Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Psoríase gutata é uma doença de pele relativamente comum

A psoríase gutata é uma erupção cutânea caracterizada por pequenas manchas. Ela é capaz de ocorrer em qualquer idade, mas costuma ser mais frequente em crianças, adolescentes e adultos jovens

Normalmente, pode durar semanas ou meses – tudo depende da rapidez com a qual o tratamento é iniciado. Quando esse problema não recebe cuidados médicos, muitas vezes evolui para outros tipos de psoríase.

Psoríase gutata é de natureza não-infecciosa
Conhecida também como gota de lágrima ou psoríase gota da chuva, essa enfermidade é diferente de outras formas de psoríase. É que ela cria lesões isoladas na superfície da pele, que aparecem como lágrimas. Nessa espécie de psoríase podem ser formadas centena de pequenas lesões, geralmente vermelhas ou rosadas e que apresentam flocos brancos na superfície da pele chamadas escamas.

Este tipo de psoríase costuma ocorrer em indivíduos com idade inferior a 30 anos. Geralmente, se manifesta de repente e isso acontece depois de algum tipo de infecção – a mais comum é a infecção na garganta. Há outras razões para seu súbito aparecimento, como estresse, amigdalite, lesões de pele e certos medicamentos.

A psoríase gutata ainda pode ser hereditária. Há maiores chances de seu aparecimento em indivíduos que têm algum parente com a doença. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, cerca de 30 a 40% dos pacientes que apresentam psoríase possuem histórico familiar do problema.

Um levantamento da Universidade de Michigan identificou várias áreas do genoma humano em que mais de um gene é capaz de estar envolvido na psoríase e na artrite psoriática. Atualmente, há uma tecnologia de sequenciamento genético elaborada pela Universidade da Califórnia que busca encontrar os genes “gatilho” do problema, ou seja, aqueles que podem ser as principais causas da psoríase em certos indivíduos.

A psoríase gutata é uma doença crônica e não-contagiosa. Sua grande peculiaridade é que há períodos de remissão seguidos por tempos de exacerbação – especialmente no outono e no inverno. Os surtos geralmente começam em tronco, braços ou pernas, e muitas vezes se espalham para rosto, orelhas ou couro cabeludo.

Como diagnosticar a doença
Esse tipo de psoríase costuma ser desencadeada após uma infecção. Quando essa infecção é diagnosticada, o diagnóstico do problema de pele a ela associado fica mais fácil. Para concluir por sua existência um profissional de saúde pode verificar as partes afetadas ou então realizar um exame de amostra de pele. Em muitos casos, o problema é tratado com uma pomada de uso tópico. Ela é capaz de aliviar sintomas e também prevenir infecções secundárias na pele. Em casos mais graves, os médicos costumam prescrever medicamentos sistêmicos – administrados por via oral ou injeção.

Além disso, o exercício físico regular e uma dieta saudável são considerados tratamentos naturais eficazes para a psoríase. Coma muitas frutas e vegetais como alho, alface, salsa e limão. Inclua também grãos e nozes – ambos benéficos. Busque fugir de alimentos processados, cafeína, bebidas alcoólicas e gorduras animais.

Tenha ainda uma rotina regular de exercícios. A atividade física periódica é capaz de melhorar a saúde de músculos e tecidos, bem como as funções de cura do corpo humano.

Foto: Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário