Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Uso de Prontuário Eletrônico: saúde privada x pública

O Prontuário do Paciente é o documento central produzido durante um atendimento (hospitalar ou ambulatorial), pois registra o estado de saúde do paciente e todo o processo de cuidado da equipe assistencial
 
A utilização de um Prontuário Eletrônico do Paciente, com registros eletrônicos e troca de informações entre profissionais durante o atendimento, é uma valiosa ferramenta para aumento da eficiência e gestão da qualidade nos serviços de saúde.
 
Conforme o TIC Saúde 2014, na maior parte (35%) dos estabelecimentos privados de saúde os prontuários dos pacientes são totalmente eletrônico, enquanto nos estabelecimentos públicos a realidade é outra: apenas 09% têm registros totalmente eletrônicos.
 
A região Centro-Oeste é a que apresentou a maior proporção de estabelecimentos com prontuários eletrônicos de maneira geral. O segmento que se destaca é o de Serviços de Apoio à Diagnose e Terapia, com 55% possuindo prontuários totalmente eletrônicos, o que é natural, uma vez que para os hospitais esse processo é mais lento devido à complexidade do registro de informações clínicas e implantação de sistemas que atendam às suas necessidades. É importante perceber também que muitos estabelecimentos possuem um modelo híbrido de registro: parte da informação está em papel e outra parte está eletrônica.
 
Felizmente, a quantidade de estabelecimentos de saúde que possuem um sistema eletrônico para o gerenciamento e armazenamento de informações de saúde dos pacientes é bem maior em ambos os setores: 76% no privado e 55% no público, o que favorece estratégias de planejamento e de análises gerais por parte dos gestores.
 
Saúde Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário