Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 10 de abril de 2012

Uso de anabolizantes pode causar danos cerebrais

Alterações nos níveis de serotonina provocam agressividade e ansiedade

O uso de anabolizantes diminui a produção de receptores de serotonina em regiões do cérebro relacionadas ao controle da agressividade.

Essa é a conclusão de uma pesquisa feita pelo Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), em São Paulo. A serotonina, uma substância responsável por controlar emoções fortes, não pode passar suas informações de um neurônio para outro sem o receptor.

Por isso, usuários de "bombas", como são chamados os anabolizantes, têm grande chance de se tornarem mais impulsivos, agressivos e ansiosos. Para a serotonina atuar no cérebro, ela precisa de proteínas receptoras. Como primeiro passo para fabricá-la, os neurônios produzem o ácido RNA mensageiro.

Os pesquisadores perceberam que a quantidade de RNAs mensageiros produtoras desses receptores de serotonina era entre 37% a 66% menor em usuários de anabolizantes. Para realizar a pesquisa, dois grupos foram observados. Um dos grupos recebeu o anabolizante nandrolona por 28 dias. As doses foram semelhantes às usadas em academias 10 a 100 vezes maiores do que as utilizadas pelos médicos em tratamentos. Depois desse período, foram analisados os neurônios de três regiões do cérebro: hipocampo, hipotálamo, córtex pré-frontal e amígdala.

Menos receptor, mais agressividade
A partir do 16° dia recebendo injeções diárias de nandrolona, os pacientes foram submetidos a uma série de testes de comportamento. Os que receberam o anabolizante tiveram mais sinais de ansiedade em situações desconhecidas, foram mais impulsivos e mostraram maior agressividade.

Cerca de 75% dos pacientes que receberam anabolizantes reagiram agressivamente aos estímulos dos pesquisadores , enquanto somente 30% do outro mostrou o mesmo comportamento. Segundo informações do Centro Brasileiro de Drogas Psicotrópicas (CEBRID), o Deca-durabolin é um dos anabolizantes mais utilizados no país. Um levantamento do Centro realizado em 108 cidades, em 2005, mostra que 0,9% da população já utilizou anabolizantes alguma vez. Os maiores consumidores são homens entre 17 e 34 anos e o uso é maior na região Sudeste. O uso de anabolizantes aumentou 201 % (triplicou) entre 2001 e 2005.

Muitas pessoas recorrem aos anabolizantes, cujo uso é proibido, para "inflar" os músculos. Na prática, essas substâncias não oferecem nenhum benefício além do que você conseguiria treinando normalmente. A diferença está apenas no tempo em que os resultados começam a aparecer (e a sumir quando o consumo é, felizmente, interrompido).

Cerca de um mês depois de treinar, já é possível perceber o aumento nos músculos de uma pessoa que consome esteroides. Os anabolizantes agem aumentando a síntese de proteínas realizada pelo organismo (as proteínas são os nutrientes responsáveis pela construção de massa magra). Com isso, aumentam os músculos, a força e a potência do aluno. Com mais força, você aguenta pegar mais pesado nos exercícios e o ciclo se repete.

Fonte Minha Vida

Entenda as alterações que os anabolizantes causam no organismo

Apesar dos conhecidos riscos, muitos homens ainda arriscam a saúde em prol da estética

Os riscos do uso de anabolizantes são amplamente divulgados hoje em dia, mesmo assim, há quem recorra a eles com o objetivo de ganhar músculos rapidamente. Estes esteroides são derivados sintéticos do hormônio masculino testosterona, originalmente produzido pelos testículos, e podem causar sérias alterações de saúde.

Aumento dos pelos, da barba e engrossamento da voz são apenas algumas das características masculinas reforçadas pelo uso de hormônios. O consumo indiscriminado e sem indicação médica pode trazer consequências negativas muito sérias para a saúde, como a redução na produção de esperma e a impotência.

Riscos do uso de anabolizantes
Outro problema sério que pode ocorrer em quem faz uso do produto é a cessação da produção do hormônio que está sendo ingerido. Além disso, se uma pessoa usa esteroides, mas não pratica exercícios físicos e não dorme direito, eles possivelmente nem farão efeito, trazendo somente prejuízos à saúde. O corpo não consegue aproveitar o hormônio que está em excesso no organismo, o que pode levar ao fenômeno que os médicos chamam de "aromatização", que, de maneira simplificada, é a transformação do hormônio dentro do organismo. A testosterona, hormônio masculino, pode acabar virando estrógeno, que é o hormônio feminino. Entre os homens, a consequência mais comum desse fenômeno é a ginecomastia - o aumento das mamas. A aromatização no corpo é um fenômeno natural, mas que pode ser intensificado em pessoas que usam anabolizantes. Por outro lado, as mulheres que usam hormônios estão sujeitas a desenvolver características masculinas, como engrossamento de voz e aumento de pelos.

Anabolizantes X Suplementos alimentares
É preciso distinguir bem anabolizantes e suplementos alimentares. Como vimos, os esteroides anabolizantes são fabricados para substituir o hormônio masculino testosterona. Existem pacientes que realmente precisam fazer uso destes produtos, pois têm produção natural de hormônio insuficiente. Mas muitos homens usam o produto apenas com fins estéticos, o que é totalmente inadequado.

A suplementação, por sua vez, recorre à ingestão de proteínas e aminoácidos, que são essenciais para o organismo. A suplementação nutricional usa a reposição de vitaminas, sais minerais e outras substâncias naturais para corrigir os desequilíbrios do corpo, eliminando ou inibindo a absorção de substâncias tóxicas, combatendo o excesso de radicais livres pelo corpo, repondo substâncias benéficas que estejam faltando no organismo, entre outras ações. A ideia é manter os nutrientes, vitaminas e sais minerais em níveis adequados à necessidade de vida e faixa etária do paciente.

Apesar disso, faço mais um alerta importante: mesmo para estes produtos fitoterápicos, naturais e ortomoleculares, é indicado consultar um profissional especializado que possa fazer a indicação das melhores doses. Não confie em dicas de colegas, amigos e pessoas não habilitadas. Cada ser é único e qualquer indicação de suplemento, hormônio ou medicamento precisa estar bem fundamentada e bem dosada.

Fonte Minha Vida

Café pode reduzir risco de câncer de próstata

Pesquisadores dizem que o ideal é tomar uma xícara da bebida por dia

O café pode ser uma bebida riquíssima na prevenção do câncer de próstata, principalmente no caso de tumores agressivos.

De acordo com uma pesquisa dos Estados Unidos, beber café ajuda a diminuir o risco de câncer da próstata.

A explicação para isso estaria no fato de o café conseguir quebrar as moléculas de açúcar e atuar nos índices dos hormônios sexuais. Esses dois fatores estão associados ao surgimento da doença.

Além disso, o café contém minerais e antioxidantes que restringem os danos aos tecidos causados pela liberação de energia das células. Os cientistas que analisaram 50 mil homens em quatro anos concluíram que o ideal é consumir uma xícara de café por dia.

Fonte R7

Dengue: Rio registra média de 470 casos por dia

Total de vítimas da doença em 2012 chega a 31.176 na capital fluminense

Entre os dias 1º e 7 de abril, 3.317 pessoas foram contaminadas pelo vírus da dengue na cidade do Rio de Janeiro. Em média, a doença atingiu na última semana 473 vitimas por dia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram registrados no município, desde o início do ano até o último sábado (7), 31.176 casos.

O Rio é a única cidade do Estado a registrar presença dos tipos 1,3 e 4 de dengue. De acordo com boletim divulgado nesta segunda-feira (9), o número de seis mortos na cidade por causa da doença não foi alterado.

Em todo o Estado, até a divulgação do boletim do último dia 4, haviam sido registrados 38.527 casos da doença, com sete mortes — seis na capital e uma em Niterói, na região metropolitana.

O tipo 1 da doença foi identificado em Barra do Piraí, Itaboraí, Mesquita, Nova Iguaçu, Valença e Vassouras. Há notificações do tipo 4 em Belford Roxo, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, São Gonçalo e São João de Meriti.

Dengue pode ser mais grave em pessoas com problema de coração

Especialistas da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro chamaram a atenção para o aumento do risco da doença em pessoas com doenças cardiovasculares. Segundo eles, esses pacientes podem ter o quadro agravado, principalmente em relação à queda da pressão arterial e síndrome do choque. A maior preocupação é com pessoas que já fazem uso de anticoagulantes e antiagregantes, medicamentos que evitam a formação de coágulos nas artérias, por tornarem o sangue “mais fino”.

Como o vírus da dengue ataca as plaquetas, que são responsáveis pela coagulação sanguínea, e o uso desses medicamentos também reduz a quantidade dessas células, existe um risco aumentado de hemorragias, como explicou o médico Wolney Martins.

– Somente um especialista pode determinar como será o tratamento de cada paciente. Na grande maioria dos casos, o benefício trazido pelos antiagregantes e anticoagulantes é superior ao risco de sangramento e, dessa forma, mantém-se a utilização desses medicamentos durante a dengue.

Nas situações quando o risco de sangramento ultrapassa o benefício que o medicamento traz, é preciso recorrer à suspensão temporária, com retorno após a recuperação da dengue.

Fonte R7

Atendimento vip melhora a saúde de 85% dos bebês em hospital paulista

No ano passado, os bebês atendidos pelo programa apresentaram mudança

Emmanuel nasceu no domingo (1º), com mais de 4 kg, e teve alta na terça-feira (3). Mas dia 4 mesmo já estava de volta ao Hospital Estadual de Vila Alpina, na zona leste de São Paulo. Com um tratamento vip, em que os bebês retornam para a consulta do pós-parto no máximo uma semana após o nascimento, a instituição conseguiu uma melhora na saúde da maioria de seus recém-nascidos em 2011, diminuindo a frequência de crianças dessa idade no pronto-socorro e garantindo altas taxas de aleitamento materno exclusivo.

No caso do menino, o retorno precoce permitiu que sua mãe, Tuanny da Silva Souza, de 22 anos, recebesse orientações sobre como tratar um quadro de icterícia - quando não identificada precocemente, ela pode levar a déficits cognitivos e surdez. Emmanuel, assim como os outros bebês que nascem na instituição, são atendidos no Ambulatório do Umbigo, no qual recebem um tratamento de primeira linha, muito parecido com o das redes particulares.

Em 2011, 73,1% dos bebês nascidos no Hospital Estadual de Vila Alpina aderiram ao Ambulatório do Umbigo. A criança só recebe alta da instituição quando a mãe estiver segura o suficiente nos cuidados com o bebê. Lá, essas mulheres aprendem a amamentar, a dar banho e a encontrar as melhores posições para o bebê dormir. A enfermeira Vânia das Mercês Pereira Nascimento conta que esse cursinho é ministrado para grupos de mães.

No ano passado, 85% dos bebês atendidos pelo programa apresentaram melhora no quadro clínico já na segunda consulta feita no ambulatório. ?Uma das principais intercorrências é a dificuldade de aleitamento materno e o mau ganho de peso. Isso pode ter como consequência alterações metabólicas importantes?, diz a médica Suzana Altikes Hazzan, coordenadora do serviço de neonatologia do hospital.

Fonte R7

HNSL deve assinar venda para Rede D´Or nesta quinta

Fundador e presidente do conselho do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, Cícero Sinisgalli, teria comunicado o corpo clínico sobre a transação na tarde desta segunda-feira

Na tarde desta segunda-feira (09) o fundador e presidente do conselho do Hospital Nossa Senhora de Lourdes (HNSL), Cícero Sinisgalli, comunicou – oficialmente – ao corpo clínico sobre a venda da instituição para a Rede D´Or. As informações foram concedidas por fontes próximas à transação.

O HNSL estaria apenas ajustando pendências burocráticas para assinar a venda na próxima, quinta-feira, (12) e oficializar que o controle da entidade ficará sob a gestão da Rede D´Or.

De acordo com recente notícia, veiculada pelo jornal Valor Econômico, o montante da operação é estimado em cerca de R$ 300 milhões e os outros negócios do grupo, como o plano de saúde do hospital, que tem 40 mil usuários, não estariam envolvidos na negociação.

O hospital paulista tem um endividamento bancário de cerca de R$ 85 milhões e um grande passivo fiscal e tributário.

Fonte SaudeWeb

Unimed investe em 13 novos hospitais até 2014

Verticalização é a maneira que a cooperativa encontrou para economizar recursos, ter melhores margens para negocioar e, assim, aumentar sua força de atuação pelo Brasil

Unimed, formada por 370 cooperativas espalhadas pelo Brasil, planeja construir mais 13 hospitais da marca, passando de 101 hospitais próprios para 114. Verticalização é claramente a estratégia de negócios da companhia, que prevê um investimento inicial de R$ 400 milhões para os empreendimentos, provenientes de capital próprio, BNDEs, fundos setorias, entre outras alternativas de captação de recursos.

“Como os custos estão aumentando, conseguimos, com hospitais próprios, economizar dinheiro, principalmente com materiais e medicamentos”, afirma o diretor administrativo e financeiro da Central Nacional Unimed, Rodolfo Pinto Machado de Araújo.

De acordo com o executivo, o projeto de ampliar e construir hospitais estão em linha com a diretriz da empresa de perseguir margens melhores para negociar.

Apesar da economia de recursos com a verticalização de seus serviços, Araújo enfatiza que a empresa busca remunerar o profissional médico cada vez melhor. Como a gestão das Unimeds é feita de forma independente, as condições de pagamentos se adequam às características regionais.

Estrutura futura
Nos próximos anos, serão inaugurados hospitais Unimed em cidades como Santo Ângelo (RS); Resende (RJ); Ribeirão Preto (SP); Tatuí, Itapeva; e Coronel Fabriciano (MG).

Obras de ampliação e modernização ocorrerão, além disso, em Sorocaba (SP), com R$ 31 milhões bancados integralmente pela cooperativa, e em Novo Hamburgo (RS). A Unimed Belo Horizonte planeja investir R$ 500 milhões até 2014 para adicionar 550 leitos à sua rede própria, totalizando 900.

A Unimed ABC, que comprou, em agosto do ano passado, o Hospital Neomater, começa a reformá-lo.

O perfil da rede de 6.854 leitos baseia-se, em geral, em hospitais de pequeno e médio porte. “Temos uma regionalização espontânea do sistema, de acordo com a complexidade que alguns hospitais atendem. A diferenciação vai acontecendo de acordo com a demanda”, explica Araújo.

Entretanto, o diretor ressalta a importância de se ter polos de referência. “Deve haver no futuro uma hierarquização dos serviços Unimed de forma natural”, comenta Araújo.

Fonte SaudeWeb

TI da Rede D’Or trabalha para facilitar incorporações

Grupo espera, até 2015, chegar a um faturamento de R$ 3,9 bilhões, com 4,5 mil leitos, quase o dobro da quantidade atual. Área de tecnologia elaborou roteiro de questões para o crescimento

Como se diz em tecnologia da informação, o mundo ideal é a solução plug and play, ou seja, plugou está funcionando. É com isso na cabeça que a TI da Rede D’Or tem trabalhado nos últimos anos e os resultados, até então, parecem ser bastante positivos. Com foco em crescimento, o grupo espera, até 2015, chegar a um faturamento de R$ 3,9 bilhões e administrando 4,5 mil leitos, quase o dobro da quantidade atual. A área de tecnologia, para acompanhar a evolução da corporação, entendeu quais eram os desafios e elaborou um roteiro de questões que precisavam ser resolvidas.

Com 21 hospitais espalhados por São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, muitos deles agregados a partir de aquisições, como o São Luiz, na capital paulista, a TI tinha, entre os desafios, integrar diferentes processos e modelos de negócio dentro de uma administração única. “A iniciativa da TI era ajustar processos ao modelo de negócio da Rede D’Or”, comentou Fábio Costa, gerente corporativo de TI do grupo, ao falar durante o Cisco Plus, no Rio de Janeiro. E os problemas começavam aí, até porque, nem todas as instituições adquiridas tinham a mesma política de investir em tecnologia que a Rede D’Or.

Além disso, a TI precisava trabalhar na consolidação e padronização das informações. O São Luiz, por exemplo, como frisou Costa, mantinha 800 leitos gerenciados a partir de um sistema desenvolvido internamente. Como decisão de negócio, o grupo optou por referendar três ERPs de mercado: Tasy, WPD e o da MV Sistemas, sendo que, este último, deixará de ser usado em breve.

Outro ponto essencial na estratégia do departamento era, após a padronização dos dados, produzir informações gerenciais, algo extremamente complexo quando se tem a presença de diversos sistemas. Um ponto que ajuda em todo esse trabalho, na visão do gerente, é o fato de o setor de processos estar dentro da área de TI.

Com alguns dos principais desafios superados, especialmente o de produzir informações gerencias para a alta direção consultar a partir de aplicações como business intelligence (BI), a TI trabalhou, também, para ter uma rede de comunicação entre as unidades bastante robusta de forma que grande parte do suporte pudesse ser remota, dispensando a necessidade de gente em todos os hospitais e unidades laboratoriais.

“Não queremos e não podemos ter trabalho sobre algo que não funciona, link que cai, a TI precisa olhar o negócio para entregar o melhor resultado. Nossa infraestrutura é própria, mas usamos muito parceiro. A unidade precisa ser independente, ela que produz receita, a holding só cria regras”, esclareceu.

Hoje as compras de TI estão centralizadas e, por ser um projeto exitoso em tecnologia, existe um esforço interno para que o almoxarifado médico do grupo siga pelo mesmo caminho. “Com facilitação de logística, o projeto é deixar as áreas remotas cada vez menores. Isso só é possível com criação da holding, assim podemos fazer transferência de medicamento para as unidades.”

Além da camada de integração de dados produzida para informações gerenciais, a área trabalha, agora, na elaboração de algo similar para os dados da área médica, dentro de um projeto chamado Paciente Único, unificando os prontuários para consulta a partir de qualquer unidade da Rede D’Or, mas o detalhes não foram revelados.

Fonte SaudeWeb

Tecnologias sonhadas hoje serão realidade em 20 anos

Por Danilo Sanches

Especialistas e gestores de TI já não fazem mais futurologia. Empresas olham para o futuro do setor com a maturidade que o cenário nacional demonstra em virtude dos largos investimentos em modernização

O futuro não é mais o mesmo. O cenário brasileiro de tecnologia para suportar o desenvolvimento do mercado de saúde acompanha, sem dúvidas, a profissionalização do setor no País e nos próximos anos deverá estar alinhada com o que há de mais moderno no mundo. Num horizonte de 20 anos, tudo o que hoje se delineia como tecnologias sonhadas pelas instituições e pelos gestores de saúde serão realidade.

A mobilidade, característica mais marcante das mudanças que ocorrem atualmente no mercado, deverá ter pleno amparo de infraestrutura e dispositivos. O que hoje é visto como inovação se tornará rotina entre os profissionais da saúde.

Outro atributo importante deste futuro que se pode ver daqui é a ausência do papel nas operações e procedimentos. Para a MV, fabricante nacional de sistemas de gestão, este é o grande projeto que vai acontecer nos próximos anos.

Os projetos de redução de uso do papel, se usados plenamente, podem gerar uma redução de perdas de 4 a 5% para as instituições.

“A MV tem projetos que trabalham o prontuário eletrônico e envolve cerca de 100 mil médicos neste processo de mudança de cultura”, afirma Paulo Magnus, presidente da companhia. “Atualmente grande parte dos hospitais já tem algum processo neste sentido, como acompanhamento de indicadores online, compras feitas em rede, então eu diria que isso vai se expandir para o resto da cadeia.”

Num futuro próximo, empresas estrangeiras vão começar a enxergar as oportunidades no Brasil. Isso vai permitir que o mercado evolua, uma vez que devem surgir grandes competidores, com poder de investimento e alta tecnologia. E então isso vai fazer com que as empresas locais se mobilizem, ou seja, vai ser uma mola propulsora da evolução no mercado nacional de informática para saúde.

Tecnologia de longo prazo
O presidente da MV lança luz sobre a possibilidade de a TI de 2030 já estar sendo feita hoje. O conceito de TI de longo prazo coloca a qualidade e o planejamento como prioridades para garantir o uso dos recursos por um tempo mais alongado.

“Nós temos sites instalados há mais de uma década”, afirma Magnus. “E a tendência é de triplicar a vida útil dos equipamentos com as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas.”

Segundo o executivo, os aplicativos devem mudar muito pouco e que, paulatinamente, as tecnologias vão permitir as atualizações automáticas e incrementos em relação à usabilidade, mas a tecnologia deve atravessar as décadas.


Cloud Computing
A computação em nuvem será uma realidade, porque já é uma prática crescente, e dela inclusive decorrem outras iniciativas que deverão compor este futuro. Por outro lado, há ainda alguns passos importantes a serem dados.

Paulo Magnus levanta uma dúvida em relação à banda disponível para a TI em saúde no Brasil, e questiona também a viabilidade dos investimentos em cloud computing, ante os investimentos para computação “on premise” (com armazenamento próprio dos dados e aplicações).

“O custo de menos de um ano de um data center garante a instalação de um site próprio, que dura, no mínimo, três anos”, explica Magnus. “Apesar dos questionamentos, o executivo destaca que a companhia se preparou para atender a demanda de cloud computing com investimentos de R$ 40 milhões nos últimos anos.

Outra discussão que rondou o mercado foi a da possibilidade de uma banda dedicada para o setor. A ideia, por mais atraente que possa parecer, é logo descartada por especialistas, em função do alto custo.

“O modelo econômico mais sustentável é compartilhar todos os canais de comunicação”, afirma Claudio Giulliano Alves da Costa, presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (Sbis). “Se for criar alguma coisa específica para infraestrutra, um link de comunicação dedicada, ou como quando se pensou em criar uma internet privada, isso vai fazer com que o custo aumente.”

E o aumento do custo geral na área de saúde já é um problema. Então não é possível pensar em uma TI em saúde que aumente os custos, uma vez que a função da TI neste setor é exatamente controlar e reduzir os custos.

Interoperabilidade
“Para o desafio da interoperabilidade, nós já temos o caminho”, explica Costa. O executivo afirma que este passo para a integração entre os sistemas de informação não é uma previsão para um horizonte de 20 anos, mas algo em torno dos próximos cinco anos. “Os caminhos já estão dados. O que falta, e talvez seja um desafio, é que o governo crie grandes projetos para promover um registro eletrônico de saúde.”

A evolução neste sentido é mesmo inevitável e deve acontecer ou por uma decorrência natural do mercado ou por um projeto governamental.

Por outro lado, ainda existe dentro do setor de saúde a percepção de que os processos das instituições são melhores ou piores entre si e de que as instituições menores não têm processo nenhum. Então, cada instituição desenvolve um processo e automaticamente desenvolve um mecanismo de armazenamento de dados.

“O desafio é melhorar a padronização dos processos e das melhores práticas”, destaca Magnus. “E isto tende a melhorar e se disseminar entre os fornecedores. De fato, nós temos apenas três fornecedores no Brasil.”

Análise preditiva
A chave para o futuro são os dados, na visão de Daniel Hoe, gerente de planejamento e desenvolvimento de negócios da SAS. “Quanto mais os fornecedores de saúde começarem a armazenar os dados de seus pacientes, maiores são as possibilidades que a tecnologia tem de ajudá-los.

A análise preditiva e o uso da tecnologia como apoio de diagnóstico é uma realidade fora do País e deve fazer parte do nosso cotidiano num futuro próximo. O executivo da SAS explica que uma técnica que está sendo testada fora do Brasil e que está ganhando bastante corpo é o uso de imagens para o suporte do diagnóstico médico.

O primeiro passo para atingir este futuro é a integração das bases de dados para que as análises possam ser feitas. Além disso, outra demanda importante é a computação de alta performance, uma vez que as análises demandam um alto volume de informações complexas, como imagens em alta definição, em tempos críticos.

Prontuário Eletrônico do Paciente
Custear a operação gerada pela alta demanda sem que haja uma integração dos prontuários será insustentável. O custo da saúde e a eficiência dos processos são preocupações muito fortes da profissionalização do setor e, obviamente, do futuro.

“Ainda se administra esta situação, mas vai chegar uma hora que não vai mais ter sentido ter que repetir exames quando buscar atendimentos em hospitais diferentes”, explica Robson Miguel, Gerente de Vendas – IT da Agfa. “Hoje ainda se aceita e tem espaço para este tipo de coisa, mas vai chegar um momento em que vai ser difícil custear toda esta operação e garantir qualidade e continuidade no tratamento.”


Desafios
Mas para que a TI alcance este patamar de uso extensivo, alguns passos precisam ser dados hoje. Entre eles estão a mão de obra e a especialização, bem como recursos de infraestrutura.

E para continuar a falar sobre o que nos aguarda, vamos destacar também alguns dos desafios que estão contidos nesta trilha.

O primeiro grande desafio é relativo ao próprio futuro: como lidar com a enorme massa de dados gerada e armazenada nos prontuários eletrônicos dos pacientes, disponíveis em qualquer lugar do mundo?

“Esta questão vai ser um grande transformador de como a informação clínica vai ser utilizada”, explica Costa, da Sbis. “Porque são grandes quantidades de bancos de dados e informações clínicas, que vão desde informações sobre o DNA do paciente até toda sua vida relacionada à área de saúde. Tudo isso disponível tanto para ele como passivo, quanto para toda a equipe médica.”

A consequência disso, como um monstro possível daqueles tempos, segundo explica o presidente da Sbis, é uma enorme preocupação com a segurança e confidencialidade destes dados. Tanto no que diz respeito ao acesso, quanto à alteração deles.

 Mão de obra qualificada
Sem profissionais especialistas em informática em saúde, o Brasil vai viver o que se chama de apagão de talentos. A questão da demanda por profissionais no setor de TI, e em especial no mercado de saúde é um velho refrão, mas já existem hoje alguns cursos de graduação em informática biomedicina no País.

O avanço neste sentido está ligado à profissionalização do setor e à gradual necessidade de compartilhamento deste conteúdo.

Avanço tecnológico e inovação estão diretamente ligados à questão da especialização dos profissionais e à disponibilidade destes profissionais para o mercado. Sem isso, o
Brasil mantém a margem de cinco a 10 anos de defasagem em relação aos países mais avançados neste setor.

“Quem gera conhecimento, eficiência e utilização prática são os profissionais que têm este conhecimento”, afirma Costa. “Enquanto estamos falando de registro eletrônico de saúde, das intenções do governo, o Canadá tem 50% dos hospitais conectados. Os EUA estão um pouquinho atrás, mas estão investindo US$ 20 bilhões num projeto para o acesso a estas informações. Nós ainda somos muito tímidos.”


Investimentos devem ser públicos x privados
Ainda dentro do tópico infraestrutura, a questão do investimento envolve um aspecto político e outro econômico, propriamente dito. Do ponto de vista da iniciativa privada, os pontos de prioridade de investimentos são os pontos onde o retorno é maior, mais viável ou de maior possibilidade de crescimento. Na outra esfera, a esfera pública, os investimentos priorizam acessibilidade (sem contar características de investimento como forma de propaganda de governo).

Assim, o papel do investimento público é fazer o acesso à estrutura de dados atingir locais remotos, periferias das grandes cidades.

“O papel do governo, neste caso, é promover o acesso aos lugares mais afastados através de subsídios e incentivos”, comenta Costa.

Infraestrutura
A qualidade da rede 3G atual não suportaria o nível de exigência de operações em saúde com recursos de mobilidade. Não sem deixar a desejar em relação a disponibilidade, o que é um fator crítico no setor, uma vez que as informações clínicas precisam estar acessíveis para comportar uma demanda de emergência.

As questões são enumeráveis: baixa disponibilidade, sinal fraco e banda muito estreita. “Como seria possível fazer uma videoconferência em alta definição usando uma rede 3G? Impossível”, ressalta o presidente da Sbis.

Fonte SaudeWeb

Apenas 20% dos médicos estão interessados em áreas carentes

Dados mostram que 1228 municípios pediram ajuda ao Ministério da Saúde para atrair recém-formados neste ano. A intenção era preencher 7.193 vagas, mas só 1.460 médicos demonstraram interesse

As prefeituras estão enfrentando dificuldades para contratar médicos no interior e até na periferia das grandes cidades. Isso porque 1.228 municípios pediram ajuda ao Ministério da Saúde para atrair recém-formados neste ano. A intenção era preencher 7.193 vagas, mas só 1.460 médicos demonstraram interesse, o equivalente a 20% da demanda.

O Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), realizado pelo Ministério da Saúde tem o objetivo de levar médicos a áreas carentes nas capitais e regiões metropolitanas. O Provab oferece bônus de 10% nas provas de ingresso em residências médicas a recém-formados que trabalharem por um ano em cidades do programa.

Dados do Ministério da Saúde mostram que 233 cidades não atraíram nenhum interessado. Todos os 1.640 médicos inscritos foram selecionados em fevereiro, isto é, ficaram aptos a fechar contrato imediatamente com as prefeituras. Até a semana passada, porém, só 460 profissionais já tinham começado a trabalhar, enquanto outros 140 estavam em processo de contratação.

A formação e distribuição de médicos em território brasileiro entrou na agenda do Palácio do Planalto. A presidente Dilma Rousseff determinou aos ministérios da Saúde e da Educação que preparem um plano para aumentar o número de médicos no país. O governo está convencido de que faltam profissionais e estuda criar ou ampliar faculdades, assim como facilitar a validação de diplomas de quem se formou no exterior, em países como Cuba, Bolívia e Argentina. Outro projeto é abrir mais 4 mil vagas de residência.

Alta rotatividade
A movimentação do governo desperta reações negativas nas corporações médicas. O Conselho Federal de Medicina divulgou, em novembro, o estudo “Demografia Médica no Brasil”, que apontou 371.788 profissionais em exercício naquele ano, o correspondente a uma taxa de 1,95 médico por mil habitantes. O governo quer elevar essa taxa para 2,5 até 2020 – ou até mesmo 2,7. O CFM, porém, considera o atual número suficiente, e diz que o problema está na má distribuição.

Segundo o presidente da Federação Nacional dos Médicos,Cid Célio Jayme Carvalhaes, é uma polêmica enorme dizer que falta ou sobra médico, pois, de acordo com ele, ninguém tem estudo consistente. E ressalta que o que se tem inconstetavelmente é que os médicos são distribuídos de forma trágica e injusta com a sociedade. Enquanto se tem um a cada 200 habitantes em certos lugares, em outros se tem um para cada 10 mil.

O Ministério da Saúde identificou 2.130 municípios com dificuldade de manter ou expandir o Programa Saúde da Família. As cidades têm direito a um número de equipes proporcional à população. Cada equipe é chefiada por um médico. Segundo o ministério, boa parte das cidades tem direito a mais equipes, mas não consegue criá-las por falta de profissionais.

Outro problema é a alta rotatividade. Em 1.190 cidades, mais de 75% das equipes trocam de médico pelo menos uma vez por ano, o que o governo considera excessivo. Em março, o ministério listou 26 municípios que não tinham médico da Família e outros quatro que não tinham nenhum profissional, conforme o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). O cadastro revela que apenas 2% dos municípios possuíam taxa superior a 2,5 médicos por mil habitantes, no ano passado.

Sempre que um profissional deixa o emprego, é comum que cidades fiquem semanas ou meses sem médico. Com pouca procura, é preciso elevar salários. Em geral, quanto mais longínquo e precário o município, maior o valor pago ao médico.

No Amapá, o governo do estado cede seus profissionais aos municípios. Sem isso, pequenas cidades ficariam desassistidas. Só que, além do salário estadual, os médicos recebem pagamento das prefeituras, com dinheiro repassado pelo ministério ao Saúde da Família. O Portal da Transparência estadual revela que há médicos ganhando R$ 39 mil brutos por mês. Um deles recebe mais R$ 5 mil da prefeitura de Marzagão (AP) por só um dia de trabalho na semana.

Para assessor da Secretaria de Saúde Charles Lopes Peres, os médicos vêm com interesse de ganhar dinheiro. Depois de juntar uma boa quantia, vão em busca de conforto.

Fonte SaúdeWeb

Entidades médicas pedem audiência com Governo para discutir trabalho e ensino médico

Médicos querem debater critérios para abertura de escolas de medicina e revalidação de diplomas obtidos no exterior

O Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) encaminharam nesta última quarta-feira (4) requerimentos de audiência aos ministros Alexandre Padilha (Saúde) e Aloizio Mercadante (Educação) para “discutir abertamente as políticas de regulação do trabalho e do ensino médicos no país”.

As entidades médicas querem debater com os ministros as condições pedagógicas e estruturais para o funcionamento de escolas médicas e para a abertura de novas vagas em cursos de medicina; as políticas de estímulo à fixação de médicos em zonas de difícil provimento; e os critérios para revalidação de diplomas de medicina obtidos em universidades estrangeiras.

“Preocupa-nos sobremaneira a possibilidade da adoção de medidas que não considerem aspectos fundamentais para garantir a qualidade técnica e ética do atendimento oferecido à população, para os quais nossas entidades possuem outorga legal de monitorar e de determinar”, dizem nas correspondências os presidentes das entidades médicas, Roberto Luiz d’Avila (CFM), Florentino de Araújo Cardoso Filho (AMB) e Cid Carvalhaes (Fenam). As entidades pedem urgência na realização da audiência.

Nos documentos, os representantes das entidades defendem o seguinte:

a) Sobre a abertura de novas vagas em cursos de medicina e de novas escolas médicas: para o funcionamento dessas instituições devem ser asseguradas condições pedagógicas e estruturais mínimas;

b) Sobre a fixação de profissionais em zonas de difícil acesso e provimento: a fixação pode se dar por meio da criação de uma carreira específica para profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), que ofereça remuneração compatível com a responsabilidade e o compromisso exigidos e com perspectivas de progressão funcional. Essa carreira deve ser acompanhada de estrutura de atendimento adequada para a população e de oferta de programas de educação continuada para os profissionais; e

c) Sobre a revalidação de diplomas médicos obtidos no exterior: os processos de revalidação devem ser pautados por parâmetros que confirmem a capacidade dos candidatos ao exercício da medicina, considerando-se aspectos teóricos, práticos, cognitivos, deontológicos e linguísticos.

Fonte SaudeWeb

Veja remuneração de cargos em laboratórios e análises clínicas

Pesquisa Catho mostra a média salarial para cargos que vão desde auxiliar de laboratório e análises clínicas até gerente

Pesquisa da Catho Online, empresa de classificados online de currículos, traz média salarial de profissionais de diversas áreas da saúde.

Confira a remuneração dos setores de laboratório e análises clínicas:

Gerente de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$ 5470,323

Coordenador, Supervisor ou Chefe de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$2999,35

Analista de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$2240,57

Biólogo de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$2126,87

Técnico de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$1149,23

Assistente de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$953,94

Auxiliar de Laboratório e Análises Clínicas
Média Salarial: R$901,76

Metodologia:O estudo é atualizado a cada três meses e traz dados de mais de 1.800 cargos, de 218 áreas de atuação profissional e de 48 ramos de atividade econômica, dentro de 21 regiões geográficas do Brasil, além de 7 faixas de faturamento para classificação de porte de empresa. Esta refere-se à 38ª Pesquisa Salarial e de Benefícios, realizada no período de 1º de dezembro de 2011 a 06 de janeiro deste ano.

Fonte SaudeWeb

Hospital Pró-Cardíaco investe R$ 1 milhão em área de descanso para médicos

A área vip, localizada no andar térreo, possui uma sala de estar com sofás e televisor LCD, duas modernas poltronas de massagem, um bistrô e um restaurante

O Hospital Pró-Cardíaco, localizado em Botafogo, no Rio de Janeiro, inaugurou espaço de descanso para o corpo clínico da instituição e médicos assistentes, batizado de “Estar Médico”. A área vip, localizada no andar térreo, contou com investimento de R$ 1 milhão e possui uma sala de estar com sofás e televisor LCD, duas modernas poltronas de massagem, um bistrô e um restaurante especialmente desenvolvido para o local.

O objetivo do espaço é proporcionar intervalos aos profissionais durante o dia. “De preferência, em locais reservados e aconchegantes, onde possam conversar com os colegas de trabalho e descansar entre um procedimento e outro”, afirma a instituição em comunicado.

“Era tudo o que eu queria quando atuava como clínico, e sei o quanto é valioso para todos. Por isso é uma grande satisfação oferecer à equipe médica um lugar com privacidade e conforto para o convívio profissional e a troca de conhecimento”, diz o diretor do Pró-Cardíaco, Marcus Vinícius J. dos Santos, em nota.

Fonte SaudeWeb

Associação de Consumidores cobra balanço da ANS sobre queixas de planos

O temor da Proteste é que a Notificação de Investigação Preliminar (NIP) sirva apenas para flexibilizar as punições aos planos de saúde e não resolva o problema do consumidor a tempo

A Proteste Associação de Consumidores cobra a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) pela divulgação dos dados estatísticos sobre negativa de cobertura e descumprimento dos prazos para consultas e procedimentos por parte das operadoras de planos de saúde.

Em comunicado, a entidade alega discordar das mudanças implantadas pela ANS com a implantação da Notificação de Investigação Preliminar (NIP) sob a alegação de agilizar a resolução de conflitos entre usuários e operadoras de saúde, em casos de negativa de cobertura. Segundo a Associação, em vigor desde novembro de 2010, até agora não foi divulgado nenhum balanço sobre a efetividade da notificação prévia às empresas antes de puni-las com multas, por exemplo.

O temor da Proteste é que a NIP sirva apenas para flexibilizar as punições aos planos de saúde e não resolva o problema do consumidor a tempo. “Há o risco de as empresas utilizarem a Notificação de Investigação Preliminar como forma de postergar as autorizações aos consumidores, que continuarão tendo de recorrer à justiça para resolver as pendências que coloquem em risco a saúde”, afirma a companhia em comunicado. A negativa de cobertura é um dos principais motivos de reclamações contra planos de saúde.

Apesar de previsão de publicação de Instrução Normativa criando ferramenta para o monitoramento das demandas, não houve qualquer menção quanto às medidas que seriam adotadas em caso de reincidência por parte da operadoras. Segundo a Associação, a Resolução Normativa nº 226 estabeleceu todas as fases da NIP, mas não tratou das práticas reiteradas.

Cabe a ANS fiscalizar, controlar e analisar as reclamações e, se houver infração, aplicar as penalidades já previstas. E precisa haver punições para as empresas reincidentes, caso contrário os consumidores podem ficar desestimulados a fazer as reclamações, avalia a Proteste.

Com a notificação prévia as operadoras têm cinco dias úteis para justificar uma negativa de atendimento ou voltar atrás na decisão. Mas a ANS não fixa um prazo para que ela própria notifique as empresas sobre a reclamação.

“A Proteste aguarda a Instrução Normativa que deveria ser publicada estabelecendo a metodologia de monitoramento e penalidades pela reincidência das operadoras”, diz em nota.

Fonte SaudeWeb

Hapvida constrói novo hospital em Fortaleza

Construído no bairro Aldeota, a unidade será o primeiro hospital geral da região a oferecer internação pediátrica

A operadora Hapvida Saúde anuncia a construção, ainda este ano, do Hospital Aldeota, em bairro nobre da capital cearense. Segundo a instituição, a unidade será o primeiro hospital geral da região a oferecer internação pediátrica. O complexo irá contar com um Parque de Diagnóstico por Imagem e Análises Laboratoriais; um Centro Cirúrgico; UTI Adulto; mais de 100 leitos para internações; UTI Neonatal e Centro Obstétrico.

O Hospital Aldeota é a quarta unidade do Hapvida na Aldeota e a quinta nas proximidades. Em março de 2012, foi entregue a Hapclínica Padre Antônio Tomás, exclusiva para atendimento pediátrico. Em fevereiro de 2011, o Hapvida inaugurou a primeira Urgência Pediátrica da Aldeota, além de urgência exclusiva para adultos.

Nos próximos 60 dias, o Hapvida deve inaugurar o Parque de Diagnóstico por Imagem, batizado de “Vida&Imagem”, que contemplará exames de tomografia computadorizada do tipo Multislice, ecocardiografia, ultrassonografia geral, radiologia geral e dopplerfluxometria, além de laboratório para análises clínicas.

Com uma densidade demográfica de 10,7 mil habitantes/km², a Aldeota é conhecida por ultrapassar as fronteiras de bairro, constituindo-se assim uma das regiões mais centrais de Fortaleza: pólo econômico e área nobre da cidade. A região destaca-se por possuir índice habitacional 40% maior que o de toda Fortaleza, capital do Ceará, segundo dados do último censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) em 2010.

De acordo com o levantamento feito a partir dos dados do Censo 2000, a Aldeota encontra-se na lista dos sete bairros da Regional II que possuem Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM-B) mais altos (0,800), sendo o teto 1,0.

No entanto, a assistência médica na região ainda não acompanha esse crescimento. Um levantamento realizado pelo Hospital Antonio Prudente, da rede própria do Hapvida Saúde, localizado no Bairro de Fátima, revelou que cerca de 30% dos atendimentos realizados na unidade, durante o período de maior incidência de viroses de 2011, foram para moradores da Aldeota. Segundo a companhia, o dado foi primordial para a decisão de intensificar ainda mais sua atuação no bairro.

Fonte SaudeWeb

Universidade de São Paulo - USP - Faculdade de Medicina

A Universidade de São Paulo realiza concurso para provimento de vagas para a Faculdade de Medicina da USP.

Inscrições:
De 7 de novembro de 2011 a 4 de maio de 2012, na Assistência Técnica Acadêmica/Serviço de Concursos Docentes, Avenida Dr. Arnaldo, nº. 455, 2º andar, sala 2301.

Remuneração:
R$ 5.193,32

Provas:
Haverá julgamento dos títulos, prova oral e prova de argüição.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza concurso para provimento de 119 vagas para os campi Central - Natal, Santa Cruz, Macaíba e Caicó.

Inscrições:
Entre 9 de abril e 14 de maio, pelo http://www.comperve.ufrn.br/


Remuneração:
R$ 1.473,58, R$ 1.821,94 e R$ 2.989,33

Valor:
R$ 40,00, R$ 50,00 ou R$ 80,00.

Provas:
Prova objetiva: 17 de junho
Haverá prova prática.

Cargos:
Classe C - fundamental e médio - Fotógrafo, Assistente de Laboratório e Programador de Rádio e Televisão;
Classe D - médio/técnico - Assistente de Direção e Produção, Desenhista Projetista, Técnico em Eletroeletrônica, Técnico em Mecânica, Técnico de Laboratório - Química, Técnico de Laboratório - Edificações, Técnico de Laboratório - Meio Ambiente, Técnico de Laboratório - Geologia, Técnico de Laboratório - Petróleo e Gás, Técnico de Laboratório - Têxtil, Técnico de Laboratório - Mecânica, Técnico de Laboratório - Alimentos, Técnico de Laboratório - Eletrotécnica, Técnico de Laboratório - Aquicultura, Técnico de Laboratório - Biologia, Técnico de Laboratório - Análises Clínicas, Técnico de Laboratório - Agropecuária, Técnico de Laboratório - Agroindústria, Técnico de Laboratório - Eletromecânica, Técnico de Laboratório - Anatomia Patológica, Técnico de Laboratório - Nutrição e Dietética e Técnico de Laboratório - Biotério -Nutrição Experimental;
Classe E - superior - Engenheiro - Engenharia Biomédica, Engenheiro - Engenharia Mecatrônica e Biomédico.
Concurso 007/2012
Classe C - fundamental - Assistente de Alunos e Auxiliar em Administração;
Classe D - médio/técnico - Técnico em Enfermagem, Técnico de Tecnologia da Informação e Técnico em Contabilidade;
Classe E - superior - Administrador, Assistente Social, Contador, Economista, Engenheiro de Produção, Engenheiro de Computação, Engenheiro de Telecomunicação, Farmacêutico Bioquímico, Jornalista, Médico - Endoscopia Digestiva, Médico -Clínica Médica, Médico - Gastroenterologia, Médico - Proctologia, Médico - Cirurgia Geral, Médico - Nefrologia, Médico - Neurologia Clínica, MÉDICO - Psiquiatria, Médico - Pneumologia, Médico - Patologia, Odontólogo, Psicólogo Clínico, Técnico em Assuntos Educacionais, Enfermeiro, Enfermeiro do Trabalho e Nutricionista.

Concurso SEMASA de Santo André – SP

Para quem estava aguardando um Concurso Público que abrangesse todos os níveis de instrução na cidade de Santo André, Estado de São Paulo, informamos que já foi publicado pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental o Edital que proverá vagas para os níveis Fundamental, Médio e Superior.
Ao todo serão 15 vagas para os seguintes cargos, de acordo a formação:
Ensino Fundamental:
Almoxarife ( 01), Atendente de Central de Operações Informações (01), Cadastrista de Consumo de Água e Esgoto (01), Continuo (01), Mecânico de Máquina Pesada (01), Nivelador (01), Operador de Máquina de Desobstrução de Esgoto (01).
Ensino Médio:
Fiscal de Instalação de Água/Esgoto  (01)
Ensino Superior e Técnico:
Assistente Social II (01), Auditor III (01), Engenheiro  I- Civil (01), Engenheiro Segurança do Trabalho (01), Médico Clínico (01), Médico do Trabalho (01), Técnico Químico (01).
Os vencimentos variam de R$ 812,01 a R$ 5.016,51 de acordo a função a ser exercida.
Inscrições
O prazo para realização das inscrições é até o dia 20 de abril de 2012, através do endereço http://www.caipimes.com.br/.
Existe ainda a opção de inscrição presencial através do Posto de Inscrição sito à Avenida Goiás, nº 3.400,  Bairro Barcelona, São Caetano do Sul, São Paulo. O horário de atendimento será de 09hs às 16 horas, sempre de segunda a sexta-feira.
Provas
As provas objetivas de múltipla escolha estão agendadas para 13 de maio de 2012. Para alguns cargos, haverá a aplicação de provas práticas, provavelmente no dia 17 de maio de 2012.

Prefeitura de Paragominas

Com objetivo de preencher 445 vagas nos cargos de níveis fundamental, médio e superior, a Prefeitura de Paragominas, Estado do Pará, lançou o esperado edital de concurso público. O salário oferecido é de até R$ 5.225,00 e os procedimentos de seleção dos candidatos serão realizados pelo Instituto de Desenvolvimento Social do Baixo Amazonas - IDESBA.

Cargos
As vagas são para os cargos de Auxiliar Operacional de Serviços Gerais, Auxiliar Administrativo, Auxiliar em Saúde Bucal, Agente de Fiscalização de Vigilância Sanitária, Agente Técnico em Enfermagem, Técnico de Laboratório, Técnico em Informática, Técnico de Radiologia, Agente de   Fiscalização Trânsito, Assistente Social, Farmacêutico/Bioquímico, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico, Odontólogo, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Florestal, Nutricionista e Professor.

Inscrições
As inscrições serão realizadas via internet até o dia 04 de maio de 2012, no site www.concursoparagominas.com.br.

Taxas
R$ 40,00 para cargos de nível fundamental;
R$ 50,00 para nível médio;
R$ 80,00 para nível superior.

Provas
As provas para todos os cargos terão a duração de quatro (4) horas e será aplicada no Município de Paragominas, em data, hora e local a serem divulgados oportunamente, inclusive através do Cartão de Confirmação de Inscrição.

Decorrido o momento da Homologação Final, este concurso passará a ter validade de dois anos, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período.

Concurso Prefeitura de Campo Alegre de Lourdes - BA

Continuam abertas as inscrições para o concurso público do município de Campo Alegre de Lourdes, Bahia. A expectativa é que até o fim da vigência do certame sejam preenchidas 157 vagas para cargos dos níveis fundamental, médio e superior.

Fica reservado o percentual de 5% do total de vagas existentes para os candidatos portadores de necessidades especiais, em função compatível com a sua aptidão.

A jornada normal de trabalho será de 40 horas semanais e algumas funções farão jus a um salário de até R$ 4.400,00. Os aprovados e nomeados nos cargos de Farmacêutico, Fisioterapeuta e Professor Nível Especial poderão cumprir uma jornada semanal reduzida, de acordo com as particularidades inerentes a cada uma das ocupações.

