Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Cor da urina pode revelar doenças renais ou do fígado

Laranja e marrom são tons que merecem alerta
 
Por Dra. Cibele Rodrigues
 
A cor do xixi pode falar muito sobre sua saúde e é bom estar atento a algumas alterações que podemos reconhecer só de olhar para ele, especialmente se o vaso sanitário for branco.
 
Uma urina que se aproxima da água pode significar que bebeu muito líquido ou que seus rins perderam a capacidade de concentrar o xixi, como ocorre na doença renal crônica. Amarelo claro, por sua vez, é a cor da urina normal.
 
Amarelo forte
A coloração amarela forte ou alaranjada pode ser apenas porque está faltando líquidos no organismo, mas pode significar que outras coisas estejam acontecendo. Por exemplo, em caso de infecção da urina há uma grande quantidade de células chamadas leucócitos que deixam a urina mais forte e frequentemente má cheirosa devido à presença especialmente de bactérias. Podem existir outros sintomas associados como dor ou ardor para urinar, a pessoa acometida pode fazer xixi diversas vezes em pequenas quantidades e mediante esforço, dor na região inferior da barriga, enfim, características de cistite (infecção na bexiga) ou uretrite (infecção na uretra, que é o canal que liga a bexiga ao meio externo).
 
Vermelho, marrom ou mais escuro
A urina de cor avermelhada ou alaranjada "como suco de laranja", ou ainda cor de "chá mate", ou cor de "refrigerante de cola" é geralmente sinal de perda de sangue pela urina. Este sangue pode estar vindo dos rins (glomérulos) ou das vias urinárias. Por exemplo, pedras que andam pelos canais que levam o xixi podem machucá-los e o sangue sair, geralmente acompanhado de dor na região lombar de forte intensidade. Mas pode ser mais preocupante até do que isso, como é o caso de tumores, nefrites, tuberculose, enfim, apenas o médico poderá, por meio de um exame simples, saber exatamente o que ocorre.
 
Quando o fígado está doente o paciente pode produzir excesso de bilirrubinas, que podem ser eliminadas pelos rins e colorir a urina de cor acastanhada ou mesmo marrom.
 
Outras cores
Não podemos nos esquecer que alguns corantes naturais como o da beterraba, amora e mirtilo podem colorir a urina, sem qualquer significado de doença. O mesmo em relação aos corantes artificiais que podem tornar a urina de cores inimagináveis e estão contidos principalmente em remédios.
 
Além disso, algumas bactérias não tão habituais na urina, geralmente infecções adquiridas em ambiente hospitalar ou na presença de entupimentos da via urinária, são capazes de produzir um pigmento azul ou verde. São as pseudomonas, conhecidas como bacilos piociânicos (ciano=azul).
 
Na dúvida, busque ajuda médica
Enfim, prestar atenção na cor da urina deve ser um hábito simples que pode prevenir que doenças evoluam sem diagnóstico. E os nefrologistas recomendam que, sempre que possível, o vaso sanitário seja claro, de forma a permitir que pequenas alterações possam ser notadas. Beber bastante líquido também é uma recomendação universal, a menos que o indivíduo esteja em tratamento de insuficiência renal. O certo é que urinemos cerca de 2,0 a 2,5 litros de xixi ao dia, de cor amarelo clara, sem cheiro forte e sem dor. Fique de olho!
 
A qualquer dúvida, procure seu médico. Um exame de urina simples pode trazer muitas informações importantes a um custo baixo e sem qualquer incômodo na coleta.
 
Minha Vida

Uso de antibióticos para sinusite é recomendado apenas em casos causados por bactérias

Quando este tipo de medicamento é usado sem necessidade várias vezes, pode causar resistência das bactérias ao tratamento

Por Dra. Rosane Bergwerk
 
Existe uma tendência atual a partir das diretrizes nacionais e internacionais em substituir o termo clássico sinusite por rinossinusite em virtude da dificuldade de se estabelecer limites precisos para os processos inflamatórios que acometem a mucosa do nariz e dos seios paranasais. Os seios da face ou paranasais são cavidades aeradas localizadas na região anterior do cranio que se comunicam com a cavidade nasal através de óstios (orifícios) de ventilação e drenagem. Os seios paranasais recebem o nome de acordo com o osso em que se encontram: seios frontais (na testa), maxilares (região das bochechas), etmoidais (próximo aos olhos) e esfenoidais (só é visualizado internamente).                             
 
A rinossinusite é definida como um processo inflamatório da mucosa do nariz e dos seios paranasais em que ocorre a presença de entupimento nasal, secreção nasal anterior (é aquela que vai sair pelo nariz) ou posterior (aquela que se aloja na faringe posterior), dor ou pressão facial e ou redução ou perda do olfato. Podem ocorrer sintomas gerais como mal estar e febre (nem sempre está presente), irritação na faringe, laringe e traqueia, dor de garganta, disfonia e tosse. Há achados na endoscopia nasal: pólipos (são pequenos crescimentos benignos de tecido inflamado na camada mucosa do nariz ou dos seios paranasais, que fazem saliências para dentro deles), secreção mucopurulenta (amarelo esverdeada) e edema. Na tomografia computadorizada pode haver alterações da mucosa do complexo ostiomeatal (via final comum de drenagem dos seios frontal, etmoidal anterior e maxilar) ou dos seios paranasais.
 
A rinossinusite pode estar relacionada com alergia, pólipos e com processos infeciosos virais, bacterianos e fúngicos. O tipo viral é o mais comum. Acredita-se que um adulto possa apresentar 2 a 5 resfriados por ano e uma criança 6 a 10 episódios por ano. Destes episódios virais 0,5 a 10% evoluem para infeção bacteriana.                             
 
Tratamento
O objetivo do tratamento da rinossinusite é erradicar a bactéria do local da infecção, diminuir a duração dos sintomas, prevenir complicações e evitar a cronificação. O tratamento da rinossinusite bacteriana deve ser realizado com antibióticos, baseando-se na frequência da presença de bactérias que podem ser diferentes na rinossinusite aguda e crônica. O período de tratamento na rinossinusite aguda é de 10 a 14 dias. Os pacientes que não fizeram uso de antibióticos nas últimas quatro a seis semanas utilizarão antibióticos de espectro habitual. Para aqueles que utilizaram antibióticos nas últimas quatro a seis semanas ou apresentam doença moderada a grave deve-se orientar antibióticos de maior largo espectro.                            
 
Na rinossinusite crônica o tratamento com antibióticos deve seguir por um período de três a seis semanas baseando-se nos agentes mais prevalentes. Uso de baixas doses de antibióticos específicos por longos períodos pode ser considerado. Tratamento cirúrgico para esses casos pode ser indicado. Corticoesteroides por curtos períodos são utilizados tanto na rinossinusite aguda como na crônica. Corticoesteroides tópicos podem ser indicados como tratamento coadjuvante na rinossinusite crônica. Lavagem nasal com soluções de soro fisiológico sem conservante é importante para os dois tipos de quadro. Podem ser utilizados em curto prazo descongestionantes tópicos ou sistêmicos para os casos agudos. Na rinossinusite crônica deve ser orientado o controle ambiental, a diminuição a exposição a fumaça de cigarro e cessação do tabagismo.                             
 
Caso o antibiótico seja receitado sem necessidade, se houver orientação de uma proteção gástrica, não acontecerá nenhum prejuízo para o paciente. Porém se isso ocorrer várias vezes o paciente pode se tornar resistente a essas bactérias. O mais importante é estar acompanhando talvez neste caso com um médico especialista que possa distinguir bem entre processo viral e bacteriano e no caso de rinossinusite crônica ou recorrente investigar causas diversas para estabelecer um diagnóstico preciso.
 
Como se suspeita que um quadro é viral ou bacteriano?
Classicamente coriza clara e aquosa acontece em processos virais ou alérgicos e a medida que a coriza vai se tornando mucopurulenta ou purulenta (amarelo esverdeada) pensa-se em processo bacteriano. Na prática isso nem sempre é verdadeiro pois a secreção purulenta também ocorre em infeções virais. Não existe qualquer sintoma específico e exclusivo para o diagnóstico diferencial entre as infecções virais e bacterianas dos seios paranasais.                             
 
A suspeita de uma rinossinusite bacteriana após um quadro viral deve ser considerada quando as manifestações permanecem após 10 dias ou pioram após 5 dias.                             
 
A obstrução nasal e congestão nasal são sintomas mais comuns na rinossinusite aguda, nos quadros crônicos não aparecem tanto e quando isso ocorre estão relacionados com rinite alérgica e desvio do septo nasal. Aparecem nas infeções virais e bacterianas.                             
 
A dor facial pode estar presente nas rinossinusites virais ou bacterianas, nos quadros virais a cefaleia é difusa e intensa, na bacteriana é "em peso" e piora com a inclinação da cabeça para frente. Pode haver dor dentária na mastigação. Dor facial é incomum na rinossinusite crônica, pode sugerir reagudização. Alterações olfatórias podem aparecer nos casos virais ou bacterianas.                            
 
Sintomas que apontam para rinossinusite bacteriana de forma contundente: drenagem de secreção mucopurulenta posterior, edema envolta dos olhos, halitose, hiperemia (vermelhidão) da região posterior da orofaringe, dor à palpação facial.                             
 
Diagnóstico
A história clínica e o exame otorrinolaringológico geralmente é suficiente para estabelecer o diagnóstico. O estudo radiológico convencional dos seios paranasais e rinofaringe é uma técnica cada vez menos utilizada, pois não avalia com exatidão a extensão da inflamação. O exame de imagem de escolha para confirmar o diagnóstico e verificar a extensão da doença é a tomografia computadorizada. Deve ser utilizada para casos crônicos e de difícil resposta ao tratamento clínico.
 
Ressonância magnética deve ser utilizada quando há suspeita de neoplasia ou para sinusite fúngica. A endoscopia nasal é muito útil para identificação de desvio de septo, pólipos, visualização da mucosa nasal e do aspecto da secreção, podendo se retirar material para bacteriologia. A punção do seio maxilar com retirada de material para identificação da bactéria não é um método rotineiro, pois é muito invasivo. A solicitação de um perfil para avaliação de deficiências imunológicas para pacientes com rinossinusite crônica e recorrente é fundamental. Há exames que podem ser realizados quando existe suspeita de alteração do transporte mucociliar.
 
Minha Vida

Anvisa suspende lote falsificado de medicamento e outros produtos

A Anvisa determinou, nesta terça-feira (21/10), a apreensão e inutilização, em todo o país, do lote L32 do medicamento Hemogenin Comprimidos 50mg – Sarsa
 
A empresa Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda, detentora do registro do medicamento, informou que não fabricou o lote acima, sendo, portanto, um lote falsificado. O embalagem do produto falsificado apresenta algumas características diferentes dos produtos originais, tal como a gravação cor verde no blíster com alumínio, em vez da cor rosa gravada no original.
 
Foi suspensa a distribuição, comercialização e uso do lote R1401760 do medicamento Vaselina Sólida, lata com 20g, fabricado por Indústria Farmacêutica Rioquímica Ltda e com validade até 05/2017. A medida se deve à constatação da presença de oxidação no material da embalagem primária do medicamento. A empresa fabricante comunicou o recolhimento voluntário do lote.
 
Também foi determinada a suspensão da distribuição, comercialização e uso do lote 385 do cosmético Dermygel Antisséptico Aloe Vera, fabricado pela empresa S A Cosméticos do Brasil Ltda e com validade até 21/03/2016. O lote apresentou resultado insatisfatório nos ensaios de rotulagem primária e teor de álcool etílico.
 
Interdição cautelar de kit para escova progressiva
A Agência interditou cautelarmente, pelo prazo de 90 dias, o lote 031856 do cosmético Kit Amend Supreme Liss Sistema para Escova Progressiva, composto pelos produtos Shampoo Limpeza Profunda (lote 030254, validade: 07/2015), Máscara para Blindagem do Efeito Liso (lote 030253, validade: 07/2015) e Emulsão Redutora de Volume (lote 031509, validade: 08/2015). Todos os produtos acima foram fabricados pela empresa Bem Estar Indústria, Comércio e Importação Ltda e obtiveram resultados insatisfatórios no ensaio de rotulagem. O produto Emulsão Redutora de Volume, que também pode ser encontrado isoladamente do Kit, obteve também resultado insatisfatório no ensaio de determinação de pH.
 
Todas as suspensões contidas nesta notícia foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (21/09).
 
Clique aqui e visualize.
 
Assessoria de Imprensa da ANVISA

Hipertensão mal controlada pode causar miocardiopatia hipertensiva

Doença leva a danos e disfunção do musculo cardíaco, aumentando risco de insuficiência
 
Por Dr. Nilton Carneiro
 
 A hipertensão arterial é reconhecida como fator de risco para lesão de órgãos importantes do nosso corpo, como os rins, olhos, cérebro e o coração.
 
Em determinadas ocasiões, como quando a pressão arterial mantem-se elevada por um longo período ou quando há demora no diagnóstico e tratamento, existe maior risco para a lesão cardíaca.
 
Miocardiopatia é um termo utilizado para denominar um grupo de doenças que atingem o musculo cardíaco, de forma que há prejuízo na função de "bomba" deste órgão e pode haver evolução para insuficiência cardíaca.
 
A miocardiopatia hipertensiva ocorre quando a hipertensão arterial leva a danos e disfunção do musculo cardíaco. Todo paciente hipertenso deve ser avaliado quanto a cardiopatia hipertensiva, pois encontra-se em risco de desenvolve-la. A hipertensão arterial não controlada ou com diagnóstico tardio, além daqueles casos de hipertensão com inicio precoce (menos de 40 anos de idade), pode ter risco maior de desenvolver cardiopatia hipertensiva com o passar dos anos.
 
Existe clareza na associação entre pressão arterial elevada e risco cardíaco, mas não é possível prever com certeza quais pacientes e em quanto tempo apresentarão a evolução para miocardiopatia, de forma que o controle dos valores da pressão arterial ainda é a medida mais efetiva na prevenção da cardiopatia.
 
Essa lesão ao musculo cardíaco pode ser entendida pela maior dificuldade ou sobrecarga que o músculo tem que enfrentar a cada batimento por conta de um "obstáculo" maior, que seria um sistema com alta pressão que em que ser vencido para que o batimento cardíaco seja efetivo e haja circulação de sangue por todos os demais órgãos. Algumas alterações genéticas envolvendo hormônios e substâncias liberadas principalmente pelos rins e vasos sanguíneos contribuem para uma cascata de eventos que no final leva a miocardiopatia. A interação do musculo cardíaco com esses fatores é que determina em cada individuo qual a velocidade dessas alterações.                            
 
O diagnóstico da miocardiopatia hipertensiva ocorre com a análise de um conjunto de fatores:
 
- Historia clinica e exame físico. Paciente hipertenso que evolui com cansaço para atividades que antes eram feitas com facilidade, palpitações, iedema em extremidades podem eventualmente ter comprometimento do musculo cardíaco. O médico durante exame físico pode flagrar alterações na inspeção do tórax, avaliar edema de extremidades, e observar anormalidades em ausculta cardíaca e pulmonar
 
- Eletrocardiograma. Este exame de fácil e rápida realização pode fornecer sinais indiretos de doença do músculo cardíaco, indicando aumento de tamanho das cavidades cardíacas ou alteração na condução elétrica decorrentes de hipertensão arterial descontrolada
 
- Ecodopplercardiograma. Exame fundamental neste diagnostico, visto que fornece informações sobre estrutura do coração (se há aumento das cavidades cardíacas ou hipertrofia que corresponde ao aumento da massa muscular) e também sobre a função, visto que em fases avançadas da doença o coração pode perder sua força contrátil, ou seja, enfraquecer. O eco auxilia em estagiar a doença também, uma vez que no inicio pode ocorrer apenas dificuldade no relaxamento do musculo - as vezes assintomático, mas em fases avançadas já ocorre hipertrofia e perda de função do coração, eventualmente até dilatação
 
- Exames complementares de imagem como a ressonância magnética e a tomografia cardíaca são pedidos, não como rotina, mas na dependência de características de cada caso
 
O tratamento compreende controle da pressão arterial com modificações de estilo de vida (nutrição e atividade física adequadas) e fármacos anti-hipertensivos. Quando a pressão elevada acompanha presença de cardiopatia, o tratamento farmacológico muda, dando-se preferencia a associação de fármacos betabloqueadores e outros que bloqueiam um sistema denominado renina-angiotensina-aldosterona. Alguns desses fármacos podem ao mesmo tempo ter efeito benéfico no nível de pressão arterial.                            
 
Mesmo que o tratamento seja otimizado, uma vez que se desenvolve alteração da estrutura do coração o objetivo será impedir ou lentificar a evolução da doença, dificilmente retornando-se às condições iniciais. Logo o tratamento preventivo da pressão arterial é o mais importante.
 
Minha Vida

Cigarro agride as cordas vocais, deixando a voz mais grossa

Entenda como o tabagismo interfere no funcionamento vocal
 
Por Solange Dorfman
 
Os efeitos negativos do cigarro sobre a voz e sobre a saúde da laringe como um todo são inegáveis.  O ato de fumar está associado a alterações na qualidade vocal, irritações da laringe, câncer e outras alterações dos tecidos.
 
Apesar do aumento das políticas públicas que visam combater o tabagismo, o cigarro continua sendo a principal causa de mortes evitáveis em todo o mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o cigarro causa seis milhões de mortes no mundo por ano, a maioria em países de baixa e média renda. Além disso, a OMS alerta que, se essa tendência se mantiver, o número de mortes ligadas ao fumo deve aumentar para oito milhões ao ano em 2030 - e 80% desses óbitos deverão acontecer nos países mais pobres.
 
Um fumante de 30 anos de idade tem sua expectativa de vida diminuída em 18 anos. Fumantes que morreram entre os 35 e os 69 anos perderam, em média 22 anos de vida por causa do tabaco.
 
A fumaça e o alcatrão dos cigarros, charutos e cachimbos ressecam o trato vocal, causando irritação do revestimento mucoso das vias aéreas, indispensável para qualidade vocal.
 
As pregas ou cordas vocais, quando agredidas pelo calor e os mais de cinco mil tipos de substancias tóxicas advindas do cigarro apresentam depósito de secreção ao longo de toda a extensão, levando ao aparecimento do pigarro.
 
Isso se deve tanto pela própria fumaça e componentes, como pelo fato das células ciliadas, presentes nas bordas das cordas vocais e importantíssimas para renovação do muco que a recobre, pararem de se movimentar por uma hora a cada cigarro utilizado. Diante desse quadro, a tosse e pigarro frequentes ocorrem em resposta à irritação da mucosa, sendo causados pelos agentes nocivos e pelo calor das substâncias inaladas pelo tabagista. 
 
As cordas vocais funcionam como aparadores de impurezas ao longo da laringe, favorecendo assim a instalação de alterações laríngeas diversas como edemas, pólipos, hiperplasias, displasias e câncer. Se o sistema respiratório estiver comprometido, haverá uma modificação na produção da voz. Alguns fumantes apresentam pregas vocais polipóideas flácidas que resultam em disfonia (voz comprometida) significativa.
 
Mesmo na ausência da patologia laríngea, os efeitos do fumo sobre a função pulmonar são suficientes para produzir uma ampla alteração na voz.
 
Há evidências de que fumar cigarros relaciona-se intimamente ao câncer de laringe. A maioria dos indivíduos com carcinoma laríngeo tem história de fumo durante longo tempo de sua vida. Condições pré-cancerosas como leucoplasia e hiperceratose também estão intimamente ligadas ao fumo.
 
Conhecida pela sigla ETS (Environmental Tobacco Smoke), a fumaça ambiental do tabaco é formada principalmente (até 85%) pela fumaça desprendida da ponta acesa de um cigarro e é também exalada pelo fumante.
 
Minha Vida

Amidalite pode causar hálito com cheiro de queijo

Especialista afirma que retirar as amídalas nem sempre é a melhor saída para tratar o problema
 
A amidalite é uma doença infecciosa que causa forte dor de garganta, dificuldade para engolir e febre. Para piorar, as plaquetas brancas ou amarelas (cáseos amidalianos) que se fixam nas amídalas durante a infecção (inchando-as) também podem causar mau hálito. “Esses cáseos quando apertados exalam um cheiro ruim e forte que causa o mau hálito. A palavra cáseos, vem do latim caseum, que significa queijo. Daí a ligação com o odor desagradável”, diz Marcos Moura, presidente da ABHA (Associação Brasileira de Halitose). 
 
Por conta do cheiro forte provocado pelos cáseos, é muito fácil saber se são eles que estão causando a halitose ou não. “Basta fechar a boa, massagear ou apertar a região do pescoço onde ficam as amídalas e depois soprar para que alguém sinta a cheiro exalado”, diz o especialista.
 
Essa infecção pode ser viral ou bacteriana e pode se manifestar por conta de baixa resistência orgânica, má higienização bucal ou baixa salivação. No caso da bacteriana, são algumas células descamadas, restos de alimentos, corpos estranhos e bactérias infecciosas que se alojam nas amídalas e formam os cáseos amidalianos, que provocam a inflamação. O tratamento é feito com antibióticos. 
 
Retirada das amídalas pode ser um erro
Hoje em dia é muito comum que pacientes com cáseos tenham suas amídalas removidas para resolver, inclusive, o problema da halitose. Acontece que quando o intuito é eliminar o mau hálito, essa intervenção cirúrgica, na maioria das vezes, é desnecessária.  
 
“Alterações no padrão da saliva, tanto de quantidade como de qualidade, podem causar cáseos e saburra lingual, o que gera halitose. Tratar essa alteração é o caminho mais correto para eliminar a formação dos cáseos e saburra. Só a remoção das amígdalas não vai solucionar o problema de mau hálito”, diz Marcos. 
 
Segundo o especialista, em quase dez anos dedicados ao trabalho com a halitose e as alterações dos padrões salivares, somente uma vez foi necessário indicar a uma paciente a remoção das amídalas.  Por isso, para Marcos, em casos de cáseos amidalianos e mau hálito, é necessário primeiro procurar um médico especializado em halitose para tentar resolver o problema de uma maneira mais simples.
 
“Caso haja alteração do padrão salivar, precisamos indicar uma mudança nos hábitos de higienização da língua utilizando raspadores linguais. Também será necessário indicar gargarejos para uma correta limpeza da região da orofaringe e, em alguns casos, até a lavagem das narinas com soro para diminuir o gotejamento nasal que cai diretamente sobre as amídalas deixando-as ainda mais infeccionadas”, diz o especialista. 
 
Terra

Nova rede social conecta pacientes com câncer

Pacientes contam suas experiências e trocam informações sobre a doença e o tratamento
 
Trocar experiências entre pacientes e familiares que enfrentam o câncer é uma forma de passar pela doença com um pouco mais de leveza.
 
Foi pensando nisso que o Instituto de Oncologia Santa Paula (IOSP) criou a Coneccte, que visa promover o diálogo direto entre pacientes com câncer.
 
A novidade será lançada nesta terça-feira (21), em São Paulo. O evento reunirá personalidades que já enfrentaram o problema, como o ator Herson Capri, que fez tratamento contra um câncer de pulmão, e a jornalista Joyce Pascowitch, que atualmente trata um câncer de mama
 
Entre as histórias de vida que integram a rede, está o caso de Aparecido Donizette, 58, em tratamento há 12 anos. Com duas filhas e uma neta, ele é portador de um tipo de câncer ósseo.
 
Apesar de comparecer uma vez por mês no IOSP para tomar medicamentos, e diante de um novo nódulo nas costas, ele nunca deixou de trabalhar. Atualmente, trabalha com taxista e diz que a ocupação é importante para não se deixar abater.
 
Casal na luta
O casal Ana Maria Fornasaro, 58, e Luiz Fornasaro, 67, teve que aprender a lidar juntos com o problema, já que ambos foram diagnosticados com a doença.  
 
Em 2010, Luiz começou a sentir muitas dores no corpo, e não conseguia mais carregar peso. Foi diagnosticado com câncer nos ossos e a princípio foi desenganado pelo médico, mas superou e se trata até hoje.
 
Com o tratamento, teve que ficar afastado por seis meses da empresa onde trabalhava, mas, logo depois disso, retomou as atividades. Ele conta que tanto a ocupação, quanto os amigos, família e a fé foram importantes no combate à doença.
 
Já Ana descobriu o câncer de mama em outubro de 2012, passou por cirurgia, quimio e radioterapia. Atualmente, segue com acompanhamento médico e quimioterapia oral.
 
Os filhos do casal moram nos Estados Unidos, e a rotina de viagens para vê-los passou a ser um pouco menos intensa.
 
Ela conta, no entanto, que apesar do susto viu na evolução do marido motivo suficiente para  juntar forças e lutar por sua própria recuperação.  
 
Terra

Viver com fumante equivaleria a morar em cidade poluída, diz estudo

Fumantes passivos são expostos a níveis de partículas finas similares ao da ‘suja’ Pequim
 
Rio - Há décadas cientistas alertam para os danos do fumo passivo - entre eles, doenças respiratórias e cardíacas -, mas um novo estudo traz mais argumentos para controlar o hábito também dentro de casa. Segundo pesquisa publicada no “British Medical Journal”, viver numa residência com fumantes equivale a viver numa grande e poluída cidade, como Pequim ou Londres. O fumo em edifícios públicos, restaurantes e bares vem sofrendo restrições cada vez mais intensas pelos governos, mas no âmbito privado resta o bom senso de seus moradores para negociar áreas livres da fumaça do cigarro, sugerem os pesquisadores da Universidade de Aberdeen (Reino Unido).
 
“A fumaça do cigarro pode gerar altos níveis de partículas tóxicas em casa, muito maiores do que a experienciada do lado de fora de grandes cidades. Tornar uma casa livre de fumo é a forma mais eficiente de reduzir a quantidade de danos”, escreveu o líder da pesquisa, Sean Semple.
 
- A evidência de que o fumo passivo leva a doenças já é antiga, mas a questão é que estão provando que ela é realmente mais deletéria do que a poluição - comentou a psiquiatra Analice Gigliotti.
 
Os pesquisadores analisaram os níveis das chamadas partículas finas (PM2.5) - presentes na fumaça da combustão de óleos ou de cigarros - no interior de 93 casas de fumantes e 17, de não fumantes, entre 2009 e 2013. A média de concentração de PM2.5 nas residências de fumantes era dez vezes maior do que a encontrada na de não fumantes. Além disso, não fumantes que viviam com fumantes tinham nível de exposição ao PM2.5 três vezes maior do que os limites recomendados pela Organização Mundial de Saúde (10 µg/m3). Cerca de um quatro das casas tinha uma média de concentração de 111 µg/m3, mais de 11 vezes o recomendado pela OMS. Muitos fumantes passivos que viviam em casas de fumantes inalavam, segundo o estudo, quantidades similares de PM2.5 a que estão expostos habitantes de grandes cidades com altos níveis de poluição do ar.
 
Os pesquisadores também estimaram que a massa total de PM2.5 inalada durante um período de 80 anos para quem vive numa residência sem fumo era de 0,76g, comparada com a de uma pessoa que vivia numa casa com tabaco, de 5,82g. Não fumantes que vivem em famílias de fumantes experimentariam uma redução de 70% de PM2.5 inalado se sua casa fosse livre do cigarro, e a redução é especialmente importante para as crianças e idosos.
 
- Isso pode ajudar o fumante a se conscientizar do mal que pode fazer às pessoas que convivem com ele, E geralmente são seus próprios filhos que estão sendo afetados - explicou Analice Gigliotti.
 
O Globo

OMS pede medidas mais restritivas contra o tabaco

Toby Melville / REUTERS - Uma mulher fuma na Trafalgar Square, em
Londres: projeto de lei quer banir o cigarro dos espaços públicos da cidade:
 ações restritivas ganham novo ímpeto
Reunião da Convenção-Quadro termina com documento que prevê maior taxação e controle da venda de cigarro, além da regulação de cigarro eletrônico e narguilé
 
Rio - O cerco ao fumo ganha novo fôlego, já que novas e mais rígidas diretrizes foram aprovadas durante a sexta reunião da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco, da Organização Mundial de Saúde (OMS), da qual o Brasil e outros 178 países são signatários. As recomendações não têm peso de lei, mas servem de base para que as nações integrantes adotem medidas em suas esferas, o que tem funcionado como a principal ferramenta de redução do tabagismo nos últimos anos, sobretudo no Brasil. Desta vez, as decisões do encontro, realizado no fim de semana em Moscou, incluem, por exemplo, mais impostos sobre o cigarro e regulação de produtos como cigarros eletrônicos e narguilés.
 
Durante uma semana, representantes de nações, ONGs e OMS participaram de intensos debates para a conclusão do documento, que foi criado em 2003 e recebe adendos periodicamente à medida que as ações avançam. A indústria do tabaco não pode integrar a convenção, mas, segundo participantes, ela pressiona para que as recomendações sejam menos restritivas. No discurso de abertura, a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, transpareceu que este embate não tem sido fácil nos últimos anos.
 
— A implementação da Convenção-Quadro atinge um novo patamar, a indústria do tabaco revida, com mais força e por todos os canais possíveis, não importando o quão desonesto esses canais e práticas sejam — comentou Margaret, ressaltando que, apesar dos esforços da indústria, “importantes decisões foram aprovadas”.
 
Maior controle sobre pontos de venda
Em entrevista ao GLOBO, a chefe secretariada da convenção, a brasileira Vera Luiza da Costa e Silva, comentou sobre os que são considerados os principais avanços (e que ainda serão publicados na íntegra no site da OMS). Segundo Vera, haverá uma posição mais firme na responsabilização da indústria, no caso de litígios, sobre malefícios e mortes causados pelo cigarro. E também sobre as pressões comerciais e lobbies dos fabricantes. Espera-se ainda um maior controle sobre a propaganda nos pontos de venda, seguindo o exemplo da Austrália, onde os maços são neutros, sem o rótulo de cada marca. Produtos sem combustão ou nicotina, cujos exemplos são o narguilé, o tabaco mascado ou aspirado, cachimbos d’água e cigarros eletrônicos, deverão ser regulamentados.
 
— Entendemos que eles são porta de entrada para o cigarro — explicou Vera. — No Brasil, a venda de cigarros eletrônicos está proibida, e isso é muito bom, pois no país a prevalência do consumo de tabaco já é baixa, o que não justificaria a entrada de novos produtos no mercado.
 
No país, o tabagismo vem caindo progressivamente, por conta, inclusive, da adoção de recomendações da Convenção-Quadro. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), entre 1989 e 2010 houve queda de quase 50% na prevalência de fumantes. Ano passado, dados da pesquisa Vigitel também revelaram uma prevalência de 11,3% da população fumante, contra 15,7% em 2006. Um fumante inveterado fuma, geralmente, mais de 20 cigarros por dia, e a média do brasileiro é de 17.
 
A expectativa da OMS, de acordo a chefe secretariada da convenção, é que em 2025 a prevalência de fumo não ultrapasse os 5% em Nova Zelândia, Irlanda, Finlândia e Singapura — e, em 2030, em outras nações. No Reino Unido, medidas como a restrição de compra por aqueles que nasceram a partir do ano 2000 estão em discussão. Lá também se estuda a restrição ao fumo em parques e espaços públicos.
 
O documento recomenda ainda o aumento de impostos sobre o cigarro, e a OMS sugere uma taxa de 70% sobre o preço do maço. Até 2015, espera-se que o maço tenha alta de 55% no Brasil. Depois disso, a nova previsão de impostos ainda não foi apresentada pelo governo federal.
 
Apoio do governo aos plantadores de tabaco 
Apesar de todas as medidas, o tabagismo ainda causa em torno de 200 mil mortes por ano no país, de acordo com o Ministério da Saúde. E não são apenas os fumantes os afetados. Na outra ponta, os agricultores de tabaco sofrem com intoxicação por nicotina pelo manuseio da folha verde do tabaco durante a colheita. Um fumante tem níveis de nicotina no sangue acima de 50 ng/ml. Testes de urina realizados pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde mostraram que agricultores não fumantes com sintomas da doença tinham níveis entre 68 e 380 ng/ml. O Brasil hoje é o maior exportador e o segundo maior produtor de tabaco do mundo, mas as restrições internacionais contra o fumo vêm se refletindo, também, no enfraquecimento do setor. Portanto, um dos temas centrais da convenção é estabelecer alternativas aos agricultores.
 
— O Brasil teve um papel importante nesse tema nas discussões porque o governo federal tem apoiado a diversificação da produção do tabaco, investindo em políticas públicas para que os agricultores deixem de plantar tabaco e comecem a produzir alimentos — afirmou Vera Luiza da Costa e Silva.
 
