Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


domingo, 8 de novembro de 2015

Hímen rompido sem sexo? Conheça 5 maneiras disso ocorrer

himen-rompido-doutissima-shutterstock
Hímen não é um indicador confiável quanto à atividade
sexual da mulher
Como definir se uma mulher é virgem ou não? Parece simples, mas a verdade é que há uma grande confusão na mente das pessoas quando elas relacionam virgindade e hímen rompido
 
Há diversas formas de romper o hímen sem ter tido relações sexuais, e por isso tirar conclusões a partir dessa circunstância nem sempre é o melhor e mais seguro caminho.
 
Para que serve o hímen?
A função do hímen ainda é um mistério para ciência. Acredita-se que esse tecido seja um vestígio de desenvolvimento vaginal e que, de forma embriológica, visava manter os germes e a sujeira fora da vagina.
 
Em culturas que proíbem atividades sexual antes do casamento, o hímen intacto sempre foi considerado a “prova da pureza” de uma mulher. Essa ligação continua a ter impacto psicológico e cultural ainda hoje, mas a verdade é que esse conceito não passa de um mito já derrubado pela ciência.
 
Cada hímen pode variar em forma, tamanho e espessura. Entre as múltiplas possibilidades, ele é capaz de cercar toda a entrada vaginal, com um espaço aberto no centro ou uma linha fina de pele no meio. A maioria não cobre totalmente a entrada vaginal para que o fluido menstrual possa ser liberado.
 
O hímen também é capaz de ser grosso em casos raros, cobrindo toda a abertura vaginal e impedindo a mulher de menstruar, ter penetração durante a atividade sexual ou qualquer outra coisa inserida na vagina. Muitas vezes um profissional de saúde pode corrigir isso com uma simples incisão.
 
É importante perceber que o hímen não é um indicador confiável quanto à atividade sexual da mulher. Ele pode ser rompido ou esticado pelos dedos ou absorventes internos e também em outras atividades não sexuais.
 
Além disso, em alguns casos ele sequer é rompido durante o sexo. De acordo com um estudo publicado na revista Archives of Pediatric Adolescent Medicine, 52% das meninas que admitiram ter relações sexuais ainda não tinham o hímen rompido.
 
Hímen rompido: atividades diárias entre as causas
Muitas meninas têm o hímen rompido sem relações sexuais. Fatores como tipo de tecido e atividades praticadas são capazes de rompê-lo – até mesmo na infância.
 
Conheça quando isso pode acontecer:
 
1. Práticas esportivas
 
Esportes como atletismo fazem o corpo se esticar bastante e, nesses casos, o hímen pode se romper sem causa sexual. Não há como prevenir, mas isso costuma ocorrer apenas com aquelas que tenham a membrana muito sensível.
 
2. Absorventes
Alguns tipos de absorventes internos podem rompê-lo. Nesses casos, geralmente contam fatores como tamanho da vagina e modelo e tamanho do absorvente.
 
3. Masturbação
Quem experimenta a masturbação e insere dedos dentro da vagina pode ter o hímen rompido. Um mito muito comum é que isso causa dor e sangramento, mas a verdade é que eles costumam estar mais associados à tensão do que ao hímen.
 
4. Queda
As crianças costumam cair com facilidade e, nesses tombos, é possível que, além de algum ferimento visível, ocorra também o rompimento dessa membrana vaginal.
 
5. Sem motivo aparente
Muitas mulheres têm o hímen rompido sem motivo aparente em atividades do dia a dia, podendo ocorrer até mesmo de terem nascido sem ele. Em outras palavras, relacionar a virgindade com o hímen não é uma boa ideia.
 
Doutíssima

Nenhum comentário:

Postar um comentário