Cargos
Nível Fundamental: Agente de Saúde e combate às Endemias;
Nível Médio: Professor Nível Especial, Agente Administrativo, Agente Administrativo, Auxiliar de Consultório Dentário, Digitador, Técnico de Enfermagem e Técnico de Vigilância Sanitária;
Nível Superior: Assistente Social, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Médico, Nutricionista, Odontólogo e Psicólogo.
Inscrições
Até o dia 17 de abril de 2012, os interessados poderão efetuar a inscrição, das 09:00h às 12:00h e das 13:00h às 17:00h, no Prédio da Prefeitura Municipal, Avenida Sete de Setembro, Sino - Centro de Campo Alegre de Lourdes. Será necessário pagar uma taxa de R$ 40,00, R$ 45,00 ou R$ 100,00, dependendo do nível de escolaridade exigido para cada cargo.
Provas, Gabaritos e Validade
As provas serão realizadas no Município de Campo Alegre de Lourdes, com data inicialmente prevista para o dia 13 de maio de 2012, em horário e local a serem publicados no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Campo Alegre de Lourdes e através da internet nos endereços eletrônicos http://www.planejarconcursos.com.br/. O gabarito será divulgado provavelmente no dia 15 de maio de 2012.
O prazo de validade do concurso será de 02 anos, contados da data da publicação de sua homologação.

Concurso Prefeitura de Mormaço - RS

Estão abertas as inscrições para o concurso público 001/2012 da Prefeitura de Mormaço, Estado do Rio Grande do Sul, destinado ao preenchimento de 53 vagas mais cadastro de reserva, em cargos de níveis fundamental, médio e superior.
Os salários variam de R$ 572,00 a R$ 3.302,00 para carga horária de 16 a 40h semanais. A organização, aplicação e correção do Concurso Público serão de responsabilidade da CONSESP - Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda.

Cargos
Artífice, Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista, Operador de Máquinas, Operário, Serviçal, Agente Comunitário de Saúde, Almoxarife, Jardineiro, Telefonista / Recepcionista, Agente da Junta do Serviço Militar, Agente da Vigilância em Saúde, Agente de Fiscalização, Atendente de Creche, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Consultório Dentário - ACD, Auxiliar de Enfermagem, Bibliotecário, Caixa, Controle Interno, Fiscal Ambiental, Técnico em Informática, Médico, Professor e entre outros.

Inscrições e Taxas
As inscrições serão realizadas até o dia 04 de maio de 2012, no horário das 08:00 h às 11:45 h e das 13:00 h às 17:00 h, na sede da Prefeitura Municipal de Mormaço - RS, sito à Av. Willibaldo Koenig nº 864 – Mormaço - RS. As taxas variam de R$ 35,00 a R$ 85,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas
As provas serão realizadas provavelmente no dia 10 de junho de 2012, às 8h, em locais a serem divulgados através de Edital próprio que será afixado no local de costume da Prefeitura, através de jornal com circulação no município e através do site http://www.consesp.com.br/, com antecedência mínima de cinco dias. As provas práticas serão realizadas na mesma data em locais e horários a serem informados durante a realização das provas escritas.

O gabarito oficial e a prova objetiva (teste de múltipla escolha) serão disponibilizados, a partir das 18h da segunda-feira subsequente à data da aplicação da prova e permanecerão no site pelo prazo de 2 dias.

Validade
A validade do concurso será de até 02 anos, contados da homologação final dos resultados, podendo haver prorrogação por igual período, a critério da Administração.

Processo Seletivo Prefeitura de Biguaçu – SC

A Prefeitura da Cidade de Biguaçu, Estado de Santa Catarina, preencherá diversas vagas para todos os níveis através de Processo Seletivo. Ao todo estão sendo disponibilizadas 31 vagas distribuídas entre os seguintes cargos:
Nível Fundamental: Auxiliar de Serviços Gerais II - Servente (Cadastro de Reserva), Encanador (Cadastro de Reserva), Vigia (02), Motorista Carteira D (Cadastro de Reserva), Motorista Carteira C (Cadastro de Reserva), Motorista Carteira B (01), Agente Comunitário de Saúde (10 +  Cadastro de Reserva).
Nível Médio: Agente de Endemias (Cadastro de Reserva), Auxiliar de Cirurgião Dentista (02), Auxiliar de Consultório Dentário (Cadastro de Reserva), Auxiliar de Saúde II (Cadastro Reserva), Escriturário (Cadastro de Reserva), Recepcionista (Cadastro de Reserva), Técnico de Enfermagem (05 + Cadastro de Reserva), Monitor de Transporte Escolar (Cadastro de Reserva).
Nível Superior: Enfermeiro (Cadastro de Reserva), Farmacêutico (Cadastro de Reserva), Fisioterapeuta (Cadastro de Reserva), Médico Clínico Geral (Cadastro de Reserva), Médico da Família ESF (05), Médico de Emergência (05), Médico Psiquiatra NASF (01), Médico Especialista - Cardiologista (Cadastro de Reserva), Médico Especialista - Dermatologista (Cadastro de Reserva), Médico Especialista - Ginecologista (Cadastro de Reserva), Médico Especialista Infectologista (Cadastro de Reserva), Médico Especialista   - Neurologista (Cadastro de Reserva), Médico Especialista - Oftalmologista (Cadastro de Reserva), Médico Especialista (Ortopedista), Médico Especialista - Pediatra (Cadastro de Reserva), Médico Especialista - Urologista (Cadastro de Reserva), Odontólogo  - Da Família (Cadastro de Reserva), Psicólogo - Da Família (Cadastro de Reserva).
Este Processo Seletivo possui validade de 01 ano e poderá ser prorrogado por igual período uma única vez
Salários: variam de R$ 710,00 a R$ 4.805,16 com regime de trabalho que também vão variar de acordo o cargo a ser exercido. 
Inscrições
Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição no seguinte endereço eletrônico: http://www.saude2012.bigua.ieses.org/, até o dia 04 de maio de 2012. O valor da taxa de inscrição será de R$ 30,00 para Nível Fundamental, R$ 45,00 para Nível Médio e R$ 60,00 para Nível Superior.
Seleção
O Processo Seletivo será realizado por intermédio de provas objetivas, a serem aplicadas em 27 de maio de 2012. Para cargos de Nível Superior haverá avaliação de títulos.

Concurso Prefeitura de Cabreúva - SP

Abertos dois editais de concursos públicos pela Prefeitura de Cabreúva, Estado de São Paulo, destinados ao provimento de 63 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários podem chegar até R$ 3.586,10, em carga horária de 12 a 40h semanais.
Os concursos serão executados através da TRIANI Assessoria e Treinamento e terão validade de 02 anos..

Cargos
As oportunidades são para os cargos de Farmacêutico, Médico, Assistente de Desenvolvimento Infantil, Auxiliar Administrativo I e II, Auxiliar de Serviços, Guarda Municipal, Pedreiro, Professor, Servente e Vigia.

Inscrições e Taxas
As inscrições serão realizadas via internet através do site http://www.triani.com.br/, até às 23h59 min. do dia 12 de abril de 2012, e pessoalmente nos dias úteis, no Posto de inscrição nº 1- antigo PREV-CIDADE, localizado na Avenida Marginal s/n - Centro - dentro do terminal rodoviário e no Posto de inscrição nº 2 – Prefeitura Distrital, localizado na Rua Luiz Nunes nº 274- Distrito Jacaré, no horário das 10h ás 16h, exceto aos sábados, domingos e feriados. As taxas variam de R$ 22,00 a R$ 72,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas
As provas escritas serão realizadas na cidade de Cabreúva na data prevista 29 de abril de 2012, em locais a serem definidos e divulgados até o dia 21 de abril 2012 através de Edital de convocação para as provas objetivas disponíveis no site www.cabreuva.sp.gov.br/www.triani.com.br e no Diário Oficial do Município, com duração máxima de 03 horas.

Concurso Prefeitura de Cruzeiro do Sul - RS

A Prefeitura do município de Cruzeiro do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, promulgou edital de concurso visando preencher 04 vagas do Servidores Municipais.Os vencimentos estão oscilando entre R$ 720,32  e R$ 3.616,56, com regime horário de trabalho de 35 a 40 horas semanais.
Cargos
Agente Comunitário de Saúde (01), Contador (01), Controlador Interno (01), Fonoaudiólogo (01).
Inscrições
O único meio de realizar a inscrição será pela internet através dos seguintes endereços eletrônicos: http://www.cruzeiro.rs.gov.br/ ou http://www.schnorr.com.br/. O período de inscrições é de 09 a 20 de abril de 2012 e o valor da taxa de inscrição para qualquer dos cargos será de R$ 55,00.
Provas
As provas objetivas serão aplicadas em um único dia marcado para a data 12 de maio de 2012. O local e horário serão informados no mesmo site em que foram realizadas as inscrições.

Concurso Prefeitura de Porto Barreiro - PR

No município paranaense de Porto Barreiro, a prefeitura promulgou edital de concurso público para provimento de vagas legais e para formação de cadastro de reserva do quadro geral dos servidores. A seleção dos candidatos está a cargo da banca examinadora da empresa Objetiva Concursos LTDA.

Serão providas 15 vagas para profissionais de níveis fundamental, médio e superior, com salários até R$ 5.966,67, para carga horária de 20 a 40h semanais.

Cargos: Agente Comunitário de Saúde, Artífice de Obras, Auxiliar de Manutenção, Auxiliar de Odontologia, Balseiro, Inseminador, Médico, Operador de Máquinas, Professor II, Técnico em Enfermagem e Topógrafo.

As inscrições via internet poderão ser realizadas até às 23h59min, do dia 16 de abril de 2012, pelo site http://www.objetivas.com.br/. As taxas são de R$ 40,00 e R$ 70,00.

A Prova Escrita será aplicada em 13 de maio de 2012, em local e horário a serem informados por Edital. 

O concurso terá validade por 2 anos a partir da data de homologação dos resultados, prorrogável por mais 2 anos, a critério da Prefeitura Municipal.

Concurso Prefeitura de Alegria - RS

A Prefeitura de Alegria, Estado do Rio Grande do Sul, publicou edital de concurso público para provimento de 03 vagas, em cargos de Assistente Social, Médico e Auxiliar em Saúde Bucal. O concurso será organizado e executado pela Objetiva Concursos.
Os interessados deverão fazer suas inscrições até o dia 20 de abril de 2012 na Prefeitura Municipal, localizada na Rua Sete de Setembro, nº. 1171, Alegria, das 9h às 11h e das 14h às 17h. Será necessário apresentar o comprovante de pagamento da taxa de R$ 70,00 para funções de nível Superior e de R$ 45,00 para Fundamental, apresentar cópia legível do documento de identidade e CPF.
O cargo de Assistente Social exige que o candidato tenha formação Superior na área e oferece o salários de R$ 3.356,23 em jornadas de 40 horas semanais. Já a função de Auxiliar em Saúde Bucal exige o Ensino Fundamental completo, curso específico na área e registro no conselho profissional, e oferece a remuneração de R$ 659,98 em carga horária semanal de 40 horas. Para preencher a vaga de Médico, será necessário ter formação Superior e registro profissional. Neste caso, o vencimento mensal será de R$ 2.361,56 em jornadas de 22 horas semanais, mas poderão ocorrer alterações da carga horária para 40 horas, com pedidos fundamentados da Secretaria responsável, com a respectiva gratificação do Programa PSF, de R$ 4.200,00.
Todos os inscritos serão avaliados por meio de prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório, com questões objetivas compatíveis com o nível de escolaridade exigido por cargo. A previsão é que as provas sejam realizadas no dia 19 de maio de 2012, em local e horário a serem divulgados posteriormente.
O concurso terá a validade de 02 anos, mas poderá ser prorrogado por mais 02 anos, a critério do Município de Alegria.

Concurso Prefeitura de Itu (SP) 2012

A Prefeitura de Itu, Estado de São Paulo, localizada a 102 km da Capital, lançou concurso público com o objetivo de preencher 81 vagas seu quadro permanente de pessoal, incluindo oportunidades para os portadores de necessidades especiais. Há chances para todos os níveis de escolaridade, sendo a remuneração variável entre R$ 622,00 e R$ 1.973,04.
CargosAjudante de Serviços Gerais, Motorista, Borracheiro, Eletricista, Pedreiro, Serralheiro, Lavador/Lubrificador, Operador de Equipamento Pesado, Agente de Controle de Vetores, Auxiliar Administrativo, Cuidador, Desenhista, Instrutor Técnico de Formação Profissional, Recepcionista, Técnico de Segurança do Trabalho, Guarda Municipal, Técnico de Enfermagem, Engenheiro Civil e Médico.
Inscrição
As inscrições serão realizadas até o dia 13 de abril de 2012, no Ginásio Municipal de Esportes Prudente de Moraes (ao lado do Estádio Municipal “Novelli Júnior”), sito a Praça Washington Luiz, s/nº - Vila Nova – Itu/SP, nos dias úteis de segunda à sexta feira das 9 às 17h, ou através do site http://www.mouramelo.com.br/.
A taxa de inscrição varia entre R$ 22,00 e R$ 48,00.
Prova
A prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 06 de maio de 2012, em locais e horários a serem divulgados no mural da Prefeitura de Itu, no jornal local e através do site - http://www.mouramelo.com.br/, no mínimo 5 dias antes da realização das provas.
O teste prático será realizado em data a ser divulgada pelo edital de convocação, que será publicado 5 dias antes de sua realização na Imprensa Local, no site http://www.mouramelo.com.br/ e no mural da Prefeitura de Itu, não podendo ser alegado desconhecimento.
Validade
O prazo de validade do concurso público será de 01 ano, contados da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da administração.

Concurso Prefeitura de Valparaíso (SP)

Foi publicado edital Nº 001/2012 para a realização do concurso público da Prefeitura de Valparaíso, Estado de São Paulo. São ofertadas 22 vagas para funções dos ensinos médio e superior, com salários que podem chegar a R$ 9.366,00, mais vale alimentação de R$ 250,00, para carga horária de 10, 20 e 40h semanais.
Cargos
Cirurgião Dentista, Professor, Auxiliar de Consultório Dentário e Médico.
Inscrições e Taxas
As inscrições, de R$ 35,00 e R$ 50,00, ficarão abertas até o dia 22 de abril de 2012, devendo ser efetuadas pela internet, através do site www.apiceconcursos.com.br, podendo ser pagas até a data limite de 23 de abril de 2012.
Provas
As provas objetivas serão aplicadas na cidade de Valparaíso, previstas para o dia 13 de maio de 2012, em local a ser divulgado, através de Edital que será afixado no local de costume da Prefeitura, através de jornal de circulação no Município e através dos sites: http://www.apiceconcursos.com.br/ e http://www.valparaiso.sp.gov.br/, com antecedência mínima de 3 dias.
O prazo de validade do concurso será de 02 anos a partir da Homologação do Resultado Final.

Concurso Prefeitura de Altinópolis - SP

Em Altinópolis, no Estado de São Paulo, foram publicados editais de concurso público e processo seletivo para provimento de 31 vagas, em cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os vencimentos vão até R$ 1.848,66. O certame será realizado, pelo INDEC – Instituto Nacional de  Desenvolvimento Educacional e Capacitação.

Cargos
Concurso Público
Agente de Apoio Operacional - Braçal, Jardinagem, Bomba, Eletricidade, Hidráulica, Pedreiro, Tratorista, Veículos Pesados; Agente de Apoio Administrativo, Financeiro, Técnico e Fiscal I - Recepção, Agente Combate às Endemias, Ag. Esp. em Educação - Inspeção I (Monitores de Creche), Inspeção II (Inspetor de alunos), Assistente de PSF (ESF), Técnico em Segurança do Trabalho I e Coordenador da Saúde Mental I.

Processo Seletivo
Monitor de Música, Monitor de Teatro, Monitor de Informática, PEB I e II e Professor.

Inscrições e Taxas
As inscrições serão recebidas a partir da 00h00min do dia 10 de abril às 23h59min do dia 22 de abril de 2012, no endereço eletrônico http://www.institutoindec.com.br/. As taxas variam de R$ 12,00 a R$ 42,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas
As provas Objetivas serão realizadas na cidade de Altinópolis provavelmente nos dias 06 e 13 de maio de 2012, em local e horário a ser oportunamente divulgados. O candidato deverá acompanhar a publicação do Edital de Convocação para as provas através da internet no endereço eletrônico http://www.institutoindec.com.br/.

Validade
O prazo de validade do concurso será de 02 anos, contados da data da publicação da homologação, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

O prazo de validade do processo seletivo será de 01 ano, contados da data da publicação da homologação.