Aplicativos, carreira, concursos, downloads, enfermagem, farmácia hospitalar, farmácia pública, história, humor, legislação, logística, medicina, novos medicamentos, novas tecnologias na área da saúde e muito mais!


Vagas na área de saúde

Empregos por Careerjet

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Exames: Audiometria (Audiometria – tipo Von Bekesy – código AMB:4.01.03.04-8)

Material a ser analisado: Gráficos que são registrados em um papel e que demonstram a interpretação auditiva do paciente a distintos ruídos, que variam tanto em intensidade, quanto em tonalidade.

Objetivo do exame: diagnosticar problemas auditivos, que podem ser secundários a trauma auditivo ou a perda súbita ou progressiva da audição.

Confiabilidade do exame: muito boa.

Tempo necessário para sua realização: 30 a 45 minutos.

Preparação do paciente: Primeiramente deve se verificar, se o canal auditivo não está bloqueado por cera.

Tempo necessário para obter o resultado: imediato.

Técnica utilizada: O paciente é colocado em uma sala sem ruídos provida de um equipamento de audiometria, fones de ouvido e vendas.

O paciente coloca os fones de ouvido e é orientado a levantar sua mão quando escute um som. Ele escutará seis sons diferentes, porém com diminuição progressiva do volume de cada um, diminuindo 10 decibéis de cada vez, até que não possa mais escuta lo.

O exame é repetido para cada ouvido.

Em seguida se retiram os fones de ouvido e é colocada uma venda com um pequeno retângulo plástico, que permite a transmissão óssea dos sons, avaliando se comparativamente os dois ouvidos. Essa transmissão óssea também será avaliada, com os fones de ouvido colocados.

Finalmente será experimentada a percepção das palavras , elas serão repetidas com os fones de ouvido colocados, para examinar a percepção da fala.

Método utilizado para obter resultados: Determinar a habilidade de distinguir tons ou volumes de diferentes sons, assim como a vibração dos diapasões, quando o som é transmitido através do osso, ou através do ar. Uma comparação, entre estes dois tipos de condução, pode ajudar a determinar, que parte do mecanismo do ouvido, é a responsável pela perda auditiva.

Valores normais: Os resultados do audiograma são apresentados em forma de gráfico e mostram a quantidade de perda auditiva demonstrada em decibéis, com freqüências diferentes (também chamados hertz ou Hz). As freqüências altas, correspondem aos tons altos, e as freqüências baixas, os tons baixos. A maioria do grau de variação dos audiogramas é em torno de 250 a 4,000 Hz. O ouvido normal pode distinguir um som mínimo de 0 dB a 20 dB. A impossibilidade de perceber qualquer tom de 20 dB ou mais, indica um grau de perda auditiva. A analise da prova de percepção das palavras, uma repetição correta de 85% ou mais das palavras ditas pelo examinador, indica um diagnostico normal.

Valores alterados: Se o exame de condução óssea indica uma perda do ouvido condutivo, pode ser recomendado efetuar um timpanometria.

Uma diferença no exame de tom ou de discurso, entre os dois ouvidos, pode ser uma justificativa para avaliar a presença, ou não, de um tumor acústico unilateral.

Alguns fatores que podem alterar os resultados: Quando o exame não é realizado em um ambiente desprovido de ruídos, pode ocorrer uma alteração injustificada do exame.

Fontes:

- Manual de exames: Instituto de Patologia clinica Hermes Pardini 2003/2004

- A clínica e o laboratório - Alfonso Balcells Gorina, Medsi Editora 1996

- Henry: Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods, 20th ed., 2001.

Fonte Boa Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário