente de trabalho é a principal fonte de estresse. "A forma como levamos nossa vida e nos deixamos abalar pelos agentes externos estão diretamente ligados ao nosso nível de estresse", afirma. De acordo com o especialista, nós precisamos dividir o nosso tempo em quatro momentos fundamentais: trabalho, família, lazer e um tempo para o eu. "A maior parte das pessoas não conseguem esse tempo para si e misturam o tempo da família com o lazer", diz. O que podemos mudar é a forma de enfrentar cada situação e tentar tirar o melhor de cada etapa. "Precisamos ter jogo de cintura e saber enfrentar cada momento, sem deixar de separar um tempo individual, para relaxar."
 
homem com calor - Foto: Getty ImagesIlha de calor
O trabalho feito pelo Inep e a Unicamp mostram que a falta de vegetação e a impermeabilização das ruas causada pelo asfalto fazem com que o chão retenha muito calor, que depois precisa ser liberado. Isso, somado com o efeito estufa da poluição, faz com que a cidade fique cada vez mais quente. O resultado pode ser um quadro de indisposição e fadiga térmica que, segundo o clínico geral Eduardo, é o esgotamento da capacidade do organismo de contrabalancear a exposição ao calor, fazendo com que a temperatura interna aumente. "O calor em excesso pode causar desidratação, descompensar doenças crônicas, como hipertensão, e se a exposição for muito acentuada pode levar ao coma e até matar."
 
Minha Vida

Amaranto: o grão que previne o câncer e ajuda a emagrecer

O amaranto previne o câncer e controla o colesterol
O alimento também ajuda no ganho de massa muscular e regula a pressão arterial
 
O amaranto é um grão da família Amaranthaceae que se destaca por ser muito balanceado nutricionalmente. Ele é rico em proteínas, fibras, cálcio, ferro, fosforo e magnésio. 
 
O alimento contribui para regular a pressão arterial e o colesterol. Ele também possui uma substância que é capaz de parar o crescimento de tumores, por isso o alimento é bom para a prevenção do câncer. 
 
O amaranto também contribui indiretamente para a perda de peso. Isto porque ele é rico em fibras, nutriente que ao ser ingerido em boas quantidades proporciona a saciedade. Além disso, elas contribuem para o melhor funcionamento do intestino. Algumas pesquisas preliminares também observaram que o grão contribui para a melhora do sistema imunológico. 
 
Principais nutrientes do amaranto
O amaranto se destaca por ser rico em proteínas com alto valor biológico e que por isso fazem com que o alimento seja uma ótima opção para vegetarianos, idosos e praticantes de atividades físicas. O alimento ainda possui mais cálcio do que a maiorias dos outros cereais. Além disso, como ele possui baixas quantidade de ácido fítico, taninos e oxalatos, a biodisponibilidade do cálcio é alta, ou seja o mineral consegue ser bem aproveitado pelo organismo. Contudo, o alimento não é um substituto do leite. Enquanto, uma xícara de leite integral possui 290 mg de cálcio, a quantidade recomendada de amaranto, 45 gramas, conta com somente 72 mg.  
 
O cálcio, juntamente com o magnésio e o fósforo, que estão presentes em altas quantidades no amaranto, são bons para a saúde dos ossos e dentes. O alimento conta também com boas quantidades de ferro. A deficiência de ferro pode levar a anemia e o amaranto é considerado um cereal ideal fornecer boas quantidades deste mineral. 
 
O zinco está presente no cereal e é importante para a ação de diversas enzimas. Outro nutriente importante que o amaranto possui são as fibras que ajudam no emagrecimento, pois proporcionam saciedade, e elas ainda melhoram o trânsito intestinal. O amaranto ainda conta com a vitamina C, nutriente que contribui para o sistema imunológico. 
 
Nutrientes do amaranto - 45 g
Calorias167 kcal
Proteínas6.1 g
Lipídeos3.16 g
Carboidratos29.36 g
Fibras3 g
Cálcio72 mg
Ferro3.42 mg
Magnésio112 mg
Fósforo 251 mg
Potássio 229 mg
Sódio2 mg
Zinco 1.29 mg
Tiamina 0.052 mg
Riboflavina 0.09 mg
Vitamina C 1.9 mg
Vitamina B-60.266 mg
Vitamina E 0.54 mg
 
Fonte: Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.         
 
Confira qual a porcentagem do Valor Diário* de alguns nutrientes que a porção recomendada de amaranto, 45 gramas (3 colheres de sopa), carrega: 
  • Magnésio - 42,5%
  • Fósforo - 36%
  • Ferro - 24%
  • Fibras - 18,4%
  • Zinco - 18,4%
  • Proteínas - 12,2%
  • Carboidratos - 9,7%
  • Cálcio - 7,2%
  • Gorduras - 5,7%
  • Vitamina C - 4,2%.
*Valores Diários de referência para adultos com base em uma dieta de 2.000 kcal ou 8.400 kj. Seu valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. 
 
Benefícios do amaranto
 
Controla a pressão arterial: Os peptídeos do amaranto inibem o funcionamento de enzimas encarregadas de elevar a pressão arterial. Assim, ocorre a melhor regulação da pressão. As principais complicações da pressão alta são o acidente vascular cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica.
 
Ajuda na perda de peso: Este benefício ocorre porque o amaranto é rico em fibras solúveis. Ao entrar em contato com o líquido no interior do estômago, o nutriente forma uma espécie de gel que dilata o órgão e proporciona saciedade. As fibras também irão contribuir para o melhor funcionamento do intestino. 
 
Ajuda no ganho de massa muscular: Uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual de Campinas, de autoria da nutricionista Valéria Maria Caselato de Sousa, observou que um grupo de 20 idosos apresentou ganho de massa muscular após passar 45 dias ingerindo pipoca. Este benefício ocorre porque o amaranto possui boas quantidades de proteínas, que tem a função de reparar as microlesões que ocorrem como um processo fisiológico normal quando se prática atividades físicas e proporcionar a formação de novas células musculares. 
 
Benefícios do amaranto em estudo
 
Previne o câncer: Duas pesquisas publicadas pelo Instituto para Pesquisas Científicas e Tecnológicas de San Luis Potosí, no México, observaram a presença de um peptídeo, fragmento de proteína, que é capaz de impedir o crescimento de tumores. Segundo os mesmos estudos, esta substância é semelhante à lunasina presente na soja, que também possui ação anticancerígena. Porém, uma diferença importante observada pelas pesquisas é que a substância presente no amaranto age mais rapidamente nas células do que a da soja. 
 
O testes com o alimento foram realizados somente in vitro, ou seja, ainda não foram feitas pesquisas com humanos em relação ao amaranto e o câncer. 
 
Controla o colesterol: Em pessoas saudáveis e em estudos iniciais realizados com animais observou-se que o consumo do amaranto ajuda a manter o colesterol controlado. Contudo, em estudos realizados com idosos, o mesmo benefício não foi observado. O mecanismo que proporcionaria o benefício de baixar o colesterol ainda não foi descoberto. Alguns pesquisadores defendem que as respostas seriam as fibras, outros apostam nas proteínas e ainda há quem acredite que o benefício está no óleo do grão, por ser rico em ômega 3. 
 
Quantidade recomendada de amaranto
Não há uma orientação exata para o consumo de amaranto. Porém, alguns nutricionistas recomendam ingerir entre duas a três colheres de sopa (cerca de 45 gramas) do cereal por dia. 
 
Como consumir o amaranto
O amaranto pode ser consumido de diversas maneiras. Ele pode ser adicionado nas saladas ou cozido e consumido em substituição ao arroz e feijão ou adicionado em sopas. Os flocos de amaranto podem ser adicionados às frutas, iogurtes, sucos e vitaminas. O alimento também pode ser preparado como uma pipoca. Basta colocar uma colher de sopa de grãos de amaranto em uma frigideira, tampar e esperar ele estourar. As pipocas de amaranto possuem cerca de dois milímetros de tamanho.  
 
Compare o amaranto com outros alimentos
O amaranto é um alimento nutricionalmente muito equilibrado e por isso pode substituir a combinação arroz, fonte de carboidrato, e feijão, fonte de proteína. O grão conta com maiores quantidades de cálcio, ferro, fósforo e magnésio do que o feijão, a lentilha e o arroz integral, perdendo apenas para a soja. Apesar do amaranto ser um alimento muito rico, é importante variar no cardápio. Assim é possível ingerir diferentes nutrientes. 
 
Nutrientes - 45 g Amaranto cozidoSoja cozida Feijão preto cozido Feijão carioca cozido Lentilha cozida Feijão fradinho cozido Arroz integral
Calorias 46 kcal 77,85 kcal34,65 kcal 34 kcal41,8 kcal 35 kcal50 kcal
Proteínas 1,71 g7,48 g2 g 2,16 g 2,8 g2,3 g 1.04 g
Gorduras totais 0,71 g 4 g 0,225 g0,225 g0,22 g 0,27 g 0,37 g
Carboidratos 8.41 g 4,46 g 6,3 g 6,12 g 7,3 g6 g 10,58 g
Cálcio 21 mg 45,9 mg 13 mg 12,15 mg 7,2 mg7,65 mg 4 mg
Potássio 61 mg231,75 mg115 mg 114,75 mg99 mg 113,8 mg 36 mg
Ferro 0,95 mg 2,3 mg 0,675 mg 0,585 mg 0,675 mg0,5 mg0,24 mg
Fósforo 67 mg110 mg 39,6 mg39 mg 46,8 mg 38 mg35 mg
Sódio 3 mg 0,45 mg 0,9 mg 0,9 mg 0,45 mg 0,45 mg 0
Zinco 0,39 mg 0,517 mg 0,315 mg 0,315 mg 0,495 mg 0,5 mg 0,28 mg
Magnésio 28 mg38,7 mg 18 mg 18,9 mg 9,9 mg 17,1 mg 20 mg
Fibra 0,9 g 2,7 g 3,78 g3,8 g 3,5 g 3,37 g 0,8 g
 
Fonte: Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.       

Contraindicações
O amaranto não é recomendado para portadores de diabetes, pois possui alto índice glicêmico. Quando um alimento conta com alto índice glicêmico, a absorção de glicose é rápida o que leva ao aumento das taxas de glicose no sangue e pode causar uma hiperglicemia o que agrava o diabetes. Pessoas com doenças renais também devem evitar o grão por ele ser rico em proteínas e o excesso do nutriente poder sobrecarregar os rins. 
 
Riscos do consumo em excesso
Como o amaranto é rico em proteínas, o consumo de grandes quantidade do alimento ao longo do tempo pode sobrecarregar o funcionamento do fígado e rins. Além disso, como o alimento também conta com carboidratos, é preciso consumir com moderação, já que o excesso do nutriente pode levar ao ganho de peso. 
 
Minha Vida

Exposição em Brasília conta a história da saúde no país

"À sua Saúde" acontece no Museu Nacional Honestino
Guimarães, em Brasília
A exposição À sua Saúde, em cartaz  no Museu Nacional, em Brasília, conta a história da saúde no Brasil por meio de pinturas, esculturas, instalações, vídeos e propagandas de medicamentos. Dividida em dois núcleos – o histórico e o contemporâneo -, a mostra traz obras de artistas como Adriana Varejão e Arthur Bispo do Rosário.
 
A exposição aborda temas da saúde pública e da regulação sanitária como remédios, alimentos, fitoterápicos, fronteiras aquáticas, aéreas e cosméticos. A saúde desperta especial interesse em um país que ocupa o sexto lugar no ranking mundial de consumo de medicamentos e deverá chegar à quarta posição em 2016, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que patrocina a mostra.
 
O diretor-presidente da agência, Dirceu Barbano, disse que a exposição é  “rara oportunidade de mostrar à sociedade o importante papel da regulação no desenvolvimento econômico e social do país, aliando elementos lúdicos e também educativos”.
 
Para a coordenadora-geral do projeto, Daiana Castilho Dias, a exposição nasceu do interesse em criar um percurso mais simples entre a pesquisa científica na área da saúde e a população. “E a arte faz esta ponte com muita naturalidade”.
 
O núcleo histórico está dividido em três eixos: cura xamânica, cura tradicional e cura pela fé. Na entrada da parte histórica, chama atenção a representação da primeira botica (farmácia) do Brasil, montada em tamanho natural, a partir da aquarela do pintor francês Jean-Baptiste Debret, da década de 1820. Entre os objetos, uma maleta com uma farmácia portátil que os médicos do século XIX usavam para preparar medicamentos.
 
A cura xamânica traz uma instalação interativa em que sacos de chás pendurados podem ser tocados e é possível saber mais sobre as ervas e suas propriedades. A cura pela fé, na sala dos milagres, há os oratórios do videoartista Eder Santos.
 
Há também na exposição ambientes criados para relatar a Revolta da Vacina, protagonizada pelo sanitarista Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, em 1904, e a quarentena imposta aos viajantes que chegavam ao país pelos portos de Salvador e do Rio.
 
Para disputar a preferência dos consumidores, a publicidade é forte aliada. A exposição exibe anúncios de medicamentos desde o início do século passado, mostrando a evolução dos rótulos e o design de cada época.
 
O núcleo contemporâneo, por sua vez, traz nomes consagrados das artes plásticas que trabalharam o tema saúde. “Entendemos saúde a partir de um espectro amplo de sentido, relacionado a sangue, tecidos, órgãos, alimentos, fronteiras, saúde mental e remédios”, explicou a curadora da parte contemporânea, Polyanna Morgana.
 
Nesta seção, é possível ver esculturas de Louise D.D., que tratam dos antidepressivos. A artista, que sofre de depressão, fez uma tatuagem tarja preta no braço. A foto está em exibição. Já Bispo do Rosário, com seus bordados e estandartes, criou um universo lúdico na Colônia Juliano Moreira, em uma época em que se aplicavam eletrochoques e outros tratamentos violentos para quem tinha distúrbios mentais. A mostra apresenta 22 trabalhos do artista.
 
À sua Saúde está em cartaz até 30 de março, de terça a domingo, das 9h às 18h30. A entrada é gratuita.

Agência Brasil

Bebês com baixo peso podem ter hiperatividade e depressão na infância

Foto: Reprodução
Um estudo apontou que os bebês nascidos com peso abaixo do normal têm maior chance de desenvolver hiperatividade e depressão na infância. Para chegar à conclusão, a pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto comparou a saúde mental de 665 crianças, com idade entre 10 e 11 anos.
 
Segundo a pesquisadora responsável, Claudia Mazzer Rodrigues, o estudo dividiu as crianças em cinco grupos de peso: muito baixo (abaixo de 1,5 quilos), baixo (1,5 kg a 2,5 kg), insuficiente (2,5 kg a 3 kg), normal (3 kg a 4,25 kg) e muito alto (acima de 4,25 kg). Esses valores são usados como referência pela Organização Mundial da Saúde.
 
No estudo, constatou-se que as crianças com peso muito baixo representam a maioria das que têm quadros de problemas mentais. Entre as 665 crianças avaliadas, 6,9% apresentavam indicadores de depressão. Os cientistas usaram questionários respondidos pelos pais e pelas próprias crianças.
 
No Brasil, de 0,4% a 3% das crianças sofrem de depressão. Entre os adolescentes, esse número varia de 3,3% a 12,4%. Quem tem a doença na infância e na adolescência apresenta mais chances de desenvolver depressão em idade adulta.
 
Especialistas definem como causas da depressão em crianças, como perda de vínculos afetivos, divórcio dos pais, falta de apoio familiar e violência física ou psicológica. Os pais devem ficar atentos aos primeiros sinais de alerta, que são queda do rendimento escolar, mudanças repentinas do estado de ânimo, isolamento e tristeza.
 
Agência Brasil

Aparelho dentário irregular pode causar até perda de dente, diz dentista

'Dá mais destaque no sorriso', diz jovem que aderiu à moda. Especialista comenta diferentes usos de acessórios dentários entre jovens
 
A aplicação e uso de aparelhos ortodônticos sem o acompanhamento de um dentista pode causar problemas de mastigação, reação alérgica, perda óssea, movimentações dentárias desnecessárias e até perda dos dentes, segundo especialistas.
 
Elásticos, borrachas e fios dentários são vendidos sem fiscalização nas ruas de São Paulo , por usuários nas redes sociais e em outros sites, e usados por jovens como acessórios de moda. Dentistas ouvidos pelo G1 dizem que os danos podem ser irreversíveis ou de difícil reparação.
 
Celso Lemos, professor do Departamento de Estomatologia da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP), comenta que a aplicação inclui até fios de vassoura e supercola, além de fios e elásticos trançados. “Tudo isso tem potencial de fazer um estrago muito grande, com perda de dente. Temos visto imagens de dentes totalmente soltos, com a raiz fora da maxila, presos só pelo aparelho” afirma.
 
Um estudante de 16 anos ouvido pelo G1, morador de São Paulo, conta que já usa aparelho há três anos, mas há oito meses decidiu parar o tratamento para “personalizá-lo” em casa, sozinho.
 
“Tem um amigo que traz uns rolos de fio e as borrachinhas. Não precisa colar nada. É fácil e rápido”, conta o jovem. Seus pais não gostaram do aparelho. “Mas eu quis. Está na moda, vários amigos meus cancelaram o tratamento para fazer a personalização em casa, manual. Dá mais destaque no sorriso".

Outra jovem de São Paulo, de 15 anos, conta que usa aparelho “só de enfeite” há mais de um ano.
 
“Achei interessante, estava na moda, todo mundo colocando, aí decidi botar também”, diz. Ela pagou R$ 90 para que um conhecido colocasse o aparelho em sua boca. A “manutenção” ela faz sozinha, em casa. “Pego [o material] com uns amigos que compram”, explica.

Segundo a adolescente, o falso aparelho “aperta como se tivesse colocado no dentista" e mexe com o dente. “Estou querendo tirar porque está dando problema no meu dente. Está entortando um pouco”, queixa-se. Ela não foi mais ao dentista depois que colocou o aparelho.

Complicações
Tanto os jovens que colocam os acessórios por conta própria, quanto os que mantêm o aparelho depois de um tratamento odontológico para personalizar correm risco de danificar a estrutura dentária e comprometem a saúde bucal, explica Cláudia Garrido, cirurgiã-dentista e supervisora do Setor de Fiscalização do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP).
 
Os que mantêm o aparelho após tratamento podem perder toda a correção obtida. "Tanto é que, após o tratamento ortodôntico, o paciente usa aparelho de contenção, justamente com o intuito de manter a posição dos dentes”, diz a dentista Cláudia.
 
“Pelo fato de adquirir (os acessórios) de ambulantes não sabemos a procedência do produto e isso coloca em risco a saúde do usuário, porque não existe biossegurança. Os produtos são vendidos fora da embalagem original e não se sabe como foi o armazenamento”, diz.
 
O tipo de elástico e a forma como os jovens os colocam entre os brackets pode aplicar força nos dentes de forma aleatória, provocando alteração do posicionamento dentário e consequentemente, dor. "É muito difícil que o aparelho não cause sensibilidade, mesmo em tratamento assistido”, afirma.
 
Segundo ela, a prática traz riscos de intrusão, quando o dente é empurrado para o interior do tecido ósseo; de extrusão, quando ele é puxado para baixo e para fora do suporte ósseo, e de giroversão, quando o dente gira no próprio eixo. Sem uma mastigação adequada, ela conta que também pode haver problemas de digestão dos alimentos.
 
Diferentes usos
A pedido do G1, ela comentou algumas formas de uso desses acessórios dentários, mostrados em imagens publicadas nas redes sociais.

Veja abaixo a análise de Cláudia Garrido:
 
Jovens usam acessórios dentários de maneira irregular (Foto: Aparelhos Diferenciados/Divulgação/Facebook)
Foto: Reprodução/ Facebook/Aparelhos
Diferenciados
Nesta foto, ele usou elástico ortodôntico, porém em posicionamento incorreto.

Há união de dois ou mais elementos (dentários) através dos elásticos e sem o apoio do fio. 

Ele faz o trançado inclusive utilizando as aletas (ganchos dos brackets) de forma irregular.

Isso pode alterar completamente a posição dos dentes e provocar giroversão, que é quando o dente gira no próprio eixo. 

É o mais propenso a ter problemas sérios."
 
Jovens usam acessórios dentários de maneira irregular (Foto: Aparelhos Diferenciados/Divulgação/Facebook)
Foto: Reprodução/ Facebook/Aparelhos
Diferenciados
"O que me chama atenção nesta foto não é nem tanto os elásticos no bracket.

Mas o fio colorido que está sendo utilizado, que não é um fio usado em tratamento ortodôntico.

Dá a impressão de ser um material plástico e maleável.

Aí a força maior fica nos elásticos que têm apoio e suporte menor do fio.

O fio usado em ortodontia é metálico e possui densidade e forças específicas.

Esse não vai ter força de resistência adequada."
 
Jovens usam acessórios dentários de maneira irregular (Foto: Aparelhos Diferenciados/Divulgação/Facebook)
Foto: Reprodução/ Facebook/Aparelhos
Diferenciados
"O ferrinho duplo ou triplo também não é um fio adequado para ortodontia.

Este é mais denso e parece mais plástico ou talvez um arame.

E há quantidade excessiva de elásticos colocados nos brackets, que pode causar movimentação dentária irregular e perda óssea.

Não tem como dizer qual a procedência do material, que pode gerar até reações alérgicas."
 
 
Jovens usam acessórios dentários de maneira irregular (Foto: Aparelhos Diferenciados/Divulgação/Facebook)
Foto: Reprodução/ Facebook/Aparelhos
Diferenciados
"Este é um elástico que chamamos de elástico corrente.

Ela causa forma mais excessiva do que os redondinhos convencionais e precisa ter acompanhamento mais rigoroso.

Causa movimentação dentária mais acentuada.

Ele também é usado na ortodontia em casos específicos, quando (o dentista) quer fechar pequenos espaços entre os dentes ou para movimentações pequenas de um elemento dentário."

G1

Concurso Prefeitura de Aracati - CE 2014

A Prefeitura de Aracati, no estado do Ceará, através do Instituto Nacional de Gestão Avançada – INGA, publicou edital de concurso público n° 001/2014, com a intenção de ocupar 683 vagas para profissionais de níveis médio e superior. Os salários variam de R$ 700,00 a R$ 5.929,54, em jornadas mensais de 100h, 150h e 200h menais.

Cargos
- Nível Médio: Agente Administrativo, Atendente de Farmácia, Auxiliar em Consultório Dentário, Digitadores, Guarda Florestal, Guarda-Vidas, Monitor de Artes, Músicos - Flauta, Clarinete, Sax-Alto, Sax-Tenor, Bombardino, Trombone, Trompete, Trompa EB, Contra Baixo e Percussão, Secretário Escolar, Técnicos em Contabilidade, Edificação, Enfermagem, Gesso, Hematologia, Higiene Bucal, Imobilização Ortopédica, Informática, Laboratório, Prótese Dentária - CEO, Radiologia, Radiologia e Tomografia, em Segurança do Trabalho e Vigilante Sanitário;
 
- Nível Superior: Administrador, Advogado, Arquiteto, Assistente Social, Auditor em Saúde, Auditor Fiscal, Bibliotecário, Biomédico, Bioquímico, Economista, Enfermeiro, Enfermeiro de PSF, Engenheiro-Agrônomo, Engenheiros Civil e de Pesca, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico, Médico-Cirurgião, Médicos Anestesista, Clínico Geral, de PSF, Dermatologista, Endoscopista, Ginecologista Obstetra, Infectologista, Oftalmologista, Pediatra, Psiquiatra, Radiologista, Traumatologista, Ultrassonografista, Nutricionista, Odontólogos de Pacientes Especiais, de PSF, Prótese Dentária e nas áreas de Endodontia, Especialista em DTM, Odontopediatria, Periondontria, Pedagogo, Psicólogo, Psicopedagogo, Sociólogo, Terapeuta Ocupacional, Veterinário, Professor das áreas de Humanas, Ciências, Educação Física, Inglês, Matemática, Polivalente  e Português.

Inscrições
As inscrições ocorrerão no período de 8 horas do dia 10 de fevereiro até 28 de fevereiro de 2014, exclusivamente via internet, no site do INGA. www.ingagestao.org.br. O valor da taxa de inscrição será de R$ 30,00 para os cargos de nível médio e R$ 50,00 para os cargos de nível superior.

Provas
O concurso público será composto de prova de conhecimentos para todos, além de avaliação de títulos somente para cargos do Magistério. As provas serão realizadas na Cidade de Aracati-CE, na data prevista de 13 de abril de 2014, nos horários especificados no edital e no Cartão Informativo.

Validade
O prazo de validade do concurso será de dois  anos, contados a partir da publicação oficial da homologação do Resultado Final, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da Prefeitura Municipal.

Prefeitura de Barreiras - BA anuncia processo seletivo

A Prefeitura de Barreiras, no estado da Bahia, abriu edital n° 01/2014 de processo seletivo, com a intenção de preencher 1.122 vagas de trabalho, sendo 932 imediatas e 190 para cadastro de reserva, em cargos de todos os níveis escolares. Os salários vão até R$ 1.842,15, por carga horária de 20 ou 40 horas semanais.
 
As chances são para as funções de auxiliar de serviços gerais, assistente administrativo, assistente administrativo, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais, assistente social, psicologo, motorista, auxiliar de serviços gerais, professor I - informática, professor II - nível I, professor IV, recreador, vigia, pedreiro, eletricista, pedreiro, auxiliar de serviços gerais, motorista veiculos pesados, operador de maquinas pesadas, auxiliar de limpeza urbana e demais cargos.
 
As inscrições serão efetuadas exclusivamente pela internet, no site www.institutocidades.org.br, até às 23 horas e 59 minutos do dia 25 de fevereiro de 2014. As taxas variam de R$ 30,00 a R$ 80,00 de acordo com o cargo escolhido.
 
O candidato que não tiver acesso a internet, deverá procurar o Ponto Facilitador localizado no Palácio das Artes, Praça Castro Alves (Antiga Praça das Corujas) - Barreiras/BA, a partir do dia 10 de fevereiro de 2014, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
 
As provas Objetivas serão realizadas na Cidade de Barreiras, no Estado do Bahia, com data prevista para o dia 16 de março de 2014, em locais e horários que serão divulgados oportunamente na internet, no site: www.institutocidades.org.br.
 
O certame terá o prazo de um ano contados a partir da sua homologação.

Concurso COREN - BA 2014

O Conselho Regional de Enfermagem da Bahia - COREN-BA, lançou edital normativo n° 01/2014 de concurso público, para provimento de 19 vagas  imediatas, e formação de cadastro de reserva em seu quadro de pessoal. Há oportunidades para os cargos de nível médio de Assistente de Desenvolvimento e Auxiliar de Fiscalização, bem como para os cargos de nível superior de Administrador, Advogado, Analista em TI, Contador, Enfermeiro Fiscal e Jornalista.
 
Os salários variam entre R$ 1.400,00 e R$ 3.803,00, considerando como base o mês de janeiro de 2014. Os candidatos aprovados e contratados cumprirão jornada de trabalho semanal de 40 horas, com direito a benefícios como Vale Refeição, mais Auxílio Transporte.
 
O concurso público será executado pelo Instituto Quadrix e a inscrição poderá ser feita apenas via internet, no endereço eletrônico: www.quadrix.org.br, no período entre 03 de fevereiro e 17 de março de 2014, considerando-se o horário de Brasília.
 
As taxas variam de R$ 42,00 para os cargos de nível médio, e R$ 70,00 para os cargos de nível superior. O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 18 de março de 2014.
 
A prova objetiva e a prova discursiva serão realizadas nas cidades baianas de Feira de Santana, Juazeiro, Salvador e Vitória da Conquista, e/ou nas cidades vizinhas, considerando o horário de Brasília, tendo a duração de quatro horas. A data de aplicação será o dia provável 30 de março de 2014, no turno da tarde.
 
Ao candidato só será permitida a participação na prova, na respectiva data, horário e local divulgados no endereço eletrônico de inscrição e no comprovante definitivo de inscrição que será disponibilizado em 24 de março de 2014.
 
O resultado final do concurso público será homologado na data provável de 13 de junho de 2014.

O prazo de validade do concurso público será de dois anos, passíveis de prorrogação.

Concurso Associação das Pioneiras Sociais - APS 2014

A Associação das Pioneiras Sociais (APS) divulgou os editais nº. 1, 2 e 3/2014, destinados a realização de processo seletivo para o preenchimento vagas para os cargos de Médico - especialidade Cirurgia Geral (1) e Cozinheiros (04), para atendimento das unidades da Rede SARAH de Hospitais de Reabilitação. O salário varia de R$ 2.633,31 a R$ 24.213,93.
 
Pré-requisitos:
Dois anos de Residência Médica em Cirurgia Geral, concluída em serviços credenciados pelo Ministério da Educação.
 
Ensino médio completo, comprovado por meio de certificado expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação;
 
Seis meses de experiência profissional como Cozinheiro, nas áreas hospitalar ou industrial ou hoteleira ou comercial, comprovada em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou em declaração original, contendo número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da entidade declarante. No caso de Regime Estatutário, declaração original que comprove o vínculo empregatício e as atividades desenvolvidas.
 
Para o cargo de Médico, as inscrições serão realizadas no período entre 10 e 28 de fevereiro de 2014, por meio do site www.sarah.br/rh, até às 21 horas do último dia do período de inscrição, observado o horário oficial de Brasília - DF. Já para Cozinheiro, o período de inscrição é de 10 a 19 de fevereiro de 2014, também pelo www.sarah.br/rh. A taxa de inscrição vai de R$ 48 a R$ 180.
 
Para os candidatos que não conseguirem acesso à internet, serão disponibilizados computadores para realização das inscrições, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas (horário oficial de Brasília-DF), no período citado acima, para realização das inscrições, exceto sábados, domingos e feriados, nos seguintes endereços:
 
Unidade SARAH/Belém - Rodovia Arthur Bernardes, n. 1.000, Val de Canz, Belém-PA;
Unidade SARAH/Belo Horizonte -Av. Amazonas, 5.953, Gameleira, Belo Horizonte-MG;
Unidade SARAH/Brasília - SMHS Quadra 301, Bloco B, nº 45, Brasília-DF;
Unidade SARAH/Fortaleza - Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 4.500, Passaré, Fortaleza-CE;
Unidade SARAH/Macapá - Setor 12 - Rodovia Juscelino Kubitschek, 2.011, Fazendinha, Macapá-AP;
Unidade SARAH/Salvador - Av. Tancredo Neves, 2.782, Caminho das Árvores, Salvador-BA;
Unidade SARAH/São Luís - Av. Luiz Rocha, s/nº, Monte Castelo, São Luís-MA;
Unidade SARAH/Rio de Janeiro - Av. Canal Arroio Pavuna, s/nº, Jacarepaguá, Rio de Janeiro-RJ;
 
Cozinheiro
Área de Recursos Humanos da Unidade SARAH/Brasília - SMHS Quadra 301, bloco B, nº 45, 3º andar, Brasília-DF;

Área de Recursos Humanos da Unidade SARAH/São Luís - Av. Luiz Rocha, s/nº, Monte Castelo, São Luís-MA.
 
O concurso será constituído de prova objetiva, dissertativa e prática.
 
As provas objetiva e dissertativa serão realizadas na data provável de 13 de abril de 2014, em cidade, local e horário a serem disponibilizados, para consulta individual, no site www.sarah.br/rh, a partir do dia 24 de março de 2014. O gabarito oficial preliminar da prova objetiva será divulgado provavelmente no dia 15 de abril de 2014, no site www.sarah.br/rh.
 
A prova prática está prevista para ser realizada nos dias 12 a 23 de maio de 2014 (para o cargo de Médico) e do dia 19 de maio a 13 de junho de 2014 (para o cargo de Cozinheiro), em Brasília - DF, conforme agenda, local e horário, que serão divulgados com o resultado da prova objetiva.
 
O resultado final da aprovação será divulgado nos dias 13 de junho e 04 de julho de 2014, no Diário Oficial da União, no site www.sarah.br/rh.
 
O prazo de validade deste processo será de 1 ano, contado a partir da data de divulgação do resultado final da aprovação e da classificação neste processo, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a critério da APS.
 
O edital encontra-se publicado no Diário Oficial da União, de 27 de janeiro de 2014, pág. 169 a 176

Concurso UEAP abre vagas para professores

A Universidade do Estado do Amapá (UEAP) lançou edital n° 043/2013 de concurso público de provas e títulos, destinado a selecionar candidatos para o provimento de cargos do Quadro de Pessoal Efetivo de Docentes. Os vencimentos vão até R$ 9.253,44.

O concurso público visa ao provimento de 81 vagas, distribuídas para candidatos pós-graduados lato sensu e stricto sensu, portadores de títulos de Especialista (auxiliar), Mestre (assistente) ou Doutor (adjunto).

As inscrições serão realizadas no período de 11 de fevereiro a 18 de março de 2014, exclusivamente pela internet, no site www.cs.ufg.br, observando o horário local (Macapá-AP). O valor da inscrição é de R$ 150,00.

A prova escrita será realizada provavelmente no dia 20 de abril de 2014. O comunicado de confirmação do local, da data e do horário da prova escrita será divulgado no site www.cs.ufg.br, no dia 14 de abril de 2014, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta desse local, bem como o comparecimento no horário determinado.

As provas serão realizadas na sede da UEAP, Câmpus I da Universidade, localizado na Avenida Presidente Vargas, n. 650, Centro, Macapá-AP, de acordo com a distribuição das salas feita pelo Centro de Seleção da UFG.

O prazo de validade do concurso será de 1 ano, contado da publicação da homologação de seu resultado, prorrogável por igual período.

Concurso Universidade do Estado do Amapá 2014: Edital e Inscrição

A Universidade do Estado do Amapá  (UEAP) divulgou edital n° 044/2013 de concurso público destinado a selecionar candidatos para o provimento de cargos do Quadro de Pessoal Efetivo de Técnicos Administrativos da UEAP. Serão preenchidas 122 vagas para o provimento de cargos de técnico de nível médio e superior.

As chances são para as funções de Técnico em Planejamento, Orçamento e Finanças, Técnico em Comunicação, Assistente Social, Técnico de Laboratório, Assistente Jurídico, Biblioteconomista, Analista de Tecnologia de informação, Técnico em Infra-estrutura, Técnico de Apoio Pedagógico, Arquivologista, Psicólogo, Assistente Administrativo, Assistente de Laboratório, Motorista de Veículos, Piloto de Embarcação, Técnico em Informática, Técnico em Eletrotécnica, Técnico em Eletrônica e demais cargos.
 
O vencimento inicial para os cargos de nível médio é de R$ 2.165,75 e para os cargos de nível superior é de R$ 3.609,57.

O concurso será realizado pelo Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (CS/UFG) e as inscrições serão realizadas no período de 11 de fevereiro a 18 de março de 2014, exclusivamente via internet, no site www.cs.ufg.br.

Os valores das taxas de inscrição, conforme os cargos, são os abaixo determinados:
- Cargos de nível médio: R$ 80,00;
- Cargos de nível superior: R$ 150,00.

As provas objetivas serão realizadas na cidade de Macapá-AP, provavelmente  no dia 20 de abril de 2014, para todos os cargos. Os endereços dos locais das provas, assim como a confirmação da data e do horário, constarão do comunicado a ser impresso pelo candidato, a partir do 14 de abril de 2014, por meio do site www.cs.ufg.br. O gabarito preliminar será divulgado no dia 20 de abril de 2014, após o término das provas.

O prazo de validade do concurso público será de dois anos, com possibilidade de prorrogação.

Concurso Prefeitura de Maraã - AM

Com oferta de 336 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior, a Prefeitura de Maraã, no Estado do Amazonas, lançou edital nº. 01/2014 para realização de concurso público.
 
A carga horária dos futuros contratados será de 20 ou 30 horas semanais, por salários que variam de R$ 724,00 e R$ 5.550,00. Do total de vagas, 5% são reservadas a os candidatos portadores de necessidades especiais.
 
Cargos
Agente de Segurança, Auxiliar de Serviços Gerais, Eletricista, Gari, Jardineiro, Merendeiros, Motorista de Veículos Pesados/Leves Terrestre, Motorista Fluvial, Operador de Máquinas Pesadas, Vigia, Auxiliar de Administração, Assistente Administrativo, Fiscal (Ambiental e Vigilância Sanitária), Guarda de Endemias, Professor Educação Infantil, Técnico (Enfermagem e Produção Pesqueira), Administrador, Assistente Social, Enfermeiro, Engenheiro Civil, Farmacêutico Bioquímico, Médico – Clínico Geral, Odontólogo, Psicólogo, Professor Ensino Fundamental, Nutricionista e Tecnólogo em Produção Pesqueira.
 
Inscrições
Serão efetuadas no site do Instituto Qualicon (www.iq.org.br), no período das 9h do dia 29 de janeiro até às 21h do dia 27 de fevereiro de 2014, observado o (Horário oficial de Brasília) e pessoalmente ou por procuração, aos candidatos que não dispuserem de acesso à internet, até às 18h do dia 27 de fevereiro de 2014, de segunda a sexta feira, observado o horário local, no posto de inscrição do Instituto Qualicon, localizado no Telecentro, situado na Av. Castelo Branco, s/nº, próximo ao Mercado Municipal - Centro – Maraã/AM. A taxa de inscrição é de R$ 30,00 (nível fundamental), R$ 40,00 (nível médio) e R$ 60,00 (nível superior).
 
Prova
O concurso constará de prova objetiva e avaliação psicológica.
 
A prova objetiva será aplicada provavelmente nos dias 05 e 06 de abril de 2014, em locais e horários que serão divulgados a partir do dia 28 de março de 2014, através de edital de convocação para as provas a ser publicado na Imprensa Oficial do Município, em listas que serão afixadas no Paço Municipal da Prefeitura de Maraã e no site de inscrição.
 
A convocação para a avaliação psicológica aos cargos de Agentes de Segurança será disponibilizada no Diário Oficial, no site do Instituto Qualicon e será afixado no Paço da Prefeitura de Maraã.
 
Validade
O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado uma vez por igual período.
 
O edital encontra-se publicado no Diário Oficial dos Municípios do Estado do Amazonas, de 28 de janeiro de 2014, pág. 47 a 65.

Concurso Petrobras 2014 - Edital e Inscrição

A Petrobras, estatal que atua no setor energético (exploração de petróleo, gás natural, biocombustíveis, entre outros), lançou o edital 01/2014 com intuito de recompor parte do seu quadro, contratando novos funcionários por meio de processo seletivo público. De acordo com a publicação, todas as etapas do certame serão executadas pela Fundação Cesgranrio. São ofertadas 1.232 vagas no total, sendo 1.089 para nível médio e 143 para nível superior, por salários que podem chegar a R$ 8.081,98.
 
As oportunidades abrangem os Estados do Rio de Janeiro, Pernambuco, São Paulo, Bahia, Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.
 
Cargos
Técnico de Petróleo de Exploração de Petróleo Júnior (Geodésia), Técnico de Inspeção de Equipamentos e Instalações Júnior, Técnico de Logística de Transporte Júnior (Controle), Técnico de Manutenção Júnior (Mecânica), Técnico de Operação Júnior, Técnico de Projetos, Construção e Montagem Júnior (Edificação e Mecânica), Técnico de Segurança Júnior, Técnico de Suprimento de Bens e Serviços Júnior (Administração), Engenheiro de Meio Ambiente Júnior, Engenheiro de Produção Júnior e Médico do Trabalho Júnior.
 
Inscrição
A inscrição deverá ser efetuada somente via internet, no período de 24 de fevereiro a 17 de março de 2014, na página da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br). As taxas de inscrição são de R$ 40 para nível médio e R$ 58 para nível superior.
 
Os candidatos devem verificar a Confirmação de Inscrição, a partir de 14 de maio de 2014, na página da Fundação Cesgranrio.
 
Seleção
O processo seletivo público será constituído de avaliação da qualificação técnica dos candidatos, representada por habilidades e conhecimentos aferidos por meio da aplicação de provas objetivas (para todos os cargos), sendo as provas de conhecimentos básicos de caráter eliminatório e as provas de conhecimentos específicos de caráter eliminatório e classificatório.
 
A seleção também será composta de qualificação biopsicossocial, de caráter eliminatório e composta das seguintes fases: avaliação psicológica; exames médicos e levantamento sociofuncional.
 
As provas objetivas serão realizadas nas cidades de Macaé/RJ, Manaus/AM, Mauá/SP, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Santos/SP, São José dos Campos/SP, São Mateus do Sul/PR e São Paulo/SP, na data prevista de 18 de maio de 2014. Os gabaritos preliminares serão divulgados em 19 de maio deste ano.
 
Resultado
O resultado final deste Processo Seletivo Público será homologado, publicado no Diário Oficial da União e divulgado nos endereços eletrônicos www.cesgranrio.org.br e www.petrobras.com.br, na data de 26 de junho de 2014.
 
Validade
O prazo de validade do certame esgotar-se-á em seis meses, a contar da data de publicação do Edital de homologação dos resultados finais, podendo vir a ser prorrogado, mais uma única vez, por igual período, a critério da Petrobras.