Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Síndrome de Tensão Pré Menstrual

Também conhecida por TPM, é um conjunto de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem na segunda metade do ciclo menstrual podendo ser tão severos que interfiram significativamente na vida da mulher.

A TPM é uma desordem neuropsicoendócrina com sintomas que afetam a mulher na esfera biológica, psicológica e social.

 A tendência hoje é acreditar que a função fisiológica do ovário seja o gatilho que dispara os sintomas da síndrome alterando a atividade da serotonina (neurotransmissor) em nível de sistema nervoso central.

 O tratamento depende da severidade dos sintomas e incluem modificações alimentares, comportamentais e tratamentos medicamentosos.

 Os sintomas mais comuns incluem:
Por ordem de freqüência: DESCONFORTO ABDOMINAL, MASTALGIA CEFALÉIA, FADIGA, IRRITABILIDADE, TENSÃO, HUMOR DEPRIMIDO, HUMOR LÁBIL, AUMENTO DO APETITE, ESQUECIMENTO E DIFICULDADE DE CONCENTRAÇÃO, ACNE, HIPERSENSIBILIDADE AOS ESTÍMULOS, RAIVA, CHORO FÁCIL, CALORÕES, PALPITAÇÕES e TONTURAS.
 
Irritabilidade (nervosismo),
Ansiedade (alteração do humor com sentimentos de hostilidade e raiva),
Depressão (com sensação de desvalia, distúrbio do sono, dificuldade de concentração)
Cefaléia (dor de cabeça),
Mastalgia (dor ou aumento da sensibilidade das mamas),
Retenção de líquidos (inchaço ou dor nas pernas),
Cansaço,
Desejos por alguns alimentos como chocolates, doces e comidas salgadas.

 Deve ser realizado um controle objetivo do ciclo menstrual (através de um diário) pelo período mínimo de dois ciclos. Devem ser excluídos outros transtornos como hiper ou hipotireoidismo, perimenopausa, enxaqueca, fadiga crônica, síndrome do intestino irritável ou exacerbação pré-menstrual de doenças psiquátricas; depressão, que pode se intensificar nesse período (magnificação pré- menstrual).

 História, exame físico cuidadoso, avaliação endócrina ginecológica quando o ciclo menstrual é irregular, perfil bioquímico, hemograma e TSH para excluir condições médicas que podem apresentar sintomas que simulem uma TPM. Importante fazer o diagnóstico diferencial com a condição psiquiátrica: distúbio disfórico pré-menstrual.

 O tratamento medicamentoso inclui o manejo específico de cada sintoma e deve ser individualizado. A maioria dos tratamentos medicamentosos propostos não se mostraram mais eficazes do que tratamentos placebo (progesterona, espironolactona, óleo de prímula e vitaminas B6 e E, ingestão de cálcio e magnésio). A fluoxetina, foi a única droga que mostrou eficácia, entretanto foi aprovada pelo FDA apenas para PMDD (Forma mais severa de TPM, com prevalência dos sintomas de raiva, irritabilidade e tensão). Na Europa esta droga não é aprovada na Europa para uso nem mesmo em PMDD.

 Medidas preventivas são igualmente importantes e incluem:  
orientação: explicar que a TPM não é grave e que os sintomas podem variar a cada ciclo,
modificações alimentares com diminuição da gordura, sal, açúcar e cafeína (café, chá, bebidas a base de colas),
fracionamento das refeições,
dieta com boas fontes de cálcio (leite e iogurte desnatado) e magnésio (espinafre), diminuição da ingestão de álcool,
parar de fumar,
fazer exercícios regulares (aeróbicos: 20 minutos 3 vezes por semana),
manejar o estresse.

 Perguntas que você pode fazer ao seu médico

  1. O que eu sinto naqueles dias antes do período menstrual são "coisas da minha cabeça"?  
  2. Os sintomas desagradáveis que surgem antes da menstruação podem ser considerados uma doença?
  3. Existe tratamento para a Síndrome de Tensão Pré-Menstrual?
  4. Qual o critério para determinar a gravidade da TPM?
  5. Quando a TPM é caracterizada como desordem disfórica pré-menstrual?
  6. Quando é necessário acompanhamento psiquiátrico para TPM?
  7. Fazer exercícios físicos e de relaxamento ajudam no tratamento da TPM?
  8. Quais os alimentos mais indicados para estes dias?
  9. Deve usar vitaminas ou suplementos alimentares para ajudar na melhora dos sintomas?
  10. Devo suspender o uso de álcool e cigarros?
Fonte ABC da Saúde

Cólera

O que é?
É uma diarréia aguda causada por uma bactéria denominada vibrião colérico (Vibrio cholerae), que se multiplica rapidamente na luz intestinal. Embora esta bactéria não seja invasiva tem a propriedade de produzir uma toxina que atua sobre o intestino provocando aumento descontrolado da secreção de cloro, sódio e água para a luz intestinal. Isto acarretando diarréia de tal intensidade que se torna freqüentemente mortal

Como se transmite?
A cólera se transmite por ingestão de água e ou alimentos contaminados por fezes ou vômitos de doentes ou portadores assintomáticos que estejam eliminando grandes quantidades de vibrião colérico. O homem é o único animal atingido pela doença e também é o principal reservatório desta bactéria, embora alguns frutos do mar possam ser contaminados.

O que se sente?
A infecção assintomática é mais comum do a infecção acompanhada de sintomas. As queixas decorrem das perdas de líquidos e de sais minerais. Após um período de incubação de um a cinco dias inicia abruptamente uma diarréia aquosa, descrita como semelhante à água de arroz. As perdas de líquidos podem alcançar vinte litros por dia. As perdas sem reposição de água e eletrólitos (sais minerais) acabam se complicando com vômitos, cólicas e diminuição acentuada do volume circulante que determina aumento da freqüência cardíaca, choque e insuficiência renal.

Como o médico faz o diagnóstico?
A identificação da bactéria é essencial para a confirmação diagnóstica. A cólera é doença de notificação compulsória o que mantém um estado de alerta para novos casos. O surgimento de diarréia de grande intensidade chama atenção para a doença. Exames laboratoriais contribuem decisivamente para orientar a reposição dos líquidos e eletrólitos.

Como se previne?
A vacina contra a cólera só é indicada em casos muito especiais, tem uma eficácia de cerca de 50% e uma duração protetora não superior a seis meses. A ingestão de água tratada é a recomendação para que a doença não se torne epidêmica.

Fonte ABC da Saúde

Treino para perder peso: sem equipamentos

Movimente-se com a série exclusiva de exercícios

 
Fonte Minha Vida

É normal que as gengivas sangrem ao escovar os dentes?

Veja por que o fio dental e escovação adequada evitam o problema

 
Fonte Minha Vida

Escovar a língua é importante?

Entenda a relação entre este hábito e a prevenção do mau hálito

Fonte Minha Vida

Fibromialgia arrasa sua saúde e confunde os médicos

Síndrome causa dores insuportáveis, tristeza e perda de memória
 
Imagine que você passou horas apertada dentro de uma caixa, sem espaço para se mexer ou respirar direito. Pense como essa situação fragiliza seu corpo e sua mente: todos os seus músculos ficam doloridos e dormentes, seu pensamento é dominado por um misto de ansiedade e depressão. A cabeça parece pesar 200 quilos e você começa a apresentar dificuldades para dormir e executar tarefas comuns. A memória começa a falhar e a concentração diminui. A descrição lembrou um filme de terror, com requintes de tortura?
 
Antes fosse. É assim que se sentem os portadores de fibromialgia, explica Ana Márcia Proença, educadora física e terapeuta corporal que atende pacientes com o problema que, atualmente, vitima principalmente as mulheres. Os portadores desta síndrome dolorosa de origem ainda desconhecida costumam enfrentar uma maratona até chegar a um diagnóstico, normalmente é difícil e demorado. Com predominância entre o sexo feminino (cerca de 80% a 90% das pacientes são mulheres entre 30 e 50 anos), as pacientes costumam chegar ao consultório médico com no mínimo três dos seguintes sintomas:
 
Dores fortes e difusas nos músculos, tendões, ligamentos e articulações por mais de 3 meses
  • Fadiga e distúrbios de sono
  • Sensação de queimação e/ou contrações espasmódicas nos músculos
  • Hipersensibilidade ao toque
  • Dificuldade de concentração e perda de memória
  • Enxaquecas crônicas TPM forte, com náuseas, fortes alterações de humor e dores abdominais
  • Problemas digestivos como diarréia, intestino preso e gases
  • Disfunção Temporomandibular (na lateral da testa e no queixo, perto das orelhas) ou algum desconforto ou dor constante na mandíbula
  • Dormência e formigamento
  • Ansiedade e depressão
  • Ser portador de Lupus Eritematoso Sistêmico, Síndrome da Fadiga Crônica, osteoartrose, Artrite Reumatóide, hérnia de disco ou osteoporose
 
Diagnóstico, outro calvário
 Mesmo com todos os sintomas, o diagnóstico muitas vezes é complicado, confundido com outras enfermidades ou tratado como algo emocional e não uma síndrome real. Existe uma dificuldade no diagnóstico e o preconceito de alguns profissionais que, às vezes, acreditam que a paciente não tem nada, acontece principalmente porque, apesar de reclamarem de muita dor muscular em reação ao toque e/ou movimento, não há evidências clínicas de qualquer lesão nos tecidos.
 
Ou seja, nos exames não aparece nenhum problema visível nas articulações ou músculos. Na prática, o paciente perde a capacidade de regular a sensibilidade dolorosa. Os níveis de produção de serotonina (neurotransmissor responsável pela liberação de alguns hormônios, controle da dor, sono e apetite, entre outros) diminuem e surge a hipersensibilidade a estímulos que normalmente não causariam dor. "Eu me sentia cansada o dia todo, já acordava fatigada", conta a alemã naturalizada brasileira Christel Hunsaker, 63 anos. "E a dor foi aumentando, chegou num ponto em que nem saía mais, de tanto que doía". Demorou mais de um ano para me diagnosticarem com fibromialgia, revela.
 
Causas da síndrome
 Segundo o chefe do ambulatório de fibromialgia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Eduardo S. Paiva, os estudos apontam para uma origem genética. Mas ainda não existe evidência de que um único gene seja responsável por todos os sintomas. "Além disso, muitas vezes a bagagem genética necessita de um gatilho ambiental, como um estresse físico ou psicológico", afirma. Já as terapias corporais têm um ângulo complementar para avaliar o surgimento da síndrome.
 
Os músculos carregam nossa história de vida, nossa memória afetiva, sentimentos, pensamentos e reações, externalizadas ou não. "A serotonina, substância associada a esse quadro, não é apenas a responsável química pela transmissão da dor, mas também pela nossa capacidade de sentir prazer", analisa Ana Márcia Proença. Concordar com tudo, negar nossas raivas e ressentimentos e a necessidade de agradar os outros em detrimento de nossos próprios anseios e necessidades tornam as mulheres mais suscetíveis ao desenvolvimento dessa síndrome. "É algo que vai além de questões hormonais", diz a terapeuta.
 
Dá para aliviar, pelo menos?
Mas e o tratamento? Como ainda não se sabe o que causa o transtorno e as dores são crônicas, mas não inflamatórias, os tratamentos acabam sendo mais paliativos. Depende do médico, mas as opções mais utilizadas são os medicamentos contra a dor, que melhorem a qualidade do sono e anti-depressivos, além de terapias corporais e ocupacionais. As principais opções de tratamento incluem:
 
  • Medicamentos para aliviar a dor, diminuir a ansiedade e regular os neurotransmissores (sempre receitados pelo médico) Programa de exercícios e condicionamento físico para fortalecer a musculatura
  • Terapia para compreender os mecanismos internos e promover a solução de conflitos
  • Relaxamento ativo e passivo para diminuir a tensão muscular
  • Massagem (shiatsu, ayurvédica etc)
  • Práticas de yoga e tai chi
  • Calatonia (tratamentos com toques sutis pelo corpo)
 
Fonte Minha Vida

Dieta equilibrada ameniza sintomas de labirintite

Quem tem o problema precisa evitar o consumo exagerado de sal e açúcar

A labirintite é um distúrbio que acomete o labirinto, uma estrutura dentro da orelha, e provoca tonturas.

O acompanhamento médico é fundamental nesses casos, mas uma dieta equilibrada também pode contribuir para a diminuição dos sintomas da doença.

Um dos principais inimigos do ouvido interno é o açúcar, escondido não só no chocolate e outros doces, como também em pães, bolos e massas feitos com farinha refinada.

Uma dica então para quem possui labirintite é evitar esses alimentos, e procurar sobremesas feitas com frutas, como banana, abacaxi, maçã e pêra.

O sal também é outro vilão para quem possui o distúrbio, já que está relacionado ao aumento da pressão nos vasos.

Aconselha-se a troca desse condimento por temperos naturais como o alecrim, a cebolinha, e a salsinha. Outros itens que acentuam os sintomas da labirintite são o tabaco e a cafeína, que também devem ser evitados.

Fonte R7

Na diabetes insipidus não é preciso se preocupar com a produção de insulina

Toda vez que entra em um consultório médico, a aposentada Esther França, 43 anos, diz a mesma coisa ao especialista que a recebe. “Tenho diabetes insipidus, um tipo diferente. Não é o melito, é o diabetes insipidus.” Apesar de o aviso da paciente enfatizar a segunda palavra do nome da doença, médicos e técnicos de enfermagem parecem ouvir apenas a primeira, diabetes, e insistem em espetar o dedo de Esther para exames de glicose no sangue. “Eu canso de repetir que posso comer açúcar tranquilamente e que o meu problema não tem nada a ver com insulina, mas não adianta: falou em diabetes, querem furar meu dedo.” A doença de Esther causa esse tipo de confusão com frequência. Tipo muito raro, pouca gente conhece casos reais da diabetes insipidus, que não interfere no nível de glicose no sangue.

A síndrome é uma deficiência na produção ou no funcionamento do hormônio antidiurético (ADH) também conhecido como vassopressina. O hormônio é produzido no hipotálamo e controla a quantidade de água no corpo. A vassopressina age principalmente nos túbulos renais, impedindo que os rins percam água pela urina. Atua também na remoção, filtração e reabsorção de fluidos na corrente sanguínea pelos rins. Quando falta água no organismo, o ADH é responsável por provocar a sensação de sede e diminuir a excreção de água. Na situação oposta, a glândula hipófise suspende a produção do hormônio para estimular a liberação de água pela urina. A falta da vassopressina faz com que a água necessária ao bom funcionamento do organismo e que deveria ser reabsorvida passe direto pelos rins e seja eliminada pela urina, que fica muito diluída.

O diabetes insipidus pode ser causado por um problema na produção do hormônio antidiurético, que não é liberado mesmo em situações de desidratação. Nesse caso, o diabetes insípidus é do tipo central. Um problema nos rins também pode fazer com que eles não respondam mais ao hormônio, originando a doença em sua forma nefrogênica. O principal sintoma é a poliúria, aumento massivo do fluxo urinário, além da sede constante do paciente, que expele muito mais líquido do que ingeriu, causando séria desidratação e outros problemas consequentes.

Desconhecimento
Por ser uma doença pouco comum, o diagnóstico é difícil e só ocorre com exames laboratoriais específicos, após descartadas outras possibilidades mais prováveis. Para Esther, a maior dificuldade foi o desconhecimento de casos reais por grande parte dos profissionais que a atenderam. “Alguns dos médicos e enfermeiros nunca tinham visto um paciente com isso. Só ouviram falar na faculdade.” O diabetes insipidus de Esther se originou do tratamento de um câncer de mama, diagnosticado em março de 2008. Ao iniciar a radioterapia, a aposentada começou a sentir cansaço, dificuldade respiratória, mãos murchas e grave desidratação.

Apesar de beber muita água, devido à sede constante, a quantidade expelida pela urina era muito superior à ingerida, deixando o marido, Eduardo França, preocupado. Técnico em enfermagem há 30 anos, Eduardo desconfiou dos sintomas apresentados pela esposa, que foi hospitalizada diversas vezes, chegando a respirar com a ajuda de aparelhos em algumas ocasiões. “O nível de consciência dela estava rebaixado. Ela chegou a ter lapsos de memória. Teve um mês inteiro em que ela não se lembrava de nada. Já chegou inconsciente ao hospital.”

Para tratar problemas pulmonares originados de outras doenças que desenvolveu, Esther tomou corticoides, que só pioraram a situação. Após um ano de internações e problemas respiratórios e de memória e dor de cabeça constante, uma médica que a atendeu levantou a hipótese da doença hormonal. “Foi a primeira vez que ouvi o nome diabetes insipidus, mas, pelo que fui entendendo, se confirmasse a doença, explicava muita coisa.” Após um exame de osmolaridade da urina, em que Esther expeliu 11 litros de água, apesar de ter ingerido apenas três, a doença foi diagnosticada.

Grupo amplo
O amplo destaque comumente dado ao diabetes melito faz com que muitas pessoas relacionem a doença tipo insipidus diretamente à glicose e à insulina. Na verdade, o nome diabetes é mais abrangente. É um grupo de doenças metabólicas associadas a disfunções e insuficiência de vários órgãos. Pode resultar de defeitos na secreção e/ou ação de hormônios como a insulina (melito) e o ADH (insipidus). O endocrinologista Antônio Bosco alerta que também não se deve confundir o diabetes insipidus com doenças renais. “Como decorre de uma alteração hormonal específica, é considerada uma patologia endócrina, e não renal.”

As origens do diabetes insipidus são variadas, embora alguns casos sejam idiopáticos, sem razão aparente. Para Bosco, até metade dos pacientes do tipo central tem a síndrome originada em outros tipos de doenças e problemas. “As causas podem ser genéticas, hereditárias ou, mais comumente, adquiridas. Lesões e traumas, tumores e doenças infecciosas e granulomatosas são as causas mais comuns, mas, em até 50% dos pacientes, não se consegue definir uma etiologia. No diabetes insipidus nefrogênico, as principais causas são uso de medicamentos (uso de carbonato de lítio é a mais comum), doenças renais, metabólicas e sistêmicas.”

A gravidez também pode levar ao diabetes insipidus, que é geralmente transitório e sem necessidade de tratamento. No caso de Esther, apesar de não ter sido confirmada a causa do problema, tudo indica que ela apareceu em consequência da radiologia do tratamento do câncer de mama.

O tratamento é simples. O hormônio em falta é reposto via oral ou intranasal, no caso do diabetes insipidus central. O tratamento do tipo nefrogênico é feito com a suspensão do lítio ou a correção dos distúrbios do cálcio e do potássio.

Fonte Correio Braziliense

Iogurtes probióticos melhoram a digestão dos alimentos, dizem pesquisadores

Um pote de iogurte por dia e a saúde de ferro está garantida. Graças aos comerciais de alimentos probióticos — aqueles que contêm bactérias benéficas —, muita gente vê nas garrafinhas um verdadeiro elixir.

Que eles fazem bem, os médicos e nutricionistas não têm dúvidas. O problema é saber exatamente quais os efeitos do consumo desse tipo de laticínio no intestino, onde vive uma rica e complexa flora, composta por diversas cepas bacterianas. Uma equipe internacional de pesquisadores foi atrás dessa resposta. Os cientistas descobriram que, embora não alterem a estrutura genética dos micro-organismos que povoam o ser humano, os probióticos mudam o metabolismo de substâncias ingeridas. Em particular, os carboidratos.

Segundo o principal autor do estudo, o cientista Jeffrey Gordon, da Universidade de Washington, câmpus de St. Louis, apesar de invisíveis, as bactérias que habitam o intestino foram uma comunidade extremamente complexa. “O número de genes que esses micro-organismos têm é 100 vezes maior do que o próprio genoma humano”, exemplifica ao Correio. “A microbiota intestinal humana é um marcador do bem-estar. Mudanças em sua composição podem refletir doenças e inflamações”, recorda Gregor Reid, pesquisador do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Cirurgia da Universidade de Western Ontario, em Londres. Ele foi convidado a comentar as descobertas de Gordon pela revista Science Translational Medicine, onde o artigo foi publicado.

Já se sabe que a ingestão diária de nutrientes é um fator que afeta os micróbios na mucosa oral e no intestino, entre outras partes do corpo. “Acredita-se que a inclusão de bactérias em alimentos como iogurtes, resultando nos probióticos, induz mudanças adicionais nesses micro-organismos. Os probióticos não colonizam o hospedeiro — no caso, o homem —, por isso, temos dúvidas se eles são capazes de alterar funcionalmente as bactérias originais do organismo”, diz Gordon. Como, contudo, é difícil estudar o intestino humano em tempo real, até agora a questão só foi investigada em modelos animais. O que a equipe do pesquisador fez foi avaliar, tanto em ratos quanto em pessoas, os efeitos dos probióticos sobre a flora já existente.

Teste em gêmeos
A Universidade de Washington recrutou voluntários saudáveis para a pesquisa, ao mesmo tempo em que preparou ratos de laboratório em um ambiente desinfectado. Sete pares de gêmeos aceitaram participar do estudo — como são geneticamente idênticos, seria mais fácil para os cientistas analisar as mudanças provocadas pelos probióticos, no caso de um dos irmãos tomar o iogurte e o outro não. “Eram pessoas absolutamente saudáveis, sem qualquer tipo de doença ou irritação intestinal, nem hábitos restritivos de alimentação, como o vegetarianismo”, esclarece Gordon. Os ratinhos também receberam doses diárias da bebida láctea, na mesma proporção que as cobaias humanas.

A equipe de Gordon acompanhou os voluntários e os animais antes, durante e depois da pesquisa. Os cientistas se asseguraram de que os gêmeos não haviam tomado antibióticos nem probióticos por um período de pelo menos seis meses, para não atrapalhar os resultados. Por quatro meses, eles receberam, em casa, lotes frescos de iogurte, produzido sempre pelo mesmo laboratório, contendo cepas das bactérias Bifidobacterium animalis lactis e Lactobacillus bulgaricus.

No período anterior da pesquisa, enquanto os gêmeos tomavam o iogurte e após o término do estudo, os cientistas coletaram 126 amostras de fezes dos participantes. Com técnicas sofisticadas de laboratório, eles analisaram o DNA da microbiota intestinal nesses três momentos, para verificar se houve alterações na quantidade de bactérias e na própria constituição dos micro-organismos. “Em resumo, o que posso dizer é que não houve qualquer mudança estrutural significativa na composição das bactérias. Nos ratos, o resultado foi o mesmo”, conta Gordon.

“A aparente estabilidade da microbiota intestinal, mesmo com a ingestão do produto duas vezes por dia, demonstra a notável capacidade de o hospedeiro desprezar novas variedades de bactérias não patógenas”, afirma Gregor Reid. Isso não quer dizer, porém, que os probióticos são propaganda enganosa. “Considerando que os iogurtes probióticos não afetam radicalmente a flora intestinal, é intrigante saber como a bebida, ainda assim, traz benefícios à saúde”, observa.

Mudanças, sim
De acordo com Jeffrey Gordon, a resposta está no metabolismo. Embora os probióticos não alterem nem a quantidade nem o fenótipo das bactérias já existentes no organismo, eles provocam uma alteração na forma como os nutrientes são digeridos. Os cientistas analisaram amostra de urina dos ratos e descobriram que, graças aos probióticos, os micro-organismos metabolizaram substâncias, especialmente os carboidratos, de forma diferente do padrão habitual, melhorando a digestão dos alimentos. “Voltamos, então, aos gêmeos para saber se isso também ocorre em humanos. E a resposta é sim. Não sabemos ainda o que promove essa alteração, por isso é preciso fazer mais pesquisas”, diz Gordon.

“A indústria dos alimentos funcionais é uma das que mais crescem, e isso incentiva o estudo dos probióticos por muitos cientistas. Muitas publicações confirmam que essas bactérias promovem a saúde e reforçam o sistema imunológico, além de melhorar a digestão”, lembra Matti Kankainen, pesquisador do Instituto de Biotecnologia da Universidade de Helsinki, na Finlândia. O cientista, que não participou do estudo publicado hoje pela Science Translational Medicine, também busca saber qual o segredo dos probióticos. Ele analisou o genoma da bactéria Lactobacillus rhamnosus GG, uma das mais usadas na indústria alimentícia. Kankainen descobriu que, nesse caso, a bactéria produz uma proteína que se une à mucosa intestinal, modulando a resposta imunológica do órgão. “Muitos outros motivos podem estar por trás da melhoria que os probióticos trazem à saúde. Sem dúvidas, um significativo campo de pesquisa está se formando ao redor desses micro-organismos”, disse ao Correio.

Fonte Correio Braziliense

Pesquisa aponta que Ração Humana não altera a composição corporal

Uma mistura que leva farinhas, gergelim, linhaça, soja, aveia, cacau e guaraná ganhou popularidade entre pessoas que desejam emagrecer ou manter o peso.

A fama da fórmula, contudo, está com os dias contados. Depois de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alertar a população sobre os riscos à saúde do consumo de produtos genericamente conhecidos como “ração humana”, uma pesquisa inédita da Universidade Federal de Viçosa (UFV) vem corroborar a recomendação.

Os resultados do estudo, que acompanhou o consumo de ração humana por mulheres adultas com sobrepeso e obesidade (índice de massa corporal entre 25 e 35), contrariam o consenso popular quanto aos efeitos benéficos da fórmula, principalmente no que diz respeito à redução de peso e ao aumento da saciedade. Segundo a coordenadora do Laboratório de Metabolismo Energético e de Composição Corporal da UFV, Josefina Bressan, a pesquisa avaliou as mulheres em três parâmetros: composição corporal (peso, porcentagem de gordura e massa magra), comportamento alimentar (aumento da saciedade, por exemplo) e perfil bioquímico (níveis de glicose e colesterol total, suas frações e triglicerídes).

“O composto usado como substituto do café da manhã por 45 dias não promoveu alterações na composição corporal, nas concentrações de glicose, HDL, VLDL, TC/HDL, AST e ALT (essas duas últimas avaliam o funcionamento hepático) e nas sensações de saciedade e fome. O consumo da ração por 45 dias consecutivos, no entanto, reduziu as concentrações do colesterol total e do colesterol ruim (LDL), além do nível de triacilglicerídeos, mesmo com a manutenção do consumo de calorias, macronutrientes e fibras pelas voluntárias”, explica José Luiz Marques Rocha, um dos autores do trabalho.

Segundo ele, os resultados são “relevantes” entre indivíduos com sobrepeso e obesidade, uma vez que essa melhora no perfil bioquímico pode contribuir para a redução de fatores de risco para doenças cardiovasculares e outras doenças crônicas não transmissíveis. Contudo, além de não servirem para que se encoraje o consumo do produto como substituto de refeições, confirmam o que já se sabia sobre a ingestão de fibras e sobre os benefícios de se comer isoladamente ingredientes da ração humana, como a aveia. “Se as pessoas consumissem regularmente alguns dos ingredientes separadamente, teriam o mesmo benefício”, antecipa.

Com tantas promessas milagrosas veiculadas pelos fabricantes, os especialistas também se preocupam com o uso indiscriminado da ração e pedem cautela. De acordo com Josefina, a fórmula não passa de mais um modismo. Apesar dos ingredientes bons, ela alerta que as quantidades indicadas (duas colheres de sopa) não produzem os efeitos nutracêuticos (para prevenir doenças) esperados. Com mais de duas colheres, o alimento pode ficar calórico demais e, em vez de ajudar a emagrecer, levar a pessoa a ganhar peso. “Além disso, não é conhecida a forma como os ingredientes da mistura reagem quando são ingeridos juntos. Podem haver interações perigosas no que diz respeito à biodisponibilidade dos nutrientes”, alerta.

Contudo, pior que não fazer efeito algum são as contraindicações da ração humana. O guaraná em pó, por exemplo, pode ser contraindicado por causar irritabilidade, insônia ou taquicardia e deve ser retirado da composição se ela for usada por gestantes ou pessoas com gastrite e úlcera estomacal, segundo a nutricionista Alice Carvalhais. O levedo de cerveja pode aumentar o apetite e a soja deve ser excluída em caso de intolerância.

Alice explica que a aveia, que contém glúten, é contraindicada para celíacos e o açúcar mascavo, definitivamente, não pode ser usado por quem é diabético. Para completar, a quinoa, para pacientes renais, só pode ser usada com indicação. Quem tem alergia à linhaça ou síndrome do intestino irritável, também pode sofrer com efeitos colaterais como dores de cabeça e aumento das idas ao banheiro. Além disso, como o produto normalmente é consumido sem orientação, as pessoas não são informadas sobre a necessidade de ingerir muita água, justamente para evitar os fecalomas, ou endurecimento das fezes.

O fato é que, sempre que o mercado lança novidades, há uma corrida dos consumidores. Não existem, porém, soluções mágicas para quem quer emagrecer ou ter uma vida mais saudável, como afirma Josefina Bressan. Segundo ela, o preparo pode auxiliar na perda de peso e no equilíbrio das funções orgânicas, mas não se trata de um pó milagroso. “É mais uma dieta da moda e não tem nada que uma alimentação saudável já não preconize. Uma pessoa normal, que come todos os tipos de alimentos, não precisa de nenhum outro tipo de suplemento”, diz.


Fibra de Trigo


Impede parte da absorção de gordura e retarda a absorção de glicose. Ajuda a prevenir o câncer de cólon e a constipação.


Soja


Rica em proteína e em sais minerais, aumenta os níveis de estrogênio nas mulheres, aliviando os sintomas da menopausa.


Aveia


Rica em fibra solúvel, que retarda o esvaziamento gástrico e aumenta a saciedade. Contém uma espécie de goma, que envolve as moléculas gordurosas, dificultando sua absorção pelo organismo e reduzindo a gordura circulante no sangue.


Gérmen de trigo


Contém vitaminas dos grupos A, B, D, K e, principalmente, E, que regenera os tecidos e regula o ciclo menstrual.


Quinoa


Muito nutritiva e rica em aminoácidos essenciais. É uma excelente fonte de proteína de origem vegetal.


Açúcar mascavo


É o açúcar da cana integral, que não passou ainda pelos processos de refino e industrialização. Rico em cálcio, ferro, potássio e diversas outras vitaminas, que não são encontrados no açúcar refinado.


Guaraná


Eficaz contra o esgotamento físico e mental.


Gergelim


Excelente fonte de cálcio, fortalece unhas, ossos e dentes.


Levedo de cerveja


Suplemento alimentar muito rico, pois nele se encontram muitas vitaminas, muitos aminoácidos e minerais. É a maior fonte natural de vitaminas do complexo B, que ajudam a manter a saúde dos nervos, da pele, dos olhos, dos cabelos, do fígado e da boca, assim como a tonicidade muscular do aparelho gastrintestinal.


Linhaça


A linhaça é rica em ácidos graxos essenciais, como ômega 3 e ômega 6. Eles auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares, reduzindo o LDL (colesterol ruim) e impedindo seu acúmulo nas artérias, além de prevenir alguns tipos de câncer e melhorar o funcionamento intestinal. Ele também contribui para a estabilidade da glicemia em diabéticos e tem propriedades antioxidantes, que retardam o envelhecimento celular.

Fonte Correio Braziliense

Leite de vaca de caixinha para bebês

Esta semana saiu esta matéria no caderno Meu Filho de ZH. Muito interessante, fala sobre a indicação ou não do leite de vaca para bebês.

Existem várias opiniões sobre o assunto mas percebe-se um movimento cada vez maior em contra indicar esta prática que até poucos anos atrás era tão comum.

Será que pela digestibilidade do leite de vaca?

Por poder provocar mais alergias devido a proteínas que não são absorvidas?

Será que por que é leite de caixinha? estéril? sem lactobacilos?

A verdade é que atualmente temos mais bebês com alergias, será só por isso? como está a imunidade deles?

O importante é refletir pois muitas vezes se oferece alimentos mais agressivos ao aparelho digestório do bebê. O leite de vaca (e de caixinha) é apenas um exemplo.

Fonte Zero Hora

Uso de líquidos durante o exercício

Será que precisamos beber sempre que fizemos exercícios?

Normalmente sim, mas depende um pouco da situação.

Devemos nos manter sempre hidratados  mas cuidado,  água demais faz mal!

Podemos observar algumas situações:

controle de peso antes e após os exercícios:
pesar antes e pesar depois, com a bexiga vazia e sem roupa (ou o mínimo) e corpo seco (sem camisas molhadas, etc)

acrescente a este valor a quantidade de líquido que você ingeriu durante a atividade

ex: peso inicial 70kg – peso final 69kg: diferença de 1,0kg (1,4% do peso total) + 2 copos de líquido (200mL cada= 400mL) Total= 1,4 litros de perda, o que representa 2% do peso corporal inicial.

Bem, as perdas variam de acordo com o tipo de atividade física, com a temperatura ambiente, com a umidade relativa do ar, etc

O importante é sabermos que quanto maior a perda de líquido, maior o prejuízo na performance e também maior o risco para a saúde.

Até 1,0% de perda corporal por desidratação, os riscos são menores e você pode manter o consumo apenas de água. Porém, se suas perdas são superiores a 1% mantenha-se em alerta, hidrate-se mais e comece a considerar o uso de bebidas hidroeletrolíticas (rehidratantes), principalmente se sua perda é igual ou superior a 2%. Estas bebidas contém sais minerais e carboidratos que facilitam a reabsorção de líquido para as células, o que minimiza o risco.

Caso você  esteja impedido de pesar, observe a cor da urina. Quanto mais amarela após o exercício, mais desidratado você ficou. Procure ingerir líquidos durante para evitar perdas expressivas.

O ideal é beber durante para não deixar chegar ao estado de desidratação.

Fonte Zero Hora

Seleção de espermatozoides

Durante muito tempo se pensou que o papel do espermatozoide fosse o de simplesmente transportar o DNA paterno para o interior do oócito.

Atualmente, sabe-se que o seu papel vai além dos estágios iniciais da fertilização, podendo interferir na formação do embrião e ser responsável por falhas de implantação no útero.

Usualmente para as técnicas de reprodução assistida os espermatozoides são preparados para que os mais móveis sejam utilizados. Entretanto, este método não consegue distinguir quais espermatozoides são melhores em termos de maturidade e de integridade de seu DNA.

Por isto, recentemente têm sido introduzidas novas tecnologias que utilizam campos magnéticos, ácido hialurônico e visualização das estruturas espermáticas sob grande aumento a fim de selecionar os melhores espermatozoides, visando aumentar as taxas de implantação e de gestação.

Fonte Zero Hora

Tecnologias trazem conforto ao dia a dia, mas também geram acomodação

Veja dicas de professor de Educação Física para driblar a preguiça


Ao longo dos séculos, o homem, que era um ser ativo, virou sedentário e, segundo Fábio Suñé, coordenador do bacharelado em Educação Física da PUCRS, o surgimento das tecnologias influenciou diretamente esta mudança de comportamento.

— Várias atividades que eram realizadas de forma braçal, em razão da busca pela redução de tempo gasto, passaram a ser realizadas de forma mecânica, gerando maior acomodação e reduzindo também a energia que o homem gastava com elas — diz o professor.

Felizmente, inovações como os meios de locomoção, o elevador, a escada rolante e o controle remoto nos trouxeram maior conforto, porém, infelizmente, nos tornaram mais "preguiçosos".

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), pequenas ações incorporadas ao cotidiano que promovem um gasto calórico podem evitar esta acomodação e auxiliar na promoção da saúde e na prevenção de doenças.

— Não podemos fugir ou negar a existência destes itens que facilitam a nossa vida, mas é importante reduzir o tempo com atividades sedentárias (como a televisão e o computador) e sempre optar por movimentar-se — alerta Fábio.

Veja medidas simples que você pode incluir no dia a dia para evitar a acomodação:
:: Evite usar o elevador, suba pelas escadas;

:: Tente esconder o controle remoto e levante-se para trocar de canal ou desligar o aparelho;

:: Estacione o carro em um local distante do seu destino para caminhar um pouco;

:: Se o mercado não fica muito longe da sua casa e se não vai fazer grandes compras, vá a pé. Trinta minutos de caminhada diária (no total) já fazem muita diferença;

:: No mercado, se não comprar muitos itens, evite o carrinho e prefira a cestinha. Deste modo, você faz esforço com os braços.

Fonte Zero Hora

Excesso de gordura no fígado já atinge 20% dos brasileiros

Esteatose é mais comum após os 40 anos, porém já há uma prevalência alta em adolescentes


A Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH) emite um alerta: cerca de 20% da população brasileira tem gordura excessiva no fígado, a chamada esteatose, um problema que, se não tratado, pode levar à cirrose e até a transplantes do órgão.

O número de pessoas que tem o fígado gorduroso no país pode ser considerada alta. Para se ter uma ideia, uma doença comum como a diabetes afeta 12% da população. E grande problema é que a maioria não desconfia que seu fígado está doente, pois na maior parte dos casos, não há sintomas.

— É uma doença que tem tido cada vez mais importância e causado um impacto grande na vida e na saúde dos pacientes — afirma o gastroenterologista Roberto Carvalho Filho, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Por conta do preocupante cenário, a SBH planeja criar, ainda em 2011, o Dia Nacional de Combate à Esteatose, em parceria com outras sociedades e associações que também lidam com pacientes que têm a doença, como a Sociedade Brasileira de Cardiologia.

— A epidemia é silenciosa. Todo paciente que tem sobrepeso, alteração no colesterol e é sedentário deveria fazer uma avaliação do fígado — diz o presidente da Sociedade de Hepatologia, Raymundo Paraná.

Foco é prevenir desde cedoA esteatose é mais comum após os 40 anos, porém um fato tem preocupado os hepatologistas: já há uma prevalência alta em adolescentes. Metade dos 300 jovens de 15 a 19 anos analisados em 2009 pelo Grupo de Estudos da Obesidade da Unifesp já apresentava a doença, causada, em grande parte, pelos maus hábitos alimentares e pelo sedentarismo.

O problema é ainda mais frequente em quem costuma engordar na região abdominal, mas pessoas que parecem magras e têm uma barriguinha saliente também podem ter o fígado doente.

A esteatose tem três graus de gravidade, que variam de acordo com a quantidade e proporção de gordura no fígado. O grau 3, com mais de 90% de gordura, representa a cirrose, ou seja, a inflamação grave do órgão. Especialistas apontam que cerca de 20% dos pacientes que têm esteatose desenvolverão o quadro mais grave da doença.

Nesses casos — e se a pessoa não faz o tratamento adequado —, a doença pode evoluir para a necessidade de transplantes. 

Atitudes saudáveis
1- Maneire no carboidrato, o principal vilão da esteatose. É preciso consumi-los com moderação.

2- Cuidado com o excesso de gorduras saturadas. Diminua o consumo de carnes vermelhas, manteiga, frituras e biscoitos industrializados.

3- Invista nas fibras: aveia, farelo de trigo, massas integrais, frutas e verduras são exemplos de fontes dessas substâncias.

4- Acredite no poder das gorduras do bem: azeite de oliva e óleos como o de canola são recomendados.

5- Conte com os antioxidantes, que ajudam a enfrentar os radicais livres, moléculas que podem prejudicar o corpo e o fígado.

6- Atenção ao álcool. Em regra geral, quanto maior a quantidade e o tempo de consumo, maior a chance de desenvolver danos ao fígado.

7- A dieta balanceada e a prática de exercícios físicos seguem sendo os maiores aliados para ter um fígado saudável.
Fonte Zero Hora

Homens não são de ferro: receio de ir ao médico compromete a saúde masculina

De acordo com o IBGE, os homens vivem sete anos a menos do que as mulheres


A sociedade formou os homens para não chorar. Fortes, invulneráveis e invencíveis, julgam ser de ferro, afastando-se o máximo possível do consultório médico. Quando vão, é depois de muita insistência — feminina, é claro. Mas acredite: a típica resistência masculina em prevenir doenças não parte só do lado de lá. Eles foram praticamente excluídos dos sistemas de saúde desde a sua criação.

— Serviços de saúde foram criados e organizados pensando na mulher grávida, nos cuidados com recém-nascidos, para garantir que as crianças nascessem saudáveis. E a saúde do homem acabava ficando em segundo plano em função da jornada de trabalho — explica a antropóloga Daniela Riva Knauth, professora do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Na infância, sinais de fraqueza não fazem parte da educação dos meninos. Quando os sintomas de debilidade  parecem, seja sob a forma de doença ou indício de qualquer tipo de incapacidade, a luz vermelha acende. Ir ao médico ou realizar um exame de rotina pode corresponder a um atestado de fragilidade pública, ligado à ideia do envelhecimento e da morte.

A explicação do fenômeno não se esgota por aí. Ao tentar justificar a seleção natural proposta por Charles Darwin, da qual homens nasceram para caçar e mulheres para cuidar da saúde da prole, esbarra-se numa lacuna. Quanto mais os homens precisavam trabalhar para sustentar a família, mais adoeciam e acabavam morrendo em razão de enfermidades provocadas por consumo de tabaco, álcool e drogas, obesidade, hipertensão, diabetes e outras epidemias do gênero. E os serviços continuavam ignorando-os e vice-versa.

O resultado é que, até hoje, pacientes continuam recorrendo a especialistas com a doença em estado mais avançado, muitas vezes arrastados por suas mães ou mulheres. Quando, na verdade, deveriam ter procurado muito antes um acompanhamento preventivo no posto de saúde mais próximo. Isso evitaria o chamado diagnóstico tardio, que sobrecarrega o sistema público e aumenta os custos do Sistema Único de Saúde (SUS). E acaba trazendo mais sofrimento para a vítima e sua família.

— O homem é muito “abandonadinho”. Ele nasce e ganha um médico, o pediatra, mas para por aí. Enquanto isso, a  menina sai do pediatra e logo que fica menstruada, cai direto no ginecologista. O homem só volta ao urologista quando faz 50 anos, para examinar a próstata e olhe lá — resume o urologista Henrique Sarmento Barata.

O médico, porém, acredita que o cenário  está melhorando: 
— Antigamente, eles não chegavam nem perto do consultório.

Enquanto dos 20 aos 39 anos, a maior causa de morte entre os homens se dá por fatores externos, como violência urbana associada ao uso de bebidas alcoólicas, dos 40 aos 59 anos eles padecem mais de doenças circulatórias, metabólicas e tumores.

— É importante lembrar que, no caso do câncer de próstata, deve-se fazer um exame precoce — afirma Barata.

Prevenção, também para eles, é essencial.

Explicações nas estatísticas
:: Pesquisas provam que quando os serviços de saúde oferecem horários flexíveis, especialistas na questão da sexualidade e pessoas treinadas para ouvi-los, o público masculino os procura. As maiores influências para o homem ir ao médico são a esposa ou a companheira (66%) dos entrevistados.

:: Uma outra pesquisa, realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia com 1.061 homens, de 10 capitais brasileiras, na faixa etária de 40 a 70 anos, mostrou que apenas 32% dos homens fizeram o exame de toque retal, apesar de 76% saber que o exame é usado para detectar o câncer de próstata.

:: A mesma pesquisa quis saber porque, então, eles não fazem o exame. A resposta pode estar no preconceito e machismo. O levantamento mostrou que 77% concordam que os homens não fazem exame de toque retal por preconceito e 54% percebem que os homens têm medo do exame. Mas, quando questionados sobre a não a realização do exame, apenas 8% admitem preconceito em relação ao toque, enquanto 13% afirmam descuido, preguiça, relaxo e falta de tempo.

:: Fazer com que o sexo masculino invista na prevenção é uma urgência para o Ministério da Saúde, por isso foi criada a Política Nacional de Saúde do Homem. O objetivo é facilitar e ampliar o acesso da população masculina aos serviços de saúde. A iniciativa é uma resposta à observação de que os agravos do sexo masculino são um problema de saúde pública.

:: A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. Eles vivem, em média, sete anos menos do que as mulheres e têm mais doenças do coração, câncer, diabetes, colesterol e pressão arterial mais elevadas. Por meio dessa iniciativa, o governo federal quer que, pelo menos, 2,5 milhões de homens na faixa etária de 20 a 59 anos procurem o serviço de saúde ao menos uma vez por ano.

:: O urologista Miguel Srougi, professor da Universidade de São Paulo (USP) aposta no sentimento de  invulnerabilidade para explicar a aversão masculina  aos médicos. Segundo ele, os homens crescem com o conceito da evolução de que só os fortes sobrevivem e que, para se impor, precisam ter saúde.

:: Um estudo feito pela empresa SulAmérica com 26 mil homens de 12 estados brasileiros constatou que 60% deles têm sobrepeso e 20% sofrem pressão arterial elevada — mas só 8% sabem que têm a hipertensão. Esses problemas estão relacionados a doenças cardiovasculares, como derrame cerebral e infarto do miocárdio, que têm alto índice de letalidade.

:: A influência das mulheres para convencer o homem a buscar tratamento também conta quando o problema está relacionado à vida sexual. Um levantamento feito em 2009 no Hospital das Clínicas de São Paulo mostrou que 30% dos que buscam o Ambulatório de Sexualidade da instituição o fazem a pedido da companheira. A disfunção erétil representa 55% dos atendimentos.

:: Os médicos alertam que os homens devem ir, a partir dos 30 anos, anualmente checar sua saúde num clínico geral e cardiologista, que pedirá exames para verificar o estado geral de saúde e, caso seja detectada alguma anormalidade, encaminhar a especialistas. A partir dos 45 anos, a visita ao urologista é obrigatória, mas caso tenha casos de câncer na família, aos 40.

Dados alarmantes
:: Do total de pessoas entre 20 e 59 anos que morre no Brasil, 66% são homens.

:: De acordo com o IBGE, os homens vivem sete anos a menos do que as mulheres.

:: Um em cada 18 homens têm câncer de próstata, doença que possui 80% de chance de cura se detectada no início.

:: O check-up anual deve ser obrigatório a partir dos 30 anos.

Fonte Zero Hora

Saiba como dominar "aquela" vontade de comer doce

Mudanças hormonais, principalmente em mulheres, motivam vício em doces


O ciclo hormonal das mulheres faz com que elas estejam mais dispostas ao "craving", desejo de repetir uma experiência em função dos efeitos estimulantes de algumas substâncias no organismo, por exemplo: comer doces. Sedentários e obesos também são vítimas potenciais dessas vontades insaciáveis.

Para aplacar esse desejo, a nutricionista funcional Luciana Harfenist recomenda comer banana, brócolis, folhas verde-escuras e frutas oleaginosas, como nozes, avelãs, amêndoas e castanhas. Segundo ela, esses alimentos dão conta do estresse oxidativo, estimulam a produção de serotonina e regulam a produção dos neurotransmissores.

— O tratamento desse problema deve envolver também reprogramação alimentar, avaliação da dieta, reposição de nutrientes com suplementos e até acompanhamento psicológico, em casos mais extremos — complementa.

A nutricionista observa que dietas promissoras, com muitas restrições, afetam a produção de vários neurorreguladores e desregulam o controle da ansiedade, o que contribui para o surgimento de sintomas relacionados ao craving.

Um dos fatores que pode desregular o controle de saciedade é o jejum prolongado.

Veja as dicas da especialista e fique longe dos doces:

:: Coma de três em três horas;

:: Beba dois litros de água por dia;

:: Pratique exercícios;

:: Invista em atividades de lazer, como passeios, aulas de dança, canto e artes também ajudam;

:: Prefira alimentos ricos em fibras e vitaminas, especialmente B12, cálcio, ácido fólico, magnésio, triptofano e ômega-3.

Fonte Zero Hora

Prefeitura Municipal de Pedra - PE

A Prefeitura Municipal de Pedra, Pernambuco, realiza concurso para 56 vagas.

Inscrições:
Até 1º de novembro, pelo www.universidadepatativa.com.br, ou na Prefeitura Municipal da Pedra, Rua Rufino Marques nº. 3, centro.

Valor:
De R$ 60 a R$ 90,00.

Remuneração:
Entre R$ 545,00 a R$ 4.620,00.

Cargos:
Superior - Médico Clínico, Médico Plantonista, Médico Centro de Atenção Psicossocial (Caps), Dentista, Enfermeiro, Terapeuta Ocupacional, Nutricionista e Assistente Social.
Médio - Técnico em Radiologia, Técnico em Enfermagem e Auxiliar de Consultório Dentário.

Prefeitura Municipal de Pederneiras - SP

A Prefeitura de Pederneiras, São Paulo, realiza seleção para preenchimento de 14 vagas.

Inscrições:
Até 9 de novembro de 2011, pelo www.dexter.net.br.

Valor:
De R$ 10,89 a R$ 20,79.

Remuneração:
Rntre R$ 545,00 e R$ 4.064,88.

Cargos:
Fundamental - Auxiliar de Serviços e Operador de Máquinas.
Médio - Agente Administrativo, Inspetor de Alunos, Técnico em Enfermagem, Técnico em Segurança do Trabalho e Visitador Sanitário.
Superior - Agente Jurídico, Fisioterapeuta, Médico do Trabalho, Médico-Veterinário, Nutricionista, Procurador Jurídico e Terapeuta Ocupacional.

Provas:
Provas objetivas: 27 de novembro.
Haverá prova prática para Auxiliar de Serviços e Operador Máquinas, prova dissertativa para Procurador Jurídico e análise de títulos para nível Superior.

Prefeitura Municipal de Patos – PB

A Prefeitura Municipal de Patos – PB realiza concurso para provimento de 554 vagas.

Inscrições:
De 17 de outubro a 18 de novembro, na Casa dos Conselhos, situada na Rua Felizardo Leite, s/n - Centro e até 20 de novembro, pelowww.acaplam.com.br.

Valor:
De R$ 30,00 a R$ 65,00.

Cargos:
Secretaria de Administração: Médico Perito da Junta Médica, Topógrafo, Técnico em Geoprocessamento, Técnico em Contabilidade, Técnico em Arquivo, Fiscal de Urbanismo e Obras, Técnico Administrativo, Telefonista, Agente de Trânsito, Motorista - classe I, Guarda Municipal, Vigilante, Pedreiro, Eletricista, Auxiliar de Serviço, Servente de Pedreiro e Pintor.
Secretaria de Educação: Assistente Social, Nutricionista, Psicólogo Educacional, Orientador Educacional, Professor (Matemática, Artes, Educação Física, Ciências e História), Professor de Pré-Escola, Técnico em Informática, Técnico Administrativo, Vigilante e Auxiliar de Serviços.
Secretaria da Saúde: Médico (USF, Anapatologista, Cardiologista, do Trabalho, Endoscopista, Fisiatra, Gastroenterologista, Ginecologista, Hematologista, Infectologista, Neurologista, Obstetra, Ortopedista, Patologista Clínico, Pneumologista, Proctologista, Radiologista, Reumatologista e Ultrassonografista), Dentista - classe III (pacientes especiais), Enfermeiro, Técnico em Enfermagem, Técnico em Prótese Dentária, Técnico em Laboratório de Análise Clínica, Técnico Administrativo, Agente Comunitário de Saúde, Vigilante e Auxiliar de Serviços.

Remuneração:
R$ 3.200,00.

Provas:
Prova Objetiva: 18 de dezembro.
Haverá Prova de Títulos para Orientador Educacional, Professor (Matemática, Artes, Educação Física, Ciências e História) e Professor de Pré-Escola.

Prefeitura Municipal de Passos Maia - SC

A Prefeitura Municipal de Passos Maia, Santa Catarina, realiza concurso para 75 vagas.

Inscrições:
Até 17 de novembro, no Centro Administrativo Municipal de Passos Maia,Rua Padre João Botero, nº 485.

Valor:
De R$ 20,00 a R$ 60,00.

Remuneração:
Até R$ 9.744,00.

Provas:
Provas objetivas: 3 de dezembro, na Escola Estadual Professora Corália Gevoerd Ollinger - Avenida Ângelo Tirelli nº. 782.
Haverá análise de títulos para Professores e prova prática para Operador de Máquinas.

Cargos:
Fundamental - Auxiliar de Serviços Gerais, Atendente de Creche, Operador de Máquinas e Recepcionista.
Médio - Auxiliar Técnico Pedagógico, Monitor de Creche, Auxiliar de Clínica Dentária e Técnico de Enfermagem.
Superior - Professor (Educação Física, Artes, Geografia, História, Matemática, Ciências, Português e Inglês), Professor de 1º ao 5º ano, Professor de Educação Infantil, Médico de Saúde da Família e Fisioterapeuta.

Prefeitura Municipal de Matutina - MG

 Prefeitura Municipal de Matutina, Minas Gerais, realiza seleção para preenchimento de 22 vagas.

Inscrições:
De 31 de outubro a 4 de dezembro, pelo www.legitimusassessoria.com.br ou na rua José Londe Filho, nº 354.

Remuneração:
Entre R$ 545,000 e R$ 1.419,18.

Cargos:
Fundamental - Auxiliar de Serviços Gerais (Limpeza, Serviços Braçais e Vigia), Profissional de Obras e Serviços (Pedreiro), Operador de Máquinas e Agente Comunitário de Saúde.
Médio - Auxiliar Administrativo, Técnico em Enfermagem, Técnico em Higiene Bucal e Monitor de Educação Infantil.
Superior - Assistente Social, Farmacêutico, Nutricionista, Psicólogo, Pedagogo e Professor II (Geografia, Ensino Religioso, Ciências e Português).

Provas:
Provas objetivas: 18 de dezembro,
Haverá provas prática e análise de títulos para nível Superior.

Concurso Prefeitura de Caapiranga - AM

A Prefeitura de Caapiranga, Estado do Amazonas, publicou edital Nº 001/2011 de concurso público destinado ao provimento de vagas. São ofertadas 390 vagas para cargos de todos os níveis de ensino com salário de até R$ 3.600,00, para carga horária de 20 e 40h semanais.

Cargos
As oportunidades são para os cargos de Gari, Auxiliar de Serviços Gerais, Vigia, Motorista Fluvial, Podador, Operador de Sistema Hidráulico, Fiscal de Obras e Postura, Fiscal de Renda e Arrecadação, Guarda  Municipal, Assistente Administrativo, Auxiliar Administrativo, Recepcionista, Motorista de Transporte de Veículo, Mensageiro, Técnico em Radiologia, Fiscal de Vigilância Sanitário, Técnico em Enfermagem, Técnico em Contabilidade, Técnico em Informática, Monitor Educacional, Professor de 1º - 5º, Professor de 6º - 9º - Matemática, Professor de 6º - 9º - Português, Professor de 6º - 9º - Ciências, Professor de 6º - 9º - História, Professor de 6º - 9º - Geografia, Professor de 6º - 9º - Língua Estrangeira, Pedagogo, Fisioterapeuta, Enfermeiro, Engenheiro Ambiental, Assistência Social, Psicólogo.

Inscrições
Os interessados deverão fazer suas inscrições via Internet pelo site: www.ibeg.org.br, até às 23h59min do dia 20 de novembro de 2011, horário local.

Taxas de Inscrições
As taxas de inscrições variam entre R$ 30,00 a R$ 80,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas
As provas poderão ser realizadas, na data prevista de 18 de dezembro de 2011, em municípios circunvizinhos, caso o número de inscritos ultrapassem a capacidade física do município de Caapiranga/AM.

Os locais com os respectivos endereços de realização das provas serão divulgados no site www.ibeg.org.br, previsto para o dia 08 de dezembro de 2011, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta desse local, bem como o comparecimento no horário determinado.

Gabaritos
O gabarito preliminar da Prova Objetiva será divulgado no site www.ibeg.org.br e afixado no quadro  informativo da Prefeitura Municipal de Caapiranga/AM.

Validade
O concurso terá validade de 02 anos, a contar da data da homologação do resultado pelo Chefe do Poder  Executivo Municipal, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da Prefeitura Municipal de Caapiranga/AM.

Saiba mais

Concurso Prefeitura de Alto Paraíso - PR

A Prefeitura de Alto Paraíso, Estado do Paraná, lançou edital de nº 01/2011 de concurso público de de Provas e Provas de Título para o preenchimento de vagas no quadro de pessoal, de provimento efetivo da Administração Pública Municipal. O concurso público será realizado através da empresa EXATUS.

São ofertadas 08 vagas mais cadastro de reserva para cargos de nível fundamental, médio e superior com salários de até R$ 6.264,48, para carga horária de 20, 30 e 40h semanais.

 
Cargos: Agente de Saúde, Agente Funerário, Agronômo, Assistente Administrativo, Assistente de Processamento de Dados, Assistente Social, Atendente de Biblioteca, Atendente de Consultório Dentário, Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar de Mecânico, Auxiliar de Padeiro, Auxiliar de Serviços Gerais, Educador Infantil, Engenheiro Civil, Fiscal de Meio Ambiente, Fiscal de Saneamento, Técnico em Contabilidade, Médico e entre outros.

Inscrições: As inscrições serão realizadas de 27 de outubro à 16 de novembro de 2011, através  do  site www.exatuspr.com.br.

Taxas: As taxas de inscrições variam entre R$ 30,00, 45,00 e R$ 90,00 de acordo com o cargo escolhido.

Provas: A prova objetiva será realizada em dia, local e horário a serem divulgados junto com o Edital de Homologação das Inscrições a ser publicado em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal de Alto Paraíso no Jornal Umuarama Ilustrado, e através do site www.exatuspr.com.br. 

Gabaritos: Os gabaritos com as devidas respostas das provas, tornar-se-ão públicos, após a aplicação das provas, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal de Alto Paraíso, no Jornal Oficial do Município de Alto Paraíso e no site oficial www.exatuspr.com.br. 

Validade: O prazo de validade do concurso público é de 02 anos, a contar da data da publicação do ato de homologação do resultado final do Concurso, prorrogável uma única vez, por igual período, desde que haja interesse da administração.

Saiba mais

Concurso FHSMI - Ibaiti - PR

A Fundação Hospitalar de Saúde Municipal de Ibaiti - FHSMI, Estado do Paraná, lançou edital Nº 001/2011 de concurso público destinado ao provimento de vagas. O concurso público será realizado sob responsabilidade da Fundação Municipal Centro Universitário da Cidade de União da Vitória – Uniuv.

Serão ofertadas 40 vagas para cargos de nível fundamental, médio e superior com salários de até R$ 2.080,89, para carga horária de 20 e 40h semanais.

 Cargos
As vagas são para os cargos de Biomédico, Bioquímico, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Contador, Auxiliar de laboratório, Auxiliar de farmácia, Auxiliar de serviços gerais, Motorista, Vigia, Encarregado em manutenção, Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar de Consultório Dentário – ESF, ACE – Agente de Combate às Endemias e Cirurgião Dentista – ESF.

 Inscrições
Os interessados em efetivar sua inscrição deverão realizar até o dia 11 de novembro de 2011, no endereço eletrônico: concursopublico.uniuv.edu.br.

 Taxa
A taxa de inscrição varia de R$ 50,00 e R$ 100,00 de acordo com o cargo pleiteado.

 Provas
As provas objetivas serão realizadas na data prevista de 4 de dezembro de 2011, às 14h, em locais a serem divulgados após o dia 25 de novembro de 2011, nos  sites da Uniuv: concursopublico.uniuv.edu.br ou da Prefeitura Municipal de Ibaiti: www.ibaiti.pr.gov.br.

 Gabaritos
No dia seguinte à realização da prova objetiva, 5 de dezembro de 2011, será divulgado o gabarito provisório e o caderno com o conteúdo da prova objetiva, nos endereços eletrônicos da Prefeitura Municipal de Ibaiti: www.ibaiti.pr.gov.br e da Uniuv: concursopublico.uniuv.edu.br, às 17h.

 Validade
O Concurso Público terá validade de 2 anos a partir da data da homologação, que será publicada na Imprensa Oficial do Município, podendo, a critério da FHSMI, ser prorrogado por igual período.

Saiba mais

Prefeitura de Ibirité (MG) abre processo seletivo

Estão abertas as inscrições para realização de processo seletivo (nº. 007 /2011) da Prefeitura de Ibirité, Estado de Minas Gerais. A seleção de Ibirité oferece 46 vagas mais cadastro reserva de nível médio/técnico para o cargo de Técnico de Enfermagem, com remuneração de até R$ 755,39 e carga horária de 44 horas semanais.
Serão reservadas 5% das vagas às pessoas portadoras de deficiência.

Inscrição

A inscrição será realizada, gratuitamente, pessoalmente ou por procuração através da ficha de inscrição, até o dia 03 de novembro de 2011, das 09 às 12h e das 13 às 16h, em dias úteis, no departamento de recursos humanos da secretaria municipal de saúde de Ibirité, sito à rua Arthur Campos, nº 906, bairro Alvorada, Ibirité/MG.

Prova

Os candidatos serão convocados, para a prova objetiva, mediante publicação no mural da Prefeitura de Ibirité e através de aviso eletrônico: www.ibirite.mg.gov.br, informando a data, horário e local da realização da prova objetiva.

Validade

A validade do processo seletivo inicia-se com o decreto de homologação do resultado do processo seletivo pelo executivo municipal.

Saiba mais

Concurso Prefeitura de Belo Horizonte

A Prefeitura de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, publicou edital de concurso público destinado ao provimento de vagas. O concurso de Belo Horizonte oferece 1518 vagas em cargos de nível médio/técnico e superior. Os salários variam entre R$ 766,05 e R$ 5.696,90, com carga horária de 20 a 40 horas semanais.

Candidatos que tem o Ensino Médio podem concorrer ao cargo de Técnico em Citologia, Técnico em Enfermagem, Técnico de Laboratório, Técnico em Nutrição e Dietética, Técnico em Óptica, Técnico em Prótese Dental, Técnico em Radiologia, Técnico em Saúde Bucal e Técnico de Segurança do Trabalho.

Quem tem o Ensino Superior pode disputar a vaga de Cirurgião Dentista, Médico, Assistente Social, Biólogo, Educador Físico, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional e Veterinário.

Inscrições
A inscrição será efetuada, exclusivamente via internet, no endereço eletrônico www.fumarc.com.br, no período entre 10h00 do dia 17 de outubro até às 23h59 do dia 17 de novembro de 2011, considerado o horário de Brasília-DF.

As taxas de inscrições são de R$ 45,00 a R$ 90,00.

Provas
A prova será aplicada na Região Metropolitana de Belo Horizonte – MG, na data provável de 18 de dezembro de 2011, para todos os cargos e terá duração máxima de 4 horas, o local e horário de aplicação das provas serão informados no CDI, que estará disponível 5 dias úteis antes da data de realização das provas, no endereço eletrônico http://www.fumarc.com.br/.

Validade
A validade do concurso de Belo Horizonte será de 02 anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, a critério exclusivo do Poder Executivo do Município de Belo Horizonte.

Saiba mais

Missão Sal da Terra (MG) abre processo seletivo

A Associação beneficente de caráter filantrópico Missão Sal da Terra - UAI São Jorge,  UAI Pampulha E UAPSF – Setor Sul, Minas Gerais, publicou edital (nº. 01/2011) para realização de processo seletivo unificado. A seleção está oferecendo 100 vagas de nível fundamental, médio/técnico e superior. Os salários variam entre R$ 637,94 e R$ 8.703,75.

Serão reservadas às pessoas com deficiência, 10% das vagas totais existentes.

Cargos

Agente de Saúde, Almoxarife, Assistente Administrativo, Auxiliar Administrativo, Assistente de Farmácia, Assistente Social, Auxiliar de Saúde Bucal, Cirurgião Dentista, Educador Físico, Enfermeiro, Farmacêutico/Bioquímico, Fisioterapeuta, Médico, Motorista, Nutricionista, Pedreiro/Pintor, Porteiro/Maqueiro, Psicólogo, Técnico de Enfermagem, Técnico em Radiologia, Técnico em Saúde Bucal e Técnico em Segurança do Trabalho.

Inscrição

As inscrições serão realizadas até o dia 04 de novembro de 2011, no endereço da empresa Asscon Contadores e Consultores Associados, localizada na cidade de Uberlândia-MG, situada a Rua Ituiutaba nº 773, CEP 38.400-614, Bairro Nossa Senhora da Aparecida, das 13:00 h às 18:00 h, exceto sábados, domingos e feriados ou através dos sites: www.assconex.com.br e http://www.missaosaldaterra.org.br/.

As taxas de inscrições são de:
Nível fundamental: R$ 20,00, 30,00 e 40,00;
Nível médio/técnico: R$ 20,00, 30,00 e 40,00;
Nível superior: R$ 50,00, 70,00 e 100,00.

Prova

A prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 20 de novembro de 2011, em local e horário a serem divulgados em até 7 dias após o término das inscrições, no quadro de avisos da Missão Sal da Terra - UAI São Jorge,  UAI Pampulha E UAPSF – Setor Sul, nos endereços eletrônicos www.missaosaldaterra.org.br e www.assconex.com.br.
A realização da prova prática será realizada na mesma data e local da prova objetiva, somente se o candidato for aprovado na prova objetiva, a prova prática será corrigida.
Os gabaritos oficiais serão publicados em até 48 horas após as provas, no quadro de avisos da Missão Sal da Terra - UAI São Jorge,  UAI Pampulha E UAPSF – Setor Sul, nos endereços eletrônicos www.missaosaldaterra.org.br e www.assconex.com.br.

Validade

A validade do processo seletivo será de 01 ano, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período.

Saiba mais

» Edital Missão Sal da Terra – Minas Gerais

Concurso Prefeitura de Santo Antônio da Platina - PR

Foi publicado edital de concurso público da Prefeitura de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná. O concurso visa preencher 26 vagas distribuídas entre as funções de níveis fundamental, médio, técnico e superior. A remuneração varia entre R$ 545,00 a R$ 2.652,59, com jornadas de 10 a 40 horas semanais.

Cargos

Nível Fundamental - Eletricista, Pedreiro;

Nível Médio e Técnico - Técnico agrícola, Técnico em informática, Técnico em enfermagem PSF, Técnico em higiene dental PSF;

Nível Superior - Advogado, Contabilista, Dentista, Enfermeiro - Estratégia de Saúde da Família, Engenheiro Civil, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Médico Veterinário, Psicólogo e Professor de Educação Física.
Inscrição

A inscrição deverá ser efetuada somente via Internet, no endereço eletrônico www.uenp.edu.br, até às 18h00 do dia 10 de novembro de 2011.

O valor da taxa de inscrição é de acordo com o nível de escolaridade, sendo R$ 30,00 para nível fundamental (básico), R$ 50,00 para nível médio, R$ 70,00 para técnico nível médio e R$ 90,00 para nível superior.
Prova

As provas serão realizadas na data provável de 11 de dezembro de 2011, na cidade de Santo Antônio da Platina-PR. A partir do dia 18 de novembro de 2011 o candidato que tiver sua inscrição confirmada, deverá consultar, via Internet(www.uenp.edu.br) o local e a sala, em que realizará a prova e imprimir o comprovante de inscrição, cuja apresentação é condição obrigatória para ingressar na sala de prova.
Validade
O Concurso Público terá validade de 02 anos, a contar da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, desde que haja interesse e conveniência por parte da Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Platina - PR.

Saiba mais

Concursos › Concursos Abertos › Concursos RS › Prefeitura de Tio Hugo

A Prefeitura de Tio Hugo, localizado a 270 km da capital, Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul,  abriu concurso público (nº. 001, de 28 de outubro de 2011) com a finalidade de preencher diversas vagas no seu quadro de funcionários. O concurso de Tio Hugo oferece 26 vagas em todos os níveis de escolaridade, com remuneração de até R$ 9.016,92 e carga horária de 20 e 40 horas semanais.

Cargos

Agent e Administrativo, Agente de Controle Interno, Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Saúde Bucal, Auxiliar de Farmácia, Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fiscal  Ambiental/Sanitário, Monitor de Escola, Médico, Motorista/Operador de Máquinas, Operário, Professor, Serviços Gerais e Técnico em Enfermagem.

Inscrição

As inscrições serão realizadas de 03 a 18 de novembro de 2011, nos dias úteis, de segunda à sexta-feira, na Prefeitura de Tio Hugo, situada na rua Rio de Janeiro, nº 92, Centro, Tio Hugo/RS, das 8horas às 11h30min e das 13h30min às 17horas.
As taxas de inscrições são de:
Nível fundamental: R$ 40,00;
Nível médio: R$ 60,00;
Nível superior: R$ 90,00.

Prova

A prova escrita está prevista para  ser realizada no dia 10 de dezembro de 2011, em local e horário a serem divulgados no edital de homologação das inscrições, no dia 25 de novembro de 2011.

Validade

O concurso será válido por 02 anos, a contar da data de homologação do resultado final, prazo este que poderá ser prorrogado uma vez, por igual período, mediante Edital do Executivo Municipal, nos termos da Constituição Federal.

Concurso Prefeitura de Imbituba - SC

A Prefeitura de Imbituba, Estado de Santa Catarina, lançou edital de inscrição para realização de concurso público e processo seletivo. O certame oferece várias vagas para cargos de todos os níveis de escolaridade.

O salário de até R$ 2.219,87, por jornada de 20 a 40 horas semanais.

As inscrições poderão ser efetuadas no período de 03 de novembro a 02 de dezembro de 2011, no site (www.ibam-concursos.org.br).

A taxa de inscrição varia de acordo com cargo escolhido, sendo R$ 30,00 para cargos de nível fundamental, R$ 45,00 para cargos de Professor I e II, R$ 50,00 para cargos de nível médio e de R$ 70,00 para cargos de nível superior.

As provas serão realizadas na cidade de Imbituba - SC, na data provável de 08 de janeiro de 2012 e terão a duração de 03 (três) horas, sendo que as provas para os cargos de nível superior serão realizadas no período matutino, às 9:00h e as de nível médio e fundamental, no período vespertino, às 14:00h.

Os gabaritos serão divulgados no dia 08 de janeiro de 2011, após as 18 (dezoito) horas, nos sites (www.ibam-concursos.org.br) e (www.imbituba.sc.gov.br) e posteriormente nos meios de comunicação, conforme dispuser a legislação municipal em vigor.

O Concurso Público e processo seletivo terá validade de 2 anos, prorrogável por igual período, a critério da Administração Municipal.