Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O que aumenta a adesão medicamentosa?

Por Mayara Rodrigues*
 
A adesão correta ao tratamento médico é um dos grandes desafios que o setor de saúde tem que enfrentar. Esse foi um dos temas discutido no painel “Saúde populacional, adesão medicamentosa e gamificação” no segundo dia do evento Hospital Innovation Show, no qual também foram debatidas ações para melhoria da saúde populacional.
 
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que menos de 60% dos pacientes com diabetes e menos de 40% dos pacientes hipertensos seguem as prescrições médicas.
 
Na visão de Walker Lahmann, diretor executivo da Eurofarma, iniciativas isoladas não funcionam para aumentar essa adesão, é necessário um conjunto de ações por parte do setor. Um dos complicadores dessa situação é a quantidade de medicamentos que a pessoa precisa ingerir, segundo Lahmann, isso poderia ser minimizado se houvesse maior integração entre as especialidades médicas.
 
O modo de se comunicar e se relacionar está mudando em todo o mundo, e entre o profissional de saúde e o paciente não é diferente. Os conselhos das categorias precisam acompanhar esse movimento e atualizar as normas que regem a atuação dos profissionais de saúde, para aproveitar todas as oportunidades que a tecnologia está trazendo.
 
Para Severino Benner, presidente da Benner, tem que ocorrer uma transformação na saúde. Existe um conjunto de informações desestruturadas na mão de diferentes instituições que quando organizadas e compartilhadas podem trazer avanços para a saúde coletiva. Além disso, para Benner cada pessoa deve fazer a gestão de sua saúde, se utilizar cada vez mais da tecnologia para isso.

Massanori Shibata Jr., diretor executivo hospitalar da Notredame, acrescenta que o sistema de saúde precisa sofrer uma modificação na sua estrutura para que outras especialidades participem mais ativamente do cuidado do paciente. O cuidado multidisciplinar ajuda a manter o foco no paciente e não apenas na doença.
 
Um novo conceito que está se inserindo na área da saúde são as redes sociais, elas podem ser uma ferramenta para aumentar a adesão ao tratamento. Istvam Camargo, fundador e CEO da Rede Social Cidadão Saúde, diz que as maiores preocupações das instituições quanto a redes sociais para os pacientes são a segurança dos dados e a privacidade dos participantes. Por isso, Istvam recomenda o uso de redes fechadas, no qual as empresas podem se comunicar com os pacientes e gerar engajamento dos grupos.
 
Portanto, faz-se necessário olhar o desenvolvimento tecnológico como aliado a evolução da área da saúde. O mundo e a população estão em constante mudança e o setor precisa acompanhar esse movimento, senão continuará deixando muitas pessoas a margem do sistema.
 
Autor: Mayara Rodrigues, especial da Avelã para o Saúde Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário