Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sábado, 15 de outubro de 2011

Número de obesos supera o de famintos

A Cruz Vermelha, com sede em Genebra, dá destaque ao tema nutrição em seu relatório anual World Disasters Report

O número de pessoas obesas supera o de famintos no mundo, mas o sofrimento dos desnutridos está aumentando, em meio a uma crescente crise alimentar, alertou a Cruz Vermelha Internacional.

O grupo humanitário, com sede em Genebra, dá destaque ao tema nutrição em seu relatório anual World Disasters Report, divulgado em Nova Délhi, que se volta para o abismo entre ricos e pobres e aos problemas causados pelo aumento recente dos preços.

Em estatísticas usadas para ilustrar o acesso desigual à comida, a Cruz Vermelha assinala que 1,5 bilhão de pessoas sofriam de obesidade no mundo no ano passado, enquanto 925 milhões estavam desnutridas.

"Se a livre interação entre as forças do mercado produziram um resultado em que 15% da humanidade passam fome, enquanto 20% estão obesos, alguma coisa deu errado", disse o secretário-geral, Bekele Geleta.

O diretor para a Ásia e o Pacífico, Jagan Chapagain, em entrevista coletiva na capital indiana, assinalou que "o excesso de nutrição, atualmente, mata mais do que a fome".

O problema da fome existia não porque faltava comida no mundo, lembrou Chapagain, mas por causa de falhas na distribuição, do desperdício, e do aumento dos preços, que tornou os alimentos inacessíveis.

O preço dos alimentos deu um salto global em 2011, aumentando os temores de um retorno da crise de 2008, que levou a distúrbios e à instabilidade política em vários países.

O aumento do preço dos alimentos, que a Cruz Vermelha diz se dever à especulação e às mudanças climáticas, entre outros fatores, contribuiu para a instabilidade no norte da África e no Oriente Médio este ano.

"Uma nova rodada de inflação está puxando muitas das pessoas mais pobres do mundo para a pobreza extrema, e para situações de fome severa e desnutrição", alerta a organização.

O World Disasters Report é uma publicação anual da Cruz Vermelha Internacional que procura dar destaque a um tema que gere preocupação em todo o mundo. O relatório do ano passado concentrou-se na urbanização, e o de 2009, no vírus HIV.

Fonte Band

Alerta: Sonolência está ligada ao sobrepeso

Carboidrato foi significativo para aumento do sono nos de maior IMC

Uma pesquisa apresentada pela Faculdade de Saúde Pública da USP (Universidade São Paulo) aponta que a sonolência entre os trabalhadores noturnos está associada ao sobrepeso e ao consumo de carboidratos.

O trabalho foi comandado pela nutricionista Patrícia Xavier Soares de Andrade Nehmer, que selecionou 24 funcionários que cumprem o turno da noite em uma empresa da Baixada Santista.

Segundo Patrícia, o estudo foi feito em duas etapas. “Na primeira semana, eles mantiveram a dieta normal da empresa e nós avaliamos a sonolência. Depois de dois dias, avaliamos a rotina deles e demos algumas orientações, como suspender o consumo de café durante o trabalho. A partir daí, iniciamos a intervenção, com uma dieta rica em carboidratos durante cinco dias. A segunda etapa, também iniciada depois de um intervalo de dois dias, foi com uma dieta rica em proteínas.”

Patrícia explica que mesmo as intervenções foram feitas com o consumo de alimentos oferecidos pela empresa. Para a pesquisadora, a novidade do estudo foi observar que o aumento da sonolência está diretamente ligado ao IMC (Índice de Massa Corporal). “O efeito do carboidrato foi potencializado pelo IMC.” Ou seja, quanto maior o sobrepeso, maior a influência da alimentação na sonolência dos trabalhadores.

O estudo observou também que não houve alteração durante a semana em que a proteína foi tomada como base da alimentação. “Isso não quer dizer, no entanto, que as empresas tenham que oferecer apenas dietas ricas em proteínas. Mas é importante que a dieta seja observada, porque na maioria das empresas o mesmo que é oferecido ao trabalhadores diurnos é oferecido aos noturnos”, diz a nutricionista.

Em todo o país, estima-se que de 15% a 20% da força de trabalho seja composta por trabalhadores noturnos.

Fonte Band

Frutas que emagrecem rápido, veja aqui a nossa lista!

Parece simples e é, se não sabia fica a saber que existem frutas que emagrecem! A ciência comprova-o, comer uma determinada quantidade de fruta é uma estratégia crucial para emagrecer rapidamente, para além disso, a fruta oferece também uma vasta multitude de outros benefícios para a saúde, são nutritivas e são também a melhor fonte possível de vitaminas, minerais e antioxidantes. Resumindo, a fruta deve ser uma escolha permanente para um estilo de vida saudável e são um ponto chave no equilíbrio de qualquer dieta funcional.

Quais as frutas que emagrecem mais?


As frutas apresentam logo de caras duas enormes vantagens para o emagrecimento, são ricas em fibra, o que melhora o transito intestinal e reduz a barriga inchada, e são baixas em calorias, o que faz com que sejam o “snack” ideal para quando a fome aperta.

Esta lista apresenta propriedades específicas de 9 das frutas que emagrecem:

frutas que emagrecem - banana

Banana, o fruto do amor, e a super fruta para o emagrecimento!

Triptofano é a palavra de ordem quando se pensa em bananas, os japoneses foram os primeiros a descobrir e inovar, hesiste uma dieta específica à base de bananas, durante a matina só pode comer bananas, as que quiser, os resultados são imediatamente notáveis e isto só acontece porque a banana é uma das frutas que emagrecem que ajuda imenso a fazê-lo sentir-se saciado e a combater a ansiedade por comidas que podem arruinar qualquer dieta. O triptofano está também comprovado como um excelente regulador natural do apetite por doces. A banana é também rica em vitaminas B1, B2, A e C. É também rica em potássio e hidratos de carbono, o que faz da bana um fruto excelente para quem pratica desporto, uma vez que os hidratos de carbono são uma boa fonte de energia e o potássio é importante para o funcionamento dos músculos.

frutas que emagrecem - abacaxi

Abacaxi

É considerado uma fruta diurética, rica em àgua, auxilia na boa digestão o que o torna numa sobremesa perfeita, recomendamos abacaxi grelhado, é óptimo! Baixo em calorias, é rico em vitaminas A, B1 e C.

frutas que emagrecem - figos

Figo

Uma das fontes naturais mais poderosas de magnésio, pode também ser considerado um laxante muito suave que ajuda no funcionamento do transito intestinal e é também um excelente diurético emagrecedor.

frutas que emagrecem - limão

Limão

Seria capaz de beber sumo de limão sem açúcar? Não? E que tal tentar? É super acido, é azedo, mas é espectacular! É um dos mais poderosos antioxidantes, rico em vitamina C, é excelente para liberta o corpo de toxinas e radicais livres. É também um excelente apoio à digestão, facilitando-a, sendo assim um bom acompanhamento às refeições. Para além disso é um excelente diurético e por isso uma das frutas que emagrecem que deve comer ou beber todos os dias.

frutas que emagrecem - ameixa

Ameixa

A ameixa é a salvação de quem têm problemas de prisão de ventre, esta deliciosa fruta é um poderoso laxante rico em vitaminas do tipo complexo B, que auxiliam no anti-envelhecimento da pele e inclusive, segundo alguns estudos, ideais para quem tem problemas de reumatismo. A ameixa também faz maravilhas para o seu cabelo, fortalecendo-o e evitando a sua queda.

frutas que emagrecem - manga

Manga

A manga é muito semelhante à banana nas altas quantidades de potássio que contêm. É também rica em magnésio, minerais, vitaminas e antioxidantes. Baixa em calorias, rica em água, fibra e muito saborosa é uma excelente adição a qualquer dieta.

frutas que emagrecem - melancia

Melancia

A melancia é um regulador natural de insulina e facilitador do emagrecimento ao reduzir os níveis de açúcar no sangue, é uma fruta rica em fibra e água, contêm imensos minerais e vitaminas, é uma excelente fonte de hidratação e um poderoso antioxidante.

frutas que emagrecem - pêssego

Pêssego

O pêssego é uma das frutas que emagrecem com maior valor nutritivo. Riquíssima em vitaminas, fibra, ferro e vitamina B5. Baixo em calorias e um forte apoio ao funcionamento do intestino fazem dos pêssegos uma adição indispensável a qualquer dieta.

frutas que emagrecem - maçã

Maça

É o fruto anti-aging do momento que retardar o envelhecimento por ser uma fruta muito antioxidante, rica em niancina, vitaminas B1 e B2, ferro e fósforo, vários estudos comprovam o emagrecimento de pessoas que consomem diversas maças por dia versus aquelas que não o fazem. A maça também desempenha funções de melhoramento digestivo a nível do intestino.

Qual a quantidade ideal?

Idealmente, para emagrecer rapidamente, deve comer 5 porções de frutas para emagrecer por dia, por exemplo, 4 a 5 ameixas, um cacho de uvas, 1 maça e 1 banana. Se comer por exemplo, um melão ou uma meloa inteira, pode considerar como 2 a 3 porções das diárias necessárias para perder peso.

 

Encoraje-se a comer fruta!

Muitos de nós não estão habituados a comer estas quantidades de fruta por dia, mas posso dizer-lhe que faz muito mal, pois devia! É fácil apanhar o habito da fruta, pode por exemplo pegar numa peça de fruta antes de ir para o trabalho, ou adicionar frutas frescas ou secas ao seu pequeno almoço ou batido de proteínas. Porquê não ter uma taça de frutas no emprego? Ou mesmo em frente à sua TV ou computador? E existem muitas outras opções, por exemplo, comer uma salada de frutas como sobremesa é o melhor pelo qual pode optar caso goste de algo doce após o almoço.

Frutas que ajudam a emagrecer, diminuem a fome e que não engordam



Mais 4 frutas que não engordam e que emagrecem

Morangos: Uma chavena de morangos têm apenas 45 calorias, e ainda, 50% da dose recomendade de vitamina C, fibra e vitaminas B e K. Os morangos são também anti-cancerigenos, protectores do coração e anti-inflamatórios.

Pêras: Mais uma excelente adição à lista de furtas para emagrecer, as pêras são ricas em fibra e vitamina C, ajudam a melhorar o sistema imunitário a combater infecções e também auxiliam na digestão e na redução do LDL (colesterola mau), uma pêra grande têm cerca de 100 calorias.

Toranjas: Mais uma excelente fonte de vitamina C, ricas em licopeno, ajudam a prevenir e a combater células cancerigenas.

Cerejas: Uma chavena grande cheia de cerejas contêm apenas 75 calorias e uma alta concentração de vitaminas A e C, melhoram o sistema imunitário, previnem a degeneração da visão e auxiliam no alivio de gota, artrite, dores de cabeça, fibromialgia e outras doenças do coração.

Salada de frutas que fazem emagrecer

Uma óptima maneira de comer frutas para emagrecer será através de uma deliciosa salada de frutas. Esta receita de salada de frutas caseira que lhe apresentamos têm duas excelentes razões para ser fácilmente posta em prática por si, e incluída na sua dieta,

1- É fácil de confeccionar, tudo o que têm de fazer é cortar em pedaços as suas frutas preferidas que apresentamos na lista acima e adicionar alguns extras muito saudáveis.


2- Esta salada é óptima, é deliciosa, é soberba, mas acima de tudo, é muito boa, porquê é boa para SI e para a SUA saúde!

Feita em casa, saudável e rápida de confeccionar!

Ingredientes base:
•1 maçã grande
•1 laranja grande
•1 chávena de uvas sem sementes, uvas vermelhas ou verdes.
•4 chávena de amoras e frutos silvestres frescos (excelentes frutas que emagrecem)
•120gr de iogurte de baunilha

Modo de preparação:

Lave e descasce todas as frutas, remova as sementes das frutas. Pode deixar a maçã com a pele, que é rica em fibra, mas isso depende do seu gosto e critério. Corte a fruta em pedaços pequenos e coloque-os numa taça de tamanho adequado que permita misturar e mexer o yougurt com a fruta. Quando toda a mistura estiver homogena, e a fruta coberta por uma camada de yougurt, pressione a fruta gentilmente contra o fundo da taça, não a esmaga, mas aconchegue-a. Cubra a taça com uma tampa ou envolta em plástico e deixe arrefecer no frigorifico pelo menos 2 horas.

Em adição pode juntar côco ralado por cima ou nozes e amêndoas cortadas aos pedaços pequenos.

Experimente outras frutas da lista mencionada, para fazer desta salada uam refeição completa, triplique as quantidades dos ingredientes.

Algumas sugestões para sua sala de frutas que ajudam a emagrecer

Bananas e melões não são fáceis de incluir numa salada, use-as apenas como “enfeite” por cima da salada, a razão é que as bananas ficam negras e moles muito rápidamente e os melões muito aguados.

Pode adicionar as nozes apenas por cima no topo da salada, isto ajuda a servir a salada evitando as nozes, caso seja necessário para alguém que não goste ou não as possa comer.

Experimente adicionar uma pitada de canela, fica muito bem e a canela ajuda a controlar a insulina no sangue, sendo uma excelente especiaria para emagrecer.

Se utilizar yougurt natural sem adoçantes, experimente adicionar uma pitada de mel para tornar o yougurt mais doce, sendo que o mel é considerado um antibiótico natural e um excelente estimulante do reforço do sistema imunitário.

Fonte comprimido paraemagrecer.com

Doação de órgãos

Doação de Órgãos




Fonte Blog da Saúde

Anvisa proíbe produtos fabricados por empresa classificada como de alto risco

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a fabricação, distribuição e comercialização, em todo o país, dos produtos fabricados pela empresa Ribergrão Indústria e Comércio de Produtos Alimentícios Ltda-ME, com sede em Santa Adélia (SP). A medida, publicada no Diário Oficial da União, vale a partir de ontem (14).

A empresa foi classificada como “de alto risco na inspeção sanitária, por não atender aos itens referentes à recepção do amendoim cru, seleção do amendoim cru e armazenamento das matérias-primas, ingredientes e embalagens”, de acordo com a resolução da Anvisa.

A Anvisa tomou por base as leis de defesa do consumidor que “asseguram a proteção da vida contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos”.

Ouça a Web Rádio Saúde: Cefaléia e Óleo de Dendê na Culinária Baiana

Ouça a Web Rádio Saúde

Ouça ao vivo


Fonte Blog da Saúde

Camex reduz imposto de importação de remédios para tratamento da hemofilia

O Conselho de Governo da Câmara de Comércio Exterior (Camex) reduziu para zero as alíquotas do imposto de importação sobre os medicamentos soroalbumina humana (soro de utilização clínica e cirúrgica) e dos concentrados fator 8 e 9, usados no tratamento da hemofilia.

O imposto estará suspenso por um período de seis meses, a partir de ontem (14), para impedir que a falta dos medicamentos prejudique o abastecimento interno. A resolução da Camex foi publicada no Diário Oficial da União.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a falta de produção interna e a demanda justificam a medida. Os concentrados integram a lista de medicamentos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fonte Agência Brasil

Ministério lança campanha para incentivar hábito de lavar as mãos nas escolas

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que a maioria das infecções pode ser prevenida por meio de uma única medida – lavar as mãos sempre e de forma correta. No Dia Mundial de Lavar as Mãos, o Ministério da Saúde lançou a campanha Saúde a Gente Também Aprende na Escola. Lave as Mãos com Água e Sabão.

O objetivo da pasta, que conta com a parceria da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), é conscientizar a população – sobretudo estudantes, professores e funcionários de colégios – sobre os benefícios de higiene adequada das mãos, afastando doenças transmitidas por bactérias, vírus e fungos.

Para o infectologista Mauro Asato, o hábito de lavar as mãos deve começar a ser ensinado em casa. Na escola, entretanto, é preciso que haja um reforço sobre a importância de uma boa higiene.

“Com uma lavagem inadequada, eu posso estar carregando algum vírus ou bactéria”, destacou. “Algumas dessas doenças podem apresentar quadros como o de uma gripe ou diarreia, e hepatites virais, além de outras doenças bacterianas”, completou.

O estudante Andrei, de 7 anos, disse que lava as mãos todos os dias. “Só esqueci uma vez. Estava na casa da minha avó. A brincadeira estava muito boa”. O menino explicou o passo a passo ensinado na escola: “Ligo a torneira, coloco o sabão, espalho e depois seco [as mãos]. E jogo o papel no lixo”.

Giulia, de 6 anos, cursa o 1º ano do ensino fundamental. Ela contou que lava as mãos pela manhã, antes de almoçar, depois de brincar no parquinho da escola e à noite. “As professoras ensinam que tem que passar o sabonete e, depois, fechar a torneira”.

Veja abaixo as principais orientações do Ministério da Saúde para lavar as mãos de forma correta:
1. Molhe as mãos com água e aplique o sabonete;

2. Ensaboe as mãos, esfregando uma na outra;

3. Esfregue a palma de uma das mãos nas costas da outra, entrelaçando os dedos, e vice-versa;

4. Entrelace as mãos e esfregue bem os espaços entre os dedos;

5. Enxague bem as mãos com água;

6. Seque as mãos com papel toalha e o utilize para fechar a torneira.


A OMS recomenda que o procedimento dure entre 40 e 60 segundos. A torneira deve ficar fechada enquanto as mãos estão sendo ensaboadas.

Fonte Agência Brasil

Autoridades investigam se empresa têxtil que importou lixo hospitalar dos EUA é reincidente

A empresa pernambucana responsável pelos dois contêineres apreendidos com lixo hospitalar esta semana, no Porto de Suape, em Pernambuco, já havia recebido seis contêineres vindos dos Estados Unidos este ano.

Como nenhum deles foi inspecionado, as autoridades agora investigam se eles também continham o mesmo tipo de material ilegal, classificado como potencialmente infectante pela legislação sanitária brasileira.

O nome da empresa importadora continua em sigilo, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já confirmou se tratar de uma empresa têxtil de Santa Cruz do Capibaribe, uma das cidades do polo de confecções pernambucano, a 185 quilômetros da capital Recife. O assunto está sendo apurado pela Receita Federal, pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O primeiro contêiner foi apreendido pela alfândega da Receita Federal na tarde de terça-feira (11). O segundo, anteontem (13). Ambos continham 23,3 toneladas de lençóis, fronhas, toalhas de banho, batas e pijamas e roupas de bebês. Parte do material continha a identificação de hospitais norte-americanos e estava suja de sangue. Também havia seringas, luvas hospitalares, cateteres, gazes e ataduras em meio ao material.

Segundo o inspetor-chefe da Alfândega da Receita Federal no Porto de Suape, Carlos Eduardo da Costa Oliveira, os dois contêineres apreendidos foram inspecionados porque o valor declarado pela empresa importadora era incompatível com o volume e o tipo de carga. Nos documentos de importação, a empresa declarava que o material seria tecido de algodão com defeito, remetido do estado de Carolina do Sul.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos e leis sanitárias proíbem a importação de resíduos sólidos perigosos e de rejeitos cujas características possam causar dano ao meio ambiente e à saúde pública.

Os órgãos responsáveis ainda avaliam o que fazer com o lixo hospitalar. Uma das opções é determinar a imediata devolução para os Estados Unidos dos contêineres com todo o material tóxico. Outra alternativa é destruir o material. Qualquer que seja a solução, os custos serão assumidos pela empresa importadora.

Fonte Agência Brasil

SUS vai oferecer teste rápido para sífilis

O Sistema Único de Saúde (SUS) vai oferecer teste rápido de triagem para diagnóstico de sífilis. A iniciativa é parte das ações do Dia Nacional de Combate à Sífilis, lembrado sempre no terceiro sábado do mês de outubro. De acordo com o Ministério da Saúde, até o fim de 2011 o governo vai comprar 392 mil kits para testagem na rede pública de saúde

O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde capacitou 350 multiplicadores para treinar profissionais de saúde para implantar a testagem rápida. Até o final do ano, 680 técnicos estarão capacitados a orientar sobre como realizar o exame, de acordo com o ministério.

Um dos públicos alvo da iniciativa são as gestantes, grupo que registra índices altos de contaminação pela doença. No Brasil, a prevalência de sífilis em parturientes é cerca de quatro vezes maior que a prevalência da infecção pelo HIV.

De 2005 a 2010, o Ministério da Saúde registrou 29,5 mil casos de sífilis em gestantes. De 2000 a 2010, os dados apontam 54.141 casos de sífilis congênita em crianças menores de um ano de idade.

A sífilis é uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum. Sem tratamento adequado, a doença pode comprometer a pele, os olhos, os ossos, o sistema cardiovascular, o sistema nervoso e levar à morte. Além da transmissão de mãe para filho, o contágio ocorre em relações sexuais sem proteção ou por transfusão de sangue contaminado.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), por ano, ocorrem cerca de 12 milhões de casos da doença no mundo. No Brasil, segundo a OMS, são registrados anualmente 937 mil novos casos de infecção de sífilis por transmissão sexual.

Fonte Agência Brasil

Empresa têxtil que recebeu lixo hospitalar dos EUA espera mais 14 contêineres de material suspeito

A empresa pernambucana responsável pelos dois contêineres com lixo hospitalar apreendidos nos últimos dias no Porto de Suape, em Pernambuco, vai receber outros 14 contêineres vindos dos Estados Unidos na próxima semana.

A agência marítima responsável por transportar a carga – ela também trouxe o material já retido - informou à Receita Federal e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que os contêineres foram despachados pela mesma empresa exportadora norte-americana que enviou mais de 46 toneladas de resíduos classificados como potencialmente infectantes pela legislação sanitária brasileira.

De acordo com a documentação de importação, os contêineres devem chegar ao porto pernambucano no próximo sábado e contêm retalhos de tecido. Nas apreensões feitas esta semana, os documentos também informavam que a carga era composta por tecido de algodão com defeito. No entanto, ao inspecionar o material, os fiscais encontraram toneladas de lençóis, fronhas, toalhas de banho, batas, pijamas e roupas de bebês. Parte das peças continha a identificação de hospitais norte-americanos e estava suja de sangue. Também havia seringas, luvas hospitalares, cateteres, gazes e ataduras em meio ao material.

“Não sabemos o que, de fato, há nesses contêineres que estão chegando, mas, por precaução, vamos inspecionar tudo tão logo a embarcação atraque [em Suape]”, disse à Agência Brasil a coordenadora de Portos e Aeroportos da Anvisa em Pernambuco, Carla Baeta.

O nome da empresa pernambucana continua sendo mantido em sigilo. Porém, Anvisa confirmou se tratar de uma companhia têxtil de Santa Cruz do Capibaribe, uma das cidades do polo de confecções pernambucano, a 185 quilômetros da capital Recife.

Ontem (14), a Receita Federal acionou o Ministério Público Federal para entrar no caso. As autoridades investigam três hipóteses: se a empresa pernambucana não sabia o que havia dentro dos contêineres vindos dos EUA, se sabia e pretendia descartar o material indevidamente no Brasil ou se tinha conhecimento que era lixo hospitalar e, mesmo assim, planejava usar o tecido em sua produção.

Fonte Agência Brasil

Juiz mantém decisão da Anvisa que proibiu venda de remédios para emagrecer

O juiz Novély da Silva Reis, da 7ª Vara Federal do Distrito Federal, negou ontem (14) pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM) para liberar a venda de remédios para emagrecer, cuja comercialização foi proibida recentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ainda cabe recurso ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A anfepramona, o femproporex e o mazindol são substâncias usadas para auxiliar no tratamento contra a obesidade. O CFM defende o uso dos medicamentos como auxiliares no tratamento de pacientes obesos e pede o fortalecimento de mecanismos de controle de uso com supervisão de médico qualificado.

A decisão da Anvisa proíbe os médicos de prescrever os remédios com anfetamina na fórmula e a determina a suspensão da fabricação da substância no país, além de cancelar os atuais registros. A Anvisa deu dois meses para que farmácias e drogarias retirem os produtos das prateleiras.

Fonte Agência Brasil

Implantes penianos

Os implantes são uma excelente opção de tratamento para pacientes com disfunção erétil devido a causas orgânicas, e que não obtiveram sucesso com os tratamentos clínicos (medicamentos tópicos via oral, bomba de vácuo e autoaplicação). A prótese devolve ao homem um “esqueleto” novo para o pênis, fazendo com que ele volte a ter relações sexuais com ejaculação e orgasmos normais.

A avaliação psicológica do paciente deve ser cuidadosa, evitando-se criar falsas expectativas quanto ao resultado final. Pacientes com alto nível de ansiedade, deprimidos ou com baixa auto estima podem não ter o implante recomendado. O ideal é que a companheira participe e colabore com a cirurgia, mas isso exige a anuência do próprio paciente.

O implante peniano implica na substituição do mecanismo de ereção natural do corpo por um sistema de ereção artificial. Houve uma grande evolução nessa área nos últimos anos e hoje há diversos tipos de próteses disponíveis no mercado. Há próteses que são formadas por um tubo de silicone semiflexível e uma haste interna de platina ou prata e que mantém determinada tensão no pênis, há implantes articuláveis e também implantes que são formados por um sistema inflável em que o pênis fica ereto ou perde a ereção controlado por um dispositivo hidráulico de transmissão de pressão.

Benefícios do implante:
Permite o retorno a uma vida sexual;
Oferece uma solução a longo prazo;
Permite ter ereção e relação quando desejar;
Oferece uma ereção duradoura;
Elimina os gastos com medicamentos via oral ou injetáveis;
Não interfere na ejaculação ou no orgasmo.


Tipos de implantes

Maleável, tipo semi-rígido – Esse tipo de implante tem sido usado por médicos há mais de vinte anos. Durante essas duas décadas, foram desenvolvidos muitos modelos diferentes. Esse tipo de implante cria uma semi-ereção permanente e é tecnicamente fácil de implantar, e menos dispendioso além de ter um índice de complicação muito baixo. O uso não exige nenhuma habilidade especial por parte do paciente ou da companheira.


Articulável – Esse tipo de prótese é mais um tipo à disposição do homem que busca uma solução para a disfunção erétil, mas deseja um tipo de prótese mais simples que as infláveis. É bastante indicada para homens que tenham alguma dificuldade em lidar com as próteses infláveis, mas que ao mesmo tempo queiram uma boa rigidez. O corpo segmentado permite colocar a prótese em qualquer posição enquanto mantém uma ereção suficiente para a relação sexual.


Inflável de dois volumes – Essa prótese combina os cilindros padrão da prótese de um volume com uma minúscula bomba escrotal que torna mais fácil inflar a prótese do que bombear as pontas dos cilindros da inflável de um volume. O esvaziamento é conseguido flexionado-se a prótese por 10 a 15 segundos. Apesar de exigir uma certa habilidade por parte do homem para manuseá-la, é bastante simples e, quando desinflada fica mais natural que a maleável.


Inflável de três volumes – Este implante inflável de vários volumes consegue uma ótima ereção ou seja, bastante rígida, grossa e natural. É imperceptível aos olhos quando desinflada, e geralmente não pode ser notada ao se tocar o pênis. Encontra-se também disponível este mesmo implante só que com revestimento de antibiótico o que pode ser bastante recomendado em alguns casos específicos, visando evitar-se infecções


O implante peniano é sempre feito em hospitais e é fundamental esclarecer antes ao paciente todos os detalhes básicos do procedimento tais como a irreversibilidade da cirurgia devido a destruição dos tecidos cavernosos, a disponibilidade dos diversos tipos de prótese (vantagem e desvantagens de cada uma) bem como todos os cuidados a serem tomados antes e após o ato cirúrgico.

O paciente deve sempre assinar um termo de Consentimento Informado antes do procedimento, mostrando que tem total conhecimento do tipo de cirurgia que irá fazer bem como consciência de que há riscos como qualquer outra cirurgia. Um ponto que sempre tem que ser lembrado é que a finalidade do implante é de dar rigidez ao pênis e não de aumentar a dimensão do pênis como algumas pessoas pensam.

Fonte ABC da Saúde

Vegetais para uma vida mais longa

Estudo relaciona o consumo de um nutriente presente em frutas e verduras a um risco menor de morte

Um novo estudo aponta que consumir grandes quantidades de alfa-carotenos pode reduzir o risco de óbito por diversas causas, incluindo complicações cardíacas e câncer. Menos conhecido do que seu primo-irmão, o betacaroteno, este antioxidante também está presente em frutas e verduras.

Os dois nutrientes são chamados carotenóides – termo derivado de Daucos carota, nome científico da cenoura – devido à coloração vermelha, amarelada ou laranja que eles emprestam a uma série de alimentos. Uma vez consumidos, tanto o alfa quanto o betacaroteno são convertidos pelo corpo em vitamina A, embora se acredite que tal processo se desenvolva melhor com o betacaroteno.

O novo estudo, entretanto, aponta que o alfa-caroteno pode desempenhar um papel mais importante na defensa do DNA das células. Segundo os pesquisadores, isso pode explicar a habilidade do nutriente em limitar o tipo de dano causado aos tecidos que podem originar doenças fatais.

O estudo, realizado por uma equipe do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), constatou que depois de 14 anos de acompanhamento, a maioria das pessoas – independentemente do estilo de vida, das características demográficas ou dos riscos de saúde em geral – apresentava menos problemas de saúde limitantes à vida na medida em que tinha aumentada a concentração de alfa-caroteno no sangue. O efeito foi dramático, com riscos caindo de 23 a 39% à medida que subiam os níveis de alfa-caroteno no indivíduo.

“O estudo continua a comprovar a questão de que existem muitos componentes nos alimentos – especialmente nas frutas e nos legumes de cor vermelha ou laranja – que fazem bem à saúde”, disse Lona Sandon, porta-voz da Associação Americana de Nutrição e professora assistente de nutrição clínica do Centro Médico Southwestern, da Universidade do Texas, em Dallas (EUA). Sandon enfatizou, porém, que no momento o estudo apenas comprova uma associação entre o alfa-caroteno e maior longevidade e que não se trata de uma relação de causa e efeito. As descobertas serão publicadas na revista especializada Arquivos de Medicina Interna.

Pesquisadores liderados pelo Dr. Chaoyang Li, da divisão de supervisão comportamental com serviços laboratoriais e de epidemiologia do CDC, ressaltam que os alimentos de cor laranja – como cenoura, batata doce, moranga, abóbora, manga e melão cantaloupe – são ricos em alfa-carotenos, assim como os alimentos de cor verde-escura – como brócolis, ervilhas, espinafre, couve, folhas de nabo, couve-de-bruxelas, kiwi e alface.

Estes alimentos fazem parte da lista de recomendações atuais do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, que destaca os benefícios de consumir diariamente duas a três porções de frutas e de três a cinco porções de verduras.

A equipe de Li se concentrou nos resultados de mais de 15.000 americanos adultos, com idade acima dos 20 anos, que participaram da Terceira Pesquisa Nacional de Nutrição e Saúde. Todos os participantes passaram por uma avaliação médica entre 1988 e 1994, quando foram colhidas amostras de sangue. Os participantes foram acompanhados por um período de 14 anos até o ano de 2006. Até aquele momento, mais de 3.800 participantes já haviam morrido. Análises de sangue revelaram que, em comparação aos participantes que tinham níveis de alfa-caroteno entre 0 e 1 micrograma por decilitro (mcg/dL), aqueles que estavam na faixa entre 2 e 3 mcg/dL tinham um risco 23% mais baixo de morte por todas as causas.

O risco de morte para os participantes com níveis de alfa-caroteno entre 4 e 5 mcg/dL, entre 6 e 8 mcg/dL e 9 mcg/dL ou acima, caíram 27%, 34% e 39% respectivamente, contra aqueles na faixa entre 0 e 1 mcg/dL. A equipe também relacionou os altos níveis sanguíneos de alfa-caroteno a um risco mais baixo de morrer dos dois principais vilões do país: complicações cardiovasculares e câncer.

Segundo o grupo de Li, embora sejam necessárias novas pesquisas, as descobertas apontam que o maior consumo de frutas e vegetais pode ajudar a diminuir o risco de morte prematura. Sandon concordou, mas advertiu que devemos ter cuidado com interpretações errôneas das descobertas.

“Ainda é muito preliminar. Ainda não houve muitos estudos clínicos avaliando esta questão. E é sempre complicado quando um único nutriente é selecionado de um grupo, pois os componentes dos alimentos podem trabalhar de forma isolada ou sinérgica. A pergunta é: Estaria o alfa-caroteno agindo em conjunto com outros nutrientes? Nós realmente não sabemos”, explicou.

Ela complementou: “O alfa-caroteno, por si só, provavelmente não é a causa de uma vida mais longa. Mas, ainda assim podemos dizer que se consumirmos mais tipos de fito-nutrientes encontrados nos alimentos, talvez isso possa nos ajudar a viver por mais tempo e com mais saúde”.

Esta é a conclusão, segundo Sandon: “Eu certamente acredito que seria errado que as pessoas concluíssem com o estudo que elas deveriam consumir especificamente mais alfa-caroteno. O que devemos concluir com a pesquisa é que devemos comer mais alimentos que contenham alfa-caroteno”.

E o que dizer sobre os suplementos nutricionais? A equipe de Li destacou que os suplementos antioxidantes atualmente disponíveis no mercado praticamente não contêm alfa-caroteno, e por isso o estudo apenas analisou o impacto de consumir o componente por meio dos alimentos.

Fonte IG

20 maneiras de comer mais frutas e vegetais

Mudar o recheio da pizza e manter vegetais cortados na geladeira são algumas formas de fazer isso. Veja outras


Montar um prato saudável é fácil quando você ocupa metade dele com frutas e legumes. Fazer isso também é uma ótima maneira de acrescentar mais cor, sabor e textura à dieta – além de mais vitaminas, minerais e fibras.

A American Dietetic Association (ADA), associação norte-americana que reúne profissionais de nutrição e nutrologia orienta: a meta diária de consumo de vegetais deve ser pelo menos duas xícaras de frutas e duas xícaras e meia de vegetais.

Achou difícil fazer isso? Não é mesmo. Veja a seguir algumas dicas retiradas do site da ADA – elas foram elaboradas por especialistas – para acrescentar mais frutas e verduras na alimentação diária:

1. É possível usar uma grande variedade de vegetais como recheio da pizza. Tente espinafre, brócolis, pimentão verde, tomates, cogumelos e abobrinha

2. Prepare um smoothie de café da manhã batendo no liquidificador leite desnatado, morangos congelados e uma banana

3. Faça um wrap vegetariano com legumes assados e queijo magro enrolados em uma tortilha de trigo integral

4. Troque o salgadinho por legumes crocantes mergulhados em um molho com pouca gordura (tente ricota com tempeiro verde ou queijo cremoso light com cebolinha picada)

5.Grelhe vegetais coloridos com tomate, pimentão verde e vermelho, cogumelos e cebola e embrulhe-os num pão pitta integral

6. Adicione cor às saladas usando cenoura baby, tomate sweet grape (ou tomate-cereja), folhas de espinafre ou pedacinhos de tangerina

7. Mantenha vegetais limpos e cortados na geladeira e use-os para preparar pratos rápidos, para fazer lanches no meio da tarde ou para matar aquela vontade súbita de comer algo. Tenha sempre à mão: pimentão vermelho, verde ou amarelo, brócolis ou couve-flor, cenoura, aipo, pepino, ervilhas ou rabanetes

8. Em casa, posicione frutas coloridas onde todos podem facilmente vê-las e pegá-las para levar de lanche. Mantenha uma bacia frutas maduras inteiras ou cortadas em pedaços no centro da cozinha ou na mesa do jantar

9. Ouse mais e misture frutas aos alimentos. Purê de maçãs, morangos, pêssegos ou peras batidos no liquidificador dão molhos encorpados, que podem ser usados em panquecas, waffles e torradas, ou em frutos do mar ou aves grelhadas ou assadas

10. Adicione legumes ao omelete. Transforme qualquer omelete em uma refeição saudável com brócolis, abóbora, cenoura, pimentão, tomate, cebola e queijos com baixo teor de gordura

11. Acrescente frutas e legumes aos sanduíches. Para dar um toque especial, tente abacaxi, maçã, pimentão, pepino e tomate como recheios

12. Acorde com frutas. Crie o hábito de adicionar frutas ao cereal matinal ou ao iogurte pronto

13. Recheie a batata cozida com brócolis e um queijo com baixo teor de gordura

14. Prepare no micro-ondas uma xícara de sopa de legumes e consuma como um lanche ou com acompanhamento do sanduíche do almoço

15. Adicione vegetais ralados, triturados ou picados, como abobrinha, espinafre e cenouras à sua receita de lasanha, bolo de carne, purê de batatas, molho de macarrão e arroz

16. Faça da fruta a sua sobremesa: fatie uma banana ao comprido, cubra com uma colher de frozen iogurte e polvilhe com uma colher de sopa de nozes picadas

17. Abasteça seu freezer com legumes congelados para preparar no vapor

18. Faça de prato principal uma salada de folhas verde-escuras com outros vegetais coloridos. Adicione grão-de-bico ou soja fresca e cubra com um molho com baixo teor de gordura

19. Faça espetinhos com abacaxi, pêssegos e banana, e grelhe-os em fogo baixo até as frutas fiquem quente e ligeiramente douradas

20. Ideias de petiscos levinhos e deliciosos: pedaços de pão pitta integral com pasta de grão-de-bico ou pasta de beringela, morangos ou maçã fatiados com iogurte sem gordura e biscoitos de arroz com compota de maçã

Fonte IG

Receitas de spas para fazer em casa

É fácil preparar pratos leves e sucos especiais que renovam sua energia e garantem saúde e bem-estar

As toxinas acumuladas no corpo pelo consumo de alimentos inadequados e pelo estresse podem ser eliminadas por meio de receitas simples e naturais.

“Existem várias frutas e verduras com poder de limpar o organismo. Algumas delas: maçã, laranja, cenoura, abacaxi, melão, manga, tomate, beterraba, clorofila, agrião, limão, mamão, caqui, couve, agrião, pepino, morango e ervas medicinais", diz Fátima Pinsard, consultora de alimentação natural e gastronomia saudável do Spa Ponto de Luz, em Joanópolis (SP).

Consuma esses alimentos em forma sucos naturais e sempre logo após o seu preparo, para que não se perca os efeitos nutritivos e terapêuticos.

Procure utilizar vegetais orgânicos e evite adoçantes nas receitas. Os sucos podem ser feitos em centrífuga e liquidificador ou por meio da maceração (pilar o vegetal até formar um sumo, adicionar um pouco de água e beber). Utilize água mineral e tome três vezes ao dia.


Foto: Divulgação Ampliar
Ingredientes orgânicos contribuem para eliminar as toxinas do corpo


Suco desintoxicante
1 cenoura crua
1/2 beterraba crua
1/2 xícara (chá) de talos e folhas de hortelã
Suco de 1 limão e raspas da casca
Água mineral

Suco desintoxicante e calmante
1 cenoura crua
1 maçã
1/2 maço de alface (talo incluso)
Suco de 1 limão e raspas da casca
Água mineral

Suco desintoxicante e digestivo
1 xícara (chá) de abacaxi em cubos
1 cenoura
1 xícara (chá) de talos de erva doce
Suco de 1 limão e raspas da casca
Água mineral

Suco desintoxicante e energético
4 cenouras
1 maçã
1 copo de suco de limão (feito com casca)
2 laranjas
1 pedaço de gengibre

Após tomar o suco, Ma Deva Suvalia, gerente de terapias do Ponto de Luz, sugere reservar um momento para relaxar e meditar. “Uma dica preciosa é ficar consciente da sua respiração. Para esta prática deite em um lugar confortável e observe o ar que entra e que sai. Observe este delicado fio que o liga à vida. Esta simples observação consciente proporciona saúde e vitalidade”.

Reeducação alimentar
Estimular mudanças saudáveis na vida das pessoas é o foco do Spa Med Sorocaba Campus, em Sorocaba (SP). E uma das propostas é controlar o consumo de sal e de alimentos industrializados, por meio de uma dieta hipossódica.

Para dar sabor aos alimentos os especialistas recorrem a temperos naturais, como cebola, alho, manjericão, orégano, cheiro-verde e pimentas, entre outros. Os pratos também são elaborados sem óleo – no lugar é utilizado água. Igualmente as sobremesas têm água como base, e são feitas sem margarina, açúcar, leite e gorduras. Confira receitas saborosas e saudáveis.


Foto: Thinkstock Photos Ampliar
Bolo de chocolate diet: tentação liberada


Bolo de Chocolate Diet


IngredientesBolo
6 ovos
2 colheres (sopa) de adoçante para uso culinário
100 ml de água
3 colheres rasas (sopa) de achocolatado em pó diet
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
Essência de baunilha a gosto

Cobertura250 ml de leite desnatado
1/2 caixa de pudim de chocolate diet

PreparoBata os ovos na batedeira, em velocidade rápida, até formar uma espuma cremosa. Acrescente o adoçante, a água, o achocolatado, a baunilha e a farinha de trigo. Por último, misture o fermento. Asse em forma untada e esfarinhada em forno médio (180°), pré-aquecido, até dourar. Para a cobertura, misture o pudim com o leite e leve ao fogo brando até formar um creme. Espalhe sobre o bolo.

Quibe Assado

Ingredientes1 xícara (chá) de trigo para quibe
300 gramas de carne magra moída
1 dente de alho moído
1/2 unidade de cebola cortada em cubos
2 xícaras (chá) de água quente
1 colher (chá) rasa de sal
Hortelã a gosto

PreparoColoque o trigo em uma vasilha, acrescente a água quente para hidratar e deixe por 20 minutos. Passe o trigo na peneira para escorrer o excesso de água. Junte o trigo com a carne moída, o alho, a cebola, o hortelã, o sal. Misture tudo, arrume em uma assadeira e leve para assar.

Fonte IG

Níveis de colesterol flutuam com o ciclo menstrual

Estudo sugere que médicos tenham isso em mente antes de prescrever tratamentos para baixar os níveis de colesterol

Um novo estudo revelou que, assim como os níveis de estrogênio – que sobem e descem ao longo do mês – as taxas de colesterol também variam ao longo do ciclo menstrual da mulher.

Segundo os pesquisadores responsáveis pelo estudo, isso indicaria que, para ter uma ideia mais clara de como estão os níveis de colesterol de uma paciente, os médicos talvez precisem solicitar medições durante vários meses antes de decidir se suas pacientes realmente devem ter seus níveis de gordura no sangue reduzidos com algum tratamento.

 

Foto: Getty Images
Além dos hábitos de vida, como alimentação rica em gorduras, os hormônios também podem influir nas taxas de colesterol

"Os médicos que estão avaliando os níveis de colesterol de suas pacientes precisam levar em conta a fase do ciclo menstrual em que elas estão quando solicitam a medição", afirma o co-autor da pesquisa Enrique F. Schisterman, chefe do Setor de Epidemiologia no Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento Humano Eunice Kennedy Shriver, dos Estados Unidos. Para fazer leituras de colesterol mais consistentes e confiáveis, as medidas devem ser tomadas no mesmo período a cada mês por um par de ciclos, acrescentou o médico.

"De forma bem prática, é mais fácil reconhecer o início de um ciclo. Então, se você fizer a medição no início de cada ciclo, vai ter medidas consistentes ao longo do tempo."

O estudo foi publicado na edição online do periódico de Endocrinologia Clínica e Metabolismo (do inglês Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism). Para o estudo, o grupo Schisterman comparou os níveis de estrogênio com níveis de colesterol e de triglicérides em 259 mulheres saudáveis, com idade entre 18 e 44 anos.

A maioria das mulheres (94%), teve 14 ou mais medições feitas ao longo de dois ciclos menstruais. Elas também mapearam as fases de seus ciclos de fertilidade utilizando em casa monitores que detectam os níveis de hormônio e indicam quando ocorre a ovulação.

Das mulheres avaliadas, apenas 5% tinham níveis de colesterol superiores a 200 mg/dL – nível que está no limite para o alto risco de doença cardíaca –, e a maioria era fisicamente ativa e não fumava. No entanto, os níveis de colesterol em 19,7% das mulheres chegaram a 200 mg/dL pelo menos uma vez. Além disso, as obesas com mais de 40 anos apresentaram maior variação nos níveis de colesterol do que o resto do grupo.

Os pesquisadores descobriram que, com o aumento dos níveis de estrogênio, o HDL, ou “colesterol bom” também aumenta, chegando ao pico na ovulação. Ao mesmo tempo, na medida em que os níveis de estrogênio aumentavam, o colesterol total e o LDL, ou também chamado de “colesterol ruim”, bem como os níveis de triglicérides, caíram, constatou a equipe. Este declínio começou alguns dias após os níveis de estrogênio terem atingido o pico na ovulação. Os pesquisadores observaram ainda que os níveis de colesterol total, colesterol LDL e triglicérides atingiram os níveis mais baixos um pouco antes do início da menstruação.

“Esta é mais uma constatação de que os hormônios desempenham um papel muito importante na vida das mulheres influenciando em todos os níveis, incluindo em testes básicos, como o de colesterol” disse Schisterman, acrescentando que o ciclo menstrual desempenha um papel muito importante na saúde das mulheres em geral.

“Eu realmente não tinha conhecimento de que os níveis de lipídios poderiam flutuar tanto ao longo do ciclo” afirmou Jennifer Glueck, professora-adjunta de clínica médica da Divisão de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo da Escola de Medicina da Universidade de Miami. No entanto, as conclusões do estudo, afirma Glueck, não podem ser clinicamente relevantes para o grupo particular de mulheres jovens avaliadas.

“São as mulheres saudáveis, para as quais não se consideraria a possibilidade de iniciar a medicação para baixar o colesterol”. Para a médica, apesar da constatação ser “bastante interessante” os resultados do estudo não devem mudar a prática clínica.

Fonte IG

O poder terapêutico do suco de laranja

Pesquisa revela que benefícios vão além da vitamina C: ele combate o colesterol

Seja no café da manhã, no almoço ou no jantar, o suco de laranja sempre parece uma boa opção. Um estudo ainda inédito revela: mais do que saboroso, este acompanhante das refeições tipicamente brasileiro também tem um potencial terapêutico ainda não usado e que vai muito além da oferta de vitamina C.

A já conhecida indicação desta bebida para quem está ficando resfriado tem como respaldo o fato da laranja ser fonte de vitamina C, o que promove uma fortificação do sistema imunológico e a proteção contra os vírus.

Agora, os primeiros resultados da pesquisa feita no Instituto do Coração (Incor) – que serão publicados na próxima edição do American Journal of Clinical Nutrition – sugerem que o mesmo alimento, em pouco tempo, pode também servir de dica para pessoas com colesterol alto. O médico cardiologista Joaquim Raposo é quem liderou a pesquisa. Ele constatou em estudos feitos em laboratório que o suco de laranja quando atrelado aos medicamentos para o colesterol potencializava os resultados benéficos da medicação.

“Em pouco tempo de uso combinado (entre remédio e suco) percebemos uma redução quase total das placas de gordura, uma condição chamada de aterosclerose e a grande responsável pelo colesterol ficar alto e ameaçar o coração”, afirma Raposo.

Estes primeiros indícios já foram comemorados mas Raposo afirma: eles ainda não oficializam a entrada do suco de laranja nos receituário dos médicos. “Esta primeira etapa foi feita apenas em coelhos. O próximo passo é testar em humanos, mas tenho convicção para apostar que, em breve, a parceria suco de laranja e medicamento para colesterol vai virar recomendação clínica”, acredita o especialista.

Antioxidante
Antes da pesquisa de Raposo, os componentes do suco de laranja já eram exaltados pela Associação Americana de Cardiologia. Isso porque o alimento é composto por flavonóides, substância antioxidante e, por isso, é considerada benéfica ao coração. Os flavonóides facilitam a circulação e a eliminação de impurezas que entopem as veias, diminuindo assim o risco de infarto e de acidente vascular cerebral (AVC).

A nutricionista especializada pela Sociedade Brasileira de Medicina Molecular, Flávia Cesar Raduam, acrescenta que frutas cítricas (como é o caso da laranja) são importantes na ação dos radicais livres, protegem as células e retardam o processo de envelhecimento celular.

Calórica?
Por esta coleção de benefícios, o médico Joaquim Raposo considera injusta a fama de “alimento muito calórico” atribuída ao suco de laranja. “As pessoas esquecem que o suco de laranja é rico em fibras e aumenta a sensação de saciedade, um aliado de quem quer fazer reeducação alimentar e perder peso”, diz, rebatendo a informação – exposta na tabela nutricional da Universidade de São Paulo (USP) – de que 200ml do produto têm 128 calorias, mais do que um copo de cerveja, por exemplo.

O alerta feito pelo especialista é que todas essas vantagens são obtidas por meio do suco de laranja típico, ou seja, sem a adição de água, apenas a fruta espremida. O Ministério da Agricultura, este mês, divulgou informativo de que o suco, o néctar, o refresco e o refrigerante feitos de laranja têm porcentagens diferentes da fruta, o que interfere nas quantidades de sódio e de açúcar adicionado, dois ingredientes que – ao contrário da fruta – são maléficos ao sistema cardiocirculatório.

Segundo o material divulgado pela pasta, enquanto o refrigerante alaranjado tem 10% de suco de laranja, o refresco e o néctar (em caixa ou lata) têm ambos, no mínimo 30% de suco. O Ministério informou que estuda a elaboração de uma norma para que no rótulo destes produtos seja obrigatória a informação do percentual de suco usado na composição, para facilitar a escolha do consumidor pelo produto com mais ou menos suco e também o teor de açúcar em cada um deles.

Fonte IG

Suco de romã pode frear metástase de câncer de próstata

Componentes químicos da bebida também poderiam ser usados contra outros tumores

Pesquisadores da Universidade Riverside, da Califórnia, identificaram componentes no suco de romã que podem inibir os movimento de células cancerosas e a metástase do câncer de próstata. A descoberta, diz Manuela Martins-Green, uma das pesquisadoras, pode ainda ter impacto no tratamento de outros tipos de câncer.

Quando o câncer de próstata reaparece no paciente depois de tratamentos como cirurgia e/ou radiação, geralmente o próximo passo é a supressão do hormônio masculino testosterona, um tratamento que inibe o crescimento das células cancerosas, pois elas precisam do hormônio para crescer.

Mas, com o tempo, o câncer desenvolve formas de resistir também a esse tratamento, se transforma em um câncer muito agressivo e sua metástase ataca a medula óssea, pulmões, nódulos linfáticos e geralmente resulta na morte do paciente.

O laboratório americano aplicou o suco de romã em células de câncer de próstata cultivadas em laboratório que já eram resistentes à testosterona - quanto mais resistente à testosterona uma célula cancerosa é, maior é a sua tendência à metástase.

Os pesquisadores então descobriram que as células tratadas com o suco de romã que não morreram com o tratamento mostraram uma maior adesão, o que significa que menos células se separavam, e também queda na movimentação destas células.

Em seguida, os pesquisadores identificaram os grupos ativos de ingrediente no suco de romã que tiveram impacto molecular na adesão das células e na migração de células cancerosas no câncer de próstata já em estado de metástase.

"Depois de identificá-los, agora podemos modificar os componentes inibidores do câncer no suco de romã para melhorar suas funções e fazer com que eles sejam mais eficazes na prevenção da metástase do câncer de próstata, levando a terapias com remédios mais eficazes", disse Manuela Martins-Green.

Outros tipos de câncer
A pesquisadora afirma que a descoberta pode ter impacto no tratamento de outros tipos de câncer. "Devido ao fato de genes e proteínas envolvidas no movimento das células de câncer de próstata serem essencialmente os mesmos que os envolvidos no movimento de células em outros tipos de câncer, os mesmos componentes modificados do suco poderão ter um impacto muito mais amplo no tratamento do câncer", afirmou.

Manuela Martins-Green explicou ainda que uma proteína importante produzida na medula óssea leva as células cancerosas a se mover para a medula onde elas poderão formar novos tumores.

"Mostramos que o suco de romã inibe a função desta proteína e, assim, esse suco tem o potencial de evitar a metástase das células do câncer de próstata para a medula", disse.

Os próximos planos da pesquisadora são fazer testes adicionais em um organismo vivo com câncer de próstata em em fase de metástase para determinar se os mesmos componentes que foram eficazes nas células cultivadas em laboratório poderão evitar a metástase sem efeitos colaterais.

Fonte IG

Sucos que acordam e fazem dormir

Nutricionista sugere cinco receitas para dar o ritmo certo a cada momento do dia

Os sucos naturais são mais do que alternativas saudáveis para hidratar o corpo. Eles também ajudam a definir o ritmo do organismo; dão energia e disposição logo pela manhã ou desaceleram o metabolismo antes de dormir. Basta escolher as combinações certas para cada situação.

A nutricionista Fátima Domingues, do Hospital São Cristóvão Saúde, preparou cinco receitas , sendo uma para cada momento do dia. A ideia é usar os sucos como alternativas de refeições intermediárias, aquelas feitas entre as refeições principais – café da manhã, almoço e jantar.

Para acordar
O primeiro suco do dia serve para despertar o organismo e dar energia para trabalhar, estudar e se exercitar. É uma combinação simples de limão, couve-manteiga e gengibre. “Ele é rico em ferro e vitamina C, auxilia na absorção de minerais”, ressalta a nutricionista.

Ingredientes:

- 2 folhas de couve
- Suco de 2 limões
- 3 lascas de gengibre
- Gelo

Preparo: Rasgue as folhas de couve com as mãos e bata com os outros ingredientes no liquidificador. O consumo deve ser imediato.

A vitamina C do limão fortalece o sistema imunológico e protege o organismo contra eventuais exposições a vírus no decorrer do dia. A fruta traz mais benefícios ainda se for consumida sem ser coada. Isso porque há fibras solúveis em seu bagaço, que agem como detergentes de gordura. Já o gengibre, conta a nutricionista, tem enzimas que auxiliam o processo de digestão. “Elas eliminam toxinas do organismo”, afirma.

Para dormir
Outra sugestão da nutricionista é para o final do dia, um suco para tomar antes de dormir. “Ele é relaxante e combate a insônia”, afirma.

Ingredientes:

- 1 xícara de chá de erva-cidreira gelado
- 1/2 pera
- 1 maracujá

Preparo: Ferva a água, desligue o fogo e coloque as folhas e ramos de erva-cidreira. Tampe e deixe abafado por aproximadamente 10 minutos. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Se preferir, a pera pode ser substituída pela maçã. O consumo deve ser imediato.

A nutricionista conta que o maracujá, por ser uma passiflora, tem propriedades sedativas. “A erva-cidreira também é um sedativo natural", afirma.

A pêra serve para suavizar o sabor ácido do maracujá, que nem sempre agrada a todos os paladares. “A fruta contém propriedades antioxidantes que combatem os radicais livres”, acrescenta.

Para o meio do dia
Além dos sucos para começar e para terminar bem o dia, a nutricionista preparou três receitas para o período da tarde. Neste horário, é difícil estabelecer um suco padrão, pois a necessidade calórica pode variar muito.

Se você tem o dia puxado e requer mais energia, a nutricionista recomenda a poderosa receita laranja, beterraba, mamão e açaí.

“A energia vem do açaí. Mas a composição do suco apresenta antioxidantes naturais (vitamina C e A), há também carotenóides, ácido fólico e fibras. Tudo ajuda a combater radicais livres e colesterol”, avalia.

Ingredientes:

- Suco de 1 laranja
- 1/4 de beterraba crua
- 1/4 de mamão papai;
- 2 colheres (sopa) de açaí (polpa ou massa congelada).

Preparo: Bata tudo no liquidificador e beba imediatamente.

Mas se você prefere não abusar das calorias porque está querendo emagrecer, experimente a receita de suco vermelho. “O licopeno, que dá a coloração vermelha, é famoso pela prevenção ao câncer de próstata”, conta Fátima.

Ingredientes:

- 1 copo de suco de melancia batida sem água
- 5 morangos

Preparo: Bata tudo no liquidificador e beba imediatamente.

Simples e básico
Por fim, se o seu dia é muito corrido, sem tempo para preparar receitas complexas no meio da tarde, existe uma alternativa bem mais simples, fácil de encontrar em qualquer padaria ou lanchonete próxima ao trabalho.

Nada mais básico do que um suco de laranja com limão. “Além de ser muito refrescante, ele é riquíssimo em vitamina C e fibras”, aponta ela.

Tais substâncias combatem os radicais livres, relacionados ao processo de envelhecimento, e o mau colesterol.

“O suco ainda ajuda o organismo a absorver ferro e outros minerais”, afirma a nutricionista.

A receita deve ter um limão, sem casca ou caroço, para cada laranja, sem casca ou caroço. Abuse do gelo. Evite adoçar com açúcar e prefira beber sem coar, para melhor aproveitar as fibras.

Fonte IG

Menos sono com a idade

Tempo de sono reduz com o envelhecimento, mas isso não acarreta sonolência diurna, diz estudo

Um estudo publicado esta semana indica que adultos saudáveis sem distúrbios do sono podem esperar uma redução no tempo em que dormem à medida que envelhecem sem que isso acarrete sonolência diurna.

A pesquisa foi publicada na revista Sleep, da Academia Norte-Americana de Medicina do Sono. O trabalho verificou que, durante um período de oito horas na cama, o tempo total dormido diminuiu significativamente e progressivamente com a idade.

No estudo feito com voluntários, adultos mais velhos dormiram cerca de 20 minutos menos do que adultos de meia-idade, que, por sua vez, dormiram em média 23 minutos menos do que os adultos mais jovens.

Tanto o número de vezes em que os voluntários acordaram durante a noite quanto o tempo em que permaneceram despertos após cada momento em que acordaram tiveram um aumento com a idade. Por outro lado, o número de horas em sono profundo diminuiu consideravelmente.

Mas, mesmo com a diminuição no tempo, na intensidade e na continuidade do sono, os mais velhos apresentaram menor propensão a ter sono durante o dia do que os mais jovens.

Em seguida, os pesquisadores submeteram os três grupos – idosos, meia- idade e mais jovens – à interrupção do sono profundo por duas noites seguidas. A resposta foi semelhante para os três grupos: aumento na sonolência durante o dia e a volta do sono profundo à noite no dia seguinte ao teste.

Segundo os autores, os resultados indicam que a “ausência do aumento de sonolência diurna diante da diminuição na qualidade do sono por conta da idade não pode ser atribuída à ausência de respostas diante de variações de sono”.

Em vez disso, apontam, o envelhecimento estaria associado com reduções na duração e na profundidade do sono exigidas para se manter alerta durante o dia.

“Os resultados reforçam a tese de que não é normal para as pessoas mais velhas sentir sonolência durante o dia. Não importa se o indivíduo é jovem ou idoso, se sentir sono durante o dia isso significa que não dormiu o suficiente na noite anterior ou que sofre de um distúrbio do sono”, disse Derk-Jan Dijk, professor da Universidade de Surrey, no Reino Unido, principal autor do estudo.

A pesquisa foi conduzida no Centro de Pesquisa Clínica da universidade britânica e envolveu 110 adultos saudáveis sem problemas de sono, sejam distúrbios ou mesmo reclamações. Do total, 44 eram jovens (20 a 30 anos), 35 de meia-idade (40 a 55) e 41 eram mais velhos (de 66 a 83 anos).

Fonte IG

Não deixe o horário de verão atrapalhar seu sono

Veja a dica de uma especialista em medicina do sono para enfrentar o novo horário e evitar a sonolência diurna


Todo ano é a mesma coisa. A primeira semana do horário brasileiro de verão, que inicia às 0h de amanhã (16) em 11 Estados no Distrito Federal, sempre deixa o organismo um pouco confuso.

Se para alguns acordar uma hora mais cedo é algo tranquilo, para outros, adiantar uma horinha no relógio é uma tarefa complicada.

Para quem está procupado com o sono que certamente será afetado pelo novo horário, uma especialista da area dá a dica: o mais importante é garantir um bom descanso antes da mudança.

Segundo Aparajitha Verma, diretora do Centro de Distúrbios do Sono do Instituto Neurológico Metodista de Houston (EUA), uma forma de conseguir isto é começando a mudar os hábitos de sono nos dias que antecedem a mudança de horário.

“Por exemplo, comece a levantar e ir para a cama uma hora mais cedo”, aconselha ela.

Caso sinta a necessidade e disponha de tempo livre, tirar um cochilo na tarde de domingo, já com o novo horário em vigor, também é uma boa idéia. A especialista recomenda apenas evitar a soneca poucas horas antes do horário habitual de ir para a cama, pois isto pode atrapalhar o sono noturno.

Ao tentar adaptar-se à mudança de horário, lembre que alguns problemas persistentes podem indicar um transtorno de sono mais grave. Manter-se acordado depois de 30 minutos tentando pegar no sono; ter sonolência diurna excessiva ou acordar cansado mesmo depois de dormir por sete ou oito horas são alguns sinais de que é preciso procurer um especialista em medicina do sono.

Fonte IG