Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


domingo, 4 de agosto de 2013

Especialista dá dicas sobre gravidez durante amamentação

Além do uso da camisinha, a mulher pode evitar uma nova gestação usando pílulas específicas
 
Na semana mundial do aleitamento materno, especialistas alertam para o uso do anticoncepcional durante amamentação. Além do uso da camisinha, a mulher pode evitar uma nova gravidez usando pílulas anticoncepcionais a base de progestagênio - hormônio que não interfere na qualidade ou no volume do leite.
 
O período do aleitamento também é crucial para a saúde psicológica da mãe e da criança. Segundo o Ministério da Saúde, dois copos de leite materno por dia até o segundo ano de vida da criança, suprem 95% das necessidades de vitamina C, 45% de vitamina A, 38% de proteína e 3% do total necessário de energia. O leite materno também continua protegendo contra doenças como otites, meningites, diarreia e pneumonia.
 
O ginecologista da Febrasgo e doutor pela Faculdade de Medicina da USP Luciano Pompei, responde sobre dúvidas frequentes das mulheres que estão amamentando. Confira:
 
1- Amamentar é um método anticoncepcional 100% eficaz.
Mito. Embora tenha impactos na fertilidade da mulher, a amamentação não é um método contraceptivo 100% seguro. Quando a criança começa a mamar em horários mais espaçados as chances de ovulação e, portanto, de gravidez aumentam. Há diversos métodos anticoncepcionais como camisinhas, DIU, pílulas de progestagênio, ou implantes que podem ser empregados durante a fase de amamentação dando mais segurança à mulher. O melhor é consultar o seu médico para decidir pelo melhor método
 
2- A mulher que está amamentando pode tomar qualquer tipo de pílula.
Mito. As pílulas combinadas, que têm estrogênio e progestagênio, não devem ser tomadas durante a amamentação. O estrogênio prejudica a produção do leite. Nesse período as pílulas somente de progestagênio são as mais indicadas.
 
3- Engravidar enquanto está amamentando é benéfico.
Mito. Não existe um intervalo estabelecido entre uma gravidez e outra, porém, é aconselhável que a mulher não engravide enquanto estiver amamentando, porque a sobrecarga da amamentação somada a uma nova gestação pode comprometer a saúde materna.
 
4– A alimentação da mãe influencia o leite.
Verdade. Tudo o que a mãe come acaba passando para o leite materno. Por isso, é importante que a mulher faça uma dieta variada. É importante também ingerir bastante líquido nesse período. O consumo de bebidas alcoólicas ou cigarros é contraindicado. Medicamentos, por exemplo, só devem ser tomados com orientação médica.
 
5- Mamadeira e chupeta prejudicam a amamentação.
Verdade. Como bicos artificiais e o bico do seio são diferentes, os bebês podem se confundir, acostumado a sugar a borracha e desaprendendo a mamar no peito, o que dificulta a amamentação. O bebê também pode abandonar o seio em favor dos bicos artificiais, provocando um desmame precoce. O uso de mamadeira como complemento deve seguir a orientação de um médico.
 
6- Estresse influencia a produção de leite.
Verdade. Quando a mulher está muito cansada ou ansiosa, a produção do hormônio ocitocina, que é o responsável pela vazão do leite, é bloqueada. O leite não seca quando se está estressada, mas a sua descida pode ficar prejudicada.
 
7– O tipo de parto interfere na amamentação.
Mito. A anestesia de um parto cesariana não tem qualquer influência no processo de produção de leite. Independentemente do tipo de parto, a mulher normalmente já tem leite o suficiente para alimentar seu bebê entre o terceiro e o quarto dia após o parto.
 
8– Amamentar faz bem para a saúde da mãe e do bebê
Verdade. Os bebês alimentados exclusivamente por leite materno até os seis meses de idade ficam mais protegidos contra inflamações, otites e diarreias. Segundo o Ministério da Saúde, as chances de a mãe desenvolver câncer de mama diminuem em 5% a cada 12 meses de aleitamento.

Fonte www.leija.com

TPM provoca até 150 sintomas de mal-estar

Inflamação generalizada; retenção líquida e humor feroz estão entre eles
 
Doença, distúrbio, frescura de mulher.
A verdade é que ninguém ainda conseguiu entender definitivamente o que é a TPM. Por isso hoje a definição mais aceita é que se trata de um conjunto de sintomas que surgem uns dez dias antes da menstruação. E ponto. Por isso foi batizada como síndrome.

A Medicina já catalogou mais de -- pasme! -- 150 sintomas que costumam dar as caras nesse período e que fisgam até metade das mulheres em idade fértil. Quem está por trás desses males são as oscilações normais dos hormônios nesse período.

Isso mesmo: vale frisar que esse sobe-desce é absolutamente normal. Afinal, todas as mulheres, com e sem a síndrome, têm os mesmíssimos altos e baixos hormonais. O que deflagra os sintomas é a sensibilidade de cada mulher a essa gangorra.

O cenário do drama está na segunda metade do ciclo feminino. É quando entra em cena a progesterona, o hormônio que prepara o corpo para a fecundação e para a gravidez, que os problemas começam. Isso porque ela também diminui os níveis de serotonina no cérebro, um neurotransmissor que dá a sensação de bem-estar.
 
Daí os sintomas como irritabilidade, ansiedade, depressão. Mas seus efeitos não param por aí: ela também interfere na produção de aldosterona, o hormônio envolvido na retenção líquida o que causa os desagradáveis inchaços e a dor de cabeça. Como se fosse pouco, a progesterona ainda dispara a produção de prostaglandinas, substâncias que, em excesso, se tornam inflamatórias. O resultado? Dores, dores e mais dores, no corpo todo mamas, costas, músculos, etc.

Com sinais tão diversos, o tratamento varia de mulher para mulher. Assim, dependendo da intensidade do sintoma, o médico pode receitar antidepressivos, anti-inflamatórios, analgésicos ou diuréticos. A novidade é um novo contraceptivo oral que acaba de receber o aval contra a TPM. Por ter efeito diurético, além de prevenir a gravidez, ele ameniza os sintomas relacionados à retenção hídrica.

Por isso, não deixe de procurar ajuda se o incômodo naqueles dias for realmente grande. Apesar de não ter uma cura definitiva, é perfeitamente possível manter tantos males sob controle.
 
Fonte Minha Vida

Lubrificante à base de água favorece prazer sexual feminino

Ao contrário do que muitas pensam, seu uso não tem contra indicações
 
Um novo estudo realizado na Universidade de Indiana descobriu que mulheres que usaram lubrificante à base de água durante a relação sexual apresentaram níveis significativamente mais altos de satisfação e prazer.

O estudo, envolvendo 2.453 mulheres e publicado na edição de novembro de 2010 da revista Journal of Sexual Medicine, é a maior pesquisa sistemática desse tipo já feita.

De acordo com o estudo, o uso dos lubrificantes foi associado a índices mais elevados de prazer e satisfação sexual e a baixas taxas de sintomas genitais - houve menos relatos de dores nas relações quando se utilizava um lubrificante à base de água. 
 
Os ginecologistas recomendam, já há algum tempo, o uso de lubrificantes como uma ferramenta para um sexo mais seguro e prazeroso, sempre acompanhado do preservativo.

Muitas pessoas ainda acreditam que os lubrificantes devem ser usados apenas para práticas não convencionais de sexo ou que o uso de lubrificantes pode favorecer corrimentos ou a transmissão de doenças, o que não é verdade.

Os resultados desse estudo ajudam os ginecologistas a reforçar aos pacientes sexualmente ativos que os lubrificantes não são apenas importantes para o sexo seguro: eles contribuem, também, para a qualidade global das suas experiências sexuais.

A seguir, alguns detalhes do estudo:

- Mais de 70% das mulheres que usaram lubrificante durante o sexo vaginal ou anal disseram que isso tornou a prática mais prazerosa. E mais de 60% das mulheres indicaram que este era o caso também durante a masturbação.

- Mais de um terço das mulheres afirmaram que usar lubrificante no sexo vaginal, anal ou na masturbação foi divertido. 
 
- As classificações de prazer e satisfação sexual foram significativamente maiores quando o lubrificante à base de água foi usado durante a relação anal em relação ao sexo sem lubrificante.

- O risco de reações alérgicas é baixo, já que os lubrificantes são à base de água e não provocam alteração significativa na flora vaginal normal

- Os lubrificantes à base de água podem ser usados durante as preliminares ou brincadeiras sexuais com o parceiro e incorporados à rotina sexual de cada casal.

Fonte Minha Vida

Conheça sete artimanhas para evitar e combater a sinusite

Ar condicionado - Foto Getty Images
Sempre que possível, desligue o ar condicionado
Especialistas recomendam fazer lavagem nasal e beber bastante água
 
Embora afete somente a região da face, a sinusite chega a ser um problema incapacitante para muitos. Por causar dores de cabeça, congestão nasal e sensação de pressão no rosto, ela atrapalha até mesmo as tarefas mais simples do dia a dia.
 
"A sinusite nada mais é do que a inflamação dos seios nasais, cavidades que ficam dos dois lados do nariz", explica o otorrinolaringologista Marco Jorge dos Santos - diretor da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF).

Segundo o especialista, entre 15 e 20% da população mundial é vítima do problema, que pode ser decorrente de resfriado mal tratado, processos alérgicos e deformidades anatômicas do nariz, como desvio de septo. Nesse último caso, a cirurgia acaba sendo a única solução efetiva.
 
Mas, se você não se encaixa nesse grupo, é possível ficar livre dessa inflamação adotando as medidas abaixo:

Mulher inalando vapor - Foto Getty ImagesInale vapor
O ressecamento das mucosas nasais favorece o acúmulo de impurezas. "Isso cria um ambiente ideal para a proliferação de micro-organismos que podem causar uma infecção e, consequentemente, levar a um quadro de sinusite", explica o otorrinolaringologista Marco. Por isso, a inalação de vapor é um método de evitar o problema, já que promove a limpeza das vias aéreas. Além disso, o hábito fluidifica o catarro acumulado, facilitando a sua eliminação.

Fumo passivo - Foto Getty ImagesFique longe do cigarro
"O tabagismo é altamente irritante para o nariz porque prejudica o batimento ciliar, que é o movimento de pequenos pelos que drenam as secreções da cavidade nasal", afirma o otorrinolaringologista Reginaldo Fujita, professor adjunto do departamento de Otorrinolaringologia da Unifesp. Desta maneira, a fumaça dificulta a limpeza e favorece a concentração de secreções, o que pode levar à sinusite. O fumo passivo é especialmente prejudicial para crianças, pois têm cavidades nasais menores que facilmente podem ficar congestionadas. O mesmo acontece quando respiramos um ar com muita poluição.

Mulher bebendo água - Foto Getty ImagesBeba água
A ingestão de água fluidifica todas as secreções do corpo e, por isso, é uma medida essencial para quem deseja combater a sinusite. "Quando uma pessoa apresenta um quadro de sinusite, as secreções geralmente estão mais concentradas, o que dificulta sua eliminação", aponta o otorrinolaringologista Gilberto Ulson Pizarro, do Hospital Paulista de Otorrinolaringologia. Beber bastante líquido ganha ainda mais importância no caso da sinusite causada por vírus e bactérias. Isso porque o processo infeccioso pode causar febre, aumentando a sudorese e a perda de água. Repor essa quantia perdida é fundamental para o bom funcionamento do organismo.

Lavagem nasal - Foto Getty ImagesFaça lavagem nasal
A prática deveria estar na rotina mesmo daqueles que não sofrem de sinusite, pois reduz o risco de problemas respiratórios e alivia dores de cabeça. Para quem é vítima da sinusite, a lavagem nasal deve ser obrigatória. "Ela deixa as secreções concentradas nos seios nasais mais líquidas, facilitando a drenagem", aponta o otorrinolaringologista Gilberto. O especialista recomenda o uso de soro fisiológico na versão spray para evitar que vírus ou bactérias contaminem o interior do produto, o que pode acontecer com o uso da versão tradicional.

Vale lembrar que a frequência da lavagem depende da necessidade do paciente. "Ela deve ser feita no mínimo três vezes por dia ou sempre que o paciente sentir dificuldade de eliminar secreções nasais", indica o médico.

Mulher passando aspirador de pó na sala - Foto Getty ImagesElimine alérgenos do ambiente
Quem sofre de alguma alergia respiratória sabe: basta entrar em contato com pó, pelo ou seja qual for o alérgeno e já começam os espirros, a coceira nos olhos e o inchaço das estruturas nasais. Esta última reação, entretanto, pode ser determinante na evolução para um quadro de sinusite. "Com o nariz bloqueado, o paciente tem dificuldade de respirar e até de assoar o nariz, favorecendo o acúmulo de secreções", explica o otorrinolaringologista Marco. O especialista reforça que quem sofre de sinusite deve primeiramente tratar a rinite alérgica - e parte do tratamento consiste em afastar da rotina os fatores que causam as crises.

Homem com agasalhos de inverno - Foto Getty ImagesProteja-se do frio
O nariz é responsável por aquecer, umedecer e filtrar o ar. A respiração costuma ficar um pouco mais difícil em temperaturas baixas, já que é necessário reter o ar por mais tempo na cavidade nasal para que seja aquecido antes de chegar aos pulmões. "O problema é que a mudança brusca de um ambiente quente para um ambiente frio pode paralisar - ainda que temporariamente - o funcionamento do batimento ciliar, que faz esse trabalho de aquecimento", alerta o otorrinolaringologista Reginaldo. Com essa função suspensa, há um risco maior de acúmulo de secreções que podem levar à sinusite. Por isso, antes de sair à rua, proteja boca e nariz com um lenço ou um cachecol, evitando a entrada direta de ar gelado.

Ar condicionado - Foto Getty ImagesDesligue o ar condicionado
O ar condicionado consegue unir três problemas em um só equipamento. "Ele retira a umidade do ar, deixa o ambiente frio e ainda pode favorecer a concentração de poluentes se não for submetido à limpeza regular", diz o especialista Marco. Por isso, sempre que possível, desligue o aparelho. Ele também costuma piorar quadros de rinite alérgica pelos mesmos motivos.
 
Fonte Minha Vida

Conheça nove benefícios do Pilates

Método trabalha corpo e mente simultaneamente
 
Motivos para escolher o Pilates não faltam: a atividade melhora o desempenho em corridas, combate dores e auxilia na prevenção de fraturas osteoporóticas.
 
Segundo a professora de pilates Cristina Abrami, fundadora e vice-presidente da Aliança Brasileira de Pilates (Abrapi), o método tem como princípios a respiração completa, o acionamento do centro de força (músculos abdominais), a precisão, o controle, a fluidez e a concentração.
 
O Minha Vida conversou com especialistas para conhecer melhor as diversas áreas de atuação do Pilates. Confira:
 
Estresse - Foto Getty ImagesCombate o estresse
"A série, criada pelo alemão Joseph Pilates, contempla uma ordem específica de exercícios que obedece a um ritmo respiratório e que exige concentração", aponta a professora Cristina Abrami. Por isso, ao longo do curso, os praticantes adquirem um poder maior de controle sobre o corpo, o que possibilita lidar melhor com situações de estresse, ansiedade e nervosismo.
                   
Dor nas costas - Foto Getty ImagesAmeniza dores
O Pilates é muito recomendado para pessoas com dores, principalmente nas costas. "Os exercícios promovem o realinhamento da coluna e o fortalecimento da musculatura abdominal, fazendo com que naturalmente deixemos de forçar as costas ao realizarmos esforços físicos", esclarece a fisioterapeuta Maitê Molica Ferrari, da clínica Acquaterapia. Além disso, os exercícios de fortalecimento e alongamento direcionados para partes específicas do corpo também contribuem para a reabilitação de diversas patologias. O método só não é indicado para pacientes com problemas em estágio avançado.
 
Respiração - Foto Getty ImagesMelhora a respiração
"O indivíduo que tem estresse ou ansiedade constante interrompe a respiração normal, gerando um bloqueio no músculo do diafragma", explica a fisioterapeuta Maitê Molica. Como o Pilates trabalha a musculatura respiratória, ele é capaz de ensinar novamente essas pessoas a respirar, o que é feito pela associação dos exercícios a um tempo preciso de inspiração e expiração.
 
Postura - Foto Getty ImagesCorrige a postura
Quando o Pilates foi criado por Joseph Pilates, acreditava-se que a coluna ideal deveria ser ereta. "Hoje, sabemos que a coluna possui curvas fisiológicas que devem ser respeitadas para uma maior absorção do impacto e resistência a esforços", observa Cristina Abrami. Por meio de exercícios de alongamento axial, isto é, com a coluna alinhada e alongada durante toda a sessão, adquire-se maior força nos músculos que sustentam a lombar. Isso se reflete naturalmente nas atividades do dia a dia.
 
Corrida - Foto Getty ImagesMelhora o desempenho na corrida
Pode até não parecer, mas a corrida é uma atividade que exige técnica. Realizá-la sem estar preparado ou de maneira incorreta pode causar diversas lesões no praticante, e é nesse ponto que o Pilates pode ser de grande ajuda. Por meio da reeducação da respiração e da concentração adquiridas no método, correr pode se tornar uma atividade mais prazerosa e com resultados mais rápidos. Além disso, a consciência corporal desenvolvida no Pilates auxilia o equilíbrio do corredor e o alinhamento do corpo.
 
Músculos - Foto Getty ImagesTrabalha os músculos
"O grande diferencial do método Pilates é que o fortalecimento muscular é realizado de forma global e não segmentar", observa a fisioterapeuta Maitê Molica. Durante os exercícios, ocorre a ativação simultânea de diversos grupos musculares e há uma integração dos músculos principais, secundários e posturais. Além disso, as articulações também são estimuladas.
 
Flexibilidade - Foto Getty ImagesMelhora a flexibilidade
De acordo com Maitê Molica, os exercícios voltados para a melhora da flexibilidade são aqueles que enfatizam o alongamento global do corpo. "Trabalhando a extensão de músculos e articulações, percebemos mudanças positivas em atividades como amarrar os sapatos e vestir as calças, por exemplo", conta a fisioterapeuta.
Coordenação motora - Foto Getty ImagesEstimula a coordenação motora
"O conhecimento do nosso próprio corpo, ou a chamada consciência corporal, é um aprendizado sobre como devemos nos movimentar e usar músculos e articulações a nosso favor", explica a professora Cristina. Por meio do Pilates, é possível adquirir equilíbrio e melhor percepção espacial dos objetos em relação a si mesmo.
 
Fratura - Foto Getty ImagesPrevine fraturas osteoporóticas
O Pilates pode ser um grande aliado na prevenção de fraturas ocasionadas pela perda de massa óssea, característica da osteoporose. Primeiro porque o método aumenta a força muscular, ajudando a modelar a estrutura óssea. Segundo, pelo fato de melhorar a coordenação motora, auxiliando o corpo a ter equilíbrio. Por fim, estimula o alongamento, tornando o praticante mais ágil e atento à postura
 
Fonte Minha Vida

Melasma:O que é e como tratar

melasma_000
Melasma é um distúrbio pigmentar da pele caracterizado por manchas escuras, é  decorrente da hiperproliferação e/ou hiperfunção do melanócito, que é a célula responsável pela produção do pigmento cutâneo (melanina).
 
Não causa nenhum problema interno, mas assim como estrias, é uma queixa estética muito frequente na Dermatologia (no Brasil, constitui a terceira causa das consultas dermatológicas).
 
Quando as manchas aparecem na gravidez, chama-se cloasma gravídico (mancha que pode ser permanente ou desaparecer gradualmente com o fim da gestação).
 
Caracteriza-se por manchas acastanhadas na pele, sem sintomas, podendo acontecer simetricamente e principalmente na face, sendo mais frequentes nas regiões malares (maçãs do rosto), testa, nariz e lábio superior mas podem ocorrer também em outros locais do corpo como por exemplo no “V” do decote e na face extensora de membros superiores. As manchas geralmente têm limites precisos e irregulares, formando placas que, em seu contorno, apresentam pontilhado pigmentar. É mais frequente nas mulheres e em cerca de 10% nos homens.
 
Deve ser considerado como um distúrbio crônico, que necessita de um tratamento e prevenção contínuos. Porém, existem casos onde o melasma desaparece após tratamento correto, disciplina do paciente e um controle adequado.
 
Existem três tipos de melasma:
 
- Epidérmico (mais superficial que responde melhor ao tratamento)
 
- Dérmico (mais profundo, de tratamento mais difícil)
 
- Misto.
 
As causas do Melasma:
 
- Genética
 
- Alterações hormonais, tais como gravidez, uso de anticoncepcionais
 
- Sol, luz intensa (até mesmo aquela pouca quantidade de sol que pegamos ao andar na rua no dia-a-dia, ou aqueles raios que passam pelo vidro das janelas e também a luz visível, seja do sol ou emitida por lâmpadas de ambientes internos como a luz branca e computador), calor, bronzeamento.
 
Portanto é fundamental para a causa, a presença da radiação ultravioleta e em menor intensidade, o infravermelho.
 
Prevenção:
Evitar expor-se muito ao Sol, usar filtros solares potentes e de qualidade, diariamente. O uso de pílulas anticoncepcionais ajudam o aparecimento do melasma.
 
O uso de maquiagens adequadas verificando se o produto não causa maior absorção de luz solar e aumento na pigmentação da pele nas áreas aplicadas, principalmente em pessoas alérgicas e durante a gravidez.
 
O tratamento divide-se em duas fases: o clareamento das manchas e a manutenção da pele livre das manchas.
 
* Importante: É feito de forma lenta e progressiva e o sucesso depende do acompanhamento dermatológico regular do paciente e da conscientização do paciente nos fatores de proteção.
 
Durante a gravidez e amamentação o tratamento deve ser mais suave. O cloasma gravídico pode desaparecer espontaneamente, mas o tratamento prévio acelera o seu desaparecimento e após a melhora, a proteção solar deve ser mantida sempre, para evitar o retorno das manchas, que é bastante frequente.
 
O Tratamento:
 
Substâncias despigmentantes e ácidos prescritos pelo seu dermatologista
 
Peelings superficiais aceleram o processo, facilitando a penetração dos despigmentantes e ajudando a remover o pigmento das camadas superiores da pele.
 
Laser de CO2 fracionado e Luz pulsada ajudam muito no tratamento e sua manutenção.
 
Fotoproteção adequada: o bloqueador solar deve ser de amplo espectro (UVA, UVB e que associam filtros solares químicos aos físicos, como o dióxido de titânio ou o óxido de zinco), no mínimo com FPS 30, aplicado várias vezes ao dia, usado em quantidade adequada e de maneira uniforme.
 
Na praia e na piscina o cuidado deve ser redobrado: além do filtro, use boné, e fique na sombra durante os horários de pico do sol e repasse o protetor a cada 3 horas.
 
Importante: O tratamento deve ser orientado de acordo com cada caso pelo seu dermatologista, com cautela, acompanhamento e com todo cuidado no sentido de prevenir qualquer complicação, como a hipercromia pós-inflamatória (escurecimento do melasma após o tratamento).
 
* Faça chuva ou faça sol a proteção deve continuar mesmo depois que o problema for tratado, pois se você relaxar após o caldeamento da pele, a mancha volta!!
 
Por Juliana Mitidiero
 
Fonte falafil.com.br

Os melhores chás emagrecedores

Os chás emagrecedores são uma ótima saída para perder uns quilinhos
 e manter a saúde
Chá Verde: Para iniciar bem o dia, dê preferência ao Chá Verde no café da manhã. Ele ajuda a oxigenar as células, garante ânimo e energia durante todo o dia. O Chá verde auxilia no emagrecimento, pelos componentes que estimulam o metabolismo, o que contribui muito para a queima das gordurinhas e por isso é um dos melhores chás emagrecedores.
 
Quem deseja emagrecer deve estar atento para preparar adequadamente a bebida: Ferva um litro de água, desligue o fogo e acrescente três colheres do composto de chá verde. Imediatamente cubra o recipiente e deixe a efusão acontecer por dez minutos. Coe e beba.
 
Outra forma de aproveitar o chá verde é tomá-lo bem gelado. Deixe uma garrafa na geladeira e vai bebericando durante o dia. Isso faz com que você evite ficar sem ingerir líquidos. Tomar a quantidade ideal faz com que o chá faça um efeito mais eficaz. Além de emagrecer, ele libera as toxinas do corpo e deixa o organismo mais ativo.
 
O emagrecimento ocorre através da aceleração do metabolismo e também pela eliminação do excesso de líquido, característica de quem está acima do peso. Logo na primeira semana é possível diminuir em média três quilos na balança. Contudo, como já informado, para acentuar o resultado é necessário aderir ao cardápio mais natural e mexer o corpo.
 
O Chá de Capim Santo com limão também acelera o metabolismo e é excelente para combater a ansiedade. É Ideal para quem sofre deste mal e acaba usando a comida ou doces como válvula de escape. Realize o mesmo processo de efusão e acrescente rodelas de limão ou suco da fruta.
 
Outro chá emagrecedor é a soma de diurético, energético e quebra de gorduras. Experimente fazer o chá de Carqueja com raspas de gengibre e acrescentar meio litro de suco de abacaxi a cada litro do chá. Este é o chá ideal para ser consumido após as principais refeições. Além de acelerar a queima de gorduras, estimula uma melhor digestão. O gosto é um pouco forte, mas funciona.
 
Para emagrecer de fato tomando estes chás emagrecedores, é preciso prepará-los conforme as instruções e tomar em média um litro por dia. Fazer uso do chá emagrecedor pouco antes de completar a série de exercício diária, pode ser uma boa estratégia para dar ânimo ao corpo e acostumá-lo a intensificar a queima de gordurinhas. Mas é preciso estar ciente que o uso do chá proporciona eliminação de líquido frequente através da urina.
 
O Chá Preto e o Chá Branco também são considerados chás emagrecedores e alguns laboratórios já desenvolveram produtos com ambos em uma mesma fórmula. Facilmente encontra-se misturas em ervas e em pó de diferentes marcas. O quanto mais natural possível melhor.
 
Porém, algumas empresas oferecem a comodidade de ter este aliado em pó, o que dispensa a efusão. Deve ser somente adicionado à água e consumido imediatamente. Estes produtos, na sua maioria, oferecem êxito no que se propõem, mas o preço é bem mais alto do que os chás tradicionais.
 
Os chás emagrecedores são uma ótima saída para perder uns quilinhos e manter a saúde.
 
Por Siluandra Scheffer
 
Fonte falafil.com.br

As 10 doenças mais dolorosas do mundo

pedra-nos-rins

Listamos as dez doenças mais dolorosas do mundo e só de ler eu já senti dor!
 
Alguém já teve alguma dessas?

1 – Pedra nos rins (foto)
Quem sofre com essa condição garante: a dor causada por pedras/cálculos nos rins é a pior que uma pessoa pode sentir sem morrer. Não há uma explicação definitiva para o problema, nem cura.
 
Em alguns casos, é preciso remover as pedras cirurgicamente

2 – Cefaleia em salvas
Imagine uma enxaqueca dez vezes mais dolorosa. Ao contrário da convencional, a cefaleia em salvas é mais comum entre homens e afeta cerca de 0,1% da população.

A dor é tão intensa que já levou pacientes a cometer suicídio. É possível diminuir a frequência e a intensidade das dores, mas ainda não há cura definitiva para a doença.

3 – Pedra na vesícula
Formadas por colesterol, as pedras podem escapar da vesícula e atravessar o duto biliar, o que causa uma dor extremamente forte.

O problema é mais comum entre mulheres e obesos. Dependendo do caso, só se consegue remover as pedras por meio de cirurgia.

Para diminuir os riscos, é recomendado evitar o excesso de gordura na dieta.
 
zoster-V14 – Herpes-zóster (foto)

Qualquer pessoa que já tenha tido varicela/catapora pode acabar desenvolvendo herpes-zóster em algum momento da vida, já que as duas condições são causadas pelo mesmo vírus.
 
A dor é intensa e contínua, e não tem cura, apenas remédios para aliviar os sintomas enquanto o próprio corpo luta contra a infecção.
 
Estresse e baixa imunidade aumentam as chances de se desenvolver herpes-zóster.
 
5 – Torção do testículo ou do ovário
Muita gente fica agoniada só de ler sobre doenças envolvendo os órgãos sexuais, e não é por acaso.
 
Quando os testículos ou ovários se torcem em seus próprios ligamentos (o que, infelizmente, pode ocorrer espontaneamente), a dor extrema vem acompanhada de um risco de necrose e de esterilidade. A condição é considerada uma emergência médica.
 
6 – Peritonite
Emergência cirúrgica, a peritonite pode levar o paciente à morte. Ocorre quando o peritônio (membrana que cobre vários órgãos abdominais) é inflamado, e a dor é tão forte que a pessoa quase sempre pede para ser operada imediatamente.
 
7 – Otite
A inflamação do ouvido é relativamente comum entre crianças, e a dor que causa pode tirar o sono de qualquer um. Dependendo do caso, pode causar vertigem severa e ficar de pé se torna uma tortura.
 
8 – Abcesso dentário
A dor causada pelo acúmulo de pus em volta da raiz de um dente pode fazer qualquer um esquecer o “medo de ir ao dentista” e correr em busca de tratamento. O pior é que muitas vezes o paciente precisa tomar antibióticos antes que o dentista possa resolver o problema, já que a infecção pode “devorar” qualquer dose segura de anestesia.
 
9 – Gastroenterite
Os sintomas dessa doença, causada por bactérias ou vírus, não são bonitos de ver e muito menos de sentir: náusea, vômito, diarreia, febre, calafrios e dolorosos espasmos abdominais.
Em alguns casos, a infecção pode se estender por mais de uma semana.
 
10 – Endometriose
Não bastassem os incômodos do ciclo menstrual e as dores do parto, as mulheres também estão sujeitas à dolorosa endometriose. A doença, atinge em média uma em cada 10 mulheres e ocorre quando células do endométrio (que normalmente só se encontram dentro do útero) migram e crescem em outros órgãos, como os ovários, as tubas uterinas e até mesmo o intestino.
 
Existem diversos tratamentos para aliviar os sintomas, mas não há cura para a endometriose.
 
Fonte falafil.com.br

Padilha eleva em R$ 60 milhões repasse anual do SUS ao Amazonas

iG Brasília
Ministro da Saúde, Alexandre Padilha
A partir de 2014, aumento do repasse anual do SUS ao Amazonas chegará a R$ 80 milhões
 
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinou neste sábado (3) portaria que aumenta em cerca de R$ 60 milhões o repasse anual realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ao Amazonas, conforme informações do portal do governo local. Com a elevação, o Estado alcança a média nacional em termos de teto SUS, segundo Padilha.

Os recursos serão repassados para cobrir procedimentos de média e alta complexidade como cirurgias, exames, internações, entre outros. A partir de 2014, o aumento do repasse anual do SUS ao Amazonas chegará em R$ 80 milhões, segundo o governador do Estado, Omar Aziz.

"É uma grande notícia, uma vitória para a Saúde do Amazonas. O aumento do repasse do SUS foi uma luta que encampei desde que assumi o governo. Na primeira reunião que tive com a presidenta Dilma Roussef e o ministro Alexandre Padilha, pedi que fosse feito um estudo para mostrar que o teto per capta do Amazonas era inferior à media nacional", afirmou Aziz.

Mais Médicos
Durante visita à nova maternidade Balbina Mestrinho, inaugurada na tarde de ontem (02), o ministro da Saúde comentou sobre a participação dos municípios amazonenses ao programa Mais Médicos, que vai contratar profissionais nacionais e estrangeiros para atuarem na atenção básica. O Amazonas foi, de acordo com ele, o Estado brasileiro que teve a maior adesão ao programa com 97% dos municípios inscritos.

No primeiro balanço do Ministério da Saúde, segundo informações do portal do governo amazonense, 74 médicos brasileiros atenderam ao chamado do Ministério para trabalhar no estado do Amazonas, sendo que a maioria quis ficar na capital. A expectativa é de que na segunda fase, com a abertura para os médicos de outros países, os municípios do interior sejam contemplados, conforme Padilha. "O Amazonas é prioridade dentro do programa Mais Médico", disse ele.
 
Fonte Último Segundo

São Paulo inaugura 1ª Unidade Básica de Saúde com prontuário eletrônico

Foto: Vitor Sorano
Prefeito Fernando Haddad observa totem de avaliação da
qualidade do atendimento na UBS Jardim Miriam II
Modelo vai testar tecnologia que disponibiliza histórico do paciente em diferentes postos de atendimento
 
Começa a funcionar na segunda-feira (5) a primeira Unidade Básica de Saúde (UBS) Integral da cidade de São Paulo, no Jardim Miriam, zona sul da capital. O modelo servirá de laboratório para o prontuário eletrônico, que armazena os dados do histórico do paciente, inclusive imagens e resultados de exames.

A ideia é que ele possa ser abastecido com as informações de atendimentos realizados não só em UBSs, mas também em outros estabelecimentos de saúde do município. Segundo o prefeito Fernando Haddad, o sistema resultará em maior eficácia no tratamento, pois evitará as perdas de informação sobre o paciente.

"Muitas vezes se perde muita informação. A pessoa se sentiu mal um dia e, como não tem consulta agendada na UBS, vai na AMA [Assistência Médica Ambulatorial, que presta pronto atendimento] ou no pronto-socorro. E a informação do médico que a atendeu não fica no histórico", afirmou o prefeito durante o discurso de inauguração da UBS Integral, neste sábado (3).
 
"Você perde aquela informação porque o prontuário eletrônico não existe. Aqui, não. A informação vai ficar no prontuário. Então, mesmo que o médico que atenda não seja o mesmo que vem acompanhando aquele usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), você tem a informação preservada. Isso aumenta uma coisa que os médicos chamam de resolutividade, que é resolver o problema. Não é [prestar] um [tratamento] paliativo".

De acordo com o secretário municipal de Saúde, José de Filippe Junior Filippi Junior, a meta da prefeitura é que o prontuário eletrônico esteja disponível em todo o sistema de saúde pública municipal de São Paulo até o fim de 2015.

"Esse seria um grande avanço para que o SUS recupere o prestígio, porque mesmo sistemas privados de saúde não têm ainda essa abrangência", afirma.

Unidade diferenciada
A UBS Integral é mais completa que as convencionais e principalmente em três pontos: presta atendimento sem hora marcada – a chamada demanda espontânea –; é aberta à população que trabalha ou estuda na região, e não só aos moradores; e conta com médicos especialistas além dos clínicos gerais.

"[O modelo de UBS antigo] virou um pouco o balcão do não. A pessoa chegava no balcão e diziam: o senhor tem agendamento? O senhor mora aqui? Não? Então o senhor não vai ser atendido", diz Filippe Junior. "O território [onde uma pessoa mora] é uma referência [para a organização do sistema de saúde] mas não pode ser excludente."

A UBS Integral Jardim Miriam II, como foi batizada, terá 176 profissionais – dos quais 22 médicos – com capacidade para atender uma população estimada em 80 mil pessoas. Além de atendimento ambulatorial e de especialidade básica, vai abrigar também a Estratégia Saúde da Família, focada na prevenção.

A promessa de campanha de Fernando Haddad (PT) é lançar outros 42 postos do tipo até o fim do mandato. Três deles (Vera Cruz, Maringá Talarico e Jardim Edith) devem estar prontos até o fim de setembro, segundo Filippe.

Mais investimento
Em seu discurso, o prefeito Fernando Haddad justificou o alto investimento na unidade (cerca de R$ 980 mil, somados a R$ 440 mil em equipamentos): "Essa UBS Integral custa mais caro do que as três partes constitutivas [Estratégia Saúde da Família, atendimento ambulatorial e de especialidade básica]. Mas o que nós temos aqui é a oportunidade para melhorar a resolução do problema. Aí você pode fazer baixar drasticamente o custo do sistema", disse.

Caso o modelo dê certo, segundo Haddad, poderá ser aplicado não só às outras 42 novas UBS a serem inauguradas, mas também às que já estão em atividade.

Fonte Último Segundo