Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 2 de maio de 2012

Oniomania: a compulsão por comprar

Quando a compulsão por comprar se apresenta de forma severa, ela se torna uma doença psicológica chamada Oniomania. O transtorno, caracterizado pelo descontrole dos impulsos, atinge cerca de 3% da população.

Os portadores da Oniomania, também conhecidos como shopaholics ou consumidores compulsivos, frequentemente não conseguem resistir à tentação de comprar. Chegam a não pagar contas essenciais para gastar com supérfluos. A gratificação e a satisfação obtidas através da compra não os permitem avaliar a possibilidade de futuros prejuízos.

Entre os comportamentos mais comuns dos shopaholics estão esconder as compras da família ou do parceiro; mentir sobre a quantidade verdadeira de dinheiro gasto em compras; gastar em resposta a sentimentos negativos como depressão ou tédio; sentir euforia ou ansiedade durante a realização das compras; culpa, vergonha ou auto-depreciação como resultado das compras; se dedicar muito tempo fazendo “malabarismos” com as contas ou com as dívidas para acomodar os gastos; além de uma atração incontrolável por cartões de créditos e cheques especiais. Uma pessoa só é considerada um consumidor compulsivo se é incapaz de controlar o desejo de comprar e quando os gastos frequentes e excessivos interferem de modo importante em vários aspectos de sua vida.

Antes de cometer o ato do qual não tem controle, é comum que o consumidor compulsivo apresente ansiedade e/ou excitação. Já durante a execução do ato, experimenta sensações de prazer e gratificação. E quando, por algum motivo, são impedidos de comprar, os pacientes costumam relatar sensações como angústia, frustração e irritabilidade.

A maioria apresenta culpa, vergonha ou algum tipo de remorso ao término do ato. As compras compulsivas podem levar a sérios problemas psicológicos, ocupacionais, financeiros e familiares que incluem a depressão, enormes dívidas e graves problemas nas relações amorosas.

Vários estudos revelaram que a idade e a situação econômica são os principais fatores de risco para o desenvolvimento desse transtorno. Os investigadores descobriram um percentual mais elevado em jovens que ganham menos em relação aos indivíduos mais velhos e em melhor situação econômica.

O comprador compulsivo consome pelo prazer de consumir e não pela real necessidade do objeto, e compra mais produtos relacionados à aparência como roupas da moda, sapatos, jóias e relógios. O descontrole é sem limites. Podemos traçar um paralelo entre as compulsões por compras e as dependências químicas.

Em ambas, há perda de controle e o paciente se expõe a situações danosas para si e também para os outros. Assim como em alguns casos os dependentes químicos roubam para custear seus vícios, o compulsivo também pode se utilizar de meios ilegais para continuar comprando.

Compras compulsivas podem ser encontradas com muita frequência na fase maníaca do transtorno bipolar de humor, de exaltação do humor, quando existem sentimentos intensos de alegria e otimismo, associados à falta de capacidade para julgar com clareza as consequências dos atos cometidos; e também podem ser encontradas em portadores do transtorno obsessivo compulsivo (TOC), principalmente em pacientes com compulsões de colecionismo.

Embora a compulsão por compras possa estar relacionada a outros transtornos, alguns fatores presentes no dia a dia são facilitadores da compra descontrolada. Produtos à venda pela internet, canais de venda na televisão ou grandes promoções de queima de estoque são um grande perigo.

Infelizmente, a maioria dos shopaholics só costuma procurar ajuda quando as dívidas estão grandes e os gastos exagerados já acarretam problemas familiares, nos relacionamentos, em situações legais, ou até quando dão origem a episódios depressivos de intensidade importante.

Em alguns casos, os portadores do transtorno só chegam ao consultório trazidos por familiares, amigos ou pelo cônjuge. Quanto à origem do transtorno, acredita-se que haja algum déficit do neurotransmissor serotonina, que reconhecidamente proporciona menor ocorrência de impulsividade. Desta forma, o tratamento pode envolver medicamentos como antidepressivos ou agentes estabilizadores do humor, e psicoterapia cognitivo-comportamental.

Dependendo do caso, duas outras medidas também devem ser levadas em consideração: frequentar grupos de autoajuda, como os devedores anônimos (DA) e nomear algum conselheiro financeiro, que possa orientar o paciente sobre suas movimentações financeiras.

Quando esse último procedimento ocorre, o paciente continua com a responsabilidade de pagar suas contas, porém, não tem acesso a cartões de crédito e a cheques. É dado a ele, semanalmente, uma quantia previamente combinada à qual deve se adequar. Além disso, as contas são acompanhadas por meio do fornecimento de recibos ao conselheiro financeiro. Esta é uma das formas de tentar combater a possibilidade de episódios de compulsão por compras. Conforme o indivíduo obtém progressos, ele retoma paulatinamente o pleno controle sobre suas finanças.

Por Leonardo Gama Filho, Psiquiatra especialista pela Associação Brasileira de Psiquiatria e Chefe do Serviço de Saúde Mental do Hospital Municipal Lourenço Jorge (RJ)

Fonte O que eu tenho

Brasilienses vendem doces para ajudar nas despesas de mulher com câncer


A venda de brigadeiros, brownies, pão de mel e cupcakes movimentou a manhã na 203 Norte (Ed Alves/CB/DA Press)
A venda de brigadeiros, brownies, pão de mel e
cupcakes movimentou a manhã na 203 Norte
A solidariedade aproxima as pessoas. Ontem, esse sentimento trouxe o Rio de Janeiro para mais perto de Brasília. Enquanto a webdesigner Mitia Assef, 36 anos, passava por uma cirurgia na cidade carioca, amigas dela promoveram um evento na capital do país para arrecadar dinheiro destinado ao tratamento do câncer ao qual Mitia será submetida pela terceira vez em seis anos.

Seis doceiras brasilienses, além de voluntárias de ramos diferentes, venderam brigadeiro, pão de mel, cupcakes e brownies, entre outras delícias, na 203 Norte, das 8h30 às 13h dessa terça-feira de feriado. As mais de 1,2 mil unidades esgotaram-se rapidamente. Cerca de R$ 5 mil arrecadados com o comércio irão para a conta bancária da amiga doente.

Elas saíram de suas casas e abdicaram do descanso do feriado em prol de uma causa nobre. Mitia precisa de R$ 35 mil para custear sessões de químio e radioterapia, além de outros cuidados. “Ela trocou de plano de saúde recentemente e a seguradora alegou que a doença era pré-existente, recusando-se a cobrir os gastos. Esperar pelo serviço público de saúde não era uma opção, devido à urgência”, explicou uma das organizadoras do evento, a blogueira Bárbara Sarkis, 31 anos. Mitia vive em Barra do Piraí, a 100km da capital Rio de Janeiro, onde mora o marido por conta do trabalho. É mãe de uma menina de 6 anos. “Todas nós somos mães. Entendemos o sentimento da Mitia, ela quer ver a filha crescer. A gente ficou muito sensibilizada”, disse Bárbara.

Fonte Correio Braziliense

Porto Alegre: Palestra na Santa Casa aborda prevenção a doenças alérgicas

Cianças são as mais afetadas

Durante a primeira semana de maio, médicos da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai) realizarão atividades em 21 Estados pela Campanha de Prevenção das Doenças Alérgicas, comemorada em 7 de maio, com o tema "Sem alergia, com qualidade de vida". A iniciativa também apoia o Dia Mundial de Combate à Asma, lembrada em 1º de maio.

As ações têm o objetivo de alertar as pessoas sobre as doenças que afetam atualmente 30% da população, sendo as crianças as mais afetadas, representando 20% desse percentual. As doenças alérgicas predominantes são as alergias respiratórias, com destaque para asma e rinite alérgica, seguidas por alergia alimentar, alergia a medicamentos, alergia a picada de insetos e alergia de pele.

Em Porto Alegre, a palestra "Doenças Alérgicas: tire suas dúvidas com médicos alergistas" será realizada nesta quarta-feira, 2 de maio, no anfiteatro do Hospital da Criança Santo Antônio — Complexo Hospitalar Santa Casa, às 10h30min, com entrada franca.

Doenças respiratórias
As alergias respiratórias são mais comuns nas estações do outono e inverno, devido às baixas temperaturas e à facilidade de proliferação de ácaros. A asma atinge de 10% a 25% da população brasileira, sendo responsável, anualmente, por 400 mil internações hospitalares e 2,5 mil óbitos, conforme dados de 2011 do Sistema Único de Saúde (SUS). O problema gera ainda atendimentos ambulatoriais, principalmente em salas de urgência, além de faltas ao trabalho e à escola. A asma é caracterizada por sintomas como falta de ar, tosse e chiado no peito.

Outro fator predominante é a rinite alérgica, considerada um fator de risco para desenvolvimento das crises asmáticas. Segundo dados do International Study of Asthma and Allergies (Isaac), a rinite alérgica atinge cerca de 26% das crianças e 30% dos adolescentes brasileiros. A doença é caracterizada por sintomas de coceira, entupimento das narinas, coriza nasal e espirros, similares aos da gripe. A queda da temperatura, ambientes mais fechados e a piora da qualidade do ar agravam as crises.

Alergia alimentar
A alergia alimentar é uma reação adversa do organismo a determinados alimentos. A doença atinge 8% das crianças e 2% dos adultos. Os alimentos mais comuns que provocam as reações são: leite de vaca, clara de ovo, trigo, frutos do mar e soja.

Recentes pesquisas internacionais divulgadas mostram a eficácia da dessensibilização alimentar, também conhecida como imunoterapia oral, no tratamento das alergias alimentares. Esse procedimento é realizado com a ingestão do alimento alérgico causador e tem como objetivo tornar o organismo mais tolerante à substância.

— É uma espécie de vacina, mas que o efeito é dessensibilizar o organismo progressivamente até que o indivíduo tolere uma quantidade tão grande ao ponto que ele possa ter uma dieta livre sem reação — explica Ariana Campos Yang, diretora da Asbai.

O procedimento é realizado em alimentos que são mais expostos na alimentação diária do indivíduo, esse tipo de tratamento não cura a alergia definitivamente, mas faz com que organismo seja tolerável evitando reações mais graves.

Fonte Zero Hora

Amamentação reforça flora intestinal de bebês, diz estudo

Bebês que se alimentam só de leite materno têm
o desenvolvimento instestinal mais saudável do que
os que se alimentam também com papinhas
Aleitamento materno está associado com um intestino infantil saudável. Alimentação com leite materno mantém intestino mais resistente a micróbios.

Bebês que se alimentam de leite materno têm o desenvolvimento intestinal mais saudável do que crianças que se alimentam de outra forma até os três meses de vida. Essa é a conclusão de um estudo da Universidade Texas A&M, dos Estados Unidos, divulgado nesta segunda-feira (30) na revista “Genome Biology”.

A pesquisa mostra que há diferenças na colonização bacteriana no intestino de bebês, que estão ou não amamentando, que levam a mudanças na expressão dos genes envolvidos no sistema imunológico e na defesa contra doenças.

A diversidade de micróbios que colonizam o intestino pode ser especialmente importante na regulação do desenvolvimento tanto intestinal quanto imune das crianças. Isto porque o intestino humano é revestido por células que processa os nutrientes e fornece a primeira linha de defesa contra microorganismos que podem causar alergias e problemas intestinais.

Neste estudo, os autores fizeram análises comparativas dos intestinos de bebês de três meses que se alimentavam exclusivamente de leite materno ou lactentes alimentados também com papinhas, e relacionaram o hábito com micróbios instalados em seus intestinos.

Os resultados mostraram que os bebês amamentados tinham uma gama mais ampla de micróbios em seus intestinos do que os bebês alimentados com papinha, mas que seus sistemas imunológicos conseguiam lidar melhor com elas.

"Nossas descobertas sugerem que o leite humano promove a interferência benéfica entre o sistema imunológico e a população microbiana no intestino, e mantém a estabilidade intestinal", afirma Robert Chapkin, autor do estudo.

Fonte G1

'Hormônio do prazer' afeta vontade de trabalhar nas pessoas, diz estudo

Liberação de dopamina em área cerebral pode causar déficit de atenção. Informações ajudam na criação de tratamentos para doenças mentais.

A vontade que uma pessoa tem de trabalhar duro para ganhar dinheiro é fortemente influenciada pela química existente no cérebro, afirma pesquisa realizada por cientistas e que será publicada nesta quarta-feira (2) no “Journal of Neuroscience”.

O estudo feito por uma equipe da Universidade Vanderbilt, do Tennessee, nos Estados Unidos, analisou imagens cerebrais e, a partir destes dados, descobriu características diferentes nos indivíduos humanos influenciadas pela quantidade de dopamina.

A dopamina é uma substância química do "sistema de recompensa", que serve para reforçar alguns comportamentos essenciais à sobrevivência (como a alimentação e reprodução), ou que desempenha um papel na motivação (recompensa secundária por meio do dinheiro). O neurotransmissor é também conhecido como "hormônio do prazer".

Segundo os estudiosos, pessoas dedicadas, dispostas a trabalhar duro em busca de recompensas, têm maior liberação de dopamina em áreas do cérebro responsáveis pela motivação -- caso do córtex pré-frontal ventromedial, cuja sigla é CVM e do estriado ventral.

Dopamina = preguiça
Por outro lado, no cérebro dos “preguiçosos”, que estão menos dispostos a trabalhar duro por uma recompensa, foram encontrados altos níveis de dopamina na região que desempenha um papel na percepção da emoção e risco, a chamada ínsula anterior.

A pesquisa sugere que uma maior quantidade de dopamina na ínsula anterior está associada ao desejo reduzido de se trabalhar, mesmo quando isso significa ganhar menos dinheiro.

Tais informações podem contribuir, no futuro, para o tratamento de déficit de atenção e transtorno, depressão, esquizofrenia, além de outras doenças mentais ligadas à redução de motivação.

Fonte G1

Cientistas italianos dizem ter achado o mais velho sangue humano

A múmia foi encontrada nos Alpes italianos em 1991
Exame mostrou amostras de sangues e glóbulos vermelhos na múmia Ötzi, de cinco mil anos, conhecida como "Homem do Gelo"

Cientistas que examinam os restos de Ötzi, um italiano pré-histórico que vagava pelos Alpes há cerca de 5.300 anos, disseram nesta quarta-feira que conseguiram isolar o que seria a mais antiga amostra de sangue humano já encontrada.

Pesquisadores alemães e italianos relataram ter usado um microscópio atômico para examinar pedaços dos tecidos de uma lesão causada pela flechada que matou o homem na Idade do Bronze, e de uma laceração na sua mão direita.

O corpo congelado de Ötzi foi encontrado em 1991 por alpinistas alemães numa geleira na fronteira entre Itália e Áustria. Desde então, cientistas vêm examinando suas vísceras e dentes.

O alemão Albert Zink, diretor do Instituto das Múmias e do Homem do Gelo da Academia Europeia de Bolzano, no norte da Itália, disse que a amostra sanguínea isolada de Ötzi é "realmente parecida com amostras sanguíneas modernas".
Reconstituição da aparência de Ötzi:
cientistas acharam amostras de sangue
Com um microscópio atômico, examinaram primeiro as amostras extraídas da ferida que Otzi tinha na mão direita e de outra causada por uma flecha na omoplata.

Os pesquisadores encontraram três corpúsculos com forma típica dos glóbulos vermelhos contidos no sangue, informaram os pesquisadores no estudo.

"Sua morfologia não mostrava nenhum sinal de degradação, de danos ou de desordem" o que indica, segundo os investigadores, que "os glóbulos vermelhos foram preservados durante mais de 5.000 anos nos tecidos feridos da múmia".

Posteriormente, os pesquisadores submeteram as amostras à espectroscopia Raman, um método que permite caracterizar a composição molecular de uma matéria graças à luz.

Ele acrescentou que a técnica, desenvolvida em conjunto com o Centro de Interfaces Inteligentes da Universidade Técnica de Darmstadt (Alemanha) e do Centro de Nanociências de Munique, poderá agora ser usada para examinar múmias egípcias.

Ötzi tinha cabelos castanhos, sangue tipo O, e morreu flechado com cerca de 45 anos de idade, quando andava pelos Alpes. O estado dos glóbulos vermelhos encontrados indica que sua morte foi mais lenta do que se imaginava.

Fonte iG

Aprender segunda língua pode aumentar poder do cérebro

Durante pesquisa foi observado que reações do tronco
cerebral dos que falam duas línguas são intensificadas
De acordo com estudo, bilinguismo é uma forma de 'ginástica' que apura a mente

Aprender uma segunda língua pode aumentar o poder do cérebro, segundo pesquisadores americanos. Os cientistas da Northwestern University dizem que o bilinguismo é uma forma de treinamento do cérebro - uma "ginástica" mental que apura a mente.

Falar duas línguas afeta profundamente o cérebro e muda a forma como o sistema nervoso reage ao som, segundo revelaram testes de laboratório.

Especialistas dizem que o estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences fornece evidências "biológicas" para isso.

A equipe de pesquisadores monitorou as respostas do cérebro de 48 estudantes voluntários saudáveis - 23 dos quais bilíngues - a sons diferentes.Foram usados eletrodos no couro cabeludo para traçar o padrão das ondas cerebrais. Sob condições laboratoriais silenciosas, os dois grupos - o bilíngue e o de alunos que somente falavam inglês - responderam da mesma forma.

Mas em um contexto de conversa barulhenta, o grupo bilíngue foi muito superior em processar os sons.
Eles eram mais capazes de sintonizar informações importantes - a voz do orador - e bloquear outros ruídos que distraem - as conversas de fundo.

'Poderoso' benefício
As diferenças de resposta dos dois grupos foram visíveis no cérebro. As reações do tronco cerebral dos que falam duas línguas foram intensificadas. De acordo com a professora Nina Kraus, que coordenou a pesquisa, "a experiência do bilíngue é aprimorada, com resultados sólidos em um sistema auditivo que é altamente eficiente, flexível e focado no seu processamento automático de som, especialmente em condições complexas de escuta".

A pesquisadora e co-autora do estudo Viorica Marian disse: "As pessoas fazem palavras cruzadas e outras atividades para manter suas mentes afiadas. Mas as vantagens que temos descoberto em falantes de mais de uma língua vêm simples e automaticamente de conhecerem e usarem dois idiomas".

"Parece que os benefícios do bilingüismo são particularmente poderosos e amplos, e incluem a atenção, seleção e codificação de som", completou

Músicos parecem ganhar um benefício semelhante quando ensaiando, dizem os pesquisadores.Pesquisas anteriores também sugerem que ser bilíngue pode ajudar a afastar a demência.

Fonte iG

Como gerir a compra de 45 hospitais?

Rede de hospitais tem buscado o modelo de central de compras a fim de reduzir custos. A Pró-Saúde obteve êxito na oferta desse tipo de serviços

Assim como o Brasil, a Saúde também é a bola da vez. O setor, em ebulição, assisti o crescimento da demanda de um público cada vez mais exigente e, como consequência, precisa investir em educação, gestão, boas práticas, tecnologia, entre muitos outros aspectos que contribuem para que o setor acompanhe a pujança do País. O cenário atual, repleto de oportunidades, já demonstra algumas tendências como a verticalização e movimentos de fusões e aquisições.

Tal estrutura em rede – tanto da saúde pública como privada – necessita de processos muito bem definidos e uma central de compras é um dos modelos cada vez mais implementados.

A Pró-Saúde, administradora e consultora de instituições de saúde, investe na abrangência de sua central de compras, que atende simultaneamente 45 hospitais atualmente, tendo incrementado 19 no final de 2011.

Para comprar 80% dos insumos e equipamentos hospitalares de cada hospital associado, três pilares precisam estar em funcionamento harmônico. São eles: diretrizes e processos bem definidos; tecnologia robusta, que traga confiança; e pessoas capacitadas e comprometidas.

De acordo com a gerente corporativa de logística da Pró-Saude, Mônica Granzo, a plataforma de compras eletrônicas da Paradigma contribuiu para a eficiência do serviço que, em quatro anos de uso, o atendimento da Central saltou de apenas três hospitais para 45.

Hoje, a Central de Compras já contabiliza 679 mil processos de compra, 426 mil itens de produtos e serviços negociados e uma economia média em torno de 12% sobre processos de compra tradicional.

Para que uma equipe de apenas onze profissionais consiga atender a demanda de 45 hospitais, o cronograma de trabalho da central é previamente definido de acordo com a parametrização dos níveis de estoque.

“Nossos clientes também tiveram uma significativa redução no custo operacional, pois a maioria dos hospitais atuava antes com quatro compradores. Hoje, precisa somente de um profissional para as compras locais. Todo o restante do processo é feito pela Central de Compras”, conta.

Para gerir demandas não programas, a central possui um profissional direcionado para os pedidos de urgência.

Mônica enfatiza a qualidade dos fornecedores da Pró-Saúde. A executiva conta que todo o serviço é avaliado, desde as condições do transporte dos produtos, das mercadorias em si, do tempo de entrega, entre outros. A empresa faz mais de três mil entregas avaliadas por mês.

Ainda de acordo com Mônica, com o método de trabalho, os hospitais tiveram um ganho de qualidade nos insumos adquiridos e economia na escala de preço. A Pró-Saúde segue os requisitos da ISO9001 e da ONA (Organização Nacional de Acreditação).

Muitos foram os desafios por que a empresa enfrentou para chegar ao número de 45 hospitais. “É preciso criar uma consciência corporativa e de colaboração, tirando do diretor o papel central e instituindo uma administração centralizada”, afirma Mônica.

Fonte SaudeWeb

Saúde móvel apresenta oportunidades de mudança de vida

De lembretes de medicação até sensores corporais. As soluções móveis se tornarão uma parte vital de nossas vidas e serviços de empresas. Previsõs apontam que esse mercado alcance US$ 4,6 bi até 2014

Quase todo dia achamos mais maneiras de usar smartphones para continuar em contato, achar lugares, jogar e comparar e comprar produtos. Ainda assim, dentro de três a cinco anos outras formas de utilizações de telefones levarão maiores mudanças de vida para muitos. Nossa saúde pode literalmente estar em nossas mãos. Além disso, mais CIOs se envolverão no que parece ser a próxima grande oportunidade de receita móvel: a saúde móvel.

Essas são algumas das descobertas de recente pesquisa Open Mobile com 250 executivos seniores de tecnologia móvel. Vários fatores tornam essa conclusão óbvia. A tecnologia móvel permite que pacientes fiquem com contato mais próximo e menos custoso com o profissional médico ou com sistemas de monitoramento remoto. Desde lembretes de medicações até sensores de corpo que permitem que os cuidadores forneçam diagnóstico mais rápido e preciso. As soluções móveis de saúde se tornarão uma parte mais vital de novas vidas e o serviço de muitas organizações.

A adoção de tecnologias móveis de saúde pode coincidir com a adoção do registro eletrônico de saúde (EHR), e pode acontecer mais rápido, especialmente se houver colaboração proativa entre provedores de saúde, telecomunicação e aplicativos.

Cerca de um em cada dois adultos tem um problema crônico de saúde. O gerenciamento de doenças crônicas conta por mais de 80% do total de despesas de saúde. Condições crônicas causam sete de cada dez mortes nos Estados Unidos. As três principais – câncer, acidente vascular cerebral e doença cardíaca – contam com mais da metade das mortes.

Estudos recentes mostram que o monitoramento remoto do paciente em tais condições pode salvar vidas e baixar custos. Um programa piloto de monitoramento remoto de paciente para insuficiência cardíaca congestiva (ICC) apresentou apenas 6% da taxa de readmissão hospitalar em comparação com a média nacional dos EUA, que é de 47%. Isso representa um grande benefício, levando em consideração que o ICC conta com 27% dos pacientes Medicare que voltam aos hospitais dentro de 30 dias. Outros estudos pilotos usando a saúde móvel mostraram 72% de redução na média do número de visitas ao departamento de emergência, e 65% de redução em admissões em hospitais de uma forma geral.

Outros fatores estão acelerando a adoção de soluções móveis e sem fio. Os custos em saúde nos Estados Unidos são maiores do que qualquer outra nação desenvolvida, prejudicando os indivíduos, a indústria e os empregadores que oferecem cobertura. Os executivos exigem melhor cuidado, ainda assim há uma escassez crônicas de médicos, especialmente em áreas especializadas como a geriatria.

Nesse meio tempo, mais e mais pessoas transformam os telefones móveis e tablets numa parte de seu cotidiano. Consumidores americanos de todas as idades questionados em uma recente pesquisa sobre se gostariam de dispositivos de automonitoramento que remotamente enviam informações para seus pacientes, 61% responderam que sim. Quando questionados se gostariam de usar PDAs ou smartphones para acessarem seus registros médicos e outras informações de saúde, a resposta variou conforme a idade: apenas 27% dos mais velhos se mostram interessados e 72% da geração Y (nascidos entre 1981 e 1992) responderam estar de alguma forma inclinados a utilizar se tivessem a oportunidade.

Conforme as pessoas passam a se informar, ficam mais proativas e também ficam mais acostumadas com a onipresença móvel para opções de prevenção e tratamento. Esperem ver mais aplicativos customizados para agendamentos de consultas, alertas de saúde, retorno e comparações de tratamentos. Os exemplos recentes incluem:

- Alta para pacientes usando dispositivos móveis para visualizar o plano de saúde e os exames laboratoriais;

- Grávidas usando telefones móveis para conseguirem informações personalizadas de seu provedores de saúde; e

- Viciados em drogas em recuperação usando seus smartphones ou tablets para conversarem com seus padrinhos quando estiverem vulneráveis, registrar seu progresso ou entrar em contato com centro de tratamento.

Valor móvel
Os analistas preveem que esse mercado alcance cerca de US$ 4,6 bilhões no começo de 2014. Algumas organizações médicas e científicas já forjam alianças. O consórcio Open mHealth, por exemplo, está criando um ecossistema para avançar a tecnologia. A Continua Health Alliance trabalha em soluções de interoperabilidade. Tais colaborações estimulam a inovação, mais competidores se envolvem tanto em criar quando vender plataformas ou com a obrigatoriedade das normas de saúde de melhor cuidado a menor custo que essas soluções podem proporcionar.
Ainda assim, a inovação de saúde ganhará espaço quando dois obstáculos forem transpostos.

Primeiro, maiores testes devem ser conduzidos para avaliar o nível de melhoria de cuidado economia. Os experimentos globais com apoio da mHealth Alliance e outros podem acelerar esse estudo.

Segundo, os diversos competidores em campo – especialmente organizadores de saúde, fornecedores de telecomunicação e desenvolvedores de apps – devem trabalhar juntos em mandatos legais e restrições, integração de sistemas e pesquisas centradas no paciente para baixar os custos.
Conforme mais competidores forem convencidos das melhorias que a saúde móvel pode trazer, o mercado crescerá mais rápido e o preço baixará. Não é uma questão de se, e sim quando.

Fonte: InformationWeek EUA | Eric Openshaw e Phil Asmundson

Por SaudeWeb

Falta agilidade e estrutura à Anvisa, segundo indústria

Ministro Padilha e o diretor-presidente da Agência, Dirceu Barbano, rebatem inúmeras críticas, entre elas, morosidade, custos elevados, falta de foco e inovação durante evento da revista Carta Capital

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) esteve na berlinda na manhã desta sexta-feira (27) durante o evento Diálogos Capitais, organizado pela revista CartaCapital, sob o tema Regulação Sanitária. Representantes do setor industrial aproveitaram a presença do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e do diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, para expressar os entraves regulatórios por que enfrentam.

O maior consenso entre as empresas do setor produtivo referem-se aos atrasos e longos prazos para a aprovação dos pedidos de registro de produtos e a falta de estrutura de atendimento. “Mesmo com melhores processos, a estrutura da Anvisa precisa ser mudada”, diz o coordenador do Comsaúde da Fiesp, Ruy Baumer.

Segundo o executivo, a falta de agilidade acaba impedindo a inovação e coloca o Brasil em desvantagem competitiva em relação ao exterior. “A Anvisa deveria, na verdade, ser um indutor de inovação”, afirma Baumer.

A distância entre a academia e o empresariado, para o presidente-executivo da Interfarma, Antônio Brito, retrata a condição pouco inovadora do País. “80% dos doutores e mestrandos dedicam-se apenas à academia”, ressalta.

Em resposta às críticas, Padilha ilustra os esforços de integração em prol da inovação citando os dois grandes grupos formados por laboratórios nacionais para inovar e pesquisar medicamentos biológicos, feitos a partir da manipulação de células. De um lado estão Aché, EMS, União Química e Hypermarcas. De outro, Biolab, Cristália, Eurofarma e Libbs -laboratórios.

O objetivo a partir das joint-vetures é fomentar a criação de uma “superfarma” nacional para estimular a inovação e reduzir a dependência com relação aos importados.

Outro aspecto dificultador, segundo os representantes da indústria de modo geral, está na elevação de custos devido ao maior rigor regulatório para a entrada de produtos no mercado. Baumer e Brito concordam que a Agência segue as mesmas regras para situações de caráter de urgência distintos.”A mudança de cor de uma embalagem não pode levar o mesmo tempo para a aprovação de um produto que será inserido dentro do corpo de um paciente”, exemplifica Baumer.

Um estudo clínico, por exemplo, demora, em média, de 200 a 250 dias para ser liberado, enquanto antigamente esse tempo era de 40 a 50 dias. Excesso de controle, gera um excesso de trabalho e a Agência acaba não focando no que é essencial”, aponta o coordenador do Comsaúde.

Apesar dos problemas evidenciados, Padilha afirma que a Anvisa já reestruturou seus procedimentos. “Um remédio para a hipertensão não pode demorar mais para ser registrado do que um cosmético, que tem um interesse menor para a saúde pública. O segmento dos genéricos já sentiu esse efeito de maior agilidade, assim como outros produtos. Mas ainda há muito o que aprimorar”, conta o ministro.

A defasagem no quadro da diretoria da Anvisa, com duas vagas ainda pendentes, é outro retrato da falta de estrutura da Agência, na opinião de Brito.

De acordo com o Padilha, a definição do papel de cada diretoria já foi reavaliado e a reestruturação feita. “A partir dessa reestruturação, o governo passa a avaliar qual o perfil mais adequado para os diretores, que tem que ser absolutamente técnico, no intuito de acelerar os registros, ampliar o papel da defesa da saúde e regulação sanitária”, afirma Padilha.

Ao término dos diálogos ficou evidente que a Anvisa posicionou-se de forma ciente das questões levantadas pelos representantes de empresas de medicamentos, produtos e equipamentos presentes ao evento. Para todos os problemas iniciativas já em andamento foram descritas. Resta, agora, deixar o tempo – que este seja ágil – nos evidenciar os índices futuros de maior inovação e eficiência regulatória.

Fonte SaudeWeb

Futuro passa por ética e inovação, diz presidente da Interfarma

De acordo com o presidente-executivo da Interfarma, Antônio Brito, as instituições de saúde que não entenderem para onde anda a inovação, pagarão caro por isso

Desejamos e precisamos, como País, que em futuro não muito distante a população brasileira receba melhores serviços de saúde. E, por consequência, avalie de forma mais positiva o sistema público. Apesar dos inegáveis avanços havidos nos últimos anos, estamos, porém, muito distantes de uma situação que possa ser realmente bem avaliada. O próprio Ministério da Saúde avaliou os serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do IDSUS – Índice de Desenvolvimento do SUS. No resultado, em uma escala que varia de 0 a 10, os quesitos como acesso aos serviços e população atendida pelas equipes básicas de saúde, ficaram pouco acima da média, 5,47. Do total de 5.633 municípios brasileiros, apenas 6, ou 0,1% obtiveram nota superior a 8.

Não são índices para exibirmos com orgulho, mas relevam transparência no trato da questão de saúde pública como o próprio ministro da Saúde, Alexandre Padilha, fez questão de ressaltar ao divulgar os resultados do estudo.

Do ponto de vista da ciência e da inovação, evoluímos de maneira considerável: a população está vivendo mais e melhor graças às novas terapias, ao mesmo tempo em que enfrentamos de maneira bem sucedida, ainda que de forma desigual, as doenças básicas. Entretanto, é fundamental empreender novos e constantes esforços para resolver a equação das doenças mais complexas.

Ao mesmo tempo, o vertiginoso crescimento do arsenal terapêutico, as especializações dos profissionais médicos e, de certa forma, uma bem sucedida customização dos medicamentos, fazem frente às dificuldades da administração de gerenciar a escassez de recursos para permitir mais acesso da população às novas terapias disponíveis.

O sucesso dessa intrigante equação dependerá da capacidade de cada agente de saúde pública de compreender que o admirável mundo novo da ciência evolui numa velocidade estonteante e que as pesquisas de novos medicamentos com tecnologias avançadas serão sempre mais eficazes e decisivas para a adesão aos tratamentos pelo paciente.

A sociedade que se informa, se agita e se transforma será uma sociedade cada vez mais exigente em termos éticos. A inovação será o elemento definidor entre vitoriosos e derrotados. Nesse mundo fantástico de descobertas diárias, haverá quem delas participe ativamente, capacitando melhor seus profissionais, atendendo primeiro, e melhor, a seus pacientes, gerando conhecimento, descobertas e, a partir delas, viabilizando resultados, inclusive econômicos para países e instituições. E haverá os que, ao contrário, incapazes de entender o sentido da inovação, chegarão atrasados ao futuro e por ele pagarão caro, em todos os sentidos.

Nós da Interfarma, temos o compromisso de defender a ética e a pesquisa de novos medicamentos como princípios básicos de nossas atividades. São alicerces de valores muitas vezes intangíveis, mas que assim como a ciência, a pesquisa e inovação precisam estar sempre em constante evolução para o bem da saúde e do paciente brasileiro.

*Antônio Britto – Presidente-executivo da Interfarma - Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa

Fonte SaudeWeb

Odontologia: veja salário de 08 cargos na área

Um Cirurgião Dentista, por exemplo, recebe em torno de R$ 4.084,58. Confira demais médias

Pesquisa da Catho Online, empresa de classificados online de currículos, traz média salarial de profissionais de diversas áreas da saúde.

Confira a remuneração do setor de odontologia:

Cargo: Cirurgião Dentista
Média Salarial: R$ 4.084,58

Cargo: Dentista (4 horas/dia)
Média Salarial: R$ 2.569,83

Cargo: Dentista Auditor (4 horas/dia)
Média Salarial: R$ 3.630,94

Cargo: Técnico em Prótese Dentária
Média Salarial: R$ 1.668,19

Cargo: Técnico de Higiene Bucal (THC)
Média Salarial: R$ 819,61

Cargo: Assistente de Odontologia
Média Salarial: R$ 818,11

Cargo: Auxiliar de Odontologia
Média Salarial: R$ 792,97

Cargo: Estagiário de Odontologia
Média Salarial: R$ 588,23

Metodologia:
O estudo é atualizado a cada três meses e traz dados de mais de 1.800 cargos, de 218 áreas de atuação profissional e de 48 ramos de atividade econômica, dentro de 21 regiões geográficas do Brasil, além de 7 faixas de faturamento para classificação de porte de empresa. Esta refere-se à 38ª Pesquisa Salarial e de Benefícios, realizada no período de 1º de dezembro de 2011 a 06 de janeiro deste ano.

Fonte SaudeWeb

Como perder o seu melhor funcionário de TI?

Ignore o que motiva as pessoas em seus trabalhos e elas irão se demitir. Confira dados que podem ser usados para cultivar melhores talentos

Dois em cada cinco profissionais de TI estão procurando um novo emprego, segundo dados da nossa pesquisa de salário de TI realizada no início de 2012. O que você está fazendo para manter os seus talentos longe dessa realidade?

Os líderes de TI têm a vantagem aqui, e não apenas por causa do mercado de trabalho instável. A maioria dessas pessoas que procuram emprego de TI está apenas casualmente olhando o mercado, e baseado nos dados colhidos eles valorizam a estabilidade no emprego, portanto eles preferem ficar onde estão. Então, se os líderes de TI entenderem um pouco deste cenário – elementos críticos de trabalho que são importantes para seus empregados, eles terão boas chances de retê-los.

Então, vamos olhar para dois conjuntos de dados de nossa pesquisa: o que é mais importante para profissionais de TI em seus empregos, e 39% dizem estar ativos ou casualmente procurando um emprego, porque eles estão em busca de novas oportunidades. Vou apenas fazer alguns comentários sobre por que as pessoas saem de seus empregos e o que é mais ou menos importante para eles. Sinta-se livre para partilhar a sua própria análise na seção de comentários.

1. Por que as pessoas pedem demissão: o dinheiro, e …
Maior remuneração é de longe a razão pelas quais as pessoas estão procurando um novo emprego (citado por 70%). Não fique em choque – a taxa cai quando se fala em compensação, e as pessoas caminham em frente. Mas metade dos funcionários e 42% dos gestores também estão à procura de um trabalho mais interessante, e pouco mais de 40% estão procurando mais a realização pessoal. Cerca de 30% querem mais responsabilidade. Mais da metade de todos os entrevistados disseram que consideram um trabalho inferior pagando mais com satisfação profissional.

Uma das razões mais interessantes para procurar um novo emprego, citado por 41% dos funcionários e gerentes, é por não gostar da gestão da empresa ou da cultura. Esta conclusão é particularmente interessante quando se considera que a cultura está bem abaixo na lista do que é mais importante para os empregados (citado por apenas 19% dos funcionários) e a eficácia dos supervisores imediatos é muito menos importante (14%). Talvez os funcionários não necessariamente busquem por uma grande cultura ou gerente, mas quando as coisas dão errado, eles podem afastá-los.

2. O que mais importa: salário, estabilidade, influência, e …
Para os gestores, a prioridade é ter a sua opinião e conhecimento valorizado – alguns pontos à frente de remuneração, desafio e estabilidade. Para os funcionários, os fatores principais são salário, estabilidade, benefícios, horário de trabalho flexível, tendo seus conhecimentos valorizados, desafio e férias. Olhe para essa lista. Quantas dessas coisas o CIO tem controle completo? Valorizando o conhecimento e desafio e, em menor grau, o horário de trabalho. Coisas como remuneração, benefícios e férias fazem parte de grandes políticas corporativas, para os CIOs é preciso cultivar uma forte parceria com seus colegas de RH para manter os seus melhores elementos.

3. O que importa muito pouco: tecnologia de ponta, as promoções, cultura …
Potencial para a promoção é citado por apenas 18% dos funcionários e gerentes. Como mencionado anteriormente, a cultura da empresa não é muito importante (19% do pessoal). Meu palpite é que os trabalhadores não se preocupam com a “cultura” – uma cultura de valorização das pessoas só tem importância se ela resulta em um bom salário e benefícios e horários de trabalho flexíveis. Mas em termos de ações que os CIOs podem tomar, olhe para dois outros pontos que tem baixas taxas de importância.

O primeiro é que nem os funcionários nem os gestores estão preocupados se o seu trabalho é importante para a empresa. Isso é interessante: os profissionais de TI acham muito importante que a sua opinião e conhecimento sejam valorizados, mas eles não estão muito preocupados com o seu trabalho sendo importante para o sucesso da empresa. Para os funcionários de TI, o percentual que citou cada um desses fatores tão importantes é:

Minha opinião e conhecimento são valorizadas: 40%

Meu trabalho (emprego) é importante para o sucesso da empresa: 22%

Isso não significa necessariamente que os profissionais de TI não se preocupam em contribuir para o sucesso da empresa. É que a contribuição só tem importância se eles são reconhecidos por esse esforço. É a necessidade da expertise dos CIOs de reconhecer um bom trabalho.

O segundo ponto é que trabalhar com tecnologia de ponta e com a criação de soluções inovadoras de TI estão classificados com baixa taxa de interesse dos trabalhadores – cada um com apenas 21%.

Esta descoberta não significa que os líderes de TI não precisam se preocupar em manter as pessoas em projetos novos. Para um segmento saudável de profissionais de tecnologia, “o novo” é a sua droga, e se você privá-los, eles vão encontrá-lo em algum lugar. Nós tendemos a pensar o “maior e mais recente” como parte do DNA do profissional de TI – os dados sugerem que não é isso. Assim, os CIOs não podem presumir que a maioria dos profissionais de TI que se aproximar de um projeto novo vai dar piruetas de felicidade pela chance. Os CIOs precisam selecionar com cuidado.

Fonte: Chris Murphy |InformationWeek EUA; replicada pela InformationWeek Brasil

Por SaudeWeb

Empresários brasileiros estão entre os menos estressados do mundo

Especialista em desenvolvimento humano aponta que estratégias bem definidas e momentos de descanso são essenciais para o cenário positivo

Um levantamento realizado pelo International Business (IBR), da Grant Thornton International, com 6.000 empresas em 40 economias, apontou que os empresários brasileiros estão entre os menos estressados do mundo. Apesar de pesquisas apontarem um crescimento no nível de estresse do empresário local, um aumento de 10 pontos percentuais comparado ao ano de 2010, apenas 19% dos profissionais relatam que o estresse aumentou no último ano, enquanto a média global ficou em 28%.

Para Eduardo Shinyashiki, especialista em desenvolvimento humano, o investimento em planejamento é essencial para uma rotina mais saudável. “Uma empresa com metas bem definidas faz com que as equipes se sintam desafiadas e valorizadas, isso é extremamente importante para construir um cenário positivo“, explica, em comunicado.

O panorama global mostrou que o nível de estresse dos executivos teve o menor aumento anual desde 2005. Em 2010, por exemplo, 45% apontavam conviver com o problema, já, em 2011, o número caiu para 28%. O ranking também coloca o Brasil em 30º lugar, já a Grécia, com 68%, lidera; na sequência, aparecem China (60%), Taiwan (57%) e Vietnã (56%). No sentido oposto, entre os países com empresários menos estressados, estão Dinamarca (6%), Austrália (9%), Holanda e Rússia (13%).

Os dados apurados também apontaram que questões como conflitos internos e políticos na companhia, pressão para alcançar metas de desempenho e o volume de informação estão entre as maiores causas do estresse no Brasil. “O papel do líder é essencial para conduzir seus funcionários diante dessas questões, ele é responsável por indicar a direção, verificar a rota, transmitir a missão e o significado das tarefas e ações. Assim é possível harmonizar e equilibrar a equipe, impulsionando a motivação e o comprometimento”, sugere Shinyashiki.

Pensando em formas de fugir das situações de estresse, 72% dos executivos brasileiros apontam que realizam programas em casa e fora para aliviar, 64% preferem praticar esportes e 61% mantêm um ritmo regular de trabalho. Além disso, o IBR constatou que globalmente apenas 42% das pessoas consultadas tiram férias para amenizar o estresse. “O excesso de estresse causa impactos negativos na nossa saúde, deixando a angústia e o mal-estar se infiltrarem no dia a dia, afetando o rendimento, resultados, performance e a qualidade de vida. Praticar atos que gerem momentos de prazer e participar de atividades lúdicas e de lazer podem ajudar a reconstituir o ânimo. Ações simples, mas que quebram completamente a rotina, são capazes de proporcionar uma sensação de bem-estar”, ensina o especialista.

Fonte SaudeWeb

Saúde está entre as profissões com menor nível de stress

Cargos como técnico em laboratório médico, fonoaudiólogo e nutricionista são os que menos causam aborrecimento

Uma pesquisa divulgada pelo site Career Cast divulgou as dez profissões com menos índice de stress. Entre elas, quatro estão ligadas à área da saúde. Veja a seguir quais foram as profissões citadas:

Técnico de registros médicos:
Com uma rotina baseada em arquivar e catalogar resultados de exames e diagnósticos, esse profissionais alcançaram uma taxa de stress: 7,52.

Técnico de laboratório médico:
Quem atua nesta esfera tem contato com tarefas que vão desde os exames propriamente ditos até a análise dos resultados. Taxa de stress: 9,33.

Fonoaudiólogo especializado em Audiologia:
Esses profissionais atuam na prevenção de problemas de audição, além de adaptar os aparelhos para problemas auditivos. Vale lebrar que esse cargo também está na lista das profissões mais promissoras até 2020. Taxa de stress: 9,37.

Nutricionista:
Funções como elaborar a dieta de pacientes internados a ajudar na reeducação alimentar de terceiros. Nível de stress: 10,27.

Para alcançar esse resultado, o site levou em consideração aspectos como viagens, risco de mortes, competitividade, prazos apertados e horas trabalhadas.

As informações são do Portal Exame

Fonte SaudeWeb

Humor: Plano de saúde

Direitos do trabalhador ainda são desconhecidos

Advogada explica leis que protegem o trabalhados em relação a planos de saúde

Muitos foram os direitos conquistados pelos trabalhadores desde as primeiras manifestações, há quase um século, por melhores condições e redução da jornada de trabalho. Hoje, muito mais que um bom salário, todos almejam respeito, valorização e preferem prestar serviços às empresas que oferecem benefícios, como o plano de saúde. Ter e oferecer um emprego digno ficou mais complexo com o passar do tempo.

De acordo com a lei 9656/98, o funcionário que contribuir com o plano de saúde, durante o período em que estiver vinculado ao emprego, tem direito de permanecer com o plano, caso seja desligado ou se desligue do trabalho, por um período variável entre seis meses e dois anos, desde que assuma o pagamento das mensalidades.

Isto significa que se o funcionário tiver o desconto do valor referente ao plano de saúde em seu holerite, pode usufruir desse benefício em período proporcional ao trabalhado. O tempo máximo é dois anos, mas se o funcionário for contratado e criar um novo vínculo empregatício, o benefício anterior será extinto e o plano cancelado.

A lei citada trouxe benefícios para o funcionário, já que após a sua promulgação tornou-se quase impossível a contratação de planos individuais. Os planos ou seguros-saúde só têm interesse em comercializar contratos empresariais, pois os reajustes são aplicados de acordo com a utilização, o que é vedado nos individuais.

Findo o prazo de dois anos, se o ex-empregado estiver em tratamento médico, é possível pleitear uma extensão do plano até o término do tratamento. Neste caso, o benefício vale também para os dependentes, que figuravam como beneficiários daquele plano de saúde.

Já existem decisões judiciais que favorecem os titulares que tinham vínculo empregatício e seus dependentes descritos em contrato.

Fique atento ao seu acordo e faça sempre valer os seus direitos, assim todos os dias serão bons dias de trabalho e não só o 1º de maio.

*Renata Vilhena Silva é sócia-fundadora do Vilhena Silva Advogados, especializado em Direito à Saúde, e autora das publicações “Planos de Saúde: Questões atuais no Tribunal de Justiça de São Paulo” e “Direito à Saúde: Questões atuais no Tribunal de Justiça”.

Fonte SaudeWeb

Clonagem, biotecnologia e as aplicações na saúde

Clonagem, biotecnologia e as aplicações na saúde dentro de uma visão jurídica

Os avanços tecnológicos já trazem diversas discussões sobre da obrigatoriedade dos planos de saúde em arcarem com novos procedimentos. Imaginem então os avanços científicos com experimentos acerca da clonagem humana.

Clonagem é uma forma de reprodução assexuada, ou seja, uma reprodução que não envolve a união de um óvulo com um espermatozóide. O assunto instiga a comunidade científica e jurídica, assim como a população em geral. Apesar de parecer novo, a primeira lei sobre o tema entrou em vigor em 1995, Lei nº 8.974/95, e posteriormente foi substituída pela Lei 11.105/05, sendo esta a lei de biossegurança que permanece em vigor. Com vistas a regulamentar a referida lei, foi editado o Decreto nº 5.591/05.

Um dos dispositivos mais relevantes (e polêmicos) da lei de biossegurança é o que trata do uso das células-tronco dos embriões humanos. Essa lei foi objeto de Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) por infringir o direito à vida e à dignidade humana.

O princípio constitucional da dignidade do ser humano está previsto na Constituição Federal e é caracterizado como um valor moral, inerente ao indivíduo, pois todo ser humano é dotado de dignidade. Assim, é impossível pensar em direito à vida sem dignidade.

O STF decidiu que as pesquisas com células-tronco embrionárias não violam o direito à vida, tampouco a dignidade humana, pois não há como se pensar em vida, sem o desenvolvimento do embrião dentro do útero materno.

Nos Estados Unidos, é proibida a aplicação de verbas do governo federal a qualquer pesquisa que envolva embriões humanos, a não ser para aquelas feitas com células embrionárias obtidas antes de 2001, quando a lei foi aprovada. Em 2006, o presidente George W. Bush vetou um polêmico projeto de lei que permitiria o uso de verbas federais para a pesquisa científica usando células-tronco.

A Itália proíbe qualquer tipo de pesquisa com células-tronco embrionárias humanas, bem como a sua importação. Já o Reino Unido é bastante liberal quanto ao tema. Sua legislação permite até mesmo a clonagem terapêutica, aquela por meio da qual os cientistas criam embriões por meio da clonagem para sua posterior destruição.

Coréia do Sul, Cingapura, Japão, China, Rússia e África do Sul permitem todas as pesquisas com embriões, inclusive a clonagem terapêutica. Os únicos latino-americanos a permitir o uso de embriões são Brasil e México, mas a legislação mexicana é mais liberal, permitindo a criação de embriões para pesquisa.

A decisão do STF é positiva, pois possibilita o uso dos embriões para uso científico, o que poderá beneficiar milhares de pessoas doentes. No entanto, o controle deve ser rigoroso para que não haja abusos e uso indevido dos embriões, aliás como já ocorre no mercado de fertilização in vitro, no qual exageros são cometidos por médicos despreparados, colocando em risco a vida da gestante. O papel dos órgãos de classe é fundamental neste aspecto, pois servem de fiscalizadores dos maus profissionais médicos.

No futuro, as novas tecnologias capazes de curar doenças e prolongar a vida das pessoas trarão ainda mais atrito entre os planos de saúde e o consumidor, pois o custo da saúde será cada vez maior. O ideal seria criar, em um futuro próximo, câmaras de julgamento nos tribunais, especializadas em direito da saúde, com uma equipe multidisciplinar para auxiliar os juízes, com médicos, peritos e enfermeiros. Entretanto, se a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) continuar com esta atuação pífia, que vem demonstrando até o momento, deixando de cumprir sua função fiscalizadora, a situação será ainda mais crítica.

*Renata Vilhena Silva

É sócia-fundadora do Vilhena Silva Advogados, especializado em Direito à Saúde, e autora das publicações “Planos de Saúde: Questões atuais no Tribunal de Justiça de São Paulo” e “Direito à Saúde: Questões atuais no Tribunal de Justiça”.

Fonte SaudeWeb

Prefeitura Municipal de Nova Maringá - MT II

A Prefeitura Municipal de Nova Maringá, Mato Grosso, realiza concurso para provimento de 35 vagas

Inscrições:
Até 10 de maio, pelo www.grupoatame.com.br/concur ou na Secretaria de Ação e Promoção Social, Rua Tatiane, Jardim Maira, Nova Maringá

Valor:
De R$ 25,00 a R$ 80,00.

Remuneração:
De R$ 655,21 a R$ 8.427,20

Provas:
Provas objetivas: 27 de maio

Cargos:
Alfabetizado/Ensino Fundamental - Agente de Saúde Ambiental, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Serviços Gerais, Eletricista, Mecânico, Merendeira, Operador de Motoniveladora, Operador de Pá Carregadeira, Secretário Administrativo, Zeladora, Merendeira, Monitor de Creche e Zelador;
Ensino Médio - Fiscal de Tributos e Técnico em Enfermagem;
Ensino Superior - Fonoaudióloga, Médico Clínico Geral, Nutricionista, Professor Nível II, Psicólogo (CRAS) e Tecnólogo em Raio X
so

Prefeitura Municipal de Nova Guarita – MT

A Prefeitura Municipal de Nova Guarita – MT realiza concurso para provimento de 6 vagas.

Inscrições:
Até 4 de maio, pelo www.exataplanejamento.com ou na avenida dos Imigrantes, s/n, Centro

Cargo:
Agente Comunitário de Saúde.

Remuneração:
R$ 622,00

Provas:
Prova escrita: 20 de maio
.br

Prefeitura Municipal de Monte do Carmo - TO

A Prefeitura de Monte do Carmo, Tocantins, realiza concurso para provimento de 57 vagas

Inscrições:
Até 4 de maio, pelo http://www.icap-to.com.br/


Valor:
De R$ 35,00 a R$ 85,00

Remuneração:
Entre R$ 622,00 e R$ 6.000,00

Provas:
Provas objetivas: 10 de junho

Cargos:
Superior - Assistente Social, Enfermeiro, Enfermeiro PSF, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Médico PSF, Nutricionista, Odontólogo PSF e Psicólogo;
Médio - Assistente Administrativo, Fiscal de Vigilância Sanitária, Técnico Agropecuário, Técnico em Enfermagem, Técnico em Laboratório e Técnico em Radiologia;
Fundamental Completo - Agente Epidemiológico, Almoxarife e Monitor de Escola Rural;
Fundamental Incompleto - Agente de Limpeza Urbana, Auxiliar de Serviços Gerais, Gari, Merendeira, Motorista de Ambulância, Motorista de Veículo Leve e Operador de Máquinas Leve e Pesada

Prefeitura Municipal de Mogi Guaçu – SP Até Hoje!!

