Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Aumento do consumo do sal nos dias mais frios preocupa nefrologistas

 
Dez milhões de brasileiros sofrem de insuficiência renal, mas apenas 30% sabem que têm a doença

Onipresente na cozinha brasileira e na esmagadora maioria dos alimentos industrializados, o sódio é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças renais. A Organização Mundial da Saúde recomenda o consumo diário de até cinco gramas de sal. O brasileiro, no entanto, utiliza até 12 gramas por dia. No inverno, a situação piora: sem freios na alimentação, é comum a ingestão dobrada deste condimento.

Segundo especialistas, um em cada seis hipertensos terá doença renal. Dez milhões de brasileiros sofrem de insuficiência renal, mas apenas 30% sabem que têm a doença.

— É importante verificar o teor de sódio de alimentos industrializados e consumir aqueles com menores índices — alerta Daniel Rinaldi, presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia. Vale lembrar que um grama de sal contém 400 mg de sódio.

A tendência de maior consumo de sal nos dias mais frios, decorrente de refeições mais calóricas e condimentadas, pode afetar a saúde do sistema cardiovascular e, consequentemente, do rim. Embora os rins sejam órgãos fundamentais na eliminação do excesso de sódio ingerido, quando há comprometimento da função dos rins a sua capacidade para filtrar e eliminar o excesso de sal é limitada.

Como consumir menos sal:
:: Substitua o sal por condimentos e ervas. Há uma série de alimentos naturais que acentuam os sabores dos alimentos e podem substituir o sal, como salsinha, alecrim, orégano, pimenta-do-reino, louro, hortelã, páprica e outros.

:: Leia o rótulo dos alimentos para verificar a quantidade de sódio. Os fabricantes são obrigados a informar, no rótulo do produto industrializado, o teor de sódio no alimento. Alguns alimentos processados concentram tanto sódio que uma única porção tem quantidade superior à recomendada para ingestão diária.

:: Tire o saleiro da mesa. É recomendável salgar os alimentos na panela, durante o preparo, para ter controle da quantidade usada.

Fonte Zero Hora

Nova norma deve reduzir pela metade o prazo para autorizar pesquisas clínicas

Atualmente, tempo médio de avaliação pela Anvisa é de seis meses

Aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nessa terça-feira, uma nova norma promete simplificar a análise de anuências para pesquisas clínicas no Brasil. A proposta esteve em Consulta Pública durante um mês e será publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

De acordo com o documento, pesquisas clínicas já avaliadas e aprovadas na Europa, Estados Unidos, Japão, Austrália ou Canadá poderão passar por análise simplificada no Brasil. A medida reduzirá pela metade o tempo que a Anvisa leva para autorizar esses estudos.

Atualmente, existem 107 pedidos de pesquisa clínica na fila de análise da Anvisa, com prazo médio de seis meses para análise. Destes, cerca de 80% podem ser enquadrados nos novos critérios de análise simplificada. A estimativa é que esse prazo seja reduzido para 90 dias.

No Brasil, a pesquisa clínica de medicamentos e produtos para saúde deve ser autorizada pela Anvisa, que avalia os aspectos metodológicos e científicos dos trabalhos. Esse tipo de pesquisa é necessário para o registro de novos medicamentos, novas indicações terapêuticas, novas associações, entre outras adequações exigidas por lei.

A norma não altera os procedimentos de avaliação dos aspectos éticos das pesquisas, que continua sendo responsabilidade do Comitê Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

Conforme a resolução, os pedidos que já estão em andamento na Anvisa poderão ser colocados na fila de análise simplificada a partir de uma solicitação dos responsáveis pelo trabalho.

Fonte Zero Hora

Estudo mostra eficácia da cirurgia bariátrica no tratamento de diabéticos com obesidade moderada

Alternativa já era considerada adequada para pessoas com obesidade grave ou mórbida

Um estudo brasileiro mostrou que a cirurgia bariátrica pode auxiliar o combate aos diabetes do tipo 2 em pessoas com obesidade moderada. O trabalho, publicado na revista Diabetes Care, da Associação Americana de Diabete, avaliou 66 pacientes por seis anos, o acompanhamento mais longo até agora.

O Conselho Federal de Medicina já considera a cirurgia bariátrica uma alternativa válida no tratamento de pessoas com diabete aliada a obesidade grave ou mórbida, ou seja, com índice de massa corporal superior a 35 kg/mÔ.

O trabalho recém-publicado avaliou pacientes com obesidade moderada — índice de massa corporal entre 30 e 35 kg/mÔ — que recebiam tratamento no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. Cerca de 88% dos participantes tiveram remissão do diabetes — os médicos não costumam falar em cura.

Depois de um período que variou de três a 26 semanas, eles deixaram de utilizar remédios orais e, desde a cirurgia, os sintomas não retornaram. Nos demais pacientes, mais de 11% registraram melhora no controle de açúcar no sangue.

Todos passaram por uma cirurgia conhecida como bypass gástrico, o mais popular tipo de cirurgia bariátrica no mundo.

— Utilizamos a técnica mais difundida e bem estabelecida — explica Ricardo Cohen, coordenador do estudo e presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

Cohen afirma que a cirurgia deve ser cogitada quando outras alternativas clínicas já foram descartadas por se revelarem ineficazes.

— O paciente que não reage a outros tipos de tratamento pode receber a indicação da cirurgia. Mas antes é preciso tentar mudanças nos hábitos e medicamentos — aponta.

Fonte Zero Hora

Meditação fortalece conexões nervosas do cérebro

Meditar durante um mês pode melhorar as conexões nervosas do cérebro, mostra estudo realizado pela Universidade do Oregon, nos EUA, e a Universidade de Dailan, na China.

Os pesquisadores analisaram os resultados de quatro semanas, ou 11 horas, do treino IMTB, sigla para “integrative body-mind training” (em português algo como “treinamento de integração corpo e mente”) e constataram que após o período o cérebro dos voluntários sofreu uma alteração física considerável

Segundo a pesquisa, publicada no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, as fibras nervosas dos estudantes se tornaram mais densas, aumentando as conexões cerebrais. Além disso, os autores também detectaram uma expansão da bainha de mielina, camada protetora que envolve as fibras.

Os voluntários que se dedicaram ao IBTM relataram que tiveram seus níveis de raiva, depressão ansiedade e cansaço diminuídos e assim como uma redução nos níveis de cortisol, hormônio que provoca o estresse.

Como os efeitos foram notados no córtex cingulado anterior, região do cérebro que determina o comportamento humano, a esperança é que a descoberta possa abrir portas para a cura de problemas mentais, já que uma atividade nervosa pobre na área é responsável por doenças como demência, depressão, esquizofrenia e déficit de atenção.

“O nível de mudanças que encontramos pode ser similar àquelas detectadas durante o desenvolvimento do cérebro no início da infância, e permitem trilhar um novo caminho para desvendar como estas mudanças podem influenciar o desenvolvimento cognitivo e emocional”, explica Michael Posner, líder do estudo.

Fonte O que eu tenho

Jovens aprendem persistência com os pais

Seu filho vai até o fim ou desiste quando as coisas ficam difíceis? Estudo sugere que estilo parental – ou de criação – conhecido como autoritativo pode ajudar os jovens a serem mais persistentes e este aprendizado é passado geralmente pelo pai.

As pesquisadoras Laura Padilla-Walker e Dia Randal, da Universidade Brigham Young, no EUA, chegaram a esta conclusão analisando dados de 325 famílias formadas pelo pai, mãe e pelo menos um filho, com idade que variou dos 11 aos 14 anos.

“Em nossa pesquisa nós perguntamos: seus filhos consegue terminar um projeto? Eles estabelecem um objetivo e o atingem?”, diz Day. “Aprender isto estabelece uma fundação para que crianças lidem bem com o estresse e as pressões da vida.”

Segundo os resultados, cerca de 52% dos pais no estudo apresentaram níveis acima da média de autoridade parental. Com o tempo, seus filhos foram significativamente mais propensos a desenvolverem a persistência, o que levou a melhores resultados na escola e menores níveis de delinquência.

Apesar de terem examinado jovens que viviam com o pai e a mãe, as autoras sugerem que as famílias monoparentais também são capazes desempenhar um papel importante no ensino da persistência.

Autoridade não é ser autoritário
Segundo os resultados, para que os adolescentes aprendam, é preciso que os pais adotem o estilo (modelo) parental, ou de criação, conhecido como autoritativo – que não deve ser confundido com autoritarismo. Elas observam que a autoridade parental é formada por três fatores básicos:

- as crianças sentirem que são amadas por seus pais;

- explicação das razões que estão por de trás das regras estabelecidas;

- conceder às crianças nível adequado de autonomia.

“Os pais devem tentar se envolver na vida de seus filhos e se engajar em interações de alta qualidade, mesmo que a quantidade destas interações seja menor do que o desejável”, conclui Padilla-Walker.

Os resultados do estudo foram publicados no Journal of Early Adolescence.

Fonte O que eu tenho

Padrão de sono saudável dita a qualidade de vida

Dormir bem garante o pleno desenvolvimento do corpo e a saúde em geral.

Dormir é gostoso e não há quem discorde – uns preferem tirar uma soneca a mais e outros dormem um pouco menos, cada um no seu limite e atendendo às suas necessidades. O sono é fundamental para a maturação, desenvolvimento e manutenção do organismo, sem contar que é preciso dormir para que o cérebro se desenvolva normalmente. “Os processos de aprendizado e de memória também estão relacionados com a qualidade e a quantidade de sono”, destaca o ortopedista facial Gerson Köhler, membro do Grupo de Estudos Interdisciplinares em Distúrbios Respiratórios do Sono da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O especialista explica que durante o sono acontece a liberação de hormônios, que fazem parte dos processos fisiológicos do corpo. Quando o indivíduo não dorme o suficiente, acaba prejudicando a sua saúde. A correria do cotidiano e os horários apertados de trabalho e estudo reduzem o tempo destinado para o descanso. “As pessoas estão dormindo cada vez menos, acordam mais cedo e dormem mais tarde. O resultado é um acúmulo de cansaço, sono e a perda da qualidade de vida”, ressalta Köhler, que atua de maneira multidisciplinar em distúrbios obstrutivos do sono, tais como ronco e apneia.

Ronco é indicativo de problemas
Estimativas apontam que pelos menos 43% dos brasileiros sofrem com algum distúrbio do sono. Existem mais de 70 tipos diferentes de distúrbios que afetam as noites de muitas pessoas. Mesmo com o avanço da tecnologia, o diagnóstico sempre acaba sendo tardio, já que poucos procuram efetivamente ajuda médica para resolver o problema. “É difícil quem relacione as noites em claro – ou o ronco – a uma doença. As preocupações e o estresse sempre são os primeiros culpados de maneira isolada, mas quando o problema se agrava o paciente se dá conta que é preciso consultar um especialista”, afirma.

A apnéia é considerada o distúrbio do sono mais severo e é caracterizada pela cessação da respiração. Estas pausas podem se repertir várias vezes a cada hora de sono e trazer sérias consequências para o organismo e a saúde em geral. “A apnéia é causada pela obstrução da faringe e a interrupção da respiração provoca uma redução na oxigenação do cérebro, podendo ser potencialmente perigosa – inclusive com riscos à vida - se não for tratada a tempo”, alerta Juarez Köhler, especialista – assim como o irmão – em ortopedia facial e membro da Sociedade Brasileira de Sono.

Existem várias consequências que os distúrbios do sono provocam na saúde. Obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, ansiedade, dificuldades de concentração e cognitivas, dores de cabeça, depressão e fadiga crônica estão entre os males causados pelo sono ruim. “O sonorepresenta aquele um terço de nossas vidas que pode, ou não, garantir a qualidade de vida dos outros dois terços, que correspondem ao período que estamos acordados”, enfatiza Juarez Köhler.

Três formas principais para tratar o problema
Os distúrbios do sono podem ser tratados a partir de diferentes metodologias e estratégias. O tratamento deve ser interdisciplinar, com o acompanhamento de vários especialistas da área da saúde.

“Existem basicamente três formas para tratar estes distúrbios. A primeira é por meio de cirurgia, a segunda pelo uso do CPAP – uma espécie de compressor que injeta ar por pressão positiva pelo nariz -, e a terceira é pelo uso de um dispositivo intrabucal, que projeta a língua para frente e abre a região da orofaringe que estava obstruída”, aponta Gerson Köhler.

De acordo com os especialistas, atualmente estão sendo indicados exercícios que normalizam o tônus muscular da base da língua e da musculatura da faringe. “Não existe bem estar e qualidade de vida sem um sono correto e saudável, que atinja níveis profundos de descanso e relaxamento. Por isso é imprescindível dar mais atenção as noites mal dormidas”, acrescentam.

Fonte O que eu tenho

Hospital inteligente: tecnologias muito além da TI

Um lugar onde vidas serão salvas e desperdícios serão eliminados porque não faltarão ferramentas e informações para que uma decisão seja tomada. Esse é o caminho definido pelos CIOs para o futuro

Imagine um hospital no futuro. As filas no atendimento foram eliminadas. Cada medicamento que sai da farmácia é rastreado e sua dosagem e validade são controladas a distância. Nos laboratórios os exames são feitos e encaminhados da forma mais rápida possível. O equipamento de diagnóstico mais complexo gera uma imagem que trafega quase instantaneamente para qualquer área. Na sala de cirurgia um paciente em estado crítico foi salvo porque o médico conseguiu tomar a decisão correta de forma rápida. Nada é desperdiçado e tudo é exemplo de boa administração e sustentabilidade.

Esse é o objetivo que as empresas do ramo estão buscando atualmente. O termo que define isso e ganha espaço no setor explica bem a situação – hospital inteligente. “Estamos trabalhando para isso, ter 100% de integração em qualquer informação que se possa imaginar e em qualquer área do hospital”, aponta o presidente da Associação dos CIOs de Saúde e gerente de TI do Hospital e Maternidade Cristovão da Gama, David Oliveira.

A diferença entre seu cargo exposto no crachá e sua função explica muito da complexidade da transformação que as instituições estão passando em busca desse futuro inteligente. Apesar de ser o homem da TI, Oliveira cuida, pelo menos de alguma forma, de tudo que possa ser enxergado como tecnologia. Os equipamentos de diagnóstico, por exemplo, são de sua responsabilidade a partir do momento que geram imagens que servem de subsídio para tomada de decisão por um médico.

Se uma máquina de suporte de vida de um paciente sofre interferência da rede wireless, é ele que se envolverá na solução desse problema. Se algo pode ser rastreado ou alguma informação captada e transferida, também. “Os CIOs de saúde têm uma rotina complexa e precisam entender que a evolução para um ‘hospital inteligente’ não é só TI”, comenta.

Tome, por exemplo, o lançamento da sala de cirurgia híbrida da Maquet, empresa do Grupo Getinge, na Hospitalar 2012. O conceito apresentado cria um ambiente no qual poderá ser realizado qualquer procedimento (neurológico, ortopédico, cardiovascular, etc) com diagnóstico por imagem, extrema esterilização, economia de energia e recursos e comunicação instantânea com qualquer profissional do lado de fora. Para isso, é preciso mexer na arquitetura, adotar novos processos, comprar máquinas modernas e montar uma infraestrutura ideal para que todas as informações digitais geradas sejam mostradas, armazenadas e enviadas de forma rápida e segura.

“Evidentemente que há TI aí, mas ela é a base sobre a qual tudo funciona”, diz a Gerente de Marketing da empresa, Jennifer Herbst. Segundo ela, o conceito foi bem aceito durante a Hospitalar e em breve deve fazer parte da oferta de alguns hospitais brasileiros. “O interesse foi grande não só pela modernidade e tecnologia que a sala expõe, os hospitais sabem que isso significa economia e diferencial no mercado”, diz.

Modernização tardia, mas promissora
O hospital inteligente é isso. Não adianta ter tecnologia de ponta para agradar aos olhos. É preciso ser uma instituição sem falhas, sem desperdícios e que dá as melhores condições para o trabalho dos profissionais e o melhor atendimento para seus pacientes. É uma complexidade que existe também em empresas de outros setores, mas nos hospitais ganha contornos ainda mais urgentes.

“Os hospitais começaram a trabalhar a TI só recentemente e nosso orçamento não é tão grande quanto bancos, fábricas ou empresas de telecomunicações. E enquanto nos atualizamos nisso, somos obrigados a lidar com uma nova forma de tecnologia que é só nossa e vem avançando de uma forma extremamente rápida”, lembra Oliveira.

Ele explica a situação. Os hospitais são diferentes de outras indústrias. Entre um servidor e um tablet na mão de um médico existem dezenas de tecnologias específicas que nos últimos anos deixaram de ser isoladas e exigem uma integração imediata. A cada dia mais informação digital é gerada por cada vez mais equipamentos em laboratórios, salas de cirurgia, balcão de atendimento e áreas de diagnóstico.

Qualquer processo demanda tecnologia. A movimentação de medicamentos numa empresa de saúde, por exemplo, é muito mais complexa do que o estoque e envio de peças numa indústria. Isso deve fazer a RFID (etiqueta inteligente) ser adotada antes no setor de saúde do que no varejo, que se pensava ser o “early adopter” para isso. Tudo num hospital está pedindo para ser integrado hoje em dia e ajudar a transformar o hospital antigo em um hospital inteligente.

Desafios e complexidade
Os desafios são grandes. “Quando falávamos em modernização há alguns anos a meta era ter uma operação sem papel ou com o melhor da TI. Isso mudou”, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), Cláudio Giulliano. Para ele, a partir do momento que tudo que se possa imaginar como processo suportado por tecnologia em um hospital está interagindo, é quase impossível pensar num limite para os benefícios gerados e os novos serviços que surgirão.

“Um hospital inteligente não é assim porque tem vídeo ou smartphone na mão de funcionários, é uma série de soluções de telemetria, telemedicina que permitirão que pacientes sejam acompanhados por médicos ou parentes a distância ou que qualquer dado que se possa imaginar esteja disponível a qualquer hora e em qualquer lugar”, diz Giulliano. Para ele, um ‘hospital inteligente’ é o resultado de TI, tecnologia específica da área de saúde, cultura, transformação física das instituições, modernização de processos e gestão.

Fonte SaudeWeb

Brasileiros lideram média mundial de insatisfação no trabalho

O indicador "mal estar no emprego" chega a 53% no País contra 40% no mundo, segundo pesquisa da GFK. Diante disso, veja como aumentar a produtividade da sua equipe

Não é novidade para um gestor circular por uma empresa ou um hospital e ver os colaboradores desmotivados, com baixa produtividade e deixando o trabalho atual para se dedicar a outras funções. Essa realidade tem se tornado cada vez mais evidente e é preciso que as companhias encontrem maneiras criativas e integradoras de revertê-las.

Uma pesquisa realizada pela cosultoria alemã GFK com o objetivo de analisar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional em níveis de stress mostra que os resultados do Brasil estão entre os piores na média do mundo.

Entre os pontos abordados, o que mais chama atenção é o indicador de nível de mal estar no trabalho. A média do mundo mostra um índice de 40%, já no Brasil esse resultado chega a 53%. No quesito pressão para realizar longas jornadas a média global é de 31%, os trabalhadores brasileiros apontam 42%.

Resultados como estes colocam os gestores em alerta, mas as estatísticas podem ser revertidas. O diretor de educação da Associação Brasileira de Recursos Humanos, Luiz Edmundo Preste Rosa, pontua alguns motivos que têm levado os trabalhadores a apresentarem tais características.

“Nos últimos anos têm ocorrido uma venda intensa de automóveis, as pessoas estão demorando mais de uma hora para chegar ao trabalho e para voltar também. É necessário que as empresas olhem para o ambiente de trabalho de forma mais flexibilizada”.

Ações como permitir que os funcionários trabalhem em horários alternativos ou atuem dentro de casa podem ser aplicadas.

É preciso também olhar para o tipo de liderança que tem sido realizada no ambiente de trabalho. “A maioria das pessoas não deixam os empregos atuais para buscar salários melhores. O mau relacionamento com os chefes é a principal razão pela qual as pessoas mudam de empresa”.

Competitividade
Um balanço realizado pela Escola de Administração Suiça IMD aponta que o Brasil ocupa a 46º posição no nível de competitividade. Em relação ao bloco dos BRICS, o estudo mostra o Brasil acima apenas da Rússia. “A situação da competitividade no Brasil está na base da produtividade. O alicerce da falta de produtividade e competitividade repousa na educação. Um país para ser produtivo tem que ter educação básica e profissionalizante”.

Além disso, há uma dificuldade das empresas em fazer negócio devido à burocracia, tributação e lentidão da Justiça.

Responsabilidade do RH
Identificar e solucionar esses problemas são alguns dos desafios que o departamento de RH das companhias tem de lidar. “Hoje quem atua no departamento de recursos humanos deve ensinar valores. Na base do profissional está o cidadão”.

Em contrapartida, o representante da Associação Brasileira de Recursos Humanos chama atenção para o fato de que o Brasil é composto por um povo acolhedor e desejoso por mostrar o seu valor.

E ressalta que a solução para os problemas corporativos é pensar diferente. Mas tentativas como aumento de salário e acréscimo de benefícios não podem ser consideradas as chaves para o sucesso. “Para uma iniciativa dar certo, ela deve ser percebida como um valor e não como um benefício”.

Fonte SaudeWeb

TI em saúde pode aprender com o passado

O sistema de saúde continuará falhando, ao menos que as ferramentas e a maneira de pensar sejam reformulados

Por Paul Cerrato|Information Week

Se você é fã do músico Sting, provavelmente está familiarizado com a música “History will teach us nothing,” “A História não nos ensina nada”, Acredito que a música sugere que, em primeiro lugar, não podemos aprender com o passado. Mas, se escutar com mais atenção, pode-se perceber que a história não nos ensina nada se não prestarmos atenção nela.

Esse é o momento em que a TI em saúde se encontra. Situada em uma encruzilhada histórica onde os erros do passado são ignorados por indústrias que se baseiam somente em outras tecnologias ou no lucro próprio.

Este ponto foi abordado em um editorial do New England Journal of Medicine, escritor por Spencer S. Jones, da Rand Corporation, ao lado de colegas da Rand e da Harvard Medical School.

Eles discutem como no início do século XX, muitos fabricantes norte americanos pensavam que se deslocando de motores à vapor para motores elétricos suas industrias seriam mais produtivas e rentáveis. Inicialmente não funcionou porque a gestão havia simplesmente “copiado “ a nova tecnologia de infraestrutura existente. Essa infraestrutura necessitava da utilização de sistemas belt-and-pulley (de correia e polia) ineficazes para mover energia de uma enorme central elétrica para todos os dispositivos que precisavam da força.

O aumento real da produtividade veio quando a diretoria percebeu que a melhor abordagem seria colocar vários pequenos motores ao longo de um fábrica para gerar energia em uma base. Em outras palavras, a tecnologia melhorada somente depois que os gestores perceberam que era necessária uma reengenharia de processos.

Soa familiar? Nos dias de hoje, nos deparamos com muitos clínicos que desistem de sistemas de arquivos em papel para utilizar EHRs. No entanto, eles estão se frustrando, pois não estão conseguindo obter o aumento de produtividade que esperavam. O que é necessário é um processo de reengenharia entre os fornecedores de EHRs. Isso significa que redesenhar as ferramentas de EHRs pode fazer com que o processo de fluxo de trabalho seja mais adequado. Isso significa que é necessário também uma boa vontade dos médicos para mudar as dinâmicas de fluxo de trabalho em si.

Jones e seus colegas possuem uma observação similar. Com base nos sistemas de TI em geral, eles dizem que: “Para cada dólar investido em sistemas de TI, as empresas, na maioria das vezes, tiveram que investir alguns dólares para a implantação, treinamento e redesenho dos processos para obter alguns ganhos de produtividade”. Igualmente importante, “as probabilidades de ver as melhorias de produtividade genuínas necessitava de sistemas de incentivo que recompensaria o desempenho da equipe.”

É fato que os gestores não observam muito o desempenho de suas equipes na área da saúde. Na esfera clínica, há uma rígida hierarquia de médicos rígidos, o que pode dificultar o processo de redesenho de processos. Poucos players de saúde admitem isso, mas, muitas vezes, se o médico que traz um bom faturamento em negócios para a organização diz: “Não, eu quero mudar”, a mudança raramente acontece.

Sting bem falou. A história não nos ensina nada e os problemas na saúde vão continuar ao menos que se tenha vontade de redesenhar as ferramentas utilizadas e a nossa maneira de pensar.

Fonte SaudeWeb

SUS pode adotar prontuário eletrônico

Para implementar a medida, deverão ser instituídos três cadastros nacionais: de usuários, de profissionais de saúde e de serviços de saúde, públicos e privados

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) analisa hoje (27), em decisão terminativa, projeto de lei que prevê a adoção, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de prontuário eletrônico para registrar informações médicas, autorizar exames e liberar resultados, autorizar internação hospitalar, além de registrar receitas médicas e informações sobre o paciente.

A modernização no atendimento do SUS está prevista no PLS 474/2008, já aprovado no início de 2010 pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). Para implementar a medida, deverão ser instituídos no âmbito do SUS três cadastros nacionais: de usuários, de profissionais de saúde e de serviços de saúde, públicos e privados.

Para a então senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), autora da proposta, é preciso levar ao sistema de saúde brasileiro os avanços da tecnologia de informação, para tornar mais eficientes os serviços prestados a toda a população.

A relatora da matéria na CAS, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), concorda. Para ela, o prontuário eletrônico contribuirá para melhorar a qualidade dos serviços prestados, reduzindo custos e aumentando a eficiência da gestão do sistema.

Fonte SaudeWeb

África do Sul: Hospital Nelson Mandela quer disseminar nova cultura em cuidados médicos

Instituição pretende ser inaugurada em 2014 e quer atuar como um local de treinamento para médicos e enfermeiras pediátricas de toda a região da África Austral e países do SADC

Com estimativa de ser inaugurdo em julho de 2014, o Hospital Pediátrico Nelson Mandela, em Joanesburgo, na África do Sul, tem o objetivo de melhorar o atendimento na área de saúde infantil na região e em toda Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC). A instituição terá instalações de classe mundial.

Na região, a taxa de mortalidade estimada é de 125 óbitos por 1.000 crianças com idade inferior a 5 anos (em 2011). Isso torna os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio de “reduzir a mortalidade infantil em crianças com até cinco anos de idade em dois terços entre 1990 e 2015″ ainda mais cruciais.

O chefe da clínica médica do Hospital Pedriátrico Nelson Mandela, Keith Bolton, diz o intuito de fornecer mais do que tratamentos sofisticados e individualizados. E conta que a instituição atuará como um hospital de treinamento para médicos e enfermeiras pediátricas de toda a região da África Austral e países do SADC. E vai trabalhar para disseminar uma nova cultura em cuidados médicos que permeará todas as comunidades atendidas.

Os Centros de Excelência oferecerão tratamento pediátrico deáreas de cirurgia pediátrica, incluindo neurocirurgia e cirurgia craniofacial. Os outros Centros de Excelência incluem nefrologia (tratamento de doença renal), câncer, cardiologia e cirurgia cardíaca, um centro pediátrico de raios-X de última geração e duas unidades de tratamento intensivo – cada uma com 24 leitos.

A demanda por um hospital pediátrico especializado no continente é profunda. Há cerca de 450 milhões de crianças na África e apenas quatro hospitais infantis, em contraste com 23 hospitais infantis no Canadá, 20 na Alemanha e 19 na Austrália.

O CEO da Brand South Africa, antigo Instituto de Marketing do Governo da África do Sul, Miller Matola, disse que o hospital é parte do legado de Mandela, mas que também será um legado para a África. O atendimento pediátrico no continente africano é algo que merece atenção urgente. Acreditamos que este hospital vai liderar o caminho, não apenas em termos de tratamento infantil, mas também na formação de médicos em todo o continente, conferindo a eles as habilidades necessárias para tratar uma grande variedade de condições pediátricas, comenta.

Fonte SaudeWeb

Movimento 'cure seu câncer ou receba seu dinheiro de volta' cresce no exterior

"Cure o seu câncer ou receba seu dinheiro de volta". Polêmico, o sistema de pagamento baseado na resposta a remédios oncológicos já é uma realidade na Europa.

Desde o ano passado, a Roche oferece a hospitais e seguradoras da Alemanha a garantia de devolução do dinheiro (entre R$ 8.000 e R$ 16,4 mil por paciente) se o tumor continuar crescendo após o uso do Avastin (empregado contra câncer de pulmão avançado, entre outros).

Na Itália, o acordo entre a Onyx e a Pfizer e o governo envolveu as drogas Nexavar (para câncer de rim e fígado) e Sutent (câncer de rim). O sistema de saúde italiano paga parcialmente os medicamentos nos três primeiros meses de uso.

Depois disso, o reembolso só é feito para os pacientes que apresentam um nível de resposta ao tratamento previamente acordado.

Em 2007, a Janssen Cilag fez um negócio semelhante com o Instituto Nacional de Saúde e Excelência Clínica para o reembolso do custo do Velcade (para o tratamento do câncer ósseo) se os resultados do tratamento fossem fracos.

Dois anos depois, no entanto, um estudo publicado no "British Medical Journal" mostrou que a doença havia progredido mais rapidamente em pacientes que tomaram a droga do que entre aqueles que não a utilizaram.

Agora, a ideia de "dividir os riscos" está em discussão nos EUA como uma forma de aliviar os altos custos dos medicamentos oncológicos.

Em seu livro "O Preço da Saúde Global", Ed Schoonveld identifica sete tipos de negócio que poderiam ser feitos entre a indústria farmacêutica e os sistemas de saúde. Mas ele afirma que o problema desse tipo de acordo é o foco em resultados de curto prazo, o que é complicado quando se trata de câncer.

Para Arthur Caplan, do Centro de Bioética da Universidade da Pensilvânia, há questões ainda mais sérias. "Nos cuidados de saúde, o mais necessário são evidências sólidas e comprovadas em ensaios clínicos sobre o que funciona. Não precisamos de programas de desconto, garantia ou um vale. Isso é praticar a má medicina."

Fonte Folhaonline

Lente de contato já vem com colírio para glaucoma

Uma equipe de farmacêuticos brasileiros está desenvolvendo um dispositivo oftalmológico capaz de facilitar o combate ao glaucoma, mal que afeta o nervo responsável por levar informações visuais do olho ao cérebro.

Após três anos de pesquisa, o Centro de Química e Meio Ambiente do Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) já consegue fabricar lentes de contato que liberam timolol, composto presente em diversos colírios indicados para o tratamento dessa doença ocular.


Editoria de Arte/Folhapress

SOSSEGO OCULAR Como funcionam as lentes com colírio
Com isso, o medicamento acaba sendo depositado sobre o olho dia após dia e em pequenas doses. Fabricados a partir de silicone, os dispositivos conseguiriam manter a difusão do colírio de forma ininterrupta por até 30 dias.

De acordo com o coordenador do projeto, o farmacêutico e bioquímico José Roberto Rogero, o produto facilitaria a vida dos idosos que têm glaucoma. Eles têm mais dificuldade em pingar colírios sozinhos, por exemplo, desperdiçando "grandes quantidades de remédios nem sempre baratos".

Além disso, argumenta Rogero, o paciente idoso pode acabar esquecendo a hora de pingar o colírio, risco que é eliminado com a lente.

Muita pressão
O olho é uma estrutura preenchida, em parte, por um líquido chamado humor aquoso. O glaucoma surge quando um indivíduo continua produzindo o humor aquoso, mas encontra dificuldades para escoá-lo. O resultado é o aumento da pressão sobre o nervo óptico, com a gradativa perda da visão.

O timolol retarda as atividades do chamado processo ciliar, conjunto de células responsáveis pela fabricação desse líquido.

Ivan Maynart, professor de oftalmologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), explica que o efeito do glaucoma "ocorre lentamente, da periferia das imagens em direção ao centro". Sem tratamento, a cegueira total vem em 15 ou 20 anos.

Dados de uma pesquisa feita na UFPR (Universidade Federal do Paraná) indicam que, entre indivíduos com mais de 80 anos, a incidência da doença atinge a marca de 6,5%, diz Maynart.

José Rogero afirma que as lentes de contato com colírio já estão prontas para passar por testes em humanos e sofrer adaptações industriais. Contudo, desde que chegou a esse estágio, o projeto perdeu parte de sua verba, vinda de uma empresa.

"Para liberar o uso em humanos, a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] demoraria de cinco a dez anos", estima Rogero. Nesse período, "qualquer farmacêutica multinacional conseguiria importar um produto semelhante, e a ideia acabaria ficando ultrapassada".

Para manter o trabalho nessa linha de pesquisa, Rogero está recorrendo agora ao setor veterinário.
No momento, ele tenta adaptar as lentes de contato, substituindo os colírios que poderiam auxiliar no tratamento das pessoas com glaucoma por medicamentos como anti-inflamatórios e antibióticos já recomendados para cães e gatos com problemas de visão.

Fonte Folhaonline

Álcool em gel é a nova droga de adolescentes americanos

Adolescentes americanos, proibidos de comprar bebidas alcoólicas antes dos 21 anos, descobriram mais uma forma de burlar a lei para se embriagar: bebendo os onipresentes e baratos géis de limpar as mãos.

Desde março, foram registrados em Los Angeles 16 casos de adolescentes que foram parar no hospital por envenenamento causado pela ingestão de álcool em gel, de acordo com o Sistema de Controle Tóxico da Califórnia.

Os casos começaram a ser registrados em 2010 e, desde então, já foram 60 ocorrências no Estado.
Frascos de vários tamanhos são vendidos livremente em farmácias e mercados. Em geral, o produto contém 60% de álcool etílico. Alguns adolescentes usam sal para destilar a bebida seguindo instruções disponíveis na internet.

"É uma dose de bebida pesada", disse a uma rádio local Cyrus Rangan, diretor de toxicologia do Departamento de Saúde Pública do Condado de Los Angeles. "Com alguns goles você tem um adolescente bêbado. São poucos casos, mas podem sinalizar uma tendência perigosa."

A empresa Purell, líder no mercado de gel nos Estados Unidos, diz que todos os seus produtos têm ingredientes de "gosto desagradável" para desencorajar o uso indevido. "Usar sal para filtrar não remove o gosto amargo", disse à Folha Joe Drenik, diretor de comunicação da firma.

Médicos passaram a recomendar o uso de limpadores de mão em forma de espuma, uma vez que seria mais difícil de extrair o álcool. O gel, no entanto, é só mais um produto numa lista de vários outros de fácil acesso usados por adolescentes para se embriagar, como xarope para tosse e enxaguante bucal.

"Beber gel não parece atraente, mas a garotada não tem acesso a bebidas alcoólicas e é bem criativa", disse ao jornal "Los Angeles Times" o médico Billy Mallon, que trabalha no hospital da Universidade do Sul da Califórnia.

Enquanto críticos reclamavam de uma suposta atenção exagerada da mídia aos casos, no fim de maio outra polêmica foi parar nos jornais. Numa penitenciária do Alabama, o gel foi banido após quatro presos serem hospitalizados depois de ingeri-lo.

No Brasil
Por aqui, não é comum ver adolescentes fazendo malabarismos para extrair álcool de gel, afirma Ana Cecília Marques, psiquiatra do Instituto Nacional de Políticas sobre Álcool e Drogas.

Para ela, apesar de a lei proibir a venda de bebidas para menores de 18 anos, não existe um controle muito rigoroso: "O acesso à bebidas é fácil e o preço é mais baixo que os de itens de higiene. Estudos já mostraram que 70% dos menores conseguem comprar bebidas", afirma.

Segundo Camila Magalhães Silveira, psiquiatra e coordenadora do Cisa (Centro de Informações sobre Saúde e Álcool), além do risco de embriaguez, o consumo de álcool em gel ou enxaguante bucal pode causar cegueira, mal-estar hepático, gastrite, úlcera e hepatite.

"Muitos produtos têm metanol e substâncias emolientes. E o álcool usado é impróprio para o consumo, não foi fermentado ou destilado", diz.

Fonte Folhaonline

Estudo testa ultrassom em pílula para acelerar ação de remédios

O ultrassom está sendo testado em pílulas para acelerar o processo de absorção de remédios pelo corpo.

A uPill, como é chamada no exterior, emite ondas ultrassônicas que turbinam a ação da droga no tecido do aparelho gastrointestinal.

A companhia de engenharia biomédica Zetroz e cientistas do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) realizam atualmente experimentos com animais para checar se a uPill atravessa o aparelho digestivo sem provocar nenhum dano. A Zetroz já desenvolveu um dispositivo semelhante -- um adesivo que libera remédio na pele do doente.

O ultrassom tem sido usado para acelerar a transferência de drogas pela pele, ao mesmo tempo em que eleva a capacidade de absorção.

Ele age da seguinte forma: ao aquecer as moléculas existentes dentro do tecido cutâneo, torna mais permeável as membranas do mesmo.

O método é particularmente bom para remédios usados no tratamento de tumores e em diferentes tipos de vacinas. No caso dos diabéticos, a pílula poderia substituir as injeções de insulina no futuro.

O pesquisador Daniel Anderson, do MIT, acredita que a pílula poderia criar uma classe totalmente nova de drogas. Mas admite que, pelo custo de cada pílula --entre R$ 40 e R$60--, ela seria acessível a poucas pessoas.

Fonte Folhaonline

Traços de atividade cerebral podem indicar autismo


Atividade cerebral pode mostrar se crianças desenvolverão autismo ou não - BCC/Reprodução
 BBC
Atividade cerebral pode mostrar se crianças
desenvolverão autismo ou não
Cientistas indentificaram certos padrões entre crianças que apresentam tais condições

Cientistas americanos do Hospital Pediátrico de Boston acreditam que certos traços deixados pela atividade cerebral são um indício para identificar se crianças podem ou não desenvolver autismo.

De acordo com os pesquisadores, os traços eletroencefalográficos (EEG), que registram a atividade elétrica cerebral por meio de eletrodos, podem oferecer um diagnóstico sobre essa condição de saúde.

Os registros de cerca de mil crianças avaliados pelos pesquisadores mostraram uma clara distinção entre a atividade cerebral de crianças austistas e saudáveis. Os especialistas, porém, afirmam que são necessários mais testes para confirmar se os traços de EEG são capazes de diagnosticar o autismo sem a ajuda de outros meios.

O autismo é uma desordem do desenvolvimento da criança, que pode afetar as capacidades cognitivas e de comunicação do paciente, tendo efeitos singulares em cada caso identificado. É um condição cujo diagnóstico é complicado e pode ficar sem detecção por anos.

O estudo identificou 33 padrões específicos de EEG que aparentemente estão ligados ao autismo. A maioria das crianças cuja atividade cerebral registrada esteve dentro desse grupo de padrões apresentou algum tipo de desordem, e suas idades variavam entre 2 e 12 anos.

Os pesquisadores repetiram a análise dez vezes. Em 90% delas, os padrões de EEG identificaram de forma correta o autismo.

A equipe agora planeja repetir o estudo com crianças com a síndrome de Asperger, um tipo peculiar de autismo. Pacientes dessa síndrome têm inteligência acima da média e menos dificuldade com a comunicação que crianças com outro tipo de distúrbios.

O doutor Frank Duffy, que lidera o estudo, disse que o trabalho pode ajudar a determinar se a síndrome de Asperger deveria ser considerada uma condição separada do autismo. Além disso, poderá ser possível identificar se irmãos de crianças com autismo são propensos a desenvolver as mesmas desordens.

"O EEG pode ser uma forma de checar as mesmas condições nos irmão mais jovens ao antecipar os sintomas", disse ele, acrescentando que os registros também podem ser usados para verificar os benefícios de determinados tratamentos para o autismo.

Fonte Estadão

Médicos alertam para a vacinação de adolescentes

A Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim) lançou ontem um alerta sobre a importância da vacinação de adolescentes - faixa etária que tem calendário próprio de imunização, mas em que é mais difícil obter a cobertura necessária. Ontem, mais de 350 médicos se reuniram em São Paulo para discutir estratégias para ampliar a vacinação desse público.

Entre as preocupações está a hepatite B, transmissível por beijos, relações sexuais e sangue, que pode se tornar crônica, levando a complicações como a cirrose. A vacina contra a hepatite B é a primeira a ser dada ao bebê, mas só entrou no Programa Nacional de Imunização a partir de 1998. Quem tem mais de 15 anos, pode não ter recebido as doses necessárias. "Hepatite B é cem vezes mais transmissível que aids. É preciso se certificar de que o adolescente tomou as três doses, que garantem a imunidade", disse o médico Renato Kfouri, presidente nacional da Sbim.

Kfouri lembra que já há uma cultura de vacinar bebês e crianças, público em que a cobertura chega a atingir 100% para algumas doenças. Mas isso não ocorre com os adolescentes. "Luta-se para chegar a 40% de cobertura vacinal. Isso ocorre porque é difícil levar o adolescente à sala de vacina. Ele não se sente vulnerável às doenças."

"Também é necessário que os profissionais de saúde tenham outro entendimento", continua. "Hoje, há vacinas criadas para serem aplicadas na adolescência, como a que protege contra o HPV. É um conceito novo."

Disponibilidade. Outra dificuldade é que grande parte das vacinas para adolescentes não estar disponível nos postos, como para HPV, meningite, coqueluche (reforço), hepatite A e gripe.

"A preocupação com o adolescente é que ele enfrenta riscos, não só pela idade, mas pelo comportamento. Ele se expõe mais socialmente, beija mais, tem uma atitude social que aumenta o contato com várias pessoas diferentes e fica mais suscetível", afirmou Isabella Ballalai, presidente da regional Rio da Sbim. "A atitude aumenta o risco para doenças infecciosas. Isso ficou evidente com a gripe suína."

Fonte Estadão

Prefeitura de Alto Paraíso (RO) abre processo seletivo

Foi divulgado edital Nº. 001/2012 para realização de processo seletivo da prefeitura de Alto Paraíso, Estado de Rondônia. A seleção visa preencher 28 vagas de nível médio/técnico e superior, com salário de até R$ 7.000,00, por jornada de trabalho de 24 e 40 horas semanais.

Cargos

Médico, Odontólogo, Enfermeiro, Técnico em Enfermagem e Técnico em Laboratório.

Inscrição

As inscrições serão recebidas nos dias 26 e 27 de junho de 2012, das 7:30h às 13:30 horas, na Secretaria Municipal de Saúde, situada na Av. Jorge Teixeira, nº. 3616 – Alto Paraíso – RO e pelo e-mail altoparaiso@altoparaiso.ro.gov.br.
A taxa de inscrição é de:
Para o cargo de Médico no valor de R$ 50,00;
Para o cargo de Odontólogo no valor de R$ 40,00;
Para o cargo de Enfermeiro no valor de R$ 30,00;
Para os cargos de Técnico em Enfermagem e Laboratório no valor de R$ 20,00.

Prova

A prova objetiva será aplicada na data provável de 01 de julho de 2012, na sede da Escola Municipal de Ensino Fundamental e Médio Rogério da Silva Gonçalves, situada à rua Paulo VI nº 4600, Bairro Rota do Sol, cidade de Alto Paraíso - RO, com início às 08:00 horas e término às 12:00horas.
O resultado final será publicado, provavelmente, no dia 04 de julho de 2012, em edital contendo a classificação e o número de pontos de cada candidato classificado, será publicado no mural da Prefeitura, na página www.arom.org.br e em jornal de grande circulação.

Validade

O processo seletivo será válido por 12 meses, a partir da publicação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período a critério da Prefeitura de Alto Paraíso.

SESAPI abre vagas

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí está promovendo seleção pública sob edital nº 03/2012 que provê três vagas para enfermeiro. Os aprovados nesta seleção deverão ser contratados em regime temporário e atuarem na Atenção Básica no âmbito estadual, durante o período de seis meses, a contar da data de assinatura do contrato.
A remuneração inicial para o referido cargo será de R$ 1.500,00 para jornada de trabalho de 30 horas semanais.
Para participar e habilitar-se nesta seleção será necessária à apresentação de documentos como RG, CPF, comprovante de endereço, certificado de graduação no curso de enfermagem nível superior. O mesmo necessitará ainda ser habilitado com registro no conselho da respectiva classe. As inscrições estarão abertas até o dia 27 de junho de 2012 diretamente na Diretoria de Unidade e Vigilância em Saúde/DUVAS, fica anexo ao Hospital Natan Portela, situado à Rua Governador Raimundo Arthur de Vasconcelos, 2º andar, Centro – Sul, sempre nos horários de 7:30 às 13:30.
Os selecionados serão anunciados no dia 02 de julho de 2012. Os candidatos vencedores serão convocados para a assinatura do contrato em até seis dias a partir da homologação da seleção.

Edital / Publicações

Concurso CRSM – SP

O Centro de Referência da Saúde da Mulher, no Estado de São paulo, publicou edital N° 076/2012 de concurso público com 01 vaga para Médico Ginecologista e Obstetra. A remuneração será de R$ 1.862,64 em jornadas de 20 horas semanais e demais benefícios de acordo com a unidade e Legislação Vigente, acrescido de produtividade no valor de até R$ 880,00.
Os interessados deverão efetuar suas inscrições pessoalmente no período de 03 a 16 de julho de 2012, no Serviço de Recursos Humanos, Núcleo de Recrutamento e Seleção, na unidade detentora do certame, na rua Condessa de São Joaquim, nº. 282, Bela Vista, São Paulo, das 7h às 18h.
A previsão é que o concurso seja composto de prova de conhecimentos específicos, prevista para ser aplicada no dia 26 de agosto de 2012, em locais e horários a serem definidos divulgados.
Este concurso terá a validade de dois anos, contados a partir da data da publicação de sua homologação em Diário Oficial do Estado, prorrogável uma vez por igual período, a critério da secretaria da saúde.

Concurso DGAC – SP 2012

Foi divulgado o edital de concurso público nº 02/2012 que provê vagas para médico especialistas em Cardiologia, pneumologia, otorrinolaringologia, psiquiatria, reumatologia e endocrinologista pediátrico para atuarem junto ao Departamento de Gerenciamento Ambulatorial da Capital (DGAC).
A remuneração inicial é de R$ 1.862,64 acrescido de produtividade no valor de R$ 880,00 além de demais benefícios garantidos pela legislação vigente, conforme regras da Unidade. A jornada de trabalho será de 20 horas semanais.
Os interessados devem preencher a ficha de inscrição através do site www.saude.sp.gov.br. As inscrições devem ser realizadas entre os dias 5 e 19 de julho de 2012. Depois de preenchida a ficha deverá ser entregue junto com documentos de identificação pessoal, tais como comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 60,85. Os documentos e a ficha preenchida deverão ser apresentados no Serviço de Recursos Humanos, Seção de Recrutamento e Seleção, situada à Rua Leopoldo Miguez, nº 327, 2º Andar, Setor Azul, Cambuci, São Paulo.
Este concurso dar-se-á através de prova de conhecimentos específicos a se realizar no dia 19 de agosto de 2012. Haverá ainda avaliação de títulos. O local e horário serão confirmados posteriormente.

Concurso UNESP - Campus Botucatu

A Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", abre as inscrições para o concurso público de provas e títulos para provimento de 1 cargo de Professor Titular, em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa - RDIDP, junto ao Departamento de Ginecologia e Obstetrícia, da Faculdade de Medicina, do Campus de Botucatu, na disciplina "Obstetrícia e Fisiopatologia da Reprodução".

O salário será de R$ 11.802,81.

As inscrições serão recebidas, em dias úteis, até o dia 07 de julho de 2012, no horário das 9h às 11h e das 14h às 17h, na Seção Técnica de Comunicações da Faculdade de Medicina de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior, s/nº, telefone (14) 3811-6139, ramal 194. A taxa de inscrição é de R$ 136,50.

O prazo de validade do concurso será de 6 meses a contar da publicação da homologação no DOE, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, à critério da Administração.

Concurso CBPF 2012

Foram divulgados no Diário Oficial da União os editais de concurso público do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas CBPF que darão provimento a diversas vagas para Técnicos e Pesquisadores Adjuntos. Ao todo serão 17 vagas para os respectivos cargos e a remuneração varia entre as cifras de R$ 2.504,68 e R$ 9.964,48 já inclusas demais benefícios. Será concedido ainda Auxílio Alimentação e Auxílio Transporte, conforme Legislação vigente. O reajuste dos vencimentos se dará na forma da Lei.
Inscrições:
Para se inscrever os candidatos deverão comparecer no Serviço de Recursos Humanos do CBPF/MCTI que situa-se à Rua Dr. Xavier Sigaud, nº 150, prédio Ministro João Alberto Lins de Barros, sala 204, Urca, Rio de Janeiro. Será necessário apresentar requerimento ao Diretor do CBPF juntamente com a cópia autenticada do comprovante de pagamento da taxa de inscrição que será de: R$ 70,00 para Técnico e R$ 180,00 para pesquisar adjunto. O período de inscrições compreende os dias 09 de julho a 08 de agosto de 2012.
Provas:
Para os cargos de técnico haverá a aplicação de prova objetiva, prova prática e análise de currículo. Para os cargos de pesquisador adjunto o concurso dar-se-á por intermédio de provas escrita discursiva, análise e apreciação de títulos, avaliação de currículum vitae e prova pública de defesa e arguição do memorial.
A validade do concurso será de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período e uma única vez.

Concurso Prefeitura de Angelândia - MG

A Prefeitura de Angelândia, Estado de Minas Gerais, abrirá inscrições dia 28 de julho de 2012, para o concurso público N° 01/2012, destinado ao provimento de 66 vagas, com vencimentos que variam de R$ 622,00 a R$ 1.800,00 em carga horária de 20 a 40h semanais. O concurso público será organizado pela empresa Exame Auditores & Consultores LTDA.

Cargos
As chances são para os cargos de assistente social I, auxiliar de enfermagem I, auxiliar de gabinete odontologico I, auxiliar de serviços gerais I, condutor de máquinas leves I, condutor de máquinas pesadas I, condutor de veículos leves I e demais cargos.

Inscrições e Taxas
As inscrições podem ser realizadas no site da empresa organizadora - www.exameconsultores.com.br, até 23h59 do dia 27 de setembro de 2012 ou, presencialmente, na Sede da Prefeitura de Angelândia, situada à Rua Generoso Alves Guimarães, nº 78, Centro, CEP 39685-000, Angelândia/MG, no horário de 8h30 às 11h e 13h às 17h. As taxas variam de R$ 40,00 a R$ 80,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas e Gabaritos
A Prova objetiva de Múltipla Escolha está prevista para o dia 28 de outubro de 2012. Além dessa avaliação haverá Prova Prática para condutor máquinas leves I e máquinas pesadas I, condutor de veículos leves I e veículos pesados I, prevista para ser realizada no dia 28 de outubro de 2012. A relação de candidatos inscritos, o local de realização das provas e confirmação de data e horário, serão divulgados até 14h do dia 22 de outubro de 2012.

A divulgação do gabarito da prova objetiva de múltipla escolha será na data prevista de 30 de outubro de 2012.

Validade
O prazo de validade do concurso público é de 02 anos, contados da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por uma única vez, por igual período, mediante ato da Prefeita Municipal.

Concurso Prefeitura de Panamá - GO

Foi divulgado por intermédio da Fafich edital de concurso público nº 01/2012 da prefeitura do município de Panamá, Estado de Goiás, que provê 25 vagas para candidatos de níveis técnico e superior. O vencimento é de até R$ 8.000,00 para jornadas de trabalho de 16 a 40 horas semanais.
Cargos:
Médico clínico geral, enfermeiro, odontólogo, biomédica, fisioterapeuta, farmacêutico, nutricionista, médica ortopedia, médico ginecologista, médicos plantonistas, técnico de enfermagem.
Inscrições:
As inscrições estarão abertas até o dia 26 de agosto de 2012 através do endereço eletrônico www.fafich.org.br. A taxa de inscrição custa R$ 100,00 e deve ser pago até o dia 27 de agosto de 2012.
Provas:
Para todos os cargos haverá a aplicação de provas objetivas de caráter eliminatório e classificatório com questões de múltipla escolha que serão realizadas no respectivo município de Panamá, Estado de Goiás. A data prevista para divulgação do local e horário que serão aplicadas as provas será no dia 12 setembro de 2012. A prova será realizada no dia 21 de outubro de 2012.
O gabarito será divulgado no dia 23 de outubro de 2012.
A validade deste concurso será de 12 meses e poderá ser prorrogado por igual período e uma única vez!

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de Bela Vista de Minas - MG

A Prefeitura de Bela Vista de Minas, Estado de Minas Gerais, através da empresa MSM Consultoria, lançou edital N° 001/2012 de concurso público destinado ao provimento de 65 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários vão até R$ 2.178,29.
Cargos
As vagas são para os cargos de assistente social, auxiliar administrativo, auxiliar de creche, enfermeiro, farmacêutico / bioquímico, motorista, monitor de transporte escolar, nutricionista, professor nível i, psicólogo, supervisor pedagógico, entre outros.
Inscrições e Taxas
As inscrições presenciais estarão abertas no período, compreendido entre 27 de agosto a 25 de setembro de 2012, das 8:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 horas nos dias úteis, na Prefeitura Municipal de Bela Vista de Minas, situada à Avenida Arthur da Costa e Silva, 70 – Centro – Bela Vista de Minas-MG, ou Pela internet, no endereço eletrônico www.msmconsultoria.com.br. As taxas variam de R$ 44,00 a R$ 100,00.
Provas e Gabaritos

As provas serão realizadas provavelmente no dia 28 de outubro de 2012, podendo ser aplicadas das 08:00 horas às 11:00 horas ou das 14:00 horas às 17:00 horas nas Escolas do Município de Bela Vista de Minas de acordo com a quantidade de inscritos, conforme Edital de Convocação a ser publicado no quadro de avisos da Prefeitura, situada à Avenida Arthur da Costa e Silva, 70 – Centro – Bela Vista de Minas-MG e no site: www.msmconsultoria.com.br.
O gabarito será publicada na data prevista de 29 de outubro de 2012.
Validade

O prazo de validade do concurso é de 02 anos, a contar da publicação da homologação, prorrogável uma vez por igual período (Inciso III, do Art. 37, da Constituição Federal), sendo obrigatório o preenchimento de todas as vagas oferecidas no Edital dentro do prazo de validade do certame.

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de Comercinho (MG)

A Prefeitura de Comercinho, Estado de Minas Gerais, através da empresa MSM Consultoria & Projetos Ltda, publicou edital N° 001/2012 de concurso público de provas e provas e títulos para provimento efetivo de 71 vagas. As chances são para profissionais de níveis fundamental, médio e superior, com salários variados de R$ 622,00 a R$ 5.641,86.
Cargos
As oportunidades são para os cargos de agente administrativo, assistente administrativo, assistente técnico de educação básica, auxiliar administrativo, auxiliar de enfermagem – esf, auxiliar de faturamento, auxiliar de laboratório, auxiliar de secretaria, auxiliar de serviços gerais e demais cargos.

Inscrições e Taxas
As inscrições presenciais estarão abertas no período, compreendido entre 27 de agosto a 25 de setembro de 2012, das 08:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 horas nos dias úteis, na Prefeitura Municipal de Comercinho, situada à Rua Manoel Rafael de Oliveira, 100 – Centro – Comercinho-MG, ou pela internet, no endereço eletrônico www.msmconsultoria.com.br.

As taxas variam de R$ 31,00 a R$ 100,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas, Gabaritos e Validade
As provas serão realizadas na data prevista de 28 de outubro de 2012, podendo ser aplicadas das 08:00 horas às 11:00 horas ou das 14:00 horas às 17:00 horas nas Escolas do Município de Comercinho de acordo com a quantidade de inscritos, conforme Edital de Convocação a ser publicado no quadro de avisos da Prefeitura, situada à Rua Manoel Rafael de Oliveira, 100 – Centro – Comercinho-MG e no site: www.msmconsultoria.com.br.

O gabarito será divulgado na data prevista de 29 de outubro de 2012.

O prazo de validade do Concurso é de 02 anos, a contar da publicação da homologação, prorrogável uma vez por igual período (Inciso III, do Art. 37, da Constituição Federal), sendo obrigatório o preenchimento de todas as vagas oferecidas no Edital dentro do prazo de validade do certame.

Inibir inflamação no hipotálamo diminui resistência à insulina em diabéticos

Estudo da Unicamp demonstrou, pela primeira vez, a ligação entre a inflamação do hipotálamo e a resistência à insulina no fígado

Pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp demonstrou, pela primeira vez, a ligação entre a inflamação do hipotálamo e a resistência à insulina no fígado. A pesquisa "A inibição da inflamação hipotalâmica reverte a resistência à insulina no fígado induzida por dieta", desenvolvida pela nutricionista Marciane Milanski, foi publicada na revista Diabetes. Segundo o professor Licio Velloso, orientador da pesquisa, a descoberta abre uma nova frente de estudo para o tratamento do diabetes.

" O diabético passa um período de jejum dormindo e, ainda assim, ele acorda com a glicose alta. Décadas atrás, descobriram que o fígado produz glicose e o paciente com diabetes tem defeito nessa produção. Porém, detalhes a respeito deste processo ainda não são completamente esclarecidos" , disse Velloso.

A pesquisa mostrou que uma dieta rica em gordura saturada - presente na manteiga e nas carnes bovina e suína, por exemplo - leva a uma inflamação do hipotálamo.

O hipotálamo é um órgão localizado na base do cérebro. Ele controla a homeostase corporal, isto é, o ajuste do organismo às variações externas. O hipotálamo controla a temperatura, o balanço de água no corpo, a fome e o gasto energético corporal, entre outras funções. Ele também faz a integração entre os sistemas nervoso e endócrino, atuando na ativação de diversas glândulas produtoras de hormônios.

" Fomos identificar quais eram os mecanismos por meio dos quais as gorduras saturadas levavam à inflamação hipotalâmica. Existe uma relação muito íntima entre via inflamatória e vias metabólicas, que controlam a ingestão alimentar e gasto de energia. Distúrbios nessas vias metabólicas levam ao aumento ou diminuição de peso" , explica Marciane.

A descoberta coloca o eixo cérebro-fígado no controle do equilíbrio glicêmico. O hipotálamo passa a ser o ator principal desse mecanismo. O professor e também pesquisador Lício Velloso é otimista quanto à descoberta.

" O mecanismo descrito por essa pesquisa mostra que o controle da glicose alta no jejum é feito, pelo menos em parte, pelo hipotálamo. Isto reforça nossa suspeita de que o desenvolvimento de drogas com ação no sistema nervoso central deve ser interessante para o tratamento do diabetes" , comentou Velloso.

Com informações da Unicamp

Por isaude.net

Itália realiza primeiro transplante de fígado com robô controlado à distância

Procedimento, aplicado em paciente de 44 anos, é menos invasivo, reduz riscos e melhora resultados pós-operatórios

Médicos do Instituto Mediterrâneo de Transplantes (Ismett) de Palermo, na Itália realizaram o primeiro transplante de fígado totalmente robotizado do mundo.

O procedimento, aplicado em um paciente de 44 anos, utilizou o Sistema robótico cirúrgico "Da Vinci" monitorado à distância pelos médicos.

A intervenção é menos invasiva e oferece menos riscos ao paciente, melhorando os resultados pós-operatórios.

Segundo o líder da equipe, Bruno Gridelli, o caso realizado no Ismett é um marco porque foi totalmente realizado com a técnica robótica, ou seja, apenas os braços do robô operaram dentro do abdômen do doador.

Como funciona
A cirurgia robótica combina os benefícios da cirurgia minimamente invasiva tradicional, já amplamente utilizada na cirurgia geral e na extração de órgãos de dadores vivos, com a precisão e a segurança do sistema robótico.

Com o Sistema "Da Vinci", a equipe médica controlou os movimentos do robô através de um computador e com base na imagem tridimensional da cavidade abdominal do paciente.

O Sistema realizou cinco incisões de menos de um centímetro e uma de nove para extrair parte do fígado da doadora a ser transplantada com sucesso no paciente doente, que sofria de cirrose hepática e corria risco de morte.

Graças a suas ferramentas articuladas, o sistema pode realizar movimentos que seriam impossíveis para a mão do cirurgião. Isto não só permite realizar procedimentos complexos (tais como a aquisição de uma porção do fígado para o transplante), utilizando uma técnica totalmente segura, mas também envolve um menor tempo de recuperação pós-operatória para o doador e um menor risco de hemorragia, redução da dor e um rápido retorno à vida normal.

Segundo a equipe médica, o doador, irmão do doente, demorou apenas nove dias para se recuperar, enquanto o receptor precisou de um pouco mais de tempo para se recuperar.

Fonte isaude.net

Proteínas encontradas no girassol auxiliam tratamento de doenças da pele

Pesquisa pode melhorar entendimento sobre como enzimas específicas contribuem para condições como dermatite e eczema

Proteínas encontradas em girassóis podem auxiliar no tratamento de pessoas com doenças da pele. É o que sugere estudo de pesquisadores da Queensland University of Technology, na Austrália.

A pesquisa pode melhorar as condições de vida de pacientes com dermatite, eczema.

A equipe, liderada por Simon de Veer, estava trabalhando para desenvolver novos inibidores de três proteases da pele, enzimas que desempenham um papel importante na regeneração constante da derme.

Trabalhando com o peptídeo conhecido como inibidor de tripsina de girassol (SFTI), e alterando sua superfície de ligação, os investigadores criaram um inibidor das três proteases da pele chamado peptidase relacionada à calicreína (KLK) 5, 7 e 14.

Segundo De Veer, esses inibidores são a peça que faltava do quebra-cabeça para quem sofre de doenças da pele. "Proteases na pele estão principalmente envolvidas na retirada de células velhas da superfície da pele, quebrando as ligações que normalmente as mantém juntas como parte da barreira de proteção. Isso exige um balanceamento para manter a estrutura e a espessura da pele normal. Excesso de atividade deixa a pele mais permeável do que o habitual, o que significa que está aberta a alérgenos, infecções e perda de água", explica De Veer.

O peptídeo SFTI de ocorrência natural em girassóis é um inibidor eficaz de uma protease chamada tripsina, que se assemelha às proteases calicreínas na pele humana.

"Nosso objetivo foi aproveitar a atividade de SFTI e tornar a superfície de ligação mais capaz de direcionar as proteases e ajudar a restaurar a pele ao seu estado original", afirma o pesquisador.

A equipe acredita que os resultados do trabalho pode criar uma nova visão sobre como as proteases contribuem para as doenças da pele e, potencialmente, levar a novos tratamentos para essas condições.

Fonte Isaude.net

Como ocorre a produção de hormônio e esperma

Novo anticoncepcional masculino em gel inibe produção de espermatozoides

Tratamento reversível em teste combina dois tipos de hormônios para reduzir a produção da célula reprodutiva masculina

Novo gel anticoncepcional para homens apresentou resultados promissores em testes de laboratório, de acordo com estudo no The Endocrine Society's 94th Annual Meeting.

A pesquisa revela que os participantes que aplicaram o composto sobre a pele mostraram redução significativa na produção de espermatozoides.

O gel, criado pelos médicos do Instituto de Pesquisa Biomédica de Los Angeles (LA Biomed), combina dois tipos de hormônios para inibir a produção de espermatozoides.

Um deles é a testosterona, o hormônio masculino. O outro é chamado de "nestorone", uma variação sintética do hormônio feminino progesterona.

Entre os homens que participaram dos testes, 89% apresentaram redução na contagem de espermatozoides a níveis considerados de baixo risco para a fecundação.

"Esta é a primeira vez que testosterona e Nestorone foram aplicados sobre a pele em conjunto para fornecer quantidades adequadas de hormônios que inibem a produção de esperma. Os homens podem usar géis transdérmicos em casa, ao contrário dos habituais injeções e implantes, que deve ser feitas no consultório médico", afirma a pesquisadora Christine Wang.

Segundo Wang, nos homens, a progestina aumenta a eficácia contraceptiva da testosterona. "Tanto testosterona quanto progesterona trabalham em conjunto para desligar a produção de hormônios reprodutivos que controlam a produção de esperma. Além disso, ao contrário de outras progestinas estudadas como contraceptivos masculinos, Nestorone não tem atividade androgênica. Atividade androgênica pode causar efeitos secundários, tais como acne e mudanças nos níveis de colesterol bom e ruim", observa a pesquisadora.

Para o trabalho, os pesquisadores recrutaram 99 homens saudáveis para usar um dos tratamentos transdérmicos não identificados todos os dias durante seis meses. O tratamento atribuído ou era um gel contendo 10 gramas de testosterona e um placebo ou o gel de testosterona mesmo com um gel contendo 8 ou 12 miligramas (mg) de Nestorone.

Apenas 23% dos homens que receberam testosterona sozinha obteviram uma concentração espermática inferior a 1 milhão de espermatozoides por mililitro, em comparação com 89% dos que receberam o gel combinado.

O gel pode ser aplicado na pele e tem efeito reversível, ou seja, a fertilidade é restaurada quando ele para de ser usado. E o hormônio sintético não causa efeitos colaterais como acne e alterações no colesterol.

Ainda vai levar um tempo até que o gel chegue ao mercado. "A combinação da testosterona com Nestorone teve poucos efeitos adversos. Isso merece um estudo mais aprofundado como um contraceptivo masculino potencial", afirma Wang.

Fonte Isaude.net

Saiba quais são os pontos éticos fundamentais da doação de embriões

Frequente na mídia, o tema reprodução assistida ainda gera muitas dúvidas. Há um conjunto de condutas médicas e leis federais que asseguram a ética nesses procedimentos. Saiba quais são as medidas certas em cada tipo de doação.

Uso do sêmen do irmão
O tratamento com óvulos e sêmen doados está devidamente regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina. A escolha do sêmen é feita em bancos específicos para tal finalidade, sendo que a identificação é apenas por números. Ou seja, a paciente e o médico que realiza o tratamento não sabem quem foi o doador.

Uso do sêmen de pessoa que já faleceu
Quando espermatozoides, óvulos ou embriões são congelados, as pessoas (homem, mulher ou casal, respectivamente) devem expressar por escrito sua vontade quanto ao seu destino em caso de divórcio, doenças graves ou falecimento.

Doadora de óvulo
Não é permitido que integrantes da equipe da Clínica de Reprodução Humana participem como doadores do óvulos, espermatozoides ou embriões.

Comportamento dos funcionários da clínica
Todos os funcionário da clínica devem, dentro de suas funções, manter preservado o sigilo do que ocorre em seu trabalho. Imaginem, por exemplo, uma pessoa famosa que passa em uma clínica para dependentes químicos. Os funcionários devem ser instruídos a manter total sigilo! Além disso, os dados médicos devem ser mantidos em arquivos específicos, sem acesso a outras pessoas.

Assim, é importante lembrar que a Reprodução Humana é uma especialidade regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina e cabe a nós seguirmos as regras impostas.

Fonte: Resolução do Conselho Federal de Medicina No 1.957 de 2010.

Por Minha VIda

Conheça as opções da reprodução assistida para casais homossexuais

Processo legal é mais difícil para homens que para mulheres

A luta contra o preconceito e a discriminação ainda está longe de ser vencida. Mas, cada vez mais, o casal homossexual leva uma vida plena, inclusive com direito de união estável garantido pelo Supremo Tribunal Federal. Desta plenitude, surge a vontade de ter filhos. Até pouco tempo atrás, poucas eram as alternativas. A adoção por casais do mesmo sexo, por exemplo, ainda é algo raro, quase que inexistente. A produção independente, como o próprio nome diz, não contempla o casal, apesar de ainda ser uma opção válida.

E onde entra a reprodução assistida nesta história?
Vamos exemplificar a situação de duas mulheres que vivem juntas e desejam ter um filho. A única opção no passado era de uma delas engravidar de forma independente, com sêmen de doador anônimo. No entanto, hoje existe outra possibilidade em que ambas participam. O que pode ser feito é a utilização do óvulo de uma mulher e o útero da outra. Pega-se o óvulo de uma delas, há a fecundação em laboratório, e o embrião formado da fecundação é transferido para o útero da segunda mulher. Ou seja, o material genético é de uma delas, mas a gravidez ocorre em sua parceira. Antes não permitido, este procedimento é agora uma realidade. De fato, o parecer do Conselho Regional de Medicina (CRM) foi bastante claro ao concordar com tratamentos de infertilidade para o casal homossexual.

A situação de dois homens que desejam ter filhos fica um pouco mais burocrática. Isso porque haverá a necessidade de um tratamento com embriões de um deles e a transferência destes embriões para o útero de uma mulher. A primeira etapa é a formação do embrião. Espermatozoides de um dos parceiros fertilizam óvulos doados anonimamente. Infelizmente, a obtenção de óvulos doados é mais difícil que a de sêmen doado, pela natureza do processo.

A segunda etapa é a transferência destes embriões para o útero de uma mulher. Este procedimento específico, a doação temporária de útero, precisa de autorização do CRM, pois não pode haver "aluguel" de útero. Assim, é necessário entrar com pedido de autorização, deixando bem claro que não há fins lucrativos no processo, o que pode demorar algum tempo.

Estas são novas perspectivas para a Medicina Reprodutiva!

Fonte Minha Vida