Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 7 de junho de 2017

Rio Grande do Sul: Banco de Leite precisa de doações

29834742722 1b25878685 z
Foto: Rodrigo Nunes/MS
Mães que estiverem amamentando, com excesso diário de leite (no mínimo em torno de 50ml), clinicamente saudáveis e residentes em Porto Alegre podem ser doadoras, beneficiando os bebês prematuros nascidos no Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV)

Administrada pela Secretaria Municipal de Saúde, a instituição atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é referência para todo o Estado em pré-natais de alto risco. Nesses casos, o leite materno é fundamental na luta pela sobrevivência dos bebês internados na UTI neonatal, já que as mães ainda não têm produção suficiente para suprir as necessidades do próprio filho.

As doações são essenciais para manter os estoques do Banco de Leite do hospital, que tem capacidade para processar até 100 litros de leite humano por mês, quantidade que seria suficiente para suprir as necessidades dos bebês prematuros internados na neonatologia. Atualmente, no entanto, o banco tem conseguido manter a média de 15 litros por semana, quando seriam necessários 40 litros, mais que o dobro do estoque no momento.
Entre as mães doadoras está a técnica de enfermagem Roberta Pereira, 34, funcionária do HMIPV. Após trabalhar na neonatologia, não teve dúvidas de que poderia fazer parte desta ação tão importante para salvar vidas. Hoje, ainda amamenta o filho de 1 ano e nove meses, o Heitor, e aguarda a chegada do Antônio. "Sei o quanto a doação é essencial para os bebês prematuros na luta diária pela sobrevivência e fico muito feliz de poder ajudar", comenta Roberta, grávida de seis meses.
"Dos 25 leitos disponíveis na neonatologia, 5% são ocupados por bebês que nasceram com algum tipo de patologia intestinal, necessitando passar por processo cirúrgico", destaca a coordenadora do Banco de Leite, enfermeira Maria Inês Voigt. Os demais são prematuros de diferentes graus. "Para todos eles, o leite humano é fundamental no sentido de restabelecer a saúde e propiciar alta precoce", comenta. Conforme Maria Inês, a maioria das mães ainda não produz leite suficiente para o consumo do filho por causa do estresse do procedimento cirúrgico enfrentado pelo bebê ou pela própria internação logo após o nascimento.
Como ser doadora: Se estiver amamentando, com excesso diário de leite, basta entrar em contato com o Banco de Leite Humano, que fica na avenida Independência, 661, esquina com rua Garibaldi, telefone 3289-3334. Serão confirmados os critérios de doação - como exames de saúde e informações do pré-natal - e repassadas orientações iniciais para esgotar as mamas manualmente e armazenar o leite com segurança, até que a doadora possa se dirigir ao Banco de Leite para a primeira doação. Será feito preenchimento de cadastro e coletada assinatura de termo de consentimento. Após, a equipe começa a buscar o leite direto na residência, momento em que poderá esclarecer dúvidas. O leite recebido passará por uma análise de qualidade, segurança e pasteurização e, só depois, será liberado ao consumo dos bebês.
Diariamente, a equipe do banco auxilia no esgotamento (retirada) do leite materno, e a prioridade é sempre para o próprio filho, estimulando com isso o aumento da produção. Quando essa produção é ainda insuficiente às necessidades diárias do bebê, devido ao estresse materno, é prescrito leite humano doado. "Este leite supre a necessidade do bebê e tranquiliza a mãe. É um ato de solidariedade, amor, doação e altruísmo, gerando sentimento de bem-estar à doadora", avalia Maria Inês.
Agradecimento: Neste mês, o hospital reuniu mulheres que têm feito doações ao Banco de Leite para uma confraternização especial, como forma de agradecimento e valorização. O encontro ocorreu no dia 19, data em que se comemora o Dia Nacional da Doação de Leite Humano. Entre os benefícios, o leite materno aumenta a imunidade, diminui o risco de doenças infecciosas e diarreias, além de atuar no sistema cognitivo.
Banco de Leite do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas

Avenida Independência, 661, esquina com rua Garibaldi, 6º andar - Porto Alegre
Telefone: 51 3289-3334

Texto de: Vanessa Conte/SMS POA

Edição de: Andrea Brasil/SMS POA

Nenhum comentário:

Postar um comentário