Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 29 de setembro de 2015

Conselho Federal de Medicina proíbe que médicos façam 'selfie' com pacientes

Médicos tiram foto com mulher nua e aparentemente inconsciente. Foto: Reprodução/Metro.co.uk
 Foto: Reprodução/Metro.co.uk - Médicos tiram foto com
mulher nua e aparentemente inconsciente
Medida do CFM visa evitar o sensacionalismo ou autopromoção dos médicos
 
O Conselho Federal de Medicina publicou nesta segunda-feira (28) no Diário Oficial da União novas resoluções de conduta aos médicos. A selfie com pacientes, por exemplo, agora é prática vetada. Além disso, o CFM levanta pontos sobre a divulgação de assuntos médicos por meio de publicidade, redes sociais e entrevistas. O anúncio de técnicas ainda não comprovadas cientificamente também foi vetada. A carboxiterapia ou a ozonioterapia são exemplos desses casos que ainda não há consenso científico.
 
A resolução CFM nº 2.126/2015 tem como objetivo evitar o apelo ao sensacionalismo ou autopromoção dos médicos.
 
Os médicos, então, estão proibidos de participar de anúncios de empresas comerciais ou de produtos relacionados à ela. Antes, a proibição atingia apenas medicamentos ou equipamentos relacionados à saúde. Agora, os profissionais não poderão fazer publicidade de artigos de higiene, limpeza, produtos alimentícios ou outros.
 
Selfie nunca mais
A resolução detalha também a proibição aos selfies quando em momento de trabalho ou atendimento, como em cirurgias. "Com a mudança, os médicos estão proibidos de divulgar este tipo de fotografia, bem como imagens e/ou áudios que caracterizem sensacionalismo, autopromoção ou concorrência desleal", informou o CFM, em nota.
 
“Trata-se de uma decisão que protege a privacidade e o anonimato inerentes ao ato médico e estimula o profissional a fazer uma permanente reflexão sobre seu papel na assistência aos pacientes”, ressaltou o conselheiro José Fernando Maia Vinagre, corregedor do CFM.

iG

Nenhum comentário:

Postar um comentário