Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Tintas contaminadas para tatuagem causam celulites e outras infecções na pele

Pretende fazer uma tatuagem? Então, fique atento e tenha cuidado com este tipo de procedimento

É que as tintas usadas podem conter substâncias toxicológicas alérgicas e provocar celulites, erisipelas e outras infecções na pele. De acordo com a infectologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Elisa Beirão, é importante exigir do tatuador que a tinta seja individualizada para cada cliente. Este procedimento pode evitar até mesmo doenças mais graves, como a hepatite B, C e o vírus HIV.

Um estudo recente realizado pela Universidade de British Columbia constatou que pessoas com tatuagens que cobrem grandes partes do corpo apresentam maior risco de contrair hepatite C e outras doenças transmissíveis pelo sangue. Foram analisadas 124 pesquisas de 30 países, incluindo Canadá, Irã, Itália, Brasil e Estados Unidos.

“As tintas servem como fontes de infecção, pois os produtos utilizados nelas têm que ser insolúveis e parte deles pode conter componentes que normalmente não são utilizados em humanos”, ressalta a infectologista. No caso das agulhas, se não forem corretamente esterilizadas, também são potenciais fontes de transmissão das mesmas doenças. “As tatuagens ainda são consideradas fator de risco nos casos de doação de sangue em função dos riscos de infecção”, complementa Elisa Brandão.

Embora esses fatores de risco sejam preocupantes, a especialista lembra que o aumento de denúncias de contaminação de pacientes, especialmente com hepatite C, ajudou na aplicação de padrões mais rigorosos de higiene nos dias atuais.

Confira abaixo dicas para cuidar das tatuagens e da pele:

· Limpeza com água e sabão neutro, que são recursos suficientes para evitar bactérias;

· Avalie cuidadosamente os processos de higienização e esterilização dos equipamentos;

· Se possível, exija ao tatuador que a tinta seja individualizada para cada cliente;

· Não há uma idade padrão para aderir à pintura no corpo, no entanto orienta-se que as pessoas façam uso do bom senso. As leis exigem que os menores de idade tenham permissão dos pais para fazer tatuagens;

· Após fazer um novo desenho, aplique pomada antibiótica na área para conseguir uma cicatrização mais rápida;

· Evite coçar a tatuagem. Os primeiros dias são muito desagradáveis, mas as unhas são infecciosas e podem arrancar uma crosta da pele – causando mais feridas.

Foto: Reprodução

Informações para a imprensa:
TREE COMUNICAÇÃO
(11) 3093-3604 / 3093-3636
Isabel Lopes – isabel.lopes@tree.inf.br
Lucio Agberto – lucio.agberto@tree.inf.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário