Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Discurso de prevenção é atrasado, diz entidade que trabalha com Aids há 28 anos

Especialista acredita que faltam mudanças sociais, técnicas e tecnologia para erradicar a doença

O discurso da prevenção do HIV nos dias atuais remonta a ideias do século passado e não interage com os mais afetados pela epidemia: os excluídos. A afirmação está na publicação lançada ontem, terça-feira(1º), Dia Mundial de Luta Contra a Aids, pela ABIA (Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS), que há 28 anos trabalha com o tema. O artigo Perspectiva política - Pedagogia da Prevenção: reinventando a prevenção do HIV no século XXI está disponível para download em português e, na versão em inglês.

Falta, segundo o texto, respeito pela autonomia dos indivíduos e coletividades, bem como valorização de outras vozes e conhecimentos empíricos. Para o diretor-presidente da ABIA, Richard Parker, são necessárias mudanças sociais, técnicas e tecnológicas para erradicar a Aids. 

— Numa época em que se amplia o número de opções preventivas, desenvolver uma resposta que promova o empoderamento das pessoas em risco de infecção pelo vírus do HIV é um dos grandes desafios para a prevenção no século XXI. Para que as pessoas façam escolhas conscientes, é preciso ter garantido o acesso à informação sobre saúde, a fim de tomar decisões baseadas no que é melhor para cada realidade.

O foco apenas na camisinha é um exemplo do atraso na forma como governos e instituições investem na prevenção. O estudo ressalta que existem novos métodos além do preservativo, que não deve ser descartado, mas combinado com abordagens mais recentes como as profilaxias pré-exposição e pós exposição, circuncisão masculina, métodos preventivos comportamentais, estruturais ou contextuais.

Oferecer acesso a todas as opções preventivas e à informação sobre cada uma delas é, segundo o artigo, tão importante quanto o acesso ao tratamento. Como parte dos eventos de luta de enfrentamento ao HIV, hoje,  quarta-feira (2) haverá apresentação comemorativa, no Centro Cultural Banco do Brasil, dos 20 anos do documentário Cabaret Prevenção, do diretor Vagner de Almeida, sobre as oficinas e o livro feito com participantes das Oficinas de Teatro Expressionista, Sexualidade e AIDS para Homens que fazem Sexo com Homens (HSH) iniciadas na ABIA em 1993. haverá debate com o diretor e dois personagens que participaram do filme na época.

Foto Reprodução: COREN RN

Agência Brasil / R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário