Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Cloridrato de Amitriptilina Engorda ou Emagrece?

Ao recebermos a indicação do médico para utilizar determinado remédio, nem sempre questionamos o doutor a respeito dos efeitos colaterais que a substância em questão pode nos trazer. E se ele não nos dá essa informação por iniciativa própria, é só no decorrer ou no final do tratamento que percebemos e lamentamos as reações indesejadas trazidas pelo medicamento
 
Para não ser surpreendido por um efeito negativo de um remédio, a melhor alternativa é buscar informações a respeito dele e do que ele pode causar no organismo dos pacientes que o utilizam. É por isso que trouxemos informações e dados a respeito do Cloridrato de Amitriptilina.
 
O que é e para que serve essa substância? Será que o Cloridrato de Amitriptilina engorda ou emagrece? Quais seus efeitos colaterais? Confira tudo isso a seguir:
 
O que é? 
O Cloridrato de Amitriptilina é um medicamento de uso adulto e pediátrico, para crianças com mais de 11 anos de idade e que deve ser administrado oralmente. Ele está disponível para venda em embalagens que trazem 20, 30, 60, 100 ou 200 comprimidos de 25 mg. Sua comercialização está autorizada exclusivamente mediante apresentação de receita médica.
 
Para que serve? 
ADVERTISEMENT
O remédio age como um antidepressivo que possui propriedades calmantes e ansiolíticas – que diminuem a ansiedade e a tensão. Suas indicações são para o tratamento de depressão e/ou enurese noturna, que é o ato de urinar na cama durante a noite.
 
De acordo com a bula do remédio produzida pelo laboratório Teuto, os efeitos antidepressivos da substância podem aparecer depois de três ou quatro dias do início de seu uso ou demorar 30 dias para surgir.
 
Cloridrato de Amitriptilina engorda? 
Uma preocupação que as pessoas que se importam especialmente com a boa forma ou não querem acumular quilos em excesso durante o tratamento com um medicamento é a possibilidade que o produto em questão promova o aumento de peso.
 
Neste caso, essa preocupação deve ser transformada em cuidados especiais, pois é possível sim afirmar que o Cloridrato de Amitriptilina engorda. Em primeiro lugar porque a elevação do peso é um dos efeitos colaterais mencionados na bula do remédio. Segundo, porque o aumento do apetite também aparece como uma de suas reações adversas, o que colabora para o crescimento do número de calorias ingeridas nas refeições e o acréscimo de quilos no corpo.
 
Além desses dois fatores, outros aspectos que nos levam a crer que o Cloridrato de Amitriptilina engorda é que ele é capaz de causar sonolência, fraqueza e fadiga ao paciente que o utiliza. Com isso, ele se sentirá mais cansado e menos disposto para ter um dia a dia ativo e praticar exercícios físicos. Assim, o seu gasto calórico será menor, o que fará com que ele junte mais calorias em seu corpo e corra o risco de engordar.
 
Para combater a possibilidade de aumentar de peso enquanto ingere o Cloridrato de Amitriptilina, a sugestão é que o consumidor faça um esforço para seguir uma alimentação saudável e equilibrada, sem exagerar nas calorias e tamanhos das porções nas refeições e evitando ao máximo as guloseimas e alimentos mais calóricos.
 
Cloridrato de Amitriptilina emagrece?
Pode parecer estranho, mas apesar do medicamento ter a chance de causar o aumento de peso, em alguns casos, o emagrecimento é que pode ser experimentado, pois a redução do peso também está listada como um dos possíveis efeitos colaterais do Cloridrato de Amitriptilina na bula do remédio.
 
Essa diminuição do peso merece um cuidado especial porque outro efeito que pode surgir com o uso de medicamento é a anorexia, um distúrbio alimentar que desencadeia um emagrecimento excessivo e longe de ser saudável e que tem como alguns de seus sintomas o medo de engordar, mesmo quando já está abaixo de peso adequado, imagem corporal distorcida, idas ao banheiro logo após as refeições, perda de resistência dos ossos, desgaste dos músculos e a prática extremamente frequente de exercícios físicos.
 
Portanto, ao utilizar ou conviver com alguém que usa a substância e perceber algum efeito em relação à alteração do peso ou os sintomas da anorexia, não deixe de pedir ajuda do médico responsável pelo tratamento para saber como proceder ou se o uso do Cloridrato de Amitriptilina deve ser interrompido.
 
Além disso, o conselho do tópico anterior de procurar manter uma alimentação saudável e equilibrada durante o tratamento com o medicamento, também serve para os casos em que ele traz o efeito de redução do peso. Assim, tanto em um caso ou no outro, o corpo não deixará de receber os nutrientes que necessita para o seu bom funcionamento.
 
Outros efeitos colaterais 
 
Além do aumento ou diminuição do peso, elevação do apetite e anorexia, o remédio pode trazer os seguintes efeitos colaterais:
  • Boca seca;
  • Sonolência;
  • Tontura;
  • Alteração do paladar;
  • Dor de cabeça;
  • Visão turva;
  • Dificuldade de concentração;
  • Prisão de ventre;
  • Coceira;
  • Urticária;
  • Erupções cutâneas;
  • Inchaço na pele e/ou língua;
  • Dificuldade de respirar ou engolir;
  • Hipotensão – redução da pressão arterial;
  • Hipertensão;
  • Taquicardia;
  • Palpitação;
  • Síncope;
  • Infarto do miocárdio;
  • Arritmia;
  • Bloqueio cardíaco;
  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Confusão;
  • Distúrbios de concentração;
  • Delírios;
  • Alucinações;
  • Excitação;
  • Ansiedade;
  • Insônia;
  • Pesadelo;
  • Formigamento;
  • Neuropatia periférica – doença que ataca os nervos periféricos, que encaminham informações do cérebro e medula espinhal para o resto do corpo;
  • Falta de coordenação;
  • Tremores;
  • Coma;
  • Tonturas;
  • Movimentos involuntários anormais;
  • Zumbidos;
  • Diminuição da sensibilidade;
  • Sensações anormais na pele como pressão, frio e queimação;
  • Disartria – distúrbio da fala;
  • Retenção urinária;
  • Dilatação do trato urinário;
  • Aumento da pressão dentro do olho;
  • Fotossensibilidade;
  • Diarreia;
  • Náusea;
  • Língua negra;
  • Hepatite;
  • Vômito;
  • Estomatite;
  • Febre acima de 41º C;
  • Interrupção temporária na movimentação intestinal (íleo paralítico);
  • Ginecomastia – crescimento de mama em homens;
  • Aumento das mamas e secreção de leite inesperada nas mulheres;
  • Alteração na libido nas mulheres;
  • Impotência sexual nas mulheres;
  • Elevação ou redução das taxas de açúcar no sangue para as mulheres;
  • Síndrome da secreção inapropriada do hormônio antidiurético para as mulheres;
  • Alargamento da bolsa escrotal para os homens;
  • Tontura;
  • Edema;
  • Aumento da transpiração;
  • Alopecia – queda de cabelo ou pelo;
  • Aumento da transpiração;
  • Diminuição do estado de alerta;
  • Crescimento da frequência urinária.
Contraindicações e cuidados
Cloridrato de Amitriptilina não é indicado para mulheres que estejam grávidas ou em período de amamentação de seus bebês, após a recuperação de infarto do miocárdio, pacientes que usam outros antidepressivos, em especial os inibidores de monoaminoxidase (IMAO), que tenham asma, glaucoma, disfunção hepática, problemas cardíacos ou gastrointestinais e ao mesmo tempo que a ingestão de bebidas alcoólicas.
 
Aqueles que são alérgicos a qualquer um dos componentes da fórmula também devem ficar longe do produto.
 
Como o medicamento pode trazer redução ao estado de alerta do usuário, não é recomendado que a pessoa dirija, opere máquinas ou realize qualquer atividade de risco enquanto estiver sob o efeito do remédio.
 
Sob hipótese alguma o medicamento deve ser consumido sem autorização, prescrição e acompanhamento médico. As ordens do doutor em relação à dosagem do tratamento devem ser respeitadas. E ao sofrer com um ou mais efeitos colaterais, é aconselhado buscar a ajuda do médico para saber como proceder ou se o seu uso deve ser interrompido.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Mundo Boa Forma

Nenhum comentário:

Postar um comentário