Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Adapte seu cardápio para a entrada do verão

Reconheça as mudanças físicas do seu corpo e aposte no menu certo

Você já deve ter notado que sente mais sede quando o verão se instala.

A explicação é simples: nos dias quentes, a temperatura corporal aumenta, fazendo o corpo perder mais líquidos e minerais.

É justamente por este motivo que a atenção com as goladas precisa ser redobrada neste período do ano.

Para driblar a maior perda de líquidos, é importante beber água antes que a sede apareça. Não espere a sede chegar, pois ela é um sinal de que o corpo está em processo de desidratação já.

No verão, a recomendação é de 10 a 12 copos de água por dia. Tomando oito copos é um bom começo , incentiva Karina Gallerani, nutricionista do portal Minha Vida.

Ela diz ainda que não é preciso ingerir grandes quantidades de líquidos de uma só vez. O ideal é beber pequenas quantidades, várias vezes ao dia . Porém, vale evitar a ingestão de água durante as refeições.

A nutricionista recomenda dar um intervalo de, pelo menos, uma hora entre os pratos principais e a ingestão de líquidos.

Se administrada junto às refeições, a água em excesso pode dificultar a digestão, diluindo parte das enzimas digestivas e causando a sensação de estufamento , completa.

As bebidas isotônicas também entram em cena para cumprir a função de repor os líquidos e minerais perdidos. No entanto, eles são recomendados quando a perda de água e eletrólitos através da transpiração é excessiva.

Bebidas isotônicas são uma ótima pedida para quem pratica atividade física. Além de conter quantidades equilibradas de sais e água com um sabor agradável, dão energia e disposição por conterem carboidratos em sua composição , informa Karina.

A água de coco se destaca como um isotônico natural e não deve ficar de fora do cardápio dos esportistas.

Já as bebidas alcoólicas, lembra a nutricionista, não são nada aconselháveis no verão, pois aumentam a diurese, favorecendo a desidratação.

Mais uma forma de obter a água necessária para o bom funcionamento do organismo é apostar nos alimentos certos. Karina conta que todos eles contêm água em sua composição, porém, em concentrações variadas.

Verduras, frutas e legumes podem apresentar cerca de 90% de seu peso composto por água. Por outro lado, petiscos, bolachas e bolos podem apresentar apenas 5% do líquido.

A responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella, ressalta que um cardápio de verão recheado de alimentos gordurosos resulta em sonolência e indisposição, além de retardar a quebra dos alimentos.

As melhores opções para os pratos são leite desnatado, queijos brancos e carnes magras. Evite as preparações fritas, à parmegiana, empanados e molho branco, aconselha.

Acompanhe o ritmo do seu corpo
As mudanças no corpo não ficam só por aí. Durante o verão, o metabolismo basal diminui. Ou seja, a atividade desempenhada pelo organismo para a manutenção da vida, como batimentos cardíacos e respiração, é menor, já que o corpo não precisa de tanto esforço para se manter aquecido como no inverno, cita Karina Gallerani.

De acordo com a nutricionista Roberta, isso não significa que a estação seja mais tentadora para os quilos extras se instalarem, mas a alimentação precisa ser controlada.

Dá para aproveitar o clima quente para consumir alimentos poucos calóricos e ricos em água. Além disso, o verão estimula a prática de atividade física, aumentando o gasto de calorias , fala sobre o lado positivo da moeda.

Atente, no entanto, aos horários em que vai se exercitar, já que é comum ver pessoas fazendo caminhadas e corridas em horários inadequados, de pico do sol.

Nenhum tipo de atividade física deve ser feita em jejum para evitar estafa, ou ainda, uma eventual hipoglicemia. Também é essencial ter uma garrafa de água em mãos para se hidratar durante o exercício , recomenda Roberta. 

Fonte Minha Vida

MPF quer conclusão de estudos para ampliação do teste do pezinho

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) expediu recomendação ao Ministério da Saúde para que sejam adotadas as medidas administrativas necessárias para a conclusão dos estudos sobre a inclusão de dois testes no Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN), o teste do pezinho. Entre eles, o da hiperplasia adrenal congênita (HAC) e da deficiência de biotinidase. É recomendado também o início dos estudos para a inclusão das patologias deficiência de glicose-6-fosfato desidronagenase (G6PD) e toxoplasmose congênita.

A recomendação foi dirigida à Secretária Executiva Maria Aparecida do Amaral e aos Secretários de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos e de Atenção à Saúde Carlos Augusto Grabois Gadelha e Helvécio Miranda Magalhães Júnior.

No documento remetido aos secretários, o MPF pede também que seja enviado, em um prazo máximo de 60 dias sob pena de adoção de medidas judiciais, o relatório final do estudo realizado sobre a inclusão das patologias hiperplasia adrenal congênita (HAC) e deficiência de biotinidase no programa.

Segundo dados fornecidos por estabelecimentos privados em um inquérito civil público, a triagem neonatal das quatro patologias que não estão no PNTN apresentam um elevado número de resultados positivos, com suspeita diagnóstica. Especialistas também afirmam que a triagem neonatal dessas patologias traz grandes benefícios, uma vez que a ausência do tratamento precoce causa sequelas graves e irreversíveis, podendo mesmo evoluir para morte, como no caso da HAC.

Fonte R7

Doenças mentais afetam 40% da população de cidade no sertão de Pernambuco

Falta de emprego e de perspectiva deixam pessoas doentes

A cidade de Itacuruba, no sertão de Pernambuco, parece ser uma cidade calma. Mas essa tranquilidade é na verdade apatia.

A falta de emprego e isolamento deixa a população sem perspectiva. Como consequência, 40% de seus moradores, em média, sofre de problemas mentais, em especial de depressão.

Conheça o drama dos moradores dessa cidade. 
Assista:


Fonte R7

“Gestão de Enfermagem para a Excelência do Cuidado”

Não existem dúvidas sobre a importância, necessidade e valor das ações assistenciais desenvolvidas por profissionais de enfermagem nas instituições de saúde. Mas não podemos fazer a mesma afirmação quando tratamos dos processos de gestão. Como minha atividade profissional inclui a avaliação de processos e atividades assistenciais e de gestão, como parte de programas de acreditação, posso afirmar que existe uma realidade onde ainda prevalecem processos de gestão conduzidos de forma desestruturada, onde lideranças desconhecem métodos, ferramentas ou instrumentos capazes de sistematizar suas ações.

Um instrumento que deve ser considerado como elemento central de processos de gestão é o planejamento. Não cito ainda o planejamento estratégico, pois esse pode ser considerado um instrumento para estágios avançados. Trato do planejamento do trabalho diário, das ações comumente desenvolvidas por profissionais em suas instituições. Qual deve ser o planejamento de uma gerente de enfermagem? Qual deve ser o planejamento de uma supervisora de enfermagem? Qual deve ser o planejamento de uma líder de setor ou unidade? Nas avaliações realizadas o que se observa é que esses profissionais desenvolvem suas tarefas, no dia a dia, conforme elas vão acontecendo e demandando sua intervenção. As ações simplesmente se iniciam e se encerram na sua própria necessidade de execução, sem que sejam programadas.

Planejar significa antever, prever e principalmente estabelecer padrões de conduta. Planejamento requer competência. Abordando aspectos da gestão assistencial, embora a cada dia possamos estar lidando com pacientes diferentes, de forma geral, suas necessidades são comuns e a prestação de cuidados pode ser devidamente planejada. Como exemplo, uma enfermeira assistencial e líder de equipe deve, a partir de uma análise formal e diária do perfil e complexidade de seus pacientes, estabelecer um plano de trabalho para sua equipe. Mas como citado acima, essa ação de planejar requer competência, a qual deve ser oferecida aos profissionais e monitorada de forma contínua visando alcançar seu melhor desenvolvimento.

Instrumentos ou ferramentas de fácil utilização podem colaborar de forma significativa para a condução do planejamento. Reuniões regulares e coletivas, com pautas e temas definidos é um exemplo. A discussão coletiva de questões relacionadas com as atividades dos serviços, desde que conduzida de forma estruturada, é uma excelente oportunidade para a tomada de decisões sob consenso. Essa estratégia também contribui para o estabelecimento de gestão participativa, onde a capacidade de decisões mais apropriadas e efetivas pode ser otimizada pelas lideranças. O uso de ferramentas, como o diagrama de Ishikawa ou espinha de peixe, para levantamento de causas, diante de resultados indesejáveis ou não previstos, permite evidenciar, de forma objetiva, questões que por vezes são percepções informais dos profissionais, mas tem importância no desenvolvimento de ações de melhorias e devem compor planos de ação. A matriz de GUT – gravidade, urência e tendência – também é um instrumento muito útil na definição de prioridades de ações de melhoria, que podem compor planos de gestão. Há um equívoco ou má interpretação de que a sistematização da assistência de enfermagem (SAE) substitui ou conduz, por si, um planejamento de gestão. Essa estratégia é direcionada essencialmente para a organização dos processos assistenciais, mas não estabelece ou assegura condutas de gestão de processos de trabalho.

Vale ressaltar que equipes de enfermagem em diferentes instituições têm processos de gestão muito bem estabelecidos, nas quais também pude atuar como consultor ou acompanhar resultados de avaliações externas, embora tenha citado a prevalência de casos contrários no início do artigo. É uma realidade. Essas equipes com resultados positivos foram capazes de adotar os já existentes ou até de desenvolver novas estratégias e novos instrumentos adaptados aos seus processos de gestão. Só para reiterar, isso demandou desenvolver novas competências, o que também essas equipes conseguiram como valor agregado ao seu trabalho, com consequentes melhorias de seus resultados.

Fonte SaudeWeb

Tendência: Instituições de saúde mais aptas aproveitam o boom de fusões e aquisições

Segundo consultor, governança corporativa e visão de mercado fazem o diferencial para a perpetuação do negócio

“Aqueles com capacidade gerencial e visão de mercado adequada às tendências têm potencial de surfar a onda das fusões e aquisições com sucesso”. A opinião do sócio da Cypress, assessoria em finanças corporativas, Carlos Parizotto ilustra a plena expansão por que o setor de saúde atravessa.

A tendência de consolidação e verticalização da Saúde começou com as operadoras e laboratórios de imagem como, por exemplo, Fleury e Dasa. Segundo Pazizotto, a possibilidade de abertura de capital para tais empresas representa um incentivo para os investidores.

A Cypress assessorou, por exemplo, a emissão de debêntures de cerca de R$ 100 milhões das Clínicas Oncológicas Integradas para o financiamento de seu plano de crescimento.

Seguindo a mesma tendência, os hospitais – impossibilitados de receberem aportes estrangeiros – também começaram a incorporar instituições locais. Para o consultor, a integração de hospitais é alternativa de melhorar a rentabilidade desse tipo de entidade, que costuma não ser alta. Rede D´Or e Amil são os maiores exemplos de redes que buscam aumentar a abrangência.

Assim como em outros setores, os fatores que impulsionam as fusões e aquisições na Saúde também têm a ver com o aumento do poder de compra da população. Além disso, está relacionado com a tendência de redução da taxa de mortalidade e o envelhecimento da população brasileira.

“O Brasil ainda é muito pulverizado, mas a perspectiva é de crescentes migrações do setor público para o privado”, diz Parizotto.

E as pequenas instituições?
Pressão é o que sofrem as pequenas instituições de saúde diante da consolidação do setor. “Maior escala gera competitividade e musculatura financeira perante os menores”, afirma Parizotto.

No entanto, a qualidade assistencial tende a melhorar na opinião do executivo. “O mercado competitivo é positivo para o consumidor, pois a oferta de serviços e segmentação de produtos são maiores”, explica.

Apesar dos benefícios decorrentes de um mercado aquecido, as premissas éticas do setor de saúde não podem ficar de lado. “As empresas têm que encontrar a dinâmica mercadológica sem passar por cima dos pré-requisitos éticos”, acrescenta.

Dificuldades
Para Parizotto, os prestadores de saúde, em geral, são administrados por médicos ou profissionais do segmento. Tal cenário muitas vezes dificulta o processo de fusão e aquisição.

De acordo com o consultor, o histórico de dependência do SUS pelas entidades privadas também acaba sendo outro obstáculo.

Dessa forma, as instituições que tiverem uma governança corporativa estruturada, com gestão profissionalizada e visão de mercado devem sobressair na corrida pelas fusões e aquisições.

Fonte SaudeWeb

Einstein inaugura centro de excelência em cirurgia robótica

Iniciativa tem o objetivo de fortalecer o corpo clínico com a congregação de todas as especialidades já englobadas pela cirurgia realizada com robôs

O Hospital Israelita Albert Einstein inaugurou nesta segunda-feira (21) o Centro Einstein de Excelência em Cirurgia Robótica com objetivo de assegurar a qualidade de assistência, pesquisa e ensino em cirurgia guiada por robô. A iniciativa tem o objetivo de fortalecer o corpo clínico com a congregação de todas as especialidades já englobadas pela cirurgia robótica, segundo Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo, sponsor do novo Centro.

De acordo o coordenador Rafael Ferreira Coelho, urologista e cirurgião robótico, outras iniciativas incluem o treinamento de profissionais, por meio do simulador Mimic, que possibilita o treinamento virtual; o estabelecimento de uma política de admissão de novos cirurgiões, como a necessidade de treinamento formal em cirurgia aberta e cirurgia robótica e o acompanhamento de um proctor nas primeiras seis cirurgias, o que garante a qualificação do profissional e a segurança dos pacientes.

Além disso, o Centro reforçará a criação de protocolos gerenciados nas diversas especialidades para coleta precisa de dados e publicação em periódicos internacionais de alto impacto. A produção desses protocolos foi iniciada em agosto de 2011, em prostatectomia radical, e já conta com 50 pacientes cadastrados.

A instituição, que começou com 85 cirurgias em 2008, deve fechar o ano próximo de 400 procedimentos robóticos, e este número deverá saltar para 600 em 2012.

Fonte SaudeWeb

Planos de saúde não cobrem despesas de tratamentos caros

Análise dos processos revelou que os procedimentos mais negados pelas operadoras foram a quimioterapia e a radioterapia, ambos tratamentos de combate ao câncer

Planos de saúde se recusam a arcar com despesas de tratamentos caros, como câncer e doenças do coração, de acordo com levantamento realizado pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP). O estudo denominado Judicialização da assistência médica suplementar, desenvolvido pelo pesquisador Mário Scheffer, analisou 782 decisões judiciais relacionadas à exclusão de cobertura de planos de saúde, julgadas em segunda instância pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), em 2009 e 2010. As informações são da Agência USP.

A análise dos processos revelou que os procedimentos mais negados pelas operadoras foram a quimioterapia e a radioterapia, ambos tratamentos de combate ao câncer. Juntos, correspondem a 35,95% das ações judiciais que mencionam procedimentos médicos recusados pela cobertura. No que se refere aos insumos, as órteses, próteses, exames diagnósticos e medicamentos foram os mais excluídos pelos planos de saúde.

De acordo com Scheffer, o que chega à Justiça é apenas a ponta do problema. Antes, muitos já tentaram solução junto ao plano de saúde, Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Portal do Consumidor (Procon), mas não conseguiram receber o atendimento do plano de saúde.

Segundo o pesquisador, como estes tratamentos são prescritos para casos urgentes, a atitude mais comum das famílias, diante da negativa do plano de saúde, é arcar com os custos particulares ou buscar o atendimento na rede pública, o que sobrecarrega e onera o Sistema Único de Saúde (SUS).

Ações judiciais
O estudo demonstrou que em 88% dos casos a Justiça foi favorável ao usuário, em segunda instância, obrigando o plano de saúde a arcar com a cobertura negada. Enquanto, em apenas 7,5% das decisões, o juiz foi a favor do plano de saúde e negou a cobertura total ou parcial dos gastos.

Segundo Scheffer, a maioria das decisões dos processos analisados foram fundamentadas no Código de Defesa do Consumidor, seguido da Lei dos Planos de Saúde ( Lei 9656/98) e da Constituição Federal.

Aids
Entre as surpresas obtidas no levantamento está o número de ações movidas devido à recusa em arcar com os custos do tratamento de Aids. De 1999 a 2004, a doença era a terceira mais excluída pelas operadoras, porém, agora aparece em apenas duas das ações judiciais analisadas.

Isso, de acordo com Scheffer, reforça a tese de que os planos excluem tratamentos de alto custo. “Atualmente, a Aids tem tratamento 100% garantido pelo SUS. Os pacientes adoecem e internam com uma frequência muito menor, restando aos planos de saúde cobrir poucos exames e consultas”, explica.

Outro dado inesperado é o aumento da recusa no atendimento de pacientes em casos de obesidade mórbida. “O tratamento está sendo recusado sob a alegação de que trata-se de cirurgia estética e não de um problema que gera graves riscos à saúde”, afirma.
Scheffer indica, como uma das causas dos abusos cometidos pelas operadoras, a omissão da Agência Nacional de Saúde, que não cumpre o seu papel de reguladora e fiscalizadora dos planos de saúde.

Fonte Saudeweb

80% dos hospitais são a favor da troca de informações em saúde

Estudo denominado ”Health Information Exchange", da CapSite, mostra que a participação em HIE visa ir ao encontro dos critérios do governo e da quailificação para incentivos financeiros

Mais de 80% dos hospitais americanos ou participam ou planejam investir na troca de informações de saúde, segundo uma pesquisa denomina ”Health Information Exchange” – (HIE), ou “troca de informações em saúde”, realizada pela CapSite, uma empresa de consultoria e pesquisa tecnológica. Dos 340 hospitais participantes da pesquisa, 32% dizem que já estão envolvidos com o HIE e 47% dizem que pretendem participar.

Essas porcentagens estão de acordo com as descobertas do “HIMSS Leadership Survey 2011”, que foi lançada em fevereiro. Segundo a pesquisa, somente 31% dos hospitais questionados não planejavam participar de um HIE, ou seja, os outros (69%) estão envolvidos ou planem fazer parte de um HIE. 44% disseram já participar, um pouco mais do que os 37% do ano passado.

O problema com os resultados da pesquisa de Capsite é que o termo troca de informações de saúde, não é bem-definido, observou Greg DeBor, um consultor sênior da CSC. Segundo ele, quase tudo no relatório foi classificado como HIE, mesmo o receituário eletrônico. Apesar de o receituário eletrônico ser parte do HIE, não é usualmente categorizado como uma troca de informações de saúde propriamente dita, explica.

A confusão da participação dos hospitais em HIEs – acrescentou – foi enfatizada em algumas pesquisas que a CSC fez no ano passado para um estado que ele prefere não revelar. “Descobrimos que quase todos os RHIOs (regional health information exchanges – troca de informações de saúde regional) foram relatados como se todos os hospitais estivessem participando. Mas a definição deles de participação em alguns casos era que assinavam um memorando de entendimento”.

Apesar de tudo, há indicações no relatório da Capsite do crescimento do interesse dos hospitais em HIEs. Por exemplo, quase metade dos questionados disseram que a principal razão integrarem o HIE era para ir ao encontro do critério do governo para o Uso Significativo de um registro eletrônico de saúde para que se qualifiquem para os incentivos financeiros. Isso soa verdadeiro, já que a grande maioria dos hospitais candidatarem-se para os incentivos.

O fato do uso significativo é influenciado quando os entrevistados estavam envolvidos ou planejando HIEs privadas ou comunitárias. A pesquisa de Capsite não se aprofunda nesse aspecto, o estágio 1 do Uso Significativo exige apenas que os hospitais testem suas habilidades de trocas eletrônicas de dados clínicos com outros fornecedores de saúde. Isso pode ser feito dentro de uma empresa.

Já no estágio 2, os fornecedores de saúde têm que trocar dados com fornecedores que usem sistemas heterogêneos. Então, alguns desses hospitais podem ter suporte de HIEs comunitários para se preparar para as exigências do estágio 2, afirmou DeBor.

Os resultados de “HIMSS Leadership Survey 2011, apoiam o argumento contrário. Apesar do número de vidas, os HIEs das empresas triplicaram para 161 neste ano, enquanto os HIEs públicos cresceram mais lentamente, de 37 em 2010 para 67 neste ano.

De fato, há evidências que a preferência dos sistemas de saúde em manter suas informações na família minaram alguns HIEs comunitários. CareSpark, uma RHIO com base em Kingsport, Tennessee, faliu recentemente porque os hospitais descobriram que podiam formar suas trocas de informações com menores custos do que com o suporte da CareSpark.

Como os hospitais se preparam para o Uso Significativo, o interesse em HIEs ficou de lado nas necessidades de mudanças operacionais em muitas instalações. Mas nos últimos meses – afirmou DeBor – houve um aumento no interesse por causa dos novos desafios das Accountable Care Organizations e pagamentos. Isso não é visto na pesquisa da Capsite, que mostra que somente 2% dos questionados eram principalmente atraídos para o HIEs por causa do valor em ACOs.

Os fornecedores preferidos dos entrevistados na pesquisa incluíram Medicity, Cerner, Epic, RelayHealth e eClinicalWorks . Dessas empresas, somente a Medicity (propriedade da Aetna) não é uma fornecedora de EHR ou está relacionada corporativamente a um fornecedor de EHR. A eClinicalWorks vende apenas cuidados ambulatoriais de EHRs, apesar de alegar que também pode se conectar a sistemas hospitalares. DeBor disse ter ficado surpreso pela Axolotl – um importante fornecedor de HIE de propriedade da OptumHealth – não estar na lista

Fonte SaudeWeb

Hospital Mário Covas tem nova gestão

Para substituir Geraldo Reple Sobrinho, a entidade estará sob comando de Desiré Carlos Callegari, hoje diretor técnico e professor de Anestesiologia da Fundação do ABC

A partir de 2012, o maior hospital público do ABC, o estadual Mário Covas, terá nova gestão. Para substituir Geraldo Reple Sobrinho, a entidade estará sob comando de Desiré Carlos Callegari, hoje diretor técnico e professor de Anestesiologia da Fundação do ABC, gestora do hospital.

Segundo o superintendente Geraldo Reple Sobrinho afirma que o sucesso verificado nos altos índices de aprovação dos usuários, se deve ao modelo de atendimento do Hospital Mário Covas.

Segundo Geraldo Reple, se o Mário Covas fosse “porta aberta” à população, não daria conta da demanda, pois seriam necessários outros três no mesmo padrão.

Em 2001, o hospital foi inaugurado fruto de um investimento de R$ 60 milhões para atender pacientes dos sete municípios. Atualmente, o orçamento para manter o espaço é o dobro. Heliponto e farmácia são prioridades Para os próximos meses, as prioridades do Hospital Mário Covas são a construção do heliponto, que vai contemplar, por exemplo, os constantes pousos do helicóptero Águia da PM e a ampliação da Farmácia Popular. Ainda de acordo com o superintendente, a instalação de mais um hospital regional, a exemplo do Mário Covas e Serraria, não deve ser avaliada antes da inauguração dos demais equipamentos previstos para a região, como a AME de Mauá, o pleno funcionamento da AME Santo André, e a otimização do atendimento do Nardini, também em Mauá.

Atendimento

Por mês, são 15 mil consultas e mais de 10 mil atendimentos em reabilitação e outros procedimentos. Na área de exames, só a patologia clínica realiza média de 800 mil exames durante o ano. Em imagens, são 1,3 mil tomografias e cerca de 4 mil de exames de radiologia, a cada mês. (LA) Responsabilidade do Estado e com 1,7 mil colaboradores, o hospital tem parceria com a Fundação do ABC e Faculdade de Medicina do ABC.

‘De Clínicas’ era seu primeiro nome O HEMC foi inicialmente projetado para ser o Hospital de Clínicas de Santo André, depois Hospital de Clínicas Regional, a exemplo do HC de São Paulo. Teve as obras lançadas em 1978, mas sofreu inúmeras interrupções ao longo dos anos, por falta de pagamento às empreiteiras, trocas de prefeitos e não repasse de recursos estaduais e federais. Em campanha à reeleição, o então governador Mário Covas prometeu retomar a construção, parada também no seu primeiro mandato. O ex-governador encontrou 15 hospitais inacabados pelo Estado e deu nova solução para seu funcionamento: entregar a gestão à iniciativa privada, na forma de OSSs (Organizações Sociais de Saúde).

A Fundação do ABC, mantenedora da Faculdade de Medicina do ABC e à época gestora de dois hospitais universitários (Anchieta e HMU, em São Bernardo), habilitou-se e venceu a licitação para administrar também o HEMC, cuja primeira etapa, após a morte de Mário Covas, em março de 2001, foi inaugurada em 20 de novembro daquele ano pelo então governador Geraldo Alckmin. O equipamento iniciou com serviços de hospital-dia, imagem e ambulatório, e atingiu o milésimo atendimento já no primeiro mês de atividades. A segunda etapa foi entregue em 2002.

Fonte SaudeWeb

Laboratório brasileiro integra rede que monitora resistência do HIV

Laboratório de Aids e Imunologia Molecular do Instituto Oswado Cruz (Fiocruz) foi selecionado como centro de referência nacional na Global HIV Drug Resistance Network da OMS

O Laboratório de Aids e Imunologia Molecular do Instituto Oswado Cruz (Fiocruz) foi selecionado como centro de referência nacional na Global HIV Drug Resistance Network da Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com a Fiocruz, com o credenciamento, o Brasil passa a ser o primeiro país da América Latina a desenvolver ações de monitoramento de variantes resistentes do vírus HIV a medicamentos já existentes.

Ainda segundo o instituto, o laboratório, enquanto centro de referência da OMS, vai atuar no suporte da identificação de casos de resistência primária do HIV, além de oferecer treinamento e capacitação para equipes das redes de laboratórios de outros países sul-americanos.

Fonte SaudeWeb

Crise: Hospital do Câncer de Barretos passa por dificuldades financeiras

Atualmente, instituição possui um déficit operacional de 5.400.000,00 mil ao mês

Passando por momentos de crise, o Hospital do Câncer de Barretos possui um déficit operacional de 5.400.000,00 mil ao mês. Apesar do esforço de seus coordenadores e da mobilização de cidades que realizam eventos em prol da instituição, o hospital fechou o exercício de 2010 com um déficit de 12 milhões de reais

Hoje, são realizados três mil procedimentos por dia, atendendo pacientes de 1.372 localidades de todos os 27 estados do país totalizando 609.945 procedimentos em 106.734 pacientes.

Em 2010 o hospital atendeu para exames e internações 174 pacientes de Porto Velho num total de 1.372 pacientes do estado de Rondônia.

A instituição tem disponíveis equipamentos necessários para prevenção, diagnóstico e tratamento de câncer, contando com equipe médica multidisciplinar e especializada. Atuando também no transplante de medula óssea. Esta equipe, também é responsável pelo desenvolvimento de pesquisas em várias áreas da biologia molecular, protocolos clínicos e bancos de tumores.

Leilão beneficente
No intuito de colaborar com manutenção do hospital, um grupo de pecuaristas organizou o “Leilão Direito de Viver”. De acordo com a publicação, está iniciativa, que primeiramente foi realizada no Parque de Exposições de Barretos, já está sendo realizada em todos os estados brasileiros, sempre capitaneados por pecuaristas.

Fonte SaudeWeb

Segurança em nuvem: melhor do que imaginamos?

Assim como outros setores, o de Saúde também enxerga a computação em nuvem pouco segura. Mas muitos especialistas estão focados na força da segurança que este ambiente proporciona

A computação em nuvem foi reprovada em um teste de segurança, relata Tim Wilson, da Dark Reading. Isso não deve surpreender ninguém. O senso comum diz que a nuvem é insegura por natureza. Mas será mesmo? Ou será que cloud computing é, na verdade, mais segura do que os ambientes tradicionais de TI? Um número crescente de tecnólogos insiste em tal afirmação. E não são fornecedores de nuvem ou marketeiros ou startups que apostam no modelo. Eles são alguns dos tecnólogos seniores de órgãos governamentais americanos, incluindo agência de inteligência e forças armadas, que seriam os últimos lugares de onde esperaríamos tais comentários.

A lista de executivos avaliando as vantagens de segurança em nuvem cresceu e agora inclui o CIO federal Steven Van Roekel; o general Keith Alexander, diretor da Agência Nacional de Segurança e do U.S. Cyber Command; o CTO da CIA, Gus Hunt; pesquisadores de segurança do NIST [Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia], Peter Mell e Dr. Ronald Ross; e o ex-diretor administrativo da NASA, Mike McConnell.

Seus comentários sobre segurança em nuvem são, geralmente, seguidos pela afirmação “se feito corretamente”. Em outras palavras, segurança em cloud é possível, apenas, com a combinação de vigilância, melhores práticas e tecnologia, incluindo criptografia, patching e monitoramento.

A mudança para computação em nuvem é uma oportunidade a ser repensada desde a base para rearquitetar redes e data centers, de forma que lacunas existentes sejam eliminadas. Agentes federais estão ajudando com um crescente conjunto de diretrizes como o documento do NIST, de 68 páginas, sobre segurança em nuvem e controles exigidos como parte do futuro programa de autorização de segurança FedRAMP.

O CTO da CIA, Gus Hunt, fala sobre a mudança, de forma periódica e automática, a carga de trabalho e sobre re-imagem de máquinas como uma forma de criar uma “superfície de ataque polifórmica” que confundiria possíveis tentativas de ataque, já que seria impossível saber o que está rodando em qual servidor físico em momento nenhum.

Hunt não é nenhum profissional de TI sem importância e a CIA não pode se dar ao luxo de ser negligente com a segurança de seus dados e sistemas. “Somos paranóicos com bons motivos”, avalia Hunt, durante o evento GovCloud 2011, promovido pela InformationWeek EUA, em outubro último. “Realmente existe gente atrás da gente. E não estou brincando, quando informações sigilosas vazam, pessoas morrem.”

Alexander disse que a computação em nuvem pode aprimorar patching entre redes e trazer outros benefícios. “Oferece melhor visibilidade e consciência situacional”, comentou durante um recente evento da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada em Defesa, dos EUA. “Mais importante, se vocês soubessem como fazemos patching hoje, vocês iriam rir ou chorar, porque leva meses. Precisamos de uma forma dinâmica para isso e a nuvem nos permite um processo muito mais rápido.”

Tais conceitos se aplicam, em especial, a nuvem privadas, não públicas. Mesmo assim, Mell, do NIST, um dos criadores do programa FedRAMP, argumentou que confiar dados aos engenheiros de “nível internacional” da Amazon, Google e Microsoft pode ser mais seguro do que mantê-los em data centers proprietários.

Nem todo mundo está preparado para esse pensamento, é claro. Em um recente evento sobre cibersegurança, em Baltimore (EUA), alguns participantes zombaram da visão de Alexander sobre computação em nuvem. O contra-argumento: consolidação e virtualização podem tornar o ambiente de TI mais gerenciável, mas também criam um alvo maior para engenharia social e outros tipos de ataque.

E o NIST, apesar do otimismo de seus pesquisadores de nuvem, oferece seu próprio conselho: “O ambiente de computação em nuvem apresenta desafios únicos de segurança”, declarou o Instituto em um documento emitido recentemente sobre o modelo. “A arquitetura, o potencial de escalonamento, a dependência de rede, o nível de terceirização e o compartilhamento de recursos são aspectos da computação em nuvem que tornam prudente a reexaminação dos controles atuais de segurança”. Prudente? Isso é muito vago. Profissionais de TI que não prestarem a devida atenção aos controles de segurança na nuvem colocam a organização em risco extremo.

Se feito corretamente, no entanto, a nuvem pode ser bem mais segura do que modelos tradicionais de data center. Essa é a visão de influentes líderes de TI dentro de agências governamentais de inteligência e defesa. Talvez seja o momento de pensar melhor sobre os potenciais benefícios de segurança da nuvem, e não apenas sobre os possíveis problemas.

Fonte SaudeWeb

André Longo é indicado para direção da ANS


Ratificado pela presidente Dilma Rousseff, Longo é cardiologista e foi diretor da Federação Nacional dos Médicos e presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco

Por indicação do ministro da saúde, Alexandre Padilha, o nome de André Longo foi ratificado pela presidente Dilma Rousseff à diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Após publicação no Diário Oficial da União nesta última sexta-feira (18), o documento agora segue para o Senado para ser apreciado. André Longo é cardiologista e foi diretor da Federação Nacional dos Médicos e presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco.

Atualmente, é conselheiro do Conselho Federal de Medicina e vice-corregedor do Conselhor Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe).

Fonte SaudeWeb

Expansão: Hospital da PUC – Campinas inaugura unidade de internação e hemodinâmica

Com investimento de aproximadamente R$900 mil feito pelo Governo Federal, por meio do Programa QualiSUS, do Ministério da Saúde e R$ 20 mil da Sociedade Campineira de Educação e Instrução (SCEI) Mantenedora do Hospital para Unidade de Internação 2

Com um investimento de R$900 mil, foi inaugurada, neste sábado, (19), a reforma do Hospital e Maternidade Celso Pierro (HMCP) da PUC-Campinas que envolve as unidades de internação, operatória e de terapia de hemodinâmica do Hospital e Maternidade Celso Pierro, da PUC – Campinas.

A aplicação do dinheiro foi feita pelo Governo Federal, por meio do Programa QualiSUS, do Ministério da Saúde e R$ 20 mil da Sociedade Campineira de Educação e Instrução (SCEI) Mantenedora do Hospital para Unidade de Internação 2 e cerca de R$ 1,5 milhão da SCEI para o Serviço de Hemodinâmica.

Segundo o superintendente do HMCP, Antonio Celso de Moraes, espera-se que com essas novas estruturas seja possível atender cada vez melhor a população, principalmente a mais carente de Campinas e região.

Unidade de internação 2
A primeira etapa das reformas foi concluída, com a entrega da Unidade de Internação 2, com 58 leitos. Agora, os trabalhos estão sendo realizados na Unidade Internação 5, com 52 leitos.

Moraes diz que, para o bom desenvolvimento dessa primeira etapa, foi necessária a compreensão e o empenho de todos. Reformas trazem transtornos, porém são necessárias, principalmente em nosso hospital, que possui mais de 30 anos de existência e funcionamento

A reforma faz parte de um projeto de reestruturação no atendimento hospitalar, que pretende adequar o Celso Pierro às recomendações e exigências dos Ministérios da Saúde e da Educação, orientados por uma política de atenção humanizada, além de oferecer, cada vez mais, um atendimento de qualidade e com segurança.

Segundo a área técnica do Hospital, a reforma vai melhorar a circulação, os recursos de suporte, como sistema de ar condicionado, infraestrutura de circulação de água e gases, repercutindo nas condições de conforto e segurança dos pacientes.

Com a reforma, houve uma elevação dos padrões de áreas e procedimentos críticos, como é o caso da unidade de terapia intensiva (UTI) e do centro cirúrgico. Por isso essas áreas foram priorizadas no cronograma de reforma, que foi planejado e programado por médicos e técnicos do Hospital. As Unidades de Internação também passarão por mudanças de adequação às condições de hotelaria.

Hemodinâmica
O Serviço de Hemodinâmica realiza cateterismos cardíacos, angioplastias coronárias, valvoplastia, cateterismo diagnóstico e terapêutico em cardiopatias congênitas em recém-nascidos e adultos.

Em Campinas, pelo SUS os exames são realizados nos Hospitais da PUC-Campinas e da Unicamp. São cerca de 250 pacientes/mês (em torno de 70% SUS). Em agosto de 2011, o Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista completou 10 mil procedimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e convênios privados e particulares.

De acordo com o coordenador do Serviço de Hemodinâmica, Tiago Porto Di Nucci, o novo aparelho de hemodinâmica de última geração, otimizará ainda mais o trabalho já realizado.

Em funcionamento, no HMCP, desde novembro de 2006, a Hemodinâmica/Cardiologia Intervencionista é uma especialidade da Cardiologia que realiza procedimentos médicos invasivos para diagnóstico e tratamento de cardiopatias (doenças cardíacas).

São realizados procedimentos diagnósticos e terapêuticos, a partir da introdução de finos cateteres pelo punho ou pela virilha, e que percorrem o aparelho circulatório dos pacientes até o coração e seus vasos adjacentes.

No Serviço são realizadas angioplastias, que consistem no processo de desobstrução mecânica e implante de próteses (stents) nas artérias do coração, além de valvoplastias e fechamento de defeitos congênitos do coração

Fonte SaudeWeb

Prefeitura de Canoinhas (SC) abre processo seletivo

Foi divulgado edital (nº. 002/2011) para realização de processo seletivo da Prefeitura de Canoinhas, Estado de Santa Catarina.  A seleção de Canoinhas está oferecendo 18 vagas mais cadastro reserva de nível  fundamental, médio/técnico e superior, com remuneração de até R$ 2.310,00.

Ficam reservadas aos portadores de necessidades especiais 5% do número de vagas de cada cargo.

Cargos

Professor, Pedagogo, Orientador Educacional, Administrador Escolar, Nutricionista, Fonoaudióloga, Psicóloga, Técnico Agrícola e Servente.

Inscrição

As inscrições serão relizadas, gratuitamente, via internet, através do site http://www.clicksolucoesinteligentes.com.br/ das 0h do dia 18 de novembro de 2011 às 23h59 minutos do dia 02 de dezembro de 2011.

Prova

Os títulos devidamente autenticados deverão ser entregues nos dias 30 de novembro, 01 e 02 de dezembro de 2011, das 8h30m às 11h30m e das 13h30m às 17hs na Sede da EBM Dr. Aroldo Carneiro de Carvalho Situada na Rua Alfredo Bach nº 960, Bairro Jardim Esperança – Canoinhas/SC.

As provas objetivas serão realizadas na cidade de Canoinhas/SC, na data provável de 10 de dezembro de 2011, na EBM Dr. Aroldo Carneiro de Carvalho Situada na Rua Alfredo Bach nº 960, Bairro Jardim Esperança – Canoinhas/SC, das 8h30 às 11h30 e das 14h às 17h.

O gabarito das provas objetivas será divulgado pela Prefeitura de Canoinhas, no Quadro de Atos Oficiais e no site oficial da prefeitura e no site http://www.clicksolucoesinteligentes.com.br/ em até 24 horas após a realização das provas.

Validade

O processo seletivo será válido para o ano letivo de 2012, exceto para os cargos de Nutricionista, Fonoaudiólogo e Psicólogo sendo contratados temporariamente para substituições de licenças em geral.

Prefeitura de Camboriú – SC abre processo seletivo

A Prefeitura de Camboriú, através da Secretaria de Saúde, Estado de Santa Catarina, divulgou edital de Nº 08/2011 de processo seletivo destinado à contratação temporária de profissionais Médicos para o Programa Saúde da Família – PSF.

São oferecidas 04 vagas para cargo de Médico com salário de R$ 6.612,60, por carga horária de 40h semanais. Serão reservados 5% do total de cada cargo vago, para as pessoas portadoras de deficiência nos termos da Lei n° 7.853/89 e Decreto 3.298/99.

As inscrições deverão ser feitas na sede da Secretaria Municipal da Saúde de Camboriú, Rua Presidente Costa e Silva, nº 329. Centro – Camboriú, no horário das 08:00 às 12:00 e 13:30 as 17:00 horas, até o dia 30 de novembro de 2011.

A prova escrita será realizada, na Escola Básica Municipal Arthur Sichmann, Rua José Morais, esquina Garcia Rocha – Centro, na data prevista de 06 de dezembro de 2011, às 18:00 horas.

Já a prova de entrevista será realizada, provavelmente, no dia 07 de dezembro de 2011, no mesmo local e horário da prova escrita.

A classificação final deste edital terá validade por um ano a partir da data de divulgação do resultado que será exposto na Secretaria Municipal da Saúde dia 09 de dezembro de 2011 ou prorrogável para mais um ano, conforme necessidade do poder público. O resultado será publicado em jornal local no primeiro dia útil após a divulgação.

Concurso Prefeitura de Arroio Trinta - SC

A Prefeitura de Arroio Trinta, Estado de Santa Catarina, está com inscrições abertas para realização de concurso público destinado ao preenchimento de 04 vagas para candidatos de nível alfabetizado e superior. O vencimento é de até R$ 9.335,39.

A vagas são para os cargos de Auxiliar Operacional I (Operário Braçal), Agente Controlador Interno, Biólogo e Médico. A carga horária é de 40 horas semanais.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas até 12 de dezembro de 2011 das 08:30 às 11:30 horas e das 13:30 às 17:00 horas, na Prefeitura Municipal de Arroio Trinta, Rua XV de Novembro, 26, Centro.

A taxa de inscrição é de R$ 20,00 para nível Alfabetizado e de R$ 80,00 para Nível Superior.

A Prova Escrita de caráter eliminatório será aplicada a todos os candidatos, na data provável de 20 de dezembro de 2011, na própria cidade de Arroio Trinta (Escola Municipal Professora Jacy Falchetti - Rua do Comércio, Centro).

O Gabarito Oficial Prova Escrita/Objetiva será divulgado no dia 21 de dezembro de 2011.

O Concurso Público terá validade por 02 anos, a contar da data de publicação do Decreto de homologação do Concurso Público, prorrogável uma vez por igual período.

Saiba mais

Prefeitura de Antônio Carlos (SC) abre processo seletivo

A Prefeitura de Antônio Carlos, Estado de Santa Catarina, está com inscrições abertas para realização de processo seletivo destinado ao preenchimento de vaga para o cargo de Oficial de Manutenção e Conservação (Pedreiro) - Cemitério, Farmacêutico e Auxiliar Administrativo - (Posto de Saúde). Este certame tem a admissão em caráter temporário e tem como objetivo o preenchimento de vagas de cargos constantes do quadro de Pessoal da administração direta.

São oferecidas 04 vagas para candidatos de nível alfabetizado, fundamental e superior com salários de R$ 845,00 e R$ 2.737,61, por jornada de trabalho de 40h semanais.

Inscrições
As inscrições serão recebidas até 12 de dezembro de 2011, na Biblioteca Municipal de Antônio Carlos, das 07:30 h às 11:30h e das 13h às 17h.

Provas
A prova escrita será realizada na data provável de 15 de dezembro de 2011, às 09:00 horas, nas dependências do prédio da Prefeitura Municipal de Antônio Carlos, situado na Praça Anchieta, n.º 10, no Centro deste Município.

A prova prática, obrigatória e exclusiva para o Cargo de Oficial de Manutenção e Conservação - Pedreiro (Cemitério), será realizada no mesmo dia 15 de dezembro de 2011, com início previsto para as 10:30hs, no Pátio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos e consistirá na realização de atividades inerentes ao cargo escolhido.

Validade
A validade do Processo Seletivo será de 01 ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Concurso Prefeitura de Agronômica - SC

A Prefeitura de Agronômica, Estado de Santa Catarina, lançou edital Nº 01/2011 de concurso público, para preenchimento de 41 vagas de categorias funcionais constantes nos Quadros de Pessoal da Administração Pública Municipal.

As oportunidades são para candidatos de todos os níveis de escolaridade com salários que variam de R$ 516,03 a R$ 2.108,34, para carga horária de 20 e 40h semanais.

São reservadas às pessoas portadoras de necessidades especiais, 5% das vagas, por cargo oferecido, cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras, na forma do previsto na Constituição Federal.

 
Cargos
Atividades de Nível Alfabetizado - Transporte e Serviços Auxiliares - TSA: Operador de Máquinas (05), Motoristas (03), Zelador (01), Agente Serviços Gerais (08) e Agente (01).

Atividades de Nível Médio - ANM: Fiscal de Tributos e Posturas Municipais (01), Agente
Administrativo (01), Auxiliar Administrativo (02) e Técnico Agrimessura (01).

Atividades de Nível Superior - ANS: Engenheiro Civil (01), Médico Veterinário (01), Nutricionista (01), Assistente Social (01) e Médico (01).

Atividades de Nível Superior - Professor: Professor Educação Infantil (09), Professor
Educação Física (03) e Professor de Arte (01).

Inscrições
As inscrições estarão abertas no período 25 de outubro a 24 de novembro de 2011, somente via internet, pelo sítio http://www.clicksolucoesinteligentes.com.br/.

Será disponibilizado equipamento e pessoal especializado para realizar as inscrições dos candidatos com dificuldades de acesso à internet nos dias 22, 23 e 24 de novembro de 2011 na Prefeitura Municipal, no horário das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h.

Taxas
As taxas de inscrição variam entre R$ 35,00, 50,00 e R$ 70,00 devendo ser paga até o dia 25 de novembro de 2011.

Provas
A prova escrita será realizada, provavelmente, no dia 04 de dezembro de 2011, com início às 8h e término às 12h, em local a ser publicado no Edital de Homologação das Inscrições dia 01 de dezembro de 2011.

A prova prática será aplicada na data prevista de 04 de dezembro de 2011 as 13h30min em local a ser publicado no Edital de Homologação das inscrições no dia 01 de dezembro de 2011, no mural interno da Prefeitura Municipal, no mural e na internet, no sítio: http://www.clicksolucoesinteligentes.com.br/.

Gabaritos
O gabarito e o caderno de questões da prova escrita serão disponibilizados via  internet, nos site http://www.clicksolucoesinteligentes.com.br/, no dia 05 dezembro de 2011.

Validade
A validade do concurso será de 2 anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Saiba mais

Degase RJ abre concurso para 500 vagas

O Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Novo Degase), órgão vinculado a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, está com inscrições abertas para realização de um concurso público, sob a responsabilidade da Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro).

O concurso prevê o preenchimento de 500 vagas imediatas em cargos de níveis médio, médio técnico e superior, distribuídas por oito pólos regionais. A faixa salarial é de R$ 2.091,22 a R$ 2.555,94. Vale lembrar que, das 500 vagas oferecidas estão incluídas as reservadas às pessoas com deficiência, negros e índios.

Cargos do concurso Degase
Nível Médio - Agente Administrativo e Agente Socioeducativo (Feminino e Masculino);

Nível Médio Técnico - Técnico de Enfermagem, Técnico de Suporte de Comunicação - TI, Técnico de Contabilidade e Técnico Segurança de Trabalho;

Nível Superior - Arquivologista, Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Estatístico, Enfermeiro, Enfermeiro do Trabalho, Farmacêutico, Nutricionista, Médico (Clínico, Ginecologista, Cardiologista, do Trabalho, Psiquiatra), Musicoterapeuta, Odontólogo, Pedagogo, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional e Professor Educação Física.

Inscrições e taxas
As inscrições podem ser feitas até 20 de novembro de 2011, pela internet, no site da http://www.ceperj.rj.gov.br/. Para os candidatos sem possibilidade de acesso à internet será disponibilizado posto de inscrição presencial, que funcionará durante todo o período na sede da instituição, no mesmo endereço, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, exceto feriados e pontos facultativos.

O candidato deverá pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 70 para cargos de níveis médio e médio técnico e de R$ 80 para cargos de nível superior, podendo ser pagas em qualquer agência bancária, preferencialmente no Banco Itaú, e obrigatoriamente por meio do boleto específico emitido após o preenchimento da ficha online, sendo o único meio aceito.

Processo de avaliação
A seleção constará de duas etapas: prova objetiva e redação para todos os cargos, exceto o de pedagogo e o de professor Degase Educação Física, que ainda terão avaliação de títulos.

A segunda etapa será o curso de formação para todos os 27 cargos. A prova objetiva e a redação serão aplicadas em 15 de janeiro de 2012. Aqueles que se inscreverem para professor de Educação Física e Pedagogo deverão entregar seus títulos entre 7 e 9 de março de 2012.

Validade do concurso
Os candidatos aprovados e classificados em ordem superior ao número de vagas por cargo, pólo e tipo comporão o cadastro de reserva, podendo ser convocados – mediante disponibilização de novas vagas  - para participarem do curso de formação, durante o prazo de validade do concurso, que é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Saiba mais

» Edital Novo Degase - Departamento Geral de Ações Socioeducativas – Rio de Janeiro

Concurso INSS 2011 / 2012: edital será publicado em dezembro

O concurso do INSS 2011/2012 já tem data para sair. O Edital deverá ser publicado provavelmente até o dia 23 de dezembro de 2011, segundo informação do Ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves. A Portaria nº 442 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), publicada em outubro, enfim, autorizou a realização do concurso e determinou que seria tarefa do Presidente do órgão a realização do certame. Com o anúncio da provável data, conclui-se que os prazos estão sendo cumpridos. A outra novidade é que o nome da organizadora deverá ser anunciado até o final de novembro.

Cargos e vagas

O certame será destinado ao provimento de 375 vagas no cargo de Perito Médico Previdenciário e 1.500 vagas de Técnico do Seguro Social. Quem acompanhou o notíciário relacionado a este certame, recorda-se de que inicialmente foram estimadas cerca de 2.500 vagas. Mas esse total não foi confirmado pela Portaria 442, que determinou a abertura de 1.875, a maioria delas destinada ao cargo de Técnico do Seguro Social (1.500), sendo as restantes (375) para o cargo de Perito Médico Previdenciário.

No entanto, na mesma entrevista em que anunciou a data da publicação do edital, o ministro Garibaldi Filho complementa, dizendo que “às 1.500 vagas de técnico deverão ser acrescidas 500 vagas" e que "o número de peritos deverá chegar a 500”. Portanto, é provável que o quantitativo de vagas sejam efetivamente maior.

A realização do concurso INSS, embora com este número de vagas, está mais do que justificada: se deve ao fato de que o órgão tem necessidade evidente de atender às demandas do Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX). Nas palavras do presidente Mauro Hauschild, a admissão de novos servidores irá "garantir o encurtamento das distâncias das pessoas ao INSS". A previsão para os próximos anos, portanto, é de que 720 novas agências serão inauguradas em municípios que atendam aos requisitos estipulados pelo Ministério (o principal deles é que a cidade tenha a partir de 20 mil habitantes e não contem com agência plena alguma).

O MPOG prevê que até o mês de março de 2012  já se consiga preencher 900 postos de Técnico e 150 de Perito Médico, ficando as demais vagas para serem ocupadas entre julho a novembro do mesmo ano.

Confira a tabela:
CargoQuantidade de vagas
marçojulhooutubronovembroTotal
Técnico do Seguro Social900500-1001.500
Perito Médico Previdenciário150100125-375
Total1.0506001251001.875

Requisitos mínimos

Para disputar a uma das vagas de Técnico do Seguro Social (novo nome para o antigo cargo de Técnico Previdenciário), os candidatos devem possuir o Ensino Médio completo, enquanto que para Perito Médico Previdenciário, a exigência é que se tenha Nível Superior (em Medicina).

Atribuições de cada cargo

O Técnico do Seguro Social realiza basicamente atividades inerentes ao reconhecimento, à manutenção e à revisão de direitos concernentes aos benefícios que o INSS administra. Ele também é o servidor responsável pela execução de atividades diárias de orientação e apoio técnico relacionado às atividades fins do órgão. O Perito Medico Previdenciário, por sua vez, desenvolve atribuições relacionadas à emissão de pareceres conclusivos quanto à capacidade laboral de trabalhadores, bem como a inspeção de ambientes de trabalho, para efeitos de concessão de benefícios previdenciários.

Remuneração

A depender da carga horária que os novos servidores do INSS estiverem cumprindo, o limite da remuneração inicial para perito médico (nível superior) pode chegar a R$ 9.824,53 e para Técnico do Seguro Social (nível médio) a R$ 4.192,89. Esses valores constam do Caderno nº 57 da Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais.

Provas

As provas do último concurso para Técnico do Seguro Social (leia-se: "Técnico Previdênciário") versaram sobre língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, atualidades, ética no serviço público e noções de direito (constitucional, administrativo e previdenciário). As provas para Perito Médico, por sua vez, versaram sobre língua portuguesa, ética no serviço público, noções de direito administrativo e constitucional, além de conhecimentos específicos sobre medicina geral, legislação do SUS, medicina do trabalho, legislação do trabalho e legislação previdenciária.
O portal Concursos no Brasil continua atento a qualquer novidade sobre o Concurso INSS 2011. Aguarde.

MPOG autoriza contratação de 533 temporários no Ministério da Saúde

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) publicou na quarta-feira, dia 09 de novembro a Portaria Interministerial nº 479/2011 que autoriza ao Ministério da Saúde (MS) a realização de Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de 533 novos profissionais temporários.

Os selecionados e contratados deverão atuar no MS até 30 de junho de 2012 e as despesas com as contratações ficarão sob a responsabilidade do próprio Ministério da Saúde. Do total de vagas anunciadas, 171 serão para funções de Nível Superior e 362 para atribuições de Nível Médio.

Com essas contratações, o MS deverá extinguir 589 postos de trabalho terceirizados, que estão, segundo a Portaria, "em desacordo com a legislação vigente".

Concurso Prefeitura de Davinópolis – GO

Foi reaberto o concurso nº 01/2011 da Prefeitura de Davinópolis, cidade localizada a 308 km da capital, Goiânia, no Estado do Goiás. O edital do certame, que continua sob os cuidados executivos da Ebracon Concursos, teve alguns itens  retificados, principalmente no que se refere à oferta de alguns cargos, requisitos e quantitativo de vagas.

Cargos e número de vagas

Com a retificação, o Concurso de Davinópolis passa a oferecer 232,  vagas, sendo 58 delas para provimento imediato e 174 para formação de cadastro de reserva de aprovados. Os postos vagos estão distribuídos entre os cargos de Professor, Farmacêutico/Bioquímico, Odontólogo, Médico Clinico Geral, Médico Ginecologista, Auxiliar de Contabilidade, Auxiliar de Biblioteca, Monitor (A) CEMEI, Monitor (A) de Recreação, Organizador de Programa Alimentar, Agente de Administração Educacional, Professor -CT, Atendente de Farmácia, Fiscal de Vigilância Sanitária, Técnico em Radiologia, Motorista – Categoria D (Educação), Motorista – Categoria D (Saúde), Recepcionista, Auxiliar de Higiene e Alimentação, Agente Administrativo, Horticultor, Vigilante, Zelador (A), Agente de Limpeza. O regime de trabalho para todas as funções é de 20 a 40 horas semanais e a remuneração oferecida varia de R$ 570,00 a R$ 3.815,00. 

Retificação ao Edital 01/2011

Confira abaixo um resumo das principais alterações ao Edital:
- O cargo de Professor CT foi retirado, segundo o edital, "por se tratar de cargo transitório que será extinto com sua vacância" e por por conta da exigência da LDB  que previa que, "a partir de 2007, não poderia existir cargo  de Professor sem exigência de curso superior". Essas inscrições foram canceladas e os valores serão devolvidos aos candidatos;

- Foi alterada a distribuição das vagas para os cargos de Professor – Classe I e Professor de Educação Física – Classe Única;

- Foi retificada a exigência da categoria "D" ou "E" para o cargo de Motorista - Categoria D (Saúde), cuja habilitação mínima poderá ser "C" ou "D". Quem se inscreveu para o cargo poderá solicitar cancelamento e devolução do valor pago;

- Além das alterações acima, foram retificadas a descrição sumária do cargo de Auxiliar de Biblioteca, os vencimentos dos cargos de  Monitor (a) CMEI e Monitor (a) de Recreação, que passam a ser de R$ 599,00.

Inscrições

Os interessados em participar do concurso, após essas modificações, deverão realizar sua inscrição, via internet, no site da organizadora Ebracon (http://www.ebraconconcursos.com.br/), até às 23:59 horas do dia 25 de novembro de 2011, horário de Brasília.

Os valores das taxas de inscrição serão de R$ 17,00 para o cargo de nível fundamental, R$ 26,00 para o cargo de nível médio e de R$ 35,00 para os cargos de nível superior.

Processo de avaliação dos candidatos

Os candidatos serão avaliados através de uma prova objetiva de múltipla escolha, que terá caráter eliminatório e classificatório. Essa prova será aplicada na cidade de Davinópolis–Go, em dia a ser informado no site e no placar da Ebracon. A publicação do gabarito das provas será divulgada no site da Ebracon até o 5º dia útil após a aplicação das provas.

Será publicado o resultado do concurso ou de cada fase no“placar” do órgão e no site http://www.ebraconconcursos.com.br/, após a conclusão do relatório, devendo o resultado final sair, no máximo, em 45 (quarenta e cinco) dias, contados da data de realização da última prova.

Validade do concurso
A validade do Concurso Público será de 02 anos, a contar da data da publicação de sua homologação, prorrogável uma vez, por igual período.

Saiba mais