Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Diarréia e pneumonia são as doenças que mais matam crianças no mundo

Males acometem mais os pequenos por causa da imaturidade do sistema imunológico
 
Ao longo dos dois primeiros anos de vida da criança, os pais correram à emergência de hospitais ou ao consultório do pediatra por diversas vezes. Esta rotina médica tão frequente acontece porque o sistema imunológico do bebê ainda está em formação.

“O sistema imunológico ainda imaturo deixa a criança pequena mais suscetível às doenças infecciosas”, descreve a gerente médica da unidade MIP do Aché Laboratórios Farmacêuticos, Dra. Talita Poli Biason.
 
A diarréia é caracterizada pelo aumento do número de evacuações e redução da consistência das fezes (amolecidas), que pode durar até 14 dias. “Bactérias, vírus e parasitas são as principais causas dos episódios de diarréia na infância”, esclarece a médica. Esses microrganismos podem estar presentes na comida ou na água ingerida. Em alguns casos, a transmissão acontece por meio do contato de mãos e objetos contaminados. “Os agentes que provocam a diarréia podem lesar e alterar o funcionamento de células intestinais, acarretando na perda de água e sais minerais”, informa a médica.
 
Para regenerar o tecido da mucosa intestinal, a suplementação com zinco tem sido utilizada, conforme indicação da Organização Mundial de Saúde (OMS). “O uso desse elemento por 10 a14 dias encurta em 25% a duração da doença e diminui a incidência de novos episódios nos dois a três meses seguintes”, diz a médica. O zinco auxilia também na regulação da perda de líquido pela célula da mucosa intestinal. Diante disso, pode auxiliar na redução das eliminações de água e eletrólitos nas fezes. “O zinco é um importante aliado no combate à diarreia aguda”, conclui a gerente médica da unidade MIP Aché.
 
Fonte: Saúde e Lazer

Nenhum comentário:

Postar um comentário