Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Consulte um dermatologista antes do verão e salve a sua pele

O FPS certo e o tipo de protetor garantem uma pele saudável, bonita e livre de doenças

Após a temporada de verão, os consultórios dos dermatologistas ficam abarrotados de pacientes com uma lista de problemas: manchas, pele seca, acne, micose, entre outras reclamações, voltam na bagagem de quem curtiu o Sol e a areia sem consequências.

Mas, se o destino final da estação quente já é certo, por que não se prevenir marcando uma consulta antes de se esbaldar? "A orientação de um dermatologista poderia evitar muitos problemas de pele e garantir beleza e saúde, mas as pessoas só pensam em consultar um especialista quando a situação já está feia", explica a dermatologista Silvia Zimbres, da Doux Dermatologia.

Fator de proteção
Escolher o fator de proteção solar parece simples, mas nem sempre a escolha do FPS é a mais certa diante de tantas opções disponíveis. "É importante ressaltar que a escolha do protetor deve respeitar cada tipo de pele e esta avaliação é feita com a consulta", explica a dermatologista.

Quando o fator de proteção é menor do que o necessário, as agressões solares podem acabar ameaçando a saúde. "Uma pele muito clara, por exemplo, pede um fator maior do que as peles mais escuras. E existem peles que já estão agredidas e pedem uma proteção maior. A opção errada aumenta o risco de manchas e até de problemas maiores, como o câncer de pele", alerta a médica.

A formulação e textura do protetor também devem combinar com o seu tipo de pele, caso contrário, a acne e a oleosidade pode aumentar, por exemplo. "Existem opções em creme, em gel ou aerosol. A escolha certa garante que a beleza e a saúde da pele não sejam prejudicadas", explica Silvia.

Hidratação profunda Durante o verão, a hidratação da pele precisa ser intensa. Um dermatologista pode sugerir os produtos que fazem a diferença. "Nessa época, por causa da água do mar e da piscina, a exposição ao Sol, da areia e do vento, a pele, lábios e cabelos ficam sujeitos a uma grande desidratação", diz. ?Mesmo as peles oleosas ficam desidratadas e precisam de cuidados especiais?, diz a especialista.

Bronzeado perfeito
Quem deseja um bronzeado perfeito e saudável, pode contar com a ajuda do especialista e os cuidados começam antes do verão. "Existem vitaminas que favorecem o bronzeado. Algumas mais conhecidas são a Imedeen Tan Optimizer e a Inneov Solaire, sendo que essa última tem também uma função protetora da pele, combatendo radicais livres e minimizando o risco de aparecimento (ou agravamento) das manchas", sugere. "Mas, apenas um especialista pode indicá-las", explica.

Tratamentos de inverno
Quem faz uso de produtos para tratamentos de inverno também não deve se expor ao Sol sem a avaliação do dermatologista. "Muitas vezes, os produtos de inverno apresentam substâncias que mais prejudicam do que auxiliam a pele", explica. "É o caso do ácido retinóico, que deixa a pele mais fina e sensível e, se combinado com Sol, pode gerar manchas", ressalta Silvia. Peeling de cristal.

O peeling de cristal
Promete deixar sua pele preparada para o Sol, e o dermatologista pode indicar o tratamento. "Ele deixa a pele homogênea, recupera o brilho, fecha poros abertos, controlando a oleosidade que é acentuada no calor e ainda ajuda no clareamento de pequenas manchas", diz a dermatologista.

Fonte Minha Vida

Tire 10 dúvidas sobre reumatismo

Em bate-papo, a médica Jaqueline Lopes fala sobre as dores nas articulações

Aurea Tavares: O que é fibromialgia?
Dra Jaqueline Lopes: O termo fibromialgia refere-se a uma condição clínica de dores por todo corpo e fadiga. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas além da dor e fadiga, como, indisposição e distúrbios do sono.

Claudia Mesquita: estou, há um mês, em uma crise de artrite. Quando será que poderei voltar a minha vida normal, malhando e caminhando? Tenho 41 anos e sou bem ativa!
Dra Jaqueline Lopes: O importante é fazer o diagnóstico. O tempo de tratamento vai depender do tipo de sua doença. E só poderemos saber após avaliação dos seus exames. Existem várias doenças que causam artrite, umas são de tratamento prolongado, outras mais curto.

Patricia Desanti: Tive raquitismo quando pequena, só andei com dois anos de idade. Isso pode ter me deixado com alguma consequência? Quais os cuidados que devo tomar?
Dra Jaqueline Lopes: Patrícia, o raquitismo na infância é tratável e causado por falta de vitamina D, provavelmente foi resolvido. Você precisa ter hábitos para uma boa saúde óssea, como não fumar, praticar atividade física e manter uma ingestão adequada de cálcio. Esta última é conseguida por ingestão de leite e derivados.

Rosenir Sousa: Sempre que o tempo está frio, sinto fortes dores nas pernas, mais exatamente nos ossos. Essas dores são quase insuportáveis, às vezes tenho que ficar quieta em algum lugar para que possa melhorar. Já fiz exames pra saber se tenho reumatismo, porém nunca deu nada. Pode ser um tipo de reumatismo mais específico? Meus exames estavam errados? O que pode ser isso?
Dra Jaqueline Lopes: De uma maneira geral, temos uma tendência a sentir mais dor no frio. No inverno o nosso organismo privilegia órgãos nobres como o cérebro e, para isso, diminui a circulação sanguínea dos membros. Geralmente isso causa uma dor articular leve. Se sua dor é insuportável, talvez você deva novamente procurar um reumatologista. Algumas doenças são difíceis de fazer o diagnóstico numa única avaliação.

Wanini Rodrigues: estou em tratamento com corticóides e tomo cálcio associado à vitamina D, pois o corticoide prejudica os ossos. Tomo leite, queijo etc., para também ajudar, pois somente esta vitamina não parece resolver. Não teria um remédio para não deixar que este tratamento prejudique meus ossos?
Dra Jaqueline Lopes: Wanini, algumas vezes precisamos fazer uso de medicações chamadas bisfosfonatos ou até mesmo, outra chamada teriparatida. Mas, para poder indicar essas medicações seu médico terá que considerar alguns fatores como: tipo de sua doença, qual a dose de corticóide você está tomando e por quanto tempo ainda será necessário tratar e se você tem outros fatores de risco para osteoporose. 

Fabiana Andrade: Gostaria de saber sobre FAN positivo sem doenças confirmadas. Dores no corpo, neste caso, todo podem ser fibromialgia?
Dra Jaqueline Lopes: O FAN é apenas um marcador de autoimunidade. Cerca de 30% das pessoas tem FAN positivo e nunca desenvolvem nenhum tipo de doença. Quem tem FAN positivo tem a tendência a ter uma doença autoimune, mas manifestação da doença vai depender de outros fatores. Portanto, dores no corpo podem indicar fibromialgia, neste caso.

Suely Batista Canto: Reumatismo realmente não tem cura?
Dra Jaqueline Lopes: Reumatismo é um termo muito genérico e amplo, englobando inúmeras doenças - como gota, artrite reumatóide, artrose (osteoartrite), lúpus eritematoso, febre reumática, fibromialgia, etc. Algumas dessas doenças têm cura, outras são crônicas e tem controle, da mesma forma como o diabetes e hipertensão arterial.

Maria Tereza Oliveira: fazer caminhadas ou correr pode desgastar as articulações de pessoas que sofrem de artrose?
Dra
Jaqueline Lopes: A caminhada é um exercício físico muito bom e está muito bem indicado para pessoas com artrose de joelhos. A caminhada não piora a artrose. O problema é que muitas pessoas têm um grau de artrose muito avançado e não conseguem caminhar. A corrida também pode estar indicada, mas vai depender do grau de artrose. O importante é tomar alguns cuidados, como evitar terrenos acidentados, caminhar com roupas leves e calçados adequados. 

Cida Pereira: Fiz redução de estômago há seis anos. Tenho muitas dores no corpo e fui diagnosticada com fibromialgia, artrite e artrose. Mas, devido à redução, não posso tomar anti-inflamatórios e várias medicações fazem mal ao meu estômago. Já tomo omeprazol todos os dias, faço alongamento, hidroginástica e medicação só em último caso. Qual o melhor caminho para melhorar minhas dores?
Dra Jaqueline Lopes: Primeiro, é necessário saber qual é o seu diagnóstico. O termo artrite é muito genérico. Se a artrite foi decorrente da artrose, por exemplo, é necessário avaliar o grau de degeneração articular para avaliar se não há necessidade de algum procedimento cirúrgico.

Jussara Pereira de Andrade: Tenho artrite reumatóide há nove anos,me trato com muitos remédios,incluindo Metrotexato, e nos últimos meses eu venho sentindo dores terríveis nos rins, e meus pés e mãos estão descamando. Gostaria de saber se essas dores renais e a descamação têm a ver com este medicamento e quais exercícios ou esporte eu poderia praticar pra melhorar as dores e movimentos.
Dra Jaqueline Lopes: Você deve conversar com seu médico a respeito dos exercícios, pois eles devem ser individualizados. Dependem do grau de desenvolvimento da sua doença e se você está em atividade. É pouco provável que estes sintomas sejam decorrentes da medicação 

Fonte Minha Vida

Período das chuvas traz perigos para a saúde

Leptospirose e hepatite A estão entre as doenças mais comuns

Durante a estação das chuvas não dá nem para seguir à risca o ditado popular "quem está na chuva é para se molhar", que o organismo já levanta a bandeira vermelha. Fora todos os contratempos, as chuvas e enchentes podem ser extremamente perigosas para a saúde.

Para se prevenir é simples. Ande sempre com sapatos fechados e munido de guarda-chuvas. Evite pisar em poças de água, especialmente aquelas que estão próximas aos bueiros que contém sujeira, urina de ratos e lixo. Além disso, redobre os cuidados com a água, que você bebe. "A recomendação é que só se faça o consumo de água tratada (filtrada, fervida ou mineral engarrafada)", explica o infectologista Paulo Olzon, da Unifesp. Os alimentos, como frutas e legumes, também precisam ser muito bem lavados com água de boa qualidade.

A seguir, confira a lista com as doenças mais comuns das chuvas e saiba como reconhecê-las e quais cuidados devem ser tomados.

Viroses
A gastroenterocolite aguda é uma infecção do sistema digestivo (estômago, intestino delgado e grosso), geralmente causada por um vírus. É o que costumamos chamar popularmente de "virose". De acordo com o infectologista Alexandre Naime Barbosa, da Unesp, a principal via de transmissão é o consumo de água contaminada ou de alimentos mal lavados ou mal cozidos, que estiveram em contato água contaminada com fezes. "A via mais comum, portanto, é oral-fecal", afirma o especialista.

A doença tem sintomas como vômito, diarreia e, às vezes, pode ocorrer febre. O próprio vômito e a diarreia ajudam a "limpar" o organismo. Nesses casos, o melhor tratamento é se hidratar e comer aqueles alimentos que não vão estimular o intestino ainda mais. A dieta recomendada deve incluir itens como arroz bem cozido, purê de batata, bolacha água e sal, peito de frango desfiado e um pouco de carne moída.

Leptospirose
A leptospirose é causada por uma bactéria, a Leptospira interrogans, que penetra ativamente na pele. "O rato é o agente transmissor da doença, cujo contágio é feito pelo contato com a urina desse animal. Por isso, a situação se torna bastante comum em temporadas de chuvas e enchentes", explica o infectologista Alexandre Barbosa, membro titular da Sociedade Brasileira de Infectologia.

A doença é grave e tem alto índice de mortalidade. "A cada dez pessoas que contraem a doença, duas morrem", segundo o infectologista Paulo Olzon, da Unifesp.

O infectologista e chefe da disciplina de Clínica Médica da Unifesp, Paulo Olzon Paulo Olzon cita como sintomas da doença a febre alta, as dores pelo corpo, infecções na panturrilha e, depois de três dias, os olhos costumam ficar amarelados (icterícia). É importante procurar um médico assim que os primeiros sintomas se manifestarem.

Hepatite A
Segundo o infectologista da Unesp, Alexandre Barbosa, a hepatite A é causada por um vírus e também tem transmissão oral-fecal por causa do consumo de água ou alimentos contaminados, situação frequente nesse período chuvoso. Os principais sintomas são cansaço, olhos amarelados e perda de apetite. A hepatite A é curável, mas precisa de acompanhamento médico.

Febre tifoide
O especialista Alexandre Barbosa explica que a febre tifoide é causada por uma bactéria, a Salmonella typhi. A transmissão é oral-fecal pelo consumo de líquidos e alimentos contaminados. Entretanto, ela pode, em alguns casos, ser adquirida pelo contato com a pessoa infectada, pelo beijo.

De acordo com o infectologista da Unifesp, Paulo Olzon, a febre tifoide provoca em algumas pessoas inflamações em forma de úlceras no aparelho digestivo e pode ser tratada com antibióticos. "A doença tem tratamento e cura, portanto a pessoa com algum desses sintomas deve procurar ajuda de um especialista o mais rápido possível", reforça ele.

Infecções virais (enterovírus)
No período de chuvas, é comum que as pessoas tenham mais contato com as águas dos rios, córregos, piscinas, e também das enchentes. Essas águas podem conter dejetos de esgotos, contaminados com fezes, ou outras substâncias como a urina de animais.

Essas infecções provocam sintomas como diarreia e vômito. "Como no caso da gastroenterocolite, o melhor tratamento é a hidratação e a alimentação apropriada para quem está com diarreia", explica o infectologista Paulo Olzon. A recomendação é que só se faça o consumo de água tratada (filtrada, fervida ou mineral engarrafada) .

Dengue
A dengue é uma das doenças que ganha mais força nessa época do ano. A estação traz consigo chuva, umidade e calor, ambiente perfeito para a procriação do mosquito Aedes aegypti. A doença é transmitida pela picada do mosquito que está infectado com o vírus transmissor da doença.

Como medida preventiva deve-se evitar manter água parada em qualquer recipiente. Com as chuvas constantes, é preciso atenção para ver que locais estão acumulando água, como garrafas, vasos de plantas e pneus. Também é importante o uso de repelentes e mosquiteiros para evitar o contato com o mosquito.

É importante ficar atento aos sintomas da dengue, muito semelhantes a de uma simples gripe. A pessoa infectada tem febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjoos, vômitos, manchas vermelhas na pele e dor abdominal (principalmente as crianças).

No caso da dengue hemorrágica, após o terceiro ou quarto dia, começam hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

Micoses
De acordo com o infectologista da Unesp, Alexandre Barbosa, as micoses de pele são mais comuns nos meses chuvosos de verão por dois motivos: essa infecção pode ser transmitida pelo contato com água contaminada, e também porque o calor e a umidade excessiva da pele favorecem o crescimento dos fungos, principalmente em regiões de dobras, como por exemplo, na virilha ou entre os dedos do pé.

Os sintomas mais comuns são manchas mais claras ou avermelhadas na pele, como coceira e descamação. "Assim como em outras doenças, a pessoa deve evitar a todo custo a automedicação, e procurar atendimento médico, pois há várias espécies de fungos causadoras de micoses de pele, e é necessário um diagnóstico correto para o tratamento adequado", adverte o especialista.

Medidas gerais como manter a pele e regiões das dobras bem secas, evitar o uso de roupas apertadas, molhadas e de tecidos sintéticos, que impedem a circulação do ar e aumentam a umidade, ajudam a evitar o surgimento dessas infecções. Portanto, se for pego por uma chuva e ficar com os pés encharcados, nada de ficar com o calçado e meias molhados o dia inteiro. O melhor é retirar o calçado e secar os pés para evitar as micoses.

Fonte Minha Vida

Conheça os sintomas da dengue

Sinais da doença podem ser confundidos com outras infecções virais

Fonte R7

Chimarrão tem vitaminas e acelera o emagrecimento

chimarrao 300x450
Bebida ajuda a perder calorias quando aliada a exercícios físicos e dieta saudável

O chimarrão é uma infusão de água quenta e erva-mate com folhas e ramos finos, secos e triturados, passados em peneira grossa e de cor verde, muito consumido na região sul do Brasil. Rico em cafeína, o chimarrão acelera o emagrecimento.

Sem falar que também possui celulose e gomas, que auxiliam na redução dos carboidratos e gorduras. Mas não pense que apenas bebendo chimarrão você vai emagrecer.

A bebida pode ajudar a perder calorias, desde que aliada a exercícios físicos e uma dieta alimentar saudável.

Outros bons motivos para imitar os gaúchos e passar a beber chimarrão é que a ervinha também possui vitaminas A, B1, B2, C e E, e sais minerais, como cálcio, fósforo, ferro, magnésio, manganês, e potássio.

Tais substâncias trazem inúmeros benefícios à saúde: melhoram a disposição física e mental, têm efeito diurético, reduzem o colesterol, previnem doenças cardiovasculares e previnem o envelhecimento precoce, já que a bebida tem efeito antioxidante.

Fonte R7

Mulheres com TPM sofrem mais de 150 sintomas

tpm 450x338
Irritabilidade, ansiedade e depressão fazem parte da lista

Não é à toa que muitas mulheres sofrem de tensão pré-menstrual.

A medicina já identificou mais de 150 sintomas que costumam atormentar o sexo feminino dez dias antes do ciclo menstrual. A culpa é dos hormônios.
A partir da segunda metade do ciclo, a progesterona, hormônio que prepara o corpo para a fecundação e para a gravidez, diminui os níveis de serotonina no cérebro, o neurotransmissor que dá a sensação de bem-estar.

Por isso, aparecem sintomas como irritabilidade, ansiedade e depressão.

A progesterona também interfere na aldosterona, o hormônio envolvido na retenção líquida, o que causa os desagradáveis inchaços e a dor de cabeça.

O hormônio também aumenta a produção de prostaglandinas, substâncias que, em excesso, se tornam inflamatórias causando dores no corpo, como nas mamas e nas costas.

Devido a esse grande número de sintomas, o tratamento varia de mulher para mulher.

Algumas conseguem passar por essa fase sem medicação, mas outras podem ter necessidade de tomar antidepressivos, anti-inflamatórios, analgésicos ou diuréticos.
Nesses casos é importante recorrer ao médico. Só ele pode receitar a medicação correta.

Fonte R7

Anabolizante transforma mulher em “bomba-relógio”

Padrão de músculos em excesso é tão perigoso quanto a magreza excessiva

Nas passarelas do samba, nos programas de televisão, nas revistas masculinas, nas praias e academias de ginástica voltou a circular um novo padrão de estética e junto com ele a necessidade de alertar sobre o perigo do uso de anabolizante pela população feminina.

As curvas extremamente definidas, desenhadas com o auxílio de doses e mais doses de esteróides e hormônios masculinos, podem ser tão nocivas quanto à magreza exagerada difundida nas passarelas fashion ou até mesmo a obesidade mórbida que fica escondida em casa. Mais uma vez, alertam os médicos, as mulheres correm riscos em nome da vaidade.

Um desses exemplos de corrida desenfreada em busca do corpo perfeito entrou no final do ano passado no consultório do endocrinologista Hamilton Junqueira Júnior, que atende em uma clínica de Belo Horizonte (Minas Gerais) e é membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

Uma mulher com menos de 30 anos, casada com um halterofilista – profissionais que participam de competições sobre levantamento de peso – passou pela porta do consultório com as feições do rosto totalmente deformadas, os membros atrofiados e mesmo assim “sentindo-se linda” e querendo mais massa muscular.

Após algum tempo de consulta, o motivo para a aparência doente da paciente foi confessado. “Em 12 dias, ela havia injetado 12 ampolas de um forte hormônio masculino. Para ter uma ideia da intoxicação, em pacientes homens e com necessidade do hormônio, é aplicada uma dose a cada 21 dias no máximo”, explica Junqueira Júnior. O mercado clandestino dos anabolizantes segue a mesma lógica do das drogas ilícitas.
“O consumo ilegal é tão nocivo que respinga até no uso médico e correto do anabolizante. Existem casos, como de puberdade atrasada, reposição hormonal após a menopausa ou diabetes, em que é necessário tratamento com anabolizante, recurso difamado pelo mau-uso.”

Longe das estatísticas
Ainda faltam pesquisas científicas que atestem o uso de anabolizantes por mulheres, fenômeno considerado recente pelos especialistas que tratam as consequências do uso nocivo dessa classe de substâncias. Os poucos números sobre a prática prejudicial à saúde ainda ficam escondidos em meio às outras publicações que falam sobre o uso de drogas.

Na semana passada o Departamento Internacional de Controle de Narcóticos, ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), divulgou um relatório sobre o alerta do uso abusivo de medicamentos. Os dados mostraram que a utilização de remédios controlados supera em número o consumo nocivo de heroína, ecstasy e cocaína somados.

Ao lado das drogas para emagrecer (os anorexígenos) e os analgésicos, os anabolizantes também foram citados como trampolim para o crescimento deste tipo de comportamento. O risco de morrer por causa deles atinge níveis máximos de alerta e já foi comprovado por histórias longe de um final feliz. No ano passado, uma menina de apenas 16 anos morreu em nome da vaidade perigosa. Moradora de Praia Grande, litoral de São Paulo, a jovem arriscava a saúde fazendo uso de produtos de uso veterinário, mas com efeito anabolizante.

Por mais ilógica que pareça a história, médicos ouvidos pelo Delas informaram que quando atendem os pacientes já com sequelas dos anabolizantes descobrem que as receitas veterinárias são as mais utilizadas. “O amigo, os balcões de academias, as farmácias irregulares, as lojas de suplemento são os grandes pólos de venda”, afirma o endocrinologista de Minas, Hamilton Junqueira Júnior.

“No caso das mulheres, não só os cardiologistas, mas os ginecologistas precisam estar atentos. É no consultório deles que as consequências do anabolizante aparecem primeiro”, afirma Nabil Gorayebe, uma das referências nacionais em medicina do esporte.

Problema unissex
A constatação de que as mulheres estão inseridas no cenário preocupante do uso de anabolizantes não significa que os homens foram descartados das preocupações dos especialistas. Os dados do Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid) mostram que entre eles o uso de anabolizante foi o que mais cresceu na comparação com a utilização de outras drogas, como maconha, cocaína e solvente. Saiu de 0,1% de índice de uso em 2003 para 0,5% no último levantamento em 2005, uma população que soma 200 mil entre brasileiros.

Segundo o presidente do Conselho Federal de Educação Física (Confef), Jorge Steinhildel, o apelo para ampliar a conscientização sobre os riscos dos esteróides e hormônios já deixou de ser focada apenas nos homens. “O alerta é geral. Para homens e mulheres. A nossa experiência mostra que elas usam tanto quanto eles. O risco é geral”, afirmou.

Os danos no corpo da mulher
Se as musas estão mais fortes, com as coxas torneadas, barrigas divididas em “gomos” quadrados, braços musculosos e o crédito à forma física for o anabolizante, outras características costumam acompanhar o “corpão”, quase sempre doente por dentro. As vozes também ficam mais grossas, os queixos pontudos, os cabelos ralos e os olhos mais saltados.

Os danos visíveis, alerta o cardiologista do esporte Nabil Gorayebe, não são os únicos e os menos graves. “O anabolizante é um adubo de coisas ruins. Se a mulher tem alguma célula cancerígena que não iria se manifestar, esses hormônios vão fazer com que os cânceres se espalhem de forma muito acentuada no organismo”, afirma o especialista.

Os anabolizantes usados de maneira errada e com fim exclusivamente estético também atacam o sistema reprodutivo da mulher. Em maioria, ela para de menstruar e pode ficar infértil – danos irreversíveis. “Essas substâncias, tanto em homens quanto em mulheres, são as principais inimigas da fertilidade”, afirma o médico especializado em medicina reprodutiva, Edson Borges.

Os esteróides também dão força para as principais causas de morte da população feminina. O coração é transformado em uma “bomba-relógio”, o que facilita a ocorrência de enfartes, doença que mais mata as mulheres segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Não é só isso: também aproxima delas o comportamento agressivo, conforme atestou autópsia feita por pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP). Os cientistas analisaram o cérebro de camundongos que receberam doses de anabolizantes e constataram que a produção de serotonina, conhecida como hormônio do humor, é prejudicada e reduzida.

Fonte IG

Britânico dava esteroides para mulher se sentir feia e ficar em casa

Britânico admitiu em tribunal ter ministrado esteroides
 para sua mulher para fazê-la sentir-se gorda
Drogas fizeram mulher desenvolver pelos no rosto e costas; objetivo do marido era desencorajá-la a sair de casa e trabalhar

Um britânico admitiu em tribunal ter ministrado esteroides para sua mulher com o objetivo de fazê-la sentir-se gorda e preferir ficar em casa, cuidando da família em vez de trabalhar, segundo a imprensa local.

Segundo jornais ingleses, Dalwara Singh recebeu do tribunal da cidade inglesa de Leicester uma sentença de 12 meses de prisão com suspensão condicional, o que significa que ele não terá de cumprir a pena a não ser que cometa outra infração nos próximos dois anos.

"Você fez isso para que ela desistisse de seu emprego, ganhasse peso e ficasse em casa, dependente de você", disse o juiz, ao ler a sentença.

As drogas que o marido deu secretamente para a esposa a fizeram desenvolver pelos no rosto e costas, além de causar coceiras e erupções em sua pele. Quando a esposa disse que precisava ver um médico, ele disse que ela estava se preocupando sem motivos.

Após semanas, uma filha adolescente do casal flagrou o pai amassando remédios e o plano foi descoberto. A vítima tomou as drogas entre novembro de 2010 e janeiro deste ano.

O casal está casado há 17 anos e tem um filho e uma filha, ambos adolescentes. O pai saiu de casa, tem acesso limitado a seus filhos e se diz "profundamente envergonhado".

Além da sentença suspensa, ele terá que frequentar aulas de um programa para combater abusos domésticos. Qualquer contato com sua esposa deve ser feito apenas por meio de advogados.

Fonte IG

Como escolher o cão certo para quem está doente

Baseada em características como comportamento e tamanho, a compra ou adoção de um cachorro pode ajudar no tratamento de saúde

Quando o medicamento resolve a dor, mas não repõe sentimentos de felicidade e vontade de viver, a medicina cede lugar a métodos alternativos.

Comprar ou adotar um cachorro compatível com as diferentes exigências impostas por doenças ou necessidades especiais pode revolucionar o quadro de quem é afetado por depressão e câncer, melhorar a qualidade de vida de cadeirantes e autistas, além de preencher o vazio dos solitários.

Embora não exista uma raça específica para cada tipo de doença ou limitação, é possível selecionar o cão mais adequado combinando perfis. Terapeutas e veterinários ajudam no processo seletivo para que a companhia e a interação com o animal seja revertida em melhora da saúde.

“Podemos indicar os mais habilitados, com perfis compatíveis às necessidades de cada paciente. Nem todo animal é capaz de exercer a função de terapeuta”, alerta Alberto David Cohen, veterinário e dono da clínica Pet Angels, em Ipanema, no Rio de Janeiro. A experiência dele no uso de animais de estimação como tratamento é consequência não apenas da rotina no consultório, mas reflete um pouco de sua história familiar.

"Minha irmã é cadeirante e precisou de um cachorro que adequado às limitações físicas dela. O animal precisa pular no colo facilmente. Ele não pode ser estabanado e atrapalhar os movimentos do dono. Hoje, após ensinamentos e treinos, o cachorro é um facilitador, responde aos comados de voz, pega muitas coisas para ela, além de ser um grande companheiro."

O par perfeitoUma grande variedade de cães pode ser usada como coadjuvante no tratamento de doenças. Embora as diferentes raças deem pistas do comportamento do animal, o perfil não é universal, explica o veterinário. Cachorros disponíveis para adoção também são muito recomendados, pois o vira-latas é um bicho carente por natureza, disposto a dar atenção e a receber carinho. Além disso, o comportamento deles, no dia da escolha, já está definido.

“Filhotes podem ser educados e treinados, mas cães já crescidos terão menos risco de alteração comportamental”, diz Cohen.

O especialista ensina: é fundamental combinar as características do bicho com as principais necessidades do paciente. Crianças em tratamento contra o câncer, por exemplo, precisam de animais alegres e companheiros, que estimulem a brincadeira e, ao mesmo tempo, demandem carinho e atenção. Nesse grupo, é possível escolher entre maltês, poodle, pug, cocker spaniel e fox paulistinha, sugere o especialista.

“Raças pequenas ficam em vantagem quando a debilidade dos pacientes é um determinante. Animais maiores também podem ser animados e carinhosos, mas exigem, além de espaço, uma mobilidade que nem sempre o doente tem para dar.”

O processo deve ser baseado em qualidades e na exclusão de certos “defeitos” do bicho, defende Ceres Faraco, terapeuta e veterinária, coordenadora do Programa de Terapia Mediada por Animais em algumas unidades dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da infância e adolescência, em Porto Alegre.

"Ele precisa ser capaz de se apegar e ter bastante energia. É a interação com o animal que estimula o doente a sair do estado introspectivo e ser mais sociável. O cachorro também não pode ser agressivo, precisa compreender voz de comando e ter o latido controlado. Algumas raças tendem a desenvolver problemas de coluna, doenças de pele e degenerativas. Isso também deve ser analisado e excluído, pois pode ser prejudicial à relação com o paciente.”

A médica usa os animais como ferramenta de trabalho. Os cães são selecionados de acordo com as características do grupo atendido. A escolha é baseada em temperamento, personalidade e, por último, raça. Hoje, Ceres tem como membros de sua equipe três animais: duas fêmeas (border collie e lhasa apso) e um macho (fox paulistinha).

No trabalho desenvolvido pela especialista, o trio de cães é a pedagogia usada para tratar crianças com transtornos de desenvolvimento, autistas e portadores da síndrome de down. “Eles ajudam a melhorar a locomoção e estimulam a fala. É preciso que a criança fale para que o cachorro entenda comando de voz.”

Na alegria e na tristezaEm quadros de tristeza e depressão pesam outros critérios de escolha, principalmente quando o cão será companhia de idosos. Segundo Cohen, o golden retriver e o pug são duas raças muito apegadas ao ser humano. Fazem companhia sem incomodar e têm oscilações de humor similares ao quadro da doença no homem.

“São muito indicadas para quem tem mobilidade diminuída por conta de depressão. Eles alternam períodos de grande agitação com calmaria extrema. Ajudam a colocar a pessoa em movimento, sem exigir demais.”

Quando o objetivo não é aliviar os sintomas clássicos de quadros depressivos, apenas romper a solidão e combater o sedentarismo, o cachorro deve exigir do dono participação, interação, latir pouco e ser menos ativo: bulldog, chow-chow e o rusky siberiano são companheiros perfeitos.

SimbioseA presença de animais em hospitais e clínicas não é uma estratégia nova. Usá-los como “cuidadores”, porém, é um recurso que vem ganhando força ao longo dos anos. No mundo ocidental, os queridinhos do homem – saudáveis ou enfermos – são os cachorros.

“O cão é um facilitador. Ele transcende a função de ser bicho e representa esperança e o bem-querer. Consegue tirar o foco da dor, ou do estado de depressão", professa Hannelore Fuchs, psicóloga e veterinária.

Pioneira em explorar o efeito medicinal dos animais, Hannelore insere os mais diversos bichos em leitos hospitalares há 13 anos. Ela é fundadora e coordenadora do Projeto Pet Smile – que agora será transformado em ONG – e recruta de cachorros a porquinhos-da-índia para ajudar no tratamento de pacientes internados.

Na visão da especialista, embora a interação seja extremamente benéfica para o homem e, de fato, ajude no processo de recuperação, a relação jamais deve ser prejudicial para uma das partes.

“É preciso olhar para o doente, entender o que ele precisa e saber se o animal é capaz de oferecer tais benefícios de forma harmônica", diz a fundadora do Pet Smile.

No conceito dela, os animais são preparados dentro de casa, pelos próprios donos, para trabalhar como “médicos” da ONG. Não existe adestramento, mas educação, afeto e cuidados. A psicóloga exige boas maneiras. Qualquer cão de trabalho voluntário, como ela define, precisa ser ‘boa gente’.

Na tradução, a expressão significa que o animal deve atender aos comandos, compreender dicas não verbais e saber se comportar no meio de outras pessoas e bichos. É preciso também que ele tenha noções de obediência básica e aceite, por exemplo, mãos desajeitadas de crianças com deficiência.

“É um processo longo que só é possível se o dono tiver um bom relacionamento com o cachorro. A medicina animal funciona quando dono e pet ganham com tal interação.”

Fonte IG

Acne: Livre-se das marcas no rosto

10 dicas para se livrar das cicatrizes de acne que a puberdade deixou de lembrança

A acne mais severa deixa marcas no rosto mesmo depois da adolescência passar. Quando são manchas, sem depressões na pele, a maquiagem pode disfarçar perfeitamente. Porém, se há cicatrizes na pele, há tratamentos dermatológicos para amenizar esse problema. Os dermatologistas Claudia Magalhães, do Recife, e Erasmo Tokarski, de Brasília, listam dicas para quem sofre com essas marquinhas. Por fim, a maquiadora Lucciana Borba, do Frank Provost Brasil, e, São Paulo, ensina o truque para disfarçar as marcas.

1. Quando as manchas ainda são recentes, tanto o ácido retinoico quanto o glicólico (ou ambos), em peelings aplicados em consultório, uma vez ao mês dá bons efeitos. Eles também podem ser aplicados em concentrações reduzidas, em casa, funcionam bem. Normalmente o tratamento com os ácidos é associado à aplicação de despigmentantes, ativos que bloqueiam as células produtoras de melanina (pigmentos que dão cor à pele). Os resultados aparecem de dois a três meses depois do início do tratamento.

2. Filtro solar deve fazer parte do kit básico porque os produtos utilizados para combater as manchas deixam a pele sensível. Além disso, no processo inflamatório da acne há um acúmulo de sangue local e o contato com a luz solar acentua as manchas vermelho-amarronzadas. Portanto, bloqueio total com proteção máxima dos raios UV.

3. A luz intensa pulsada não é um laser, mas desde que a tecnologia entrou em ação virou a maior aliada para suavizar e clarear a pele, porque ela age diretamente na pigmentação. Já nas cicatrizes, vale tentar apenas nas mais recentes. O número de sessões, em consultório, varia de caso para caso, mas associada aos peelings (retinoico e glicólico) apresenta excelentes resultados, explica Claudia Magalhães.

4. Muitas vezes, a acne deixa cicatrizes mais profundas. A boa nova é que chegou o e-MAX, novo laser da israelense Syneron, que combina fotodermolise fracionada com radiofrequência e luz pulsada. Esse ataque combinado de energias é chamando de efeito Triniti pelos especialistas: clareia a pele e acelera a produção de colágeno para dar uma esticada geral, melhorando a aparência das depressões (cicatrizes), diz Erasmo Tokarski.

5. O buraco virou cratera? Não se desespere: laseres fracionados de Erbium (Fraxel) ou de CO2 (ActiveFX) estão aí para deixar você com pele de princesa. Cláudia diz que a associação do Fraxel com os peelings de ácido retinoico, e aplicações de Sculptra para preenchimento estão entre os procedimentos mais realizados em consultório.

6. Se o problema não é tão grande, e é um buraquinho, há como acabar com ele mesmo assim. O ácido hialurônico, preenchedor sem efeitos colaterais, dá conta do recado.

7. Peelings mais profundos não são indicados para cicatrizes de acne, pois não dão bons resultados e ainda corre-se o risco de complicações como o aparecimento de manchas difíceis de reverter. Trocando em miúdos: como os peelings não têm a foto seletividade de um laser, eles podem queimar a pele de forma tão agressiva que irão causar ainda mais manchas e cicatrizes.

8. Procure sempre por maquiagens oil-free e, dê preferência aos produtos com fator de proteção solar. A grande vantagem é que com um único produto você camufla a mancha e ainda protege a pele dos raios solares.

9. E lembre-se sempre: quando a uma inflamação de acne, o sol, no primeiro momento, parece funcionar, secando a espinha. Mas, depois, sua pele sofre um efeito rebote, pois as glândulas que produzem a oleosidade começam a funcionar aceleradamente piorando ainda mais o quadro.

10. A maquiadora Lucciana Borba ensina que, para disfarçar, é preciso utilizar base líquida e não cremosa. Se suas manchas forem vermelhas, opte por uma base de tom mais amarelado. Você pode, também, misturar tons diferentes para uniformizar a cor da pele. Para finalizar, utilize o pó, mas é importante que ele seja bem fino, para o resultado ficar natural.

Fonte IG

Cardamomo: uma especiaria medicinal

Tempero da família do gengibre, ele é eficiente contra diversas enfermidades

“Carda o quê?” Ele não é uma fruta, nem um legume, nem uma verdura. O cardamomo é um tempero pouco conhecido no Brasil, mas muito utilizado na culinária e na medicina tradicional asiática.

Por aqui, é possível encontrá-lo em mercados municipais e lojas de especiarias. Tem aroma intenso e gosto forte, levemente apimentado. Além de incluí-lo na massa de pães, bolos e carnes, o cardamomo também vai no café árabe e no chá.

A semente dessa planta da família do gengibre, de folhas grandes e flores brancas, era mascada pelos egípcios para refrescar o hálito e limpar os dentes. Posteriormente, suas propriedades terapeuticas foram descobertas e ele passou a fazer parte do arsenal de produtos naturais voltados à saúde.

O cardamomo tem efeito digestivo, anti-séptico, diurético, laxante e expectorante – uma boa opção para auxiliar no tratamento de gripes e resfriados nessa época do ano, quando o índice dessas doenças aumenta. Basta apenas uma pequena colher para prevenir a formação e auxiliar a excreção do muco das vias aéreas.

O nutricionista norte-americano David Grotto, fundador da Nutrition Housecall (instituição que providencia cuidados personalizados de nutrição e dietética) e autor do livro “101 alimentos que podem salvar a sua vida” (Ed. Larousse), relata as propriedades do cardamomo para matar H. Pylori, a bactéria associada a úlceras. “Também exerce um efeito calmante no aparelho digestivo e é usada para tratar dispepsia e gastrite.” Na medicina chinesa, o ingrediente é utilizado contra problemas do aparelho digestivo, como a dor de estômago, náuseas e vômitos.

“O gengibre, que é da mesma família, é muito utilizado contra tonturas e enjôos. Em alguns países, ele é receitado para grávidas por conta dos enjôos”, afirma José Lara Alves Neto, presidente da Associação Nacional de Nutrólogos (Abran). A planta é utilizada também como antiinflamatório e algumas pesquisas já relataram benefícios no tratamento do câncer de cólon. No Oriente, ganhou a fama de ser afrodisíaco, por isso é inserido no café de modo a compensar o efeito da cafeína, que baixaria a libido, segundo a crença local.

Para incluí-lo no dia a dia, prefira comprá-lo em cápsulas e abrí-las somente no momento do uso. “Para preservar o aroma, ponto forte dessa especiaria, deve-se retirar as sementes com cuidado e, de preferência, torrá-las (a seco ou em óleo), em uma frigideira ou forno. Deve-se, também, evitar moer as sementes, pelo mesmo motivo, ou se moer, usá-las em seguida”, aconselha a nutricionista Solange Saavedra, gerente técnica do Conselho Regional de Nutricionistas/SP.

Fonte IG

Churrasco saudável

Temperos no lugar de sal grosso e frutas cítricas para reduzir a absorção de gordura. Veja mais dicas para uma refeição saudável

Churrasco é algo saudável. Se engana quem pensa o contrário e acaba arrependido toda vez que reúne os amigos para um domingo ao lado da churrasqueira. O que realmente faz mal são os abusos, regra quase universal em prol da boa saúde. Mas isso também não significa que você precise deixar de comer bem para adotar medidas que mais parecem com uma degustação.

O segredo está em reduzir aquilo que é menos tolerado pelo corpo, como gordura e sal – eles podem comprometer a saúde com mais rapidez.

“Troque parte do sal grosso por temperos”, sugere a nutricionista clínica Virgínia Nascimento, vice-presidente Associação Brasileira de Nutrição (Asbran).

Tomilho e endro combinam com carne vermelha. Alecrim tempera melhor carne branca, em especial carne de aves. “O sabor dos temperos reduz a necessidade de sal, que pode ser usado em quantidades bem menores. Além disso, eles têm propriedades digestivas, que vão ajudar a eliminar o colesterol ruim do organismo”, afirma a especialista.

Quanto à gordura das carnes, saiba que o carvão em brasa leva vantagem na hora de eliminar os excessos e evitar o ganho de peso. “Estudos já mostraram que a carne de churrasco absorve menos gordura que o alimento preparado em panela”, revela Virgínia.

A nutricionista explica que a gordura pode ser mantida na carne durante o preparo, para garantir maciez e suculência, mas deve ser retirada na hora de comer. “Se for retirada antes, a carne vai acabar muito seca e haverá prejuízo ao sabor”, afirma Jandir Dalberto, diretor de operações da churrascaria Fogo de Chão. Além disso, todo alimento preparado em grelhas conserva mais seus nutrientes do que os cozidos na água.

Só tenha cuidado com as carnes que acumulam muita gordura entre as fibras, gordura mais difícil de ser eliminada. Maminha e fraldinha são simples de separar a gordura, sendo que um pedaço de 60 a 80 gramas varia entre 100 e 150 calorias. Já a picanha acumula um pouco mais de gordura entre fibras, mas nada muito grave. Um pedaço sem a gordura evidente tem cerca de 130 calorias.

Sucos cítricosTente alternar o consumo de cerveja ou de caipirinha com sucos de frutas cítricas, pois elas têm propriedades muito úteis durante um churrasco. Primeiro, reidratam o corpo. Depois ajudam a compensar a perda causada pelo calor do verão com o consumo de bebidas alcoólicas, que são diuréticas.

As frutas cítricas são ricas fontes em fibras solúveis, um tipo de fibra capaz de formar uma espécie de gel no estômago que absorve a gordura. A pectina, uma dessas fibras, se liga aos lipídios, fazendo com que parte deles seja excretada pelo organismo, em vez de absorvida. “Isso combate o colesterol ruim”, diz a nutricionista.

Outra vantagem das frutas cítricas é sua capacidade de auxiliar na absorção do ferro presente nas carnes. “Enquanto o organismo se ocupa com a absorção do ferro, mais gordura acaba sendo eliminada”, explica. A melhor forma de consumir sucos de frutas cítricas é sem coar, para não perder os nutrientes do bagaço, e com frutas frescas. Evite os sucos industrializados.

Só carne?É inegável que a grande estrela do churrasco é a carne e todo o resto pode facilmente acabar no esquecimento. Mas existem truques com outros alimentos que ajudam a realçar o sabor da carne.

Abóbora, cebola e tomate são as combinações mais básicas, já bem conhecidas. Elas podem ser feitas separadamente, para a pessoa montar o prato com as quantidades que desejar, ou feitas em conjunto, num espeto previamente montado. A vantagem do espeto é evitar que a pessoa deixe de comer os legumes por preguiça e acabe abusando das carnes.

O mesmo pode ser feito com berinjela, pimentão, cenoura e palmito pupunha. Só tenha cuidado com o preparo do tomate, que fica pronto bem antes dos outros alimentos. Todos estes alimentos não ultrapassam a casa das 30 calorias por 50 gramas, um índice bem baixo.

A batata assada no papel alumínio, sem exagero porque ela é rica em carboidratos, também vale como acompanhamento saudável. “Tempere com orégano, sem nenhum sal. O sabor é excelente”, afirma a nutricionista. Até fatias de abacaxi podem ser assadas e combinadas em espetos de carne, com a vantagem de já trazerem consigo fibras solúveis.

Bem passadaQuem gosta de carne bem passada precisa ter cuidado para não exagerar porque o excesso de calor na carne ajuda a liberar substâncias tóxicas. Chamadas de nitrosaminas, estas substâncias estão associadas ao risco de câncer e de mutações genéticas.

Não gosta de carne mal passada? Tudo bem. Dê preferência ao alimento ao ponto, sem sangue ao cortar. Além de mais saudável, a carne ao ponto é tida como mais saborosa.

VegetarianosVocê gosta de carne, mas tem um grande amigo vegetariano que acaba passando fome em todo churrasco. Uma boa dica são os espetos de tofu temperado. Eles são uma fonte de proteína e vão evitar que seu amigo vegetariano acabe estufado de tanto pão com vinagrete.

Capriche nos acompanhamento, mas tenha cuidado com o pão de alho. Ele é um verdadeiro vilão dos churrascos. As versões já prontas, vendidas em mercados e açougues, são altamente calóricas, carregadas em gordura saturada.

Não é difícil preparar um pão de alho em casa. Use oito dentes de alho picados para cada colher de sopa de maionese e acerte a consistência da pasta com queijo minas cremoso. Tempere com sal e orégano.

Sente para comer
Em vez de montar o prato e fazer uma refeição no churrasco, muita gente prefere apenas petiscar uma carne aqui e outra ali. O problema disso é que não dá para mensurar quanta comida a pessoa realmente ingeriu. O petisco aparentemente inofensivo pode se tornar uma refeição constante, que passa facilmente das 3 mil calorias.

A primeira dica é não pular refeições antes do churrasco. Isso ajuda a não chegar com aquela fome exagerada, fatal para os abusos. Prepare seu prato com os acompanhamentos para ter uma real noção do que vai ingerir. Evite mais de uma fonte de carboidratos, opte por pão ou arroz ou farofa.

Se quiser beliscar mais carne depois, já estabeleça uma quantidade previamente, considerando o que você colocou no prato. E tente comer essa carne pelo menos três horas depois da primeira refeição para fracionar a alimentação e não se sentir tão pesado.

Mesmo com todas essas dicas, o churrasco é uma refeição que acaba sendo mais pesada e, por isso, precisa ser compensada no dia seguinte. Tome bastante água e sucos naturais, valorize uma alimentação mais leve, com bastante salada. E fuja do sedentarismo praticando exercícios com regularidade.

Fonte IG

Homens no dermatologista

Consulta identifica sinais sutis de doenças graves e também garante orientações para melhorar os cuidados com a pele

Por que um homem deve ir ao dermatologista? As mulheres têm o hábito há tempos, em grande parte por vaidade. Elas querem uma pele bonita e aparência jovem, mas cuidar da beleza não é a única função desta especialidade médica. A pele representa um indicador de saúde – e de doenças.

Muitos sinais são sutis, passam despercebidos pelo homem e podem avançar silenciosamente até desfechos fatais.

Manchas discretas na perna, por exemplo, podem indicar problemas vasculares. “Elas podem apontar até a presença de trombos, embora geralmente indiquem apenas que falta vascularização na região”, afirma a dermatologista Sara Bragança, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologista (SBD).

Essas manchas têm a vantagem de aparecer na batata da perna, local fácil de ser visualizado, mas outros problemas conseguem ser ainda mais discretos.

“O dermatologista faz uma inspeção no corpo e verifica áreas que o paciente normalmente não enxerga, como a sola do pé, as costas, o couro cabeludo”, conta.

A visita deve ser feita a cada seis meses, segundo a especialista, porque alguns problemas podem surgir e evoluir rapidamente. “Outro problema ignorado são as descamações no couro cabeludo. Pode ser psoríase”, alerta Sara. “Nem toda queda de cabelo é calvície, ela pode estar acontecendo por alguma outra razão”, completa.

Câncer de pele
Entre todas as funções do dermatologista, a prevenção do câncer de pele é uma das mais importantes. Este tipo de tumor é o mais incidente no País, com expectativa de 110 mil novos casos por ano, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

A doença aparece com pequenas manchas ou feridas que não cicatrizam. Elas são resultados, na maioria das vezes, de exposição excessiva aos raios nocivos do sol. Os efeitos são cumulativos, uma soma da exposição sem proteção durante toda a vida.

Dos tumores de pele, o mais incidente é também o mais fácil de curar, desde que seja seguida uma regra básica de saúde: quanto antes for o diagnóstico, maior a chance de cura.

“Se a pessoa perceber alguma mancha que não tinha antes, ela não precisa esperar os seis meses para ir ao dermatologista”, afirma Sara.

Segundo o Inca, as manchas do câncer podem coçar, descamar ou sangrar. Elas mudam de cor, de tamanho e de forma. Se forem feridas, passam mais de quatro semanas sem cicatrizar. Existe um método chamado ABCD para facilitar o diagnóstico: Assimetria (metades diferentes), Bordas irregulares (contorno indefinido), Cor variável (várias cores na mesma pinta) e Diâmetro (mais que 6 mm).

Consulta 2 em 1
Pronto. Em poucos minutos o dermatologista já consegue fazer uma inspeção pelo corpo e identificar ou descartar marcas suspeitas. É um controle de saúde necessário, mas já que está lá mesmo, por que não aproveitar para descobrir como cuidar melhor da pele? Ela faz parte da apresentação pessoal, integra o "cartão de visitas".

“Os homens estão percebendo isso. Um paciente já me disse que queria cuidar da pele porque isso demonstraria aos seus clientes o tipo de profissional que ele é”, afirma a dermatologista Denise Steiner, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo.

O dermatologista é capaz de identificar seu tipo de pele e as principais necessidades dela. A primeira dica para melhorar a aparência geralmente é um sabonete para o rosto. “A pele do rosto é mais sensível e resseca com mais facilidade quando é limpa com sabonete para o corpo”, explica Sara.

Os produtos específicos para o rosto retiram menos a gordura da pele, que é uma proteção para toda a cobertura do corpo. “Sem ela, é maior o risco de fungos ou de bactérias entrarem nos poros e causarem problemas”, adverte.

Produto 3 em 1
Homem não tem paciência para ficar passando creme no rosto. E menos tolerância ainda para lidar com cremes mais densos. O dermatologista precisa levar isso em consideração para reduzir as desistências ao tratamento. Sara, por exemplo, adotou a estratégia de prescrever um creme 3 em 1.

“Passo uma receita que tenha filtro solar, hidratante e propriedades rejuvenescedoras”, afirma. O método tem boa aceitação.

O produto, em primeiro lugar, é algo necessário. Não se trata apenas de vaidade, pois o uso constante de protetor solar representa a forma mais eficaz de prevenção contra o câncer de pele. É uma questão de saúde, e o dermatologista pode ensinar a forma correta de passar o protetor.

A dermatologista ressalta ainda que estão surgindo linhas de cosméticos específicas para homens, com cremes de rápida absorção e sem cheiros tão adocicados, frequentes em produtos femininos. Os produtos 3 em 1 podem ser feitos sob encomenda ou encontrados em fórmulas prontas de algumas marcas.

“Fórmulas manipuladas, às vezes, saem mais baratas que produtos disponíveis no mercado”, aponta Denise. Outra vantagem das fórmulas é que elas são mais personalizadas, feitas a partir da avaliação da pele do paciente.

“Identificar o tipo de pele é mais difícil do que parece. Um dermatologista consegue fazer isso com mais precisão e, assim, evita despesas desnecessárias com produtos não apropriados”, conta ela.

Mais dicas
Outro cuidado importante é com os produtos usados antes e depois de fazer a barba. “Se você olhar com uma lente, vai encontrar escoriações na pele do rosto”, afirma Sara. Isso é resultado do contato com a lâmina de barbear, mas há como reduzir os danos.

A médica recomenda um creme de barbear para reduzir o atrito, em vez do sabonete, e algum outro produto pós-barba. “Ele vai agir como antiséptico e calmante da pele”, explica. Existem diferentes produtos no mercado e, após avaliar a pele do paciente, o médico pode ajudá-lo na escolha.

Fonte IG

Os benefícios da água termal

Saiba o que a água nutritiva e 100% pura pode fazer pela sua pele

Quando a umidade relativa do ar chega em torno de 30%, coloca a cidade e a pele de muita gente em alerta. Para a saúde em geral a indicação é ingerir muita água e, para a pele, a regra não muda. Mas o líquido em questão é de um tipo ainda mais especial: a água termal.

O ideal é não esperar que o clima fique seco ou muito quente para usufruir de seus benefícios. Segundo especialistas, bastam algumas borrifadas para hidratar, acalmar e até equilibrar o pH da pele. "Por ter propriedades terapêuticas e conter nutrientes e oligoelementos, seu efeito geralmente é imediato, mesmo após um peeling, queimadura ou outra ação irritante", diz a dermatologista Flávia Addor, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

A dermatologista Carolina Ferolla, especialista em clínica médica, explica que a água termal é indicada até para as peles mais sensíveis, podendo ser aplicada inclusive nas assaduras de bebês. "O produto também é indicado para o ano todo. Além de evitar aquele ressecamento característico do inverno, ameniza os males do verão, como queimaduras de sol, sem contar que as borrifadas em dias de calor refrescam muito", indica Carolina. A especialista ainda acredita que o maior benefício é o equilíbrio da hidratação da pele. "Ela hidrata as mais ressecadas e diminui a oleosidade das mais oleosas. O produto, inclusive, auxilia no tratamentos médicos desses dois problemas", esclarece.

A dermatologista Carla Vidal explica que a água termal é um importante coadjuvante em tratamentos estéticos, sobretudo por que, além de suas propriedades calmantes e minerais, não tem efeitos colaterais. "Nesses casos, borrife antes de aplicar o cosmético em questão. E, se possível, converse com o médico sobre a melhor forma de uso", sugere.

O produto, além de ser encontrado em spray, também pode estar nas composições de alguns cremes hidratantes faciais e corporais. "Neste caso, vai estar descrito no rótulo. As empresas têm apostado muito neste componente. A água termal ainda pode reforçar o efeito dos ativos presentes nos cosméticos", avalia Carla.

Dicas de uso
Pode ser usada a qualquer hora do dia e em qualquer lugar. Ela pode, inclusive, ser levada na bolsa. "Apesar de não ter nenhum cuidado específico em relação ao seu armazenamento, deve ser abrigada do calor e da pressão, por estar contida em lata", alerta Flávia Addor, da SBD.

- Borrife pela manhã, ao acordar. Pode ser antes da maquiagem e de outros cosméticos.

- À noite, borrife novamente, após limpar a pele e antes de aplicar outro hidratante.

- No verão, deixe o frasco na geladeira para conferir ainda mais refrescância ao aplicar.

- Na praia, borrife após ou durante a exposição solar.

Saiba mais

O QUE É: Para ser termal a água deve ser pura, subterrânea e enriquecida pelos minerais contidos nas rochas. Ela contém até 2.000 mg de sais minerais provenientes do solo, sendo rica em selênio e zinco. Outra característica do líquido ainda na fonte é a temperatura elevada ( de 37 a 50 graus).

O QUE FAZ: Rica em nutrientes, tem ação calmante, anti-inflamatória, suavizante, antioxidante, cicatrizante e hidratante e ainda renova as células, devido ao gás sulfídrico.

Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do Instituto Mezzo de Cosmetologia e Estética, Paschoal Rossetti Filho afirma que todos os benefícios estéticos da água termal já foram comprovados cientificamente, mas, para chegar ao consumidor com estas vantagens, o líquido precisa ser extraído por meio de uma tecnologia especial. "A água precisa ser extraída de forma intacta para chegar ao consumidor de forma pura e com seus minerais preservados", diz.

Fonte IG

Concurso Prefeitura de Americana - SP

A cidade de Americana, em São Paulo, está com os concursos públicos 002/2011 e 003/2011 abertos para a contratação de 39 novos funcionários, que recomporão parte das necessidades de pessoal do Munícipio.  As oportunidades oferecidas são para cargos de todos os níveis de escolaridade (do fundamental incompleto ao superior) e a remuneração varia de R$ 870,33 a  R$ 7.238,68. 

Cargos 

Professor de Escola de Música para diversos instrumentos, Ajudante Geral, Coveiro, Servente, Auxiliar de Farmácia, Telefonista, Biólogo, Médicos de várias especialidades e Professores de diversas disciplinas.  

Inscrições

Presencialmente, as inscrições poderão ser feitas entre 03 a 11 de novembro de 2011, das das 9h às 12h e das 13h às 16h no Paço Municipal da Prefeitura Municipal de Americana, Avenida Brasil, nº. 85, Centro, Americana-SP.

Pela internet, ficarão abertas até o dia 15 de novembro de 2011, no site http://www.shdias.com.br/.

As taxas de participação variam entre R$ 20,00 a R$ 50,00 e poderão ser pagas até o dia 16 de novembro, por meio de boleto bancário, levando em conta que dia 15 de novembro é feriado nacional.

Processo de Avaliação dos candidatos

Para os cargos de Professor de Instrumentos Musicais, além de Prova Escrita, os candidatos farão Prova de Apreciação Musical, Prova Prática e serão avaliados os seus Títulos Acadêmicos. 

Candidatos ao cargo de Coveiro farão Prova Escrita e Prova Prática. Os que optarem por um dos cargos de Professor farão Prova Escrita e terão seus Títulos Acadêmicos avaliados. 

Para os demais cargos do concurso, a avaliação será essenciamente por meio de Prova Escrita, que será realizada no dia 04 de dezembro de 2011 (todos os candidatos, qualquer que seja o cargo escolhido).

A partir do dia 26 de novembro, será  publicado o Termo de Convocação para a Prova Escrita, que conterá dados como local e horário de aplicação da avaliação. Os candidatos deverão consultar o site da organizadora ou o Jornal Local para conferir tais informações.

Validade

Ambos os certames valerão por dois anos, contados a partir da data de homologação e podendo ser prorrogados por igual período, caso a Administração Municipal considere conveniente.

Lar Santo Antônio de Ourinhos (SP) abre processo seletivo

O Lar Santo Antônio de Ourinhos, Estado de São Paulo, publicou edital Nº 02/2011 de processo seletivo, para contratação de Auxiliar de Dentista do PSF e Médico do PSF. O certame será realizado pela empresa OM Consultoria Concursos Ltda.

São oferecidas 02 vagas para cargos de nível médio Completo e Registro de Auxiliar de Dentista no CRO e nível superior com Registro de Médico no CRM. Os salários é de até R$  6.187,00, mais cesta básica de R$ 115,00 e insalubridade de R$ 120,00, por jornadas de trabalho de 40h semanais.

Inscrições
Os interessados poderão fazer suas inscrições no período de 01 a 28 de novembro de 2011, pelo endereço eletrônico www.omconsultoria.com.br.

Taxas
As taxa de inscrição varia de R$ 32,00 para cargo de nível médio e R$ 42,00 para nível superior.

Provas
A data, horário e local das provas serão divulgados pelo Diário Oficial do Município de Ourinhos e pelos endereços eletrônicos www.omconsultoria.com.br e www.twitter.com/om_consultoria, com pelo menos, 5 dias de antecedência.

Gabaritos
Os gabaritos e o resultado final do Processo Seletivo Público serão divulgados pela imprensa, afixados no locais de costume e disponível nos endereços eletrônicos www.omconsultoria.com.br e www.twitter.com/om_consultoria.

Validade
O Processo Seletivo terá a validade de 02 anos, podendo ser prorrogado, a critério da Administração, por até igual período.