Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 12 de outubro de 2010

A História da Logística The History of Logistics

Desde os tempos bíblicos os líderes militares já se utilizavam da logística. As guerras eram longas e geralmente distantes, eram necessários grandes e constantes deslocamentos de recursos.

Para transportar as tropas, armamentos e carros de guerra pesados aos locais de combate eram necessários um planejamento, organização e execução de tarefas logísticas, que envolviam a definição de uma rota, nem sempre o mais curta, pois era necessário ter uma fonte de água potável próxima, transporte, armazenagem e distribuição de equipamentos e suprimentos.

Até o fim da Segunda Guerra Mundial a Logística esteve associada às atividades militares. Nesse período, com o avanço tecnológico e a necessidade de suprir os locais destruídos pela guerra a logística passou a ser adotada pelas empresas. Na antiga Grécia, Roma e no Império Bizantino, os militares com o título de ‘Logistikas’ eram os responsáveis por garantir recursos e suprimentos para a guerra.

No Brasil e no mundo as novas exigências para a atividade logística no Brasil e no mundo passam pelo maior controle e identificação de oportunidades de redução de custos, redução nos prazos de entrega e aumento da qualidade no cumprimento do prazo, disponibilidade constante dos produtos, programação das entregas, facilidade na gestão dos pedidos e flexibilização da fabricação, análises de longo prazo com incrementos em inovação tecnológica, novas metodologias de custeio, novas ferramentas para redefinição de processos e adequação dos negócios (Exemplo: Resposta Eficiente ao Consumidor - Efficient Consumer Response), entre outros. Apesar dessa evolução até a década de 40, havia poucos estudos e publicações sobre o tema.

A partir dos anos 50 e 60, as empresas começaram a se preocupar com a satisfação do cliente, foi então que surgiu o conceito de logística empresarial, motivado por uma nova atitude do consumidor.

Os anos 70 assistem à consolidação dos conceitos como o MRP (Material Requirements Planning), Kanban e Just-in-time.

Após os anos 80, a logística passa a ter realmente um desenvolvimento revolucionário, empurrado pelas demandas ocasionadas pela globalização, pela alteração da economia mundial e pelo grande uso de computadores na administração.

Nesse novo contexto da economia globalizada, as empresas passam a competir em nível mundial, mesmo dentro de seu território local, sendo obrigadas a passar de moldes multinacionais de operações para moldes mundiais de operação.


Since biblical times, military leaders have made use of logistics. Wars were long and often distant, it took great and constant shifts of resources.

To transport troops, weapons and chariots to the sites of heavy fighting were necessary planning, organization and execution of logistical tasks, which involved the definition of a route, not always the shortest, it was necessary to have a source of drinking water Next, transport, storage and distribution of equipment and supplies.

By the end of World War II Logistics was associated with military activities. During this period, with technological advances and the need to supply the local logistics destroyed by war has been adopted by companies. In ancient Greece, Rome and the Byzantine Empire, the military under the title 'Logistikas' were responsible for securing funds and supplies for the war.

In Brazil and the world the new requirements for logistics activities in Brazil and the world pass through greater control and identifying opportunities for cost reduction, reduction in delivery times and increased quality in meeting the deadline, constant availability of products, programming of supplies, facility management applications and flexible manufacturing, analysis of long-term increases in technological innovation, new costing methodologies, new tools for redefining processes and suitability of business (Example: Efficient Consumer Response - Efficient Consumer Response) among others. Despite this evolution until the 40s, there were few studies and publications on the subject.

From the 50's and 60's, companies began to worry about customer satisfaction, it was then that's the concept of business logistics, motivated by a new consumer attitude.

The 70 attending the consolidation of concepts such as MRP (Material Requirements Planning), Kanban and Just-in-time.

After 80 years, logistics is replaced by a truly revolutionary development, driven by the demands brought about by globalization, the changing global economy and the high use of computers in administration.

In this new globalized economy, the companies now compete on the world, even within your local area, being forced into a mold to mold multinational operations worldwide operation.

http://www.webartigos.com/articles/2034/1/Logistica/pagina1.html # ixzz129D6g8zg

Os 10 Mandamentos da Logística The 10 Commandments of Logistics

1. Logística e DISCIPLINA caminham conjuntamente. Não é a toa que a sua origem está intimamente ligada às guerras e ao desenvolvimento das forças armadas. Estabeleça rotinas e padronize os processos.

 
2. Aquilo que não é medido não pode ser melhorado. Desenvolva alguns POUCOS indicadores de desempenho principalmente aqueles relacionados à gestão do pedido do Cliente, performance na entrega, stockouts, avarias e custos operacionais.


3. Tecnologia é essencial para se alcançar desempenho de classe mundial. Não se renda facilmente ao luxo, ao supérfluo ou aos modismos. Foque naquilo que realmente traga resultados financeiros e benefícios aos seus Clientes, internos e externos.


4. As pessoas se constituem no principal diferencial das empresas na execução de suas atividades logísticas. É essencial que nas empresas a gestão do capital humano concentre grande parte de seu foco na atração, identificação, retenção e no desenvolvimento de talentos na área de logística.


5. Seja transparente. Permita que seus Clientes e parceiros tenham VISIBILIDADE total de seu processo logístico. Esteja aberto a críticas e seja pró-ativo e rápido nas mudanças necessárias.


6. Foque no seu Cliente e nos Clientes do seu Cliente. Ao transpor essa barreira você efetivamente se antecipará às suas necessidades e expectativas e seguramente estará à frente de seus concorrentes.


7. Atue nas EXPECTATIVAS de seus Clientes e não apenas no atendimento das suas necessidades. Essa é a condição básica para a fidelização do Cliente.

8. Observe atentamente os seus concorrentes e não hesite em copiá-los. Faça também um constante benchmarking com empresas de outros setores e com empresas de outros países.

9. Seja ENXUTO. Tenha a redução de custos como uma obsessão. Apenas tenha cuidado para não comprometer o nível de serviço e o atendimento aos seus Clientes.

10. Por fim, NÃO complique. Logística é sinônimo de bom senso. Seja simples, objetivo e tenha sempre os pés no chão. Texto de Marco Antonio Oliveira Neves (Tigerlog Consultoria e Treinamento em Logística Ltda.)
1. DISCIPLINE Logistics and walk together. No wonder that its origin is closely linked to wars and the development of the armed forces. Establish routines and standardize processes.



2. What is not measured can not be improved. Develop a few performance indicators especially those related to the management of Customer's order, delivery performance, stockouts, damages and costs.


3. Technology is essential to achieving world class performance. Do not give in easily to luxury, superfluous or fads. Focus on what really brings results and financial benefits to its customers, internal and external.


4. People are a major gap in business performance of its logistics activities. It is essential that companies in the management of human capital focuses much of its focus on attracting, identifying, retaining and developing talent in the area of ​​logistics.


5. Be transparent. Allow your customers and partners have full visibility of your logistics process. Be open to criticism and be proactive and quick in the necessary changes.


6. Focus on your client and the client's customers. When you cross this barrier effectively to anticipate their needs and expectations and will surely be ahead of its competitors.


7. Act on its customers' expectations and not just in meeting your needs. This is the basic precondition for customer loyalty.

8. Look closely at your competitors and feel free to copy them. Make also a constant benchmarking with companies in other sectors and with companies in other countries.

9. Be LEAN. Has reduced costs as an obsession. Just be careful not to compromise the level of service and care to clients.

10. Finally, NOT complicate. Logistics is synonymous with good sense. Be simple, objective and always have your feet on the ground. Text by Marco Antonio Oliveira Neves (Tigerlog Consulting and Training in Logistics Ltda.)