Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


domingo, 12 de fevereiro de 2012

Mulher adianta parto para o marido, que tinha uma semana de vida, poder segurar o bebê

A pequena Savannah nasceu cinco dias antes da morte do pai

O que deveria ter sido um dos dias mais felizes das vidas da família Aulger, do Texas (EUA), foi marcado por muita tristeza. Ao descobrir que o marido sofria de uma doença pulmonar fatal, Diane Aulger, de 31 anos, antecipou seu parto em duas semanas para que o pai pudesse conhecer a filha.

Segundo informações na versão online do "Daily Mirror", Mark Aulger, de 52 anos, havia sido informado, pouco antes do Natal, que estava curado de um câncer. No dia 3 de janeiro, porém, foi internado com dificuldades de respirar. Os médicos, então, descobriram que os oito meses de quimioterapia a que Mark havia se submetido tinham destruído seus pulmões. Ele foi diagnosticado com fibrose pulmonar, uma cicatrização dos pulmões que dificulta a respiração.

Mark e Diane Aulger: eles tiveram cinco filhos

Mark e Diane Aulger: eles tiveram cinco filhos Foto: Reprodução Mail Online


No dia 16 de janeiro, veio o terrível diagnóstico: Mark só teria mais uma semana de vida.

"No dia seguinte, o médico me perguntou: 'Quando você vai ter esse bebê?'", disse Diane, ao canal de TV ABC News.

Foi então que eles decidiram induzir o parto e Savannah nasceu em 18 de janeiro.

"Ele a segurou por 45 minutos e choramos durante todo esse tempo", contou Diane.

No dia seguinte, o marido só conseguiu segurar Savannah por um minuto, antes de entrar em coma.


Mark morreu no dia 23 de janeiro, na cama do hospital, com a mulher e quatro filhos ao seu lado e filha recém-nascida em seus braços.

Mark Aulger, no hospital, com a mulher e os filhos

Mark Aulger, no hospital, com a mulher e os filhos Foto: Reprodução Mail Online


Fonte G1