Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Antidepressivos durante gravidez têm relação com hiperatividade de crianças

Paris - A ingestão de antidepressivos durante a gravidez pode estar relacionada ao risco de hiperatividade das crianças, sugere um estudo americano publicado nesta terça-feira (26/8) em uma revista do grupo Nature

Os transtornos por déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) se caracterizam pelas dificuldades que algumas crianças têm em se concentrar ou realizar atividades complexas.

Estas desordens afetariam de 3% a 5% das crianças em idade escolar na França, segundo diferentes estudos, e se caracterizam por uma forte impulsividade e a dificuldade para permanecer sentado no mesmo lugar ou esperar sua vez. 

Neste estudo publicado na Molecular Psychiatry (grupo Nature), especialistas do Massachusetts General Hospital "observam um risco persistente de TDAH após uma exposição aos antidepressivos, particularmente durante o primeiro trimestre" de gravidez.

 Este estudo estatístico foi realizado com dados de um sistema de cuidados do nordeste dos Estados Unidos, com uma amostra de 2.243 menores com problemas de TDAH e com 1.377 crianças autistas. O objetivo inicial era estabelecer se os antidepressivos durante a gravidez provocam um maior risco de autismo, como alguns estudos haviam sugerido.

Leia também:

Depressão atinge 10% da população, mas saúde pública não consegue diagnosticar


Neste sentido, os cientistas consideram que, finalmente, o vínculo é "não significativo", já que é preciso levar em conta outro fator potencialmente agravante para o autismo em crianças: o estado depressivo da mãe. Por sua vez, os pesquisadores descobriram que é significativa a associação entre a ingestão de antidepressivos por parte da mãe gestante e o risco de desordens de atenção com hiperatividade em crianças.

Este risco é, no entanto, "modesto em termos absolutos", e o resultado pode ter sido afetado por erros em matéria de classificação, reconhecem os pesquisadores, que exigem estudos adicionais sobre este assunto. Em um comentário separado, o psiquiatra britânico Guy Goodwin também se mostra prudente. Considera que o alcance do estudo é limitado e estima que é possível e inclusive provável que o efeito observado esteja relacionado a riscos genéticos crescentes, herdados da mãe, de sofrer transtornos psiquiátricos.

Correio Braziliense

Adolescente chinês passará por cirurgia para diminuir pescoço de “girafa”

Reprodução /  Daily Mail
Fu Wengui tem 3 vértebras a mais
Enquanto a maioria da população tem 7 vértebras, Fu Wengui tem 10

Fu Wengui, de Pequim, tem 15 anos e vai precisar fazer uma cirurgia em seu pescoço excepcionalmente longo para poder viver como outros adolescentes de sua idade. 

Ele tem 3 vértebras a mais que o "normal", o que lhe causa muita dor e dificuldade para andar.

De acordo com o site britânico Daily Mail, quando tinha apenas 6 anos Fu Wengui foi diagnosticado com escoliose congênita e caixa torácica anormal.

A escoliose congênita é uma deformação na espinha causada por vértebras malformadas. 

Ela ocorre muito cedo no desenvolvimento do bebê: nas primeiras seis semanas de formação embrionária.

Wengui fará uma cirurgia para reduzir o tamanho de seu pescoço. 

“Eu só espero poder ter um pescoço normal”, disse.

Uma organização de caridade com sede em Pequim vai pagar as despesas médicas, e médicos no Hospital de Chaoyang já estão elaborando um plano de tratamento.

R7

Casal que não engravida em até 1 ano após 1ª tentativa pode ser infértil

Getty Images: "A partir dos 35 anos, a fertilidade feminina despenca", diz médico
Médicos orientam fazer sexo de 2 a 3 vezes por semana para aumentar chance de concepção 

Nos últimos anos, casais estão recorrendo a tratamentos de reprodução assistida para realizar o sonho da gravidez. Entre os motivos para o novo cenário, estão adiamento da maternidade, aumento da prevalência de infecções sexuais, endometriose, alterações que comprometem a anatomia do sistema reprodutivo feminino e problemas relacionados aos espermatozoides, enumera o ginecologista Newton Busso, presidente da Comissão Nacional Especializada em Reprodução Humana da Febrasgo (Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia).

— Quanto mais tarde a mulher deixa para ter filhos, mais difícil fica, já que os óvulos começam a perder sua qualidade à medida em que o tempo passa. A partir dos 35 anos, a fertilidade feminina despenca.

Por ser considerada uma doença, o médico reforça que a infertilidade precisa de tratamento. Embora não existam estatísticas brasileiras, o problema atinge 15% dos casais em fase reprodutiva, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Antes do desespero para saber se você é ou não fértil, o especialista avisa que o tempo médio para um casal jovem, sem problemas de saúde e com vida sexual ativa engravidar pode chegar a 12 meses.

— Isso significa ter de duas a três relações sexuais por semana, em dias alternados e sem métodos contraceptivos ao longo de 365 dias. Se nada acontecer neste período, é importante procurar o médico para investigar as causas.

No caso de mulheres acima dos 35 anos, se a gravidez não acontecer em seis meses de tentativas, já se deve procurar ajuda. O ginecologista Ricardo Baruffi, da SBRA (Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida), avisa que “em cada ciclo menstrual, a probabilidade de concepção é de 20% a 25%”.

— Quando a mulher não engravida, temos que investigar o casal, pois 40% dos fatores são provenientes só de um dos sexos e 20% de ambos.

Se identificado algum problema que prejudique a fertilidade, o primeiro passo é tratar a causa e estimular que a gestação ocorra naturalmente, explica Baruffi.

— Caso não seja possível, lançamos mão das técnicas de reprodução assistida, como inseminação intrauterina e fertilização in vitro, dependendo do diagnóstico da mulher.

A inseminação consiste na implantação de espermatozoides do marido dentro do útero no período fértil, facilitando a formação do embrião. Já a fertilização in vitro é um processo que envolve a indução da ovulação para a retirada dos óvulos do corpo da mulher. 

A fertilização ocorre dentro do laboratório com o sêmen do marido e a transferência dos embriões para o útero é feita entre o segundo e o quinto dia pós-fecundação.

— Enquanto o custo da inseminação varia entre R$ 1.000 e R$ 3.000, a fertilização pode chegar a R$ 20.000.

A taxa de sucesso varia de 35% a 40%, de acordo com a idade da mulher e diagnóstico do casal, ressalta Bussi. Como nos serviços públicos há fila de espera e os planos de saúde não cobrem o procedimento, a realização do sonho da maternidade vai depender da conta bancária do casal.

R7

OMS recomenda proibição de cigarros eletrônicos para menores

Getty Images: Consumo de cigarro eletrônico acarreta "ameaças graves" à saúde
Consumo desse tipo de cigarro também deve ser proibido em espaços públicos fechados

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou nesta terça-feira (26) a proibição da venda de cigarros eletrônicos a menores de idade, por considerar que o consumo acarreta "ameaças graves" à saúde.

Os peritos aconselharam também que seja proibido o consumo desse tipo de cigarro em espaços públicos fechados, de acordo com documento divulgado pela OMS.

"As provas existentes mostram que os cigarros eletrônicos não são simples vapor de água", como argumentam frequentemente os fabricantes.

Com isso, o consumo em espaços públicos fechados deve ser proibido, "a menos que seja provado que esse vapor exalado não é perigoso para quem está mais próximo", acrescenta o texto.

Segundo a OMS, há provas suficientes para uma advertência às "crianças, aos adolescentes, às grávidas e mulheres em idade fértil" sobre as consequências, a longo prazo, do consumo do cigarro eletrônico no desenvolvimento do cérebro.

As recomendações foram publicadas pela organização no âmbito da sexta sessão da Conferência das Partes Signitárias da Convenção-Quadro da OMS sobre o Controle do Tabaco, que será realizada de 13 a 18 de outubro em Moscou.

R7

Leis de maconha medicinal podem reduzir overdose por analgésicos, diz estudo

Estados americanos que legalizaram a droga para controlar a dor crônica têm menos mortes causadas por esses remédios 

Um novo estudo publicado nessa segunda-feira no “JAMA Internal Medicine” apontou que estados que já legalizaram a maconha para controlar a dor crônica têm significativamente menos mortes por overdoses de analgésico a cada ano nos Estados Unidos.

Os pesquisadores analisaram as leis da maconha medicinal e os atestados de óbito em todos os 50 estados entre 1999 e 2010. Durante esse tempo, apenas 13 estados tinham leis de maconha medicinal.

- Descobrimos que havia uma taxa cerca de 25% menor de mortes por overdose de analgésico de prescrição, em média, após a implementação de uma lei de maconha medicinal - disse o principal autor do estudo, Marcus Bachhuber.

Segundo o estudioso, somente em 2010 os estados com leis de maconha medicinal tinham registrado aproximadamente 1.700 menos mortes por overdose do que seria esperado com base nos números antes de tais leis serem aprovadas.

- Pode ser um desafio para as pessoas controlar a dor crônica, então eu acho que quanto mais opções tivermos, melhor - disse Bachhuber, médico do Centro Médico de Assuntos de Veteranos, que tem tratado muitos pacientes com dor crônica.

Ele adiciona, no entanto, que é importante pesar os riscos e benfícios da maconha medicinal.

Em 2011 55% das mortes por overdose eram de medicamentos
Os analgésicos opioides são uma classe de drogas que incluem analgésicos como morfina, metadona e oxicodona. De acordo com o estudo, o número de pacientes nos Estados Unidos com dor crônica que recebem prescrições para uma dessas drogas quase dobrou nos últimos 10 anos, e as taxas de overdose aumentaram dramaticamente. 

As estatísticas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças este cenário é epidêmico, visto que overdose por drogas se tornaram a principal causa de morte por lesão nos Estados Unidos. Em 2011, 55% das mortes por overdose de drogas foram relacionados à prescrição de medicamentos; 75% destes analgésicos opioides envolvidos.

Foto: Ted S. Warren / AP -   Pesquisa sobre canabinoides devem ser realizadas para determinar sua segurança e eficácia

- O abuso de drogas de prescrição e as mortes por overdose se tornaram crises de saúde pública nacionais - disse Colleen Barry, autora sênior do estudo e professora associada da Escola de Saúde Pública John Hopkins Bloomberg. - Enquanto a nossa consciência do vício e dos riscos por overdose crescem, indivíduos com dor crônica e seus médicos podem estar optando por tratar dor inteiramente ou em parte com maconha medicinal.

Vinte e três estados e o Distrito de Columbia atualmente têm leis sobre a maconha medicinal nos livros, que se dirigem a uma gama de condições - de câncer, HIV, esclerose múltipla para glaucoma - em que a cannabis proporciona alívio. Na maioria dos estados, a dor crônica ou grave é a principal razão.

1,5  bilhões de pessoas sofrem de dor crônica
Dados da Academia Americana de Medicina de Dor (AAPM, na sigla em inglês) apontam que mais de 1,5 bilhões de pessoas no mundo sofrem de dor crônica, incluindo 100 milhões de americanos.

Lynn Webster, ex-presidente da Academia, afirmou não estar surpreso com os resultados do estudo ou que a maconha possa ser uma alternativa mais segura que os opioides para algumas pessoas.

- AAPM acredita que precisamos fazer a pesquisa sobre canabinoides para determinar sua segurança e eficácia - disse ele. - O problema com a maconha medicinal é que nunca sabemos ao usá-la que produtos químicos estão sendo ingeridos. Isso torna realmente imprevisível, mas o uso de canabinoides pode muito bem ter um lugar no tratamento da dor e outras doenças.

Os pesquisadores esclareceram que houve algumas limitações ao estudo. Por exemplo, certidões de óbito podem não classificar as mortes por overdose corretamente e analgésicos opioides reportados nesses documentos podem ser diferentes de estado para estado.

Bachhuber concluiu que mais pesquisas são necessárias antes de que qualquer recomendação possa ser feita.

- Nós não podemos conhecer diretamente o mecanismo subjacente de nossas descobertas, mas com base no que sabemos, pensamos que poderia ser devido ao tratamento mais seguro de dor crônica - disse Bachhuber. - Descobrimos que as leis da maconha medicinal podem trazer benefícios inesperados para a saúde pública. À medida que mais estados aprovam essas leis, será importante continuar a coleta de informações para ver se o que pode estar acontecendo em outros estados também.

O Globo

Humor: Com licença, doutor...

http://www.jornaldebrasilia.com.br/site/imagens/tinynoticias2012/20charge_882.jpg

Governo da Nigéria fecha todas as escolas do país para tentar conter epidemia de ebola

Afolabi Sotunde / Reuters
Tributo em Lagos, na Nigéria, homenageia vítimas de ebola que morreram no país
Epidemia de febre hemorrágica na África Ocidental já matou mais de 1400 pessoas este ano 

Rio - Todas as escolas na Nigéria estão fechadas até o dia 13 de outubro, seguindo uma determinação do governo local para tentar conter o avanço da epidemia de ebola no país. O novo ano letivo, que começaria nesta segunda, será atrasado.

Até a reabertura das escolas, os funcionários da educação serão treinados para lidar com casos da febre hemorrágica que já matou mais de 1400 pessoas na África. Serra Leoa, Guiné e Libéria são os países mais afetados. Mas a Nigéria, onde cinco morreram, vive o temor de ver o problema se agravar.

Esta epidemia de ebola chegou ao país mais populoso da África em julho, quando um paciente da Libéria desembarcou em Lagos, capital do país, desavisadamente, e infectou profissionais de saúde que o atenderam no hospital. Segundo o governo nigeriano, porém, os esforços parecem estar surtindo efeito, já que não há notícia de novos casos da doença.

"Todas as unidades de educação devem imediatamente se organizar para que pelo menos duas pessoas de suas equipes sejam treinadas por profissionais de saúde sobre como lidar com casos de ebola", declarou o ministro da Educação, Ibrahim Shekaru.

O Globo

Prefeitura de Bandeirante - SC abre processo seletivo

A Prefeitura de Bandeirante, no estado de Santa Catarina, através do edital nº. 04, anunciou a realização do processo seletivo nº 02/2014, que oferece 01 vaga imediata, mais cadastro reserva, para níveis fundamental, médio e superior. O salário varia de R$ 875,23 a R$ 3.209,42, por jornada de trabalho semanal de 40 horas.

Cargos: Assistente Social, Auxiliar de Enfermagem, Fiscal de Tributos, Auxiliar de Serviços Gerais, Motorista, Operador de Máquina e Agente Comunitário de Saúde.

As inscrições serão efetuadas até 22 de setembro de 2014, pela internet, no site www.ameosc.org.br.

Para os candidatos que não dispuserem de acesso à internet será disponibilizado equipamento com acesso à internet no Telecentro Comunitário da Prefeitura de Bandeirante- SC, rua Afonso Oliboni, anexo a Biblioteca Pública Municipal, durante o período das inscrições, em horário de expediente, das 08h às 12h e das 13h30min às 17h30min.

Taxa de inscrição:
Nível fundamental: R$ 40,00;
Nível médio: R$ 60,00;
Nível superior: R$ 80,00.

A prova objetiva será aplicada na data provável de 08 de novembro de 2014, às 09h, nas dependências da Escola Municipal Bandeirante, situada na Rod SC 492, Km 10, município de Bandeirante/SC. Já a prova prática será realizada na mesma data da prova objetiva, às 13 horas, tendo como local a Garagem de Máquinas da Secretaria Municipal de Transportes, Obras e Urbanismo da Prefeitura Municipal de Bandeirante, sito à Rua das Flores, s/nº, Bandeirante/SC.

Os gabaritos preliminares serão publicados até as 18 horas do primeiro dia útil posterior ao dia da realização das provas nos sites www.ameosc.org.br e www.bandeirante.sc.gov.br.

O proceso seletivo terá validade de 01 ano, a contar da data de publicação e homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período nos termos da Constituição Federal.

O edital encontra-se publicado no site - ameosc.actconcursos.com.br.

Prefeitura de São Gotardo - MG anuncia processo seletivo

Foi divulgado edital 002/2014 de processo seletivo da Prefeitura de São Gotardo, no estado de Minas Gerais. O certame oferta 29 vagas em 05 cargos de níveis fundamental, médio e superior, para o exercício de atividades no âmbito da Estratégia de Saúde da Família - ESF.

As chances são para os empregos de Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar em Saúde Bucal, Dentista, Enfermeiro e Técnico em Enfermagem.

As inscrições serão realizadas na Sede da Prefeitura Municipal de São Gotardo/MG, localizada na Rua Professora Maria Coeli Franco, nº 13, no setor de recursos humanos, no horário de 08h às 11h e de 13h às 17h, entre os dias 04 e 05 de setembro de 2014.

O certame será constituído de avaliação curricular para todos os cargos, sendo acrescido de curso introdutório de formação para Agente Comunitário de Saúde. A validade do certame será de um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano.

O edital foi divulgado por meio do Diário Oficial dos Municípios de Minas Gerais do dia 26 de agosto de 2014,  pág: 96 e 97.

Prefeitura de Imbituba - SC abre vagas em processo seletivo

A Prefeitura de Imbituba, no estado de Santa Catarina, lançou o edital PMI/CERSP/PSS/Nº 16/2014, informando sobre a realização de processo seletivo por títulos, destinado a reserva técnica para preenchimento temporário no cargo de Psicólogo. A remuneração pode chegar a R$ 1.667,21, com carga horária de 40 horas semanais.

A inscrição será recebida até o dia 29 de agosto de 2014, no horário das 13h às 19h, na Gerência de Gestão de Pessoas da Secretaria Municipal de Administração e Gestão Pública, situada na Rua Ernani Cotrin, n° 601, Centro, Imbituba, Santa Catarina e/ou via SEDEX postado no período das inscrições.

O certame será realizado por meio de análise de títulos, a serem apresentados em cópias autenticadas ou cópia e original para conferência pelos membros da CERSP. Vale ressaltar que o documento entregue para efeito de avaliação não será devolvido.

O resultado parcial será divulgado a partir do dia 02 de setembro de 2014, no site www.imbituba.sc.gov.br.

A validade do processo seletivo será até o dia 31 de dezembro de 2014.

O edital encontra-se publicado no site www.imbituba.sc.gov.br.

Prefeitura de Cajamar - SP promove processo seletivo

A Prefeitura de Cajamar, no estado de São Paulo, divulgou o edital de processo seletivo, que tem o objetivo de preencher 06 vagas de nível superior, em caráter emergencial, com salários de R$ 4.088,16.

As oportunidades são para o cargo de médico plantonista, em carga horária de 12 horas semanais.

As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de agosto de 2014, na Diretoria de Saúde – Avenida Tenente Marques – 2455 – Polvilho – Cajamar/SP, das 9h às 17h.

Os candidatos serão avaliados por análise de curriculum vitae, com caráter eliminatório e classificatório, o qual deve ser entregue no ato da inscrição.

O certame será válido pelo período de 06 meses, podendo ser prorrogado por até igual período.

Prefeitura de Itaguara - MG lança edital de processo seletivo

Em Minas Gerais, a Prefeitura de Itaguara, abriu edital de processo seletivo n° 001/2014, que pretende preencher, em caráter temporário, 67 vagas em cargos de níveis superior, médio, médio/técnico e fundamental. Os salários ofertados variam entre R$ 724,00 e R$ 10.332,74, em carga horária de 20 a 40 horas semanais.

Cargos
Para nível superior, as ofertas são para os empregos de Enfermeiro, Médico PSF, Médico Psiquiatra, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional e Assistente Social. Os cargos de Técnico em Enfermagem, Facilitador Social e Orientador Social exigem nível médio ou técnico; e para nível fundamental, as chances são para Agente Comunitário de Saúde, Agente de Combate as Endemias e Auxiliar de Consultório Odontológico. Do total de vagas abertas, 4 serão reservadas para pessoas com deficiência.

Inscrições e Taxas
As inscrições serão efetuadas via internet, das 14h do dia 27 de agosto até 25 de setembro de 2014, no site www.idecan.org.br. A taxa de inscrição varia entre R$ 30,00 e R$ 70,00.

Provas
O certame terá provas escritas objetivas de múltipla escolha para todos os cargos, além de avaliação de títulos para os cargos de Agente de Combate as Endemias, Agente Comunitário de Saúde, Assistente Social, Auxiliar de Consultório Odontológico, Enfermeiro, Facilitador Social, Médico PSF e Orientador Social.

As provas escritas objetivas serão realizadas em Itaguara/MG, na data prevista de 02 de novembro de 2014. O local de realização da prova será divulgado a partir de 20 de outubro.

Gabaritos
Os gabaritos oficiais preliminares serão divulgados no site www.idecan.org.br, a partir das 16h do dia subsequente ao da realização das provas.

Validade
A validade do processo seletivo é de um ano, contado da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Prefeitura de Morpará - BA divulga edital de processo seletivo

A Prefeitura de Morpará, no Estado da Bahia, sob a organização da empresa Futura Assessoria Municipal publicou o edital nº 01/2014 de processo seletivo, em provimento de duas vagas para o cargo de agente comunitário de saúde.

Para essa função é exigido formação mínima de nível fundamental. Os aprovados farão jus ao salário de R$ 1.014,00, equivalente a jornada de 40 horas.

Os interessados terão do dia 27 ao dia 29 de agosto de 2014, para realizarem as inscrições, na Sede da Secretaria Municipal de Saúde, localizada na Praça São Pedro nº 182, Centro, das 8h às 12h e das 14h às 17h. A taxa é de R$ 50,00.

A seleção será feita mediante prova objetiva, avaliação de títulos e curso introdutório de formação inicial e continuada.

Estima-se que a prova objetiva seja aplicada no dia 21 de setembro de 2014, tendo início às 8h. O local está previsto para ser informado por meio de aviso no Diário Oficial do Município, no dia 12 de setembro de 2014. Também será afixado informativo no mural de publicações do Paço Municipal e propagado via correio eletrônico: http://www.morpara.ba.gov.br e www.futuraassessoriamuciciapl.com.br.

 Os candidatos deverão entregar os títulos até 21 de setembro de 2014, no local das inscrições. Os selecionados nas duas primeiras etapas participarão do curso introdutório de formação inicial e continuada, com duração de 40 horas.

O resultado final será homologado e divulgado pela Prefeitura, através de lista de classificação e pela Futura, no endereço: futuraassessoriamunicipal@yahoo.com.br.

Prefeitura de São José do Jacuípe - BA abre vagas para o Reda

A Prefeitura de São José do Jacuípe, no estado da Bahia, lançou edital de processo seletivo 001/2014, para contratar profissionais em Regime Especial de Direito Administrativo – REDA. Ao todo, são 21 vagas a serem distribuídas para as funções de Agente de Endemias e Motorista, a serem todos lotados no quadro de pessoal da Secretaria Municipal da Saúde.

Do total de postos anunciados, 1o serão preenchidos imediatamente e outros 11 formarão um cadastro reserva para convocações posteriores. Candidatos de níveis fundamental e médio podem concorrer aos cargos, que proporcionam salários variáveis de R$ 724,00 a R$ 877,00, para jornadas de 40 horas semanais.

Somente serão aceitas inscrições realizadas via internet, através do endereço eletrônico www.idmconcursos.com.br, até as 22h do dia 06 de setembro de 2014.

A inscrição terá validade se o pagamento da taxa for realizado até o dia 08 de setembro de 2014, em horário de atendimento bancário. A taxa é de R$ 50,00.

As provas serão realizadas, em datas e locais posteriormente a serem divulgados, sendo os candidatos convocados para as provas através de edital publicado no quadro de avisos da prefeitura e no site da empresa organizadora, o mesmo utilizado para as inscrições.

O prazo de validade do certame, para efeito de nomeação, será de 01 ano contado da data de sua homologação, podendo, antes de esgotado, ser prorrogado uma vez, por até igual período, por ato expresso da Chefe do Poder Executivo.

Concurso Secretaria de Saúde - SES/PE

As Secretarias da Administração (SAD) e da Saúde do Estado de Pernambuco (SES) anunciou a realização de um grande concurso público, no qual são ofertadas 1.905 vagas, todas para lotação na SES. A informação consta na portaria nomeada SAD/SES no 87, de 25 de agosto de 2014.

De acordo com o documento, dos postos vagos, 817 são para o cargo de Analista em Saúde, 04 para Analista em Saúde/Cirurgião-Dentista com especialidade em Cirurgia Buco-Maxilo-Facial e 1.084 para Assistente em Saúde. Os salários podem chegar a R$ 4.599,02.

O certame será executado pela UPENET e serão reservadas 3% das vagas às pessoas portadoras de necessidades especiais.

Inscrições
Serão efetuadas de 27 de agosto a 25 de setembro de 2014, exclusivamente no site www.upenet.com.br. O valor da taxa é de R$ 100,00 para o Cargo de Analista em Saúde/todas as funções, e de R$ 60,00 para o Cargo de Assistente em Saúde/todas as funções.

Seleção SES - PE
O certame constará de prova objetiva e avaliação de títulos.

A prova objetiva está prevista para 09 de novembro de 2014. Os locais e os horários de aplicação das provas serão divulgados na internet, por meio do cartão informativo a ser obtido no site www.upenet.com.br.

Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos aprovados na prova objetiva.

O prazo de validade do concurso público será de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Secretaria de Saúde, a contar da homologação de seu resultado final, publicado no Diário Oficial do Estado.

O regulamento encontra-se disponível no Diário Oficial do Estado de Pernambuco - Poder Executivo, edição de 26 de agosto de 2014, pág. 9 a 15.

Prefeitura de Alto Paraíso - RO lança edital de processo seletivo

Foi divulgado edital n° 004/2014 da Prefeitura de Alto Paraíso, no estado de Rondônia, destinado à contratação temporária de 02 Psicólogos para o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e a Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (SEMTAS). O salário ofertado é de R$ 1.800,00 para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais.

Os interessados deverão fazer suas inscrições até o dia 29 de agosto de 2014, por meio do site www.altoparaiso.ro.gov.br. A taxa é de R$ 30,00.

Caso o candidato não tenha acesso a internet ou tenha preferência em vir pessoalmente, deve procurar o Departamento de Recursos Humanos, para efetuar a inscrição nos dias acima descrito, no horário das 07h30 às 12h horas e das 14h às 17h30 e no dia 29 de agosto de 2014 no horário das 07h30 às 13h30.

A prova será aplicada provavelmente no dia 07 de setembro de 2014, na sede da Escola Municipal de Ensino Fundamental e Médio Rogério da Silva Gonçalves, Rua Paulo VI nº 4600, Bairro Rota do Sol, com início às 08h e término às 12h, sendo que os candidatos deverão comparecer com pelo menos 30 minutos de antecedência, munidos de um documento original de identificação com foto, caneta preta ou azul, lápis e borracha.

No dia 04 de setembro de 2014 serão publicadas no mural da Prefeitura, nas páginas www.arom.org.br, www.altoparaiso.ro.gov.br e em jornal de grande circulação, a homologação das inscrições.

Este certame terá validade de 01 ano, contado a partir da data de publicação do resultado final.

Prefeitura de Rio Negro - PR promove processo seletivo

A Prefeitura de Rio Negro, no estado do Paraná, divulgou o edital nº 026/2014 que estabelece normas para o processo seletivo, cujo objetivo é contratar, em caráter emergencial, um profissional de nível superior, que possa assumir a vaga de médico ginecologista/obstetra.

O contratado fará jus a remuneração no valor de R$ 2.573,03, mais adicional por insalubridade e auxílio alimentação, totalizando um valor de R$ 2.899,33, por jornadas de 20 horas semanais.

As inscrições podem ser feitas, sem ônus para o candidato, na Secretaria Municipal de Saúde (prédio da antiga Maternidade), situada na Praça João Pessoa nº 131, centro, até 29 de agosto de 2014, no horário das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h, exceto no dia 29 de agosto, que será no horário das 8h às 11h30.

Os candidatos serão avaliados por prova de títulos, os quais devem ser entregues no ato da inscrição.

Após análise da documentação, será atribuída pontuação aos títulos apresentados, pela Comissão de Seleção, em sessão pública a ser realizada dia 02 de setembro de 2014, às 13h30, na Secretaria Municipal de Saúde (prédio da antiga maternidade), situado à Praça João Pessoa,131 – Centro – Rio Negro/PR.

O certame será válido pelo período de 01 ano, podendo ser prorrogado em casos excepcionais, por motivo de força maior.

Concurso Prefeitura de Campos Borges - RS tem inscrições reabertas

No interior do Rio Grande do Sul, a prefeitura da cidade de Campos Borges está oferecendo 23 vagas de emprego em diversos cargos a serem preenchidos por meio do concurso público nº 001/2014. Esta é uma excelente oportunidade para candidatos com formação intelectual nos níveis fundamental, médio ou superior, que estejam buscando a estabilidade profissional.

As normas para realização do certame e as especificações dos cargos constam no edital nº 005/2014 , recém publicado pelo Município. A remuneração oferecida aos contratados será de até R$ 6.981,63, para cumprimento de cargas horárias que variam de 8 a 44 horas semanais. O certame está sob a coordenação da empresa IDRH – Instituto de Desenvolvimento em Recursos Humanos. 

As vagas são para assistente social, auxiliar de farmácia, eletricista, engenheiro, fiscal tributário, inspetor tributário, médico (clínico geral, ginecologista, psiquiatra e ultrassonografista), motorista, mestre operador, oficial administrativo, orientador social, professor (inglês e educação infantil), pedreiro, técnico de referência e técnico agrícola.

As inscrições foram reabertas e devem ser realizadas até 1º de setembro de 2014, no Prédio da Prefeitura Municipal, sito na Praça 13 de abril, 302, centro, Campos Borges - RS, de segunda a sexta-feira das 8h às 11h e das 13h30 às 16h30. Os candidatos podem também se inscrever pelo site da organizadora (www.idrhconcursos.com.br). O valor da taxa de inscrição são de R$ 40,00, R$ 50,00 ou R$ 100,00, conforme o cargo escolhido.

A aplicação das provas será na cidade de Campos Borges - RS, em local e dia a serem divulgados no painel de publicações da prefeitura e no site www.idrhconcursos.com.br.

O concurso terá validade de dois anos, prorrogável por igual período, a critério da Administração Municipal.

Mais informações podem ser obtidas no Mural da Prefeitura Municipal de Campos Borges - RS e no site do IDRH, lembrando que os candidatos que já tiveram a inscrição homologada anteriormente não precisarão efetuar nova inscrição.

Prefeitura de Ibirité – MG reabre inscrições de concurso

A Prefeitura de Ibirité, no estado de Minas Gerais, com o apoio da empresa Rumo Certo Serviços e Assessoria Ltda – EPP, lançou edital n° 001/2014 de concurso público, com o objetivo de preencher 148 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários podem chegar até R$ 12.111,48, por carga horária de 12 a 44 horas semanais.

As vagas são para os cargos de Servente de Saúde, Auxiliar de Consultório Dentário (Auxiliar de Saúde Bucal), Auxiliar de Saúde, Auxiliar de Laboratório, Técnico de Enfermagem, Técnico de Raios – X (Técnico em Radiologia), Técnico em Higiene Dental (Técnico em Saúde Bucal), Técnico em Laboratório, Professor PEB II – Educação Física, Assistente Social, Bioquímico, Enfermeiro, Enfermeiro PSF, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Odontólogo, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, entre outras oportunidades.

As inscrições foram reabertas e deverão ser realizadas pela internet, no site www.rumocertoservicos.com.br, até 04 de setembro de 2014. As taxas de inscrição variam de R$ 30,00 a R$ 120,00 de acordo com a função escolhida.

A inscrição em sua forma presencial será feita na Prefeitura de Ibirité – MG na rua Arthur Campos, 906, bairro Alvorada, Ibirité - MG no horário de 10h às 16h (exceto sábados, domingos, feriados, recessos administrativos e ponto facultativo).

As Provas Objetivas de Múltipla Escolha e a Redação serão realizadas no dia 09 de novembro de 2014. Estarão afixadas na sede da Prefeitura Municipal de Ibirité e disponíveis no site www.rumocertoservicos.com.br a partir do dia 31 de outubro de 2014, as planilhas contendo locais e horários de realização das provas objetivas.

O prazo de validade do concurso é de dois anos, contados da data da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado.

Pessoas que fazem outras sorrirem são mais felizes

Aleksandra P./stock.xch
Pesquisa foi realizada pela Universidade de Houston 

Não é novidade que o segredo da felicidade está em fazer o bem para alguém. Mas uma pesquisa realizada pela Universidade de Houston mostrou que fazer uma pessoa sorrir pode provocar mais bem-estar ainda em você. 

No estudo, a professora Melanie Rudd desafiou um grupo de 50 adultos: em 24 horas, uns tinham que fazer outras pessoas felizes, enquanto o segundo grupo teria de fazer alguém sorrir.

No dia seguinte, as pessoas que fizeram alguém sorrir se disseram mais felizes e confiantes do que as outras.

A razão pela qual as boas ações específicas nos fazem mais felizes é bem simples, segundo a especialista. 

— Se você pode atender ou exceder suas expectativas de alcançar um objetivo, você será mais feliz do que se ficar aquém das suas expectativas — explicou ela.

Fora deste contexto, a cientista descobriu que as pessoas se sentem melhor quando fazem algum exercício físico por um certo número de vezes por semana do que quando apontam para a meta de um estilo de vida saudável.

Assim, os objetivos que são pequenos, mas concretos parecem resultar em maiores realizações sobre sua própria felicidade.

Quando se trata de boas ações, talvez seja melhor pensar pequeno.

Zero Hora

Arroz melhora qualidade do sono, diz pesquisa

Tio João/Divulgação
Pesquisadores também compararam a quantidade de pão ou macarrão que foram consumidos, mas a mesma relação não foi encontrada 

Quem come arroz dorme melhor. Isso é o que sugere uma pesquisa realizada com duas mil pessoas: quanto mais elas comeram arroz, melhor elas classificaram a qualidade do seu sono.

Os pesquisadores também compararam a quantidade de pão ou macarrão que foram consumidos, mas a mesma relação não foi encontrada.

A maneira como o arroz age no sono ainda não foi elucidada, porém os cientistas descobriram que o alimento tem um alto índice glicêmico — uma medida que mostra o quão rapidamente os carboidratos são quebrados em açúcar no sangue.

Alimentos com alto índice glicêmico (IG) aumentam os níveis de uma proteína chamada triptofano — utilizada pelo corpo para produzir serotonina, um hormônio que induz o sono. Pão e macarrão tem um IG mais baixo, o que pode ser a resposta para a indagação anterior, concluíram os pesquisadores do University Medical Kanazawa, de Japão.

A pesquisa foi publicada pelo jornal Daily Mail.

Zero Hora

Responsabilidade civil do anestesiologista e a resolução CFM 1.802/06

A importância não só ética (administrativa), mas também judicial da observância da Resolução CFM 1802/06 

Por Verônica Mesquita 

A responsabilidade civil decorrente da atividade médica é um tema extremamente interessante, sendo que a do anestesiologista encontra posições jurisprudenciais que não são uniformes.

Por onde tudo começa?   
Por um dos princípios fundamentais do Código de Ética Médica – CEM, II, que reza que “O alvo de toda a atenção do médico é a saúde do ser humano, em benefício da qual deverá agir com o máximo de zelo e o melhor de sua capacidade profissional”. 

E continua pela correta e legível anotação no prontuário do paciente. 

A Resolução CFM nº 1.802/06, dispõe sobre a prática do ato anestésico e tal norma implica num código de conduta do anestesiologista de seguimento obrigatório. 

Os artigos da Resolução citada determinam o que o anestesiologista deve fazer antes, durante e depois da aplicação da anestesia. Cabe destaque para: 

a) o ato anestésico é decisão soberana e intransferível do anestesiologista – portanto, caso ele decida pela não realização, o cirurgião não poderá se sobrepor e determinar que o ato anestésico seja realizado; 

b) avaliação pré-anestésica com antecedência, de preferência antes da internação hospitalar – a consulta deve ser pormenorizada com a verificação das condições clínicas, procedimento proposto, entre outros. 

c) manter a vigilância permanente do seu paciente – ou seja, não pode o anestesiologista sair para consulta ou descanso, ainda que no mesmo serviço de saúde. 

d) realização simultânea de anestesia em pacientes distintos - não pode o mesmo anestesiologista cuidar de mais de um paciente no centro cirúrgico. A sua responsabilidade segue até a alta do paciente da sala de recuperação pós-anestésica e com atendimento de um paciente por vez. 

e) documentação mínima dos procedimentos anestésicos que inclui: ficha de avaliação pré-anestésica, ficha de anestesia e ficha de recuperação pós-anestésica. 

Condutas médicas que não atendem a Resolução em estudo ferem também diversos dispositivos legais, por exemplo: CEM (arts. 1º e 2º), Constituição Federal (arts. 1º, III e 5º, X) e Código de Defesa do Consumidor – CDC (art. 6º, I e III). 

Quando não ocorre nenhuma complicação no ato cirúrgico ou mesmo no pós-cirúrgico, tais condutas violadoras das normas referidas são arquivadas com o prontuário do paciente, no entanto, situação diversa acontece quando o paciente sofre dano e busca a sua reparação no Judiciário. 

Jurisprudência 
Tem-se notado o aumento das ações de responsabilidade civil oriundas do chamado “erro anestésico”. 

Partindo-se da premissa de que a relação médico-paciente é de consumo, aplica-se o CDC. E que a sua obrigação é de meio, vale dizer, não tem a cura como o fim, mas sim a aplicação dos seus conhecimentos técnicos e esforços no tratamento proposto apura-se a culpa (responsabilidade subjetiva) representada pela negligência, imprudência ou imperícia e o estabelecimento do nexo causal, ou seja, que a conduta omissiva ou comissiva do médico tenha causado o dano ao paciente para, ao final, ser imposta a responsabilidade civil (ou não). 

Neste sentido a jurisprudência do TJSP: responsabilidade subjetiva e obrigação de resultado:

“RESPONSABILIDADE CIVIL. Erro Médico. Ação movida por genitores e pela vítima menor em razão de complicações posteriores à cirurgia de hérnia, sofrendo o paciente parada cardiorrespiratória enquanto aguardava na Sala de Recuperação Pós-Anestésica Anestesia realizada com as cautelas devidas - Não há obrigação do anestesista, em casos de normalidade, de acompanhar o paciente durante todo o período em que permanecer na Sala de Recuperação, onde fica aos cuidados da Enfermagem e dos médicos de plantão - A responsabilidade pessoal dos profissionais liberais deve ser apurada mediante a verificação de culpa (art. 14, § 4º, Lei n. 8.078/90), tratando-se, portanto, de hipótese de culpa subjetiva. Prova pericial que afasta qualquer conduta culposa. Agravo retido não conhecido - Recurso desprovido. (Apelação cível 0015228-59.2006.8.26.05, rel. Alcides Leopoldo e Silva Júnior, j. 24-06-2014)” 

O TJSC já se posicionou no sentido contrário: a obrigação do anestesiologista é de resultado: 

ANESTESIOLOGISTA. OBRIGAÇÃO DE RESULTADO. O compromisso do anestesista nasce com a preparação do assistido e vai até que o estado de saúde deste seja restabelecido após a intervenção cirúrgica. Consequentemente, tal qual ocorre com os profissionais da área da medicina estética, o anestesista responde por uma obrigação de resultado, qual seja, trazer o paciente ao seu estado normal de saúde após a intervenção a que se submeteu. (...)" (Apelação Cível n. 2010.079530-6, da Capital, rel. Des. Gilberto Gomes de Oliveira, j. 06-12-2012).”

Seja a obrigação de meio ou de resultado, ora não se debaterá isso, fato é que as determinações impostas pela Resolução em debate, caso atendidas e devidamente documentadas, poderão fazer a diferença entre a procedência e a improcedência da ação indenizatória por responsabilidade civil.

Em ações desta natureza o prontuário do paciente, no qual os documentos referidos são integrantes, serão periciados. E foi o que ocorreu no caso abaixo e teve como decisão o afastamento da responsabilidade do anestesiologista. 

“APELAÇÃO CÍVEL. RESPONSABILIDADE CIVIL. PROCEDIMENTO ANESTÉSICO. PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA. AUSÊNCIA DE ERRO MÉDICO. Caso em que a autora foi submetida à cirurgia, sofrendo parada cardíaca após a intervenção. Prova pericial conclusiva de terem sido adotadas as corretas técnicas médicas, inexistindo falha ou erro na prestação do serviço, bem como em relação à reversão da parada cardíaca. Ausência de nexo causal entre a conduta do clínico e as sequelas apresentadas pela autora. Risco inerente ao procedimento anestésico utilizado. Inexistência de erro médico. NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. UNÂNIME. (Apelação Cível Nº 70057335499, TJRS, Relator: Jorge Alberto Schreiner Pestana, Julgado em 20/02/2014).” 

Saúde Web

Médicos e clínicas particulares podem ser credenciados para atender SUS

Serviço seria prestado mediante compensação por crédito tributário da União

A Câmara dos Deputados analisa projeto que regulamenta o credenciamento de médicos e clínicas particulares pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para atendimento em nível ambulatorial (PL 6951/13).

A proposta, do ex-deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS), permite o credenciamento de médicos especialistas, clínicas de especialidades médicas, empresas e profissionais que realizam serviços de exames de diagnósticos, mediante compensação do serviço por crédito tributário da União.

Atualmente, não há uma legislação específica que trate da contratação de médicos e clínicas particulares para o atendimento na rede pública de saúde. Estados e municípios utilizam-se dos critérios da inexigibilidade de licitação (Lei 8.666/93) para a contratação desses profissionais, como forma de suplementar a rede básica de saúde. Hoje, em regra, os valores são tabelados e pagos por meio de repasse do SUS.

Remuneração

Pelo texto, os profissionais e as empresas deverão atender os pacientes nos seus consultórios e clínicas. O valor a ser pago como compensação tributária custeará o serviço realizado e a infraestrutura do profissional e de sua clínica, sem direito a nenhum outro valor adicional.

De acordo com a proposta, o valor por consulta será até dez vezes aquele determinado pela tabela do SUS. Já a remuneração dos exames ambulatoriais realizados nos consultórios será de duas vezes o valor estipulado pela rede pública.

Segundo a proposição, o crédito será repassado aos profissionais após a declaração do Imposto de Renda do ano seguinte ao atendimento. Caso os créditos gerados pela prestação dos serviços sejam maiores que o valor do imposto que o profissional tem a pagar, ele terá direito a receber o benefício por meio de restituição da Receita Federal. O valor, no entanto, não poderá exceder a 75% do valor prestado na declaração de Imposto de Renda do ano anterior.

Consultas

Pelo projeto, as consultas serão organizadas pelo serviço de regulação municipal ou estadual, e o atendimento será registrado em prontuário eletrônico. Cada paciente poderá se consultar com o mesmo profissional duas vezes por ano, com intervalo de um mês. Cada consulta dará direito a uma reconsulta, sem nenhuma cobrança adicional. Dependendo da especialidade, o gestor público poderá autorizar um número maior de consultas, limitando a quatro esse número.

Conforme a proposta, 70% das consultas serão destinadas ao município do profissional e 30% para os municípios da região.

Os exames complementares realizados pelo profissional no consultório deverão ser autorizados pelo gestor público antes de sua realização. Já as medicações indicadas deverão ser feitas pela denominação genérica, em duas vias.

Credenciamento

 O credenciamento dos profissionais, conforme a proposta, se dará por meio de edital público e terá duração de dois anos, renováveis por igual período. Pelo texto, o credenciamento não cria vínculo trabalhista público dos profissionais ao gestor público.

Os profissionais e as clínicas deverão ofertar pelo menos 30 consultas ou exames complementares mensais. No caso de afastamento das atividades em razão de férias ou tratamento de saúde, o profissional fica dispensado do cumprimento da cota de consultas.

Descredenciamento

O descredenciamento do profissional poderá ser realizado a qualquer momento, por decisão da administração pública, se houver comprovação de ato contra o interesse público, só podendo ser recredenciado após cinco anos.

De acordo com a proposição, o médico poderá solicitar o seu descredenciamento a qualquer momento, com um prazo mínimo de dois meses, e só poderá se recredenciar após um ano de intervalo.

O projeto proíbe a substituição de profissional credenciado por outro profissional não credenciado, sendo esse ato passível de descredenciamento.

Fiscalização

 A proposta estabelece que o gestor público seja responsável pela fiscalização da prestação do serviço, pelo credenciamento e pela limitação financeira de atendimento. Caberá ainda à autoridade sanitária competente do SUS realizar a avaliação, a qualificação, o acompanhamento e a auditoria de todo o atendimento de pacientes em nível ambulatorial no Brasil.

Ronaldo Nogueira afirma que é notória a escassez de médicos especialistas no setor público, seja pela falta de atrativos remuneratórios ou pela falta de profissionais disponíveis no mercado. Com a medida, segundo Nogueira, o Brasil vai economizar nos investimentos em infraestrutura e nos de natureza organizacional e operacional, “que têm sido elementos impeditivos para que o SUS cumpra com seus objetivos em sua plenitude”, afirmou.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saúde Web