Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Substância no açúcar pode transformar colesterol bom em ruim

Methylglyoxal pode danificar colesterol que é benéfico para o corpo
Pesquisadores acreditam que metilglioxal eleva em até 10% o risco de doenças cardíacas

Uma substância encontrada no açúcar pode tornar “ruim” o “bom” colesterol (HDL) que previne doenças cardíacas. Esta foi a principal descoberta de um estudo publicado financiado pela British Heart Foundation (BHF) e publicado na revista “Nutrition and Diabetes”.

O vilão da história é a metilglioxal, molécula derivada da glicose, mas 40 mil vezes mais reativa que ela. De acordo com a pesquisa, a substância metilglioxal pode danificar os aminoácidos presentes no colesterol HDL, lipoproteína de alta densidade que é responsável por remover o excesso nos níveis de colesterol “ruim” do corpo.

Este, por sua vez, seria eliminado do sangue ou permanecer no plasma, mesmo depois de ter perdido sua função benéfica.

A falta de HDL suficiente no sangue pode levar a complicações cardiovasculares, diabetes e problemas renais. De acordo com a pesquisadora-chefe do estudo, Naila Rabbani, da Faculdade de Medicina de Warwick, o risco de uma doença no coração pode aumentar em até 10%.

- O dano causado pela metilglioxal no HDL é a nova e mais provável causa do colesterol disfuncional, e poderia contar para até 10% do risco de doença cardíaca. Mas agora, compreendendo como acontece a danificação, podemos nos concentrar no desenvolvimento de drogas que reduzem a concentração da substância do açúcar no sangue – aposta Rabbani.

O Globo

Já disponível no Brasil, teste genético identifica intolerância ao glúten com gota de saliva

Recém-lançado Nutrigenomix identifica os graus de compatibilidade a diferentes alimentos 

Parece ficção científica, mas é real. Basta uma gota de saliva para saber, com precisão, se o glúten é ou não um vilão para você. Recém-lançado no Brasil, o teste de DNA da Nutrigenomix ajuda a determinar o grau de intolerância à proteína, que para muitos pode causar problemas sérios de saúde. O R7 fez o teste e comprovou a eficácia do procedimento. Um pouco de saliva, devidamente acondicionada em um recipiente com um poderoso conservante, é enviada para os laboratórios da empresa, no Canadá. O resultado é uma avaliação individualizada, capaz de gerar uma orientação nutricional de acordo com seus genes. Marina Pioltine, diretora de operações da Nutrigenomix Brasil, explica as vantagens dessa inovação.

— O teste com a saliva não é invasivo. A avaliação, que só pode ser solicitada por nutricionistas credenciados, permite determinar se o risco de intolerância é alto, médio ou baixo. Os resultados são acompanhados de orientação sobre quais alimentos devem ou não ser consumidos por aquele indivíduo. 

Pelo menos 20% da população têm um risco médio de intolerância ao glúten. O teste NGx-Gluten, feito nos laboratórios da Nutrigenomix no Canadá, analisa seis variações no gene HLA, que é o mais importante indicador de intolerância ao glúten.

Os genes HLA produzem um grupo de proteínas chamado de complexo do antígeno leucocitário humano, responsável pela forma como o sistema imune faz a distinção entre proteínas do corpo e proteínas estranhas e potencialmente prejudiciais.

As variações nos genes HLA podem ser utilizadas para classificar indivíduos em grupos de risco pré-definidos para a intolerância ao glúten. Aproximadamente 99% das pessoas com doença celíaca e 60% das pessoas com sensibilidade ao glúten não celíaca têm a versão de risco do DQ2 ou DQ8 do gene HLA, em comparação com apenas 30% da população geral.

A pessoa submetida ao teste recebe um relatório único, com base na análise genética do material fornecido. Identificar o perfil genético ajuda a determinar se uma dieta sem glúten é indicada ou não.

Para as pessoas com doença celíaca, o glúten, em última instância, provoca danos nas vilosidades que revestem o intestino delgado. Essas vilosidades, ou estruturas semelhantes a pêlos, são responsáveis pela absorção de nutrientes dos alimentos consumidos. Quando essas vilosidades tornam-se inflamadas e achatadas, os indivíduos tornam- se incapazes de absorver nutrientes de forma eficaz, o que leva a ocorrência de outros sintomas, como fadiga, dor nas articulações, erupções cutâneas e condições, tais como deficiência de ferro, anemia e osteoporose. Pessoas com doença celíaca requerem uma dieta isenta de glúten por toda a vida.

A SGNC (sensibilidade ao glúten não celíaca) é uma forma mais branda de intolerância ao glúten, que pode afetar 5% da população. Ao contrário da doença celíaca, a SGNC não resulta em danos no intestino delgado ou interfere na absorção de nutrientes. Indivíduos com SGNC frequêntemente sofrem de diarréia, dor abdominal, fadiga e dores de cabeça quando.

O glúten é uma proteína encontrada em trigo, cevada, centeio e em produtos produzidos a partir destes grãos. Muitos alimentos que contém glúten fornecem fibras a partir de grãos integrais e podem ser uma excelente fonte de vitaminas e minerais. No entanto, para algumas pessoas, o glúten pode causar graves problemas digestivos que levam à má absorção de nutrientes, anemia e outros graves problemas de saúde.

No teste feito pelo R7, foi apontado um risco médio, com uma combinação específica de variantes HLA, e pelo menos uma cópia do genótipo de risco DQ2 ou DQ8. A doença celíaca foi descartada, mas o relatório recomendou avaliar reações como diarreia, cólicas, flatulência, fadiga ou dores articulares ao consumir alimentos que contém glúten. As principais fontes alimentares de glúten incluem pães, massas, cereais e qualquer alimento cozido feito com trigo, cevada ou centeio. Segundo a avaliação, não é recomendado remover imediatamente o glúten da dieta, pois a eliminação total do glúten pode interferir na precisão dos testes de diagnóstico da doença celíaca.

O relatório individual ressalta que os alimentos sem glúten incluem todas as frutas e vegetais, produtos lácteos, carne, peixe, aves, nozes, legumes, sementes, óleos e gorduras que não foram processados. Grãos sem glúten incluem arroz, quinoa, milho, trigo sarraceno e amaranto. Os alimentos a serem evitados são os feitos com trigo, centeio, cevada ou triticale.

A Nutrigenomix esclarece que o relatório é apenas para fins informativos e não tem como objetivo ser usado como orientação médica e recomenda a consulta ao nutricionista.

Mais do que nunca, é possível saber se você é o que você come. Com uma mesma amostra é possível fazer dois tipos de avaliação na Nutrigenomix: a que pesquisa a intolerância ao glúten, e outra, mais abrangente, que aponta como os genes respondem ao sódio, folato, gordura ômega-3, gordura saturada, vitamina C, grãos integrais e cafeína. Esse relatório mais completo, também analisa a resposta dos genes a esses ingredientes, a presença de determinadas variantes e suas implicações para a saúde. É um mapeamento capaz de nortear uma orientação nutricional baseada no DNA

No caso das gorduras saturadas, como as encontradas na carne vermelha, elas sempre foram associadas a problemas de saúde como o diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade. Hoje já se sabe que o efeito da gordura saturada na obesidade pode ser influenciado pelas variações em um gene chamado APOA2. Indivíduos que possuem a variante CC do gene apresentam maior risco de desenvolver obesidade quando consumida uma dieta rica em gordura saturada, do que aqueles com as variantes TT ou TC do gene.

O risco que o sódio pode representar ao organismo também pode ser analisado pelo teste.  O efeito do consumo de sódio na pressão sanguínea é influenciado por variações em um gene chamado ACE. Aqueles com as variantes GA ou AA do gene ACE possuem maior risco de apresentarem pressão arterial elevada quando uma maior quantidade de sódio é consumida, do que aqueles que possuem a variante GG do mesmo gene.

A cafeína é o estimulante mais  consumido no mundo e o café é a principal fonte de cafeína. A relação entre o alto consumo de café e um risco elevado de pressão sanguínea elevada e doenças cardíacas depende de um gene chamado CYP1A2. Quem tem as variantes GA ou AA do CYP1A2 metabolizam a cafeína mais lentamente e apresentam maior risco de sofrerem de pressão arterial elevada e ataque cardíaco quando o consumo de cafeína é alto.

A vitamina C é um nutriente essencial que deve ser obtido de fontes alimentares. Baixos níveis de vitamina C no sangue foram associados com o risco elevado de doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e câncer. Estudos recentes demonstraram que a habilidade de processar vitamina C de forma eficiente depende do gene GSTT1. As diferentes versões deste gene interagem para influenciar na forma em que a vitamina C é utilizada no corpo. O exame realizado aponta como estão os níveis de absorção no indivíduo.

O folato é uma vitamina do complexo B, solúvel em água, necessária para o crescimento e desenvolvimento celular. Baixos níveis de folato no sangue foram associados com o maior risco de doenças cardíacas e derrame cerebral. A habilidade de um indivíduo processar folato, de forma eficiente, depende do gene MTHFR. A MTHFR converte o folato obtido por meio da dieta em uma forma ativa do nutriente que pode ser usada pelo corpo em nível celular.  

Para reduzir o risco de deficiência, a ingestão de folato deve ser de pelo menos 400mcg por dia. Alimentos naturalmente ricos em folato incluem feijões, lentilhas, grão de bico, quiabo, espinafre e folhas verdes em geral. Outras fontes de folato são os cereais enriquecidos, pães e farinha de trigo fortificada com ácido fólico.

Os grãos integrais são carboidratos de baixo índice glicêmico que possuem mais fibras que os grãos refinados. Eles também possuem mais micronutrientes essenciais, como o ácido fólico, magnésio e vitamina E.  Os grãos integrais podem ajudar a reduzir o risco de diversas doenças, particularmente o diabetes tipo 2.

Quem possui a variante TT do gene TCF7L2 tem um risco elevado de desenvolver diabetes tipo 2 se o seu consumo de grãos integrais for baixo. A recomendação é substituir os carboidratos de alto índice glicêmico por carboidratos de baixo índice glicêmico. Em vez de massas e pães feitos com farinha refinada, bem como de batatas e arroz branco, é indicado o consumo de trigo, arroz, aveia, cevada, milho, arroz selvagem, centeio, quinoa e trigo sarraceno .

 As gorduras ômega-3, como as encontradas em peixes gordurosos, foram associadas com a redução no risco de doenças cardíacas. O efeito do ômega-3 nos níveis de triglicérides depende de variações em um gene chamado NOS3. As variações do gene NOS3 interagem com o ômega-3 de maneira diferente e possuem impactos distintos no processamento de triglicérides pelo corpo.

Quem possui o genótipo GG não tem nenhum benefício em aumentar o seu consumo de ômega-3 para reduzir os níveis sanguíneos de triglicérides.

Vale dizer que os testes genéticos da Nutrigenomix só podem ser requisitados por nutricionistas credenciados. Atualmente, são aproximadamente 240 profissionais no Brasil e, por enquanto, ainda é um mapeamento caro de ser feito. 

R7 

China aprova produção de seu primeiro remédio contra o ebola

O "JK-05" foi desenvolvido após cinco anos de trabalho

O exército chinês autorizou a produção do primeiro remédio desenvolvido neste país para combater o vírus do ebola, segundo informou neste domingo a televisão estatal chinesa "CFTV".

O remédio, denominado "JK-05", foi desenvolvido após cinco anos de trabalho pelo Instituto de Microbiologia e Epidemiologia da Academia de Ciências Médicas Militares, aponta a informação.

O remédio atua em nível micromolecular e "contém de forma seletiva a RNA-polimerase do vírus do ebola para inibir sua replicação", declarou à "CFTV" o professor Wang Hongguan, diretor da equipe de pesquisadores da citada academia que desenvolveram.

Até agora foram realizadas provas com sucesso em animais e em nível celular, e também foi completado o processo para realizar análise clínicas. Wang recalcou que, por enquanto, uma possível aplicação deste remédio só ocorreria em situações de emergência.

EFE / R7

Conheça 6 alimentos que podem salvar a sua vida

Fotomontagem R7
Ricas em vitaminas, sais minerais e antioxidantes, as folhas combatem vários tipos de doença

Vitaminas A, B e K, cálcio, magnésio, potássio, fitoquimicos e muitas outras substâncias. Esses são só alguns dos componentes que não devem faltar na nossa alimentação diária, já que são essenciais para o bom funcionamento do organismo. 

Essas e outras substâncias estão presentes em seis alimentos tão ricos que, se comidos diariamente, podem até salvar sua vida. 

Veja a seguir:

Acelga  
A acelga é uma fonte de dois importantes antioxidantes que não são tão conhecidos: o ácido siríngico e o kaempferol.  O primeiro pode ajudar a estabilizar o açúcar no sangue, inibindo as enzimas que transformam carboidratos em açúcares simples, enquanto o último protege as células contra as toxinas que causam câncer, reduz a inflamação e também pode reduzir o risco de doenças cardíacas, diabetes e outras doenças crônica.

Agrião  
Uma única xícara de agrião basta para atingir o seu valor diário recomendado de vitamina K, que pode ajudar a regular a coagulação do sangu, reduzir a placa bacteriana nas paredes das artérias e a inflamação associada a doenças crônicas como artrite.

Couve  
De todas as folhas verdes, as couves auxiliam os ácidos biliares do seu estômago, o que pode ajudar a diminuir os níveis de colesterol e até mesmo protegê-lo contra alguns tipos de câncer. A couve também contêm uma classe especial de fitoquímicos que nutrem sistemas de desintoxicação naturais do corpo.

Couve Chinesa  
A couve chinesa é uma das melhores fontes de potássio e ajuda a construir músculos e manter a pressão arterial baixa. Ela vem também com vitamina A, que fortalece o sistema imunológico, aumentando a atividade de células sanguíneas brancas e resposta do organismo às toxinas.

Couve-galega  
A couve-galega é a principal fonte dos compostos glucosinolatos e kaempferol, que os pesquisadores acreditam combater o câncer, proteger o coração, baixar os níveis de açúcar no sangue, fortalecer os ossos e reduzir a inflamação no corpo. O alimento é rico em luteína e zeaxantina, antioxidantes que ajudam a prevenir doenças oculares e perda de visão  

Rúcula  
A rúcula tem um dos mais altos níveis de nitrato de qualquer folhas verdes, ajudando a aumentar o fluxo sanguíneo e, consequentemente, melhorar o desempenho. Ela vem também com flavonóides ― antioxidantes que combatem doenças cardíacas e até mesmo alguns tipos de câncer. Uma nova pesquisa sugere que ela também pode prevenir úlceras.

R7

Inibidores de apetite: proposta que suspende resolução da Anvisa carece de evidências técnicas

Em 2011, uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a RDC 52/2011, proibiu a comercialização, a produção e a manipulação de três inibidores de apetite (femproporex, mazindol e anfepramona ou dietilpropiona) e impôs restrições à venda da sibutramina

No entanto, está em trâmite no Congresso Nacional, um Projeto de Decreto Legislativo (PDS 52/2014) que revoga a determinação da Anvisa. Uma das principais justificativas da PDS argumenta que a resolução da Anvisa causou grande insatisfação entre a classe médica, constituindo-se num retrocesso ao tratamento dos obesos no país.

Especialista no assunto, o pesquisador do Departamento de Ciências Biológicas da ENSP, Francisco Paumgartten, questiona o fato de uma decisão essencialmente técnica na área de regulação medicamentos ter chegado ao Congresso Nacional. Na entrevista concedida ao Informe ENSP, Paumgartten também esclarece a polêmica entre os próprios médicos e desconstrói a justificativa que sustenta o Projeto de Decreto. Confira a entrevista. 

Informe ENSP: Está tramitando no Congresso Nacional um projeto de decreto legislativo que anula a decisão da Anvisa de proibir a venda de inibidores de apetite. Como e por que uma decisão essencialmente técnica da área de regulação de medicamentos chegou ao Congresso? 
Francisco Paumgartten: Em 2011, uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (RDC 52/2011) proibiu a comercialização de três inibidores de apetite (femproporex, mazindol e anfepramona ou dietilpropiona) e impôs restrições à venda da sibutramina. Essa decisão atendeu em parte à recomendação da Câmara Técnica de Medicamentos (Cateme), que pediu a retirada dos quatro inibidores de apetite do mercado em virtude da falta eficácia e dos riscos à saúde dos pacientes. No ano anterior, as agências americana (FDA) e europeia de medicamentos (EMA) haviam chegado a conclusões semelhantes em relação à eficácia e segurança da sibutramina (o mais moderno dos quatro medicamentos), cuja comercialização foi suspensa nos Estados Unidos e na Europa.

Acompanhando o que ocorreu no resto do mundo, a empresa que desenvolveu a sibutramina suspendeu voluntariamente a produção e a comercialização do medicamento de marca (Reductil) no Brasil. A sibutramina continua disponível no país sob a forma de medicamentos genéricos e produtos preparados em farmácias magistrais. Apesar de a Anvisa ter mantido a sibutramina, o setor regulado, algumas sociedades médicas e o CFM continuaram a exigir a liberação dos demais inibidores de apetite. Esses setores conseguiram que um projeto de decreto legislativo (PDS 52/2014), que revoga a RDC52/2011, tivesse tramitação excepcionalmente rápida e fosse aprovado por esmagadora maioria na Câmara e na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania do Senado. Além disso, tudo indica que será aprovado também pelo plenário do Senado em data próxima, posto que, como não depende de sanção presidencial, será promulgado pelo Congresso e entrará em vigor.

Informe ENSP: Alguns médicos, que defendem a liberação dos inibidores de apetite, afirmam que o impedimento aumentou a prevalência da obesidade no país. Qual foi o impacto da proibição na prevalência da obesidade no Brasil?
Francisco Paumgartten: Essa afirmação, sem apresentação de qualquer dado que a sustente, já era feita antes mesmo da publicação RDC/52/2011 completar o primeiro ano. Até 2011, o Brasil foi possivelmente o maior consumidor mundial de femproporex, anfepramona e mazindol e também de sibutramina. Não obstante a esse fato, a prevalência de excesso de peso (IMC>25) e obesidade (IMC>30) na população brasileira vinha apresentando crescimento constante, ano a ano (42,7%, em 2006, 48,5%, em 2011). Em 2012, segundo levantamento do Vigitel-MS, mais da metade (51%) dos indivíduos maiores de 18 anos tinha IMC>25. 

Dados mais recentes (Vigitel-2014) mostram que, pela primeira vez em oito anos, a prevalência de excesso de peso parou de crescer e manteve-se em 50,8% em 2013. Portanto, os levantamentos realizados pelo MS mostram que a retirada dos três inibidores de apetite do mercado e a redução do consumo da sibutramina não aumentaram a prevalência de sobrepeso e obesidade no Brasil. Esse fato é consistente com a interpretação de que os inibidores de apetite são pouco eficazes no tratamento dessas condições. 

Informe ENSP: Alguns médicos são a favor da proibição enquanto outros são contra. Por que a questão é polêmica?
Francisco Paumgartten: Os médicos contrários à proibição dizem que “prescritos de forma adequada e individualizada, os inibidores de apetite são opções terapêuticas válidas”; que “alguns pacientes só conseguem perder peso com esses medicamentos”; “que há poucas opções para tratar a obesidade” e outras afirmações do gênero. Em nenhum momento no debate que precedeu e sucedeu a RDC52/2011 essas afirmações foram sustentadas por estudos clínicos adequadamente desenhados, executados e interpretados. Em que pese a pouca efetividade e os problemas de segurança, trata-se, portanto, da opinião de especialistas de que esses medicamentos ainda assim poderiam ser utilizados em benefício de alguns pacientes.

Por outro lado, para avaliar se determinado medicamento deve ou não ser aprovado para comercialização (quer dizer, se os potenciais benefícios terapêuticos excedem os riscos), as agências reguladoras (FDA, EMA, ANVISA) seguem o que hoje é conhecido como medicina baseada em evidências (MBE), ou seja, o emprego da melhor evidencia científica disponível para a tomada de decisão. A “melhor evidência” é empírica e resulta de revisões sistemáticas, com ou sem meta-análise, e com baixa probabilidade de vieses e de estudos clínicos de boa qualidade, isto é, adequadamente controlados, aleatorizados, e robustos o suficiente para detectar diferenças entre os grupos tratados com o medicamento e o grupo controle, quando ela de fato existe. A opinião de especialistas, porém, ocupa a última posição nessa hierarquia de evidências consideradas no processo decisório. 

Há também a questão do desfecho de eficácia a ser considerado no caso de medicamentos para tratar obesidade. O objetivo primordial do tratamento farmacológico da obesidade é a redução da morbidade associada ao excesso de peso e não a perda de peso em si. Pode-se dizer que perdas de peso alcançadas com dieta e exercício físico, ainda que modestas, são benéficas para a saúde do paciente obeso. Por outro lado, o mesmo não ocorre necessariamente quando a perda de peso é alcançada com medicamentos inibidores do apetite. Isso foi demonstrado para a sibutramina (estudo SCOUT) em relação aos desfechos cardiovasculares. Em virtude de suas propriedades adrenérgicas, a sibutramina aumenta a freqüência cardíaca e a pressão arterial. Embora essa elevação da PA seja via de regra pequena e difícil de ser percebida no consultório, ela é mantida durante o tratamento e constitui fator de risco para doença coronariana e acidente vascular encefálico.

O estudo SCOUT mostrou que a sibutramina aumentou o risco de infarto e derrame cerebral, ou seja, o potencial benefício da perda de peso foi anulado e revertido pelos efeitos adrenérgicos da droga. Os que defendem a permanência dos inibidores de apetite proibidos (todos com propriedades adrenérgicas) consideram a perda de peso (modesta e transitória) como prova de eficácia, e ignoram que essa perda não se traduziu em benefícios à saúde no longo prazo. 

Informe ENSP: Um dos principais argumentos repetidos no Congresso é que com a proibição os médicos ficaram sem opções para tratar a obesidade. Que medicamentos contra obesidade restaram no mercado?
Francisco Paumgartten: Esse argumento é falacioso. Medicamentos ineficazes, ou cujos riscos superam os potenciais benefícios, não podem ser considerados como opções terapêuticas válidas. Ademais, a Anvisa proibiu os três inibidores de apetite mais antigos e perigosos, mas manteve a sibutramina. Além da sibutramina há também no mercado o orlistat que não é inibidor de apetite, mas bloqueia a enzima lipase e diminui a absorção de gorduras no intestino, reduzindo o peso. Portanto, os médicos continuam a poder usar um inibidor de apetite e um inibidor da absorção de gorduras. 

Informe ENSP: Como o setor farmacêutico foi afetado pela resolução da ANVISA sobre inibidores de apetite?
Francisco Paumgartten: Relatório de 2009 do Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC – ANVISA) mostra que, antes da proibição (RDC52/2011), mais de 90% da quantidade total de femproporex e anfepramona consumidos no Brasil correspondiam a medicamentos manipulados e vendidos em farmácias magistrais. O mazindol era bem menos consumido do que os outros dois inibidores de apetite, mas também nesse caso a quantidade aplicada em medicamentos manipulados excedia amplamente a quantidade usada em produtos industrializados. No caso da sibutramina, antes da retirada voluntária do produto de marca, a quantidade consumida em medicamentos manipulados quase igualava aquela consumida em produtos industrializados. Portanto, a proibição dos três inibidores de apetite e a diminuição do consumo de sibutramina após a publicação da RDC52/2011 afetou mais fortemente esse segmento do setor regulado. 

Informe ENSP: Quais as implicações do decreto legislativo, caso venha a ser aprovado?
Francisco Paumgartten: O PDS 52/2014 revoga a RDC52/2011, mas nada impede que a Anvisa publique outra resolução que tenha os mesmos efeitos da anterior e mantenha os três medicamentos fora do mercado. A revogação pelo Congresso de uma decisão técnica da Anvisa, baseada em análise de evidências científicas de segurança e eficácia de medicamentos é um fato inédito e preocupante. Os parlamentares não só não possuem competência técnica exigida para esse tipo de análise, como foram parciais ouvindo apenas a retórica a favor da liberação dos inibidores de apetite. O mais grave, porém, é que análises e decisões sobre a regulação de medicamentos exigem a explicitação de potenciais conflitos de interesse. As agências reguladoras têm regras e procedimentos para que as decisões não sejam indevidamente influenciadas pelos interesses do setor regulado. A cada reunião da Cateme, por exemplo, os membros assinam uma declaração explicitando potenciais conflitos de interesse em relação aos temas da pauta. No congresso, entretanto, os lobbies do setor regulado atuam livremente.

Informe ENSP

Novo remédio eleva expectativa de pacientes com insuficiência cardíaca

Testes apontam que nova droga reduz o índice de mortalidade em 20%. Novartis deve solicitar autorização para vender a droga no fim de 2014

Um medicamento experimental do laboratório suíço Novartis mostrou-se eficaz no aumento da expectativa de vida de pacientes com insuficiência cardíaca, reduzindo o índice de mortalidade em 20%. A nova droga, conhecida como LCZ696, poderia substituir as terapias usadas atualmente para tratar a doença, que afeta 26 milhões de pessoas no mundo.

O teste foi feito com 8.442 pacientes de 47 países, ao longo de 27 meses. Foi avaliada a inocuidade e a eficácia do tratamento em pacientes com insuficiência cardíaca, e a comparação com aqueles tratados com o enalapril, vendido em marcas como Renitec e Vasotec.

Foi comprovado que 21,8% dos pacientes tratados com o LCZ696 morreram de insuficiência cardíaca, enquanto, entre os pacientes tratados com enalapril, esta porcentagem foi de 26,5%, uma diferença de 20%.

O medicamento também reduziu em 21% o número de internações por causa da doença. Segundo os pesquisadores, um dos efeitos colaterais do LCZ696, é a hipotensão, embora eles afirmem que ele causa menos danos aos rins do que o enalapril.

A gigante farmacêutica Novartis anunciou neste sábado os resultados do estudo, no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, em Barcelona, Espanha. Os resultados foram publicados também pela revista americana “New England Journal of Medicine”.

A Novartis deve solicitar à Administração de Alimentos e Medicamentos americana (FDA, sigla em inglês) autorização para começar a vender a nova droga no fim de 2014 e obter o seu equivalente na União Europeia em 2015. O índice de mortalidade por insuficiência cardíaca é elevado. Cerca de 50% dos pacientes morrem nos cinco anos posteriores ao diagnóstico, segundo a Novartis.

O analista Tim Anderson, da empresa Sanford C, citado pelo “New York Times”, estima que o remédio terá um preço elevado, podendo custar US$ 7 diários nos Estados Unidos, ou US$ 2,5 mil anuais. As versões genéricas dos demais tratamentos contra a doença custam US$ 4 por dia.

G1

Prefeitura de Conceição do Castelo - ES abre processo seletivo

A Prefeitura de Conceição do Castelo, no estado do Espirito Santo, divulgou o edital de processo seletivo nº 002/2014, com a finalidade de ocupar 21 vagas destinadas a candidatos de níveis fundamental, médio e superior. A remuneração vai de R$ 825,75 a R$ 2.199,04, por jornadas de 30, 40 ou 44 horas semanais.

As oportunidades são para os cargos de auxiliar de secretaria escolar, engenheiro civil/agrônomo, motorista, operador de máquinas – retro escavadeira/ trator agrícola, técnico agrícola, contador, auxiliar administrativo/ odontológico, psicólogo e assistente social.

As inscrições podem ser feitas no período de 02 a 05 de setembro de 2014, nas dependências do Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora da Conceição do Castelo, situado na Praça Emydio Vargas –Centro – Conceição do Castelo – ES, das 08 às 11 horas e das 13 às 16 horas, mediante a entrega de requerimento de inscrição, disponibilizado no Site www.conceicaodocastelo.es.gov.br.

O certame será constituído por provas de títulos, exceto para os candidatos aos cargos de motorista e operador de máquina, que serão avaliados por prova prática, a qual será realizada em dias, horários e locais a serem previamente informados por meio de edital próprio provavelmente no dia 16 de setembro de 2014.

Os resultados referentes ao processo seletivo serão divulgados através do site www.conceicaodocastelo.es.gov.br.

O concurso é válido pelo período de 12 meses, contados a partir da data de divulgação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

Concurso Prefeitura de Cataguases - MG

A Prefeitura de Cataguases, no estado de Minas Gerais, publicou edital de concurso público n° 001/2014, com a finalidade de preencher 146 vagas para profissionais de níveis fundamental, médio e superior. Os salários vão até R$  1.447,24, por jornada de trabalho entre 6h e 30h.

O concurso público será realizado sob a responsabilidade da empresa contratada, Ágora Consultoria Ltda. As vagas são para os empregos de administrador de rede, advogado, agente administrativo, analista de sistema, assistente social, auxiliar administrativo, auxiliar de obras e manutenção, auxiliar de serviço escolar, auxiliar de serviços gerais, biólogo, bombeiro, borracheiro, calceteiro, coletor de lixo, contador, disciplinário, economista e demais cargos.

Os interessados deverão fazer suas inscrições no período de 03 de novembro a 03 de dezembro de 2014, na Praça Governador Valadares, nº 176, Centro, Cataguases - MG. Referência: Praça Chácara Dona Catarina, das 08 às 16 horas, exceto aos sábados, domingos e feriados, ou via internet por meio do  site www.agoraconsultoria.srv.br. As taxas variam de R$ 36,00 a R$ 58,00 de acordo com a função escolhida.

As provas objetivas serão realizadas no dia 25 de janeiro de 2015. Os locais e horários serão divulgados na Prefeitura Municipal de Cataguases e pela internet (www.cataguases.mg.gov.br e www.agoraconsultoria.srv.br). A divulgação dos gabaritos oficiais das provas objetivas será na data prevista de 25 de janeiro de 2015.

O prazo de validade do concurso é de dois anos, contados da data da homologação do seu resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez a critério da Autarquia Municipal.

Prefeitura de Araújos - MG abre vagas em seletivos

A Prefeitura Municipal de Araújos, no estado de Minas Gerais, por meio do Diário Oficial dos Municípios (29 de agosto de 2014), comunica que irá realizar os processos seletivos nº 012, 13 e 14/2014, destinados à formação de cadastro de reserva para os cargos de Fonoaudiólogo, Psicólogo e Enfermeiro de PSF.

As inscrições serão realizadas no período entre 02 e 05 de setembro de 2014.

Maiores informações na Avenida Primeiro de Janeiro, nº 1748 – Centro – Araújos/MG ou no Telefone (37) 3288-3000 de 12:00 às 17:00.

Concurso UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) publicou o edital nº 08/2014 de concurso público para ocupar 23 vagas de professor do magistério superior, por salários de até R$ 8.717,64.

A inscrição será feita, exclusivamente, via internet, no www.sigrh.ufrn.br,  de 15 de setembro de 2014 até 15 de outubro de 2014, observando o horário local. As taxas de inscrição variam de R$ 60,00 a R$ 220,00.

As provas poderão ocorrer no período de 10 de novembro a 06 de dezembro de 2014, sendo aplicadas no município de Natal/ RN, para as vagas destinadas ao Instituto Metrópole Digital - IMD, no horário local, e em Santa Cruz/RN para as vagas destinadas à Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi - FACISA, também no horário e local.

A prova didática será realizada exclusivamente pelos candidatos aprovados na respectiva prova escrita, no dia, horário e local definidos pela Comissão Examinadora correspondente.

Concurso Prefeitura de Caçapava do Sul - RS

A Prefeitura de Caçapava do Sul, no estado do Rio Grande do Sul, divulgou o edital nº 2.333/2014, que estabelece normas para o concurso público nº 01/2014, cuja finalidade é ocupar 06 vagas destinadas a candidatos de nível superior.

As oportunidades são para o cargo de médico nas especialidades de psiquiatra e clínico geral, por remuneração no valor de R$ 2.459,30, por carga horária de 20 horas semanais.

As inscrições podem ser feitas no período de 02 a 22 de setembro de 2014, através do site www.premierconcursos.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 50,00.

A data, horário e local da prova escrita estão previstos para ser divulgada antecipadamente no edital de homologação das inscrições.

O gabarito oficial da prova provavelmente estará disponível no primeiro dia útil após a realização das provas, nos sites www.premierconcursos.com.br e www.cacapava.rs.gov.br.

O certame, que está sob a responsabilidade da empresa Premier Concursos Ltda, será válido pelo período de dois anos, contados a partir da data de homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Administração.

Concurso Prefeitura de Gurinhatã - MG

A Prefeitura de Gurinhatã, no estado de Minas Gerais, abriu extrato do edital de concurso público regido pelo edital nº 001/2014, destinado ao provimento de várias vagas, em cargos de níveis fundamental, médio e superior.

O certame destina-se à contratação de Auxiliar de Serviços Gerais, Mecânico I, Motorista I, Operador de Máquinas I, Operador de Máquinas II, Pedreiro, Oficial Especializado e Vigilante, Agente Administrativo, Atendente de Saúde, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Fiscalização, Oficial Administrativo e Secretário Escolar, Técnico em Enfermagem, Técnico em Radiologia e Técnico em Contabilidade, Advogado, Assistente Social, Contador, Engenheiro Civil, Enfermeiro, Farmacêutico, Nutricionista, Odontólogo, Professor I, Psicólogo e Psicopedagogo.

O período de inscrição segue de 3 de novembro até 3 de dezembro de 2014.

O certame foi publicado do Diário Oficial do Estado, nesta sexta-feira, 29 de agosto de 2014.

Concurso Prefeitura de Três de Maio - RS

No estado do Rio Grande do Sul, a Prefeitura de Três de Maio publicou os editais nº. 049 e 050/2014 para a realização de concurso público e processo seletivo. O certame, a ser executado pela empresa Objetiva Concursos, oferece 55 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. A remuneração varia de R$ 608,53 a R$ 7.441,98 em regime de 20, 30 ou 40 horas semanais.
Às pessoas com deficiência, é assegurado o direito de inscrição cujo os cargos e atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadores, num percentual de 10% do total das vagas, oferecidas para cada cargo.

Cargos
Auxiliar de Educação Infantil, Contador, Enfermeiro, Fiscal de Obras, Posturas/Meio Ambiente, Médico, Médico Gineco-Obstetra, Monitor, Orientador Educacional, Procurador, Professor (Educação Infantil, Ensino Fundamental – Séries ou Anos Finais nas disciplinas de: Educação Física, Inglês e Ciências; e Ensino Fundamental – Séries ou Anos Iniciais), Secretário de Escola, Técnico (Agrícola e Enfermagem), Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate às Endemias.

Inscrições
As inscrições poderão ser realizadas até 14 de setembro de 2014, pelo site www.objetivas.com.br.

Taxa:
Nível fundamental: R$ 17,00;
Nível médio: R$ 25,00;
Nível superior: R$ 46,00.

Prova
Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva e títulos (aos cargos de PROFESSOR (todos) e Orientador Educacional).

As provas objetivas serão realizadas nas datas prováveis de 11 e 12 de outubro de 2014, em locais que serão divulgados quando da homologação das inscrições, a partir de 26 de setembro de 2014.

Validade
Os certames serão válidos por dois anos, contados a partir da data de homologação dos resultados, prorrogável por mais dois anos, a critério da Prefeitura de Três de Maio.

Prefeitura de Tucuruí - PA prorroga inscrições de concurso

A Prefeitura de Tucuruí, Estado do Pará, ampliou o prazo de inscrições ao concurso público (edital 001/2014) para preenchimento de 454 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os vencimentos variam de R$ 780,64 a R$ 1.717,96, respectivamente, por jornadas de 25 a 40 horas semanais.

