Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Só 10% das calorias diárias devem vir de açúcar, diz nova diretriz dos EUA

Diretrizes alimentares foram divulgadas por governo dos EUA nesta quinta. Foi a primeira vez que documento estabeleceu limite específico para doces

  Granola com frutas: no máximo 10% das calorias diárias devem vir de açúcar adicionado aos alimentos, segundo novas diretrizes de alimentação dos Estados Unidos  (Foto: Kathy Hunt/Reuters)
Foto: Katy Hunt/Reuters - Granola com frutas:  no máximo 10% das calorias diárias devem vir de açúcar adicionado aos alimentos, segundo novas diretrizes de alimentos dos EUA

O acréscimo de açúcar nos alimentos deve representar menos de 10% das calorias diárias, segundo as novas Diretrizes Alimentares para Americanos 2015-2020, publicadas ontem (quinta-feira, 7) pelo governo dos Estados Unidos. Pela primeira vez o documento estabeleceu limites específicos para o consumo de doces. As gorduras saturadas também devem totalizar menos de 10% da ingestão diária de alimentos, segundo o documento que o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA lança a cada cinco anos.

Grupos de consumidores saudaram a publicação do guia como um passo importante num país onde mais de um terço da população adulta – cerca de 79 milhões de pessoas – é obesa.

Alimentação saúdável, frutas, legumes, verduras, grãos, vegetais, dieta, refeição, refeições, cozinha (Foto:  Reuters/Courtesy of Oldways)
Foto: Reuters/Courtesy of Oldways - Guia incentiva pessoas a consumirem mais verduras e grãos integrais

As normas seguem as recomendações formuladas por um comitê consultivo que, em fevereiro passado, pediu uma redução no consumo de carne vermelha. As normas dietéticas recomendaram que a população consuma alimentos com “o menor nível possível de colesterol”. Comer menos carne vermelha está ligado a um risco menor de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais (AVC), assim como de obesidade, diabetes tipo 2 e alguns tipos de câncer, aponta o guia. Também recomenda um estilo de vida saudável, que inclui exercícios regulares e uma dieta baseada em verduras e grãos integrais.

“Os conselhos incluídos nas diretrizes dietéticas de 2015 para os norte-americanos são saudáveis, razoáveis e têm bases científicas”, disse Michael Jacobson, presidente do Center for Science in the Public Interest.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário