Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 8 de julho de 2011

Do tempo da ´pharmacia´

 
Clique para Ampliar
A despeito dos atrativos das grandes redes, farmácias como a Osvaldo Cruz mantêm a tradição dos antigos estabelecimentos do início do século XX
FOTO: MARÍLIA CAMELO


Pesquisadora aborda práticas de cura no início do século XX, em que o farmacêutico buscava inserção no mercado
Fortaleza. Eles são essenciais na produção, controle e orientação para o uso de medicamentos. No Ceará, são 3.174 farmacêuticos em atividade, sendo 2.049 só na Capital. Mas no tempo em que farmácia se escrevia com "ph", os primeiros farmacêuticos encontravam dificuldades para se inserir no mercado. Por volta de 1920, das 20 farmácias existentes em Fortaleza, 12 eram de farmacêuticos e oito pertenciam a práticos de farmácia, profissionais sem formação regular.

No início do século XX, a cidade testemunha uma miscelânea de práticas que transitam entre a ciência e o saber popular para promover a cura do corpo. Uma transição calcada em imprimir em Fortaleza uma imagem de cidade civilizada, em que uma das efígies do moderno era adotar uma maneira científica de orientar a vida, salvaguardada pelo farmacêutico.

"Naquela época, quando uma pessoa ficava doente, o médico era o último recurso. O primeiro contato era com as ervas de uso doméstico, e quando não resolviam o doente ia consultar o farmacêutico. Nas farmácias as pessoas encontravam expedientes das mais diversas matrizes, desde a científica até as de um cariz mais sobrenatural ou ligada aos astros", explica a pesquisadora Aline da Silva Medeiros, que desenvolve pesquisa sobre o tema no doutorado em História da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Legitimação
Até 1916, quando foi fundada a Faculdade de Farmácia e Odontologia do Ceará, os que queriam se tornar farmacêuticos tinham que se deslocar para instituições do Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e Pará.

Aos poucos a prática ia sendo restringida. A legislação sanitária de 1919 estabeleceu a concessão de novas farmácias apenas para aqueles com formação regular em ciências farmacêuticas. Mas isso não impedia que a concorrência entre farmacêuticos e práticos fosse acirrada.

"As farmácias daquele período eram estabelecimentos científicos, mas também casas comerciais. E às vezes os farmacêuticos não tinham o tino comercial que os práticos, pela experiência acumulada, dominavam. Muitos farmacêuticos migravam para o interior em busca de novos mercados", aponta a historiadora.

Comércio e laboratório
As farmácias de então também contavam com oficinas, onde os remédios eram fabricados de forma artesanal. Plantas e extratos dividiam espaço com químicos elaborados e importados.

"Algumas fórmulas eram difundidas, a pessoa chegava no balcão e pedia água sedativa, por exemplo. Também havia fórmulas criadas por médicos para aquele doente, sob encomenda. E você tinha as especialidades farmacêuticas, remédios importados e que se parecem muito com o gênero de medicamento que se consome hoje".

A historiadora localiza o declínio dessa produção no fim da Segunda Guerra. "Com o desenvolvimento da indústria farmacêutica e os antibióticos, essa produção local não tinha mais como competir com os medicamentos padronizados. E é daí que surgem as farmácias apenas como casa comercial".

FARMACÊUTICO RESPONSÁVEL
Lei é descumprida pelo poder público
A Lei Federal 5.991 obriga a presença do farmacêutico responsável em toda farmácia ou dispensário de medicamentos, seja privado ou do Estado. Mas segundo a presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF-CE), Lúcia Sales, o poder público é responsável por boa parte dos descumprimentos à lei.

Dos 184 municípios cearenses, apenas 42 contam com este profissional nas Células de Assistência Farmacêutica, responsáveis pela aquisição e distribuição de medicamentos para as unidades de saúde. "Isso sem falar de casos de ausência de farmacêuticos em hospitais, postos de saúde, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), que não temos como precisar. No caso dos Caps, isto é mais grave por se tratar de remédios controlados", alerta a presidente.

Por ser uma atividade diferenciada, a presença do farmacêutico é essencial para controlar a distribuição e orientar o consumidor sobre a forma mais segura e eficaz de usar um medicamento. "Apesar de não poder prescrever, o farmacêutico pode indicar interações medicamentosas ou o melhor horário para tomar um remédio".

Em Fortaleza, existe uma demanda de 60 farmacêuticos para que a lei seja cumprida. "Mas temos farmacêutico em todas as farmácias-polo e nos Caps, por conta do tipo de medicamento que ali é distribuído", retruca o gerente da Célula de Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), José Antônio Peres. Ele acrescenta que encaminhou no início do ano a demanda para realização de concurso para estes profissionais, mas ainda não há previsão de quando será realizado.

Já o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde da Sesa, Manoel Fonseca, garantiu que o Estado cumpre a lei. "Todas as unidades de saúde estaduais em que há farmácia, dispensação ou exames laboratoriais contam com farmacêutico, de acordo com a lei. No caso dos hospitais de grande porte, até com mais de um profissional", afirma.

Fique por dentro 

Tradição e atenção
Aberta em 1932 e ainda em atividade, a Farmácia Osvaldo Cruz se destaca não apenas por manter a arquitetura original. Segundo José Aderson Tavares, o funcionário mais antigo, a farmácia já recebe a terceira geração de clientes fiéis, em busca de medicamentos e das fórmulas fabricadas na parte de manipulação. "Mesmo que o cliente não compre, ele sai daqui bem orientado", afirma. Nos fundos da loja, é possível ver diversos frascos de remédios e antigos equipamentos farmacêuticos.
 
Fonte Diário do Nordeste

Dermatite de contato

Sinônimos:
Eczema de contato, dermatite alérgica

O que é?
É a inflamação da pele resultante do contato direto com substâncias que causam reação alérgica ou inflamatória. Ocorre mais comumente nas mãos, braços e face. Pode ser estabelecida através de quatro mecanismos: irritante primário, sensibilização, fototóxico e fotoalérgico.

Como se desenvolve ou se adquire?
O tipo mais comum é causado pelo contato com substâncias que podem ser irritantes. Exemplo: ácidos, materiais alcalinos como sabonetes, detergentes, solventes e outras substâncias químicas.

A dermatite de contato também pode ser provocada pela exposição a um determinado material ao qual a pessoa seja hipersensível ou alérgica. Exemplo: fragrância, adesivos, cosméticos, etc.

Pode envolver uma reação a uma substância a que a pessoa seja exposta ou utilize repetitivamente.

Neste caso, o indivíduo não precisa necessariamente apresentar uma reação inicial. O uso repetitivo pode causar uma eventual sensibilização e a reação ao produto (removedores de esmalte para unhas, preservantes usados nas soluções para lentes de contato, metais dos pinos de brincos ou a parte posterior dos relógios).

Há o caso em que produtos causam reações somente quando em contato com a pele e expostos à luz solar (fotossensibilidade). Estes produtos incluem as loções para barbear, os filtros solares, as pomadas com sulfas, alguns perfumes, produtos com alcatrão, óleo que sai da pele dos cítricos. Alguns poucos alérgenos transportados pelo ar, como a ambrosia e os inseticidas em spray, podem causar uma dermatite de contato.

O que se sente?
Coceira na pele e formação de bolhas que podem estourar formando crostas e descamações. Se a pele não for tratada, poderá escurecer ficando grossa e rachada.

Como o médico faz o diagnóstico?
É necessária uma avaliação detalhada. O relato do paciente juntamente com testes alérgicos cutâneos podem elucidar o caso. O diagnóstico está baseado principalmente no aspecto da pele e nos antecedentes de exposição a um agente irritante ou alérgeno.

Os exames de alergia com patches cutâneos podem isolar o alérgeno entre os suspeitos. Também podem ser utilizados outros exames para descartar outras causas possíveis, como uma biópsia de lesão cutânea ou cultura da lesão cutânea.

Como se trata?
O tratamento envolve, principalmente, evitar o contato com a substância que desencadeou a reação, além de medicamentos que aliviam os sintomas. O quadro inflamatório deve ser tratado com o uso de corticóides tópicos ou sistêmicos dependendo da gravidade.

A aplicação de cremes hidratantes nas peles secas aumenta sua resistência. Em caso de infecção secundária, faz-se a administração de antibióticos e para aliviar a pruridermia, anti-histamínicos.
Geralmente a dermatite de contato desaparece depois de duas ou três semanas, mas podem recorrer se o antígeno não puder ser identificado ou evitado.

Como se previne?
A prevenção é dada, evitando o contato com a substância que desencadeou a reação. É importante o uso de luvas de proteção ou outras formas de isolamento. Lavar as mãos após a exposição também é apropriado.
Fonte ABC da Saúde

Lipodistrofia Ginóide ou “Celulite”


Dicas de alimentação
Como o aumento de peso piora a celulite, é importante evitar engordar para ajudar a combatê-la. A gordura é a forma que nosso organismo tem para acumular reservas de energia. Se você come mais calorias do que seu corpo precisa para usar no dia a dia, elas se acumulam sob a forma de gordura. Estas reservas serão utilizadas quando seu organismo necessitar de energia, diminuindo os depósitos e, consequentemente, as gorduras armazenadas.

Está aí a fórmula para manter-se no seu peso ideal: ingerir a mesma quantidade de calorias que é necessária para seu consumo energético diário. O difícil é resistir aos apelos dos doces, tortas, chocolates, pizzas e tudo mais. Mas, com bom senso, equilíbrio e alguma força de vontade, você pode conseguir.

Veja, a seguir, algumas dicas para ajudar você a se alimentar melhor. No entanto, recomendamos consultar um nutricionista para fazer uma dieta calculada de acordo com o suas necessidades diárias e seu peso ideal.

Entenda os alimentos
Os alimentos pertencem a grupos que terão função diversa no nosso organismo:
  • Proteínas: importantes para a formação dos tecidos. Presentes nas carnes, leite e derivados, ovos e leguminosas. Alguns destes alimentos são também ricos em gordura, devendo-se dar preferências às carnes magras (peito de frango sem pele e peixes), leite desnatado, queijos brancos e iogurte desnatado e sem açúcar. Evite as carnes gordurosas e alimentos embutidos do tipo salsicha, linguiça, salame, etc.
  • Carbohidratos: fornecem a energia necessária para as funções do organismo. As principais fontes são os pães, cereais, massas, doces e açúcar. Deve-se tomar cuidado com a ingestão destes alimentos pois, se ingeridos em excesso, a energia excedente será armazenada sob a forma de gordura.
  • Vitaminas e minerais: necessários ao correto funcionamento orgânico. As principais fontes são os vegetais. Estes alimentos, além de estimular o funcionamento intestinal por serem ricos em fibras, causam sensação de saciedade e tem baixo teor de calorias. No entanto, algumas frutas como abacate, uva e manga são ricas em calorias e devem ser ingeridas com moderação.
Uma dieta saudável deve conter alimentos dos vários grupos. Uma boa dica, fácil de aprender, é fazer um prato bem colorido.

O que você deve evitar
  • Sal em excesso. Salgadinhos, batatas fritas, castanhas, amendoim e frios (salame, mortadela, presunto, etc.) também são ricos em sal, que aumenta a retenção de líquidos no organismo.
  • Comer dois alimentos do mesmo grupo. Exemplo: arroz e batata ou frango e carne. As folhas verdes são a exceção, você pode comê-las à vontade.
  • Queijos amarelos,chocolates, creme de leite, chantilly, manteiga e frituras. São ricos em gordura.
  • Bebidas alcoólicas, doces e açúcar. São ricos em calorias que serão transformadas em gordura.
  • Longos períodos sem se alimentar. Fazer dieta não é passar fome nem fazer jejum.
  • Comer muito no jantar. À noite, seu organismo gasta menos energia, armazenando as calorias sob a forma de gordura.
O que você deve preferir:
  • Refeições ricas em verduras e legumes crus.
  • Fazer um maior número de refeições de pequena quantidade.
  • Comer mais no café da manhã e no almoço e menos no jantar. Durante o dia seu organismo vai consumir mais energia, gastando mais calorias.
  • Beber bastante água, 2 a 3 litros por dia, melhorando sua diurese.
  • Pães, massas e cereais integrais: são ricos em fibra e ajudam seu intestino a funcionar melhor.
Fonte: Dermatologia.net

Humor - Loucura

Vacina de Sapo?

Substância venenosa retirada da rã Kambô gera polêmica e controvérsias.


Rã Kambô     Foto: Tim Vickers

Sabemos que o uso de certos medicamentos feitos a partir de substâncias retiradas de animais é bastante comum no meio indígena. Dessa vez, a protagonista do assunto é a rã Kambô.

De nome científico Phyllomedusa bicolor, ela pode ser encontrada na Amazônia onde se expõem no período das chuvas sob árvores próximas aos igarapés. Os índios dessa região costumam utilizar a “Vacina de Sapo” – como é chamada a aplicação dessas secreções – para acabar com a má sorte na pesca e na caça e também para dar fim a "panema" (estado de espírito negativo que causa doenças). Além disso, eles a colocam na ponta das flechas para capturar os animais e, quando os atingem, os matam quase imediatamente.

O ritual dura aproximadamente 15 minutos. Utilizando um fino cipó em brasa, o “sapeiro” queima a pele do paciente e injeta o veneno em pequenos ferimentos produzidos artificialmente em seus braços ou pernas. Esta substância que é retirada das costas do animal penetra diretamente na circulação sanguínea da pessoa, causando reações como diarréia, vômitos e taquicardia. Após 10 minutos da ingestão, o paciente tem a sensação de leveza, como se tivesse feito uma boa limpeza, causando uma maior disposição.

Os componentes tóxicos presentes nesse veneno são a dermorfina, que é um potente analgésico, e a deltorfina, que pode ser aplicada no tratamento da ischemia, (falta de circulação sanguínea e oxigênio que pode causar derrames). Esses componentes também possuem propriedades antibióticas e de fortalecimento do sistema imunológico, podendo ser utilizados no tratamento do mal de Parkinson, da aids, do câncer, da depressão e de outras doenças.

Entretanto, no ano de 2004, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu o uso e a publicidade comercial desta vacina em função da identificação dessas substâncias potencialmente venenosas. Segundo eles, elas podem causar a morte de pessoas saudáveis por overdose ou imunologicamente susceptíveis por anafilaxia.

Mesmo com a criação e comercialização de anuros no Brasil regulamentada pelo IBAMA, essa espécie está sendo alvo da biopirataria. Suas secreções estão despertando interesses para o desenvolvimento de medicamentos. Não há registros de risco de extinção, já que as poucas que existem são devolvidas à floresta após serem “utilizadas”.

Fonte IG

Pacientes podem ter morrido de frio em hospital de São Paulo

Quanto mais conheço o ser humano, mais eu amo meu cachorro!! Já não é a primeira vez que isso acontece, sabemos do descaso da saúde pública com a psquiatria no Brasil.O que acontece é que a maioria dessas pessoas são de origem humilde e os familiares nem sequer imaginam que seus entes são tratados desumanamente.

Denúncia foi feita por funcionários do hospital psiquiátrico Vale das Hortênsias, na região de Sorocaba, interior do Estado

Funcionários do hospital psiquiátrico Vale das Hortênsias, na região de Sorocaba (SP), denunciaram a morte de pacientes pelo frio no interior da unidade. De acordo com a denúncia, encaminhada ontem ao Fórum da Luta Antimanicomial de Sorocaba (Flamas), dos três pacientes que morreram no dia 14 de junho, dois podem ter sido vítimas de hipotermia em razão da exposição ao frio excessivo.

O terceiro paciente era o único que estava em estado grave. De acordo com a denúncia, não havia médicos no hospital nesse dia. Os atestados de óbito informam como causas das mortes insuficiência respiratória e edema pulmonar.

Imagens gravadas no interior do hospital mostram pacientes descalços, sem camisa ou completamente nus. Um idoso nu aparece numa imagem se encolhendo de frio. Os funcionários disseram que os médicos não passam em três alas reservadas para pacientes com casos mais críticos de demência. O hospital é privado, mas tem 475 leitos para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Vale das Hortênsias é um dos sete hospitais da região sob investigação do Ministério Público e da Secretaria Nacional de Direitos Humanos pelo número excessivo de mortes. De acordo com levantamento do Flamas, 459 pacientes morreram em quatro anos nessas unidades. No Vale das Hortênsias, segundo a entidade, dos 77 óbitos registrados entre 2006 e 2009, pelo menos 35 tinham a pneumonia como a única ou uma das causas.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que vai fazer uma vistoria técnica no hospital. A direção do Vale das Hortênsias informou que as três mortes no mesmo dia foram coincidência e que o número geral de óbitos está dentro do aceitável. Segundo o hospital, todos os pacientes são devidamente agasalhados, mas aqueles em estado mais crítico costumam tirar as roupas. A reposição é imediata, segundo o hospital, que negou a falta de médicos.

Fonte Ig

Portugal: A ciência do choro

O que as investigações científicas têm descoberto sobre o efeito protector, a nível físico e psicológico, das lágrimas
 
A ciência do choroDeixam-nos sem palavras. Todos os gestos parecem desajeitados e inúteis quando as lágrimas inundam o rosto de alguém que gostamos. Procuramos lenços de papel dentro da mala e tentamos desesperadamente secar o sofrimento que inunda o cenário, como se o simples facto de limparmos os vestígios de «água» pusesse fim à dor de alguém.

Queremos que esse momento se evapore, pois sentimo-nos incomodados perante aquilo que é, afinal de contas, uma das coisas mais naturais do mundo. E muito necessária!

Mas, afinal, por que choramos? Este é um enigma antigo que tem fascinado os investigadores um pouco por todo o mundo. Alguns deles resolveram fazer contas às lágrimas que vertemos ao longo da vida e explicam-nos este fenómeno universal.

Choro libertador
Salvo algumas espécies muito raras de elefantes indianos ou de gorilas africanos, o homem é o único animal capaz de chorar quando as emoções o dominam, sejam estas a tristeza, o medo ou até a alegria. William Frey, bioquímico no Ramsay Dry Eye and Tear Research Center, nos Estados Unidos, tentou descobrir por que choramos e deparou-se com ainda mais perguntas do que as que tinha inicialmente.

Uma coisa é certa: 85 por cento das mulheres, que este investigador inquiriu, revelou que se sentia muito mais tranquila depois de chorar e 75 por cento dos homens é da mesma opinião. Mas, mais do que um mero efeito libertador, Frey apurou que chorar permite ao corpo expulsar, através das lágrimas, substâncias químicas que o organismo produz quando submetido a situações de stress.

Logo, trata-se de um acto que nos é benéfico e que pode até ser interpretado como um mecanismo de defesa do corpo e dos próprios olhos, já que as lágrimas formam uma película que os lubrifica e protege-os contra agressões externas.

Fonte Sapo Pt

Farmacêuticos famosos

Grandes sábios e importantes cientistas que muito contribuíram para a saúde da humanidade eram farmacêuticos.

Farmacêutico francês, Ernest Furneau criou a moderna quimioterapia, e que outro francês, Claude Nativelle, contribuiu decisivamente para o tratamento de doenças do coração.

O farmacêutico alemão Andreas Sigismund Margraf (1709-1782), entre muitas outras contribuições, introduziu o álcool como solvente para extração de matéria-prima e empregou o microscópio para exames de cristais de açúcar e outras partículas.

A borracha sintética foi descoberta pelo farmacêutico alemão Fritz Hoffmann.

O farmacêutico Luiz Manuel Queiroz instalou no Brasil a primeira fábrica de ácido sulfúrico do país.
O cientista-farmacêutico Célio Silva, descobriu uma vacina de DNA contra tuberculose que também é um remédio para esta doença.

O farmacêutico John Pemberton em 1886 em Atlanta criou o "Tônico para o Cérebro" hoje conhecido como Coca Cola.

Um grande número de farmacêuticos participam do importante "Projeto Genoma Humano" para decifrar o conjunto de genes do ser humano (menor partícula viva). E que eles vão obter informações essenciais para diagnóstico, tratamento e, finalmente, cura de um grande número de doenças e a fabricação de remédios mais eficientes e a menores custos.

O farmacêutico Alexander Flemming, (1881-1955) descobriu a penicilina. Foi através da observação do fungo Penicillium notatum que crescia como contaminante em culturas de estafilococos que ele estudava. O crescimento do contaminante liberava a penicilina, antibiótico que impedia o desenvolvimento destas bactérias nas proximidades da colônia do fungo. Esta observação trouxe grandes benefícios para o desenvolvimento da industria farmacêutica.

Embora não tenha exercido sua profissão por muito tempo, nosso grande poeta e escritor Carlos Drumond de Andrade também era um farmacêutico.

Farmacêutica Maria da Penha se tornou símbolo do combate à violência doméstica no Brasil. Tem uma lei com seu nome.

Farmacêucico Argentino Alberto Granado, era amigo de Che Guevara e juntos fizeram uma viagem de moto em 1952 pelas americas visitando leprosarios. Esta viagem serviu de tema para o filme Diários de Motocicleta.

Fonte Internet

Banana – Vantagens e benefícios

No que diz respeito a alimentação,cada vez mais estudos especializados indicam que em um mundo repleto de frituras e comidas pouco saudáveis, é indispensável a presença de legumes e frutas em nossas refeições.De forma a instruir aqueles interessados em adquirir esse bom hábito, saiba agora algumas vantagens e benefícios da banana.

Banana   Vantagens e benefícios

Grande fonte de energia,a banana contém três tipos de açúcares naturais: sacarose, frutose e glucose. Além disso, ela contém as vitaminas B6 e B12 ajudam o corpo a se recuperar dos efeitos da falta de nicotina, sendo recomendada especialmente nesses casos para ex-fumantes ou pessoas que buscam se livrar do vício do cigarro.

Estudos recentes mostraram que a maioria das pessoas que apresentam problemas de depressão apresentaram uma melhora significativa quando colocados em refeições com a presença da fruta. Isto ocorre devido a uma proteína presente na banana que o nosso corpo converte em serotonina, uma substância que ajuda a pessoa a relaxar e gradativamente faz nos sentirmos melhor.

Sempre é valido lembrar a todos que ingerir este alimento em excesso pode gerar complicações, de forma que é bom evitar exageros. Nutricionistas profissionais recomendam o consumo máximo de 2 bananas ao dia. Busque acrescentar essa furta em seu cardápio da maneira que considerar mais adequada, garantindo assim uma melhora significativa em sua saúde e qualidade de vida.

Fonte Etecetera

Vitamina A – Fontes e benefícios

A vitamina A é por muitos considerada a mais importante de todas as vitaminas. Conhecida também por retinol, ela é facilmente transformada por nosso corpo em ácido retinóico, que é a sua forma efetiva. A vitamina A gera um grande composto de proteínas chamado Rhodopsin, que reagem em nosso olhos de forma a permetir nossa visão. Saiba agora um pouco mais sobre os benefícios e fontes da vitamina A.

Vitamina A   Fontes e benefícios

Felizmente, a vitamina A pode ser encontrada com facilidade em diversos alimentos encontrados freqüentemente pelas mesas e geladeiras das famílias. Um bom exemplos são alimentos de origem animal, como ovos e leite. Além de algumas frutas como abacate, pêssego, mamão, melão e caju.

Além disso, a vitamina A é de grande importância no papel da nutrição de nossos globos oculares,de forma que grande parte dos males que são causados pela deficiência desta vitamina são problemas que afetam nossa visão, entre eles distúrbios na percepção das cores, secura nos olhos, sensibilidade a luz e cegueira noturna.

Entretanto, é sempre importante o cuidado para uma ingestão em grande quantidade de vitamina A, que pode atrair diversos problemas ao nosso corpo como pele seca, áspera e descamativa, fissuras nos lábios, ceratose folicular, dores ósseas e articulares, dores de cabeça, tonturas e náuseas, queda de cabelos, cãimbras, lesões hepáticas e paradas do crescimento.

Caso você esteja apresentando alguns dos problemas listados acima, procure a ajuda de um nutricionista especializado para desenvolver uma dieta equilibrada de forma a recuperar sua saúde. Lembre que uma alimentação equilibrada melhora a qualidade de vida e garante uma maior longevidade.

Fonte Etecetera

Alfazema

AlfazemaResumo
Alfazema: Planta Medicinal utilizada em uso interno para tratar a ansiedade ou o nervosismo, e em uso externo para desinfetar os ferimentos leves. Ela pode ser encontrada em cápsulas ou líquido.

Nomes
Nome em português: Alfazema, lavanda
Nome latim: Lavandula angustifolia
Nome inglês: Lavender
Nome francês: Lavande, lavande vraie
Nome alemão: Lavendel
Nome italiano: lavanda

Família
Lamiáceas

Constituintes
óleos essenciais de alfazema

Partes utilizadas
Flores secas
Propriedades da alfazema

Em uso interno:Calmante, leve sonífero (distúrbios do sono), ansiolítico

Em uso externo: Desinfetante, hiperemiante, antisséptico, antiinflamatório, antifúngico, antimicrobiano


Indicações da alfazema

Em uso interno:Ansiedade, nervosismo, distúrbios do sono, estresse

Em uso externo: Ferimentos leves, piolhos (essência para aplicar na nuca)

Efeitos secundários
Desconhecemos

Contra-indicações Desconhecemos

InteraçõesDesconhecemos

Preparações à base de alfazema
- Infusão de alfazema
- Cápsulas de alfazema
- Óleo essencial de alfazema

Onde cresce a alfazema?
-

Quando colher a alfazema?
-

ObservaçõesA alfazema é uma planta muito comum na França e no Midi (Provence,...), e muitos moradores dessa região a colhem e a distilam através de um aparelho, para  obter um óleo essencial. Ela também pode ser utilizada em infusão para os distúrbios do nervosismo e da ansiedade. 
Esta planta tem um perfume extraodinário e pode ser utilizada para vários fins, experimente.

Fionte Criasaude

Dicionário de Termos Médicos


  • Delírio: Desorientação causada por ilusões ou alucinações


  • Desidratação: Falta de água no organismo


  • Diaforese: Suor excessivo


  • Diarréia: Estado das funções fisiológicas em que as fezes ficam pastosas ou liquidas


  • Diplopia: visão dupla


  • Disartria: Desarticulação da fala


  • Discinesia: Disfunção de movimentos


  • Disfagia: dificuldade de deglutição


  • Dislalia: Dificuldade de falar


  • Dismenorréia: Menstruação dolorida


  • Dispepsia: dificuldade de indigestão


  • Dispnéia: dificuldade na respiração


  • Distonia: Mudança na postura corporal


  • Disúria: dificuldade ou dor para urinar
  • Portugal: Infarmed alerta para ruptura de medicamentos nas farmácias

    A autoridade do medicamento alertou esta setxa-feira para situações de dificuldade no acesso a alguns remédios, avisando laboratórios, distribuidores e farmácias para que cumpram de forma adequada a gestão dos stocks dos fármacos.

    Tiago Sousa Dias

    Numa nota colocada no site, o Infarmed diz que teve conhecimento de dificuldades no fornecimento de "determinados medicamentos por diversas farmácias, para os quais não foi reportada a sua ruptura de fornecimento do mercado".

    Sem especificar qualquer medicamento, o Infarmed relembra os agentes do circuito do medicamento que há regras a cumprir para as quantidades mínimas de remédios que devem ser mantidas pelos distribuidores e que as farmácias têm o dever de fornecer os fármacos solicitados.

    Por isso, a autoridade volta a alertar as farmacêuticas, os distribuidores e as farmácias "para o cumprimento do dever legal de assegurarem uma adequada gestão dos seus stocks".

    A nota sublinha também que as farmácias não podem exercer a atividade de distribuição por grosso de medicamentos e que os distribuidores devem abastecer-se apenas junto das entidades que tenham autorização de distribuição ou de fabrico.

    Fonte Correio da Manhã

    Portugal: Só duas crianças continuam hospitalizadas

    Duas das quinze crianças que foram hospitalizadas na quinta-feira, em Santarém, com uma intoxicação alimentar ainda se mantêm em observação mas deverão ter alta durante ainda esta sexta-feira, revelou fonte hospitalar.

    João Nuno Pepino


    Segundo fonte do Hospital de Santarém, estes dois casos mantiveram um quadro clínico que exigia mais tempo de observação e decidiu-se que as crianças passariam a noite no hospital a serem hidratadas em tratamento com soro. No entanto, segundo a mesma fonte, os casos não inspiram qualquer preocupação mais grave.

    As quinze crianças tinham sido levadas ao final da tarde de quinta-feira à unidade hospitalar por apresentarem sintomas de mal-estar e vómitos que se suspeita terem tido origem nos alimentos que ingeriram ao almoço.

    As vítimas faziam parte de um grupo de 60 crianças e jovens, com idades entre os cinco e os 16 anos, que foram em excursão de Rio Maior para as piscinas de Santarém.

    Na origem do mal-estar poderá ter estado, segundo as autoridades, um dos menus do almoço (ovos mexidos com salsichas) que foi servido às crianças por um restaurante que é propriedade de um familiar de um dos menores.

    Os bombeiros e os médicos do Instituto de Emergência Médica optaram por fazer no local a despistagem dos casos mais graves, que foram depois sendo encaminhados para o hospital para uma análise mais detalhada.

    No local estiveram duas ambulâncias dos bombeiros municipais de Santarém, duas ambulâncias dos voluntários, uma viatura médica de emergência (VMER) e dois veículos de comando.

    Fonte Correio da Manhã

    Portugal: Obesidade Infantil - Quase todas as crianças consomem pizzas e refrigerantes pelo menos quatro vezes por semana

    Mais de 90% das crianças portuguesas comem pizzas ou batatas fritas de pacote e bebem refrigerantes pelo menos quatro vezes por semana e apenas 0,1% consome água diariamente.
    Os dados resultam de um inquérito feito a mais de 3000 pais de crianças do primeiro ciclo, que foram hoje apresentados pela nutricionista Ana Rito na Conferência Internacional sobre Obesidade Infantil, que decorre em Oeiras.

    Segundo as respostas dos pais, 96% das crianças bebem refrigerante pelo menos quatro vezes numa semana e 94% comem batata frita de pacote, pipocas ou aperitivos salgados com a mesma periodicidade.

    Pizzas, hamburgueres ou salsichas são consumidos por 93% quatro vezes em cada sete dias, o mesmo acontecendo com rebuçados, gomas ou chocolates em 88% dos meninos.

    "Os alimentos que foram consumidos frequentemente correspondiam na sua maioria aos alimentos de reduzida densidade nutricional", refere o estudo, concluído em 2010, que analisou os hábitos alimentares e os níveis de obesidade nas crianças portuguesas.

    Já nos alimentos ou bebidas considerados saudáveis, verifica-se um baixo consumo. Menos de um por cento das criancas bebe água todos os dias, dois por cento come fruta fresca diariamente e só 3,5% introduz hortícolas nas refeições diárias.

    Ainda segundo o inquérito realizado aos pais, mais de 60% das crianças nunca come fruta fresca.

    Um terço das crianças portuguesas tem excesso de peso e Portugal é um dos países da Europa com piores indicadores na obesidade infantil, segundo um estudo apresentado nesta conferência.

    A análise foi feita em 13 países europeus e Portugal é um dos países com maior prevalência de peso a mais em crianças, com a Itália a surgir em primeiro lugar.

    “Temos 14% de crianças com obesidade e 32% com excesso de peso”, afirmou à agência Lusa a nutricionista Ana Rito. Um índice de massa corporal a partir do percentil 85 é considerado excesso de peso e acima de 95 é considerado obesidade.

    Fonte Destak

    Propagandas antigas - Para as mortas vivas: Tanagran

    1950.09.08 machista tonico2

    Totalmente incorreto por referir-se com tamanha crueldade às potenciais clientes do tônico sexual: “Tanagran, tônico sexual feminino. A fórmula do Dr. A. Trepedino. Tanagran é o fortificante especial da mulher. Combate a torturante frieza das ‘mortas vivas’. Em todas as farmácias e drogarias”.

    Publicado em 8 de setembro de 1950.

    Fonte Estadão

    Broncodilatador da Novartis é aprovado nos EUA e Japão


    A Food and Drug Administration (FDA) aprovou na última sexta-feira (01) o Arcapta Neohaler (indacaterol) da Novartis como um tratamento broncodilatador de manutenção de longa duração da obstrução ao fluxo aéreo em doentes com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC).

    No mesmo dia, o fármaco foi ainda aprovado no Japão, onde será comercializado como Onbrez, com a mesma indicação, avança o site FirstWord. Segundo a empresa, a aprovação nos EUA baseou-se, em parte, em dados de ensaios clínicos envolvendo 2516 pacientes com DPOC, com resultados que revelaram a segurança e tolerabilidade do Arcapta.

    De acordo com a Novartis, anteriormente, um painel consultivo da FDA tinha-se recusado a apoiar uma dose maior do fármaco, mas apoiou uma versão de baixa dose do tratamento inalável. A agência avanlou que o Arcapta Neohaler, que tem previsão de lançamento para o primeiro trimestre de 2012, traz um aviso na embalagem aletrando que a longo prazo fármaco aumenta o risco de morte relacionado com asma e, portanto, não deve ser usado por doentes asmáticos, a não ser em combinação com um medicamento que controle a longo prazo.

    Fonte SaudeWeb

    Dívida de Prefeitura com Santa Casa é de R$ 2,7 milhões


    Nesta terça-feira, (05), a prefeitura quitou 9% da dívida que acumúla com a Santa Casa desde 2009. Segundo o hospital, foram depositados R$269 mil na conta bancária da instituição e que correspondem a parte da dívida de R$ 380 mil deste ano.

    Entre repasses mensais atrasados e coberturas extra-teto do SUS (Sistema Único de Saúde) não pagas há dois anos, a prefeitura devia, até então, pouco mais de R$ 3 milhões.

    Cerca de R$ 1,2 milhão que seria depositado nesta terça, e que não caiu na conta corrente até o fechamento do expediente, segundo a Santa Casa, não é referente à dívida. O valor equivale a 60% do repasse de junho – obrigatoriamente pago na primeira semana de cada mês.

    De acordo com a instituição, o restante para completar R$ 1,5 milhão, quantia do pagamento anunciado para esta terça-feira (05), pelo secretário municipal (de Saúde, Stênio Miranda), e que poderá ser creditado no período de compensação bancária, é referente aos 60% do valor da contratualização e se destina ao pagamento da folha da Santa Casa, nada tendo a ver com a dívida antiga de R$ 3 milhões.

    A maior parte dos R$ 2,76 milhões restantes vem de produções extra-teto (procedimentos médicos que ultrapassem o limite do orçamento) não ressarcidas em 2009 e 2010. Tais dívidas estão respectivamente orçadas em R$ 292,8 mil e R$ 1,68 milhão. Além disso, faltam ser quitados R$ 110,6 mil e R$ 680 mil dos repasses de abril e maio.

    Assembleia entre médicos

    Mediante os números, o corpo clínico do hospital realiza assembleia, nesta quarta-feira (6), para decidir se os atendimentos do SUS serão interrompidos a partir do dia 29. Caso os médicos decidam paralisar o serviço,3,5 mil pacientes serão prejudicados por dia

    O secretário municipal de Saúde de Ribeirão Preto, Stênio Miranda, disse à imprensa local que vai discutir com o Ministério da Saúde um aumento na cobertura do SUS.

    Fonte SaudeWeb