A Prefeitura Municipal de Mogi Guaçu – SP realiza concurso para provimento de 16 vagas.

Inscrições:
Até 2 de maio, pelo http://www.integribrasil.com.br/


Valor:
De R$ 20,00 a R$ 45,00.

Remuneração:
De R$ 765,12 a R$ 1.909,54

Provas:
Prova escrita: 27 de maio
Haverá prova de títulos para nível superior.

Cargos:
Alfabetizado/Fundamental - Auxiliar de Serviços Operacionais e Motorista;
Médio - Técnico em Enfermagem;
Superior - Enfermeiro, Farmacêutico, Médico Clínico Geral, Médico Clínico Geral - Atendimento Domiciliar, Médico Ginecologista, Médico Infectologista, Médico Pediatra, Médico Psiquiatra, Nutricionista, Odontólogo, Oficial de Saneamento e Veterinário

Prefeitura Municipal de Mogi Guaçu - SP

A Prefeitura Municipal de Mogi Guaçu, São Paulo, realiza seleção para preenchimento de 16 vagas

Inscrições:
Até 7 de maio, pelo http://www.integribrasil.com.br/


Valor:
R$ 25,00.

Cargos:
Agente Comunitário de Saúde e Agente de Saúde.

Remuneração:
De R$ 677,62 a R$ 765,12

Provas:
Prova escrita: 27 de maio

Prefeitura Municipal de Lauro Muller – SC (II)

A Prefeitura Municipal de Lauro Muller – SC realiza concurso para o provimento de 44 vagas.

Inscrições:
Até 16 de maio, pelo http://www.clicksolucoesinteligentes.com.br/


Valor:
R$ 40,00, R$ 60,00 e R$ 80,00

Remuneração:
De R$ 622,00 a R$ 6.938,02

Provas:
Prova escrita: 3 de junho
Haverá prova prática para Motorista e Tratorista Agrícola eprova de títulos para Professores.

Cargos:
Fundamental - Tratorista Agrícola, Auxiliar de Serviços Gerais e Agente Comunitário de Saúde;
Médio/Técnico - Monitor;
Superior - Professor de artes, matemática, língua portuguesa, ciências geografia e história, Advogado, Médico Ortopedista, Fonoaudiólogo, Médico Cardiologista, Médico Obstetra, Psiquiatra, Pediatra, Médico Ginecologista, Médico Acupunturista, Médico Clínico Geral, Médico Plantonista, Médico Anestesista e Médico-Cirurgião

Prefeitura Municipal de Limoeiro do Norte – CE

A Prefeitura Municipal de Limoeiro do Norte – CE realiza concurso para provimento de 83 vagas na área da Saúde.

Inscrições:
Até 4 de maio

Valor:
R$ 30,00

Cargos:
Agente Comunitário de Saúde e Agente de Combate às Endemias

Remuneração:
R$ 622,00.

Provas:
Prova escrita: 20 de maio

Prefeitura Municipal de Iomerê – SC

A Prefeitura Municipal de Iomerê – SC realiza concurso para provimento de 19 vagas.

Inscrições:
Até 18 de maio, na rua João Rech, nº. 500, Centro

Valor:
R$ 50,00 e/ou R$ 100,00

Remuneração:
De R$ 809,17 a R$ 14.316,27

Provas:
Prova objetiva: 3 de junho
Haverá prova prática para Operador de Trator de Esteira e Operador de Retroescavadeira

Cargos:
Fundamental - Operador de Trator de Esteiras, Operador de Retroescavadeira, Faxineira e Agente de Serviços Gerais - braçal pesado;
Médio - Assistente de Creche e Técnico Agrícola;
Superior - Assistente Social, Médico Ginecologista, Médico Pediatra, Médico Clínico Geral, Médico-Veterinário, Engenheiro Sanitarista e Ambiental e Professor - Creche e/ou Educação Infantil

Prefeitura Municipal de Exu – PE

A Prefeitura Municipal de Exu – PE realiza concurso para preenchimento de 375 vagas

Inscrições:
Até 24 de maio, no Colégio Municipal Barbara de Alencar (rua Bárbara de Alencar, s/n, Centro) ou pelo http://www.advise.net.br/
.

Remuneração:
De R$ 622,00 a R$ 8.000,00.

Provas:
Prova objetiva: 10 de junho
Haverá prova de títulos para Professor.

Cargos:
Fundamental - Auxiliar de Manutenção, Auxiliar de Mecânico, Auxiliar de Serviços Gerais, Copeiro, Cozinheiro, Guarda Patrimonial, Jardineiro, Lavador de Auto, Motorista categoria D, Motorista - categoria mínima B, Agente Administrativo, Agente Comunitário de Saúde, Eletricista de Auto, Mecânico de Auto, Mestre de Obras, Operador de Máquinas Pesadas, Pedreiro e Recepcionista;
Médio - Assistente Administrativo, Assistente Técnico Financeiro, Atendente de Farmácia, Auxiliar de Consultório Dentário, Auxiliar de Departamento, Auxiliar de Inspeção Animal, Digitador, Fiscal de Obras, Operador de Computador, Orientador Social, Professor do 1º ao 5º ano, Repositor de Farmácia, Técnico de Enfermagem, Técnico em Agropecuária, Técnico em Raio X e Técnico em Tributos;
Superior - Administrador Hospitalar, Assistente Social, Bioquímico, Cirurgião-Dentista, Educador Físico, Enfermeiro, Engenheiro-Agrônomo, Engenheiro Civil, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico Plantonista, Médico PSF, Médico Psiquiatra, Médico-Veterinário, Nutricionista, Professor de Educação Básica do 6º ao 9º ano nas disciplinas de ciências, educação física, informática, inglês, libras, matemática e português, Psicólogo

Prefeitura Municipal de Itapeva - SP

A Prefeitura Municipal de Itapeva, São Paulo, realiza concurso para provimento de 373 vagas

Inscrições:
Até 8 de maio, pelo http://www.cetroconcursos.org.br/


Valor:
Entre R$ 10,00 e R$ 40,00

Remuneração:
De R$ 659,81 a R$ 8.791,21

Provas:
Provas objetivas: 3 de junho
Haverá prova de títulos para nível Superior, teste de capacitação física para Trabalhador Braçal, Guarda Municipal e Auxiliar de Serviços Escolares e teste de direção veicular para Operador de Máquinas e Motorista.

Cargos:
Alfabetizado/Fundamental - Trabalhador Braçal, Operador de Máquinas II (Motoniveladora e Retroescavadeira), Motorista e Auxiliar de Serviços Escolares;
Ensino Médio - Auxiliar de Odontologia, Técnico Contábil, Técnico em Edificações, Técnico em Enfermagem, Técnico em Nutrição e Dietética, Técnico em Segurança do Trabalho, Guarda Municipal, Auxiliar de Técnico Desportivo, Oficial de Administração, Orientador de Alunos e Técnico Desportivo (futebol de salão e futebol de campo);
Ensino Superior - Auxiliar de Desenvolvimento Infantil com Magistério, Fonoaudiólogo, Médico, Médico do Trabalho, Médico Infectologista, Médico Psiquiatra, Professor Auxiliar, Professor de Educação Básica I e Professor de Educação Básica II nas disciplinas de Artes, Ciências, Educação Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Matemática e Língua Portuguesa

Prefeitura Municipal de Cosmópolis - SP

 Prefeitura Municipal de Cosmópolis, São Paulo, realiza concurso para provimento de 34 vagas

Inscrições:
De 2 a 8 de maio, na Rua Doutor Campos Sales, nº. 398, centro,

Valor:
De R$ 20,00 a R$ 40,00

Remuneração:
De R$ 677,93 a R$ 5.343,12

Provas:
Prova objetiva: 3 de junho
Haverá prova prática para Motorista Escolar e Operador de Retroescavadeira.

Cargos:
Ensino Fundamental - Agente Comunitário de Saúde, Inspetor de Alunos, Motorista Escolar e Operador de Retroescavadeira;
Ensino Médio - Agente Fiscal em Técnico de Nutrição, Agente de Trânsito e Transporte, Agente Redutor de Danos, Recepcionista, Técnico de Enfermagem, Técnico de Higiene Dental, Técnico de Laboratório, Técnico em Eletroeletrônica, Técnico em Enfermagem do Trabalho, Técnico em Farmácia,Técnico em Química e Telefonista;
Ensino Superior - Administrador, Agente Fiscal em Enfermagem, Agente Fiscal em Técnico de Nutrição, Arquiteto, Bioquímico, Contador, Enfermeiro, Fonoaudiólogo, Médico de Saúde da Família, Médico do Trabalho, Médico Clínico Geral, Médico Psiquiatra e Terapeuta Ocupacional

Prefeitura Municipal de Castanhal - PA

A Prefeitura Municipal de Castanhal, Pará, realiza concurso para preenchimento de 1.624 vagas

Inscrições:
Até 25 de maio, pelo http://www.fadesp.org.br/


Valor:
De R$ 30 a R$ 70,00

Cargos:
Nível Superior: Professor PEB II (Zona Urbana) (102), Professor PEB II (Zona Rural) (39), Professor PEB III - Língua Portuguesa (Zona Urbana) (11), Professor PEB III - Língua Portuguesa (Zona Rural) (1), Professor PEB III - Matemática (Zona Urbana) (11), Professor PEB III - História (Zona Urbana) (3), Professor PEB III - Geografia (Zona Urbana) (1), Professor PEB III - Ciências Naturais (Zona Urbana) (3), Professor PEB III - Ciências Naturais (Zona Rural) (1), Professor PEB III - Artes (Zona Urbana) (3), Professor PEB III - Educação Física (Zona Urbana) (16), Professor PEB III - Educação Física (Zona Rural) (1), Professor PEB III - Inglês (Zona Urbana) (6), Professor PEB III - Inglês (Zona Rural) (1), Professor PEB III - Espanhol (Zona Urbana) (2), Professor PEB III - Espanhol (Zona Rural) (2), Técnico-Pedagógico - Zona Urbana (15), Técnico-Pedagógico - Zona Rural (2), Advogado (2), Arquiteto (2), Assistente Social (15), Biomédico (1), Enfermeiro (25), Engenheiro Civil (3), Farmacêutico - Bioquímico (8), Fisioterapeuta (9), Fonoaudiólogo (2), Médico - Clínico Geral (9), Médico - Psiquiatra (1), Médico-Veterinário (3), Nutricionista (4), Odontólogo (21), Psicólogo (8), Tecnólogo em Informática (2), Terapeuta Ocupacional (2);
Nível Médio: Agente Administrativo - Zona Urbana (221), Agente Administrativo - Zona Rural (13), Agente de Transporte (6), Fiscal de Obras (6), Músico (9), Técnico de Enfermagem - Zona Urbana (70), Técnico de Enfermagem - Zona Rural (14), Técnico em Higiene Dental (10), Técnico em Radiologia (8), Técnico em Laboratório (19), Operador de Máquinas Pesadas - Pá Carregadeira (5), Operador de Máquinas Pesadas - Patrol (4), Operador de Máquinas Pesadas - Retroescavadeira (2), Operador de Máquinas Pesadas - Rolo Compactador (2), Operador de Máquinas Pesadas - Trator de Esteira (1);
Nível Fundamental: Auxiliar de Administração - Zona Urbana (136), Auxiliar de Administração - Zona Rural (5), Eletricista (6), Pedreiro (12), Pintor (2), Borracheiro (1), Operador de Máquinas Leves (6), Cuidador (10), Motorista (74);
Nível Fundamental Incompleto: Servente - Zona Urbana (164), Braçal (231), Guarda Municipal - Zona Urbana (135), Guarda Municipal - Zona Rural (19), Merendeira - Zona Urbana (77), Merendeira - Zona Rural (30).

Provas:
Prova objetiva: 24 de junho
Haverá prova de títulos para nível superior

Prefeitura de São José do Xingu (MT) lança edital de processo seletivo

A Prefeitura de São José do Xingu, Estado de Mato Grosso, publicou edital de processo seletivo destinado ao provimento de 18 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior, com salários variados de R$ 622,00 a R$ 1.556,00. O certame será realizado sob a responsabilidade da Exata, Assessoria, Consultoria e Planejamento.

Cargos
As vagas são para cargos de Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Serviços Gerais, Gari, Operador de Moto-niveladora, Professor de Pedagogia, Professor de Pedagogia e Técnico em Enfermagem.

As inscrições serão recebidas, até o dia 09 de maio de 2012, pela internet, no site http://www.exataplanejamento.com.br/, ou pessoalmente na Prefeitura Municipal de São José do Xingu, na Avenida Mauro Pires Gomes, 41 - Centro - São José do Xingu – MT no horário das 07h00min as 13h00min. Não haverá cobrança de taxa de inscrição.

A Prova Objetiva de Múltipla Escolha será realizada no Município de São José do Xingu, às 08h00min horas do dia 13 de maio de 2012 e terá duração máxima de 02h00min (duas horas) e mínima de 00h30min (trinta minutos), em local a ser divulgado, através de edital complementar.

O prazo de validade do certame é de 6 meses, contados da data da homologação do resultado final.

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de Elias Fausto – SP

A prefeitura do município de Elias Fausto, Estado de São Paulo, abriu concurso público e processo seletivo para contratação de pessoaL. Ao todo, estão sendo disponibilizadas 22 vagas que abrangem os níveis fundamental e superior, lembrando que os certames terão validade de dois anos, que poderá ser prorrogada por igual período, uma única vez. .
Cargos:
Braçal, agente comunitário de saúde, motorista, operador de máquinas, médico plantonista, nutricionista e psicólogo.
O vencimento inicial é fica entre as cifras de R$ 677,34 e R$ 1.489,63.
Como participar
As inscrições poderão ser realizadas através do site da organizadora no endereço eletrônico: http://www.publiconsult.com.br/. O período para efetuar as inscrições é até o dia 10 de maio de 2012. A taxa de inscrição será de R$ 20,00 para os cargos de nível fundamental e de R$ 40,00 para cargos de nível superior.
Provas
Os candidatos deverão realizar testes teóricos com questões de múltipla escolha, elaborado de acordo o nível de instrução. A data prevista para que seja aplicada a prova é o dia 27 de maio de 2012. O local será nas dependências da Escola Municipal João Guedes Pinto Júnior, sita à Avenida Osvald Maluf, s/n, Vila Anchieta, Elias Fausto.
O gabarito será disponibilizado no dia seguinte a partir das 18 horas no site da organizadora e no mural da prefeitura.

Edital / Publicações

Concurso Prefeitura de Curitiba – PR

Estarão abertas as inscrições para mais um concurso público da Prefeitura de Curitiba, Estado do Paraná, que vai selecionar médicos nas áreas de clínica geral, psiquiatria, ginecologia e obstetrícia e pediatria.
Remuneração – O concurso para médicos seleciona profissionais para trabalharem 20 horas por semana com remuneração de pelo menos R$ 3.702,33, sendo R$ 2.248,22 de vencimento inicial, 30% de gratificação de risco de saúde, outros 20% até 50% de gratificação do IDQ (Índice de Desenvolvimento da Qualidade) e ainda a gratificação especial de médicos de R$ 330 a R$ 770, conforme a unidade onde o médico vai trabalhar. Os aprovados nas especialidades de clínica geral, pediatria e ginecologia-obstetrícia têm a possibilidade de trabalhar, futuramente, 40 horas com remuneração que pode variar de R$ 10.112,17 e R$ 10.891,41.
Há 10 vagas para o cargo de analista de finanças com remuneração de R$ 4.952,94, valor que corresponde ao vencimento inicial de R$ 1.768,91, outros R$ 530,67 de responsabilidade técnica e ainda a gratificação de responsabilidade fiscal, que pode variar de 150% a 200%, conforme o local de atuação. A jornada semanal é de 40 horas (8 horas por dia).
São 30 vagas para os candidatos ao cargo de educador social para a jornada semanal de 40 horas semanais e remuneração mínima de R$ 1.809,61, sendo R$1.347,69 de vencimento básico e gratificação de R$ 461,95, podendo receber outros R$ 579,89 pagos em alguns locais de trabalho a título de gratificação por atuação em local de proteção social.
Os interessados deverão fazer suas inscrições de 03 a 14 de maio de 2012, no site da Prefeitura (http://www.curitiba.pr.gov.br/). Este é o segundo concurso para médicos de 2012. Há outro concurso para médicos em andamento, mas o número de candidatos aprovados até agora é insuficiente para suprir as vagas existentes, além de aposentadorias e exonerações. Os profissionais irão atuar nas unidades básicas da Rede Municipal de Saúde.
Também serão selecionados candidatos para os cargos de analista de finanças para a Secretaria de Finanças e educador social para a Fundação de Ação Social. Podem concorrer às vagas de analista de finanças formados nas áreas de ciências contábeis, economia e administração, tecnólogos em gestão pública, financeira e tributária. Os candidatos ao cargo de educador social devem ter nível médio.
A taxa de inscrição para os cargos de nível superior é de R$ 88,00 e de R$ 68,00 para os candidatos ao cargo de educador social (nível médio).
As provas objetivas serão realizadas provavelmente no dia 20 de maio e a avaliação psicológica acontecerá no dia 3 de junho de 2012. O resultado final do concurso está previsto para 26 de junho de 2012.