Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 19 de julho de 2012

Família acusa hospital da USP de negligência e omissão de socorro



Cláudia, de 38 anos, foi levada ao Hospital Universitário da USP pelo marido Clésio, na manhã do dia 13 de julho. A mulher foi medicada com uma injeção e, pouco tempo depois, reclamou que o corpo começou a formigar.

Créditos: SBT Brasil

Segundo a família, Cláudia não teve acompanhamento médico. Cerca de 1h40 depois, o marido conseguiu chamar a atenção de duas médicas. A mulher foi levada para a emergência mas não resistiu.

Na declaração de óbito está que a causa da morte foi "Ruptura de aneurisma da Aorta", a principal artéria do corpo. Para o Marido, houve omissão de socorro.

No hospital, nenhum funcionário quis gravar entrevista. Em nota, foi comunicado que a instituição aguarda um lado do IML para concluir a investigação do caso.

Fonte iG

Porto Alegre participa de estudo para avaliar a qualidade de vida dos brasileiros

Pesquisa envolve quatro capitais e pretende auxiliar na proposição de políticas de saúde

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) participam de uma pesquisa desenvolvida pelo Ministério da Saúde para avaliar a qualidade de vida dos brasileiros. O estudo, que envolve outras três capitais brasileiras — Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro —, tem por objetivo entender como a população brasileira avalia "estados" de saúde. Os resultados podem servir como ferramenta para auxiliar na tomada de decisões em políticas públicas, beneficiando tanto os usuários da rede pública como do sistema de saúde suplementar.

A psiquiatra Luciane Cruz, que coordena o projeto em Porto Alegre juntamente com Carisi Anne Polanczyk, explica que a pesquisa adapta à realidade brasileira o padrão EQ5D, instrumento usado na Inglaterra para dimensionar a efetividade de serviços em saúde.

— O questionário avalia a visão sobre o próprio estado de saúde da pessoa, abrangendo dimensões como capacidade funcional, mobilidade, dor e depressão — exemplifica Luciane.

Para o estudo, entrevistadores treinados e identificados vão visitar domicílios, convidando os moradores a responderem as perguntas. O processo de seleção dos domicílios é aleatório e baseado em censos do IBGE, para garantir representatividade da população em vários aspectos. A faixa etária dos entrevistados será dos 18 aos 64 anos. A coleta de dados acontece até o mês de agosto e serão entrevistadas cerca de 900 pessoas na Capital. No total, a pesquisa deverá ouvir 6 mil brasileiros entre as quatro capitais envolvidas.

Especialista em qualidade de vida, a pesquisadora do Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde entende que a pesquisa poderá ajudar a avaliar a efetividade de diferentes programas de saúde pública.

— Com aplicação no início e no fim dos programas, a pesquisa permitiria verificar as modificações na percepção dos entrevistados sobre os diferentes estados de saúde avaliados — considera.

A preocupação com os níveis de satisfação da população em relação à saúde e à qualidade de vida tem sido objeto de diferentes iniciativas pelo mundo e em várias cidades brasileiras.

Conheça outros índices semelhantes:

:: Índice de Bem-estar
Iniciativa da Unimed Porto Alegre, coordenada pela Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), busca criar indicadores de qualidade de vida na Capital, por meio da pesquisa Índice de Bem-estar (IBE), criada em 2009. A pesquisa busca sensibilizar médicos, lideranças empresariais, famílias, governos e a sociedade em prol do bem-estar, estimulando práticas benéficas à saúde.

O IBE abrange diferentes áreas de conhecimento que têm diferentes entendimentos do que é bem-estar, como medicina, sociologia, educação física, nutrição e psicologia. Na edição mais recente, realizada em 2010, foram 541 entrevistados, 43% homens e 57% mulheres. O estudo avaliou 12 dimensões da vida dos entrevistados: Bem-Estar Psicológico, Convívio Social, Avaliação da Vida, Relação com o Trabalho, Autonomia e Liberdade, Hábitos Alimentares, Bem-Estar Físico, Acesso Básico, Cultura e Lazer, Meio Ambiente, Espiritualidade e Governo.

:: FIB em Bento
O FIB em Bento integra o projeto FIB no Brasil, movimento para a mobilização social em prol do bem-estar coletivo e do desenvolvimento local e sustentável, inspirado no indicador de Felicidade Interna Bruta (FIB) de Butão, um pequeno país no Himalaia. O índice considera aspectos para nortear o desenvolvimento sustentável de uma região como padrão de vida, saúde, educação, cultura, vitalidade comunitária, uso equilibrado do tempo, ecologia, boa governança, e bem-estar psicológico.

Em Bento Gonçalves, o projeto-piloto do FIB é aplicado desde 2011, no bairro Municipal. O projeto conta com diversos módulos: um voltado para crianças, outro para os professores das escolas localizadas no bairro, outro para os jovens e outro para os moradores em geral. Já foram realizadas atividades como mutirões de limpeza com conscientização ambiental e ações de integração da comunidade. Um projeto social será implantado no bairro, contemplando projeto de revitalização, com investimentos da prefeitura.

:: Movimento Mais Feliz
O Movimento Mais Feliz, que reúne cerca de 700 entidades que buscam difundir a felicidade como norteadora de políticas públicas no âmbito de cidades sustentáveis, criou o aplicativo Myfuncity para medir a felicidade da população em tempo real. Segundo o criador do movimento, Mauro Motoryn, cidades melhores pressupõem uma atividade pública com participação popular e com sugestões da população para a elaboração de programas de governo, por isso a ideia do aplicativo colaborativo. A base do aplicativo foi o indicador Felicidade Interna Bruta (FIB), criado no Butão, pequeno reino da Ásia, encravado na Cordilheira do Himalaia.

Fonte Zero Hora

Sucos ajudam a combater envelhecimento da pele

Frutas como ameixa, romã e cranberry são ricas em antioxidantes

Sinais da idade na pele do rosto são motivo de preocupação para a maioria das mulheres entre 25 e 50 anos. O estresse de um dia lotado de compromissos, a agitação no trânsito e as noites mal dormidas são alguns dos fatores predominantes para que elas apresentem, ao longo do tempo, uma pele com pouco brilho, com as rugas e linhas de expressão.

Muitos cremes industrializados e com custo elevado prometem receitas milagrosas para acabar com esses sinais. Porém, uma solução natural pode ser mais barata e saudável. A nutricionista Rafaela Isis Reis Allevato destaca que o consumo diário de suco de frutas, como ameixa, romã e cranberry, pode estimular a circulação sanguínea e combater os temíveis sinais de envelhecimento da pele.

— A ingestão diária de suco de romã mantém elevado o nível de antioxidantes circulantes. Tais fitoquímicos possuem efeito protetor contra o envelhecimento precoce das células, como os neurônios e as da pele do rosto, onde mais se apresentam os sinais de cansaço e estresse — explica Rafaela.

A nutricionista Andréa Naves destaca o cranberry como alimento fundamental para o combate do envelhecimento da pele, pela alta concentração dos antioxidantes, como luteína e zeaxantina, responsáveis por combater a danificação das células no organismo humano. Vale lembrar que, segundo ela, a fruta também é muito indicada por conter outros nutrientes e fitoquímicos, como vitaminas A, E e C, beta-caroteno, fibras dietéticas, frutose, flavonoides e taninos.

— Os flavonoides, por exemplo, podem contribuir para a redução do risco de doenças cardiovasculares, além de exercerem atividade anticâncer, anti-inflamatória, imunomoduladora (autorregulação do sistema imunológico), antiviral, hepatoprotetora (proteção ao fígado) e antioxidante — comenta Andréa.

Fonte Zero Hora

Mamografia 3D oferece avanços no diagnóstico precoce do câncer de mama

Técnica conhecida como tomossíntese, permite avanço de até 12% na detecção da doença

Nesta quarta-feira, 18 de julho, em Portoi Alegre, celebrou-se o Dia Estadual de Combate ao Câncer de Mama e nova técnica de diagnóstico precoce é um alento na busca da cura da doença. A vantagem do procedimento em 3D é que ele possibilita enxergar o câncer em um estágio inicial e em mamas densas e heterogêneas, nas quais normalmente o profissionais teriam dificuldades de visualizar através de um exame de mamografia convencional.

Conforme a médica Rádia Pereira dos Santos, as novos ângulos irão facilitar a detecção precoce do câncer de mama, representando um ganho importante para o cuidado da saúde feminina.

No Brasil, o exame é realizado há um ano em alguns centros de diagnóstico. O procedimento foi autorizado em 2011 pelo Food and Drug Administration (FDA), órgão governamental norteamericano que regula remédios, procedimentos, equipamentos e alimentos naquele país.

Segundo o especialista em física do radiodiagnóstico Marcus Vinicius Bortolotto o exame leva poucos segundos a mais do que a mamografia 2D e assim como neste procedimento, a mama é comprimida entre duas partes do aparelho. No entanto, ao invés de serem geradas duas imagens, são geradas 15 — num arco de 15 graus.

Esse processo, além de demonstrar com alta fidelidade lesões de alto e baixo contraste, lesões que antes permaneciam obscuras nas incidências convencionais, as partes crânio-caudal e médio-lateral, em função da sobreposição dos tecidos, agora são detectadas em outros ângulos, aumentando a possibilidade de detecção precoce do câncer de mama.

Câncer de mama
O câncer de mama metastático do tipo HER2-positivo acomete de 15% a 20% das pacientes em todo o mundo. Somente em 2010, foram identificados mais de 10 mil casos de câncer deste tipo no Brasil.

Em 2012, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca) esperam-se, para o Brasil, 52.680 casos novos de câncer da mama, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Sem considerar os tumores da pele não melanoma, esse tipo de câncer também é o mais frequente nas mulheres do Sul (65 para cada 100 mil pessoas).

Apesar de ser considerado um câncer de relativamente bom prognóstico se diagnosticado e tratado oportunamente, as taxas de mortalidade por câncer da mama continuam elevadas no Brasil, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. A sobrevida média após cinco anos na população de países desenvolvidos tem apresentado um discreto aumento, cerca de 85%. Nos países em desenvolvimento, a sobrevida fica em torno de 60%.

Fonte Zero Hora

Entenda quando é necessário levar seu filho ao pronto-socorro

Se os sintomas persistirem por mais de duas semanas é recomendável consultar um especialista

Para evitar lotações desnecessárias em atendimentos de emergência hospitalar, o pediatra Ezio Luiz Marson Gambini orienta os pais sobre quando as crianças devem realmente ser levadas ao pronto-socorro.

— A mãe sempre fica insegura quando o filho apresenta um quadro febril, por exemplo. Mesmo sabendo que o atendimento pode ser demorado, ela prefere ter a posição do especialista. É isso que devemos mudar, fazendo uma ação de conscientização — comenta o médico.
 
 
Veja algumas recomendações:
:: Problemas respiratórios — podem ser tratados em casa, com inalações, antitérmicos e muita hidratação.

:: Viroses e dores abdominais — também podem ser observadas em casa, mas se os sintomas persistirem por muitos dias, um especialista deve ser consultado.

:: Traumas — são considerados graves. Quedas e qualquer espécie de traumatismo craniano merecem atenção maior. A criança pode estar bem, mas ainda assim precisa ficar em observação.

:: Febre — quadro febril em crianças com menos de três meses é considerado grave. Quando os pais percebem que o choro está diferente e que há febre, é imprescindível levar a criança ao pronto-socorro. Crianças maiores que apresentam calafrios também podem ser encaminhadas ao atendimento hospitalar.

Fonte Zero Hora

Hospital seleciona crianças para estudo sobre tratamento de ansiedade na infância

Dificuldade de se afastar dos pais e excesso de timidez são os critérios para participar da pesquisa

O Hospital de Clínicas de Porto Alegre está realizando um estudo para avaliar o tratamento da ansiedade na infância. Para o desenvolvimento da pesquisa, estão sendo selecionadas crianças entre sete e 11 anos, que têm dificuldade ou medo de se afastar dos pais, se preocupam excessivamente ou são muito tímidas.

Informações sobre o projeto e agendamento de entrevistas, pelo telefone (51) 3359-8983, das 14h às 17h, ou pelo celular (51) 9312-0102.

Fonte Zero Hora

Para infectologista do Hospital Conceição, número restrito de vacinas dificultou imunização de grupos de risco

Breno Riegel Santos observa que, apesar de menos casos em 2012 do que em 2009, doença atingiu índice de mortalidade maior

Especialista em infectologia pela Sociedade Brasileira de Infectologia, Breno Riegel Santos é formado em Medicina há 35 anos. Em 1984, fundou o Serviço de Infectologia do Hospital Conceição, e, desde então, chefia a equipe, que hoje conta com sete médicos e nove residentes.

Interessado em doenças infecciosas, seu foco de pesquisa está voltado para questões relacionados ao HIV, mas tem o tratamento em doenças como a gripe no seu dia a dia. Ele salienta que neste ano, apesar de a ocorrência dos casos ser menor do que durante a pandemia de 2009, o índice de mortalidade tem sido maior: entre 10% e 12% dos casos confirmados.


— Nesta semana está ocorrendo diminuição de casos, tendendo a estabilizar a epidemia e consequente esgotamento dos suscetíveis — diz o infectologista.

Santos esteve entre os contaminados em 2009, tomou o Tamiflu e no dia seguinte estava curado. Foi justamente o fato de saber da existência de um remédio eficiente que o tranquilizou. Confira abaixo o que Santos pensa sobre a doença:

Em 2009
Acertos— A divulgação em tempo real dos casos, sem influência política para mascarar a gravidade da epidemia que assolou o Brasil naquele ano;

— O reconhecimento pela população e pela imprensa de que a gripe é grave e é diferente de resfriados;

— Adoção de contêineres e barracas para atendimento das pessoas antes da entrada no hospital, o que diminuiu o contágio da população.

Erros— A restrição do uso de Oseltamivir (Tamiflu) apenas para casos graves, quando o correto é iniciar o tratamento antes do agravamento;

— Não ter vacina;

— O Estado é inerte e lento em elaborar políticas públicas. Naquela época, como não existia a vacina, as pessoas deveriam ter recebido uma carta em casa – ou na conta de luz, por exemplo — alertando sobre a gravidade da situação.

Em 2012
Acertos— O Ministério da Saúde abasteceu os Estados com quantidade suficiente de antiviral e o acesso ao medicamento foi ampliado, podendo ser receitado por médicos das redes públicas e privadas, com distribuição gratuita;

— Vacinação, pelo menos, à parte da população. Segundo o secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, um quarto dos gaúchos foi vacinado.

Erros— A liberação gratuita apenas em farmácias distritais dificulta a obtenção do medicamento, já que as pessoas desconhecem a localização delas;

— Número restrito de vacinas, com consequente limitação de doses a grupos etários específicos e grupos de risco;

— Disseminação, inclusive, por médicos, de que a vacina seria perigosa e desnecessária.

O futuro
Em 2012
— O tratamento com Tamiflu precisa ser iniciado aos primeiros sintomas de febre acima de 38°C, dores musculares etc.;

— Caso haja dose disponível da vacina, deve ser utilizada;

— Algumas das recomendações para evitar contágio podem ser prejudiciais. Abrir bem as janelas de um ônibus, por exemplo, em um dia frio faz mais mal do que bem.

Em 2013
— A Região Sul precisa ter 80% das doses da vacina distribuídas no país, já que tem 80% dos casos confirmados de H1N1;

— Toda a população deve ser vacinada, visto que os que estão adoecendo são os que não foram imunizados;

— Divulgação mais efetiva de onde se localizam as farmácias distritais, através de cartazes e da imprensa.


Principais sintomas da gripe A:

- Tosse e espirros
- Fortes dores no corpo, na cabeça e na garganta
- Febre alta,acima de 38°C
- Pode haver náuseas, vômitos e diarreia
- Falta de ar

Para prevenir a contaminação, é aconselhado:
- Higienizar as mãos com frequência, principalmente após tossir ou espirrar
- Utilizar lenço descartável para higiene nasal
- Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir
- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca
- Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal
- Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social
- Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração
- Ventilar os ambientes


Fonte Zero Hora

Projeto quer cota mínima para produção de medicamentos de uso contínuo

Proposta senador Jorge Viana (PT-AC) também determina o fornecimento da quantidade do produto igual ou superior à sua média de vendas dos três meses anteriores, respeitada a demanda de cada município

O senador Jorge Viana (PT-AC) quer fixar o limite mínimo de fornecimento de medicamentos de uso contínuo pelas empresas produtoras e obrigá-las a advertir os consumidores sobre eventual encerramento da produção. Para isso, apresentou projeto (PLS 241/2012) alterando a lei que dispõe sobre a vigilância sanitária.

A proposta conceitua medicamento de uso contínuo como aquele empregado no tratamento de doenças crônicas e degenerativas, utilizado continuamente. Também determina o fornecimento da quantidade do produto igual ou superior à sua média de vendas dos três meses anteriores, respeitada a demanda de cada município.

O projeto de lei ainda obriga as empresas produtoras a informar o consumidor sobre o encerramento da produção com antecedência de seis meses, por mensagem veiculada na embalagem do medicamento.

Graves consequências
Em sua justificação, Jorge Viana critica o descaso com a saúde e a angústia dos brasileiros para conseguir tratamento adequado, “principalmente quando se trata de pessoas acometidas por doenças crônico-degenerativas, dependentes do uso continuado de medicamentos”. Ele acrescenta que a descontinuidade no uso dos remédios pode resultar em graves consequências à saúde. Jorge Viana relata que a alegação para a falta de estoque nas farmácias é o déficit de fornecimento pelos laboratórios produtores.

– O desabastecimento das farmácias é uma constante e tem gerado inúmeras ações judiciais por todo o País, para a garantia do acesso a medicamentos. Como o direito à assistência farmacêutica está consignado em nosso ordenamento jurídico, em regra os pacientes conseguem a prestação jurisdicional pretendida – afirma.

Segundo Jorge Viana, são frequentes os relatos de clientes de drogarias que, munidos de receita médica, não conseguem encontrar a medicação prescrita. Essas pessoas, observa o senador, são forçadas a fazer “verdadeira peregrinação” por inúmeros estabelecimentos, às vezes em cidades vizinhas, até finalmente conseguir adquirir o produto.

Tramitação
O projeto aguarda a designação do relator na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Quando estiver pronto para inclusão na pauta da CAS, será votado em caráter terminativo, ou seja, se aprovado, seguirá direto para a Câmara dos Deputados, caso não venha a ser apresentado recurso para apreciação no Plenário do Senado.

Fonte SaudeWeb

Brasil inaugura sede de cooperação para Saúde no Haiti

Espaço de Saúde Zilda Arns, abriga, desde 2010, reuniões técnicas e negociações dentro do projeto Haiti. A cooperação, firmada entre o país caribenho, Cuba e Brasil promove a reestruturação do sistema de saúde haitiano

O Ministério da Saúde inaugura, nesta quarta-feira (18), a sede oficial das atividades técnicas e negociações do Projeto Haiti, cooperação firmada entre os governos do Brasil, de Cuba e do Haiti para fortalecer o sistema de saúde haitiano, abalado pelo terremoto que atingiu o país caribenho em 2010. O local recebeu o nome “Espaço de Saúde Zilda Arns” em homenagem à médica pediatra e sanitarista brasileira que morreu naquele país durante o desastre. Zilda Arns Neumann se dedicou a diversas causas humanitárias voltadas para a saúde da mulher e da criança, dentro e fora do Brasil.

Participam da solenidade autoridades dos governos haitiano e cubano, além de familiares da Zilda Arns e representantes da Pastoral da Criança, organismo fundado pela médica em 1983 e que presta assistência a gestantes e crianças em todos os estados brasileiros e em países como Paraguai, Colômbia, Guiné Bissau, Haiti entre outros. A organização conta com mais de 228 mil voluntários capacitados.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destaca o importante papel que Zilda Arns desempenhou no âmbito da saúde da criança, dentro e fora do país. “A inauguração deste espaço de saúde é uma homenagem e reconhecimento da relevância das atividades desenvolvidas no campo da saúde no Haiti por Zilda Arns”, declara.

Será realizada, ainda, esta semana, em Porto Príncipe, a XI Reunião do Comitê Gestor do Projeto Haiti, instância máxima para a tomada de decisão sobre a execução das atividades acordadas entre os três países, tendo como referência o Memorando de Entendimento assinado pelos governos do Brasil, Cuba e Haiti.

O objetivo é definir novas metas de curto e médio prazo, além de fazer um balanço do que foi realizado pela cooperação nos últimos meses.

O projeto
Firmado em 2010 entre os governos do Brasil, de Cuba e do Haiti, o acordo tem como objetivo fortalecer a autoridade sanitária haitiana e reestruturar o sistema de assistência à saúde e de vigilância epidemiológica do país caribenho.
No Brasil, participam da ação o Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e as universidades federais do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina (UFRGS e UFSC).

O auxílio brasileiro ao Haiti utiliza recursos extraordinários do Ministério da Saúde, aprovados pelo Congresso Nacional em 2010, conforme a Lei 12.239, para operações de assistência especial no exterior e assistência humanitária ao Haiti em iniciativas voltadas para a saúde.

Pelo projeto, já foram reformados e reconstruídos dois laboratórios especializados em vigilância epidemiológica, que estão sendo equipados e estarão em funcionamento nos próximos meses. Além disso, serão construídos também três hospitais de referência – que vão atuar de forma articulada com a rede de Atenção Primária do país –, e um centro de assistência à pessoa com deficiência.

A cooperação apoia ainda o Programa Ampliado de Vacinação do Haiti que promoveu a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo, a Rubéola e a Poliomielite realizada este ano. O Ministério da Saúde já doou ao programa de imunização haitiano 8,7 milhões doses de vacina.

Especificamente em relação ao apoio à primeira fase da campanha de vacinação, realizada de 21 de abril a 5 de maio, o Brasil contribuiu com 11% do recurso total utilizado – doou as três milhões de doses da vacina oral contra a poliomielite, disponibilizou 15 veículos com motorista e combustível, e enviou enfermeiros com experiência em áreas de difícil acesso. A segunda fase da campanha de vacinação será realizada em setembro deste ano e contará com o mesmo apoio dado pelo Ministério da Saúde do Brasil na primeira fase.

Formação de agentes comunitários
O Projeto Haiti realiza também a formação de profissionais para atuação em diversas áreas da saúde – agentes comunitários de saúde polivalentes, auxiliares de enfermagem e agentes sanitários.

O projeto já formou 58 agentes comunitários de saúde. No mês passado, seis novas turmas foram abertas e, juntas, vão formar 180 novos profissionais, que atuarão nas regiões de Carrefour, Bon Repos e Beudet, região metropolitana de Porto Príncipe, capital do Haiti.

Em parceria com Cuba e Haiti, o Brasil desenvolveu o currículo dos cursos e realizou treinamentos para a formação de professores. O Ministério da Saúde também participou do processo de locação de salas, implantação de uma secretaria escolar e aquisição de equipamentos, computadores e na produção editorial de materiais didáticos para as aulas.
A meta é formar em torno de mil agentes comunitários até o fim do projeto para atingir as demais regiões do país.

Fonte SaudeWeb

Hospital Santa Cruz investe US$ 580 mil em equipamento de ressonância

 
Equipamento utiliza radiação ionizante e possibilita avaliar articulações de extremidades, como joelhos, tornozelos, pés, cotovelos e punhos, sem que o paciente precise fazer um exame completo de ressonância em uma máquina tradicional (túnel)

Equipamento utiliza radiação ionizante e possibilita avaliar articulações de extremidades, como joelhos, tornozelos, pés, cotovelos e punhos, sem que o paciente precise fazer um exame completo de ressonância em uma máquina tradicional (túnel)

Com investimento de US$ 580 mil o Hospital Santa Cruz, em Curitiba, adquiriu uma nova máquina de ressonância magnética de extremidades. O equipamento tem o objetivo de permtir que os pacientes sintam mais conforto no momento de realizar o exame, pois com ele é necessário que, apenas, o membro a ser examinado seja exposto ao equipamento.

Segundo o coordenador do setor de Imagens Médicas, Gustavo Antonik, as imagens obtidas são de alta qualidade e permitem um diagnóstico confiável. Ele conta que a ressonância magnética de extremidadesnão utiliza radiação ionizante e possibilita avaliar articulações de extremidades, como joelhos, tornozelos, pés, cotovelos e punhos, sem que o paciente precise fazer um exame completo de ressonância em uma máquina tradicional (túnel).

O executivo diz ainda que, muitos pacientes não se sentem confortáveis nas ressonâncias magnéticas tradicionais. Com esse novo equipamento é possível que o exame seja realizado com o paciente sentado, proporcionando mais conforto , melhorando sua qualidade e reduzindo significativamente a sensação de claustrofobia que muitos sentem na máquina túnel

Atualmente, o hospital dispõe deste equipamento que se integra à estrutura do Santa Cruz para a realização de exames de imagens de maneira prática e rápida, sem que o paciente precise se deslocar a um outro espaço.

Fonte SaudeWeb

Campanha da Fraternidade 2012: Que a saúde se difunda sobre a terra.

Samaritano coopera com projeto de implantação de cuidados

Projeto prevê que pacientes que necessitem de cuidados mais prolongados possam ser transferidos para unidades preparadas para esta finalidade, dispondo de uma atenção multidisciplinar, que atenda às suas necessidades

Nesta quarta-feira, (18), o Hospital Samaritano de São Paulo firmou com a Secretaria da Saúde do Estado do Mato Grosso do Sul um termo de cooperação técnica para a implantação do Projeto de Implantação da Rede de Cuidados Continuados no Estado. O evento aconteceu no Centro de Convenções do Hospital São Julião, em Campo Grande, e contou com a participação do Governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, e da Secretária Estadual da Saúde, Beatriz Figueiredo Dobashi.

O Hospital já estabeleceu o mesmo termo com a Secretaria da Saúde do Piauí e deverá assinar com o Paraná nas próximas semanas. Pertencente aos projetos do Hospital Samaritano para o triênio 2012-2014 do PROADI-SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde) e seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, a implantação da Rede de Cuidados Continuados nesses três estados tem por objetivo criar um piloto que, posteriormente, deverá ser estendido como uma política de atenção à saúde, pelo Ministério da Saúde, a todo território nacional.

O Projeto prevê que pacientes que necessitem de cuidados mais prolongados possam ser transferidos para unidades preparadas para esta finalidade, dispondo de uma atenção multidisciplinar, que atenda às suas necessidades.

Desta forma, haverá investimento em capacitação dos profissionais envolvidos, adaptação das unidades de eleição em cada Estado, formação das equipes multidisciplinares e operacionalização efetiva dos sistemas de regulação, de referência e contra-referência.

Segundo o Superintendente de Responsabilidade Social do Hospital Samaritano de São Paulo, Luiz Maria Ramos Filho a proposta é construir este projeto de forma conjunta com as Secretarias Estaduais de Saúde. Ele conta que a implantação se dará de forma progressiva, sendo adaptada às oportunidades de cada região, fortalecendo desta forma os pactos regionais de saúde e trazendo racionalidade dos recursos aplicados em saúde para os sistemas locais.

Desde 2008, o Samaritano foi reconhecido pelo Ministério da Saúde como Hospital de Excelência, junto com outras cinco instituições brasileiras, participando assim do PROADI-SUS. O primeiro triênio de projetos foi finalizado em 2011.

Fonte SaudeWeb

Humor: Tamiflu?

Greve da Anvisa prejudica brasileiros, diz Interfarma

De acordo com a entidade, se não houver uma solução imediata, poderá ocorrer desabastecimento de medicamentos, especialmente daqueles produtos que não possuem similares ou genéricos no mercado brasileiro

A Interfarma manifesta sua preocupação com a extensão da greve dos funcionários da Anvisa para a sede da Agência em Brasília

Parecer na íntegra:

As empresas começaram a sentir o impacto do movimento a partir da paralisação dos servidores dos portos e aeroportos, o que vem dificultando a liberação de medicamentos dentro da chamada operação padrão. Se não houver uma solução imediata, poderá ocorrer desabastecimento de medicamentos, especialmente daqueles produtos que não possuem similares ou genéricos no mercado brasileiro.

Além disso, prejuízos significativos poderão ser constatados pela falta de insumos necessários para a produção nacional de medicamentos e com a retenção de matéria-prima destinada à pesquisa clínica no Brasil.

O movimento nos portos e aeroportos que restringe a liberação de produtos acabados, semi-acabados e matéria-prima poderá também afetar outros países que importam do Brasil.

A adesão à greve pelos servidores de Brasília nesta, segunda-feira (16/7), impacta ainda mais a indústria farmacêutica, pois atinge áreas essenciais como a Uniap (Unidade de Gestão do Atendimento e Protocolo), que cuida dos protocolos e distribuição de processos internos; Gerência Geral de Medicamentos, responsável pelo registro de produtos e Gerência de Inspeção, encarregada da liberação sanitária para a produção de remédios no mercado.

A Interfarma espera por um desfecho rápido da situação uma vez que os maiores prejudicados são os brasileiros e pacientes que necessitam desses medicamentos e produtos.

Interfarma
Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa

Fonte SaudeWeb

Carta SUS auxilia Ministério no combate ao desperdício de recursos

Após receberam a correspondência, 28 pessoas fizeram denúncias contra a Clínica São Silvestre, em São Gonçalo (RJ). Ministério recomendou à prefeitura do município o descredenciamento da clínica

A Carta SUS, correspondência enviada pelo Ministério da Saúde aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) para avaliação do atendimento e dos serviços prestados nos hospitais da rede pública e unidades conveniadas, já apresenta seus resultados. O Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus) concluiu a primeira auditoria realizada após denúncias feitas por meio da correspondência e recomendou, à Prefeitura de São Gonçalo (RJ), o descredenciamento da Clínica São Silvestre (Clissil), que presta serviços de clínica obstetrícia ao município. Foi constatado, por exemplo, que a unidade fazia dupla cobrança (procedimento médico pago pelo paciente e pelo SUS).

Lançada em novembro de 2011, a carta tem se mostrado um instrumento eficaz para ajudar o Ministério da Saúde a identificar fraudes e irregularidades cometidas contra o SUS. Desde janeiro, mais de 4 milhões de correspondências já foram enviadas, resultando em 330 denúncias de usuários. A clínica foi alvo de 28 denúncias, que resultaram na investigação do Denasus. “A Carta SUS tem cumprido com eficácia seu papel no auxílio ao combate ao desperdício dos recursos públicos na saúde e aumento na transparência no SUS. É fundamental que a população, ao receber a carta, confira se as informações estão corretas e, caso haja qualquer irregularidade, faça a denúncia ao Ministério da Saúde para que haja uma fiscalização”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Em razão da gravidade das irregularidades encontradas, além do descredenciamento da clínica, o Ministério da Saúde recomendou à prefeitura de São Gonçalo que realize a contratação imediata de novos leitos obstétricos para que não haja prejuízo ao atendimento da população e determinou a Clissil que devolva integralmente os valores cobrados indevidamente às usuárias do SUS.

Os auditores que estiveram na unidade no período de 14 a 23 de março deste ano, constataram uma série de irregularidades: além da dupla cobrança, a clínica cobrou por procedimentos não realizados e praticou procedimento diferente do cobrado. Atualmente, o Ministério da Saúde, por meio do Datasus, realiza cinco auditorias para apurar denúncias de possíveis irregularidades. Todas são resultado das denúncias da população após o recebimento da correspondência. “É importante ressaltar que esta é uma ação totalmente integrada entre diversos setores do Ministério da Saúde: banco de dados que geram a carta, a Ouvidoria que recebe as denúncias e da Auditoria que apura as possíveis irregularidades. Esta integração propicia o combate ao desperdício e à corrupção”, ressalta o diretor do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus), Adalberto Fulgêncio.

Em fevereiro, a Carta SUS permitiu ao Ministério da Saúde identificar problema semelhante na cidade de Pontão, no Rio Grande do Sul. A população denunciou a Prefeitura Municipal da cidade, que emitia boletos de cobrança por cirurgias realizadas pelo SUS. Os denunciantes só ficaram sabendo que o procedimento foi totalmente custeado pelo SUS após receberem a correspondência que informava o valor do procedimento. Na ocasião, a prefeitura alegou que não tinha dinheiro para arcar com os gastos da saúde. O caso foi encaminhado ao Ministério Público e está sendo auditado pelo Ministério da Saúde.

Transparência
Além do questionário para a avaliação do paciente, a Carta SUS traz dados como a data da entrada no hospital, o dia da alta e o motivo da internação. O usuário – ou familiar ou pessoa próxima – pode conferir se os dados estão corretos e se correspondem ao serviço prestado de fato, além de ter a oportunidade de conhecer o custo total da internação. Os endereços dos pacientes são obtidos nos formulários de Autorização para Internação Hospitalar (AIH), que integra o Sistema (nacional) de Informação Hospitalar. Estes formulários são, portanto, um instrumento essencial para a gestão dos hospitais e o controle de gastos públicos em saúde.

Para o Ouvidor Geral do SUS, Luis Carlos Bolzan, os resultados contribuirão para uma participação cada vez maior da população. ”Queremos que, a partir desses resultados, a população perceba que a Carta SUS é um instrumento para trazer informações para a devida apuração por parte do Ministério da Saúde e essas denúncias podem ser feitas também pelo telefone 136 e no Portal Saúde (www.saude.gov.br)”, informa.

Em caso de denúncia de possíveis irregularidades na prestação dos serviços, serão abertos processos de auditoria para averiguar se houve ou não inadequações no atendimento aos usuários ou desvio de recursos ou, ainda, má aplicação de verba pública. Além de poder responder a Carta SUS pelos Correios, o usuário pode fazer a avaliação, sem custos, por meio do Disque-Saúde (136). A ligação pode ser feita de telefones fixos, públicos ou celulares, de qualquer local do país. A avaliação também está disponível na internet, no Portal Saúde (www.saude.gov.br).

Fonte SaudeWeb

Controle de estresse pode ajudar no tratamento contra esclerose múltipla

Fazer terapia para controlar o estresse é uma forma de tratamento adicional contra as lesões causadas pela esclerose múltipla

Várias pesquisas já foram capazes de comprovar que o estresse constante pode causar doenças. Recentemente, pesquisadores norte-americanos descobriram que fazer terapia para amenizar a rotina estressante pode ser uma poderosa arma contra as lesões causadas pela esclerose múltipla.

De acordo com uma pesquisa publicada no periódico Neurology na última quarta-feira (11), o controle do estresse pode contribuir com o tratamento contra a esclerose múltipla. Ao evitar as situações estressantes, o paciente não sofre tanto com os danos que interferem no funcionamento do cérebro.

Para chegar às conclusões, os autores do trabalho acompanharam 121 pessoas, todas diagnosticadas com esclerose múltipla. Os participantes foram submetidos então às sessões de terapia, cujo propósito era ensiná-los a lidar com o estresse no dia-a-dia. Durante o período de seis meses, foram realizadas 16 sessões. O grupo recebeu conselhos e aprendeu, inclusive, a fazer meditação para relaxar e não ceder aos males do estresse.

Ao final do tratamento, os participantes submetidos às sessões de terapia foram comparados a outros portadores de esclerose múltipla que não tinham recebido assistência psicológica contra o estresse. Após exames de imagem do cérebro, constatou-se que, durante o período de seis meses, 43% das pessoas que participaram do tratamento apresentaram novas lesões no cérebro associadas à doença. Por outro lado, o índice foi de 77% entre os pacientes que não tinham participado das sessões de controle do estresse.

Embora os pacientes com esclerose múltipla tenham apresentado melhoras durante o período de terapia, os avanços desapareceram com o fim das sessões. Diante destes dados, os especialistas acreditam que um acompanhamento psicológico para combater o estresse deveria ser realizado por toda a vida para atenuar as lesões no cérebro causadas pela doença.

Para o coordenador da pesquisa, David Mohr, a terapia para controlar o estresse pode ser um tratamento adicional contra a esclerose múltipla, sendo eficaz até mesmo para melhorar o efeito dos remédios.

Sobre a esclerose múltipla
A esclerose múltipla é uma doença inflamatória crônica autoimune, que quando não tratada devidamente, compromete o sistema nervoso. Não se sabe exatamente as causas da patologia, mas os sintomas se manifestam com diferentes intensidades, variando de um caso para o outro.

Os sintomas da esclerose múltipla variam com o estágio da doença e os pontos do sistema nervoso afetados. Normalmente o indivíduo apresenta tremores, formigamento, dormências, tonturas, dor ocular aguda, incontinência e fraqueza.

Não existe cura para a esclerose múltipla, mas os seus sintomas podem ser controlados através de medicamentos.

Fonte Mundo das Tribos

Perda auditiva atinge cerca de 36% das crianças e jovens com HIV

Pesquisa da USP também aponta que adolescentes portadores da doença têm dieta com alto consumo de açúcar, gordura saturada e sódio

A perda auditiva e a otite média supurada - uma inflamação no ouvido médio que pode ser causada pelo uso de um antirretroviral - têm alta ocorrência entre as crianças e adolescentes portadores de HIV-Aids, atingindo pelo menos 36% dos indivíduos avaliados, de acordo com um estudo realizado na Universidade de São Paulo (USP).

Outra pesquisa realizada na USP mostra que os adolescentes portadores de HIV-Aids, embora necessitem, a princípio, de cuidados redobrados com a alimentação, apresentam uma dieta semelhante à dos não-portadores - com alto consumo de açúcar, gordura saturada e sódio e consumo insuficiente de cereais integrais e frutas.

Os dois estudos fizeram parte do projeto Qualidade de vida e sua relação com o curso de vida de crianças e adolescentes portadores de HIV-Aids, apoiado pela FAPESP na modalidade Auxílio à Pesquisa - Regular e coordenado pela professora Maria do Rosário Latorre, da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP.

Os estudos sobre a perda auditiva e sobre a dieta corresponderam, respectivamente, à tese de doutorado de Aline Medeiros da Silva e à dissertação de mestrado de Luana Tanaka. Ambas foram orientadas por Latorre e defendidas em 2011 na FSP-USP, com bolsas da FAPESP. Além dessas pesquisas, o projeto gerou mais um doutorado e dois mestrados ainda em curso.

De acordo com Latorre, os estudos de coorte foram realizados com crianças potadoras de HIV-Aids atendidas no Instituto da Criança, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

" O projeto teve o objetivo de analisar a qualidade de vida de crianças e adolescentes portadores de HIV-Aids em relação à saúde, adesão ao uso de medicamentos, presença de lipodistrofia, perda auditiva e sobrevida" , disse Latorre à Agência FAPESP.

Silva, que é fonoaudióloga, avaliou 106 indivíduos portadores de HIV-Aids com idades de 5 a 19 anos, atendidas no Instituto da Criança, com o objetivo de estimar a prevalência de perda auditiva entre elas, identificando os fatores associados a essa ocorrência. Além do doutorado, Silva teve bolsas da FAPESP também na Iniciação Científica e no Mestrado.

Dois critérios foram usados para identificar a perda auditiva. O BIAP, uma classificação internacional que tira uma média dos resultados a partir de uma audiometria, é amplamente usado para diagnósticos de perda auditiva. O ASHA é um critério mais rigoroso, que classifica alterações muito pequenas como perda auditiva.

" Mesmo na classificação BIAP, essas crianças e adolescentes apresentaram uma prevalência muito alta de perda auditiva: 35,8%. Pela ASHA, a prevalência chegou a 59,4%. Estudos de base populacional feitos no Brasil mostram que, entre as crianças sem HIV-Aids, a prevalência de perda auditiva pode ir de 2% a 20%, dependendo do critério" , disse Silva.

A otite média supurada, segundo Silva, apareceu como um fator de risco para a perda auditiva. Foi detectada também uma correlação entre a perda auditiva e o uso do antirretroviral Lamivudina.

" As crianças que tiveram otite média supurada tiveram uma prevalência maior de perda auditiva, assim como as que utilizaram a Lamivudina. Tanto os indivíduos que apresentaram a inflamação, como os que utilizaram o antirretroviral, apresentaram uma chance seis vezes maior de apresentar perda auditiva" , afirmou.

A partir das conclusões do estudo, Silva recomenda que as crianças com HIV-Aids tenham acompanhamento em longo prazo e que sejam avaliadas periodicamente em relação à perda auditiva.

" Essas crianças têm o sistema imunológico muito debilitado e necessitam de um cuidado especial. O ideal seria que, no serviço público, essas crianças fossem valiadas a cada seis meses com uma audiometria, a fim de acompanhar a evolução do quadro antes que a perda auditiva se estabeleça" , declarou.

No estudo sobre a dieta, Tanaka utilizou os dados referentes a entrevistas com 88 indivíduos de 10 a 19 anos, portadores de HIV-Aids, atendidos pelo Instituto da Criança. A metodologia consistiu em aplicar uma adaptação brasileira do Índice de Qualidade da Dieta, que avalia consumo de itens como frutas, vegetais, óleos, cereais, cereais integrais, gorduras saturadas, sódio e outros.

" Alguns valores chamaram a atenção. Verificamos que 72% dos adolescentes não consomem cerais integrais. O consumo aumentado de sódio ocorre em 86% dos entrevistados. Também verificamos médias baixas para consumo de frutas e calorias provenientes de gorduras sólidas" , disse Tanaka.

Segundo Tanaka, os valores apresentados indicam uma dieta de baixa qualidade que, no entanto, não difere da dieta típica dos adolescentes brasileiros não portadores do HIV-Aids. De acordo com ela, o estudo indica que há necessidade de uma melhora da dieta entre os jovens infectados.

" A literatura internacional mostra que a terapia antirretroviral pode contribuir para o aumento de gordura na região abdominal e pode estar associada a valores aumentados de colesterol ruim. Por isso, muitos desses adolescentes estão submetidos a riscos maiores que a população não infectada quando se alimentam mal. Entretanto, a forma como eles se alimentam é semelhante" , declarou.

O estudo, segundo Tanaka, recomenda que o tratamento dos jovens portadores de HIV-Aids não seja focado apenas no rigor da terapia com antirretrovirais, mas que leve em conta a qualidade de vida dos pacientes, preocupando-se de forma geral com a alimentação, a atividade física, a perda auditiva e o surgimento de doenças oportunistas.

Fonte isaude.net

Como obter a longevidade?

Os conselhos dados por médicos para a obtenção da longevidade não são complicados. Geralmente eles envolvem mudanças de estilo de vida e abandono de hábitos insalubres, como a perda de peso, consumir álcool em moderação e a parar de fumar. Leia abaixo algumas dicas específicas que irão ajudar você e a sua família a terem um estilo de vida mais saudável e mais anos para aproveitá-lo.

Se levante: pesquisas mostram que pessoas que passam mais tempo sentadas correm riscos de diminuírem sua expectativa de vida, além de também aumentarem suas chances de desenvolverem doenças como a diabetes, obesidade e câncer. Porém, sendo para trabalhar ou estudar, nossas vidas exigem que nós fiquemos longos períodos de tempo sentados. Para evitar problemas de saúde, é recomendável fazer pausas frequentes para curtas caminhadas.

Beba café: o consumo de café pode não ser indicado para todos, mas de forma geral essa bebida pode trazer diversos benefícios. Estudos recentes mostram que beber até seis copos de café por dia pode favorecer a longevidade e diminuir taxas de mortalidade causada por derrame, diabetes e doenças cardíacas e respiratórias.

Coma mais fibras: alimentos naturalmente ricos em fibras como pães integrais e frutas e vegetais reduzem riscos de doenças cardiovasculares, infecciosas e respiratórias, além de também ajudarem na prevenção da obesidade e de alguns cânceres.

Reduza o consumo de gordura: o corpo humano precisa de gordura para funcionar, mas o consumo do tipo errado de gordura pode causar diversas complicações para o organismo. Para isso, é importante saber escolher bem os alimentos, evitando a gordura obtida através de alimentos de origem animal e preferindo fontes vegetais (abacates, nozes, etc).

Fonte: Live Science, 16 de julho de 2012

Exames: Amilase na Urina

Material a ser obtido: urina colhida durante 24 horas e conservada refrigerada.

Tempo necessário para obtenção do material: 24 horas.

Finalidade: diagnóstico de pancreatite aguda ou inflamação de glândulas salivares, avaliação da função do pâncreas e das glândulas salivares.

Preparação previa: abstenção de álcool 24 horas antes do exame.

Resultados:

Valores normais: cada laboratório deve informar seus valores normais. (variam de laboratório para laboratório, segundo o método utilizado)

Valores aumentados: podem significar pancreatite aguda, patologia da vesícula, carcinoma de cabeça de pâncreas, caxumba, acometimento do baço, obstrução do ducto pancreático ou ducto salivar, patologia renal.

Valores diminuídos: podem significar: alcoolismo, caquexia, hepatite, abscesso hepático, cirrose, câncer de fígado.

Tempo requerido para obter resultados do exame: alguns minutos de trabalho no laboratório.
Os resultados são obtidos por métodos calorimétricos.

Confiabilidade dos resultados: boa.

Medicamentos que podem alterar os resultados: indometacina; meperidina; morfina; diuréticos tiazídicos; pentazocina; codeína; fluorulos.

Outras situações que podem alterar os resultados: álcool, contaminação bacteriana da urina, sangue na urina, menstruação, amilase salivar na urina conseqüente a tosse ou espirros sobre o material a ser analisada.

Fonte boasaude.com.br

Crianças tomam mais medicamentos que o ideal

O consumo excessivo de medicamentos é um fenômeno comum entre adultos e que agora está atingindo crianças e adolescentes. De acordo a conselheira do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Marilene Proença, medicalização é todo o tratamento de processos ou comportamentos sociais e culturais em crianças, adolescentes ou adultos com quadro de patologia psiquiátrica.

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em Brasília, discutiu o uso excessivo de remédios por crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizado ou de comportamento na escola, uma prática que tem transformado o modo de ser de algumas crianças em doença.

Proença explica que alguns sentimentos e comportamentos legítimos são considerados pela sociedade como sintomas patológicos e tratados com os chamados medicamentos de tarja preta, que podem deixar sequelas graves.

Segundo a conselheira, existe um alarde grande em relação às drogas ilícitas, mas pouca atenção voltada às drogas lícitas. Em 2000, eram consumidas 70 mil caixas de medicamentos para o tratamento de distúrbios relacionados à aprendizagem por ano. Esse número saltou para dois milhões em uma década, transformando o Brasil no segundo maior consumidor desse tipo de medicamento, atrás apenas dos Estados Unidos.

Marilene diz que, no lugar de melhorar a qualidade da escola, a sociedade está criando instâncias de diagnóstico para crianças que têm dificuldade de aprendizado. Segundo a especialista, não se pode passar para as crianças responsabilidades políticas, sociais e culturais da sociedade em geral.

A professora Maria Aparecida Moisés, da Universidade de Campinas (Unicamp), explica que algumas substâncias vêm sendo utilizadas como amplificadores cognitivos, a exemplo do metilfenidato e do clonazepam, que não são drogas seguras, especialmente para as crianças.

A professora explica que essas drogas são psicotrópicos e tranquilizantes que podem aumentar em até sete vezes o risco de morte súbita e inexplicada em crianças que as tomam quando comparadas com aquelas que não fazem uso desses medicamentos. Para Maria, em vez de se discutir a vida e os valores da sociedade, há uma inversão que faz com que todos acreditem que têm transtornos a serem tratados.

Segundo Maria Aparecida, é preciso adotar uma política educacional que assuma o princípio fundamental de que todos podem e têm o direito de aprender, independente de suas limitações. Para tal, a especialista sugere o envolvimento de outros profissionais no processo educativo, como neuropsicólogos, fonoaudiólogos, psicólogos e psiquiatras.

As discussões sobre o tema fazem parte da campanha “Não à Medicalização da Vida”, lançada pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e pelo Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade.

Fonte: Diário da Saúde, 16 de julho de 2012

Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

A Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) realiza concurso para preenchimento de 40 vagas para Vitória, Alegre, São Mateus e Vitória

Inscrições:
De 12 de julho a 6 de agosto pelo www.drh.ufes.br


Valor:
De R$ 60,00 a R$ 100,00.

Remuneração:
De R$ 1.777,58 a R$ 3.293,33

Provas:
Prova objetiva: 2 de setembro

Cargos:
Classe C - Auxiliar de Creche;
Classe D - Assistente em Administração, Técnico em Alimentos e Laticínios, Técnico em Radiologia, Técnico de laboratório - Física, Técnico de Laboratório - Química, Técnico de Laboratório - Análises Clínicas, Técnico de Laboratório - Industrial, Técnico de Laboratório - Biologia e Técnico em Artes Gráficas;
Classe E - Engenheiro-Agrônomo, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Jornalista, Nutricionista, Produtor Cultural, Programador Visual, Publicitário, Relações Públicas, Técnico Desportivo e Zootecnista

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Paraíba, realiza concurso para preenchimento de 1 vaga para Professor do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido no campus de Sumé.

A Universidade Federal do Amapá (Unifap) realiza concurso para provimento de 43 vagas

Inscrições:
De 13 de julho a 10 de agosto pelo www.unifap.br/depsec


Remuneração:
De R$ 1.473,58 a R$ 2.989,33

Provas:
Provas objetivas: 16 de setembro

Cargos:
CAMPUS MARCO ZERO
Nível C - Auxiliar em Administração;
Nível D - Assistente em Administração, Técnico em Laboratório/Física ou Eletrotécnico ou Eletrônica, Técnico em Laboratório nas áreas de Biologia ou Química ou Análise Clínicas e Química ou Saneamento Ambiental e Técnico de Tecnologia da Informação;
Nível E - Administrador, Arquivista, Analista de Tecnologia da Informação, Arquiteto, Contador, Economista, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Engenheiro Sanitarista, Pedagogo, Bibliotecário e Técnico em Assuntos Educacionais.
CAMPUS DE OIAPOQUE
Nível C - Auxiliar em Administração;
Nível D - Assistente em Administração;
Nível E - Analista de Tecnologia da Informação

Universidade Federal de Campina Grande - UFCG/PB (II)

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Paraíba, realiza concurso para preenchimento de 1 vaga para Professor do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido no campus de Sumé.

Inscrições:
De 16 a 20 de julho, na Secretaria da Unidade Acadêmica de Tecnologia do Desenvolvimento, Campus de Sumé, Rua Luiz Grande, s/nº, Frei Damião

Área:
Farmacobiotecnologia, Toxicologia e Imunologia Geral e Vacinologia

Remuneração:
R$ 7.627,02

Valor:
R$ 80,00.

Provas:
Haverá prova escrita, prova didática, e exames de títulos entre 20 e 23 de agosto

Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste (II)

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) realiza seleção para preenchimento temporário de 35 vagas nos campi de Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon, Toledo e Reitoria.

Inscrições:
De 3 a 20 de julho pelo www.unioeste.br/concursos


Valor:
De R$ 20 a R$ 70

Remuneração:
De R$ 809,50 a R$ 3.572,33

Cargos:
Classe I (superior) - Advogado, Analista de Sistemas, Contador, Médico-Veterinário, Engenheiro de Segurança no Trabalho e Técnico em Assuntos Universitários.
Classe II (médio) - Motorista, Técnico Administrativo, Técnico em Contabilidade e Técnico em Laboratório;
Classe III (fundamental) - Agente de Segurança Interna, Auxiliar Operacional e Oficial de Manutenção.

Provas:
Prova escrita: 5 de agosto
Haverá prova de títulos; e prova prática para Motorista

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF (II)

A Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF realiza concurso para provimento de 20 vagas e formação de cadastro de reserva

Inscrições
De 2 a 31 de julho, pelo www.cepuerj.uerj.br


Valor:
R$ 60,00.

Cargos:
Nível Médio: Técnico Nível Médio Administrativa (14), Técnico Nível Médio Agrícola e Agropecuária (1), Técnico Nível Médio Eletromecânica (1), Técnico Nível Médio Informática (2), Técnico Nível Médio Metalografia (1), Técnico Nível Médio Química (1).

Remuneração:
R$ 1.808,04.

Provas:
Prova Objetiva: 2 de setembro

IFTM - Campus Uberlândia - MG abre vaga para contratação de professor

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM, abriu processo seletivo para a contratação temporária de 01 Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico – na área de Gestão e Logística. A remuneração pode chegar até R$ 3.825,89, com carga horária de 40 horas semanais.
O contrato de trabalho do professor terá vigência de 1 (um) ano, podendo ser prorrogado, a critério do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e Ministério da Educação.
Para participar, o candidato deve possuir o nível de escolaridade exigido, bem como a qualificação e titulação necessárias para o exercício profissional do cargo/área para o qual está se habilitando.
As inscrições serão realizadas na Coordenação de Gestão de Pessoas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - Campus Uberlândia, na Fazenda Sobradinho s/ nº, município de Uberlândia, até o dia 20 de julho de 2012, no horário das 8h às 11h e das 13h às 16h.
O valor da taxa de inscrição será de R$ 30,00.
O candidato será avaliado através de uma prova de desempenho didático-pedagógico, de caráter classificatório e eliminatório e de avaliação de Títulos e de experiência profissional no magistério, de caráter classificatório.
A prova de desempenho didático-pedagógico será realizada de acordo com a ordem de sorteio dos candidatos no Instituto - Campus Avançado de Uberlândia, Rua Blanche Galassi, 150, Bairro Altamira, cidade de Uberlândia, nos dias 09 e 10 de agosto 2012, a partir de 8 horas.
O resultado será divulgado no site www.iftm.edu.br.
A validade do Processo Seletivo será de 1 (um) ano, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, a contar da data em que for publicada a homologação do resultado final no Diário Oficial da União.

Concurso Prefeitura de Manga (MG)

O município de Manga, Estado de Minas Gerais, localizado a 709 km de Belo Horizonte, lançou concurso público com o objetivo de preencher vagas mais cadastro reserva. São reservadas 5% das vagas a pessoas portadoras de deficiências. São oferecidas 59 cargos diferentes com remuneração que varia entre R$ 622,00 e R$ 2.500,00. Confira o edital.
Cargos: Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista, Operador de Limpeza, Operador de Máquina Pesada, Vigia, Eletricista, Auxiliar de Biblioteca, Auxiliar de Secretaria Escolar, Atendente de Farmácia, Fiscal de Tributos Municipais, Fiscal Sanitário, Monitor Escolar, Professor, Desenhista Técnico, Técnico em Contabilidade, Administrador de Empresas, Assistente Social, Fisioterapeuta, Engenheiro Civil, Pedagogo e Psicólogo.
As inscrições serão realizadas no período entre 8 horas de 17 de setembro de 2012 e 18 horas de 16 de outubro de 2012, no site www.cotec.unimontes.br.
A taxa de inscrição varia entre R$ 50,00 e R$ 120,00.
A prova de múltipla escolha será aplicada em Manga-MG, na data provável de 18 de novembro de 2012, das 9h às 12h, em local a ser divulgado na internet, no site www.cotec.unimontes.br, a partir do dia 12 de novembro de 2012.
O gabarito oficial será divulgado no site www.cotec.unimontes.br, na sede da Prefeitura Municipal de Manga, em até 12 horas após o encerramento da prova.
O prazo de validade do concurso público é de 2 anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de Montanha – ES

Através da Gualimp Consultoria a Prefeitura do município de Montanha, Estado do Espírito Santo, que dista 336 Km até a capital do Estado está promovendo concurso e processo seletivo para provimento de 138 vagas, sendo 78 através do concurso e 60 no processo seletivo.
Cargos Concurso:
Vigia, Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista, Instrutor de Ioga, Técnico em Enfermagem, Técnico em Massagem Terapêutica, Assistente Técnico, Bacharel em Educação Física, Médico Ginecologista-Cirurgião, Médico Pediatra, Médico Clínico Geral, Médico Psiquiatra, Farmacêutico, Psicólogo, Médico Dermatologista, Médico Cirurgião Geral, Médico Ortopedista, Odontólogo, Enfermeiro, Fisioterapeuta.
Cargos Processo Seletivo:
Auxiliar de Serviços Gerais, Agente de Controle de Endemias, Atendentes, Auxiliar Administrativo, Fiscal - Vigilância Sanitária, Técnico em Enfermagem, Médico, Enfermeiro, Odontólogo.
Inscrições:
Os interessados a participarem do concurso ou processo seletivo deverão se inscrever no período que compreenderá os dias 18 de julho a 01 de agosto de 2012. As inscrições poderão ser realizadas através do endereço eletrônico www.gualimp.com.br. Tanto no concurso quanto no processo seletivo as taxas de inscrição variam entre as cifras de R$ 40,00 a R$ 80,00.
Provas:
Os candidatos serão submetidos a provas objetivas de caráter eliminatório e classificatório na primeira fase tanto do concurso quanto do processo seletivo. A data prevista para a aplicação das provas objetivas será dia 16 de setembro de 2012. O local e horário de início das provas objetivas de múltipla escolha será informado no Cartão de inscrição de cada candidato.
Validade:
A validade do concurso e processo seletivo será de dois anos, contados a partir da data de sua homologação, podendo a critério do Poder Público, ser prorrogado por igual período.
Editais

Processo Seletivo UFSJ 2012

A Universidade Federal de São João del-Rei - UFSJ lançou sete editais de Processo Seletivo para provimento de diversas vagas para professor substituto nos câmpus Campus Sete Lagoas, campus CTAN e Campus Dom Bosco.
As vagas destinam-se aos cargos e áreas de Química Geral e Química Analítica, Química Orgânica e Bioquímica, Cálculo, Álgebra Linear e Estatística, Psicologia Clínica, Administração Geral, Direito.
As inscrições poderão ser realizadas no período que compreenderá os dias 19 de julho a 10 de agosto de 2012. Será necessário enviar envelope contendo a ficha de inscrição preenchida corretamente e demais documentos que comprovam os seus títulos para Secretaria do referido campus.
Os candidatos serão submetidos à prova escrita e de títulos e a documentação comprobatória do Curriculum.
Os editais terão validade de dois anos, a contar da homologação dos respectivos resultados, prorrogável por igual período.

Concurso HCFMUSP

Abertos edital Nº. 88/2012 - CCP de concursos públicos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HCFMUSP, destinado à contratação de 2 profissionais de nível superior para o cargo de médico. A remuneração inicial em jornada de trabalho de 20 horas semanais será de até R$ 1.862,64 mensais mais auxílio alimentação e poderão optar pelo benefício do vale transporte correspondente ao deslocamento residência-trabalho e vice-versa.
Os interessados deverão enviar pelo correio suas inscrições, via carta registrada mais aviso de recebimento (AR), no período de 18 de julho a 01 de agosto de 2012, para o seguinte endereço: Serviço de Recrutamento, Seleção e Movimentação de Pessoal da Divisão de Recursos Humanos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 225 – Prédio da Administração – 1º. andar - Cerqueira César – São Paulo – SP – CEP 05403-010. A taxa de inscrição é de R$ 60,85.
O concurso constará de: prova escrita, prática-oral e de títulos.
A convocação para as provas será feita através de edital, publicado no Diário Oficial do Estado e através dos sites www.imesp.com.br ou www.hcnet.usp.br, com antecedência de no mínimo 5 dias úteis.
A validade do concurso será de 2 anos, a contar da data da publicação da homologação.

Edital / Publicações

Processo Seletivo SEDS - MG

Mais um Processo Seletivo Público está em aberto no Estado de Minas Gerais. A Secretaria de Defesa Social do Estado das Minas Gerais acaba de lançar edital objetivando o preenchimento de 15 vagas e formação do quadro de reserva para o Centro Socioeducativo de Uberlândia.
Cargos:
Agente de segurança socioeducativo (masculino e feminino), Assistente Executivo de Defesa Social Auxiliar Administrativo, Assistente Executivo de Defesa Social Auxiliar de Consultório Dentário, Assistente Executivo de Defesa Social Auxiliar Educacional, Assistente Executivo de Defesa Social Auxiliar de Enfermagem, Analista Executivo de Defesa Social Analista Técnico Jurídico, Analista Executivo de Defesa Social Assistente Social, Analista Executivo de Defesa Social Dentista, Analista Executivo de Defesa Social Enfermeiro, Analista Executivo de Defesa Social Pedagogo, Analista Executivo de Defesa Social Psicólogo, Analista Executivo de Defesa Social Terapeuta Ocupacional.
Salários:
Os vencimentos iniciais para os cargos de Nível Médio é de R$ R$ 945,95 enquanto para os cargos de Nível Superior é de R$ 1.155,01.
Inscrições:
O período para a realização das inscrições é até 20 de julho de 2012 por intermédio do seguinte endereço eletrônico: www.seds.mg.gov.br. Neste endereço eletrônico estará disponível a ficha de inscrição que deverá ser gravada e em seguida impressa. Após preencher a ficha de inscrição o candidato deverá entregar a mesma junto com os documentos necessários no seguinte endereço:
Diretoria de Recrutamento e Seleção/SRHU - Cidade -Administrativa, Rodovia Prefeito Américo Gianetti, S/N, Bairro Serra Verde - Belo Horizonte- Minas Gerais.
Seleção:
A seleção dar-se-á através de análise de Currículos, Avaliação Psicológica e Investigação Social. A Diretoria de Recrutamento e Seleção - DRS publicará a convocação dos candidatos para realizarem a entrega da documentação, informando o período, horário e local. O candidato que não entregar o BIS preenchido e devidamente assinado bem como as certidões negativas, será Desclassificado do Processo Seletivo.
Validade:
O prazo de validade do processo seletivo será de 12 meses, contados a partir da data da publicação do Ato de Resultado da Avaliação Psicológica, podendo ser prorrogado por igual período.

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de São Miguel do Anta - MG

A prefeitura do Município de São Miguel do Anta, Estado das Minas Gerais, lançou edital nº 002/2012 de concurso público para provimento de cargos vagos e formação de cadastro reserva. São 45 oportunidades disponíveis, que podem contemplar candidatos do ensino fundamental, médio ou superior.
A remuneração oscila entre as cifras de R$ 622,00 a R$ 2.362,69 para jornadas de trabalho de 20 a 40 horas semanais.
Cargos:
Auxiliar de Serviços Gerais, Operário, Oficial de Manutenção e Serviços, Motorista, Agente Sanitário, Auxiliar de Biblioteca, Auxiliar de Administração, Agente Cultural e de Turismo, Técnico em Farmácia, Assistente Social, Contador, Enfermeiro Plantonista, Engenheiro Civil, Fisioterapeuta, Nutricionista, Professor de educação Básica - Nível II, Professor de Educação Física, Professor de Informática, Supervisor Pedagógico, Técnico em Planejamento Educacional, Técnico Superior em Informática, Técnico Superior em Agricultura e Meio Ambiente, Médico Pediatra, Médico Ginecologista Obstetra, Psicólogo e Enfermeiro.
Inscrições:
A inscrição será recebida, exclusivamente, via internet no site da empresa Libertas (www.libertas-mg.com.br), no período de 18 de julho a 18 de outubro de 2012. O candidato que tiver dificuldade de acesso a internet poderá, pessoalmente ou através de procurador, comparecer diretamente na Sede da Prefeitura Municipal, localizado na Rua São José, 730, Centro, São Miguel do Anta, no horário de 08:00 ás 11:30 e 12:30 às 16:30 de segunda a sexta-feira.

As taxas variam de R$ 38,00 a R$ 130,00 e deverá ser paga até o seu vencimento.
Provas:
A Prova Escrita de Múltipla Escolha, de caráter eliminatório, será realizada na data prevista 25 de novembro de 2012. A relação de candidatos inscritos, o local de realização da Prova Objetiva de Múltipla Escolha e confirmação de data e horários de provas, serão divulgados até o dia 21 de novembro de 2012.

As provas práticas serão realizadas em horários e locais a serem divulgados. O gabarito oficial das Provas de Múltipla Escolha será afixado no quadro oficial de avisos da Prefeitura Municipal no dia útil seguinte à realização das mesmas, e será divulgado no site www.libertas­mg.com.br, após às 12:00h.
Validade:
O prazo de validade do concurso público é de dois anos, a contar da data da sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Edital / Publicações

Atividade física combate o câncer

Oncologista diz que exercício reduz em 50% o risco de retorno do câncer de mama, colo e próstata

Atividades físicas adequadas permitem reduzir em 50% o risco de retorno do câncer de mama, colo e próstata, segundo o oncologista Thierry Bouillet.

Fundador da CAMI (câncer, artes marciais e informação), a rede nacional francesa que utiliza os esportes no combate ao câncer, o doutor Bouillet insiste em sua mensagem: "os estudos mostram que há benefício, qualquer que seja o prognóstico".

O Dr. Bouillet cita os três tipos de câncer mais sensíveis à atividade física - mama (como evidenciam 8 estudos), colo (3 estudos) e próstata (2 estudos) - mas destaca que o exercício precisa ser suficientemente intenso.

— A insulina, os estrógenos e a leptina, que são fatores de crescimento do câncer, só baixam a partir de um certo nível de intensidade, que não é o mesmo para os três tipos de câncer.

Para o câncer de mama, o limite equivale a cerca de três horas de caminhada rápida por semana, mas para colo e próstata "é o dobro".

Outra questão é que os resultados só surgem entre 6 a 12 meses após o início da atividade física.

É claro que propor um programa a pacientes esgotados pelo câncer não é uma tarefa fácil. "Tivemos que buscar motivações, estruturas para dar aos pacientes o desejo de praticar um esporte", diz o doutor Bouillet, autor do livro "Esporte e Câncer".

Bouillet iniciou o CAMI em 2000, com a ajuda de Jean-Marc Descotes, ex-atleta de alto nível, para tratar da fadiga dos pacientes.

Ao prescrever atividades físicas cada vez mais variadas (dança, patinação, circo) sob a supervisão de monitores capacitados, o CAMI superou todas as expectativas. "Pedimos aos pacientes que fizessem alguns anos, mas a maioria continuou" praticando esporte.

Os pacientes pagam entre 20 e 120 euros por ano ao CAMI, que também é financiado por doações e subvenções públicas e privadas.

O CAMI defende agora a criação do primeiro curso de graduação "Esporte e câncer", na Universidade Paris 13, "já que precisamos educar os médicos, que seguem muito reativos a prescrever o esporte", diz o doutor Bouillet.

— Se apenas 30% dos pacientes com câncer praticassem um esporte, a assistência social conseguiria poupar 600 milhões de euros, apenas com medicamentos, sem contar as licenças médicas.

Fonte R7

Dicas de omo reduzir o apetite

Para assegurar a boa forma ou para entrar em forma é preciso estabelecer algumas regras, as quais vão ajuda-la a enganar o estômago e diminuir a ansiedade que costuma fazer você comer além da conta.

Em qualquer época do ano é fundamental manter-se em forma, tarefa difícil considerando que em cada estação há um novo prato e a vontade de experimentar todas as novidades é inevitável. No entanto, a dificuldade não se encontra na degustação e sim na falta de controle em relação à alimentação.

Para assegurar a boa forma ou para entrar em forma é preciso estabelecer algumas regras, as quais vão ajuda-la a enganar o estômago e diminuir a ansiedade que costuma fazer você comer além da conta. Confira quais são elas:

Engane a fome
A Garcinia cambogia acelera a queima de calorias (processo chamado de termogênese) e previne o acúmulo de gordura no sangue (na forma de triglicérides)”, diz a homeopata Márcia Kelman. Esse extrato vegetal, proveniente da Índia, dribla o apetite sem atrapalhar o sistema nervoso central.

“O seu princípio ativo, o ácido hidroxicítrico (HCA), entra na corrente sanguínea e o corpo entende que já existe energia.”

Resista aos doces
Se o seu problema são os doces, o Gymnema sylvestre, pode ser a solução. O fitoterápico reduz a vontade de comer doce, já que possui em sua composição propriedades hipoglicemiantes, que atrasam o fluxo de glicose no sangue. Esse procedimento colabora na prevenção de diabetes e doenças cardiovasculares.

“O gymnema ainda tem o ácido gimnênico, que reduz a gordura corporal e acelera o metabolismo, favorecendo a queima de calorias”, diz Márcia.

Inspire aromas
Os óleos de lavanda e bergamota possui extratos sedativos e antidepressivos, que atenuam a ansiedade. “Quando o aroma entra pelo nariz, o princípio ativo da planta é levado ao sistema límbico, onde fica o hipotálamo — região no cérebro que controla uma série de emoções”, diz Zheca Catão, aromaterapeuta de São Paulo.

Essências de flores
As essências extraídas das flores silvestres igualmente são empregadas pra reequilibrar as emoções. “A ansiedade, por exemplo, costuma ser tratada com o floral Impatiens. “Mas é importante a avaliação inicial de um terapeuta”, diz a psicóloga Amélia Kassis, da Cia. Zen, em São Paulo.

Apenas respire
Pessoas ansiosas costumam respirar mais rápido. Esse ritmo ocasiona mais ansiedade e, desse modo, maior compulsão. A respiração lenta ajuda a acalmar a mente e a compulsão diante de um prato de comida.

Acupuntura
Na acupuntura, agulhas finíssimas são espetadas em regiões específicas da pele, originando um impulso elétrico que percorre as vias nervosas até chegar ao cérebro, ajudando a redistribuir pelo corpo a energia bloqueada.

“No emagrecimento, a técnica é usada para controlar o apetite e aumentar o tônus do estômago, fazendo com que a sensação de saciedade apareça mais rápido. As agulhas ainda são usadas para diminuir a ansiedade e estimular o metabolismo e o intestino”, conta George Dong, acupunturista do Instituto Liu Pai Lin, em São Paulo.

Caso os problemas ainda continuem, procure a ajuda de um especialista para que ele encontre as razões de suas dificuldades. Evite se tratar com remédios divulgados na mídia a não ser que o médico acompanhe seu quadro e indique. Lembre-se: A saúde é um assunto delicado, todo o seu acompanhamento deve ser realizado com a orientação de profissionais licenciados.

Fonte Mundo das Tribos