Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Ministério da Saúde debate gerenciamento e uso de medicamentos no SUS

Mais de 250 profissionais, estudantes e pesquisadores da saúde pública lotaram o auditório do Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE) nesta última terça-feira (08/11), onde debateram questões relacionadas à segurança no gerenciamento e uso de medicamentos nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), bem como as novidades e desafios que a academia científica tem realizado acerca do tema

Oriundos dos Hospitais Federais (Andaraí, Bonsucesso, Cardoso Fontes, Ipanema, Lagoa e Servidores do Estado) e Institutos Nacionais (de Cardiologia, do Câncer, e de Traumatologia e Ortopedia) do Ministério da Saúde (MS) no Rio de Janeiro e de instituições de ensino públicas e privadas, os presentes participaram do “V Seminário da Qualidade e Segurança do Paciente - Segurança no gerenciamento e uso de medicamento”, um evento realizado pela Câmara Técnica da Qualidade e Segurança do Paciente (CTQS) do Departamento de Gestão Hospitalar (DGH).

Durante a mesa de abertura, a coordenadora da CTQS e representante da Coordenação Geral de Assistência Hospitalar (CGA) do DGH, Adélia Quadros, destacou o trabalho da Câmara que está completando cinco anos de atuação em 2016, na implantação do Programa Nacional de Segurança do Paciente na rede federal, e na divulgação e fortalecimento das metas internacionais de segurança do paciente estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) - uma delas, justamente, o cuidado no gerenciamento e uso de medicamentos.

Para a coordenadora da Câmara Técnica da Qualidade e Segurança das Unidades Federais do RJ/DGH, Adélia Quadros, o evento tem com objetivo sensibilizar os profissionais para a segurança do paciente, mas principalmente, estimular a produção científica como mais uma forma de compartilhar esse conhecimento.

“Esse foi sempre um esforço da CTQS no sentido de qualificar e premiar os nossos profissionais. Estamos enfatizando e valorizando a produção científica nos nossos hospitais, tanto que este ano, os profissionais puderam contar também com um curso de metodologia científica”, destacou.

A presidente da CTQS, Cláudia Regadas, destacou que este será o primeiro ano em que os trabalhos registrados, através de publicação dos anais desse evento, pela editora do Ministério da Saúde. De acordo com ela, desde o primeiro seminário, em 2012, houve um incentivo para que esses profissionais pudessem apresentar a sua produção científica através de pôsteres, banners e relatos de experiências.

“O resultado veio através dos 60 trabalhos inscritos, com focos e formatos bem diferentes. Alguns da forma tradicional e outros em forma de relatos de experiências. Isso é também um ótimo exercício de transformar a prática do dia a dia em um material científico”, explicou Cláudia.

Participantes reforçam importância das metas de segurança para diminuir riscos
A residente do primeiro ano em Farmácia do Hospital Federal da Lagoa – (HFL), Jackeline dos Santos, 24 anos, ponderou que o evento permitiu aos profissionais conhecer as metas para diminuir os riscos dos eventos adversos provocados pela equipe. “O seminário trouxe a possibilidade de começarmos a criar os protocolos dentro do hospital. Estamos descobrindo os focos que precisam ser observados. Por exemplo: o cansaço do profissional, a falta de atenção. Isso é a garantia do nosso comprometimento com o atendimento de assistência.

 Outro registro importante do evento foi a participação de 19 alunos da turma do Curso de Auditoria em Saúde como Ferramenta de Gestão, da Escola de Saúde do Exercito, todos militares, médicos, dentistas e farmacêuticos, que acompanharam atentos às apresentações. Entre elas, a médica militar, Jacqueline Oliveira Braga.

“O tema tem tudo a ver com o curso que estamos fazendo. Auditoria em saúde tem como objetivo maior, melhorar a qualidade do atendimento ao paciente. A relação entre a proposta do curso e o evento se dá mediante a necessidade de promover ações que resultem em melhorias na área de saúde, como a revisão dos prontuários, a constatação de eventos adversos etc. Tudo isso está relacionado à segurança do paciente”, concluiu Jacqueline.

Programação – o seminário contou com a mesa redonda “erros de medicação” que reuniu Flávia Almeida, do INC, abordando a temática “farmácia clínica e prevenção dos erros de medicação”; e Renata Flavia Abreu (Unirio), que falou sobre “preparo e administração dos medicamentos”. Contou ainda com a participação dos profissionais do HFSE, Ana Paula Antunes, que fez a mediação, e Valter Maluly, que abordou a temática “segurança na prescrição”.

Realizado em paralelo ao “IV Fórum de Segurança do Paciente do HFSE” e o “II Seminário de Erros de Medicação”, o encontro proporcionou ainda a apresentação de trabalhos selecionados, cuja moderação foi realizada pela presidente da CTQS, Cláudia Regadas.

Além disso, o seminário ofereceu o painel interativo “Segurança no Gerenciamento e Uso de medicamentos”, com a participação de especialistas multiprofissionais, como a farmacêutica do INC, Michele Mytsuiasu, o médico do HFSE Márcio Guimarães e a enfermeira Liliana Amaral do HFB. O painel foi moderado por Priscila Marieto (Inca), Cássio Pessanha (HFCF) e Valéria Almeida (INC). Encerrando o evento, a programação contou com debates e sorteio de brindes.

Texto e Fotos: Aluízio de Azevedo e Geiza Araújo / Ascom/MS/RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário