Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Adolescente tem hepatite grave por beber chá verde para emagrecer

"Chá verde não é antioxidante coisa nenhuma", diz hepatologista;
 substância presente no chá é nociva ao fígado e pode causar
falência no órgão
Garota tomava três xícaras de chá verde por dia; nessa quantidade, substância presente no chá é nociva ao fígado
 
Muitos chás não são inócuos. A prova disso é uma adolescente de 16 anos que tomava três xícaras por dia de chá verde, com a intenção de perder peso. O resultado desse tempo exposto ao excesso de catequina, substância do chá que faz mal ao fígado, foi uma inflamação severa no órgão, que causou uma hepatite. A garota começou a sentir fraqueza, náusea e dores no estômago e nas articulações. As informações são do jornal DailyMail.
 
À primeira vista, os médicos pensaram que eram sintomas de uma infecção no trato urinário e prescreveram antibióticos. Depois de duas doses dos remédios, os sintomas persistiram e ficaram mais fortes. Ela, então, foi internada em um hospital no interior da Inglaterra. 
 
No momento da hospitalização, a garota, que não teve o seu nome revelado, já estava com icterícia, que deixou sua pele e olhos amarelados. A sua condição de saúde era crítica e os médicos, então, descobriram que ela estava com hepatite. A hepatite pode ser causada por vírus ou por substâncias externas, como o álcool e remédios.
 
Na investigação médica, a moradora do Reino Unido negou ser consumidora de álcool ou de outros medicamentos que poderiam causar danos ao fígado, como o paracetamol ou drogas ilegais. Além disso, ela não havia viajado para locais onde poderia ter contraído vírus que causariam a hepatite, tampouco havia passado por transfusões de sangue. 
 
Ela informou aos médicos, então, que comprava chá verde  pela internet, movida pela promessa de que ele poderia levar à perda de peso. 
 
Ela havia comprado duas caixas de chá e estava tomando três xícaras por dia há alguns meses. Os médicos pediram, então, que ela parasse de tomar imediatamente e fizeram o tratamento para restabelecer a sua saúde. Os especialistas, então, descobriram que um ingrediente contido no chá estava causando todo o problema na garota. 
 
Depois de dois meses de tratamento, os médicos conseguiram recuperar as funções do seu fígado, órgão responsável por eliminar as toxinas do corpo.
 
O chá verde já havia sido ligado à danos ao fígado no passado, e há dúzias de casos documentados na literatura médica de pessoas que ficaram doentes depois de tomar chá verde nas mais diversas formas, seja em pó, em infusões, extratos ou pílulas. 
 
Em entrevista ao iG, o hepatologista membro da Sociedade Brasileira de Hepatologia, Raymundo Paraná, explicou que o chá verde, em excesso, é tóxico e pode causar hepatite grave. Segundo ele, a lesão no fígado costuma acontecer quando ingerido em grande quantidade por dois a três meses. "Precisa de um tempo para acumular e depende do uso por mais de 30 dias”, informa.
 
A catequina que está presente no chá verde é tóxica ao fígado. “Em uma ou duas xícaras, a quantidade de catequina é pequena, mas em quantidades maiores causa mal ao fígado. O chá verde não é antioxidante coisa nenhuma. É só um chá”, alerta o médico.
 
iG

Nenhum comentário:

Postar um comentário