Membros da convenção estão também preocupados com o comércio ilícito de produtos de tabaco e cobram de países como o Brasil a assinatura do protocolo internacional de combate à prática, que já define regras claras no controle da cadeia de oferta e na cooperação internacional.
 
O Globo

Grupo sintetiza partículas de ouro com potencial uso em nanomedicina

Foto: K.Toledo 
Objetivo de pesquisa desenvolvida na Unifesp é estudar a interação entre as
nanopartículas e diferentes proteínas. Dados preliminares foram apresentados
 por Alioscka Sousa na Alemanha, durante a  FAPESP Week Munich
A síntese de partículas de ouro ultrapequenas com potencial aplicação em nanomedicina é o objetivo de um projeto que vem sendo desenvolvido na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com apoio da FAPESP
 
Dados preliminares foram apresentados pelo professor do Departamento de Bioquímica Alioscka Sousa na última quinta-feira (16/10), na Alemanha, durante a programação da FAPESP Week Munich.
 
“Muitos grupos têm trabalhado com partículas de ouro com cerca de 10 ou 20 nanômetros (nm) de diâmetro. Nosso objetivo é sintetizar partículas com menos de 3 nm, pois estudos in vivo de outros pesquisadores mostraram que elas são pequenas o suficiente para serem excretadas pelos rins e, portanto, não se acumulam no organismo”, disse Sousa em entrevista à Agência FAPESP.
 
De acordo com o pesquisador, dados da literatura científica revelam que esse tipo de partícula metálica, apesar do tamanho diminuto, mantém certa preferência por se depositar em tecidos tumorais, onde há grande vascularização e pouca drenagem linfática. Com isso, ela demora mais para ser excretada.
 
Embora ainda não tenha sido testado in vivo nenhum potencial uso terapêutico, existe uma teoria de que as partículas metálicas ultrapequenas poderiam servir como carreadoras de drogas contra o câncer.
 
“Uma preocupação do nosso projeto é sintetizar partículas esféricas extremamente uniformes, pois acreditamos que pequenas diferenças de tamanho possam resultar em diferentes efeitos biológicos. A maior parte dos trabalhos publicados por outros grupos até o momento mostrou, em geral, partículas bastante heterogêneas”, disse Sousa.
 
Para caracterizar a partícula após a síntese, a equipe da Unifesp usa técnicas como microscopia eletrônica de transmissão-varredura e ultracentrifugação analítica. Em conjunto, as metodologias permitem detectar com alta resolução pequenas diferenças de tamanho e forma.
 
Outro aspecto importante a ser levado em conta, explicou Sousa, é a composição química da superfície, pois, além do tamanho, ela também é um fator que determina o comportamento da partícula no meio biológico.
 
“Toda partícula metálica precisa de uma camada orgânica que lhe dê solubilidade. Em nosso projeto, propomos decorar a superfície das partículas com diferentes combinações de pequenos peptídeos – com cerca de três aminoácidos apenas – e estudar como isso modifica a interação com proteínas”, explicou o pesquisador.
 
Para estudar a interação entre as partículas metálicas e diferentes proteínas modelo, o grupo faz uso de diversas técnicas biofísicas. Em especial, tem sido testada uma metodologia conhecida como ressonância plasmônica de superfície – normalmente utilizada em pesquisas que buscam desvendar a interação entre duas proteínas.
 
“O equipamento permite calcular a afinidade, bem como a cinética (velocidade) com que a interação ocorre, se é que ela ocorre. Já estamos realizando os primeiros testes”, contou.
 
Os experimentos têm contado com a colaboração do pesquisador Peter Schuck, do National Institute of Biomedical Imaging and Bioengineering – um dos órgãos vinculados ao National Intitutes of Health (NIH), dos Estados Unidos.
 
“Procuramos entender, do ponto de vista da ciência básica, como a atividade biológica é afetada ao mudar a estrutura da partícula – seja o tamanho, a forma ou a química de superfície. Acreditamos que esse conhecimento poderá ser útil no desenvolvimento de nanopartículas com melhores respostas biológicas”, afirmou o pesquisador.
 
Nanopartículas magnéticas
No mesmo painel dedicado ao tema Nanotecnologia e Fotônica, o pesquisador Stefan Lyer, vice-líder da Seção de Oncologia Experimental e Nanomedicina do Departamento de Otorrinolaringologia da Universidade Hospital Erlangen, na Alemanha, apresentou resultados de um projeto cujo objetivo é desenvolver nanopartículas magnéticas para serem usadas como carreadoras de drogas contra o câncer.
 
"Estamos sintetizando nanopartículas magnéticas com núcleo de óxido de ferro e uma camada externa biocompatível. As partículas são estabilizadas e carregadas com drogas quimioterápicas. A ideia é que possam entregar grandes concentrações de medicamento diretamente no tecido afetado pelo tumor", explicou.
 
A eficácia e a segurança do método já começaram a ser testadas em ensaios pré-clínicos. Caso novos ensaios clínicos sejam bem-sucedidos, acredita-se que a tecnologia poderá reduzir custos e efeitos colaterais do tratamento do câncer, além de aumentar sua eficácia. 
 
Agência FAPESP

Anvisa define composição de vacina contra a gripe para 2015

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada na última sexta-feira (17) no Diário Oficial da União define a composição da vacina contra a gripe que será usada no país no próximo ano
 
A composição da vacina contra a gripe é atualizada a cada ano, de acordo com os vírus circulantes, para garantir a eficácia do produto. A resolução, segundo a Anvisa, está de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde para o Hemisfério Sul.
 
De acordo com o texto, as vacinas influenza trivalentes a serem utilizadas no Brasil a partir de fevereiro de 2015 deverão conter, obrigatoriamente, três cepas (tipos) de vírus em combinação: um vírus similar ao influenza A/California, um vírus similar ao vírus influenza A/Switzerland  e um vírus similar ao influenza B/Phuket.
 
Ainda segundo a Anvisa, as cepas A/South Australia/55/2014, A/Norway/466/2014 e a/Stockholm são consideradas similares à cepa de vírus A/Swiesrland. Já as vacinas influenza quadrivalentes deverão conter os três vírus descritos anteriormente e um vírus similar ao vírus influenza B/Brisbane.
“As vacinas influenza a serem utilizadas no Brasil no ano de 2015 somente poderão ser produzidas, comercializadas ou utilizadas, se estiverem dentro das determinações e nas composições descritas nesta resolução”, informou a agência.
 
A Anvisa ressaltou que fica vedada a utilização de quaisquer outras cepas de vírus em vacinas influenza no Brasil, sendo que as que são atualmente comercializadas ou fabricadas fora destas determinações deverão ser retiradas do mercado.

Agência Brasil

Novo medicamento promete reduzir vontade de beber

Um remédio que promete ajudar abusadores de álcool a reduzir a quantidade de bebida e não a parar de beber por completo é a nova aposta de governos europeus em redução de danos
 
Essa estratégia é controversa porque a maior parte dos profissionais que trabalham com o tratamento do alcoolismo buscam abstinência, não a diminuição do uso.
 
A droga chamada nalmefene (Selincro) foi aprovada na Europa em 2013 e lançada em 20 países. Na Escócia, foi incluída no sistema público de saúde neste ano. O Reino Unido estuda fazê-lo a partir de novembro.
 
O fabricante (Lundbeck) diz não ter prazo definido para pedir o registro no Brasil.
 
O medicamento bloqueia a sensação de prazer trazida pelo álcool. Resultados de testes clínicos feitos pelo fabricante constataram que a droga, em conjunto com suporte emocional, reduz em 60% a vontade de beber, quando comparado com placebo e apoio psicossocial.
 
selincro
 
Pessoas que tomavam nove latas de cerveja por dia, por exemplo, cortaram o consumo para três doses.
 
Em estudo publicado no “British Medical Journal”, o Instituto Nacional para Excelência em Cuidados de Saúde (sistema de saúde inglês) diz que a droga demonstrou custo-efetividade para o sistema de saúde quando comparada à oferta de apenas suporte psicológico.
 
Para a psiquiatra Analice Gigliotti, o remédio é uma boa alternativa às pessoas que abusam do álcool, mas que não têm dependência da bebida. “É o que a gente chama de alcoolista leve ou moderado, que, às vezes, perde o controle”, afirma.
 
O psicólogo Frederico Eckschmidt, especialista em dependência química e pesquisador da USP, também considera o medicamento um bom aliado às estratégias de redução de danos para os abusadores de álcool, quando associado a outras, como entrevistas motivacionais.
 
“A questão é que para o alcoólatra mesmo, parece não existir uso recreativo do álcool. Toda vez que ele vê a bebida, vem a compulsão.”
 
Entre os critérios para ser considerado um alcoólatra estão compulsão pela bebida, falta de controle no consumo, sintomas de abstinência e tolerância (precisa de cada vez mais para sentir o mesmo prazer de antes).
 
Para a psiquiatra Ana Cecília Marques, presidente da Abead (Associação Brasileira para o Estudo do Álcool e outras Drogas), o medicamento “é mais do mesmo”, já que ele tem mecanismo de ação semelhante à naltrexona, substância já usada no tratamento da dependência.
 
“Medicamentos similares diminuem a fissura, mas funcionam para uns pacientes, e para outros, não.” Segundo ela, a meta dos tratamentos do alcoolismo é a abstinência, não a redução de doses.
 
“Eles envolvem remédios, mas, necessariamente, outras terapias comportamentais e motivacionais para evitar as recaídas.”
 
O clínico-geral Gustavo Gusso, professor da USP, critica o modelo do estudo, que só incluiu pessoas motivadas a reduzir o consumo. “Proibir bebida em locais públicos pode ter melhor resultado.”
 
Folha de São Paulo

CFF publica resolução que dispõe sobre as atribuições do farmacêutico na homeopatia

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) publicou, na segunda-feira, 13, no Diário Oficial da União (DOU), a resolução de nº 601, que dispõe sobre as atribuições do farmacêutico no âmbito da homeopatia
 
De acordo com o texto da resolução são atribuições privativas do farmacêutico homeopata: o assessoramento e a responsabilidade técnica na indústria farmacêutica, nas farmácias comunitária e magistral, no serviço público e privado, onde são desenvolvidas atividades relacionadas à homeopatia; a manipulação e a dispensação de medicamentos homeopáticos e a elaboração de laudos técnicos e a realização de perícias técnico-legais relacionados a estabelecimentos, serviços e produtos homeopáticos.
 
Para o Conselheiro Federal pelo Estado de São Paulo e relator do texto (no plenário do CFF), Dr. Marcelo Polacow, a resolução é importante porque define a atuação do farmacêutico na homeopatia.
 
“A resolução dita responsabilidades privativas e não privativas do farmacêutico e estabelece o dever do farmacêutico homeopata desde a formulação até a dispensação do medicamento e o devido acompanhamento do paciente”, comenta Polacow.

Leia também:

Você sabe o que é mito e verdade sobre a homeopatia?

Homeopatia: quando o foco está na pessoa e não na doença

Homeopatia contra a Síndrome Pré Menstrual

A homeopatia em ginecologia

Homeopatia para ansiedade e nervosismo

Homeopatia cuida do corpo de maneira harmônica

 
O texto também especifica as atribuições do farmacêutico homeopata, não privativas ou exclusivas. Entre elas:
 
- participar do desenvolvimento de sistemas de informação, farmacovigilância, estudos de utilização e elaboração de bancos de dados de medicamentos homeopáticos, insumos, órgãos e tecidos animais, animais, matérias primas, plantas medicinais e outros produtos, utilizados na terapêutica homeopática.
 
- supervisionar e elaborar normas e procedimentos relativos à recepção, estocagem, guarda, conservação e controle dos estoques de insumos farmacêuticos, insumos ativos homeopáticos e dos medicamentos homeopáticos, em obediência aos preceitos das Boas Práticas de Armazenamento.
 
 
CRF - SP

Prefeitura de Brusque - SC abre processo seletivo

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo, edital nº 048/2014, do município catarinense de Brusque, que visa a formação de cadastro de reserva e a contratação de dois auxiliares de consultório odontológico.
 
A remuneração oferecida é de R$ 1.578,00, mais vale alimentação de R$ 135,00, em cumprimento a jornada de 40 horas semanais.
 
Podem participar da seleção, interessados com formação de ensino fundamental, registro no órgão fiscalizador e experiência comprovada de no mínimo um ano, em atividades semelhantes.
 
Quem quiser participar da seleção, deverá comparecer, até o dia 20 de novembro de 2014, a Secretaria Municipal de Saúde, situada à Rua Germano Schaefer, 4º andar, no Centro, das 8h30 às 11h30 ou das 13h30 às 17h00.
 
Será aplicada prova escrita na data estimada de 22 de novembro de 2014, às  9h00, na UNIASSELVI/ASSEVIM, situada à Rua Gregório Diegolli nº 35-A, em São Luiz.
 
O gabarito é aguardado para o dia seguinte a realização da prova e a lista dos aprovados provavelmente será disponibilizada no dia 25 de novembro de 2014, através do endereço eletrônico: www.brusque.sc.gov.br e de afixação no mural da Prefeitura.
 
O processo seletivo será válido por um ano.

Concurso Prefeitura de Várzea da Palma - MG

Com salários atrativos, que podem ultrapassar as cifras dos R$ 11 mil, a Prefeitura de Várzea da Palma, no estado de Minas Gerais, disponibilizou 481 vagas, sendo 33 delas para pessoas com necessidades especiais, as quais serão preenchidas através de concurso público. O anúncio foi feito através do edital n° 01/2014, publicado recentemente em parceria com a empresa Cotec – da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes. 
 
As chances são para profissionais de níveis fundamental, médio e superior. Entre os cargos vagos estão os de gari, ajudante de serviços gerais, agente administrativo, telefonista, arquivista, técnico de enfermagem, advogado, médico cardiologista, entre outros. Os salários variam, a depender da função, de R$ 729,41 a R$ 11.500,00.
 
As inscrições serão efetivadas somente pela internet, no endereço www.cotec.unimontes.br, no período compreendido entre 8h de 19 de dezembro de 2014 até às 18h de 19 de janeiro de 2015. As taxas variam de R$ 50,00 a R$ 150,00.
 
Será disponibilizado computador aos candidatos que dele precisarem, para esse fim, na Recepção da Unimontes/Cotec e no Posto de Atendimento, em Várzea da Palma-MG.

O atendimento aos candidatos, durante o período de inscrição, exceto em eventuais recessos e feriados, será feito em Várzea da Palma e em Montes Claros, a saber:

- Em Várzea da Palma: no Posto de Atendimento (CVT – Centro Vocacional Tecnológico – Rua Dr. Antônio Gomes Pinto Coelho, nº 1.414, Centro), de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, exceto feriados;

- Em Montes Claros: Na recepção da Unimontes/Cotec (Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro, Prédio 4, Vila Mauriceia), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, exceto feriados.

As provas de múltipla escolha serão aplicadas em Várzea da Palma-MG, provavelmente, no dia 22 de fevereiro de 2015. O endereço do local de provas será divulgado na internet, no endereço www.cotec.unimontes.br.

O gabarito oficial será divulgado na internet, no endereço www.cotec.unimontes.br, na sede da Prefeitura Municipal de Várzea da Palma até 12 (doze) horas após o encerramento dessas provas.

O prazo de validade do concurso público é de 2 anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Prefeitura de Arroio dos Ratos - RS realiza processo seletivo

Foi divulgado edital de processo seletivo nº 001/2014 da Prefeitura de Arroio dos Ratos, no estado do Rio Grande do Sul, destinado ao preenchimento de 22 vagas temporárias, cujas remunerações variam entre R$ 950,92 e R$ 10.500,00. Já a carga horária depende da função, podendo ser mínima de 10 e máxima de 40 horas semanais.
 
Podem concorrer às vagas profissionais de níveis fundamental, técnico e superior. As funções disponibilizadas são: médico clínico geral, enfermeiro, odontólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo, técnico em enfermagem e auxiliar de consultório dentário.
 
As inscrições serão realizadas até o dia 23 de outubro de 2014, em dias úteis, das 14h às 17h, na Secretaria Municipal da Saúde (Rua Fernando Ferrari, nº 78). Não será cobrada taxa de inscrição.
 
A aprovação dos profissionais será definida através da análise curricular, na qual serão atribuídos pontos aos títulos e ao tempo de exercício na função.
 
A seleção curricular será realizada provavelmente no dia 28 de outubro de 2014. A homologação preliminar das classificações será na data prevista de 29 de outubro de 2014. Já a homologação final sairá no dia 31 de outubro de 2014.
 
O processo seletivo tem o prazo de validade de até dois anos.

Concurso Prefeitura de Paim Filho - RS

A Prefeitura de Paim Filho, estado do Rio Grande do Sul, divulgou o edital de concurso público nº 001/2014, visando a contratação de 79 profissionais de níveis fundamental, médio e superior para assumirem diferentes postos de trabalho no Município. A remuneração prevista para os contratados pode chegar até R$ 1.992,78 e a carga horária será definida pela necessidade de cada cargo, variando entre 20, 33 e 40 horas semanais.
 
As chances são para os cargos de assistente social, atendente de creche, auxiliar de administração, calceteiro, educador social, farmacêutico, gari, mecânico, merendeira, monitor de creche, motorista, operador de máquinas e equipamentos rodoviários, operário, professor, secretário de escola, servente, técnico em enfermagem e zelador de cemitério.
 
As inscrições podem ser feitas até o dia 09 de novembro de 2014, através do site www.objetivas.com.br. O valor da taxa de inscrição vai de R$ 30,00 a R$ 60,00.
 
Os candidatos serão avaliados através de prova objetiva, prática e de títulos, de acordo com o cargo pretendido.
 
A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 06 de dezembro de 2014, em local e horário a ser informado antecipadamente.
 
O concurso público, que será executado pela empresa Objetiva Concursos, terá validade pelo prazo de dois anos, contados da data de homologação dos resultados, podendo ser prorrogado por igual período.

Concurso Dataprev - Edital e Inscrição

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social -  DATAPREV publicou edital de concurso público nº 1/2014, tendo como objetivo o preenchimento de 4.016 vagas em cadastro de reserva que abrange as 26 capitais e o Distrito Federal. As oportunidades são para profissionais que tenham os níveis médio, técnico e superior completos. A proposta salarial pode chegar a R$ 6.395,39, que é a soma do salário base de R$ 5.003,96, mais adicional de atividade de R$ 670,23, além de auxílio alimentação no valor de R$ 721,20.
 
As vagas são para lotações no Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Natal (RN), São Paulo (SP), Boa Vista (RR), Macapá (AP), Palmas (TO), Rio Branco (AC), Porto Velho (RO), Aracajú (SE), Salvador (BA), Vitória (ES), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Belém (PA), Manaus (AM), Goiânia (GO), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Maceió (AL), Recife (PE), São Luis (MA) e Teresina (PI).
 
Ficam reservadas 10% das vagas às pessoas portadoras de  necessidades especiais.
 
Cargos
Nível médio - Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, Técnico de Segurança do Trabalho.

Nível superior - Engenheiro de Segurança do Trabalho, Médico de Segurança do Trabalho, Analista de Tecnologia da Informação nas áreas de (Administração de Pessoal e Benefícios e Carreira e Remuneração, profissionais das áreas de Advocacia, Análise de Informações, Arquitetura, Comunicação Social, Contabilidade, Desenvolvimento de Pessoas, DesenvolvimentoI e II, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Finanças, Gestão de TIC, Infraestrutura e Aplicações, Processo Administrativo, Prospecção de Soluções e Melhoria de Processos, Qualidade de Vida, Serviços Logísticos, Web Design e Analista de Processamento.
 
Inscrições Concurso Dataprev
A inscrição será admitida exclusivamente via internet, no endereço eletrônico www.quadrix.org.br, solicitada no período entre 10 horas do dia 20 de outubro e 23 horas e 59 minutos do dia 17 de novembro de 2014.
 
Taxas de inscrição:
R$ 50,00 para os cargos de nível médio;
R$ 80,00 para os cargos de nível superior.
 
Provas
O concurso será composto por provas objetivas, discursivas e de títulos.
 
As provas objetivas e discursivas serão aplicadas na data provável de 14 de dezembro de 2014, em horário e local a serem divulgados no site www.quadrix.org.br e no comprovante definitivo de inscrição, que será disponibilizado a partir do dia 05 de dezembro de 2014.
 
A entrega dos documentos (títulos) está prevista para o período entre os dias 04 a 05 de fevereiro de 2015. Os títulos deverão ser enviados, impreterivelmente, via SEDEX ou serviço similar de encomenda expressa para a Central de Atendimento do INSTITUTO QUADRIX (Concurso Público - DATAPREV 2014), Caixa Postal 28203, CEP: 01.234-970, São Paulo (SP).
 
O resultado final do concurso público será publicado no endereço eletrônico http://www.quadrix.org.br na data provável de 23 de fevereiro de 2015.
 
Validade
A validade do concurso público será de dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por até igual período.
 
O edital encontra-se publicado no Diário Oficial da União, edição de 20 de outubro de 2014 e no site www.quadrix.org.br.

Prefeitura de Paim Filho - RS promove processo seletivo

A Prefeitura de Paim Filho, no estado do Rio Grande do Sul, tornou público mais um edital, desta vez de processo seletivo nº 002/2014. O objetivo é a contratação de três profissionais mais cadastro de reservas. O salário dos contratados varia de R$ 1.014,00 a R$ 8.778,50, em carga horária de 40 horas semanais.
 
O processo seletivo que está sob a responsabilidade da empresa Objetiva Concursos, dispõe de vagas em cargos de níveis fundamental e superior, nas funções de agente comunitário de saúde e médico.
 
As inscrições serão aceitas até o dia 09 de novembro de 2014, através do site www.objetivas.com.br.
 
O valor da taxa de inscrição para cargos de nível médio é de R$ 40,00 e superior R$ 60,00.
 
A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 06 de dezembro de 2014, em local e horário a ser divulgado antecipadamente.
 
O processo seletivo terá validade pelo período de dois anos, contados da data de homologação dos resultados, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Prefeitura de Paim Filho.

Prefeitura de Divinópolis – MG lança edital de processo seletivo

A Prefeitura de Divinópolis, no Estado de Minas Gerais, lançou o edital de processo seletivo nº 015/2014 – SEMUSA, com o propósito de contratar dois profissionais para o cargo de Técnico em Enfermagem. A oferta salarial é de R$ 1.086,00 mais 20% de insalubridade sobre o salário mínimo, por jornada de 30 horas semanais de trabalho.
 
Os interessados deverão entregar seus Currículos Padronizados na Secretaria Municipal de Saúde, em atenção aos Recursos Humanos, localizada à Rua Minas Gerais, 900, Centro, Divinópolis/MG – CEP: 35500-007, até o dia 24 de outubro de 2014, de 8h às 11h e de 14h às 17h.
 
Requisitos mínimos:
  • Ser brasileiro (a) nato ou naturalizado (a);
  • Idade mínima: 18 (dezoito) anos;
  • Escolaridade/Habilitação Curso Técnico com Habilitação para o exercício do cargo de Técnico em Enfermagem.
A seleção dos candidatos será feita por análise de curriculum.

Prefeitura de Água Boa - MT abre vagas em processo seletivo

A Prefeitura de Água Boa, no estado de Mato Grosso, divulgou o extrato do edital n° 01/2014 de processo seletivo, com o intuito de contratar quatro profissionais de ensino superior para atuar nos cargos de advogado, engenheiro civil, engenheiro agrônomo e biólogo, que atuarão em regime celetista visando atender às disposições e objetivos do Consórcio e do Termo de Cooperação realizado com a SEMA.
 
A inscrição, no valor de R$ 100,00, deverá ser efetuada no site da empresa www.klcconcursos.com.br, entre os dias 23 de outubro e 7 de novembro de 2014.

A seleção para os cargos de que tratam este edital se dará através de prova objetiva e avaliação de títulos.
 
O extrato do edital encontra-se disponível no Jornal Oficial Eletrônico dos Municípios do Estado de Mato Grosso, edição 20 de outubro de 2014.

Concurso Prefeitura de São Luiz Gonzaga - RS

A Prefeitura de São Luiz Gonzaga, no estado do Rio Grande  do Sul, lançou edital n° 001/2014 de concurso público, para provimento de cargos efetivos do quadro geral dos servidores públicos municipais, com a execução técnico-administrativa da empresa Energia Essencial Concursos Ltda.

São 107 vagas disponíveis, além de cadastro de reserva, em cargos que exigem níveis fundamental, médio ou superior. Os salários variam de R$ 643,51 a R$ 6.099,54, com carga horária de 20 a 40h semanais.

Serão asseguradas aos candidatos PPD 5% das vagas, por cargo, então existentes e das futuras, até extinta a validade do concurso, para o cargo pretendido.

As ofertas são para os cargos de Médicos, Odontólogo II, Psicólogo II, Enfermeiro II, Agente Administrativo II, Técnico em Enfermagem II, Biólogo, Farmacêutico, Psicopedagogo Clínico, Agente Comunitário de Saúde (todas as micro áreas), Agente de Combate a Endemias, Atendente Educacional, Auxiliar de Saúde Bucal, Fiscal Ambiental, Instrutor Pedagógico e Professor de Educação Infantil.

As inscrições serão realizadas até o dia 03 de novembro de 2014, por meio do site www.energiaessencial.com. As taxas variam de 25,00, R$ 35,00, R$ 50,00, R$ 55,00 e R$ 100,00 de acordo com o cargo escolhido.

As provas objetivas serão realizadas na cidade de São Luiz Gonzaga, na data prevista de 23 de novembro de 2014, em locais e horários a serem divulgados. O gabarito será divulgado na data prevista de 27 de novembro de 2014.

A validade do concurso público será de até 2 anos, a partir da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Prefeitura de Feliz Natal - MT abre processo seletivo

No Estado do Mato Grosso, a Prefeitura de Feliz Natal, lançou o edital nº. 001/2014 de processo seletivo, que visa preencher 64 vagas mais cadastro reserva em cargos de níveis fundamental, médio e superior. A remuneração varia entre R$ 724,00 e R$ 3.707,24.
 
Aos candidatos portadores de necessidades especiais são reservadas 10% das vagas.
 
Cargos
Agente Comunitário de Saúde, Agente de Serviços Gerais I/II, Vigilante, Zelador, Assistente Social, Auxiliar de Consultório Dentário, Auxiliar de Oficina, Auxiliar de Secretaria, Carpinteiro, Dentista, Eletricista, Farmacêutico/Bioquímico, Fonoaudiólogo, Monitor (curso de corte/costura, esportes, laboratório de informática, música e social casa lar), Motorista, Nutricionista, Operador de Máquinas II/III, Psicólogo, Técnico (Enfermagem, Informática, Desenvolvimento Infantil e Higiene Dentária) e Vigia.
 
Inscrição
As inscrições serão recebidas até o dia 7 de novembro de 2014, no horário das 7h às 13h, diretamente na Prefeitura Municipal, situada na Avenida Maravilha Praça da Bíblia – Centro, em Feliz Natal – Mato Grosso – Telefone – (66) 3585-2700.
 
Prova
O processo seletivo simplificado constará de provas objetivas e práticas.
 
A prova objetiva será aplicada na data provável de 16 de novembro de 2014, no horário das 08h00min às 12h00min (horário local do Estado Grosso de Mato), nas dependências da Escola Municipal 25 de Dezembro. Já a prova prática será realizada na mesma data anteriormente descrita, às 13:30 horas no pátio da Garagem Municipal na Secretaria de Obras e Infraestrutura, localizado na Rua das Amesclas, s/n, Bairro Bela Vista, Feliz Natal/MT.
 
Validade
A validade do processo  seletivo será de 24 meses, a contar da data de homologação do resultado no dia 05 de dezembro de 2014.
 
O edital encontra-se disponível no site www.feliznatal.mt.gov.br.

Concurso Prefeitura de Bonfim - MG

Com o objetivo de atender as demandas da administração municipal, a Prefeitura de Bonfim, no estado de Minas Gerais, lançou edital Nº 01/2014 de concurso público para contratação de 29 profissionais de níveis fundamental, médio e superior, com salários de até R$ 1.868,74.
 
Ficam assegurados 5% das vagas oferecidas para cada cargo às pessoas com deficiência.
 
Cargos: Agente de Endemias/Zoonoses, Agente de Fiscalização, Ajudante de Obras/Serviços, Assistente Social, Auxiliar de Administração, Enfermeiro, Especialista em Educação, Farmacêutico Bioquímico, Médico (Cardiologista, Clínico Geral, Ginecologista, Plantonista e Psiquiatra), Monitor, Motorista, Operador de Máquinas Pesadas, Professor, Servente Contínuo, Servente Escolar, Técnico em Enfermagem e Técnico Operador em Radiologia.
 
As inscrições serão realizadas via internet, através do site www.exameconsultores.com.br, com início às 9h do dia 07 de janeiro e término às 23h59 do dia 06 de fevereiro de 2015.
 
Aos candidatos com dificuldade de acesso à internet, será disponibilizado atendimento presencial na sede da Prefeitura de  Bonfim, situada na Av. Governador Benedito Valadares, nº 170, Centro, CEP 35521-000, Bonfim/MG.
 
A taxa de inscrição é de:
Nível fundamental: R$ 40,00;
Nível médio: R$ 50,00;
Nível superior: R$ 60,00.
 
O concurso público constará de provas objetiva, títulos e prática.
 
As provas objetivas e práticas serão aplicadas na data provável de 8 de março de 2015, em locais e horários que serão divulgados até às 14 horas do dia 2 de março de 2015, no quadro de avisos da Prefeitura de Bonfim e no endereço eletrônico da empresa organizadora - www.exameconsultores.com.br.
 
Os títulos deverão ser entregues na sede da Prefeitura de Bonfim, situada à Av. Governador Benedito Valadares, nº 170, Centro, CEP 35521-000, Bonfim/MG, provavelmente no dia 27 de março de 2015.
 
O prazo de validade do concurso público é de 02 anos, contados da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por uma única vez, por igual período, mediante ato do Prefeito Municipal.

Concurso Prefeitura de Miranorte - TO

A Prefeitura de Miranorte, no estado do Tocantins, lançou edital n° 001/2014 do IV de concurso público que será realizado pelo IDESC Instituto de Desenvolvimento Sócio-Cultural e Cidadania, destinado a seleção de 184 vagas em cargos de provimento efetivo.

As vagas serão distribuídas para profissionais de níveis fundamental, médio e superior, por salários de até R$ 2.400,00, em carga horária de 20 a 40 horas semanais.

Inscrições
A inscrição será efetuada, via internet até às 24h00min do dia 18 de novembro de 2014, no endereço eletrônico www.idescassessoria.org.br.

Será disponibilizado, para os candidatos que não tenham acesso à internet, um ponto de atendimento para a realização das inscrições, no endereço: Telecentro BR da APAE de Miranorte, situado na Av. José Amâncio de Carvalho, s/nº, centro, em Miranorte-TO.

Taxas e Cargos
A inscrição será confirmada com o pagamento da Taxa de Inscrição realizado mediante boleto bancário disponibilizado no ato da inscrição on-line, sendo:

- No valor de R$ 40,00 para os concorrentes aos cargos de: Auxiliar de Serviços Gerais, Brigadista, Coveiro, Mecânico, Merendeira CRAS e CREAS, Motorista, Operador de Máquinas Pesadas, Operador de Trator Agrícola e Vigia;

- No valor de R$ 50,00 para os concorrentes aos cargos de: Agente de Combate às Endemias, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Farmácia;

- No valor de R$ 70,00 para os concorrentes aos cargos de: Assistente Administrativo, Auxiliar de Saúde Bucal, Fiscal de Vigilância Sanitária, Fiscal Municipal, Monitor de Dança e Teatro, Monitor de Futebol, Monitor de Instrumentos Musicais, Professor Nível I, Técnico em Agropecuária, Técnico em Enfermagem e Técnico em Laboratório;

- No valor de R$ 100,00 para os concorrentes aos cargos de: Assistente Social, Auditor Fiscal, Bibliotecário, Enfermeiro Padrão, Farmacêutico, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Odontólogo, Pedagogo-Programa CREAS e Sala de Conselhos, Professor de Educação Física, Professor Nível II e Psicólogo.

Provas
As provas serão realizadas provavelmente no dia 14 de dezembro de 2014, com início às 08h00min, para todos os níveis, com duração de quatro horas, em local a ser determinado e divulgado na internet no endereço www.idescassessoria.org.br.

Gabaritos
Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão divulgados no endereço eletrônico www.idescassessoria.org.br e também no Placard de publicação da Prefeitura Municipal de Miranorte, no dia útil imediato à realização das provas.

Validade
A validade do concurso será de 02 anos a contar da publicação do Decreto de Homologação, podendo ser prorrogado por um novo período de igual prazo.