Fica reservado o percentual de 5% do total das vagas de cada cargo ofertado neste concurso para os candidatos portadores de deficiência física ou sensorial, em função compatível com a sua aptidão.

Cargos
Cozinheiro, Motorista de Veículos Leves/Pesados, Auxiliar de Odontologia, Técnico (Laboratório, Enfermagem, Saneamento e Radiologia), Administrador, Assistente Social, Enfermeiro, Engenheiro Civil, Farmacêutico-Bioquímico, Fisioterapeuta, Farmacêutico, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Odontólogo, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Merendeira, Auxiliar Administrativo, Assistente Administrativo, Assistente de Biblioteca, Professor, entre outros cargos.

Inscrições
As inscrições foram prorrogadas e devem ser realizadas até 1º de setembro de 2014, no site www.portalfic.com.br. O boleto impresso até o dia 1 de setembro de 2014 poderá ser pago até ao final do expediente bancário do próximo dia útil subsequente, com expediente bancário.

A taxa de inscrição é de:
R$ 40,00 - Nível fundamental;
R$ 50,00 - Nível médio;
R$ 65,00 - Nível superior.

Prova
O concurso será realizado em duas etapas, a saber: prova escrita e de títulos. As provas escritas serão realizadas provavelmente no dia 14 de setembro de 2014, em horário e local a serem divulgados quando da publicação das inscrições, a partir do dia 5 de setembro de 2014.

Os títulos deverão ser entregues no período de 8 a 10 de outubro de 2014, no horário das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00 (hora de Tucuruí), na Rua Raimundo Ribeiro de Souza nº 01, bairro Santa Izabel, Tucuruí-PA.

Validade
A validade do concurso será de dois anos a contar da publicação da homologação do resultado final, prorrogáveis, uma única vez, por até dois anos.

Prefeitura de Apiacá - ES promove processo seletivo

A Prefeitura de Apiacá, no estado do Espírito Santo, através do Fundo Municipal de Saúde, faz saber que realizará o processo seletivo nº 001/2014, para contratação temporária de Ginecologista e Assistente Social.

As inscrições estarão abertas do dia 1° a 05 de setembro de 2014, no horário das 8h às 16h, no protocolo da Secretaria Municipal de Saúde, localizada na Praça Senhora Santana, nº 06 - Centro, Apiacá-ES.

Maiores informações no telefone (28) 3557-1829.

O extrato do edital foi publicado no Diário Oficial do Estado - Diversos, edição de 29 de agosto de 2014, pág. 1.

Concurso Prefeitura de São José do Rio Preto-SP prorroga as inscrições

A Prefeitura de São José do Rio Preto, no estado de São Paulo, divulgou o edital de concurso público nº 01/2014, através da Secretaria Municipal de Saúde. Com oportunidades para candidatos de nível superior, o certame propõe 159 vagas de ampla concorrência, mais 08 vagas para candidatos portadores de deficiência.

As chances são para o cargo de Médico Plantonista, nas especialidades de Pediatra e Clínico, por remunerações de R$ 1.100,00 por plantão de 12 horas, mais gratificação, por no mínimo 08 e no máximo 10 plantões mensais.

As inscrições foram prorrogadas até as 16h de 12 de setembro de 2014, através do site www.vunesp.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 81,70.

Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva e de títulos. A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 19 de outubro de 2014, pela manhã. Os títulos serão recebidos até o ultimo dia do prazo das inscrições. As informações sobre local e horário das provas serão divulgadas com antecedência mínima de 10 dias, por meio de publicação no Diário Oficial do Município e nos sites www.riopreto.sp.gov.br e www.vunesp.com.br. 

O caderno de questões e o gabarito provavelmente estarão disponíveis no site www.vunesp.com.br, a partir das 14 horas do 1º dia útil subsequente a aplicação da prova. 

O concurso, que será executado pela Fundação Vunesp, será válido pelo período de 01 ano, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez, a critério da Administração Municipal, a contar da data de publicação de sua homologação.

Prefeitura de Jaboticabal - SP abre vagas para estagiários

A Prefeitura de Jaboticabal, no estado de São Paulo, comunica que  já estão com as inscrições abertas para selecionar estagiários de níveis médio e superior incompleto. Os interessados devem se dirigir ao CIEE (Centro de Integração Empresa – Escola), até o dia 05 de setembro de 2014, para efetivar a inscrição.

A inscrição é gratuita, mas os inscritos poderão doar 1 (um) litro de leite longa vida, que será destinado ao Fundo Social de nossa cidade, explica o secretário de Administração, César Poletti.

Para participar do certame, é necessário ter idade mínima de 16 anos (até o encerramento das inscrições), não possuir antecedentes criminais, estar matriculado no nível superior, ensino técnico ou ensino médio de instituições públicas ou privadas.

No ato da inscrição é preciso apresentar os seguintes documentos:

- Ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada;

- RG;

- CPF/CIC;

- Comprovante de residência (conta de água, luz);

- Declaração de próprio punho do candidato que está regularmente matriculado e frequentando aulas.

ENSINO SUPERIOR: Administração, Agronomia, Arquitetura, Artes Plásticas, Biblioteconomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Comunicação Social, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Farmácia, Filosofia, Fisioterapia, Geografia, Historia, Letras, Matemática, Musica, Nutrição, Pedagogia, Psicologia, Secretariado, Serviço Social, Sistema de Informação.

ENSINO TÉCNICO: Técnico em Administração, Técnico Alimentos, Técnico Jurídico, Técnico em Secretariado, Técnico em Logística, Técnico em Informática, Técnico em Radiologia, Técnico em Enfermagem e Técnico em Recursos Humanos.

Concurso Prefeitura de Ceres - GO

No Estado de Goiás, a Prefeitura de Ceres publicou extrato do edital nº. 001/2014 de concurso público para provimento de 144 cargos de níveis fundamental, médio e superior.

CargosAgente de Apoio Educacional, Auxiliar de Serviços de Alimentação/Higiene, Agente Fiscal Tributário, Auxiliar de Serviços Gerais, Coveiro, Engenheiro Ambiental, Fiscal do Meio Ambiente, Motorista, Operador de Máquinas Pesadas, Psicólogo, Técnico (Agrícola, Laboratório, Enfermagem e Radiologia), Telefonista, Auxiliar de Consultório Dentário e Enfermeiro.

As inscrições serão efetuadas no período compreendido entre 30 de setembro e 24 de outubro de 214, através dos sites www.perfas.com.br e/ou www.ceres.go.gov.br.

O concurso constará de prova escrita, prática e títulos.

A prova escrita está prevista para 30 de novembro de 2014, no horário das 9h às 12h. Já a prova prática será realizada na data provável de 11 de janeiro de 2015, com início às 9h.

Os locais das provas serão divulgados pela comissão especial do concurso, logo após o término das inscrições.

Os documentos referentes a prova de títulos deverão ser entregues até o dia 12 de janeiro de 2015.

O extrato do edital encontra-se publicado no Diário Oficial de Goiás, edição de 29 de agosto de 2014, pág. 15.

Prefeitura de Ipiranga do Norte - MT promove processo seletivo

A Prefeitura de Ipiranga do Norte, no estado do Mato Grosso, tornou público o edital de processo seletivo regido pelo nº 007/2014, com a finalidade de ocupar 03 vagas destinadas a candidatos de níveis médio incompleto e superior completo.

As vagas são para os cargos de Cirurgião - Dentista e Agente de Fiscalização Sanitária, os contratados fará jus a remunerações que varia de R$ 876,99 a R$ 4.181,54, de acordo com o cargo pretendido, em jornadas de 40 horas semanais.

As inscrições serão aceitas até 08 de setembro de 2014, na sede da Prefeitura de Ipiranga do Norte, situada a Rua dos Girassóis, 387, Centro, Ipiranga do Norte, MT, no horário das 07h às 13h.

As provas objetivas estão previstas para serem aplicadas no dia 14 de setembro de 2014, das 08h às 11h, na Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, localizada na Rua Solimões, s/n, Bairro dos Rios, Ipiranga do Norte, MT.

O certame será válido pelo período de 06 meses, contados a partir da data da sua homologação.

Padrão quer facilitar submissão de dispositivos à Anvisa

RPS da IMDRF busca definir um padrão global de comunicação entre agência reguladora e fabricantes de tecnologias médicas. País deve começar adoção nos próximos anos

Comunicar como será feita a implementação de novos conceitos regulatórios para o registro e o cadastro de dispositivos médicos no Brasil, considerando os conceitos definidos no subgrupo Regulated Product Submission (RPS) do International Medical Device Regulator Forum (IMDRF). Este foi o objetivo de um encontro realizado em São Paulo no dia 20 de agosto, na qual Anvisa e principais associações fabricantes de dispositivos médicos debateram estratégias para a pré-implantação RPS no País.

O RPS define um protocolo eletrônico para solicitação de registro de um novo dispositivo médico às Agências Reguladoras, com base em regras dos países que compõem o IMDRF, como Brasil, Comunidade Europeia, EUA, Japão, Austrália, Canadá, China e Rússia. Ao substituir o papel, a ideia do padrão é uniformizar os processos de aprovação, respeitando as particularidades de cada mercado e agência.

De acordo com Vivian Morais, especialista da Gerência Geral de Tecnologia de Produtos para Saúde da Anvisa, a agência pretende iniciar o processo de incorporação destes novos conceitos regulatórios na área de dispositivos médicos nos próximos anos. O ponto de partida será a adoção da estrutura do MA-ToC para solicitação dos registros e cadastros de dispositivos médicos no Brasil.

Saúde Web

Alerta: redes sociais de massa oferecem perigo aos médicos

O Brasil já foi definido como o “futuro das mídias sociais” ou “a capital das mídias sociais” e é por isso que os médicos precisam ficar atentos aos perigos da exposição profissional 

O gosto do brasileiro pelas redes sociais já vem sendo analisado há muitos anos. Em 2013, o fenômeno foi destaque em duas publicações estrangeiras importantes: o jornal Wall Street Journal, que chamou o País de “capital das mídias sociais do universo”, e a Revista Forbes, que definiu o Brasil como “futuro das mídias sociais”. 

Estamos falando de um meio que não só apresenta uma audiência massiva, como também com alta dedicação em horas - o tempo dedicado ao Facebook pelos brasileiros, por exemplo, garantiu ao Brasil a segunda colocação no ranking de países dessa rede! Outro dado surpreendente é que 99% dos médicos têm acesso à internet, de acordo com os dados da TIC SAÚDE 2013.

Riscos da amizade online
Outra pesquisa, realizada no final de setembro 2013 pelo Instituto Ipsos apontou que os brasileiros estão entre os que mais misturam a vida pessoal e profissional.

Foi mostrado que 83% dos brasileiros pensam que a mistura entre vida profissional e pessoal facilita o trabalho. Isso aparece fortemente nas redes sociais. Como no Brasil as redes exclusivas para o exercício da Medicina ainda estão no começo, os médicos brasileiros ainda utilizam as redes sociais de massa para fins profissionais.

As desvantagens deste uso são várias. A principal é o risco de vazamento de informações confidenciais de pacientes e de informações dos grupos de discussão fechados, caso o médico não fique atento ao compromisso de sigilo que possui em decorrência do Código de Ética Médica, mas também os problemas que podem ser gerados pelo desconhecimento dos termos de uso e política de privacidade e pela má administração das configurações de privacidade.

Além disso, “amizades” online com pacientes podem alterar a relação médico-paciente, e resultar em um problema ainda maior: a perda da vida privada dos médicos. Médicos que permitem ao paciente acesso ao seu 'perfil' completo, apresenta detalhes sobre sua vida pessoal bem além do que seria habitual ocorrer como parte da relação médico-paciente, o que pode ser uma violação dos limites profissionais.

O Código de Ética Médica prevê regras para o comportamento dos profissionais da medicina nos meios de comunicação de massa, como a internet. Ele veda ao médico fazer referência a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos médicos, em meios de comunicação em geral, mesmo com autorização do paciente (Art. 75). No Art. 114, veda ao médico consultar, diagnosticar ou prescrever por qualquer meio de comunicação de massa.

A participação médica deve ser pautada pelo caráter exclusivamente de esclarecimento e educativo em relação a assuntos médicos (Art. 111).

Com relação a criação de páginas, devem ser observados os dispositivos legais da Resolução CFM n. 1.974/2011, que estabelece os critérios da propaganda em Medicina, conceituando os anúncios, a divulgação de assuntos médicos, o sensacionalismo, a autopromoção e as proibições referentes à matéria (inclusive sites para assuntos médicos e postura em redes sociais).

Vale recordar também as 10 recomendações da World Medical Association, que foram adotadas durante a 62nd WMA General Assembly de Outubro 2011, em Montevideo, Uruguai. Elas incluem o estudo e entendimento cuidadoso das disposições de privacidade acerca dos sites de redes sociais, lembrando as limitações deles. O médico, no Facebook, por exemplo, concede obrigatoriamente (e muitas vezes sem nem perceber) permissão para retenção e utilização dos dados pessoais. Não é a toa que o Facebook está sendo alvo de uma ação coletiva que reúne 25 mil usuários dispostos a processar a empresa por violação à privacidade, entre outras acusações

De maneira geral, conteúdo sensível, fotografias e outros materiais pessoais postados online podem tornar-se públicos e "pertencer" à internet permanentemente. Os indivíduos não têm controle da distribuição desse conteúdo que postam online.

Por essas razões e para melhorar a qualidade das discussões ou busca de informações confiáveis, além das redes sociais destinadas ao público em geral, como o Facebook, o Orkut, o LinkedIn e Twitter, entre outros, tem havido um considerável desenvolvimento das redes sociais destinadas especificamente para a classe médica.

*Giovana Pieck, sócia-criadora da rede social Ology

**As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicadas refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nesta publicação 

Saúde Web

Osso do quadril estreito pode impedir um parto normal?

O diâmetro do quadril e o posicionamento do bebê podem sim impedir sua passagem, mas isso só será percebido na hora do parto 

Por Dr. Cláudio Basbaum

Do ponto de vista obstétrico, o conhecimento da pelve óssea (PO), também chamada de bacia óssea ou quadril é indispensável, uma vez que é através dela que o feto passa para nascer durante o parto. Está constituída por quatro ossos: os dois ossos ilíacos, o sacro e o cóccix. Estes quatro ossos formam um "anel" chamado de cintura pélvica e que tem dois planos: superior ou grande pelve (também chamada de "falsa pelve") e a inferior ou pequena pelve (também chamada de "pelve verdadeira"). Esta possui uma abertura superior ou "estreito superior", abaixo da grande pelve e o "estreito inferior" que se comunica com o exterior. Entre ambos situa-se a porção intermediária: a escava pélvica, esta sim, da maior importância para o mecanismo de passagem do feto durante o trabalho de parto. 

A passagem do bebê vai depender da compatibilidade entre os vários diâmetros ósseos e os diâmetros da apresentação fetal, mais frequentemente, da apresentação cefálica (cabeça fetal). A pelve óssea está complementada por músculos, tendões e ligamentos - chamados de "partes moles" - que lhes dá a conformação tanto interna quanto externa. Sua forma é variada e depende de características constitucionais de cada mulher. 

 
 
São clássicos quatro tipos básicos ou puros: ginecoide, androide, antropóide e platipelóide. Existem importantes diferenças entre a pelve masculina e a pelve feminina, seja na constituição óssea, quanto na forma quanto nas dimensões dos eixos e diâmetros. Certas bacias da mulher apresentam características masculinas ou atípicas, o que pode dificultar ou mesmo inviabilizar um parto normal, pela via natural. 

Além dos "tipos puros" de bacia existem os "mistos" cuja conformação é resultado da associação de características de vários tipos, tanto na forma quanto nas dimensões dos diâmetros, conduzindo a importantes diferenças individuais que influenciam, facilitando ou dificultando a evolução dos mecanismos do parto. Em geral, é no estreito médio da bacia onde ocorrem as "dificuldades" na adaptação ou rotação das partes fetais (cabeça ou bacia do bebê). 

A simples avaliação do quadril de uma gestante por um obstetra experiente pode "sugerir" se a bacia é "boa" para um parto vaginal. Em certas situações específicas e mais raras, como malformações e fraturas, podemos antecipadamente lançar mão de recursos radiológicos para avaliar certas partes da bacia que podem interferir na evolução dos mecanismos do parto. 

O mais importante, sem dúvida, é a avaliação clínica de alguns diâmetros da bacia, feita através do toque genital, o qual permite suspeitar se a cabeça fetal conseguirá transpor certos níveis da bacia (desproporção feto-materna). Muitas vezes a cabeça não insinua em função do tamanho fetal, da posição em que se apresenta ou outras, levando a indicação de uma cesariana. 

Caso a parturiente esteja apresentando uma dinâmica de trabalho de parto não acompanhada da insinuação da cabeça fetal (distócia céfalo-pélvica), temos que estar atentos e abertos para indicar a cesariana. O toque vaginal bem conduzido, avaliando sobretudo o diâmetro ântero-posterior (entre púbis e sacro) e algumas projeções ósseas dentro da bacia é o que diagnostica e define se a tentativa para o parto normal deve ser prosseguida, sem que exponhamos o bebê ao "sofrimento fetal" e a parturiente, a "estafa materna". 

Minha Vida

Muito cansado? Conheça 14 causas que podem estar por trás de sua fadiga

Fatores variam de problemas no coração até excesso de cafeína

O estresse do dia a dia e a necessidade de fazer diversas coisas ao mesmo tempo podem fazer a fadiga perturbar a rotina, o que torna difícil até mesmo atividades corriqueiras. No entanto, nem sempre essa fadiga quer dizer que você está precisando apenas de um descanso. Confira o que pode estar por trás dessa sensação de cansaço incessante. 

Pouco tempo de sono  
O período do sono serve para repor nossas energias. É nesse período que acontece a síntese de proteínas, fazendo com que o cansaço do dia desapareça. Assim, se não há o tempo de sono adequado, a fadiga bate à porta.

"A quantidade de sono necessária depende do cansaço físico e mental, da idade e até da genética de cada indivíduo. Em média, um adulto deve dormir entre sete e oito horas por dia", explica Shigueo Yonekura, neurologista e especialista em sono do Instituto de Medicina e Sono.

Para que o seu sono tenha qualidade, é necessário que ele passe por todos os estágios, sendo cinco ao todo. Os dois primeiros representam o sono superficial, consumindo entre 55 e 60% do tempo dormido. Nos estágios três e quatro, acontece o descanso "físico", que dura 20% do tempo. O quinto e último estágio ocupa os 20% restantes do tempo e nele acontecem os sonhos, considerados importantes para preservar a memória.  

Apneia do sono  
Esse distúrbio é caracterizado pelo fechamento repetitivo da passagem do ar pela garganta durante o sono, podendo interromper a respiração por até 40 segundos. Essas pequenas paradas fazem com que o indivíduo acorde durante a noite, interrompendo o sono. "Fadiga, falta de concentração, alteração de humor e perda de memória e libido são sintomas comuns de quem sofre de apneia", conta o neurologista Shigueo Yonekura.

Para detectar o problema, é necessário procurar ajuda médica, pois apenas exames em um laboratório de sono podem indicar o distúrbio. Em alguns casos, o tratamento se restringe à perda de peso, já que a gordura em excesso na região do pescoço estreita ainda mais a laringe, provocando a doença. 

Sedentarismo  
Subir um lance de escadas e já ficar cansado é apenas um dos incômodos que a vida sedentária traz. É comum pessoas que não fazem nenhuma atividade física se sentirem fadigadas ao menor sinal de esforço.

Isso se deve à falta de condicionamento do sistema cardíaco, ou seja, o coração não bate saudável a ponto de mandar sangue para o corpo todo. Desse modo, explica o cardiologista João Vicente da Silveira, do Hospital São Luiz, por causa do acúmulo de ácido lático nos músculos, o sistema muscular acaba fraco.

Para resolver esse problema, não há outra solução: mexa-se! "O sedentário tem que se mexer, fazer caminhada, natação, hidroginástica", aconselha João Vicente, que lembra que a falta de tempo ou dinheiro não é desculpa para ficar parado. Descer do ônibus a dois ou três pontos de seu destino, caminhar até a padaria ou o banco, trocar o elevador pela escada são dicas valiosas para quem ainda insiste em dar desculpas.

Anemia  
A sensação de fadiga pode estar ligada a essa doença, que nada mais é do que a diminuição da hemoglobina, responsável pelo transporte de oxigênio e nutrientes pelo corpo.

"Quem tem anemia acaba transportando menos substâncias, o que não é aceito pelo organismo. O coração exige mais trabalho, levando ao fracasso dos músculos", esclarece o nutrólogo José Alves Lara Neto, vice-presidente da ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia). Com tratamento, a fadiga desaparece completamente.

Alergia ao glúten  
Quem possui essa alergia alimentar, segundo o nutrólogo José Alves Lara Neto, sente-se sem energia para nada. Ele explica que isso acontece porque a glutenina, proteína formadora do glúten, provoca uma irritação no intestino, diminuindo a absorção de outras substâncias. Por isso, é importante detectar rapidamente a alergia ao glúten.

Consumo de café 
Quem diria! A cafeína, conhecida por fornecer energia, pode ser o agente causador da fadiga inexplicável. Essa substância é termogênica, logo, obrigará teu organismo a gastar mais energia. No entanto, quando você não tem essa energia para gastar, tudo o que fica é o cansaço, a moleza... "Ela não dá energia, só estimula a gastar", sintetiza o nutrólogo José Alves Lara Neto.

Desidratação  
O consumo de água adequado é vital para o bom funcionamento do organismo. Assim, o corpo desidratado está disfuncional. "A água serve pra manter a temperatura do corpo. Se você não toma muita água, o seu organismo vai esquentar e cansar muito rápido", conta o nutrólogo José Alves Lara Neto.

Para saber qual é a quantidade certa de água que você deve consumir diariamente, multiplique seu peso por 0,03. Seguindo esse cálculo, uma pessoa de 70 quilos deve tomar, aproximadamente, 2,1 litros de água por dia.

Cigarro  
Mais um motivo para largar o cigarro: ele te cansa, e por vários motivos. O primeiro deles, segundo a pneumologista Maria Vera Cruz de Oliveira Castellano, do Hospital do Servidor Público Estadual é que quem fuma tem maior concentração de monóxido de carbono no sangue, que compete com o oxigênio para fazer ligação com a hemoglobina. Assim, o fumante tem menor concentração de oxigênio correndo pelo sangue, o que dá a sensação de fadiga.

Outro motivo é que, entre os componentes do cigarro, estão alguns que aceleram o catabolismo - conjunto de reações metabólicas que liberam energia no organismo -, levando à perda desnecessária dessa energia. Além disso, a nicotina diminui a quantidade de oxigênio que chega à periferia do organismo, piorando o cansaço.

"Por último, quem fuma tem perda maior de função pulmão por causa da ação dos componentes do cigarro no órgão. Eles levam à inflamação dos brônquios, que ficam mais obstruídos. Vários componentes oxidantes destroem as ligações entre os alvéolos, causando enfisema pulmonar", completa a pneumologista, enfatizando que isso leva à fadiga. Se esse é o seu caso, não há saída além de apagar o cigarro. 

Diabetes  
Quando mal controlada, essa doença também causa fadiga. O diabetes, explica o endocrinologista César Hayashida, do Hospital Santa Cruz, causa desequilíbrio no metabolismo, desequilibrando também a parte do controle de líquidos do corpo.

"Existe a deficiência relativa ou absoluta de insulina, então o metabolismo de nutrição não é feito de maneira adequada. Assim, há perda de liquido e desidratação", pormenoriza. Esse desarranjo é o grande responsável pela fadiga em portadores do distúrbio. Com o controle da doença, entretanto, a fadiga tende a melhorar consideravelmente. 

Distúrbios da tireóide (hipotireodismo ou hipertireodismo)  
Embora sejam dois distúrbios extremos, tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo podem causar fadiga, embora não da mesma forma. No caso do hipertireoidismo, o doente tem o metabolismo acelerado, o que faz com que seu corpo faça um esforço desnecessário. Assim, mesmo sem qualquer atividade física, seu coração baterá mais acelerado. Em dias quentes, ela sente cansaço equivalente ao da prática de atividade física.

Já no hipotireoidismo, acontece o contrário. "Como também há alteração no funcionamento do coração, a pessoa fica cansada sem fazer esforço", conta o endocrinologista César Hayashida. É como se tudo ficasse mais lento, até mesmo o cérebro, dificultando a execução de tarefas. 

Síndrome da fadiga crônica (SFC) ou fibromialgia  
A síndrome da fadiga crônica (SFC) é um mal sem causa identificada, comumente associada à fibromialgia, onde o quadro de cansaço não melhora nem com o descanso. É complicado, até mesmo para especialistas, separar essa síndrome da fibromialgia, que é uma síndrome de amplificação dolorosa não inflamatória e crônica de difícil diagnóstico. Isso porque a fadiga aparece na grande maioria dos casos de fibromialgia, que também pode estar relacionada a dores e distúrbios do sono do paciente.

"A fibromialgia é uma doença que tem a fadiga como um dos sintomas principais. Ao mesmo tempo, na síndrome da fadiga crônica, o principal sintoma também é a fadiga. Então, pode acontecer do paciente ter as duas doenças", conta Roberto Heymann, coordenador do ambulatório de fibromialgia da Unifesp.

A fadiga causada por esses distúrbios é arrebatadora. O doente já acorda de manhã muito cansado, o que piora durante o dia e, apesar de descansar, o cansaço não melhora. Se esse quadro persistir durante três meses, é importante procurar um reumatologista, que saberá diagnosticar. "A fibromialgia é um diagnostico de inclusão, ou seja, se o paciente preenche os critérios, ele tem. Na SFC, você tem que afastar outras doenças", explica Heymann, que reitera que, ao contrário de doenças virais ou autoimunes, nenhum dos dois distúrbios causa fadiga muscular, mas sim a falta de energia.

Embora ainda não exista tratamento adequado para essas síndromes, ele tem sido feito com o uso de antidepressivos, derivados de anfetaminas (para melhorar o quadro de falta de energia) e até mesmo GH (hormônio do crescimento), além de atividades físicas e medidas para a melhoria da qualidade de sono do paciente.

Depressão  
Para o depressivo, é ainda mais difícil conseguir forças para realizar qualquer atividade, até mesmo as mais corriqueiras. A extrema falta de energia e vontade é um dos principais sintomas da doença, que também incluem queda de concentração, alterações do apetite e sono e pensamentos negativos constantes.

Depressão é coisa séria e exige tratamento adequado, que envolve terapia e uso de medicação. "Em geral, a fadiga melhora com o uso de antidepressivos, principalmente os que aumentam a noradrenalina".

Estresse  
Nosso corpo tem um balanço de forças motivadoras e calmantes - os sistemas noradrenérgico e serotoninérgico. Enquanto o primeiro faz com que você tenha força e vontade, o segundo está ligado à calma. Toda vez que o indivíduo passa por situações de estresse, há um descompasso desse balanço. "Se há predomínio da serotonina em relação à noradrenalina, há a fadiga", explica Sérgio Klepacz, psiquiatra do Hospital Samaritano. Se esse é o seu caso, está na hora de relaxar!

Doenças cardíacas  
A fadiga é o primeiro sintoma que indica que algo não está bem com o seu coração. Quando ele está fraco ou dilatado, não bombeia o sangue com eficiência, causando a fadiga. Por isso, a fadiga é o primeiro sintoma de inúmeras doenças cardíacas: angina, infarto agudo do miocárdio, pós-infarto, artérias entupidas, pressão alta, insuficiência cardíaca, arritmia, doenças valvulares, fibrilação atrial, entre outras.

"O sangue chega muito devagar em todas as partes do organismo, inclusive no cérebro, o que favorece o aparecimento do Alzheimer", alerta o cardiologista João Vicente da Silveira. Por isso, ele ressalta a importância do check-up, principalmente a partir dos 40 anos.  

Minha Vida

Abacaxi é bom para digestão e ajuda a emagrecer

Ele também ajuda a melhorar a respiração e é rico em muitas vitaminas 

O abacaxi é rico em diversos nutrientes. Ele conta com vitamina C, que ajuda o organismo a desenvolver resistência contra agentes infecciosos e prejudiciais e sequestrar radicais livres pró-inflamatórios. 

A fruta também conta com vitamina A, que é importante no ciclo visual e diferenciação celular. A tiamina (vitamina B1) presente no abacaxi ajuda o corpo a quebrar carboidratos para obtenção de energia. As fibras, retardam o esvaziamento gástrico, não levando o indivíduo a ter um pico glicêmico e ajudam no melhor funcionamento do intestino. 

Além dos nutrientes citados acima, o abacaxi contem quantidades menores, mas importantes de magnésio, cobre, manganês e ferro. O magnésio ajuda a relaxar, é necessário para a atividade normal das enzimas e para o uso de energia e é fundamental para a função normal do cálcio. 

 
 
O ferro é importante na formação da hemoglobina, oxidação celular e participa de reações enzimáticas. O cobre é importante na formação do sangue e dos ossos, liberação de energia dos alimentos, produção de melanina e faz parte da enzima antioxidante superóxido dismutase. 

O manganês é parte de diversas enzimas e estimula a atividade de muitas outras, incluindo antioxidantes e processos de produção de energia. 

A bromelaína é uma enzima proteolítica (uma enzima que digere proteínas) encontrada no abacaxi fresco. A bromelaína também tem sido associada com a melhoria das condições de respiração que ocorrem devido ao muco mais espessas, tais como a asma. Ela tem o mesmo efeito sobre o muco como o faz no sangue em que se dilui a consistência. Isto faz com que seja mais fácil para os pacientes com asma para respirar, uma vez que o muco é mais fino e, portanto, não obstruindo os seus tubos bronquiais. 

Além disso, a bromelina apresenta propriedades anti-inflamatórias, anti-coagulantes e é promissora como um reforço da imunidade. A fibrina é uma proteína que é utilizada na coagulação e espessamento de sangue e a bromelina auxilia na quebra dessa substância, funcionando como um diluidor do sangue. Isso significa que pode permitir que o sangue flua mais livremente através do sistema circulatório e também apresenta propriedades diuréticas. Sangue mais fino está associada a menores chances de acidente vascular cerebral, ataque cardíaco, diminuição da pressão arterial e de problemas circulatórios. 

A bromelaína presente no abacaxi é uma enzima proteolítica e auxilia no processo de digestão, aumentando os efeitos das enzimas digestivas tripsina e pepisina. Além disso, o abacaxi possui 80% de água, o que facilita a hidratação do corpo.

O abacaxi é diurético. Ou seja, seu consumo está associado a uma maior eliminação de líquidos e consequentemente redução de peso. Não existe uma quantidade recomendada de abacaxi. No entanto, uma fatia de abacaxi após as refeições contribui para uma melhor digestão. 

O abacaxi é uma fruta ácida e não deve ser consumido em excesso ou por pessoas que sofrem de refluxo gástrico, úlceras e gastrite. O consumo em grandes quantidades pode ocasionar uma queimação no estômago. 

Minha Vida

Infertilidade masculina tem pouca relação com cueca apertada ou celular no bolso

Entenda como é feito o diagnóstico do problema e quais as principais causas 

Por Dr. Alfredo Canalini

A infertilidade conjugal é sempre um tema delicado, devido aos problemas emocionais que entremeiam esta situação. E nem todos os homens estão preparados para sequer pensarem que o problema pode ser com deles, e não da esposa.

Não é raro encontrarmos um casal em que o marido só se dispõe a procurar um urologista após a esposa ter sido submetida a vários exames, e não ter sido diagnosticada nenhuma patologia que as impeça de conceber.  

A avaliação da infertilidade masculina tem que responder a três perguntas:

- Esse homem é infértil?

- Qual a causa desta infertilidade?

- Como tratar o problema?

A avaliação do homem começa com um balanço da sua história pregressa, para tentar detectar alguma doença que pode provocar o problema (por exemplo, uma infecção dos testículos). Após esta anamnese, o exame dos testículos deve ser realizado para então o urologista averiguar se eles são normais ou se estão atrofiados. Além disso, é verificado ainda se há presença de varicocele, uma doença que dilata as veias dos testículos e que pode afetar também na produção dos espermatozóides. A ultrasonografia da bolsa escrotal ajuda consideravelmente nesta análise médica.


Entretanto, o exame mais importante é o espermograma. Neste, o esperma é analisado, e diversos parâmetros, como o número e a qualidade dos espermatozóides, são avaliados e considerados para um prognóstico. As causas da infertilidade são várias, porém vou me deter nas principais e de como evitá-las. Algumas causas de infertilidade podem ser detectadas logo na infância ou na adolescência, e devem ser tratadas o quanto antes. 

Mitos podem atrapalhar o diagnóstico na idade adulta
Em alguns casos, a causa da infertilidade não é tão evidente e, em tais situações, o tratamento nem sempre é fácil na hora de definir a conduta terapêutica. No passado deu-se muito valor a fatores como cuecas apertadas ou a outros hábitos de vida que pudessem expor os testículos a temperaturas mais elevadas, próximas à temperatura do corpo. Hoje não se dá muita importância a esses fatores. Outras situações como o ciclismo, usar o celular no bolso da calça ou tomar banho de água quente são conjecturas sem evidências científicas significativas que comprovem a relação dessas com a infertilidade masculina. 

Doenças que podem causar infertilidade
A criptorquidia (cripto = escondido, orquidos=testículo) é a ausência dos testículos na bolsa escrotal, e este diagnóstico é feito pelo simples exame físico. Na maioria das vezes o testículo existe, porém está localizado fora de sua posição normal, geralmente na região da virilha. A colocação do testículo na bolsa é um procedimento cirúrgico (orquidopexia) e que deve ser realizado antes que ele sofra danos irreversíveis. 

A varicocele (varizes nas veias que drenam as estruturas da bolsa escrotal) também pode ser diagnosticada ainda no início da puberdade, e o tratamento, também cirúrgico, deve ser realizado quando há possibilidade da varicocele dificultar o desenvolvimento que ocorre no testículo durante a adolescência.

Leia também:

Médico diz que planos de saúde precisam cobrir tratamento para esterilidade

Excesso de peso e estresse aumentam o risco de infertilidade

Dificuldade para engravidar do segundo bebê pode ser infertilidade secundária

Exames que comprovam a infertilidade

Conheça as causas e os tratamentos para infertilidade feminina

Conheça os hábitos que comprometem a fertilidade da mulher


Já no homem adulto, o tratamento da infertilidade vai depender do agente que produz esta alteração. Quando há atrofia testicular severa provocada, por exemplo, pela falta de tratamento adequado da criptorquidia, dificilmente haverá melhora da fertilidade. Nesta faixa etária a varicocele deverá ser operada se ela existir, e também se houver indícios desta alteração ser a causa do problema.

Como prosseguir com o tratamento?
O tratamento da infertilidade requer que o casal tenha paciência para esperar pelos resultados da terapia proposta. E se considerarmos que todo o processo de formação, maturação e finalmente a ejaculação dos espermatozóides demora 75 dias em média, esse é o tempo para que se perceba a eficácia ou não de um tratamento, através de um novo espermograma, a partir do momento que este tratamento é realizado.

É sempre difícil conter a ansiedade dos cônjuges durante esta espera. Há que se administrar bem este processo todo. O advento dos procedimentos de fecundação assistida veio para atender à expectativa dos casais. Essas técnicas, de maior ou menor complexidade dependendo da gravidade da situação, permitiu que os casais, mesmo os com alterações mais graves e de difícil tratamento, pudessem ter filhos. Converse sempre com seu urologista, ou procure um se tiver alguma dúvida. 

Minha Vida