Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Conheça a pielonefrite, complicação da infecção urinária que pode até matar

Dor contínua na região lombar, febre e urina turva podem ser alertas para o problema


Dor contínua na região lombar, febre e urina turva podem ser um alerta para um problema grave e silencioso: a pielonefrite. Para esclarecer os sintomas dessa infecção, ZH conversou com o chefe do serviço médico de nefrologia do Hospital Moinhos de Vento, Renato Eick:

PIELONEFRITE O QUE É 
A infecção urinária é dividida em dois tipos: a baixa, popularmente chamada de cistite e que acomete a bexiga; e a alta, chamada também de complicada ou pielonefrite aguda, que envolve os rins e é normalmente causada por bactérias que migram até eles, vindas da bexiga. Por isso, uma cistite mal tratada pode evoluir para um quadro grave de pielonefrite. Em adultos, a infecção é mais comum em mulheres de 18 a 50 anos. Nos homens, ela tende a ser mais frequente depois dos 60 anos, quando ocorre um aumento da próstata. 

SINTOMAS E TRATAMENTO
A pielonefrite causa dor lombar constante, urina turva, febre e calafrios. Diante desses sintomas, é preciso que se procure uma emergência o mais rapidamente possível. A doença pode evoluir para uma infecção generalizada e até matar. O diagnóstico é realizado por meio de exames de sangue e urina. O tratamento é feito com antibióticos durante 10 dias ou mais.

CUIDADO COM OS ANALGÉSICOS
Ao sentir uma dor nas costas, muitas pessoas tomam um analgésico. Isso pode mascarar os sintomas da pielonefrite e dificultar o diagnóstico. É importante diferenciar a dor nas costas comum da infecção: a dor muscular melhora em descanso ou com calor no local _ como um banho ou bolsa de água quente. A dor renal é sentida em apenas um lado das costas e é constante, não há posição de alívio.

COMO PREVENIR
Para manter a boa saúde dos rins e da bexiga, é preciso ingerir bastante líquido. As mulheres devem limpar a área ao redor da vagina antes do ato sexual para diminuir a expansão de bactérias e também devem urinar após o sexo para eliminar as bactérias da uretra e bexiga.

Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário