Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Prevenção e vida saudável são as maiores armas no combate ao câncer de mama

Estar atenta às suas necessidades e conhecer o próprio corpo e a mente são atitudes que não só elevam a autoestima e melhoram a qualidade de vida, como também podem ajudar a prevenir doenças como o câncer de mama
 
Este é o alerta do oncologista do Centro Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Artur Malzyner. Ele explica que o grande desafio está na detecção precoce do mal. “O câncer de mama é uma doença silenciosa. Em estado inicial, raramente os sintomas se manifestam”.
 
Por isso, o especialista defende que a mulher deve realizar consultas periódicas com seu médico que recomendará os exames de triagem para diagnóstico precoce de câncer e também o autoexame da mama. Ele ainda ressalta a importância da prevenção, por meio de uma vida saudável com alimentação balanceada, livre de cigarro e de bebidas alcoólicas.
 
“Com a idade aumenta a propensão ao câncer independente de outro fator hoje reconhecido como importante, a predisposição familiar. Porém, sabemos que um corpo saudável, livre da obesidade submetido à carga moderada de exercícios físicos é menos propenso ao câncer e reage melhor aos tratamentos. Além disso, também é muito importante que a mulher realize visitas periódicas ao ginecologista ou seu médico de família e faça exames de imagem sazonalmente”.
 
A boa notícia, segundo o médico, está no resultado dos novos tratamentos desenvolvidos na última década. “Com o diagnóstico precoce e a individualização no tratamento, avançamos muito e, hoje, temos uma taxa de cura que chega a 90 ou 95%, no caso de tumores pequenos.”
 
O Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos ainda disponibiliza em seu canal do Youtube vídeo com mais dicas sobre o tema com o Dr. Artur Malzyner.
 
Segundo estudo coordenado pela Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (IARC), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS) e que contou com a participação de especialistas de 16 países, mulheres, entre 50 e 69 anos, que se submetem a exames de mamografia regularmente reduzem em 40% o risco de morrer de câncer de mama.
 
Todos os anos, cerca de 60 mil brasileiras são diagnosticadas com a doença. No mundo, o número chega a 1,7 milhão de mulheres, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva.
 
  Veja cinco atitudes que ajudam a prevenir o Câncer de Mama:
- Manter um estilo de vida saudável (alimentação balanceada);
 
- Manter peso corpóreo baixo;
 
- Evitar cigarro e bebidas alcoólicas;
 
- Praticar constantemente exercícios;
 
- Realizar exames periódicos de imagem, de acordo com a faixa etária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário