Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 24 de abril de 2012

Avanços melhoram a qualidade de vida dos portadores de talassemia

Os médicos, até meados da década de 1990, quando a talassemia ainda tinha tratamento limitado e oneroso até na Itália, onde é maior sua incidência, faziam um prognóstico de cinco anos, no máximo dez anos de sobrevida para os portadores da doença.

Os doentes de talassemia, anemia do Mediterrâneo, cujo nome vem do grego talassa (mar) e aima (sangue), dependentes de transfusões constantes, uma ou duas vezes por  mês, carregavam, colado ao corpo de oito a dez horas por dia, uma bombinha para  infusão do Desferal, na época único quelante ou medicamento destinado a retirar o excesso de  ferro acumulado no organismo, principalmente no coração e no fígado.

Entretanto o avanço da medicina e a descoberta dos quelantes orais trouxeram alívio para os portadores de talassemia, sem o incômodo do Desferal, cuja bombinha é acoplada ao corpo por uma seringa para infusão subcutânea. A combinação dos remédios é, em alguns casos, necessária, porque a ação deles varia na remoção do excesso de ferro – um é mais eficaz para o coração, outro funciona melhor para outros órgãos. O controle depende de exames de laboratório.

Há outras formas de talassemia intermédia, que pode ou não precisar de tratamento, e a  talassemia minor, que só  apresenta  traços da doença, sem requerer cuidados especiais.

Segundo a médica Sandra Loggetto, do Centro de Hematologia de São Paulo, os doentes de talassemia no Brasil não ultrapassam muito o número de casos já identificados, 301 major e 221 intermédia. Os talassêmicos minor são cerca de 2,7 milhões.  Mas, a médica afirma que é preciso se ter atenção a esse número, porque  portadores de gene da talassemia minor podem gerar filhos com a doença.

A doença tem como única forma de cura o transplante de medula, embora já seja  frequente  na  Itália, no Brasil ainda é incipiente.

Fonte CorpoSaun

Equinácea

Resumo
Equinácea: planta medicinal estimuladora das defesas imunológicas, com uma ação principalmente de prevenção contra a síndrome gripal ou a gripe.

Observações
A eficácia da equinácea sempre foi objeto de polêmicas, pois durante vários anos (fim dos anos 90), muitos dados científicos comprovaram que esta planta seria ineficaz contra doenças infecciosas como a gripe e resfriados (síndrome gripal).

No entanto, novos estudos surgiram afirmando que existe sim eficácia no tratamento com equinácea. Podemos destacar o estudo de pesquisadores canadenses, que afirmaram que o uso de equinácea (tratamento de cerca de 8 semanas) diminuiria em um quarto a intensidade dos sintomas dos resfriados; ou ainda o estudo de pesquisadores israelenses que comprovaram que em crianças de 1 a 5 anos, o uso de remédios à base de equinácea, de vitamina C e própolis (resina retirada dos brotos), durante 12 semanas diminuiria pela metade a taxa de crianças atingidas e afetadas por resfriados frente àqueles que tomaram um placebo.

Contudo, esses pesquisadores não conseguiram provar se é a equinácea, a vitamina C ou o própolis, que é responsável por essa incrível queda da freqüencia das infecções.Além disso, pesquisadores da EPFZ (Escola Politécnica de Zurique) comprovaram (em outubro de 2004) através de testes in vitro a eficácia da equinácea, devido à alquilamida presente na equinácea.Concluindo, acreditamos que através das novas informações adquiridas com os recentes estudos clínicos, o uso da equinácea teria sim um efeito benéfico sobretudo na prevenção, atuando como fortificante contra as agressões do inverno (gripe, resfriados, ...), diminuindo a freqüência e a intensidade dos sintomas.

Nomes
Nomes em português: Equinácea, flor-de-cone, purpúrea
Nome latim: Echinacea purpurea
Nome inglês: Black Sampson, Rudbeckia
Nome francês: Echinacée, échinacée pourpre, rudbeckia, rudbeckie, echinacee
Nome alemão: Roter Sonnenhut, Echinacea, Purpursonnenhaut
Nome italiano: echinacea

Família Asteraceae (Asteráceas)

Constituintes
Polissacarídeo, óleos essenciais, alquilamidas, poliacetilenos, flavonóides: derivados do acído caféico.

Partes utilizadas
Partes aéreas frescas, raízes.

Efeitos da equinácea
Imunoestimulante, imunomodulador.

Indicações da equinácea
Em prevenção de infecções como a gripe ou a síndrome gripal.

Efeitos secundários
Muito raro: coceira, vertigens. Queira ler a bula e pedir conselhos ao seu especialista.

Contra-indicações
Alergia à planta, doenças auto-imunes (AIDS, leucopenia,...) queira ler a bula e pedir conselhos ao seu especialista.

Interações
Desconhecemos

Atenção! Não é aconselhado tomar remédios à base de equinácea por mais de 8 semanas, pois existe um risco de efeito contrário, isto é, uma fragilização das defesas imunológicas.

Preparações à base de equinácea
- Comprimidos mastigáveis ou não de equinácea
- Cápsula de equinácea
- Tintura equinácea
- Decocção de equinácea

Onde cresce a equinácea?
A equinácea cresce na Europa e na América do Norte.

Quando colher a equinácea?
As flores de equinácea são colhidas na primavera e as raízes são colhidas no outono.

Fonte Criasaúde

Mães optam por produtos naturais para cuidar da beleza dos filhos desde cedo

Gigantes da cosmética também investem em produtos infantis com menos química

Especialista em Medicina Integrada que vive em Nova York, Ami Shah Nagarajan, 38 anos, calcula gastar uns US$ 150 (R$ 280) por mês com produtos para seus gêmeos de três anos.

— Gasto mais com produtos para eles do que para mim. Mas acho que vale a pena comprar algo que seja puro — pondera.

Embora Ami afirme que já se preocupava em usar produtos de beleza com o mínimo de química mesmo antes de ter filhos, outras mães se tornaram mais conscientes depois de dar à luz. Zoe Schaeffer, 35 anos, de Los Angeles, disse que gasta de US$ 150 a US$ 200 (R$ 374) por mês em vários produtos de uma linha natural para os três filhos, que têm entre três meses e quatro anos.

— Eu mesma não faço questão de nada natural, mas acho importante que os produtos dos meus filhos sejam puros e não tóxicos, porque a pele deles é muito novinha — explica.

Nos últimos cinco anos, a categoria premium de produtos para a pele do bebê, que geralmente inclui marcas naturais e orgânicas, cresceu muito. Segundo a Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercado londrina, as vendas dessa categoria, só nos EUA, cresceram 68% de 2005 a 2010. Em contraste, as vendas das linhas infantis comuns subiram apenas 16% no mesmo período.

Na Diapers.com, uma das maiores lojas virtuais de artigos infantis dos EUA, a categoria de produtos para a pele cresceu mais de 180% nos últimos três anos, com a maior parte das vendas vinda de marcas de artigos naturais. Mesmo a gigante dos cosméticos, a Sephora, resolveu apostar no mercado infantil e começou a vender, em maio de 2010, a Lavanila, uma linha de produtos naturais exclusivos em 150 de suas lojas.

O problema é que a oferta de opções naturais e orgânicas no mercado é tamanha que é de enlouquecer — como geralmente também é o caso dos preços.

Essas linhas usam ingredientes, muitas vezes orgânicos, como óleo de amêndoas e açafrão, extratos de flores e aloe vera, e não contêm produtos químicos como parabenos, sulfatos e ftalatos, que muitos estudos ligaram a uma série de problemas, como irritação da pele.

Presidente da California Baby, precursora entre as linhas exclusivas, Jessica Iclisoy diz que o preço mais salgado se justifica:

— Usar ingredientes naturais como calêndula sai muito mais caro do que usar química abrasiva, como sulfatos e sulfitos.

Sofisticação não implica qualidade
O fato é que os bebês consomem certos itens como lenços úmidos e loções numa rapidez assustadora — e qual é a mãe que nunca rangeu os dentes quando viu o filho despejar metade do frasco de xampu na banheira?

Entretanto, muitos pais afirmam que esses produtos não são luxo, mas, sim, necessidade. Amy Shea, 33 anos, vendedora de produtos médicos de Boston, garante que um xampu natural acabou com o tampão de berço (dermatite seborreica) da filha.

— Mudou a minha vida. Não é frescura, são coisas práticas que fazem bem para os meus filhos.

Só que nem todos os dermatologistas aceitam a ideia: a médica Sheryl D. Clark, professora assistente de Dermatologia da Faculdade de Medicina Weill Cornell, em Nova York, diz que produtos para a pele, naturais ou não, podem ser prejudiciais para bebês com menos de seis meses — e se a criança apresentar sinais de alergia, é melhor procurar um médico que identifique o problema do que testar uma bateria de produtos caros:

— A pessoa acha que, porque está pagando caro, o produto é bom, mas nem sempre isso é verdade.

Fonte Zero Hora

Pele dos lábios necessita de cuidados especiais

Por não possuir glândulas sebáceas, lábios precisam de produtos hidratantes

Dermatologista dá dicas para manter os lábios hidratados e saudáveis o ano inteiro

Os lábios têm a pele diferenciada do restante do corpo. Ela é mais sensível por ser mais fina e não possuir glândulas sebáceas, produtoras do sebo natural que age como proteção. Com esse diferencial, ela com facilidade se resseca, racha e fica dolorida.

Esses problemas podem acontecer ou piorar pelas alterações climáticas, pelo excesso de exposição ao sol, ar seco, vento, temperaturas baixas, banho quente, uso de medicamentos (como antibióticos) e falta de hidratação.

Com alguns cuidados, é fácil manter os lábios bonitos e saudáveis o ano inteiro, afirma o dermatologista Dr. Cristiano Tárzia Kakihara, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

- use hidratante labial com fator de proteção solar no mínimo 30, no mínimo 3 vezes por dia;

- use batons com substâncias hidratantes, como vitamina E, fator de hidratação natural, ácido hialurônico, manteiga de karité e óleo de framboesa, que contenham também fotoprotetores solares;

- batons devem ser idealmente hipoalergênicos, para minimizar os riscos de alergias;

- uma vez por semana, faça uma esfoliação com produto adequado para essa região para eliminar as células mortas e facilitar a absorção do hidratante;

- se os lábios estiverem rachados, intensifique o uso de produtos específicos com substâncias hidratantes;

- caso os lábios estejam descamando, não puxe a pele para não ferir;

- lábios murchos e muito finos podem ser restaurados com preenchimento labial com ácido hialurônico, em consultório;

- descamação e secura excessivas nos lábios, bem como rachaduras e fissuras nos mesmos, que não melhoram com as medidas acima, devem ser devidamente investigadas pelo médico dermatologista, pois podem ser sinais de câncer de pele.

Fonte Zero Hora

Governo pretende imunizar 30 milhões de brasileiros contra a gripe

Vacina será oferecida na rede pública de saúde de 5 a 25 de maio, para pessoas consideradas mais vulneráveis

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira o investimento de R$ 260 milhões na campanha de vacinação contra a gripe, que será realizada de 5 a 25 de maio, em parceria com as secretarias estaduais e municipais de Saúde. O objetivo da campanha é imunizar 30 milhões de brasileiros tanto contra a gripe sazonal quanto contra a influenza H1N1.

As vacinas adquiridas foram fabricadas pelo Instituto Butantã em parceria com laboratórios internacionais. A expectativa do governo é que no próximo ano a fabricação seja totalmente nacional. Atualmente, 96% das doses são produzidas no país.

A vacina contra a gripe muda todos os anos porque é feita a partir dos tipos de vírus influenza que mais circularam no ano anterior. Pela mesma razão, a vacina deve ser feita anualmente.

— O objetivo da vacina é reduzir o número de óbitos por conta da influenza em grupos mais vulneráveis, como idosos, crianças pequenas, portadores de doenças crônicas, gestantes em qualquer período da gestação e trabalhadores da área da saúde — explicou o secretário.

Indígenas também serão vacinados, assim como presos, pois o confinamento potencializa a proliferação do vírus.

— Quando há vacinação de grupos vulneráveis, há proteção de todos os que convivem com eles — lembrou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

De acordo com o ministro, em 2011, houve uma redução de 66% no número de mortes e 44% na quantidade de internações geradas por influenza, graças à vacinação e ao uso de antigripais.

A coletiva de imprensa convocada para o anúncio da campanha contou com a presença do representante da Organização Mundial da Saúde Joaquim Molina. Ele destacou que o Brasil faz "a maior campanha de vacinação de todas as Américas". Este ano, a campanha de vacinação mobilizará cerca de 240 mil profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) em 65 mil postos de vacinação.

Fonte Zero Hora

Conheça causas e soluções para a perda da libido

Problema pode ser amenizado com adaptações no cardápio

O papel da sexualidade é de fundamental importância para a saúde física e psíquica de homens e mulheres e qualquer disfunção nesta área - em qualquer momento da vida - merece ser avaliada com cuidado.

Dos diversos fatores que podem ocasionar a perda ou diminuição da libido, o mais comum é o desequilíbrio hormonal. Entretanto, é preciso avaliar com cuidado outras possíveis causas orgânicas ou decorrentes do uso de algum medicamento, que, como efeito colateral, pode provocar a diminuição do desejo sexual.

O desejo sexual feminino é influenciado por problemas multifatoriais. Nas mulheres jovens, uma das principais causas do problema são problemas de ordem emocional, como baixa autoestima e a depressão. Em mulheres na terceira etapa da vida, a perda da libido pode estar associada a uma progressiva diminuição da produção dos androgênios. Isso ocorre até a fase de transição para a menopausa. Depois disso, a curva de diminuição se estabiliza.

Para se ter uma idéia, nesta terceira fase da vida os níveis hormonais caem até 30% em relação aos níveis de quando esta mulher tinha 20 anos de idade. Infelizmente é o próprio processo de envelhecimento que causa essas mudanças no desejo sexual feminino.

Veja as causas mais comuns para a queda da Libido:
- Declínio Hormonal;

- Depressão;

- Problemas tireoide;

- Uso de medicamentos.

Apesar de não ter comprovação científica, muitos alimentos são citados como afrodisíacos. Entretanto, não existem alimentos que tenham efeito direto e imediato na potência e no prazer. Há, entretanto, alguns alimentos cujas propriedades ajudam a melhorar a circulação e a produção de serotonina e neurotransmissores que estão diretamente ligados à sensação de bem estar e prazer do prazer.

Esse é o caso da ostra, rica em zinco e ferro. Ela é conhecida pela estimulação do metabolismo e transporte de oxigênio. Os frutos do mar, em geral, são ricos em zinco, mineral que contribui para a formação de testosterona, por exemplo.

Assim como eles, há muitas outras opções de excelentes fontes nutricionais. Por isso, quem quer manter a chama do desejo acesa deve cultivar uma dieta equilibrada e rica em nutrientes.

Veja as dicas que separamos para melhorar sua saúde sexual:
  • Mantenha uma dieta rica em nutrientes como o zinco, vitamina B3, ômega 6, arginina, tirosina, vitamina E, selênio, vitaminas do complexo B, boro, vitamina C e cálcio
  • Pratique exercícios físicos de maneira regular. Eles ajudam a liberar hormônios relacionados ao bem estar
Fonte Minha Vida

Sete bons motivos para incluir o chá mate na dieta

Os amantes de chá vão adorar esta novidade: a Ilex paraguariensis, erva comumente usada para fazer o tradicional chimarrão e o tereré, pode trazer diversos benefícios à saúde. Para quem não sabe, esse é o nome científico do mate, que apesar de amargo, pode virar uma bebida deliciosa. Antes de esquentar a água, porém, é bom saber que nem todo saquinho de chá vai ajudar a secar os quilinhos a mais.

A nutricionista Karina Barros, da Unifesp, explica que os pesquisadores ainda estão tentando descobrir a melhor forma de ingestão da erva para obter mais benefícios. Enquanto a descoberta não chega, opte pelo chá mate das folhas, já que os saquinhos geralmente trazem misturadas outras partes da planta, o que disfarça o efeito da erva. Beba cerca de um litro da infusão por dia, mas procure fracionar o consumo entre as refeições. Pronto para incorporar a bebida à sua rotina?

Confira os benefícios a seguir:

 Mulher tomando chá - foto: Getty Images

Diminui o colesterol
Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Santa Catarina constatou que consumir três doses diárias (aproximadamente 300 ml cada ou quase 1 litro por dia) da bebida diminui em 13% as taxas de colesterol ruim, o LDL, e aumenta a de colesterol bom, o HDL.

Segundo os especialistas, isso acontece porque o chá mate possui algumas substâncias - alcaloides e glicídios - capazes de interagir com os ácidos biliares e reduzir a absorção de colesterol.

Moça tomando chá - foto: Getty Images

Protege o coração
Por ser rico em antioxidantes, o chá mate ajuda a prevenir doenças cardíacas. O nutrólogo Roberto Navarro, membro da Associação Brasileira de Nutrologia, explica que a presença de substâncias chamadas polifenois são as maiores responsáveis por essa prevenção. "Elas evitam o acúmulo de gordura nos vasos e previnem doenças inflamatórias", afirma. Além disso, a própria redução do colesterol já ajuda a proteger o coração.

Mulher tomando chá - foto: Getty Images

É antioxidante
A erva-mate possui ácido clorogênico, um antioxidante capaz de influenciar diversos mecanismos corporais, por meio da diminuição da oxidação celular. "Isso contribui para um equilíbrio metabólico", explica a nutricionista Karina. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Yerba Mate, na Argentina, mostrou que a infusão de erva mate é uma importante fonte desses antioxidantes que protegem as células contra os radicais livres (moléculas que causam envelhecimento e doenças).

Barriga - foto: Getty Images

Melhora a digestão
Roberto Navarro explica que o chá mate ajuda na liberação dos sucos digestivos, principalmente a bile e, por isso, pode facilitar a digestão dos alimentos. Além disso, a bebida tem ação diurética, ajudando na eliminação de toxinas que fazem mal para o organismo e dificultam o emagrecimento.

Homem tomando chá - foto: Getty Images

Estimula o cérebro
As xantinas, substâncias semelhantes à cafeína, presentes no chá mate podem melhorar o desempenho cerebral. O nutrólogo Roberto explica que o cérebro envelhece por oxidação dos neurônios. Como o chá mate é uma boa fonte de polifenois antioxidantes, de maneira indireta pode retardar esse envelhecimento. Mas é preciso moderação: em excesso, a bebida pode causar irritabilidade e insônia.

Perda de peso - foto: Getty Images

Ajuda no emagrecimento
"Além de ter efeito termogênico, que acelera o metabolismo e aumenta o gasto calórico em repouso, a erva-mate tem ação lipolítica, que facilita a queima de gordura em excesso", explica Roberto Navarro. Se você incluir a bebida em uma dieta balanceada, terá mais chances ainda de emagrecer.

Erva-mate - foto: Getty Images

Protege o fígado
A nutricionista Karina explica que o chá pode auxiliar na oxidação da gordura do fígado e, por isso, colaborar com o tratamento da esteatose hepática, que é o acúmulo de gordura no fígado.

Fonte Minha Vida

A saúde geral e bucal da mulher

A melhor defesa é a cuidadosa higiene bucal diária e consultas regulares com seu dentista

Há uma relação entre minha saúde bucal e minha saúde geral?
No caso das mulheres, um número cada vez maior de estudos relaciona as enfermidades gengivais com uma variedade de problemas que afetam a saúde da mulher. Como a gengivite é uma infecção causada por bactérias, estas podem entrar na corrente sangüínea e tornar-se causa de outras complicações:

- Problemas Cardíacos: Indivíduos com gengivite correm um risco maior de ter problemas cardíacos, com o dobro de possibilidade de sofrerem ataques fatais.

- Derrame: Um estudo revelou a existência de uma relação causal entre infecções bucais e risco de derrame ou também conhecido como acidente vascular cerebral (AVC).(1)

- Diabetes: Os diabéticos são mais propensos a terem gengivite e nestes indivíduos é mais difícil controlar o açúcar no sangue. A gengivite pode ser um fator de risco para o diabético, mesmo em indivíduos com açúcar controlado.(2)

- Problemas respiratórios: Bactérias que se desenvolvem na cavidade bucal podem chegar até os pulmões e causar doenças das vias respiratórias, tal como a pneumonia, especialmente em pessoas que têm gengivite.(3)

- Resultados da gestação: As gestantes com gengivite podem estar mais propensas a partos prematuros ou terem bebês de menor peso ao nascer. A gengivite também pode aumentar o nível dos líquidos biológicos que estimulam o parto.(3)

Como a gengivite em geral não dói, muitas mulheres só notam que têm o problema quando este já está em estado avançado. A melhor defesa é a cuidadosa higiene bucal diária com uma boa escovação e o uso de fio dental, e as consultas regulares com seu dentista.

Os requisitos relacionados à saúde bucal mudam com o passar do tempo?
A mulher tem necessidades especiais relacionadas à saúde bucal nas diversas fases da vida. As mudanças nos níveis de hormônio que ocorrem na puberdade, seguidas da menstruação, gravidez e menopausa tornam as gengivas mais sensíveis à placa bacteriana. Nessas etapas da vida, as mulheres não podem esquecer de escovar e usar fio dental todos os dias, para evitar a gengivite.

Outras informações importantes:
- Menstruação — Algumas mulheres notam que sua gengiva incha e sangra antes da menstruação. Outras têm aftas ou inflamações da mucosa bucal. Estes sintomas geralmente desaparecem no início da menstruação.

- Contraceptivos orais — A inflamação da gengiva é um dos efeitos colaterais mais comuns dos contraceptivos orais.

- Gravidez — Estudos mostram que muitas mulheres grávidas têm gengivite quando a placa bacteriana se forma sobre os dentes e irrita a gengiva. Os sintomas são gengivas avermelhadas, inflamadas e com sangramento. O cuidado pré-natal é sempre extremamente importante.

- Menopausa — Os sintomas bucais experimentados durante este estágio na vida de uma mulher são gengiva avermelhada ou inflamada, desconforto, sensação de ardência, sensação de alteração do paladar e boca seca.

- Osteoporose — Várias pesquisas sugerem a existência de uma relação entre a osteoporose e a perda óssea nos maxilares. Os pesquisadores sugerem que isto pode levar à perda de dentes por causa da provável diminuição da densidade dos ossos onde os dentes estão inseridos. Juntamente com a osteoporose, a doença periodontal acelera o processo de perda de estrutura óssea ao redor dos dentes.

(1) The American Academy of Periodontology [Academia Americana de Periodontologia], 5 de junho de 2000.(2) The American Academy of Periodotonlogy [Academia Americana de Periodontología], 17 de janeiro de 2001.(3) The American Academy of Periodontology [Academia Americana de Periodontología], 15 de maio de 2000.
Fonte Colgate-Palmolive

Homeopatia ainda sofre preconceitos

Esse método de medicina traz resultados comprovados contra uma série de doenças

Após anos de prática homeopática, após muitos textos e matérias escritas sobre o tema, após entrevistas concedidas a respeito da homeopatia, consegui chegar a uma conclusão: ainda existe um preconceito relacionado ao uso da homeopatia. Isso é um problema que afeta diretamente a saúde de inúmeros pacientes que por falta de informação, não encontram mais de uma opção para tratar seus problemas. Mas antes de continuar esse artigo, gostaria de colocar a definição de preconceito dada pelo dicionário Michaellis que mais cabe ao que acontece com a homeopatia: Conceito ou opinião formados antes de ter os conhecimentos adequados ou ainda Opinião ou sentimento desfavorável, concebido antecipadamente ou independente de experiência ou razão. Não é isso o que ainda acontece com a homeopatia? 

Em uma recente matéria para o Revista Pais e Filhos, chamada "O valor do pediatra homeopata", por exemplo, surgiram alguns comentários a respeito da não cientificidade da especialidade, motivadas, possivelmente, pelo desconhecimento e por preconceito. Na quase totalidade das vezes, quem critica a homeopatia não a conhece de verdade. Eu tenho algumas perguntas: 
  • Será que os pacientes que criticam sua utilização e a comparam com água com açúcar já fizeram um tratamento sério com mais de um homeopata ético e criterioso?
  • Será que esses pacientes que dizem que não há trabalhos científicos que comprovem a eficácia da homeopatia procuraram com homeopatas esses trabalhos ou ouviram essa informação através de sites não especializados na internet ou até mesmo em programas de televisão que não citam fontes?
  • E os médicos que não reconhecem a homeopatia como especialidade médica (apesar de ela ser reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina desde 1980 e ter prova de título de especialista pela Associação Médica Brasileira desde 1990) já estudaram a fundo a homeopatia?
  • E será que esses mesmos médicos já se trataram pela homeopatia?
Uma das "acusações" que a homeopatia recebe constantemente é sobre seu efeito placebo. Ou seja, o paciente se identifica com o médico homeopata que o escuta tanto na consulta, fala tanto sobre seus problemas, que ele melhora não pelo efeito do medicamento, mas sim pelo efeito psicológico do atendimento.

Os médicos (alopatas ou homeopatas) são formados nas mesmas faculdades de medicina, aprendem a fazer as consultas da mesma forma, têm o mesmo acesso ao mesmo paciente com os mesmos problemas. O efeito placebo não é uma exclusividade do homeopata.  

O alopata também o utiliza, até em trabalhos científicos para comprovar a ação de um determinado medicamento, e passar a utilizá-lo com eficiência e segurança. Assim, durante a consulta, o paciente recebe seu efeito placebo tanto de um quanto de outro médico, desde que esse escute, de fato, seus problemas.

Tenho certeza de que tanto alopatas quanto homeopatas éticos e conscienciosos praticam a medicina de alto padrão, baseada em uma consulta adequada e precisa, escutando as queixas de seus pacientes e tentando, apesar de utilizarem técnicas pouco diferentes, resolver o sofrimento de quem os procura. 

Se é assim, o que justificaria o sucesso do tratamento homeopático, comprovado pelo depoimento espontâneo dos pacientes que procuram a homeopatia para seu tratamento, se não o medicamento homeopático? O que justificaria procura crescente dos pacientes pela homeopatia, na maior parte das vezes justificado pelo insucesso no tratamento alopático? 

Segundo depoimentos de pacientes, "a homeopatia é uma aliada, uma filosofia de vida. É a opção pela natureza, pelo autoconhecimento, pela saúde vista como uma escolha do modo de viver".

"É uma opção pela coragem de ser você mesmo o agente de sua saúde. É conceber o médico como alguém que te orienta com conhecimento e sabedoria, mas a atitude de cura é de cada um. A Homeopatia não é uma medicina passiva, mas ativa, compartilhada, responsável. Menos agressiva e mais eficaz. É uma medicina preventiva que resulta em adultos saudáveis e conscientes de sua integração com a natureza".  

Muitas vezes, o paciente vem ao homeopata buscando tratar sua doença (alergia, insônia, indigestão, ansiedade) e se surpreende com "uma melhora de sua qualidade de vida, equilíbrio, harmonia, foco, consciência, disciplina e sabedoria para a árdua tarefa de se manter íntegro nesse mundo de contrastes e excessos". 

De forma alguma, exclui-se a validade e a necessidade de outros tipos de tratamentos (nutricionais, físicos, psicológicos e até medicamentosos como a fitoterapia e a alopatia, bem como a acupuntura).

Mas não aceitar que a homeopatia possa promover grande benefício na saúde de um paciente significa, no mínimo, uma transgressão à lei que permite que cada cidadão escolha, livremente, dentre as formas terapeuticas reconhecidas pela Constituição, pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, pelo Ministério da Saúde (através da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares) para seu tratamento. 

Convido as pessoas que não conhecem a homeopatia a procurar um médico homeopata para consulta ou até mesmo para obter uma informação mais precisa e até mais imparcial (afinal só o médico homeopata conhece, sabe e pode utilizar as duas formas terapêuticas em benefício de seus pacientes). 

Fonte Minha Vida

Microfisioterapia ajuda no tratamento de alergias

O método encontra a origem da irritação e restabelece o equilíbrio do tecido

Alergia é uma doença que afeta um grande número de pessoas em todo o mundo. É uma reação alterada do nosso organismo a algumas substâncias e se manifesta de várias formas como coceira, urticária, espirros, olhos lacrimejantes, vômitos, cólicas ou diarreias, entre outras. Sabemos que, assim como a maioria das patologias, as alergias são de origem de um trauma físico ou emocional recente como agressões, perdas, medos, resfriados, pancadas e perturbação do bem estar.

O corpo de todos os seres vivos é programado para reagir a essas agressões. Mas algumas dessas agressões ultrapassam a capacidade de defesa do organismo, e ele se torna incapaz de reagir contra elas. Isso ficará inscrito no organismo, pois todos os tecidos do corpo, desde a pele até o tecido nervoso, guardam a memória dos traumas físicos, químicos e psíquicos que sofreram em qualquer fase da vida. 

Microfisioterapia
 A microfisioterapia trabalha o indivíduo como um todo e, dessa forma, encontra a causa dos problemas, o que levou ao desequilíbrio e, consequentemente, identifica a patologia. Através de micropalpações na pele é possível reencontrar e datar os acontecimentos que iniciaram o processo de desorganização de um tecido que gerou a alergia.

A partir daí, através de atos que simulem em micro escala a origem do trauma, despertar mecanismos de autocorreção no seu organismo. Dessa forma, é restabelecido o equilíbrio do organismo e é restaurada a vitalidade dos tecidos do corpo afetados por algum trauma. Muitos pacientes com histórico de rinite, psoríase, dermatite de contato, asma, bronquite, se beneficiaram da microfisioterapia, portanto, se você sofre deste mal ou conhece alguém alérgico, eis um novo caminho.
Para explicar de modo mais simples, vou dar um exemplo. Uma criança apresenta sintomas de alergia por cães, como vermelhidão e prurido na região do rosto e pescoço, além de olhos lacrimejantes. Nas seções de microfisioterapia, encontramos inscrito em sua célula uma cicatriz de um trauma envolvendo um cão, sofrido pela mãe dois anos antes de gerá-lo.

Esta cicatriz, que foi transmitida pela mãe na gestação, é "apagada" da célula da criança. Dois meses após a primeira seção a mãe relata que a intensidade da alergia diminuiu. Com quatro seções a criança não apresenta mais alergias mesmo em contato direto com cães. 

Fonte Minha Vida

9 dicas para quem deseja investir em verticalização

Clareza nas informações, ter assessoria de um engenheiro biomédico e ter cuidado com a logística geográfica são algumas lições que devem ser colocadas em prática para quem quer investir em recursos própios

A lógica de mercado das empresas é clara: encontrar formas de alavancar o faturamento e trabalhar para que os custos sejam controlados e não tragam prejuízos para o bom andamento dos negócios.

Na esfera da saúde, essa realidade não é diferente e uma forma que as operadoras de planos de saúde têm encontrado para economizar recursos é por meio da integração vertical com hospitais.
O presidente da Unimed Criciúma, Walter Ney, levanta algumas questões que devem ser observadas pelas operadoras que desejam verticalizar a sua atuação por meio de hospitais próprios.

1 – Clareza das informações: Comunique aos investidores, seja pessoa física, pessoa jurídica ou cooperado que o retorno sobre o investimento leva no mínimo cinco anos. Isso porque de acordo com Ney, os médicos são imediatistas e não possuem visão de retorno em longo prazo.

2 – Analise os reais motivos para o investimento: Manutenção da marca, necessidade de mercado, dificuldade de parceria com os prestadores, concorrência, mau atendimento são alguns dos fatores que costumam estar no radar. É importante ressaltar que a tabela de preços será igual ou maior do que os concorrentes.

3 – Inicie por fases: Se as suas condições de investimentos forem pequenas, faça desta forma, pois o impacto econômico no balanço é menor. As unidades a serem iniciadas deverão ser as que darão retorno em menor tempo, como laboratórios, centros cirúrgicos, imagens, entre outras.

4 –Comunique aos cooperados que muitas especialidades utilizarão pouco a estrutura, se for uma cooperativa.  No entanto, quando a estrutura estiver lucrativa, eles receberão os dividendos conforme a produção geral e não somente conforme a produção hospitalar.

5 – Cuidados com a logística geográfica: Se o centro médico ficar próximo ao hospital concorrente, os clínicos não darão apoio ao recurso próprio, a não ser que tenha vantagens. Ney conta que seria interessante priorizar  a construção de consultórios  próximos aos investimentos.

6 – Deixe o atendimento para o final: Ney conta que essa estrutura além de ser altamente deficitária, complexa, necessita de apoio e um foco constante de conflitos.

7- Tenha a assessoria de um engenheiro biomédico com conhecimento e experiência: Isso  tornará a sua experiência mais fácil.

8 – Evite conflitos com grupos médicos. O executivo conta que é importante buscar apoio junto aos médicos. Ele diz que é importante haver o maior entendimento possível com todos e ressalta que nunca se deve crescer sozinho.

9 – Cuidado com as informações – Normalmente as pessoas que já passara por esse processo adoram falar dos fatores positivos. “É raro citarem as dificuldades e as barreiras encontradas. É importante visitar outras estruturas em funcionamento e sempre questionar sobre os problemas, pois os erros fornecerão mais experiências que os fatores positivos”.

Fonte SaudeWeb

Hospital Albert Einstein realiza primeiro transplante multivisceral do Brasil

Cirurgia transplantou, de uma só vez, cinco órgãos e mobilizou 15 médicos - apenas 300 cirurgias como essa já foram realizadas no mundo. Cerca de 15 pacientes devem ser operados até o final do ano

O Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) acaba de anunciar a realização do primeiro transplante multiviseral no Brasil, envolvendo cinco órgãos e mobilizando 15 médicos. De acordo com a instituição, apenas 300 cirurgias como essa já foram realizadas no mundo.

O procedimento, ocorrido na madrugada do último dia 4 de abril, consiste na retirada de órgãos da região abdominal, em bloco, de um mesmo doador para a colocação em um receptor. Existem três tipos básicos: o multivisceral total, que foi o realizado pelo Albert Einstein; o modificado, semelhante ao realizado, que entretanto não transplanta o fígado, e o transplante de fígado combinado com intestino delgado.



Demanda
No procedimento total são transplantados estômago, duodeno, intestino fino, pâncreas e fígado e há quatro grupos de pacientes basicamente candidatos aos transplantes múltiplos: pacientes com doença hepática crônica com trombose das veias que drenam o intestino – que neste caso, em um transplante hepático comum, não têm alternativa para revascularizar o novo órgão; pacientes portadores de insuficiência intestinal crônica (doença conhecida também como SIC – Síndrome do Intestino Curto) que tiveram necessidade de nutrição parenteral por muito tempo, que levou o fígado a adoecer; pacientes que tiveram múltiplas cirurgias abdominais devido a doenças como Crohn, Retocolite, Pancreatite, e que levaram a aderências e fístulas que impedem a retirada dos órgãos separadamente; e pacientes com tumor que atinge a região da raiz do mesentério, as artérias e veias, com metástase no fígado.

É uma necessidade que atinge, na maioria das vezes, crianças com problemas congênitos. No Brasil, estima-se que haja três a quatro pacientes a cada 1 milhão de habitantes candidatos a esse tipo de transplante.

Um novo serviço para o Estado de São Paulo
O Ministério da Saúde acaba de autorizar que dois Serviços realizem os transplantes multiviscerais – Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital das Clínicas da FMUSP e somente no Estado de São Paulo a fila de pacientes está organizada.

De acordo com dr. Ben-Hur Ferraz, cerca de 15 pacientes devem ser operados até o final do ano, sendo que a demanda é estimada em 400 casos por ano.

Desafios começam na captação
A captação de órgãos para um transplante desse porte segue as mesmas regras das cirurgias tradicionais, mas busca-se sempre, além da compatibilidade, um doador menor, já que o receptor, por conta de suas doenças e múltiplas cirurgias, tem sua cavidade abdominal alterada.

Segundo o coordenador da equipe de transplantes do HIAE, Ben-Hur Ferraz Neto, o desafio da cirurgia advem da grande chance de sangramento do paciente e de ser um procedimento longo. A primeira cirurgia durou 11 horas -, com longa duração anestésica, com uma implantação dos órgãos bastante complexa. “São basicamente quatro ‘costuras’, mas é um trabalho artesanal”, explica Ferraz Neto.

Ainda de acordo com o cirurgião, há ainda uma maior chance de rejeição porque o bloco de órgãos carrega consigo uma quantidade muito alta de tecido linfóide (gânglios que fazem parte do sistema imunológico), o que influencia em muito a imunidade do paciente. “Ainda não se sabe muito bem o porquê, mas o fígado, trazido junto como os demais órgãos, protege o paciente contra a rejeição dos órgãos transplantados, diminuindo as chances desta complicação”, explica o coordenador da equipe.

Após a cirurgia o paciente começa a receber uma carga alta de medicação imunossupressora, para evitar a rejeição dos novos órgãos. Essas drogas levam à baixa defesa do paciente e pode permitir infecções no pós-operatório. A equipe tem que agir nesse momento, sabendo dosar exatamente a carga de medicamentos que o paciente deve tomar, para que não haja rejeição e para que o risco de infecções oportunistas seja controlado.

Fonte SaudeWeb

Laudo certificado garante segurança e evita fraudes em exames

Veus Technology planeja lançamento de solução que autentica laudos de exames. Empresa ambiciona ser a maior certificadora digital em Saúde do Brasil

Depois da certificação de atestados médicos, idealizada em parceria com a Associação Paulista de Medicina (APM), a Veus Technology prepara o lançamento do Laudo Certificado para o dia 1° de maio. Levar autenticidade aos resultados de exames diagnósticos é o que oferta a companhia, que pretende atingir cinco mil laboratórios em três anos, em um mercado que, atualmente, é composto por 19.294 unidades de serviços diagnósticos, com estimativa de cerca de 10 mil empresas, segundo a Formato Clínico.

Por meio do website laudocertificado.com.br, os laboratórios poderão fazer o registro e comprar os certificados para emitir os laudos, que serão criptografados e “blindados”.

“Levaremos autenticidade e segurança para os laudos, o que evitará a violação dos documentos. O laboratório compra o certificado e a quantidade de créditos desejada, e vai abatendo dos laudos que forem dados”, explica o diretor da Veus Technology, Marcelo Botelho.

Em conformidade com as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para a compra, é preciso informar o CPF do responsável técnico do laboratório, que constará no documento laudado.

Os preços variam de acordo com o volume e tipo de serviço para o laudo. Os laboratórios podem optar, por exemplo, por um alerta SMS que informará que o laudo está pronto. Entretanto, a média é de 0,20 centavos por laudo.

Segundo o executivo, atualmente, os laboratórios acessam a internet e imprimem uma cópia do laudo, sem nenhum controle de segurança.

A Veus Technology usa o certificado da Certisign, empresa especializada em Certificação Digital no Brasil, para produzir os documentos com segurança e disponibilizá-los para instituições de saúde.



Ambição
Ser a maior certificadora do setor de Saúde no País é a meta da empresa brasileira que, após ter concretizado os projetos de atestado médico digital e laudo digital, já planeja estender tais documentos certificados aos hospitais e clínicas. “Trabalhamos para fornecer a solução para os mais variados tipos de documentos médicos como, por exemplo, guias de internação, entre muitos outros”, conta Botelho.

Para alcançar os cinco mil laboratórios nos primeiros três anos, a Veus Technology planeja buscar parcerias com instituições do segmento como a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica Medicina Laboratorial (SBPC) e Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (Sbac).

Fonte SaudeWeb

HC faz transplante inédito de cartilagem de joelho

Cirurgia é alternativa ao uso de prótese com duração máxima de 20 anos. Técnica esbarra na dificuldade de encontrar doadores de tecidos

O Hospital das Clínicas de São Paulo realizou uma transplante inédito no Brasil: o de cartilagem do joelho. A cirurgia é uma opção para pacientes que só tinham como tratamento a colocação de uma prótese.

Segundo informações do portal G1, no transplante, a equipe de ortopedistas inseriu um pedaço de osso e a cartilagem de um doador em uma paciente que estava com uma lesão no joelho esquerdo provocada pelo uso de remédios para leucemia.

Mariza Santos Guimarães estava com a cartilagem machucada e uma parte do osso já tinha se desgastado. No transplante, a equipe do HC colocou um pedaço de osso e a cartilagem de um doador.
Uma das vantagens do transplante é que ele se torna uma alternativa para a vida útil da prótese, que dura entre 10 e 20 anos.

De acordo com a reportagem, o uso da técnica esbarra em um obstáculo: a dificuldade de conseguir doadores de tecidos no Brasil, em especial de cartilagem. Ossos e tendões são tecidos usados há vários anos para corrigir fraturas, mas não e fácil encontrar doadores.

No ano passado, entre mais de 2.000 doadores de órgãos no Estado de são Paulo, menos de 200 doaram o tecido ósseo e somente doze casos puderam ser aproveitados. Para os médicos o problema persiste por falta de informação.

Fonte SaudeWeb

Comissão aprova certificado de qualidade para próteses médicas

Projeto de Lei 116/11 estabelece que o certificado deverá acompanhar o produto - da indústria até o usuário final - e conter informações sobre o fabricante

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na quarta-feira (18) proposta que cria o certificado de qualidade e garantia de órteses, próteses e materiais implantáveis de uso médico. A medida está prevista no Projeto de Lei 116/11, do deputado licenciado Beto Albuquerque (PSB/RS).

O projeto estabelece que o certificado deverá acompanhar o produto – da indústria até o usuário final – e conter informações sobre o fabricante, especificação do material, nome do paciente, número de seu prontuário, data da cirurgia, nome e assinatura do cirurgião responsável.

As próteses são aparelhos que substituem membros ou órgãos do corpo humano, como marca-passos, aparelhos auditivos e próteses articulares e dentárias. Já as órteses são aparelhos ou peças que apenas corrigem ou complementam a função de membros ou órgãos, como talas, palmilhas ortopédicas, joelheiras e munhequeiras.

O relator, deputado Geraldo Resende (PMDB-MS), recomendou a aprovação do projeto por considerar que ele vai informar a origem do produto e garantir sua qualidade, evitando fraudes e beneficiando médicos e pacientes do SUS e dos planos de saúde.

“Os pacientes que necessitam de uma órtese ou prótese não raro são obrigados a esperar um longo tempo para obtenção do produto e, entre aqueles que o obtém, nem sempre lhes foi fornecido o que seria adequado às suas necessidades, especialmente quanto à sua qualidade”, argumenta o relator.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda precisa ser analisada nas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte SaudeWeb

HCor assina 26 projetos com o Ministério da Saúde para 2012

Iniciativas irão beneficiar pesquisas clínicas, avaliação de novas tecnologias e estudos multicêntricos – todos à serviço do SUS. Confira quais são

Em 2012, o Hospital do Coração (HCor) assinou os projetos de filantropia com o Ministério da Saúde que irão vigorar no próximo triênio. Para este ano serão 26 projetos que irão beneficiar pesquisas clínicas, avaliação de novas tecnologias e estudos multicêntricos – todos à serviço do SUS. Entre eles, alguns são novos e outros têm sua vigência renovada.

Uma das iniciativas que teve grande abrangência e alcance nacional é o de telemedicina. Neste ano todas as 400 ambulâncias do SAMU contarão com suporte médico, além dos socorristas, para o atendimento às emergências e envio de eletrocardiograma à central de Telemedina do HCor.

O projeto Qualiti – capacitação de profissionais de UTI´s nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste também continua para os próximos anos. Até o momento foram capacitados profissionais de 18 UTI´s e a meta é atingir 27 até 2014.

Na área de cardiologia pediátrica, as cirurgias de alta complexidade realizadas em crianças e bebês via Central de Regulação Nacional e Secretaria do Estado da Saúde também continua à serviço do SUS no próximo triênio. Os partos são realizados no HCor após detectada a cardiopatia intra-útero por meio do ecocardiograma fetal via Projeto Mãe Paulistana e Regulação Nacional.

Dentro da área de cardiologia pediátrica, o Hospital do Coração vai capacitar neste ano médicos que fazem ultrassom em bebês para atualização e aprimoramento em diagnóstico fetal.

A entidade realizou 3309 cirurgias de alta complexidade em crianças com cardiopatias congênitas, entre 2004 e 2010, além de 415 procedimentos hemodinâmicos feitos no ano passado, sendo que 40% deles foram de neonatologia (recém-nascidos com até um mês de vida).

SOS Emergência – projeto que faz parte do acordo com os hospitais de excelência à serviço do SUS, está entre os novos do ano. Os hospitais de excelência irão monitar 12 hospitais públicos do País, e o HCor será responsável pelo atendimento, gerenciamento de leitos e capacitação de profissionais de um hospital no Rio de Janeiro e outro em Fortaleza

Além disso, novos projetos de avaliação tecnológica para corrigir defeitos congênitos estão sendo testados e aprimorados. Ao invés da abertura da caixa toráxica durante o procedimento cirúrgico, o HCor está realizando procedimentos menos invasivos via hemodinâmica para pacientes idosos por meio de catéter.

No primeiro semestre deste ano será lançado a Dieta Cardioprotetora – Programa Alimentar Cardioprotetor elaborado com alimentos cultivados no País, de baixo custo.

Em 2011 os pesquisadores do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital do Coração (IEP) finalizaram juntamente com pesquisadores de outros seis países, a fase inicial da polipílula – estudo que tem a missão de reunir, em uma única pílula, quatro medicamentos para prevenir doenças cardiovasculares, a principal causa de mortes no Brasil e no Mundo. Para este triênio, a polipílula deixa de ser um projeto piloto e passa a ser fabricada e comercializada nas farmácias do País.

Ainda direcionado à filantropia, o HCor está criando o Instituto Social Hospital do Coração, que possibilitará atuar na gestão de hospitais públicos de São Paulo.

Fonte SaudeWeb

Bayer aposta na divisão farmacêutica no País

“A Aspirina é a Coca-Cola dos medicamentos”.
O foco da companhia será no lançamento de produtos desenvolvidos pela multinacional alemã e também nos já utilizados - os chamados medicamentos maduros

A Bayer está reforçando suas apostas na divisão farmacêutica no País. O foco da companhia será no lançamento de produtos desenvolvidos pela multinacional alemã e também nos já utilizados – os chamados medicamentos maduros,  afirma o presidente do grupo no Brasil Theo van der Loo. As informações são do jornal Valor Econômico.

Dona da centenária marca Aspirina, a companhia faturou R$ 4,3 bilhões no Brasil no ano passado. A área HealthCare (saúde) fica com 35% e MaterialScience (materiais inovadores), com os outros 15%. Loo explica que a divisão farmacêutica corresponde por 50% do faturamento global.

Loo não acredita que a divisão farmacêutica vá ultrapassar a agrícola de uma hora para outra, mas vê espaço para que a área de saúde ganhe mais importância no país. Para isso, a companhia prevê investimentos neste ano da ordem de R$ 143 milhões – parte desse aporte será concentrado na força de vendas e na promoção de novos medicamentos no país..

Com uma fábrica de hormônios instalada na capital paulista, a empresa produz anticoncepcionais no país e exporta o produto para cerca de 30 países, incluindo América Latina e Ásia. No ano passado, as exportações da Bayer atingiram US$ 100 milhões. Líder nesse segmento, a empresa possui cerca de 35% de participação no país.

O segmento de anticoncepcionais no país movimentou em 2011 cerca de R$ 2 bilhões, ou 160 milhões de unidades (embalagens). O país comercializa 120 marcas, a maioria medicamento similares. Os recentes lançamentos da Bayer foram o Qlaira, com hormônio natural, e o YAZ.

Em março, a companhia lançou no país o Xarelto, a grande aposta de “blockbuster”  para os próximos anos. Esse medicamento, oral e de dose única diária, é indicado para a prevenção do AVC em pacientes com fibrilação atrial e para a trombose para os que passaram por cirurgia ortopédicas de grande porte (quadril e joelho). Além disso, o Xarelto está aprovado para o tratamento e prevenção da trombose e prevenção de embolia pulmonar.

O mercado dos anticoagulantes está em expansão em todo o mundo. Esse segmento movimentou US$ 6,9 bilhões em 2008 e deve atingir US$ 15,1 bilhões em 2015. A Bayer estima a receita global com o Xarelto de US$ 4 bilhões até 2020. No Brasil, a companhia acredita que esse mercado saltará dos atuais R$ 226 milhões neste ano para cerca de R$ 700 milhões em 2020, dos quais o Xarelto responderá por cerca de R$ 240 milhões. “Para nós é uma grande oportunidade porque é um mercado terapêutico onde as outras opções estão antiquadas”, afirmou Loo.

Apesar do avanço dos genéricos no Brasil, a Bayer não tem interesse em investir nesse segmento no país – globalmente a empresa atua nesse setor em poucos países. A empresa não descarta, contudo, analisar o mercado de genéricos de marca (medicamento similar), sobretudo na área de cardiologia.

Outra linha de atuação da farmacêutica no país será em seus produtos já consagrados. Além dos anticoncepcionais, que respondem por quase 60% das vendas da divisão farma, o foco será em produtos MIPs (medicamentos isentos de prescrição), como o Redoxon (suplemento de vitamina C), lançado há 77 anos, Aspirina, e a pomada Bepantol, por exemplo. “A Aspirina é a Coca-Cola dos medicamentos”, observou Loo.

Segundo o executivo, as pesquisas em torno da Aspirina ocorrem até hoje. “Em oncologia, há estudos que apontam que o uso da Aspirina no tratamento câncer do colo melhora a eficácia da quimioterapia. Esses estudos são tocados por universidades, não pela Bayer.” O exemplo clássico é o cardio-aspirina, usado como prevenção anticoagulante.

Fonte SaudeWeb

Processo seletivo na Prefeitura de Teodoro Sampaio (SP)

Já está disponível o edital  que rege  processo seletivo para empregos vagos no quadro de pessoal da  Prefeitura Municipal de Teodoro Sampaio, Estado de São Paulo. A organização, aplicação e correção do certame  serão de responsabilidade da CONSESP - Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda.

São vagas à formação de cadastro de reservas na função de agente comunitário de saúde, nível médio, e remuneração de R$ 766,10 por 44 horas de trabalho por semana. As áreas de lotação são o Assentamento Santa Cruz da Alcídia, Padre Josimo, e o Assentamento Fusquinha. 

As inscrições serão feitas exclusivamente via internet, no site http://www.consesp.com.br/ no período de 21 de abril  a 10 de maio de 2012, e a taxa custa R$ 29,00.  O candidato que não tiver acesso próprio a internet poderá efetuar sua inscrição no horário das 8h às 11h e das 13h às 17h, na sede do Clube Taquaruçu, situado na Rua Manoel Camilo de Carvalho, nº 31, Antigo Passeio Tico-tico, em Teodoro Sampaio - SP.

As provas serão realizadas no dia 03 de junho de 2012, às 8h, em locais a serem divulgados através de edital próprio que será  afixado no local de costume da Prefeitura, através  de jornal com circulação no município e através do site  http://www.consesp.com.br/, com antecedência mínima de 3 três dias.  

O gabarito oficial e a prova objetiva, serão disponibilizados no site http://www.consesp.com.br/, à partir das 18h da segunda-feira subsequente à data da aplicação da prova e permanecerão no site pelo prazo de  dois dias úteis.

A validade do presente certame será de um ano, contado da homologação final dos resultados, podendo haver prorrogação por igual período, a critério da Administração. 

Concurso Prefeitura de Santa Cruz Cabrália (BA)

A Prefeitura de Santa Cruz Cabrália, Estado da Bahia, estará com inscrições abertas para o concurso público de provas e títulos destinado ao provimento efetivo de 205 vagas. O concurso será executado através da empresa MSM Consultoria & Projetos Ltda.

Haverá várias vagas para cargos de todos os níveis de ensino, com salários de até R$ 2.890,00 em carga horária de 20 a 40h semanais.

Cargos
As oportunidades são para os cargos de auxiliar de manutenção e reparos, vigia, auxiliar de serviços gerais, almoxarife, auxiliar administrativo, eletricista, fiscal de obras, instrutor de oficio, mecânico de máquinas e veículos, monitor de transporte escolar, motorista I, operador de máquinas pesadas, pedreiro, agente administrativo, agente administrativo escolar e indígena, agente de comunicação social, apontador, auxiliar de classe, auxiliar de consultório odontológico, auxiliar de enfermagem, auxiliar de oficial administrativo, educador social, fiscal ambiental, fiscal de serviços públicos, fiscal de tributos, inspetor de saneamento, instrutor de libras, monitor de projetos especiais, oficial administrativo, oficial administrativo II, operador de computador, programador de computador, técnico de enfermagem, técnico em agropecuária, técnico em contabilidade, técnico em edificações, técnico em laboratório, técnico em radiologia, advogado, arquiteto, assistente social, auditor fiscal, bibliotecário, biólogo, bioquímico, contador, enfermeiro, engenheiro civil, engenheiro agrônomo, farmacêutico, fisioterapêuta, fonoaudiólogo - carreira magistério, jornalista, médico, nutricionista, odontólogo, pedagogo, pedagogo indígena, procurador jurídico, professor, psicólogo, sociólogo e tradutor e intérprete de libras.

Inscrições e Taxas
As inscrições presenciais estarão abertas no período, compreendido entre 24 de abril a 10 de maio de 2012, das 08:00 às 12:00 e das 13:00 as 16:00 horas nos dias úteis, em Santa Cruz Cabrália: CEU (Centro Especializado Unificado), situado à Rua Pero Vaz de Caminha, S/Nº - Centro, Santa Cruz Cabrália-BA, ou pela internet, no endereço eletrônico http://www.msmconsultoria.com.br/,. As taxas variam de R$ 30,00 a R$ 75,00 de acordo com o cargo escolhido.

O cartão de inscrição dos candidatos estará disponível no endereço eletrônico http://www.msmconsultoria.com.br/, a partir do dia 28 de maio de 2012.

Provas e Gabaritos
As provas serão realizadas provavelmente no dia 03 de junho de 2012, podendo ser aplicadas no turno matutino e/ou vespertino nas Escolas do Município de Santa Cruz Cabrália de acordo com a quantidade de inscritos, conforme Edital de Convocação a ser publicado no quadro de avisos da Prefeitura, situada à Avenida Cristal, Nº 13 – Mirante da Coroa, Santa Cruz Cabrália-BA, e no endereço eletrônico: http://www.msmconsultoria.com.br/. O gabarito será divulgado na data prevista de 05 de junho de 2012.

Validade
O prazo de validade do concurso é de 02  anos, a contar da publicação dahomologação, prorrogável uma vez por igual período (Inciso III, do Art. 37, da Constituição Federal), sendo obrigatório o preenchimento de todas as vagas oferecidas no Edital dentro do prazo de validade do certame.

Concurso Prefeitura de Teodoro Sampaio (SP) abre 10 vagas

Anunciada a realização de concurso público na  Prefeitura Municipal de Teodoro Sampaio, Estado de São Paulo, com  organização, aplicação e correção sob responsabilidade  da  CONSESP - Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda. As oportunidades (10 ao todo), são para operador de trator (02), margarida (03),  dentista (01), professor coordenador de creche (02) e professor da educação infantil (02). 

Serão recebidas  inscrições exclusivamente via internet, no site http://www.consesp.com.br/ no período de 21 de abril a 10 de maio de 2012, e as taxas são de R$ 29,00 e R$ 58,00. O candidato que não tiver acesso próprio a internet poderá efetuar sua inscrição no horário das 8h às 11h e das 13h às 17h, na sede do Clube Taquaruçu, situado na Rua Manoel Camilo de Carvalho, nº 31, Antigo Passeio Tico-tico, em Teodoro Sampaio - SP.

As provas serão realizadas no dia 03 de junho de 2012, pela manhã (8 h) e a tarde (14h), em locais a serem divulgados através de edital próprio que será afixado no local de costume da Prefeitura, através de jornal com circulação no município e através do site  http://www.consesp.com.br/, com antecedência mínima de três dias.

As provas práticas serão realizadas em data, locais e horários a serem divulgados através do edital que publicará o resultado das provas objetivas.   

O gabarito oficial e a prova objetiva (teste de múltipla escolha) serão disponibilizados no site www.consesp.com.br, a partir das 18h da segunda-feira subsequente à data da aplicação da prova e permanecerão no site pelo prazo de dois dias.

A validade do presente concurso público será de um  ano, contado da homologação final dos resultados,  podendo haver prorrogação por igual período, a critério da Administração.

Concurso Prefeitura de Três Coroas – RS

A Prefeitura de Três Coroas, Estado do Rio Grande do Sul, publicou edital em que torna público a abertura de concurso público destinado ao provimento de diversas vagas. O concurso de Três Coroas oferece 26 vagas em cargos de nível fundamental, médio e superior. Os cargos disponíveis são os seguintes:

Cargos: Advogado (01), Engenheiro Agrimensor (01), Fiscal (01), Operador de Máquinas (02), Operário (07), Professor Educação Infantil (01), Professor de Informática (01), Servente (06), Médico Estratégia da Família (01), Médico Clínico Geral (02 + cadastro de serva), Médico Pediatra (01), Médico (01), Ginecologista/Obstetra (cadastro de reserva),Médico do Trabalho (01), Técnico em Enfermagem (cadastro de reserva), Recepcionista (01)

Remuneração:
Os vencimentos variam entre as cifras de R$ 680,28 a R$ 8.096,06.

Inscrições: 
As inscrições serão realizadas até o dia 01 de maio de 2012, através do site http://www.pontuaconcursos.com.br/.

A taxa de inscrição será de R$ 10,00 nível fundamental e alfabetizado, R$ 30,00 nível médio e técnico e de R$ 60,00 nível superior.

A prova objetiva será realizada em data, local e horário a serem divulgados junto com o Edital de Homologação das Inscrições a ser publicado em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal de Três Coroas, no Órgão Oficial do Município, e através do site http://www.pontuaconcursos.com.br/.

O concurso terá validade por dois anos a contar da data da homologação, prorrogável, uma única vez, pelo mesmo período.

Concurso Prefeitura de Panambi - RS

Foi publicado o edital de concurso público da Prefeitura de Panambi, Estado do Rio Grande do Sul. A seleção pública visa preencher 32 vagas em vários níveis de escolaridade, oferecendo salários de até R$ 4.670,14, dependendo da função ocupada.

Cargos

São oferecidas vagas para Assistente Administrativo,  Assistente Social,  Atendente de Consultório Dentário, Atendente Geral, Cozinheiro, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Gari, Mecânico, Médico, Monitor de Laboratório de Informática, Motorista, Operador de Máquinas, Orientador Sócio Educativo, Pedreiro, Professor, Servente, Técnico em Enfermagem e Vigilante, para jornada de trabalho de 20h a 44h semanais.

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas até o dia 03 de maio de 2012, pela internet, no endereço http://www.exatuspr.com.br/. O valor da taxa é de R$ 10,00, para todos os níveis.

Provas

A prova objetiva será aplicada na data prevista de 27 de maio de 2012, sendo que o local, salas e horário serão divulgados em Edital específico, a ser publicado no mural de publicações oficiais da Prefeitura Municipal de Panambi-RS, em um jornal de circulação local, e por meio dos sites http://www.exatuspr.com.br/ e http://www.panambi.rs.gov.br/.

Validade

O certame terá validade de 02 anos, contados da data da publicação de sua homologação, podendo, antes de esgotado, ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da Administração.

Prefeitura de Cafezal do Sul - PR lança concurso público

Acaba de ser lançado dois editais de concurso público da Prefeitura de Cafezal do Sul, Estado do Paraná, para preenchimento de 27 vagas imediatas, que serão distribuídas em cargos de todos os níveis de escolaridade, além de formar cadastro de reserva, do quadro permanente de servidores. Os salários variam entre R$ 622,00 e R$ 6.554,00, em jornadas de 20 a 40 horas semanais.

São oferecidas vagas para os cargos de Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar Consultório Dentário, Médico, Agente de Defesa Civil (com Habilitação), Assistente Social, Auxiliar Administrativo, Eletricista, Eletricista de Autos, Farmacêutico, Fiscal de Obras e Postura, Motorista III, Nutricionista, Operador de Máquina Rodoviária, Professor de Educação Física, Professor de Ensino Fundamental e Infantil, Profissional Polivalente Masculino, Psicólogo, Técnico Administrativo, Técnico em Enfermagem, Técnico em Informática e Técnico em Segurança do Trabalho.

Os interessados deverão efetuar suas inscrições até o dia 18 de maio de 2012, através do site http://www.exatuspr.com.br/. Para quem não tem acesso internet, poderá realizar a inscrição no Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Cafezal do Sul, durante o período de inscrição nos dias úteis, das 08hs30min às 11hs e das 13hs30min às 16hs.

Para participar, é preciso pagar uma taxa de inscrição de acordo com seu nível de escolaridade, sendo, R$ 30,00 para nível fundamental, R$ 45,00 para nível médio/técnico e R$ 80,00 para nível superior.
A prova objetiva será realizada em dia, local e horário a serem divulgados junto com o Edital de Homologação das Inscrições a ser publicado em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal de Cafezal do Sul, no Jornal Umuarama Ilustrado e através do site http://www.exatuspr.com.br/.

Os gabaritos com as devidas respostas das provas, serão divulgados, após a aplicação das provas, em Edital nas dependências da Prefeitura Municipal, no Jornal Umuarama Ilustrado e nos sites http://www.exatuspr.com.br/.

O prazo de validade do Concurso Público será de 02 anos, a contar da data da publicação do ato de homologação do resultado final do Concurso, prorrogável uma única vez por igual período.