Farmácia pública, farmácia hospitalar, logística, enfermagem, medicina, carreira, concursos, tecnologia, história, downloads, legislação e muito mais.


Vagas na área de saúde

Empregos por Careerjet

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Exames: Auto-anticorpos

(Códigos AMB: Anticorpos antiplaquetários, citometria de fluxo 4.03.04.03-5 / Anticorpos irregulares 4.03.04.04-3 / Anticorpos irregulares, pesquisa (meio salino a temperatura ambiente e 37º e teste indireto de coombs) 4.03.04.05-1 / Anticorpos anti-ilhota de langherans 4.03.06.20-8 / Anticorpos anti-influenza A, IgG 4.03.06.21-6 / Anticorpos anti-influenza A, IgM 4.03.06.22-4 / Anticorpos anti-influenza B, IgG 4.03.06.23-2 / Anticorpos anti-influenza B, IgM 4.03.06.24-0 / Anticorpos antiendomisio - IgG, IgM, IgA (cada) 4.03.06.25-9 / Anticorpos naturais - isoaglutininas, pesquisas 4.03.06.26-7 / Anticorpos naturais - isoaglutininas, titulagem 4.03.06.27-5)

Material a ser analisado: sangue extraído da veia do braço

Objetivo do exame: Avaliar e medir o nível dos auto-anticorpos, para ajudar no diagnóstico das doenças auto-imunes, assim como acompanhar o desenvolvimento destas patologias.

Confiabilidade do exame: A presença de auto-anticorpos nem sempre coincide com a existência de doença.

Tempo necessário para obter o material: 5 minutos.

Preparação do paciente: nenhuma preparação é necessária.

Tempo necessário para obter resultados: entre 1 a 7 dias.

Técnica utilizada: A presença de auto-anticorpos, diagnosticados através de técnicas de imunofluorêscencia, ou por métodos de ELISA, mede a quantidade de anticorpos que o organismo do paciente fabrica, contra seus próprios tecidos.

Valores normais: ausência de auto-anticorpos.

Valores aumentados: Além de serem encontrados nos pacientes afetados por problemas auto-imunes, os auto-anticorpos podem estar presentes em pessoas adultas, com mais de 60 anos, e algumas vezes em pacientes mais jovens.

Geralmente este exame demonstra a presença isolada ou conjunta de:

Anticorpos antinucleares (ANA) : Podem estar presentes em doenças auto-imunes, particularmente no lúpus eritematoso sistêmico (LES), na esclerodermia, ou na síndrome de Sjögren, na polimiositis, e também em certos tipos de hepatite crônicas que estejam em atividade.

Anticorpos antiDNA : Podem estar presentes no lúpus, mas normalmente não estão presentes em outras doenças auto-imunes e, geralmente, diminuem seu nível, quando o tratamento do lúpus obtém êxito.

Anticorpos antifosfolipídicos: Podem ser encontrados no lúpus e em outras patologias, como as que estão associadas a alterações dos fatores de coagulação e também em abortos.

Anticorpos antimúsculo liso: Podem estar presentes na hepatite crônica ativa. Os exames deste tipo destingem entre este tipo de hepatite e outras formas de doenças hepáticas.

Anticorpos antimitocondriais: Podem estar presentes na maioria dos casos de cirrose biliar primaria e raramente em outros tipos de doenças crônicas do fígado.

Fator reumatóide freqüentemente encontrado no sangue e líquidos intra-articulares de pacientes com artrite reumatóide.

Alguns medicamentos que podem alterar os resultados:
  • alfametildopa
  • clorpromazina
  • hidantoina
  • hidralazina
  • isoniazida
  • procainamida e quinidina (mesmo depois de ter deixado de tomá-los após vários meses).
 
Estes medicamentos podem produzir resultados falso positivos, aumentando a produção de anticorpos antinucleares (ANAs).

Fontes:
- Manual de exames: Instituto de Patologia clinica Hermes Pardini 2003/2004

- A clínica e o laboratório - Alfonso Balcells Gorina, Medsi Editora 1996

- Henry: Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods, 20th ed., 2001.

Por Boa Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário