Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


segunda-feira, 9 de março de 2015

Canadá vai indenizar vítimas da talidomida

O governo canadense decidiu nesta sexta-feira conceder uma nova série de indenizações às vítimas da talidomida, um medicamento prescrito há mais de 50 anos e que causou graves problemas de formação em milhares de bebês
 
O medicamento, prescrito para aliviar enjoos durante a gravidez, provocou efeitos irreversíveis no desenvolvimento de fetos no final da década de 50 e início dos anos 60.
 
“Há mais de 50 anos, a talidomida foi homologada” e, “lamentavelmente causou graves danos permanentes – físicos e emocionais – às mães, filhos e famílias”, declarou a ministra canadense da Saúde, Rona Ambrose.
 
Cada indenizado receberá um “valor global livre de impostos de 125 mil dólares canadenses (98 mil dólares)” para cobrir a assistência médica de emergência, disse Ambrose.
 
O governo também liberará 168 milhões de dólares “para uma assistência médica permanente de longo prazo para os sobreviventes”.
 
As primeiras indenizações às vítimas da talidomida no Canadá foram concedidas em 1991, mas “o governo acredita que há a obrigação moral de ajudar os sobreviventes desta tragédia”, destacou Ambrose.
 
Em todo o mundo, a talidomida deixou cerca de 20 mil vítimas, muitos nascidos sem pernas ou braços ou com os membros colados ao tronco.
 
Este medicamento foi retirado do mercado no final de 1961 na Alemanha e no Reino Unido, mas seguiu sendo prescrito para mulheres grávidas no Canadá até agosto de 1962.
 
Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário