Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 10 de novembro de 2015

Pneumonia é a doença infecciosa que mais mata no Brasil

Tabagismo e alcoolismo são os principais fatores de risco
 
A principal causa de morte entre as doenças infecciosas é a pneumonia. De acordo com dados do Ministério da Saúde, a doença foi a terceira principal causa de mortes no Brasil em 2013. Apenas nesse período, foram registradas 68,3 mil mortes, ficando atrás apenas das doenças cerebrovasculares e infarto do miocárdio.
 
A Pneumonia Adquirida na Comunidade (PAC) é uma infecção que se instala no pulmão do paciente e tem como agente causador mais comum da doença o Treptococcus pneumoniae, mais conhecido por pneumococo, envolvido em 30% a 70% dos casos. As bactérias atípicas, como micoplasma, clamídea e legionela são responsáveis por 8% a 48% dos casos, enquanto as infecções mistas, que envolvem mais de uma espécie de bactéria, são relatadas em até 38% dos pacientes.
 
Tabagismo e alcoolismo, por reduzirem a capacidade de defesa do aparelho respiratório, são os principais fatores de risco da doença. Além deles, ambientes fechados com ar-condicionado também podem influenciar o surgimento da doença. Isto se dá pelo fato de que a entrada do germe nas vias respiratórias fica mais fácil em locais secos. Outros fatores são enfermidades que causam a diminuição da imunidade, tratamento com betalactâmico (antibióticos derivados de penicilina) nos últimos três meses e a presença de doenças associadas múltiplas. Os sintomas clássicos a falta de ar, mal estar e febre.
 
Segundo o especialista em Pneumologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa, Dr. Roberto Stirbulov, um ou vários sinais da infecção podem aparecer no paciente. “Pacientes idosos podem manifestar menos sintomas de uma forma geral, inclusive podem não apresentar febre. Às vezes, a única manifestação nesse caso é queda do estado geral e diminuição de contato com o meio, como se fosse uma depressão”.
 
Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário