Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Multitasking está relacionado com aumento da ansiedade e depressão

Usar diversas plataformas midiáticas ao mesmo tempo – o chamado multitasking – está ligado a maiores sintomas de ansiedade e depressão.
 
Essa afirmação foi feita por pesquisadores americanos da Universidade Estadual do Michigan, que identificaram claras evidências do fenômeno em um estudo publicado no periódico Cyberpsychology, Behavior and Social Networking.
 
“Nossa dúvida é apenas na ordem dos problemas. Se é o multitasking que gera esses sintomas ou se os sintomas causam maior dependência desse tipo de relação com os novos dispositivos eletrônicos. Talvez isso seja uma forma de pessoas ansiosas e com algum grau de depressão se distrairem dos problemas enfrentados”, diz Mark Becker, principal autor do estudo.
 
De acordo com os pesquisadores o uso de computadores, videogames e televisão, por exemplo, aumentou, em média, 20% nos últimos anos, sendo que o hábito do multitasking teve um aumento em 120% de acordo com resultados de diversas outras pesquisas sobre o tema.
 
No estudo de Becker, quase 320 participantes fizeram parte do grupo principal entrevistado e avaliado para transtornos mentais.
 
“Caso o multitasking esteja causando problemas de saúde mental, os alívios dos sintomas são relativamente simples, ou seja, diminuir o tempo de uso desses dispositivos de mídia pode aliviar os sintomas. Mas se for o inverso, há um problema mais complexo, pois se o aumento de 120% do hábito é uma tendência mundial, então há cada vez mais pessoas com transtornos ansiosos e depressão”, diz o autor.
 
De qualquer forma, dizem os pesquisadores, os resultados da pesquisa são importantes pois é a primeira vez que dados assim fazem parte de uma pesquisa científica. “Isso pode ter implicações importantes para identificar os impactos negativos do aumento do uso de tantas mídias na atualidade”, finaliza.
 
Fonte O que eu tenho

Nenhum comentário:

Postar um comentário