Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

A diferença entre chefes e “super chefes” na Saúde

O campo da saúde está passando por uma das mudanças mais radicais já vistas desde a adoção no século XIX da teoria microbiana das doenças e da anestesia cirúrgica. Em meio a este momento turbulento, que tipos de administradores executivos são os mais procurados por hospitais e instituições de saúde?

A principal característica compartilhada pelos chamados “super chefes” é que todos eles — do designer Ralph Lauren ao diretor e produtor George Lucas até a poderosa das vendas domiciliares de maquiagem Mary Kay Ash — percorreram suas carreiras procurando novos talentos, de acordo com a Harvard Business Review.

“Eu descobri que super chefes compartilham um número chave de traços de personalidade”, escreveu o autor do livro “Superbosses: How Exceptional Leaders Manage the Flow of Talent” e professor da Universidade de Dartmouth, Sydney Finkelstein. “Eles tendem a ser extremamente confiantes, competitivos e imaginativos. Ele também agem com honestidade e não têm medo de deixar seu eu autêntico aparecer”.

O livro de Finkeltein afirma que líderes dinâmicos procuram indivíduos superdotados para serem contratados e, em seguida, preparados para o sucesso. “Foco em contratações não convencionais,” ressalta o ensaio da Harvard Business Review. “Focar em inteligência, criatividade e flexibilidade”.

Esteja preparado para renovações, disse Finkelstein. Chefes e CEOs estão preparando as pessoas que contratam para trabalhar juntamente com a sua organização, mas super chefes entendem que estão definindo seus protegidos para um futuro de sucesso.

CEOs de hospitais e de instituições de saúde estão em uma posição única para promover mudanças. Por isso, líderes de saúde devem estar preparados para contratar indivíduos de outras áreas, como do setor financeiro, firmas de tecnologia e de gestão da informação.

CEOs de saúde de sucesso devem também abraçar a mudança, ter competência clínica, usar estratégias impulsionadas por dados, ser gerentes ágeis de sua equipe e também focar nas finanças.

“O CEO do futuro será alguém que entende de prestação de continuidade de cuidado, desde internações à consultórios médicos até serviços auxiliares de saúde em casa, farmácia e casas de repouso, e é capaz de unir tudo isso, promovendo um excelente serviço a um custo reduzido”, disse Tom Giela, diretor de serviços de saúde para a filial de Chicago da empresa de recrutamento de executivos Korn Ferry, relatou anteriormente a FierceHealthPayer.

*Com informações da FierceHealthcare em 07/01/16.

Saúde Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário